SlideShare uma empresa Scribd logo
MAiS Software de Resultados – DURAÇÃO: 30 MINUTOS
SÃO PAULO - 2016
Data Science e BPM, como maximizar resultados finalísticos
unificando as abordagens: Um estudo de Caso da Secretaria
no processo de Regulação da Saúde Pública Estadual
GABRIEL RENAULT
GABRIEL RENAULT
• Engenheiro de Produção pela UFRJ, Coach formado pela SBC, mentor
do Insper e com especialização em “Data Science Executive” pela John
Hopkins University
• CEO da MAiS Software de Resultados com mais de 12 anos de
experiência em projetos de Consultoria de Resultados.
• Alguns clientes: Ministério do Planejamento, Casa Civil do Estado do
Rio de Janeiro, Secretaria de Saúde do Estado do Espírito Santo, mais
de 20 Prefeituras, Sabesp, Petrobras, Insper, Embelleze, ANBIMA, O
Boticário, Amanco, Souza Cruz, entre outros.
NOME DA EMPRESA
• Mais de R$ 200 Milhões economizados em 1 ano
• ROI médio de mais 50 vezes o valor cobrado na solução
MODELO CONCEITUAL
Unificando Data Science e BPM
Fonte: Hoshin Kanri – Prof. Vicente Falconi
MODELO CONCEITUAL
Unificando Data Science e BPM
PROCESSOS
METAS
- Entregas Finalísticas
- Diretrizes sobre o que deve
ser otimizado nos processos
- Mapeamento do que
impacta o resultado
- Otimização do Processo
para melhoria efetiva
MODELO CONCEITUAL
Unificando Data Science e BPM
Fonte: Hoshin Kanri – Prof. Vicente Falconi
LACUNAS
OPORTUNIDADES
METAS
PLANOS
CAPACITAÇÃO
EXECUÇÃO
IMPLEMENTAÇÃO
MONITORAMENTO
=
ALCANCE DOS
RESULTADOS
MELHORES
PRÁTICAS
X
CORREÇÕES
MODELO CONCEITUAL
Unificando Data Science e BPM
Fonte: John Hopkins University
EDA: Exploratory Data Analysis
MODELO CONCEITUAL
Unificando Data Science e BPM
Fonte: MAiS Software de Resultados
Dados dos
Indicadores
Finalísticos do
Processo
Análise
Exploratório dos
Dados
Quais processos
mais impactam
no resultado
final?
Seleção das
medições
essenciais
(Mais Dados)
Priorização dos
Processos com a
Análise dos
novos dados
Mapeamento
formal do
processo
Melhoria
baseadas no
impacto final
Medição do
Impacto Real e
Reuniões de
Resultado
L
E
T
Árvore de Indicadores
e Drivers do Negócio
BI com Análises
Ad-Hoc e Sugestões
Insumo
Transforma
ção
Entrega
Análise
Qualitativa
Análise Quantitativa
Mapeamento
em BPMS Cenários e Impactos
Melhoria Incremental
O CASE
Melhoria de Resultados no Macro
Processo de Regulação de uma
Secretaria de Estado
NECESSIDADE
MACROPROCESSO
Realizar Atenção à Saúde
Entradas
Cidadão
demandando
atenção à saúde
Saídas
Cidadão recuperado
Cidadão com sequelas
Óbito
Cidadão protegido
NECESSIDADE
Sistema Estadual de Saúde
Atenção
Primária e
Baixa
Complexidade
MUNICIPAL
(Demanda)
Média e Alta Complexidade
REDE ESTADUAL DE SAÚDE
(Oferta)
Regulação
Meta: Cidadãos atendidos pelo sistema de saúde
pública com prazo adequado a sua necessidade
NECESSIDADE
Sistema Estadual de Saúde
Atenção Básica
MUNICIPAL
Demanda
Média e Alta Complexidade
REDE ESTADUAL DE SAÚDE
Oferta
• Dados Paciente
• Dados Clínicos
• Tipo Demanda
(consulta, exame, etc.)
• Localização
• Urgência (protocolo de
Manchester)
Regulação
• Dados Disponibilidade
Rede Própria
• Dados Disponibilidade
Contratualizada
• Custos Unitários
• Custo de Logística
• Prazo
SISREG, Datasus,
MV Reg e Tabwin
SISREG, Datasus,
MV Reg e Tabwin
Otimização do Uso da Rede
(Custo + Atendimento a População)
Sugestão de Alocação
para cada caso
PROBLEMA
Principais Sintomas dos Problemas (Disfunções):
- Demora na realização de Consultas e Exames: entre 6 meses e 3 anos
- Absenteísmo em Consultas e Exames 44% em Vitória
- Urgências em 48hs (referência SUS é de 24hs)
Sistema Estadual de Saúde
PROBLEMA
Com base na Matriz de Despesas por unidade gestora analisamos a correlação entre os
Pacotes, Entidades e Processos:
Fonte: Contabilidade Secretaria – Jan a Dez 2014
Pacote FES HSL HDS HINSG HRAS HIMABA HMSA HABF DEMAIS TOTAL
CONTRATUALIZAÇÃO 687,87 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 687,87
MAT MED 101,37 10,45 7,99 10,36 6,35 8,78 4,30 6,56 9,67 165,83
SADT 110,76 2,62 0,83 5,52 5,39 0,57 2,81 0,94 19,35 148,79
COOPERATIVAS 10,71 24,10 23,07 18,37 16,94 11,29 15,19 13,34 6,85 139,86
CONSERVAÇÃO,
LIMPEZA E VIGILÂNCIA 18,44 7,03 5,64 5,25 4,97 6,45 3,60 5,19 18,96 75,52
ALIMENTOS 2,81 3,79 3,80 3,03 2,75 2,42 2,92 1,88 6,28 29,68
SERVIÇOS
ADMINISTRATIVOS 13,98 0,96 3,02 0,19 0,85 0,62 0,03 0,78 1,34 21,76
DESPESAS GERAIS 6,99 1,80 0,40 0,58 0,34 0,52 0,65 0,61 8,12 20,01
CONCESSIONÁRIAS 2,22 0,17 1,39 0,89 0,60 1,09 0,58 0,59 2,80 10,33
BENEFÍCIOS 1,46 0,21 0,46 0,24 0,11 0,21 0,02 0,25 0,52 3,49
FROTA 1,04 0,04 0,03 0,03 0,12 0,04 0,08 0,05 0,60 2,03
VIAGENS 1,07 0,00 0,00 0,00 0,07 0,00 0,02 0,00 0,73 1,89
TOTAL 958,72 51,15 46,63 44,47 38,48 32,00 30,19 30,18 75,23 1.307,06
R$ MM
Contratualização,
Cooperativas, SADT:
R$ 976 MM
Regulação
Gestão Hospitalar
Mat Med,
Alimentos,
Conserv.Limp.Vig:
R$ 271MM
Compras
Gestão Hospitalar
O QUE FOI DESENVOLVIDO
MACROPROCESSOS DE APOIO
Realizar Atenção à Saúde
Realizar
Assistência
Secundária
e Terciária
Realizar
Assistência
Primária
Realizar
Vigilância
Sanitária
Realizar
Vigilância
Epidemiológica
e Ambiental
Realizar
Promoção
da Saúde
Promover
Saneamento
Básico
Prover
Transporte
Sanitário
Realizar
Hemoterapia
Realizar
Assistência
