SlideShare uma empresa Scribd logo
ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR
PROFESSOR: JOSÉ TADEU
ALUNOS:
ADRIENE SANTIAGO
FLÁVIA ALINE
JOSIELMA BRAGA
PABLO MOREIRA
SOLANGE ADACHI
SISTEMA DE INFORMAÇÃO

Administração Hospitalar
SISTEMA DE INFORMAÇÃO
Conceito: É um conjunto de pessoas, recursos
físicos, recursos financeiros, normas e
processos, procedimentos e dados que
funcioanam articulados e que procuram facilitar
e apoiar o desempenho dos fucionários do
hospital para o cumprimento das atividades
previstas para operação e desenvolvimento da
organização.
Finalidade
O sistema de Informação deve ser considerado
como um meio necessário para a administração
e do desenvolvimento produtivo das
instituições, com o propósito de apoiar a gestão
hospitalar orientada a melhorar a eficiência, a
eficácia, a efetividade e a competitividade.
Características
Procedimentos básicos com os quais os hospitais
devem contar:
• Registro de dados
• Processamento de dados
• Análise da informação
• Transmissão da informação
• Retro-alimentação
Implementação de um Sistema de
Informação
Reconhecer as Particularidades do Hospital

Especificar Regras para seu Funcionamento
Identificação dos Processos

Formar o Mapa de Processos
Análise
São precisados os Processos

Destaque para o Diagrama de
Fluxo de dados.
Sequência Lógica

Entrada

Transformação

Saída
Após definir os fluxos de
informações são
detectadas as
possibilidades de
melhoras
VISITA TÉCNICA

HOSPITAL ADVENTISTA
DE BELÉM
Hospital Adventista de Belém
MV - Soul

MV - Sistemas
• A MV Sistemas iniciou suas atividades em 20 de julho
de 1987, em Porto Alegre (RS), sob o nome de MV
Informática. O “MV” surgiu da junção da letra inicial
dos sobrenomes dos primeiros sócios: Paulo Magnus e
Valdir Vargas.
• Em 1993, a MV lançou o Sistema de Gestão Hospitalar
Integrado (SGHI), desenvolvido na linguagem de
programação Clipper, sendo um dos primeiros do País a
atender a maioria das funções de um hospital. Com o
sucesso desse, a MV passou a direcionar todo o seu
esforço na construção de outro sistema com as
melhores práticas de gestão hospitalar do mercado.
• O sistema já foi 100% implementado no
hospital e conta com 100% dos funcionários
aptos para manusearem o programa.
• Controla desde a área Administrativa, até o
atendimento e prontuário dos pacientes.

• Próximo passo será o prontuário eletrônico
homologado.
• O sistema já foi 100% implementado no

hospital e conta com 100% dos funcionários
aptos para manusearem o programa.
• MV 2000I

• MV SOUL
Funcionalidades
 Estruturado em módulos: Estrutural, Contas Médicas,
Consultas para Usuários, Internação, Centro Cirúrgico,
Prontuário, Exames, Comercial, Emissão de Guias, Central de
Atendimento, Financeiro, Contabilidade, Almoxarifado,
Manutenção e Caixa
 Cadastro dos fornecedores, clientes, pacientes e internações
 Exportação e importação de dados e informações da rotina
hospitalar
 Sistema de faturamento integrado com a auditoria interna
 Relatórios para controle da gestão
 Back-up e restore da base de dados relacionadas as rotinas e
cadastro do hospital
Vantagens
 O programa possui módulos para se adequar
a cada dos processos Agilidade e
customização da gestão hospitalar
 Monitoramento de todos os processos
críticos
 Agilidade no suporte operacional
 Sistema gerencial possibilitando a gestão por
resultados
 Regulamentada pela ANS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gerência em Enfermagem
Gerência em EnfermagemGerência em Enfermagem
Gerência em Enfermagem
Samira Rahaamid Paz
 
gerenciamento de enfermagem
gerenciamento de enfermagemgerenciamento de enfermagem
gerenciamento de enfermagem
josi uchoa
 
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEMAula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Luziane Costa
 
teorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagemteorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagem
Rafael Lima
 
Planejamento dos cuidados de enfermagem
Planejamento dos cuidados de enfermagemPlanejamento dos cuidados de enfermagem
Planejamento dos cuidados de enfermagem
Daniel Félix dos Santos
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de EnfermagemTeorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
Enf.Savana das G.
 
