SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
A DIDÁTICA PARA O ENSINO SUPERIOR
O PAPEL SOCIAL E EDUCACIONAL DA DIDÁTICA
A educação (prática educativa) é um fenômeno social e universal, sendo considerada uma atividade
humana indispensável para o funcionamento da sociedade.
Cada sociedade precisa cuidar da formação dos seus membros, estimulando e auxiliando no
desenvolvimentodesuas capacidadesfísicase espirituais;além de prepara-los para a participação ativa
e transformadora nas diversas instancias sociais. (LIBÂNEO, 1994)
Não há sociedade sem práticas educativas e nem práticas educativas sem sociedade.
A prática educativa não é apenas uma exigência da vida em sociedade, mas também o processo de
prover os indivíduos de conhecimentos e experiências culturais que os tornam aptos a atuar no meio
social e a transforma-lo em função de necessidades econômicas, sociais e políticas da coletividade.
EM SENTIDO AMPLO – a educaçãocompreende os processos formativos que ocorrem no meio social,
nos quais os indivíduos estão envolvidos de modo necessário e inevitável pelo simples fato de existirem
socialmente;decorrentesdaorganizaçãoeconômica, política e legal de uma sociedade, da religião, dos
costumes, das formas de convivência humana.(LIBÂNEO, 1994)
EM SENTIDO RESTRITO – a educação ocorre em instituições específicas, escolares ou não, com
finalidades explícitas de instrução e ensino mediante uma ação consciente, deliberada e planificada,
embora sem separar-se daqueles processos formativos gerais.
(LIBÂNEO, 1994)
A educação caracteriza-se em influências educativas como não-intencionais e intencionais.
A EUCAÇÃO NÃO – INTENCIONAL – refere-se às influências do contexto social e do meio ambiente
sobreos indivíduos.Denominadatambém deeducaçãoinformal,correspondem aprocessosdeaquisição
de conhecimentos,experiências,idéias,valores, práticas, que não estão ligados especificamente a uma
instituição e nem são intencionais e conscientes.
A EDUCAÇÃO INTENCIONAL -refere-se a influências em que há intenções e objetivos definidos
conscientemente, como é o caso da educação escolar e extra-escolar.
Há uma intencionalidade, uma consciência por parte do educador quanto aos objetivos e tarefas que
deve cumprir, seja ele o pai, o professor, ou os adultos.
Didática como atividade pedagógica
A pedagogia investiga a natureza das finalidades da educação como processo social, no seio de uma
determinadasociedade,bem como as metodologias apropriadas para a formação dos indivíduos, tendo
em vista o seu desenvolvimento humano para tarefas na vida em sociedade.
A Didática uma das disciplinas da pedagogia, que estuda o processo de ensino através dos seus
componentes–os conteúdosescolares,oensinoe a aprendizagem – com o embasamento numa teoria
da educação, formular diretrizes da atividade profissional dos professores.
É uma matéria de estudo fundamental na formação profissional dos professores e um meio de trabalho
do qualos professoresse servem paradirigira atividade deensino, cujoresultado é a aprendizagem dos
conteúdos escolares pelos alunos.
Esse conjunto de tarefas não visa outra coisa senão o desenvolvimento físico e intelectual dos alunos,
com vistas à sua preparação para a vida social.
O processo didático tem como finalidade desenvolver a capacidade cognitiva do aluno, de modo que
assimilem o conhecimento de maneira sistematizada.
Entendendo alguns conceitos
Instrução – se refere aoprocessoe aoresultadoda assimilaçãosólidade conhecimento sistematizado e
ao desenvolvimento de capacidade cognitiva.
Ensino – planejamento,organização,direção e avaliação da atividade didática, concretizando as tarefas
da instrução; inclui tanto o trabalho do professor como a direção da atividade do estudo dos alunos.
Currículo –expressaos conteúdosda instrução, nas matérias de cada grau do processo de ensino. Nas
matérias se desenvolve o processo de assimilação dos conhecimentos e habilidades.
Metodologia – estudo dos métodos, e o conjunto dos procedimentos de investigação das diferentes
ciências quanto aos seus fundamentos e validade.
Pode ser:
- Geral : métodos tradicionais, métodos ativos, método da descoberta, etc.