Farmacêutica
Prover
Informações
em Saúde
Promover
Pesquisa e
Desenvolvimento
em Saúde
Realizar
Regulação
da Atenção
à Saúde
Desenvolver
Educação
Permanente
Implantar e
Financiar
Projetos e
Programas
Normalizar
Atenção
à Saúde
Realizar
Planejamento
em Saúde
MACROPROCESSOS-FIM
O QUE FOI DESENVOLVIDO
ESCOPO
Na Secretaria de Saúde foram priorizados 03 processos contidos na Regulação da Atenção à
Saúde:
REGULAÇÃO DO
ACESSO À
ASSISTÊNCIA
AUDITORIA ASSISTENCIAL
PLANEJAMENTO,
PROGRAMAÇÃO E
CONTRATUALIZAÇÃO
MONITORAMENTO,
CONTROLE E
AVALIAÇÃO
PROCESSAMENTO E
FATURAMENTO
Identificação das
Necessidades
Assistenciais
Pactuação
(Regionais e
Municípios)
Contratualização
Tratamento das
solicitações
Autorização
Disponibilização
do recurso
Monitoramento
da utilização
Ateste
qualitativo,
quantitativo e
financeiro
Autorização para
o pagamento
Alguns Indicadores:
• Percentual de pacientes internados na U/E
por mais de 24 hs
• Taxa de Indisponibilidade de Leitos na
Internação
• Tempo médio para realização do diagnóstico
• Taxa de Suspenção de Cirurgias
• Taxa de Utilização do Centro Cirúrgico
• Tempo Médio de falta dos Medicamentos e
Materiais
• Índice de Intervalo de Substituição de Leitos
• Taxa de Indisponibilidade de equipamentos
críticos
• Tempo Médio para Realização de Exames de
Imagem / Laboratório
• Taxa de Infecção Hospitalar
METODOLOGIA
As oportunidades identificadas são fruto do resultado das análises quanti e quali
realizadas na fase de Diagnóstico.
Pacote Total
Meta
Redução (%)
Economia Gasto Projetado
CONTRATUALIZAÇÃO 687.871.517 9% 61.908.437 625.963.080
MAT MED 165.834.212 13% 21.558.448 144.275.764
SADT 148.787.243 12% 17.854.469 130.932.774
COOPERATIVAS 139.856.684 12% 16.782.802 123.073.882
CONSERVAÇÃO, LIMPEZA E VIGILÂNCIA 75.522.069 15% 11.328.310 64.193.758
ALIMENTOS 29.681.723 15% 4.452.258 25.229.465
SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS 21.756.435 10% 2.175.643 19.580.791
DESPESAS GERAIS 20.011.568 10% 2.001.157 18.010.411
CONCESSIONÁRIAS 10.330.684 12% 1.239.682 9.091.002
BENEFÍCIOS 3.492.491 5% 174.625 3.317.866
FROTA 2.025.831 5% 101.292 1.924.539
VIAGENS 1.888.605 12% 219.015 1.669.590
Total Geral 1.307.059.062 11% 139.796.138 1.167.262.924
METODOLOGIA
Tempo Médio de Permanência
(Internação)
Despesas com
Pessoal
Investimentos
Outras Despesas
Correntes
Alimentação
/Paciente*Dia
MAT MED
/Paciente*Dia
Outras Despesas...
A partir do desdobramento do TMP em gastos de mesma natureza define-se indicadores
que são os gatilhos para a obtenção de ganhos
METODOLOGIA
Planejamento
Mapeamento
da Situação
Atual
Redesenho
do Processo
Padronização Implementação
Ciclo de
Melhorias
1. Definição da
Demandas para
o Redesenho
de Processo
2. Análise via
Algoritmos para
Priorizar
3. Elaboração do
VAV do
Diagrama de
Escopo e
Interfaces do
Processo
5. Elaboração do
Fluxo do Processo
Redesenhado para
maximizer retorno
6. Definição dos
Indicadores de
Desempenho do
Processo e suas
METAS
7. Elaboração do
Plano de Implantação
do Processo
8. Elaboração dos
Padrões
(DECRETOS,
PORTARIAS,
INSTRUÇÕES
NORMATIVAS, ETC)
4. Elaboração do
Fluxo Atual do
Processo
9. Planejamento
da Capacitação
das equipes
(Matriz de
Capacitação)
10. Execução do
Plano de
Implantação do
Processo
12. Tratamento de Não-
Conformidades
13. Acompanhamento
dos Planos de Ação
11. Verificação da
eficácia dos
controles através
da avaliação dos
resultados dos
indicadores
RESULTADOS
Diagrama de Escopo e Interfaces do Processo
RESULTADOS
Fluxos de Processo Redesenhados:
05 PROCESSOS REDESENHADOS:
Planejamento, Programação e
Contratualização
Regulação de Consultas e Exames
Regulação de Internações de Urgência
Regulação de Internações Eletivas (novo)
Monitoramento, Controle e Avaliação
RESULTADOS
Em 2015 foram capturados 58 MM em
relação a base histórica*.
*Base histórica calculada com a liquidação 2014 + reajustes contratuais e novos serviços
R$emmilhões
RESULTADOS
R$ 1.116,83
R$ 1.201,70
Em 2016 até março foram capturados 29 MM em
relação a base histórica, projetando-se 84 MM até dezembro.
Totalizando os 2 anos o ganho estimado é de
143,31 MM.
*Base histórica calculada com a liquidação 2014 + reajustes contratuais e novos serviços
R$emmilhões
RESULTADOS
ALIMENTOS
(para pacientes, funcionários e
acompanhantes)
Base 2014 corrigida: 32,54 MM
Liquidação 2015: 29,75 MM
Captura (%): 8,58 %
Captura (R$): 2,79 MM
CLV
(Conservação, Limpeza e Vigilância)
Base 2014 corrigida: 82,47 MM
Liquidação 2015: 72,12 MM
Captura (%): 12,54 %
Captura (R$): 10,35 MM
COOPERATIVAS
Base 2014 corrigida: 164,0 MM
Liquidação 2015: 155,89 MM
Captura (%): 4,95 %
Captura (R$): 8,11 MM
CONTRATUALIZAÇÃO
(Leitos privados, OS’s, Filantrópicos,
Exames, Consultas e Procedimentos)
Base 2014 corrigida: 594,5 MM
Liquidação 2015: 561,02 MM
Captura (%): 5,64 %
Captura (R$): 33,48 MM
MAT MED
(Materiais Médicos e Medicamentos)
Base 2014 corrigida: 180,3 MM
Liquidação 2015: 174,23 MM
Captura (%): 3,37 %
Captura (R$): 6,07 MM
SADT
(Serviços Auxiliares de Diagnóstico e
Terapia)
Base 2014 corrigida: 45,97 MM
Liquidação 2015: 48,61 MM
Captura (%): -5,74 %
Captura (R$): -2,64 MM
Gabriel Renault
E-MAIL: gabriel.renault@maispartners.com
TELEFONE: 21 3177 0600 ou 21 98187 2663