administração hospitalar
administração hospitalaradministração hospitalar
administração hospitalar
biblisaocamilo
 
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de EnfermagemEstrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Centro Universitário Ages
 
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de EnfermagemPaciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Bruna Guimarães
 
Sae
SaeSae
Aula sinais vitais
Aula sinais vitaisAula sinais vitais
Aula sinais vitais
Viviane da Silva
 
Aula Introdutória de Saúde Coletiva
Aula Introdutória de Saúde ColetivaAula Introdutória de Saúde Coletiva
Aula Introdutória de Saúde Coletiva
Karynne Alves do Nascimento
 
AdministraçãO De Enfermagem Parte 1
AdministraçãO De Enfermagem Parte 1AdministraçãO De Enfermagem Parte 1
AdministraçãO De Enfermagem Parte 1
Eduardo Gomes da Silva
 
éTica e enfermagem
éTica e enfermageméTica e enfermagem
éTica e enfermagem
Maria Clara Figueiredo
 
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátricaEnfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Regiane Ribeiro
 
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Humanização Na Assistencia de  EnfermagemHumanização Na Assistencia de  Enfermagem
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Charles Lima
 
Processo de Enfermagem
Processo de Enfermagem Processo de Enfermagem
Processo de Enfermagem
Centro Universitário Ages
 
Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)
Katia Pontes Remijo
 
Aula qualidade
Aula qualidadeAula qualidade
Aula qualidade
Ramos, Luiz Ramos
 
ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR
ORGANIZAÇÃO HOSPITALARORGANIZAÇÃO HOSPITALAR
ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR
Centro Universitário Ages
 

Mais procurados (20)

Gerência em Enfermagem
Gerência em EnfermagemGerência em Enfermagem
Gerência em Enfermagem
 
gerenciamento de enfermagem
gerenciamento de enfermagemgerenciamento de enfermagem
gerenciamento de enfermagem
 
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEMAula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
 
teorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagemteorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagem
 
Planejamento dos cuidados de enfermagem
Planejamento dos cuidados de enfermagemPlanejamento dos cuidados de enfermagem
Planejamento dos cuidados de enfermagem
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de EnfermagemTeorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
 
administração hospitalar
administração hospitalaradministração hospitalar
administração hospitalar
 
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de EnfermagemEstrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
 
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de EnfermagemPaciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
 
Sae
SaeSae
Sae
 
Aula sinais vitais
Aula sinais vitaisAula sinais vitais
Aula sinais vitais
 
Aula Introdutória de Saúde Coletiva
Aula Introdutória de Saúde ColetivaAula Introdutória de Saúde Coletiva
Aula Introdutória de Saúde Coletiva
 
AdministraçãO De Enfermagem Parte 1
AdministraçãO De Enfermagem Parte 1AdministraçãO De Enfermagem Parte 1
AdministraçãO De Enfermagem Parte 1
 
éTica e enfermagem
éTica e enfermageméTica e enfermagem
éTica e enfermagem
 
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátricaEnfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
 
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Humanização Na Assistencia de  EnfermagemHumanização Na Assistencia de  Enfermagem
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
 
Processo de Enfermagem
Processo de Enfermagem Processo de Enfermagem
Processo de Enfermagem
 
Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)Sae aula .. (1)
Sae aula .. (1)
 
Aula qualidade
Aula qualidadeAula qualidade
Aula qualidade
 
ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR
ORGANIZAÇÃO HOSPITALARORGANIZAÇÃO HOSPITALAR
ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR
 

Destaque

Organização serviços de saúde
Organização serviços de saúdeOrganização serviços de saúde
Organização serviços de saúde
calinesa
 
GestãO Hospitalar
GestãO HospitalarGestãO Hospitalar
GestãO Hospitalar
luciana.oli
 
Administração apliacada à enfermagem apostila
Administração apliacada à enfermagem   apostilaAdministração apliacada à enfermagem   apostila
Administração apliacada à enfermagem apostila
Wilma Medeiros
 
Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012
Ismael Costa
 
Auditoria em gestão hospitalar
Auditoria em gestão hospitalarAuditoria em gestão hospitalar
Auditoria em gestão hospitalar
Adelissa Pedro AmorEterno
 