- Específica: se refere ao procedimento de ensino e estudo da disciplina do currículo.
O professor e seu trabalho
• O trabalho docente tem como os principais objetivos:
- Assegurar aos alunos o domínio mais seguro e duradouro possível dos conhecimentos científicos;
- Criaras condiçõese meios para que os alunos desenvolvam capacidades e habilidades intelectuais de
modoquedominem métodosdeestudo e de trabalho intelectual visando sua autonomia no processo de
aprendizagem e independência de pensamento;
- Orientar as tarefas de ensino para objetivos educativos de formação da personalidade, isto é, ajudar os
alunos a escolherem um caminho na vida, a terem atitudes e convicções que norteiem suas opções
diante dos problemas e situações da vida real.
PLANEJAMENTO
• Compreensão segura das relações entre a educação escolar e os objetivos sócio-políticos e
pedagógicos, ligando-se aos objetivos de ensino das disciplinas;
• Domínio do conteúdo e sua relação com a vida e a prática.
• Capacidade de desmembrar o conteúdo em tópicos;
• Conhecimento das características sociais, culturais e individuais dos alunos, bem como o nível de
preparo em que se encontram;
• Conhecimento de vários métodos de ensino e procedimentos didáticos;
• Conhecimento dos programas oficiais para adequá-los as necessidades reais
Direção do ensino e da aprendizagem
Para o professor é importante saber:
- Domínio de métodos de ensino
- Habilidades de expressar ideias com clareza, falar de modo acessível á compreensão dos alunos
partindo de sua linguagem corrente;
- Habilidade de tornar os conteúdos de ensino significativos, reais, referendo-os aos conhecimentos e
experiências que trazem para a aula;
- Formular perguntas e problemas que exijam do aluno pensarem por si;
- Conhecimento da possibilidade intelectual dos alunos;
- Adoção de uma linha de conduta no relacionamento com os alunos;
- Estimular o interesse pelo estudo, mostrando a importância da escola.
A estrutura do trabalho docente
Tendo em conta a idade dos alunos, as características do desenvolvimento intelectual,
as especificidades do conteúdo e metodologia do conteúdo.
5 momentos da metodologia do ensino:
- 1) ORIENTAÇÃO INICIAL DOS OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM = incentivando os alunos
no estudo do conteúdo, colocando os objetivos e os resultados que devem ser atingidos.
Procedimentos: apresenta um problema, roda de conversa, estimula curiosidade, analisa exercícios já
resolvidos, estimula interdisciplinaridade, usa ilustrações, uma rápida redação, etc.
- 2) Transmissãodoconteúdo –éo momentodetomarconhecimentodoconteúdo.O objetivo desta fase é
queos alunosformem ideiasclarassobreoassunto e vão ligandoelementosparacompreender. Para tal
é preciso fazer um “amarramento” do estudo.
Procedimento: exercício de fixação
• 3) Consolidaçãoeaprimoramentodosconhecimentos,habilidades e hábitos - processo da percepção e
compreensão do conteúdo já ocorrendo a assimilação, consolidação e aprimoramento.
Procedimento – não basta somente exercícios é preciso consolida-lo sem decora-lo.
• 4) Aplicaçãode conhecimentos, habilidades e hábitos - quando os alunos utilizam o conhecimento em
situações diferentes, mediante tarefas da vida, que estimulem capacidade de análise, síntese, crítica,
comparação e generalização.
• 5) Verificaçãoeavaliaçãodosconhecimentosehabilidades –é a validaçãodoprocessoNãosó por meio
da avaliação formal, mas por posicionamento, conduta e exposição do pensamento.
Algumas reflexões
Para Paulo Freire (2011):
• “não é possível fazer uma reflexão sobre o que é educação sem refletir sobre o próprio homem.”
• “A educação é uma resposta da finitude da infinitude”
• “a sabedoria parte da ignorância”
• “não há educação do medo”
• “uma educação sem esperança não é educação”
Para Comenius(1670)
• “O princípio de tudo que se aconselha são extraídos da própria natureza dos coisas.”
• “Didática é a arte de ensinar.”
Referências
LIBÂNEO, JC. Didática. São Paulo: Cortez, 1994
FREIRE, P. Educação e Mudança. 2 ed. São Paulo: Paze Terra, 2011.
COMENIUS. Didática Magna. 3ed São Paulo: Martins Fontes, 2006.
VEIGA, I P Repensando a didática. Campinas, SP: Papirus, 2000