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process TransformationWEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
EloGroup
 
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Gestão Pública: Pensando Diferente
 
SEBRAE - Redesenho dos serviços do programa negócio a negócio do SEBRAE/RS
SEBRAE - Redesenho dos serviços do programa negócio a negócio do SEBRAE/RSSEBRAE - Redesenho dos serviços do programa negócio a negócio do SEBRAE/RS
SEBRAE - Redesenho dos serviços do programa negócio a negócio do SEBRAE/RS
EloGroup
 
Elo Group O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
Elo Group   O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...Elo Group   O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
Elo Group O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
EloGroup
 
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
Rogério Souza
 
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no BrasilAvaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
EloGroup
 
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã   ciclo de gestão de serviços públicosCafé da manhã   ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Marcelo Gaio
 
CNI - Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado
CNI - Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercadoCNI - Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado
CNI - Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado
EloGroup
 
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
EloGroup
 
Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho Indicadores de Desempenho
Processos
ProcessosProcessos
Governança para resultados da estratégia à inovação dos serviços públicos -...
Governança para resultados   da estratégia à inovação dos serviços públicos -...Governança para resultados   da estratégia à inovação dos serviços públicos -...
Governança para resultados da estratégia à inovação dos serviços públicos -...
EloGroup
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Mapeamento de Processos
Templum Consultoria Online
 
Sistema de Indicadores.
Sistema de Indicadores.Sistema de Indicadores.
Sistema de Indicadores.
JODI TECNOLOGIAS INDUSTRIAIS
 
[Café com BPM] Concepção e desenvolvimento de sistemas
[Café com BPM] Concepção e desenvolvimento de sistemas [Café com BPM] Concepção e desenvolvimento de sistemas
[Café com BPM] Concepção e desenvolvimento de sistemas
EloGroup
 
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestãoBACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
EloGroup
 
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo GonçalvesBPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
EloGroup
 
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
EloGroup
 
Ministério da Defesa - Sistema eletrônico de informações sob a perspectiva da...
Ministério da Defesa - Sistema eletrônico de informações sob a perspectiva da...Ministério da Defesa - Sistema eletrônico de informações sob a perspectiva da...
Ministério da Defesa - Sistema eletrônico de informações sob a perspectiva da...
EloGroup
 

Mais procurados (19)

WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process TransformationWEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
WEBINAR BPT EloGroup 30/09/2016 - Business Process Transformation
 
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
 
SEBRAE - Redesenho dos serviços do programa negócio a negócio do SEBRAE/RS
SEBRAE - Redesenho dos serviços do programa negócio a negócio do SEBRAE/RSSEBRAE - Redesenho dos serviços do programa negócio a negócio do SEBRAE/RS
SEBRAE - Redesenho dos serviços do programa negócio a negócio do SEBRAE/RS
 
Elo Group O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
Elo Group   O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...Elo Group   O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
Elo Group O EscritóRio De Processos Mecanismo De GovernançA E InovaçãO Orga...
 
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
 
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no BrasilAvaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
Avaliação de 10 anos de operação de escritórios de processos no Brasil
 
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã   ciclo de gestão de serviços públicosCafé da manhã   ciclo de gestão de serviços públicos
Café da manhã ciclo de gestão de serviços públicos
 
CNI - Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado
CNI - Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercadoCNI - Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado
CNI - Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado
 
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
Modelos de Excelência Operacional: Boas práticas para implantação de uma cult...
 
Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho
 
Processos
ProcessosProcessos
Processos
 
Governança para resultados da estratégia à inovação dos serviços públicos -...
Governança para resultados   da estratégia à inovação dos serviços públicos -...Governança para resultados   da estratégia à inovação dos serviços públicos -...
Governança para resultados da estratégia à inovação dos serviços públicos -...
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Mapeamento de Processos
 
Sistema de Indicadores.
Sistema de Indicadores.Sistema de Indicadores.
Sistema de Indicadores.
 
[Café com BPM] Concepção e desenvolvimento de sistemas
[Café com BPM] Concepção e desenvolvimento de sistemas [Café com BPM] Concepção e desenvolvimento de sistemas
[Café com BPM] Concepção e desenvolvimento de sistemas
 
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestãoBACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
BACEN - A cadeia de valor como elemento de centralidade da gestão
 
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo GonçalvesBPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
BPM DAY Campinas - Palestra com Ricardo Gonçalves
 
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
 
Ministério da Defesa - Sistema eletrônico de informações sob a perspectiva da...
Ministério da Defesa - Sistema eletrônico de informações sob a perspectiva da...Ministério da Defesa - Sistema eletrônico de informações sob a perspectiva da...
Ministério da Defesa - Sistema eletrônico de informações sob a perspectiva da...
 

Semelhante a BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regulação da saúde pública estadual

Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
CompanyWeb
 
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
FGV | Fundação Getulio Vargas
 
– Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Se...
– Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Se...– Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Se...
– Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Se...
EloGroup
 
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Seto...
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Seto...Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Seto...
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Seto...
Lecom Tecnologia
 
Administração hospitalar
Administração hospitalarAdministração hospitalar
Administração hospitalar
Josy Braga
 
Gestao projetos luis_marques_24_ec_finalizado_ead
Gestao projetos luis_marques_24_ec_finalizado_eadGestao projetos luis_marques_24_ec_finalizado_ead
Gestao projetos luis_marques_24_ec_finalizado_ead
Suemi Iarussi
 
Workshop TISS 3.02.00
Workshop TISS 3.02.00Workshop TISS 3.02.00
Workshop TISS 3.02.00
B&R Consultoria Empresarial
 
Plano de Gestão Saúde
Plano de Gestão SaúdePlano de Gestão Saúde
Plano de Gestão Saúde
Governo de Santa Catarina
 
[FM2S] Yellow Belt- Módulo 1 - Case DMAIC AME.pptx.pdf
[FM2S] Yellow Belt- Módulo 1 - Case DMAIC AME.pptx.pdf[FM2S] Yellow Belt- Módulo 1 - Case DMAIC AME.pptx.pdf
[FM2S] Yellow Belt- Módulo 1 - Case DMAIC AME.pptx.pdf
Juninho82
 
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNICatálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
Gestão Pública: Pensando Diferente
 
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNICatálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
EloGroup
 
Case Unimed Vitória - workshop de boas práticas OCB Distrito Federal - 29.03.16
Case Unimed Vitória - workshop de boas práticas OCB Distrito Federal - 29.03.16Case Unimed Vitória - workshop de boas práticas OCB Distrito Federal - 29.03.16
Case Unimed Vitória - workshop de boas práticas OCB Distrito Federal - 29.03.16
Luiz Fernando Dutra de Freitas
 
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A experiência dos Consór...
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A experiência dos Consór...CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A experiência dos Consór...
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A experiência dos Consór...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin   2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
CNseg
 
Desenvolvimento Custos Gerenciais
Desenvolvimento Custos GerenciaisDesenvolvimento Custos Gerenciais
Desenvolvimento Custos Gerenciais
B&R Consultoria Empresarial
 
Apresentacao thelma alves_de_oliveira (3)
Apresentacao thelma alves_de_oliveira (3)Apresentacao thelma alves_de_oliveira (3)
Apresentacao thelma alves_de_oliveira (3)
Elisangela Cardoso
 
Gestao Organizacional Marta.pdf
Gestao Organizacional Marta.pdfGestao Organizacional Marta.pdf
Gestao Organizacional Marta.pdf
antoniomatica
 
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardosoSaúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Joaquim Wilmar
 
Caso - DATASUS
Caso - DATASUSCaso - DATASUS
Caso - DATASUS
Informatica Brasil
 
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em SaúdeApresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
Rafael Paim
 

Semelhante a BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regulação da saúde pública estadual (20)

Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
 
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
 
– Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Se...
– Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Se...– Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Se...
– Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Se...
 
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Seto...
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Seto...Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Seto...
Como Prospectar e Priorizar uma Estratégia para Resolução das Lacunas do Seto...
 
Administração hospitalar
Administração hospitalarAdministração hospitalar
Administração hospitalar
 
Gestao projetos luis_marques_24_ec_finalizado_ead
Gestao projetos luis_marques_24_ec_finalizado_eadGestao projetos luis_marques_24_ec_finalizado_ead
Gestao projetos luis_marques_24_ec_finalizado_ead
 
Workshop TISS 3.02.00
Workshop TISS 3.02.00Workshop TISS 3.02.00
Workshop TISS 3.02.00
 
Plano de Gestão Saúde
Plano de Gestão SaúdePlano de Gestão Saúde
Plano de Gestão Saúde
 
[FM2S] Yellow Belt- Módulo 1 - Case DMAIC AME.pptx.pdf
[FM2S] Yellow Belt- Módulo 1 - Case DMAIC AME.pptx.pdf[FM2S] Yellow Belt- Módulo 1 - Case DMAIC AME.pptx.pdf
[FM2S] Yellow Belt- Módulo 1 - Case DMAIC AME.pptx.pdf
 
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNICatálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
 
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNICatálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
Catálogo de serviços das unidades de gestão e mercado da CNI
 
Case Unimed Vitória - workshop de boas práticas OCB Distrito Federal - 29.03.16
Case Unimed Vitória - workshop de boas práticas OCB Distrito Federal - 29.03.16Case Unimed Vitória - workshop de boas práticas OCB Distrito Federal - 29.03.16
Case Unimed Vitória - workshop de boas práticas OCB Distrito Federal - 29.03.16
 
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A experiência dos Consór...
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A experiência dos Consór...CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A experiência dos Consór...
CONASS Debate – Uma Agenda de Eiciência para o SUS – A experiência dos Consór...
 