Estrutura organizacional dos serviços de saúde - Redes de Atenção à Saúde (RAS)
Estrutura organizacional dos serviços de saúde - Redes de Atenção à Saúde (RAS)Estrutura organizacional dos serviços de saúde - Redes de Atenção à Saúde (RAS)
Estrutura organizacional dos serviços de saúde - Redes de Atenção à Saúde (RAS)
Patrícia Cruz Rodrigues Marion
 
02 aulas de-auditoria_5
02 aulas de-auditoria_502 aulas de-auditoria_5
02 aulas de-auditoria_5
andressa bonn
 
Teorias da administração
Teorias da administraçãoTeorias da administração
Teorias da administração
Ester Santiago
 
livro-administracao-aplicada-a-enfermagem-2
livro-administracao-aplicada-a-enfermagem-2livro-administracao-aplicada-a-enfermagem-2
livro-administracao-aplicada-a-enfermagem-2
Eustolia Maria dos Santos Batista
 
Módulo 1 - aula 1
Módulo 1 - aula 1Módulo 1 - aula 1
Módulo 1 - aula 1
eadsantamarcelina
 
Clinicalkey para Administração Hospitalar - A informação clinica na velocida...
Clinicalkey para Administração Hospitalar  - A informação clinica na velocida...Clinicalkey para Administração Hospitalar  - A informação clinica na velocida...
Clinicalkey para Administração Hospitalar - A informação clinica na velocida...
Elsevier Saúde
 
Auditoria em Enfermagem
Auditoria em EnfermagemAuditoria em Enfermagem
Auditoria em Enfermagem
ivanaferraz
 
Auditoria de Enfermagem
Auditoria de EnfermagemAuditoria de Enfermagem
Auditoria de Enfermagem
Walquer Sobrinho
 
Nocoes de administracao
Nocoes de administracaoNocoes de administracao
Nocoes de administracao
Romualdo Procópio
 
Aula 2 - 1 Conceitos e objetivos da Auditoria.
Aula 2 - 1 Conceitos e objetivos da Auditoria.Aula 2 - 1 Conceitos e objetivos da Auditoria.
Aula 2 - 1 Conceitos e objetivos da Auditoria.
Secretaria de Estado da Tributação do RN
 
Aula 1 - Origem e evolução da Auditoria
Aula 1 - Origem e evolução da AuditoriaAula 1 - Origem e evolução da Auditoria
Aula 1 - Origem e evolução da Auditoria
Secretaria de Estado da Tributação do RN
 
Os modelos de Atenção à Saúde_Eugenio Vilaça
Os modelos de Atenção à Saúde_Eugenio VilaçaOs modelos de Atenção à Saúde_Eugenio Vilaça
Os modelos de Atenção à Saúde_Eugenio Vilaça
Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG)
 
Modelo de atenção integral à saúde
Modelo de atenção integral à saúdeModelo de atenção integral à saúde
Modelo de atenção integral à saúde
feraps
 
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério SaúdeApresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG)
 
Modelos assistenciais
Modelos assistenciaisModelos assistenciais
Modelos assistenciais
Jairo da Silva
 

Destaque (20)

Organização serviços de saúde
Organização serviços de saúdeOrganização serviços de saúde
Organização serviços de saúde
 
GestãO Hospitalar
GestãO HospitalarGestãO Hospitalar
GestãO Hospitalar
 
Administração apliacada à enfermagem apostila
Administração apliacada à enfermagem   apostilaAdministração apliacada à enfermagem   apostila
Administração apliacada à enfermagem apostila
 
Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012Administração em enfermagem hupe 2012
Administração em enfermagem hupe 2012
 
Auditoria em gestão hospitalar
Auditoria em gestão hospitalarAuditoria em gestão hospitalar
Auditoria em gestão hospitalar
 
Estrutura organizacional dos serviços de saúde - Redes de Atenção à Saúde (RAS)
Estrutura organizacional dos serviços de saúde - Redes de Atenção à Saúde (RAS)Estrutura organizacional dos serviços de saúde - Redes de Atenção à Saúde (RAS)
Estrutura organizacional dos serviços de saúde - Redes de Atenção à Saúde (RAS)
 
02 aulas de-auditoria_5
02 aulas de-auditoria_502 aulas de-auditoria_5
02 aulas de-auditoria_5
 
Teorias da administração
Teorias da administraçãoTeorias da administração
Teorias da administração
 
livro-administracao-aplicada-a-enfermagem-2
livro-administracao-aplicada-a-enfermagem-2livro-administracao-aplicada-a-enfermagem-2
livro-administracao-aplicada-a-enfermagem-2
 
Módulo 1 - aula 1
Módulo 1 - aula 1Módulo 1 - aula 1
Módulo 1 - aula 1
 
Clinicalkey para Administração Hospitalar - A informação clinica na velocida...
Clinicalkey para Administração Hospitalar  - A informação clinica na velocida...Clinicalkey para Administração Hospitalar  - A informação clinica na velocida...
Clinicalkey para Administração Hospitalar - A informação clinica na velocida...
 