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Objetivos didáticos slides de didática
Objetivos didáticos  slides de didáticaObjetivos didáticos  slides de didática
Objetivos didáticos slides de didática
Wellinton Prestes
 
Métodos e técnicas de ensino
Métodos e técnicas de ensinoMétodos e técnicas de ensino
Métodos e técnicas de ensino
Mekinho20
 
Pedagogia, O QUE É SER PEDAGOGO
Pedagogia, O QUE É SER PEDAGOGOPedagogia, O QUE É SER PEDAGOGO
Pedagogia, O QUE É SER PEDAGOGO
Mírian Barbosa
 
C:\Fakepath\Forumdir 2005b
C:\Fakepath\Forumdir 2005bC:\Fakepath\Forumdir 2005b
C:\Fakepath\Forumdir 2005b
Solange Soares
 
Docencia no-ensino-superior-pimenta-anastasiou-cavallet
Docencia no-ensino-superior-pimenta-anastasiou-cavalletDocencia no-ensino-superior-pimenta-anastasiou-cavallet
Docencia no-ensino-superior-pimenta-anastasiou-cavallet
PROIDDBahiana
 
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Giba Canto
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogo
Beatriz
 
Otm normal médio núcleo de formação prática
Otm normal médio   núcleo de formação práticaOtm normal médio   núcleo de formação prática
Otm normal médio núcleo de formação prática
Flávia Maria
 

Mais procurados (20)

Formação do Pedagogo da FPD - Alessandro; Oiran Amado; Aline Kelly; Maria Hel...
Formação do Pedagogo da FPD - Alessandro; Oiran Amado; Aline Kelly; Maria Hel...Formação do Pedagogo da FPD - Alessandro; Oiran Amado; Aline Kelly; Maria Hel...
Formação do Pedagogo da FPD - Alessandro; Oiran Amado; Aline Kelly; Maria Hel...
 
Processo de Ensino na Escola
Processo de Ensino na EscolaProcesso de Ensino na Escola
Processo de Ensino na Escola
 
Objetivos didáticos slides de didática
Objetivos didáticos  slides de didáticaObjetivos didáticos  slides de didática
Objetivos didáticos slides de didática
 
Slide Didática
Slide DidáticaSlide Didática
Slide Didática
 
Métodos e técnicas de ensino
Métodos e técnicas de ensinoMétodos e técnicas de ensino
Métodos e técnicas de ensino
 
Conteúdos de ensino
Conteúdos de ensinoConteúdos de ensino
Conteúdos de ensino
 
DIDATICA SEGUNDO A TEORIA DO ENSINO DESENVOLVIMENTAL
DIDATICA SEGUNDO A TEORIA DO ENSINO DESENVOLVIMENTALDIDATICA SEGUNDO A TEORIA DO ENSINO DESENVOLVIMENTAL
DIDATICA SEGUNDO A TEORIA DO ENSINO DESENVOLVIMENTAL
 
Pedagogia, O QUE É SER PEDAGOGO
Pedagogia, O QUE É SER PEDAGOGOPedagogia, O QUE É SER PEDAGOGO
Pedagogia, O QUE É SER PEDAGOGO
 
Saberes do Professor Universitário
Saberes do Professor UniversitárioSaberes do Professor Universitário
Saberes do Professor Universitário
 
Disciplina: Didática
Disciplina: DidáticaDisciplina: Didática
Disciplina: Didática
 
Metodologia de ensino
Metodologia de ensinoMetodologia de ensino
Metodologia de ensino
 
C:\Fakepath\Forumdir 2005b
C:\Fakepath\Forumdir 2005bC:\Fakepath\Forumdir 2005b
C:\Fakepath\Forumdir 2005b
 
Didática do ensino superior 2017
Didática do ensino superior  2017Didática do ensino superior  2017
Didática do ensino superior 2017
 