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin   2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
 
Desenvolvimento Custos Gerenciais
Desenvolvimento Custos GerenciaisDesenvolvimento Custos Gerenciais
Desenvolvimento Custos Gerenciais
 
Apresentacao thelma alves_de_oliveira (3)
Apresentacao thelma alves_de_oliveira (3)Apresentacao thelma alves_de_oliveira (3)
Apresentacao thelma alves_de_oliveira (3)
 
Gestao Organizacional Marta.pdf
Gestao Organizacional Marta.pdfGestao Organizacional Marta.pdf
Gestao Organizacional Marta.pdf
 
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardosoSaúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
 
Caso - DATASUS
Caso - DATASUSCaso - DATASUS
Caso - DATASUS
 
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em SaúdeApresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
Apresentação sobre a Atuação da Enjourney em Saúde
 

Mais de Lecom Tecnologia

Lecom Tecnologia - Apresentação Institucional
Lecom Tecnologia - Apresentação InstitucionalLecom Tecnologia - Apresentação Institucional
Lecom Tecnologia - Apresentação Institucional
Lecom Tecnologia
 
IT Forum X 2019 - Case Ancar Ivanhoe
IT Forum X 2019 - Case Ancar IvanhoeIT Forum X 2019 - Case Ancar Ivanhoe
IT Forum X 2019 - Case Ancar Ivanhoe
Lecom Tecnologia
 
Melitta do Brasil - História de Automação de Processos
Melitta do Brasil  - História de Automação de ProcessosMelitta do Brasil  - História de Automação de Processos
Melitta do Brasil - História de Automação de Processos
Lecom Tecnologia
 
Centro de Serviços Compartilhados (CSC)
Centro de Serviços Compartilhados (CSC) Centro de Serviços Compartilhados (CSC)
Centro de Serviços Compartilhados (CSC)
Lecom Tecnologia
 
Ancar Case
Ancar CaseAncar Case
Ancar Case
Lecom Tecnologia
 
Unimed Curitiba Case
Unimed Curitiba CaseUnimed Curitiba Case
Unimed Curitiba Case
Lecom Tecnologia
 
Sicoob Credicitrus
Sicoob CredicitrusSicoob Credicitrus
Sicoob Credicitrus
Lecom Tecnologia
 
Histórias de automação de processos: Cooperativas de Crédito
Histórias de automação de processos: Cooperativas de CréditoHistórias de automação de processos: Cooperativas de Crédito
Histórias de automação de processos: Cooperativas de Crédito
Lecom Tecnologia
 
Transformação Digital: POR QUE DEVO ME LIGAR NISSO?
Transformação Digital: POR QUE DEVO ME LIGAR NISSO?Transformação Digital: POR QUE DEVO ME LIGAR NISSO?
Transformação Digital: POR QUE DEVO ME LIGAR NISSO?
Lecom Tecnologia
 
Sociedade e empresas em um mundo encharcado de algoritmos
Sociedade e empresas em um mundo encharcado de algoritmosSociedade e empresas em um mundo encharcado de algoritmos
Sociedade e empresas em um mundo encharcado de algoritmos
Lecom Tecnologia
 
Processos Digitais como alicerce da Transformação Digital
Processos Digitais como alicerce da Transformação DigitalProcessos Digitais como alicerce da Transformação Digital
Processos Digitais como alicerce da Transformação Digital
Lecom Tecnologia
 
Webinar cidades eficientes e inteligentes
Webinar cidades eficientes e inteligentesWebinar cidades eficientes e inteligentes
Webinar cidades eficientes e inteligentes
Lecom Tecnologia
 
Case Unimed Curitiba - Microsoft Health Day
Case Unimed Curitiba - Microsoft Health DayCase Unimed Curitiba - Microsoft Health Day
Case Unimed Curitiba - Microsoft Health Day
Lecom Tecnologia
 
Inteligência Comportamental: A nova liderança para as organizações do século XXI
Inteligência Comportamental: A nova liderança para as organizações do século XXIInteligência Comportamental: A nova liderança para as organizações do século XXI
Inteligência Comportamental: A nova liderança para as organizações do século XXI
Lecom Tecnologia
 
Webinar A Era Digital: Pesquisa Mundial sobre BPM
Webinar A Era Digital: Pesquisa Mundial sobre BPMWebinar A Era Digital: Pesquisa Mundial sobre BPM
Webinar A Era Digital: Pesquisa Mundial sobre BPM
Lecom Tecnologia
 
EAPD - 2° Edição - Entrega Ágil de Processos Digitais
EAPD - 2° Edição - Entrega Ágil de Processos DigitaisEAPD - 2° Edição - Entrega Ágil de Processos Digitais
EAPD - 2° Edição - Entrega Ágil de Processos Digitais
Lecom Tecnologia
 
EAPD _ 2° Edição - Processos e BPMS - Unimed Curitiba
EAPD _ 2° Edição - Processos e BPMS - Unimed CuritibaEAPD _ 2° Edição - Processos e BPMS - Unimed Curitiba
EAPD _ 2° Edição - Processos e BPMS - Unimed Curitiba
Lecom Tecnologia
 
EAPD - 2° Edição - Leandro Jesus
EAPD - 2° Edição - Leandro JesusEAPD - 2° Edição - Leandro Jesus
EAPD - 2° Edição - Leandro Jesus
Lecom Tecnologia
 
[BPMDAYSP 2017] Design Sprint
[BPMDAYSP 2017] Design Sprint[BPMDAYSP 2017] Design Sprint
[BPMDAYSP 2017] Design Sprint
Lecom Tecnologia
 
[BPMDAYSP 2017] Alexandre Magno
[BPMDAYSP 2017] Alexandre Magno[BPMDAYSP 2017] Alexandre Magno
[BPMDAYSP 2017] Alexandre Magno
Lecom Tecnologia
 