Auditoria em Enfermagem
Auditoria em EnfermagemAuditoria em Enfermagem
Auditoria em Enfermagem
 
Auditoria de Enfermagem
Auditoria de EnfermagemAuditoria de Enfermagem
Auditoria de Enfermagem
 
Nocoes de administracao
Nocoes de administracaoNocoes de administracao
Nocoes de administracao
 
Aula 2 - 1 Conceitos e objetivos da Auditoria.
Aula 2 - 1 Conceitos e objetivos da Auditoria.Aula 2 - 1 Conceitos e objetivos da Auditoria.
Aula 2 - 1 Conceitos e objetivos da Auditoria.
 
Aula 1 - Origem e evolução da Auditoria
Aula 1 - Origem e evolução da AuditoriaAula 1 - Origem e evolução da Auditoria
Aula 1 - Origem e evolução da Auditoria
 
Os modelos de Atenção à Saúde_Eugenio Vilaça
Os modelos de Atenção à Saúde_Eugenio VilaçaOs modelos de Atenção à Saúde_Eugenio Vilaça
Os modelos de Atenção à Saúde_Eugenio Vilaça
 
Modelo de atenção integral à saúde
Modelo de atenção integral à saúdeModelo de atenção integral à saúde
Modelo de atenção integral à saúde
 
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério SaúdeApresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
Apresentação - Redes - João Batista - Ministério Saúde
 
Modelos assistenciais
Modelos assistenciaisModelos assistenciais
Modelos assistenciais
 

Semelhante a Administração hospitalar

Como organizar os processos de uma clínica médica.pdf
Como organizar os processos de uma clínica médica.pdfComo organizar os processos de uma clínica médica.pdf
Como organizar os processos de uma clínica médica.pdf
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 
Como a Gestao e o Marketing podem alavancar os resultados da sua clinica odon...
Como a Gestao e o Marketing podem alavancar os resultados da sua clinica odon...Como a Gestao e o Marketing podem alavancar os resultados da sua clinica odon...
Como a Gestao e o Marketing podem alavancar os resultados da sua clinica odon...
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdfEspecialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
MarcellaBetat2
 
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
CompanyWeb
 
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
Lecom Tecnologia
 
Sistema de Informação GesaControl
Sistema de Informação GesaControlSistema de Informação GesaControl
Sistema de Informação GesaControl
Gesaworld do Brasil
 
Modelo de Processo de Negocios - Farmacia On-Line
Modelo de Processo de Negocios - Farmacia On-LineModelo de Processo de Negocios - Farmacia On-Line
Modelo de Processo de Negocios - Farmacia On-Line
Mário Monteiro
 
CPqD Antifraude - Setor saúde
CPqD Antifraude - Setor saúdeCPqD Antifraude - Setor saúde
CPqD Antifraude - Setor saúde
Mauricio Casotti
 
BOOK MGAH.pdf
BOOK MGAH.pdfBOOK MGAH.pdf
BOOK MGAH.pdf
aline249865
 
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do msOrientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
comunidadedepraticas
 
Como gestores hospitalares utilizam indicadores de desempenho
Como gestores hospitalares utilizam indicadores de desempenho Como gestores hospitalares utilizam indicadores de desempenho
Como gestores hospitalares utilizam indicadores de desempenho
EmmanuelGrangeiro
 
Segilac titanium
Segilac   titaniumSegilac   titanium
Segilac titanium
Pedro Fonseca
 
KFlow - Gestão WorkFlow voltado à Saúde
KFlow - Gestão WorkFlow voltado à SaúdeKFlow - Gestão WorkFlow voltado à Saúde
KFlow - Gestão WorkFlow voltado à Saúde
Marcelo Guimarães
 