Didã¡tica iii
Didã¡tica iiiDidã¡tica iii
Didã¡tica iii
 
Docencia no-ensino-superior-pimenta-anastasiou-cavallet
Docencia no-ensino-superior-pimenta-anastasiou-cavalletDocencia no-ensino-superior-pimenta-anastasiou-cavallet
Docencia no-ensino-superior-pimenta-anastasiou-cavallet
 
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogo
 
Otm normal médio núcleo de formação prática
Otm normal médio   núcleo de formação práticaOtm normal médio   núcleo de formação prática
Otm normal médio núcleo de formação prática
 
Apresentação do Livro Didática em questão
Apresentação do Livro Didática em questãoApresentação do Livro Didática em questão
Apresentação do Livro Didática em questão
 
Questões norteadoras do seminário
Questões norteadoras do seminárioQuestões norteadoras do seminário
Questões norteadoras do seminário
 

Semelhante a A didatica para o ensino superior

04 -PROCESSO DE ENSINO.pptx História da administração
04 -PROCESSO DE ENSINO.pptx História da administração04 -PROCESSO DE ENSINO.pptx História da administração
04 -PROCESSO DE ENSINO.pptx História da administração
JeanSousa55
 
Planejamento de ensino[1]
Planejamento de ensino[1]Planejamento de ensino[1]
Planejamento de ensino[1]
UNICEP
 
A didatica eo processo educativo.artigo
A didatica eo processo educativo.artigoA didatica eo processo educativo.artigo
A didatica eo processo educativo.artigo
Mayanne Leitte
 
Aula da cristiane.ppt slide 1(1)
Aula da cristiane.ppt  slide 1(1)Aula da cristiane.ppt  slide 1(1)
Aula da cristiane.ppt slide 1(1)
celiariosalmeida
 
Esboço plano cp2
Esboço plano cp2Esboço plano cp2
Esboço plano cp2
Ana Pedag
 

Semelhante a A didatica para o ensino superior (20)

Epistemologia da docência
Epistemologia da docênciaEpistemologia da docência
Epistemologia da docência
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
 
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtivaSeminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
 
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtivaSeminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
Seminário 3 - Por uma prática docente crítica e construtiva
 
04 -PROCESSO DE ENSINO.pptx História da administração
04 -PROCESSO DE ENSINO.pptx História da administração04 -PROCESSO DE ENSINO.pptx História da administração
04 -PROCESSO DE ENSINO.pptx História da administração
 
Apostila de didatica
Apostila de didaticaApostila de didatica
Apostila de didatica
 
Estudo dirigido didatica
Estudo dirigido didaticaEstudo dirigido didatica
Estudo dirigido didatica
 
didatica no ensino superios 3
didatica no ensino superios 3didatica no ensino superios 3
didatica no ensino superios 3
 
DIDATICA _ objeto estudo _texto.pdf
DIDATICA _ objeto estudo _texto.pdfDIDATICA _ objeto estudo _texto.pdf
DIDATICA _ objeto estudo _texto.pdf
 
U4
U4U4
U4
 
Didatica i u4
Didatica i u4Didatica i u4
Didatica i u4
 
Planejamento de ensino[1]
Planejamento de ensino[1]Planejamento de ensino[1]
Planejamento de ensino[1]
 
Zabala
ZabalaZabala
Zabala
 
Zabala
ZabalaZabala
Zabala
 
PCN
PCNPCN
PCN
 
A didatica eo processo educativo.artigo
A didatica eo processo educativo.artigoA didatica eo processo educativo.artigo
A didatica eo processo educativo.artigo
 
Guia da disciplina Didática
Guia da disciplina DidáticaGuia da disciplina Didática
Guia da disciplina Didática
 
2dia_professores_anexo4_sp_2semestre.pdf
2dia_professores_anexo4_sp_2semestre.pdf2dia_professores_anexo4_sp_2semestre.pdf
2dia_professores_anexo4_sp_2semestre.pdf
 
Aula da cristiane.ppt slide 1(1)
Aula da cristiane.ppt  slide 1(1)Aula da cristiane.ppt  slide 1(1)
Aula da cristiane.ppt slide 1(1)
 
Esboço plano cp2
Esboço plano cp2Esboço plano cp2
Esboço plano cp2
 

Último

CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
EduardaMedeiros18
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
edjailmax
 

Último (20)

Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 

A didatica para o ensino superior

  • 1. A DIDÁTICA PARA O ENSINO SUPERIOR O PAPEL SOCIAL E EDUCACIONAL DA DIDÁTICA A educação (prática educativa) é um fenômeno social e universal, sendo considerada uma atividade humana indispensável para o funcionamento da sociedade. Cada sociedade precisa cuidar da formação dos seus membros, estimulando e auxiliando no desenvolvimentodesuas capacidadesfísicase espirituais;além de prepara-los para a participação ativa e transformadora nas diversas instancias sociais. (LIBÂNEO, 1994) Não há sociedade sem práticas educativas e nem práticas educativas sem sociedade. A prática educativa não é apenas uma exigência da vida em sociedade, mas também o processo de prover os indivíduos de conhecimentos e experiências culturais que os tornam aptos a atuar no meio social e a transforma-lo em função de necessidades econômicas, sociais e políticas da coletividade. EM SENTIDO AMPLO – a educaçãocompreende os processos formativos que ocorrem no meio social, nos quais os indivíduos estão envolvidos de modo necessário e inevitável pelo simples fato de existirem socialmente;decorrentesdaorganizaçãoeconômica, política e legal de uma sociedade, da religião, dos costumes, das formas de convivência humana.(LIBÂNEO, 1994) EM SENTIDO RESTRITO – a educação ocorre em instituições específicas, escolares ou não, com finalidades explícitas de instrução e ensino mediante uma ação consciente, deliberada e planificada, embora sem separar-se daqueles processos formativos gerais. (LIBÂNEO, 1994) A educação caracteriza-se em influências educativas como não-intencionais e intencionais. A EUCAÇÃO NÃO – INTENCIONAL – refere-se às influências do contexto social e do meio ambiente sobreos indivíduos.Denominadatambém deeducaçãoinformal,correspondem aprocessosdeaquisição de conhecimentos,experiências,idéias,valores, práticas, que não estão ligados especificamente a uma instituição e nem são intencionais e conscientes. A EDUCAÇÃO INTENCIONAL -refere-se a influências em que há intenções e objetivos definidos conscientemente, como é o caso da educação escolar e extra-escolar. Há uma intencionalidade, uma consciência por parte do educador quanto aos objetivos e tarefas que deve cumprir, seja ele o pai, o professor, ou os adultos. Didática como atividade pedagógica A pedagogia investiga a natureza das finalidades da educação como processo social, no seio de uma determinadasociedade,bem como as metodologias apropriadas para a formação dos indivíduos, tendo em vista o seu desenvolvimento humano para tarefas na vida em sociedade.
  • 2. A Didática uma das disciplinas da pedagogia, que estuda o processo de ensino através dos seus componentes–os conteúdosescolares,oensinoe a aprendizagem – com o embasamento numa teoria da educação, formular diretrizes da atividade profissional dos professores. É uma matéria de estudo fundamental na formação profissional dos professores e um meio de trabalho do qualos professoresse servem paradirigira atividade deensino, cujoresultado é a aprendizagem dos conteúdos escolares pelos alunos. Esse conjunto de tarefas não visa outra coisa senão o desenvolvimento físico e intelectual dos alunos, com vistas à sua preparação para a vida social. O processo didático tem como finalidade desenvolver a capacidade cognitiva do aluno, de modo que assimilem o conhecimento de maneira sistematizada. Entendendo alguns conceitos Instrução – se refere aoprocessoe aoresultadoda assimilaçãosólidade conhecimento sistematizado e ao desenvolvimento de capacidade cognitiva. Ensino – planejamento,organização,direção e avaliação da atividade didática, concretizando as tarefas da instrução; inclui tanto o trabalho do professor como a direção da atividade do estudo dos alunos. Currículo –expressaos conteúdosda instrução, nas matérias de cada grau do processo de ensino. Nas matérias se desenvolve o processo de assimilação dos conhecimentos e habilidades. Metodologia – estudo dos métodos, e o conjunto dos procedimentos de investigação das diferentes ciências quanto aos seus fundamentos e validade. Pode ser: - Geral : métodos tradicionais, métodos ativos, método da