Mais de Lecom Tecnologia (20)

Lecom Tecnologia - Apresentação Institucional
Lecom Tecnologia - Apresentação InstitucionalLecom Tecnologia - Apresentação Institucional
Lecom Tecnologia - Apresentação Institucional
 
IT Forum X 2019 - Case Ancar Ivanhoe
IT Forum X 2019 - Case Ancar IvanhoeIT Forum X 2019 - Case Ancar Ivanhoe
IT Forum X 2019 - Case Ancar Ivanhoe
 
Melitta do Brasil - História de Automação de Processos
Melitta do Brasil  - História de Automação de ProcessosMelitta do Brasil  - História de Automação de Processos
Melitta do Brasil - História de Automação de Processos
 
Centro de Serviços Compartilhados (CSC)
Centro de Serviços Compartilhados (CSC) Centro de Serviços Compartilhados (CSC)
Centro de Serviços Compartilhados (CSC)
 
Ancar Case
Ancar CaseAncar Case
Ancar Case
 
Unimed Curitiba Case
Unimed Curitiba CaseUnimed Curitiba Case
Unimed Curitiba Case
 
Sicoob Credicitrus
Sicoob CredicitrusSicoob Credicitrus
Sicoob Credicitrus
 
Histórias de automação de processos: Cooperativas de Crédito
Histórias de automação de processos: Cooperativas de CréditoHistórias de automação de processos: Cooperativas de Crédito
Histórias de automação de processos: Cooperativas de Crédito
 
Transformação Digital: POR QUE DEVO ME LIGAR NISSO?
Transformação Digital: POR QUE DEVO ME LIGAR NISSO?Transformação Digital: POR QUE DEVO ME LIGAR NISSO?
Transformação Digital: POR QUE DEVO ME LIGAR NISSO?
 
Sociedade e empresas em um mundo encharcado de algoritmos
Sociedade e empresas em um mundo encharcado de algoritmosSociedade e empresas em um mundo encharcado de algoritmos
Sociedade e empresas em um mundo encharcado de algoritmos
 
Processos Digitais como alicerce da Transformação Digital
Processos Digitais como alicerce da Transformação DigitalProcessos Digitais como alicerce da Transformação Digital
Processos Digitais como alicerce da Transformação Digital
 
Webinar cidades eficientes e inteligentes
Webinar cidades eficientes e inteligentesWebinar cidades eficientes e inteligentes
Webinar cidades eficientes e inteligentes
 
Case Unimed Curitiba - Microsoft Health Day
Case Unimed Curitiba - Microsoft Health DayCase Unimed Curitiba - Microsoft Health Day
Case Unimed Curitiba - Microsoft Health Day
 
Inteligência Comportamental: A nova liderança para as organizações do século XXI
Inteligência Comportamental: A nova liderança para as organizações do século XXIInteligência Comportamental: A nova liderança para as organizações do século XXI
Inteligência Comportamental: A nova liderança para as organizações do século XXI
 
Webinar A Era Digital: Pesquisa Mundial sobre BPM
Webinar A Era Digital: Pesquisa Mundial sobre BPMWebinar A Era Digital: Pesquisa Mundial sobre BPM
Webinar A Era Digital: Pesquisa Mundial sobre BPM
 
EAPD - 2° Edição - Entrega Ágil de Processos Digitais
EAPD - 2° Edição - Entrega Ágil de Processos DigitaisEAPD - 2° Edição - Entrega Ágil de Processos Digitais
EAPD - 2° Edição - Entrega Ágil de Processos Digitais
 
EAPD _ 2° Edição - Processos e BPMS - Unimed Curitiba
EAPD _ 2° Edição - Processos e BPMS - Unimed CuritibaEAPD _ 2° Edição - Processos e BPMS - Unimed Curitiba
EAPD _ 2° Edição - Processos e BPMS - Unimed Curitiba
 
EAPD - 2° Edição - Leandro Jesus
EAPD - 2° Edição - Leandro JesusEAPD - 2° Edição - Leandro Jesus
EAPD - 2° Edição - Leandro Jesus
 
[BPMDAYSP 2017] Design Sprint
[BPMDAYSP 2017] Design Sprint[BPMDAYSP 2017] Design Sprint
[BPMDAYSP 2017] Design Sprint
 
[BPMDAYSP 2017] Alexandre Magno
[BPMDAYSP 2017] Alexandre Magno[BPMDAYSP 2017] Alexandre Magno
[BPMDAYSP 2017] Alexandre Magno
 

BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regulação da saúde pública estadual