Modelo de Plano de Contas para uma Gestão Financeira Eficiente em Clínicas Od...
Modelo de Plano de Contas para uma Gestão Financeira Eficiente em Clínicas Od...Modelo de Plano de Contas para uma Gestão Financeira Eficiente em Clínicas Od...
Modelo de Plano de Contas para uma Gestão Financeira Eficiente em Clínicas Od...
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 
Mapeamento de Processos em Clínicas Odontológicas - 5 Dicas para Aumentar a E...
Mapeamento de Processos em Clínicas Odontológicas - 5 Dicas para Aumentar a E...Mapeamento de Processos em Clínicas Odontológicas - 5 Dicas para Aumentar a E...
Mapeamento de Processos em Clínicas Odontológicas - 5 Dicas para Aumentar a E...
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 
MedPlus Web
MedPlus WebMedPlus Web
MedPlus Web
LianaPriscilaBrito
 
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em SaúdeApresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
Rafael Paim
 
Apresentação - S_Line MED
Apresentação - S_Line MEDApresentação - S_Line MED
Apresentação - S_Line MED
Mktsline
 
Caso de Sucesso WK - Cultura Inglesa Instituição de Ensino
 Caso de Sucesso WK - Cultura Inglesa Instituição de Ensino Caso de Sucesso WK - Cultura Inglesa Instituição de Ensino
Caso de Sucesso WK - Cultura Inglesa Instituição de Ensino
WK Sistemas
 
Maximizando a Eficiência Operacional em Sua Clínica Odontológica.pdf
Maximizando a Eficiência Operacional em Sua Clínica Odontológica.pdfMaximizando a Eficiência Operacional em Sua Clínica Odontológica.pdf
Maximizando a Eficiência Operacional em Sua Clínica Odontológica.pdf
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 

Semelhante a Administração hospitalar (20)

Como organizar os processos de uma clínica médica.pdf
Como organizar os processos de uma clínica médica.pdfComo organizar os processos de uma clínica médica.pdf
Como organizar os processos de uma clínica médica.pdf
 
Como a Gestao e o Marketing podem alavancar os resultados da sua clinica odon...
Como a Gestao e o Marketing podem alavancar os resultados da sua clinica odon...Como a Gestao e o Marketing podem alavancar os resultados da sua clinica odon...
Como a Gestao e o Marketing podem alavancar os resultados da sua clinica odon...
 
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdfEspecialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
 
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
 
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
 
Sistema de Informação GesaControl
Sistema de Informação GesaControlSistema de Informação GesaControl
Sistema de Informação GesaControl
 
Modelo de Processo de Negocios - Farmacia On-Line
Modelo de Processo de Negocios - Farmacia On-LineModelo de Processo de Negocios - Farmacia On-Line
Modelo de Processo de Negocios - Farmacia On-Line
 
CPqD Antifraude - Setor saúde
CPqD Antifraude - Setor saúdeCPqD Antifraude - Setor saúde
CPqD Antifraude - Setor saúde
 
BOOK MGAH.pdf
BOOK MGAH.pdfBOOK MGAH.pdf
BOOK MGAH.pdf
 
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do msOrientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
 
Como gestores hospitalares utilizam indicadores de desempenho
Como gestores hospitalares utilizam indicadores de desempenho Como gestores hospitalares utilizam indicadores de desempenho
Como gestores hospitalares utilizam indicadores de desempenho
 
Segilac titanium
Segilac   titaniumSegilac   titanium
Segilac titanium
 
KFlow - Gestão WorkFlow voltado à Saúde
KFlow - Gestão WorkFlow voltado à SaúdeKFlow - Gestão WorkFlow voltado à Saúde
KFlow - Gestão WorkFlow voltado à Saúde
 
Modelo de Plano de Contas para uma Gestão Financeira Eficiente em Clínicas Od...
Modelo de Plano de Contas para uma Gestão Financeira Eficiente em Clínicas Od...Modelo de Plano de Contas para uma Gestão Financeira Eficiente em Clínicas Od...
Modelo de Plano de Contas para uma Gestão Financeira Eficiente em Clínicas Od...
 
Mapeamento de Processos em Clínicas Odontológicas - 5 Dicas para Aumentar a E...
Mapeamento de Processos em Clínicas Odontológicas - 5 Dicas para Aumentar a E...Mapeamento de Processos em Clínicas Odontológicas - 5 Dicas para Aumentar a E...
Mapeamento de Processos em Clínicas Odontológicas - 5 Dicas para Aumentar a E...
 