descoberta, etc. - Específica: se refere ao procedimento de ensino e estudo da disciplina do currículo. O professor e seu trabalho • O trabalho docente tem como os principais objetivos: - Assegurar aos alunos o domínio mais seguro e duradouro possível dos conhecimentos científicos; - Criaras condiçõese meios para que os alunos desenvolvam capacidades e habilidades intelectuais de modoquedominem métodosdeestudo e de trabalho intelectual visando sua autonomia no processo de aprendizagem e independência de pensamento; - Orientar as tarefas de ensino para objetivos educativos de formação da personalidade, isto é, ajudar os alunos a escolherem um caminho na vida, a terem atitudes e convicções que norteiem suas opções diante dos problemas e situações da vida real.
  • 3. PLANEJAMENTO • Compreensão segura das relações entre a educação escolar e os objetivos sócio-políticos e pedagógicos, ligando-se aos objetivos de ensino das disciplinas; • Domínio do conteúdo e sua relação com a vida e a prática. • Capacidade de desmembrar o conteúdo em tópicos; • Conhecimento das características sociais, culturais e individuais dos alunos, bem como o nível de preparo em que se encontram; • Conhecimento de vários métodos de ensino e procedimentos didáticos; • Conhecimento dos programas oficiais para adequá-los as necessidades reais Direção do ensino e da aprendizagem Para o professor é importante saber: - Domínio de métodos de ensino - Habilidades de expressar ideias com clareza, falar de modo acessível á compreensão dos alunos partindo de sua linguagem corrente; - Habilidade de tornar os conteúdos de ensino significativos, reais, referendo-os aos conhecimentos e experiências que trazem para a aula; - Formular perguntas e problemas que exijam do aluno pensarem por si; - Conhecimento da possibilidade intelectual dos alunos; - Adoção de uma linha de conduta no relacionamento com os alunos; - Estimular o interesse pelo estudo, mostrando a importância da escola. A estrutura do trabalho docente Tendo em conta a idade dos alunos, as características do desenvolvimento intelectual, as especificidades do conteúdo e metodologia do conteúdo. 5 momentos da metodologia do ensino: - 1) ORIENTAÇÃO INICIAL DOS OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM = incentivando os alunos no estudo do conteúdo, colocando os objetivos e os resultados que devem ser atingidos. Procedimentos: apresenta um problema, roda de conversa, estimula curiosidade, analisa exercícios já resolvidos, estimula interdisciplinaridade, usa ilustrações, uma rápida redação, etc.
  • 4. - 2) Transmissãodoconteúdo –éo momentodetomarconhecimentodoconteúdo.O objetivo desta fase é queos alunosformem ideiasclarassobreoassunto e vão ligandoelementosparacompreender. Para tal é preciso fazer um “amarramento” do estudo. Procedimento: exercício de fixação • 3) Consolidaçãoeaprimoramentodosconhecimentos,habilidades e hábitos - processo da percepção e compreensão do conteúdo já ocorrendo a assimilação, consolidação e aprimoramento. Procedimento – não basta somente exercícios é preciso consolida-lo sem decora-lo. • 4) Aplicaçãode conhecimentos, habilidades e hábitos - quando os alunos utilizam o conhecimento em situações diferentes, mediante tarefas da vida, que estimulem capacidade de análise, síntese, crítica, comparação e generalização. • 5) Verificaçãoeavaliaçãodosconhecimentosehabilidades –é a validaçãodoprocessoNãosó por meio da avaliação formal, mas por posicionamento, conduta e exposição do pensamento. Algumas reflexões Para Paulo Freire (2011): • “não é possível fazer uma reflexão sobre o que é educação sem refletir sobre o próprio homem.” • “A educação é uma resposta da finitude da infinitude” • “a sabedoria parte da ignorância” • “não há educação do medo” • “uma educação sem esperança não é educação” Para Comenius(1670) • “O princípio de tudo que se aconselha são extraídos da própria natureza dos coisas.” • “Didática é a arte de ensinar.” Referências LIBÂNEO, JC. Didática. São Paulo: Cortez, 1994 FREIRE, P. Educação e Mudança. 2 ed. São Paulo: Paze Terra, 2011. COMENIUS. Didática Magna. 3ed São Paulo: Martins Fontes, 2006. VEIGA, I P Repensando a didática. Campinas, SP: Papirus, 2000