  • 1. MAiS Software de Resultados – DURAÇÃO: 30 MINUTOS SÃO PAULO - 2016 Data Science e BPM, como maximizar resultados finalísticos unificando as abordagens: Um estudo de Caso da Secretaria no processo de Regulação da Saúde Pública Estadual GABRIEL RENAULT
  • 2. GABRIEL RENAULT • Engenheiro de Produção pela UFRJ, Coach formado pela SBC, mentor do Insper e com especialização em “Data Science Executive” pela John Hopkins University • CEO da MAiS Software de Resultados com mais de 12 anos de experiência em projetos de Consultoria de Resultados. • Alguns clientes: Ministério do Planejamento, Casa Civil do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Saúde do Estado do Espírito Santo, mais de 20 Prefeituras, Sabesp, Petrobras, Insper, Embelleze, ANBIMA, O Boticário, Amanco, Souza Cruz, entre outros.
  • 3. NOME DA EMPRESA • Mais de R$ 200 Milhões economizados em 1 ano • ROI médio de mais 50 vezes o valor cobrado na solução
  • 4. MODELO CONCEITUAL Unificando Data Science e BPM Fonte: Hoshin Kanri – Prof. Vicente Falconi
  • 5. MODELO CONCEITUAL Unificando Data Science e BPM PROCESSOS METAS - Entregas Finalísticas - Diretrizes sobre o que deve ser otimizado nos processos - Mapeamento do que impacta o resultado - Otimização do Processo para melhoria efetiva
  • 6. MODELO CONCEITUAL Unificando Data Science e BPM Fonte: Hoshin Kanri – Prof. Vicente Falconi LACUNAS OPORTUNIDADES METAS PLANOS CAPACITAÇÃO EXECUÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO = ALCANCE DOS RESULTADOS MELHORES PRÁTICAS X CORREÇÕES
  • 7. MODELO CONCEITUAL Unificando Data Science e BPM Fonte: John Hopkins University EDA: Exploratory Data Analysis
  • 8. MODELO CONCEITUAL Unificando Data Science e BPM Fonte: MAiS Software de Resultados Dados dos Indicadores Finalísticos do Processo Análise Exploratório dos Dados Quais processos mais impactam no resultado final? Seleção das medições essenciais (Mais Dados) Priorização dos Processos com a Análise dos novos dados Mapeamento formal do processo Melhoria baseadas no impacto final Medição do Impacto Real e Reuniões de Resultado L E T Árvore de Indicadores e Drivers do Negócio BI com Análises Ad-Hoc e Sugestões Insumo Transforma ção Entrega Análise Qualitativa Análise Quantitativa Mapeamento em BPMS Cenários e Impactos Melhoria Incremental
  • 9. O CASE Melhoria de Resultados no Macro Processo de Regulação de uma Secretaria de Estado
  • 10. NECESSIDADE MACROPROCESSO Realizar Atenção à Saúde Entradas Cidadão demandando atenção à saúde Saídas Cidadão recuperado Cidadão com sequelas Óbito Cidadão protegido
  • 11. NECESSIDADE Sistema Estadual de Saúde Atenção Primária e Baixa Complexidade MUNICIPAL (Demanda) Média e Alta Complexidade REDE ESTADUAL DE SAÚDE (Oferta) Regulação Meta: Cidadãos atendidos pelo sistema de saúde pública com prazo adequado a sua necessidade
  • 12. NECESSIDADE Sistema Estadual de Saúde Atenção Básica MUNICIPAL Demanda Média e Alta Complexidade REDE ESTADUAL DE SAÚDE Oferta • Dados Paciente • Dados Clínicos • Tipo Demanda (consulta, exame, etc.) • Localização • Urgência (protocolo de Manchester) Regulação • Dados Disponibilidade Rede Própria • Dados Disponibilidade Contratualizada • Custos Unitários • Custo de Logística • Prazo SISREG, Datasus, MV Reg e Tabwin SISREG, Datasus, MV Reg e Tabwin Otimização do Uso da Rede (Custo + Atendimento a População) Sugestão de Alocação para cada caso
  • 13. PROBLEMA Principais Sintomas dos Problemas (Disfunções): - Demora na realização de Consultas e Exames: entre 6 meses e 3 anos - Absenteísmo em Consultas e Exames 44% em Vitória - Urgências em 48hs (referência SUS é de 24hs) Sistema Estadual de Saúde
  • 14. PROBLEMA Com base na Matriz de Despesas por unidade gestora analisamos a correlação entre os Pacotes, Entidades e Processos: Fonte: Contabilidade Secretaria – Jan a Dez 2014 Pacote FES HSL HDS HINSG HRAS HIMABA HMSA HABF DEMAIS TOTAL CONTRATUALIZAÇÃO 687,87 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 687,87 MAT MED 101,37 10,45 7,99 10,36 6,35 8,78 4,30 6,56 9,67 165,83 SADT 110,76 2,62 0,83 5,52 5,39 0,57 2,81 0,94 19,35 148,79 COOPERATIVAS 10,71 24,10 23,07 18,37 16,94 11,29 15,19 13,34 6,85 139,86 CONSERVAÇÃO, LIMPEZA E VIGILÂNCIA 18,44 7,03 5,64 5,25 4,97 6,45 3,60 5,19 18,96 75,52 ALIMENTOS 2,81 3,79 3,80 3,03 2,75 2,42 2,92 1,88 6,28 29,68 SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS 13,98 0,96 3,02 0,19 0,85 0,62 0,03 0,78 1,34 21,76 DESPESAS GERAIS 6,99 1,80 0,40 0,58 0,34 0,52 0,65 0,61 8,12 20,01 CONCESSIONÁRIAS 2,22 0,17 1,39 0,89 0,60 1,09 0,58 0,59 2,80 10,33 BENEFÍCIOS 1,46 0,21 0,46 0,24 0,11 0,21 0,02 0,25 0,52 3,49 FROTA 1,04 0,04 0,03 0,03 0,12 0,04 0,08 0,05 0,60 2,03 VIAGENS 1,07 0,00 0,00 0,00 0,07 0,00 0,02 0,00 0,73 1,89 TOTAL 958,72 51,15 46,63 44,47 38,48 32,00 30,19 30,18 75,23 1.307,06 R$ MM Contratualização, Cooperativas, SADT: R$ 976 MM Regulação Gestão Hospitalar Mat Med, Alimentos, Conserv.Limp.Vig: R$ 271MM Compras Gestão Hospitalar