MedPlus Web
MedPlus WebMedPlus Web
MedPlus Web
 
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em SaúdeApresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
 
Apresentação - S_Line MED
Apresentação - S_Line MEDApresentação - S_Line MED
Apresentação - S_Line MED
 
Caso de Sucesso WK - Cultura Inglesa Instituição de Ensino
 Caso de Sucesso WK - Cultura Inglesa Instituição de Ensino Caso de Sucesso WK - Cultura Inglesa Instituição de Ensino
Caso de Sucesso WK - Cultura Inglesa Instituição de Ensino
 
Maximizando a Eficiência Operacional em Sua Clínica Odontológica.pdf
Maximizando a Eficiência Operacional em Sua Clínica Odontológica.pdfMaximizando a Eficiência Operacional em Sua Clínica Odontológica.pdf
Maximizando a Eficiência Operacional em Sua Clínica Odontológica.pdf
 

Último

História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
joaovmp3
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 

Último (8)

História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 

Administração hospitalar

  • 1. ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR PROFESSOR: JOSÉ TADEU ALUNOS: ADRIENE SANTIAGO FLÁVIA ALINE JOSIELMA BRAGA PABLO MOREIRA SOLANGE ADACHI
  • 3. SISTEMA DE INFORMAÇÃO Conceito: É um conjunto de pessoas, recursos físicos, recursos financeiros, normas e processos, procedimentos e dados que funcioanam articulados e que procuram facilitar e apoiar o desempenho dos fucionários do hospital para o cumprimento das atividades previstas para operação e desenvolvimento da organização.
  • 4. Finalidade O sistema de Informação deve ser considerado como um meio necessário para a administração e do desenvolvimento produtivo das instituições, com o propósito de apoiar a gestão hospitalar orientada a melhorar a eficiência, a eficácia, a efetividade e a competitividade.
  • 5. Características Procedimentos básicos com os quais os hospitais devem contar: • Registro de dados • Processamento de dados • Análise da informação • Transmissão da informação • Retro-alimentação
  • 6. Implementação de um Sistema de Informação Reconhecer as Particularidades do Hospital Especificar Regras para seu Funcionamento Identificação dos Processos Formar o Mapa de Processos
  • 7. Análise São precisados os Processos Destaque para o Diagrama de Fluxo de dados.
  • 9. Após definir os fluxos de informações são detectadas as possibilidades de melhoras
  • 11. Hospital Adventista de Belém MV - Soul MV - Sistemas
  • 12. • A MV Sistemas iniciou suas atividades em 20 de julho de 1987, em Porto Alegre (RS), sob o nome de MV Informática. O “MV” surgiu da junção da letra inicial dos sobrenomes dos primeiros sócios: Paulo Magnus e Valdir Vargas. • Em 1993, a MV lançou o Sistema de Gestão Hospitalar Integrado (SGHI), desenvolvido na linguagem de programação Clipper, sendo um dos primeiros do País a atender a maioria das funções de um hospital. Com o sucesso desse, a MV passou a direcionar todo o seu esforço na construção de outro sistema com as melhores práticas de gestão hospitalar do mercado.
  • 13. • O sistema já foi 100% implementado no hospital e conta com 100% dos funcionários aptos para manusearem o programa. • Controla desde a área Administrativa, até o atendimento e prontuário dos pacientes. • Próximo passo será o prontuário eletrônico homologado. • O sistema já foi 100% implementado no hospital e conta com 100% dos funcionários aptos para manusearem o programa.
  • 14. • MV 2000I • MV SOUL
  • 15. Funcionalidades  Estruturado em módulos: Estrutural, Contas Médicas, Consultas para Usuários, Internação, Centro Cirúrgico, Prontuário, Exames, Comercial, Emissão de Guias, Central de Atendimento, Financeiro, Contabilidade, Almoxarifado, Manutenção e Caixa  Cadastro dos fornecedores, clientes, pacientes e internações  Exportação e importação de dados e informações da rotina hospitalar  Sistema de faturamento integrado com a auditoria interna  Relatórios para controle da gestão  Back-up e restore da base de dados relacionadas as rotinas e cadastro do hospital
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19. Vantagens  O programa possui módulos para se adequar a cada dos processos Agilidade e customização da gestão hospitalar  Monitoramento de todos os processos críticos  Agilidade no suporte operacional  Sistema gerencial possibilitando a gestão por resultados  Regulamentada pela ANS