  • 15. O QUE FOI DESENVOLVIDO MACROPROCESSOS DE APOIO Realizar Atenção à Saúde Realizar Assistência Secundária e Terciária Realizar Assistência Primária Realizar Vigilância Sanitária Realizar Vigilância Epidemiológica e Ambiental Realizar Promoção da Saúde Promover Saneamento Básico Prover Transporte Sanitário Realizar Hemoterapia Realizar Assistência Farmacêutica Prover Informações em Saúde Promover Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde Realizar Regulação da Atenção à Saúde Desenvolver Educação Permanente Implantar e Financiar Projetos e Programas Normalizar Atenção à Saúde Realizar Planejamento em Saúde MACROPROCESSOS-FIM
  • 16. O QUE FOI DESENVOLVIDO ESCOPO Na Secretaria de Saúde foram priorizados 03 processos contidos na Regulação da Atenção à Saúde: REGULAÇÃO DO ACESSO À ASSISTÊNCIA AUDITORIA ASSISTENCIAL PLANEJAMENTO, PROGRAMAÇÃO E CONTRATUALIZAÇÃO MONITORAMENTO, CONTROLE E AVALIAÇÃO PROCESSAMENTO E FATURAMENTO Identificação das Necessidades Assistenciais Pactuação (Regionais e Municípios) Contratualização Tratamento das solicitações Autorização Disponibilização do recurso Monitoramento da utilização Ateste qualitativo, quantitativo e financeiro Autorização para o pagamento Alguns Indicadores: • Percentual de pacientes internados na U/E por mais de 24 hs • Taxa de Indisponibilidade de Leitos na Internação • Tempo médio para realização do diagnóstico • Taxa de Suspenção de Cirurgias • Taxa de Utilização do Centro Cirúrgico • Tempo Médio de falta dos Medicamentos e Materiais • Índice de Intervalo de Substituição de Leitos • Taxa de Indisponibilidade de equipamentos críticos • Tempo Médio para Realização de Exames de Imagem / Laboratório • Taxa de Infecção Hospitalar
  • 17. METODOLOGIA As oportunidades identificadas são fruto do resultado das análises quanti e quali realizadas na fase de Diagnóstico. Pacote Total Meta Redução (%) Economia Gasto Projetado CONTRATUALIZAÇÃO 687.871.517 9% 61.908.437 625.963.080 MAT MED 165.834.212 13% 21.558.448 144.275.764 SADT 148.787.243 12% 17.854.469 130.932.774 COOPERATIVAS 139.856.684 12% 16.782.802 123.073.882 CONSERVAÇÃO, LIMPEZA E VIGILÂNCIA 75.522.069 15% 11.328.310 64.193.758 ALIMENTOS 29.681.723 15% 4.452.258 25.229.465 SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS 21.756.435 10% 2.175.643 19.580.791 DESPESAS GERAIS 20.011.568 10% 2.001.157 18.010.411 CONCESSIONÁRIAS 10.330.684 12% 1.239.682 9.091.002 BENEFÍCIOS 3.492.491 5% 174.625 3.317.866 FROTA 2.025.831 5% 101.292 1.924.539 VIAGENS 1.888.605 12% 219.015 1.669.590 Total Geral 1.307.059.062 11% 139.796.138 1.167.262.924
  • 18. METODOLOGIA Tempo Médio de Permanência (Internação) Despesas com Pessoal Investimentos Outras Despesas Correntes Alimentação /Paciente*Dia MAT MED /Paciente*Dia Outras Despesas... A partir do desdobramento do TMP em gastos de mesma natureza define-se indicadores que são os gatilhos para a obtenção de ganhos
  • 19. METODOLOGIA Planejamento Mapeamento da Situação Atual Redesenho do Processo Padronização Implementação Ciclo de Melhorias 1. Definição da Demandas para o Redesenho de Processo 2. Análise via Algoritmos para Priorizar 3. Elaboração do VAV do Diagrama de Escopo e Interfaces do Processo 5. Elaboração do Fluxo do Processo Redesenhado para maximizer retorno 6. Definição dos Indicadores de Desempenho do Processo e suas METAS 7. Elaboração do Plano de Implantação do Processo 8. Elaboração dos Padrões (DECRETOS, PORTARIAS, INSTRUÇÕES NORMATIVAS, ETC) 4. Elaboração do Fluxo Atual do Processo 9. Planejamento da Capacitação das equipes (Matriz de Capacitação) 10. Execução do Plano de Implantação do Processo 12. Tratamento de Não- Conformidades 13. Acompanhamento dos Planos de Ação 11. Verificação da eficácia dos controles através da avaliação dos resultados dos indicadores
  • 20. RESULTADOS Diagrama de Escopo e Interfaces do Processo
  • 21. RESULTADOS Fluxos de Processo Redesenhados: 05 PROCESSOS REDESENHADOS: Planejamento, Programação e Contratualização Regulação de Consultas e Exames Regulação de Internações de Urgência Regulação de Internações Eletivas (novo) Monitoramento, Controle e Avaliação
  • 22. RESULTADOS Em 2015 foram capturados 58 MM em relação a base histórica*. *Base histórica calculada com a liquidação 2014 + reajustes contratuais e novos serviços R$emmilhões
  • 23. RESULTADOS R$ 1.116,83 R$ 1.201,70 Em 2016 até março foram capturados 29 MM em relação a base histórica, projetando-se 84 MM até dezembro. Totalizando os 2 anos o ganho estimado é de 143,31 MM. *Base histórica calculada com a liquidação 2014 + reajustes contratuais e novos serviços R$emmilhões
  • 24. RESULTADOS ALIMENTOS (para pacientes, funcionários e acompanhantes) Base 2014 corrigida: 32,54 MM Liquidação 2015: 29,75 MM Captura (%): 8,58 % Captura (R$): 2,79 MM CLV (Conservação, Limpeza e Vigilância) Base 2014 corrigida: 82,47 MM Liquidação 2015: 72,12 MM Captura (%): 12,54 % Captura (R$): 10,35 MM COOPERATIVAS Base 2014 corrigida: 164,0 MM Liquidação 2015: 155,89 MM Captura (%): 4,95 % Captura (R$): 8,11 MM CONTRATUALIZAÇÃO (Leitos privados, OS’s, Filantrópicos, Exames, Consultas e Procedimentos) Base 2014 corrigida: 594,5 MM Liquidação 2015: 561,02 MM Captura (%): 5,64 % Captura (R$): 33,48 MM MAT MED (Materiais Médicos e Medicamentos) Base 2014 corrigida: 180,3 MM Liquidação 2015: 174,23 MM Captura (%): 3,37 % Captura (R$): 6,07 MM SADT (Serviços Auxiliares de Diagnóstico e Terapia) Base 2014 corrigida: 45,97 MM Liquidação 2015: 48,61 MM Captura (%): -5,74 % Captura (R$): -2,64 MM