SlideShare uma empresa Scribd logo
Centro Educacional Santa Teresinha
              3º Trimestre de 2008
PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE

      Durante toda nossa vida nos beneficiamos do Meio
Ambiente sem a preocupação de preservar os recursos que
ele nos oferece, devido a esse uso indiscriminado muito já
foi destruído causado sérios danos e diminuindo a
qualidade de vida do ser humano, a Rede Salesiana de
Escola, através dos livros do 5° ano 2008 do Centro
Educacional Santa Teresinha, propõe novos caminhos que
levam o aluno a uma nova relação , acerca do meio
ambiente.


                                              Professoras:
                                      5ª A – Cristina Mello
                                  5ª B – Simone Drumond
                                      5ªC – Nayana Bouth
A principal função do trabalho com o tema Meio
 Ambiente é contribuir para a formação de cidadãos
     conscientes, aptos a decidirem e atuarem na
realidade socio-ambiental de um modo comprometido
             com a vida, com o bem-estar
     de cada um e da sociedade, local e global.

      As professoras do 5º ano A,B,C 2008 para atingir
  os objetivos propostos no livro, trabalharam com
informações, conceitos e com a formação de valores
                      e atitudes.

      Nessa perspectiva, o Centro Educacional Santa
 Teresinha, procurou “Despertando uma consciência
ecológica”, não apenas agir corretamente no processo
  de preservação do meio ambiente, como também
colaborar com o despertar dessa consciência junto às
            suas famílias e à comunidade.
OBJETIVOS

 - Despertar a conscientização a respeito do Meio
 Ambiente e da importância da sua preservação,
 assim como da necessidade do reaproveitamento
 do lixo por meio da reciclagem.

 - Mostrar que a reciclagem traz inúmeros
  benefícios para a sociedade, reduzindo o volume
  de lixo enviado aos aterros sanitários e ajudando
  a manter a cidade limpa, além de promover
  economia de matéria-prima.

- Na Tarde da Cidadania - levar o aluno a reciclar
 em oficinas de materiais recicláveis, as sucatas
 encontradas no meio em que vive.

- Utilizar o material reciclado no dia-a-dia
Palestra sobre o Meio Ambiente
Durante a palestra, os alunos participaram ativamente
contribuindo com soluções maturas sobre o contexto
        positivo e negativo da Carta da Terra.
ETAPAS DE DESENVOLVIMENTO DO PROJETO

     As ações podem ser assim resumidas:

     1. Análise da realidade ambiental na comunidade na qual a escola está inserida
    feita por meio de pesquisas, entrevistas e coletas de dados pelos próprios
    alunos.

       O livro de língua Portuguesa nos revela que um dos problemas que será
    identificados será em relação aos resíduos sólidos: LIXO. Para trabalhar essa
    questão, a escola mobilizará várias estratégias, dentre elas, envolver os alunos
    em leituras de bibliografias específicas, promovendo em seguida debates para
    que se estabeleçam as relações entre esses dois universos: o que se lê e o que se
    vê refletindo no dia-a-dia, nas atitudes de cada cidadão.

    2. Promoção de palestras envolvendo especialistas de outras secretarias. Os
    alunos participaram, não só como ouvintes, mas também envolvendo-se em
    dinâmicas que possibilitaram uma interação entre palestrante e alunos, bem
    como uma reflexão sobre o assunto discutido.

       Não só a questão do lixo foi analisada e modificada, mas também o
    desperdício dos recursos naturais; água, energia elétrica, papel, vidro e demais
    materiais recicláveis que hoje têm alternativas de utilização a partir da
    transformação dos mesmos.

       Para desenvolver essas questões, o enfoque dado em nossos livros do 5º Ano
    A,B,C - foi interdisciplinar, percebendo-se o ambiente como um tema
    transversal que permeia as várias disciplinas.
A preocupação com o Meio Ambiente é latente no CEST
   SUGESTÕES DE ATIVIDADES


MATEMÁTICA - Utilizando latas de refrigerantes, garrafas e embalagens vazias, as
  professoras pode trabalharam:

    - conjuntos: agrupando por tipos de embalagens, tamanhos, cores, formato,
    números cardinais e ordinais.
     - adição, subtração e multiplicação
     - situações-problemas envolvendo preços de produtos de supermercados e gráfico
    de consumo de refrigerantes vendidos na cantina.




PORTUGUÊS

    - Formar frases afirmativas, negativas, interrogativas utilizando nomes de produtos.
    - Em grupos, apresentar propagandas sobre determinado produto.
    - Produções de texto que envolvam resolução de situações problemas.
     - Produzir textos, peças teatrais e murais sobre a reciclagem e Meio Ambiente.
     - Produzir um texto com o tema: “Se eu fosse uma latinha descartável”, contando
    os caminhos percorridos por ela.
     - “Apresentação de Jornal Falado”: utilizando reportagens de jornais e revistas.
     - Produzir textos poéticos sobre o Meio Ambiente.
CIÊNCIAS

  - Aprender maneiras de acondicionar o lixo, em suas residências.
  - Pesquisar os processos da reciclagem.
  - Assistir a vídeos e apresentações em Power Point sobre a preservação da natureza.
  - Pesquisar sobre o tempo de decomposição gasto para cada tipo de material.
  - Conhecer os cuidados que se devem ter para evitar as doenças transmitidas pelo
  lixo mal-acondicionado e poluição do ar.
  - Pesquisar a poluição dos rios da cidade por fábricas e lixo jogado pela população.
   - O efeito estufa.

HISTÓRIA

  - Pesquisar e debater a relação entre o aumento da população das cidades com
  o acúmulo do lixo nas cidades.
  - Discutir os problemas criados com aterros sanitários, contaminações e poluição das
  águas.
   - Fazer o relatório sobre o contexto em estudo.

GEOGRAFIA

  - Debater o que fazer para que nossa rua, nosso bairro e município fiquem mais
  limpos.
  - Discutir a responsabilidade da poluição causada pelo lixo que as pessoas jogam nos
  rios.
EDUCAÇÃO AMBIENTAL


        O livro de Ciências oportuniza, uma excursão perto
  da escola, onde certamente houver árvores e arbustos. O
  objetivo é o estudo do AR, observação do Meio Ambiente.
  Os 5º anos A,B,C foram apreciar a linda paisagem que fica,
  atrás da casa das irmãs.

        Os alunos detectara, através da observação que as
  plantas, sementes; observar as folhas, recolher algumas
  pelo solo e colher outras diretamente das plantas, sendo
  orientadas pelas professoras como se faz isso, apenas uma
  ou duas, sem danificar os galhos.

       Na observação das árvores, troncos, flores e frutos.
Indagaram: Serão nativas de nossa Região Norte ? Foram
plantadas em que tipo de solo? Como o AR, contribui para a
  preservação desse espaço (Jardim do CEST).
       As professoras tiveram o cuidado de estar atentas para
    estimular as observações e intervir, quando necessário, no
    comportamento de alunos, para não agredir a natureza.

       Cada educadora aproveitou a oportunidade, chamando a
    atenção para a beleza da paisagem, o frescor sob as árvores, a
    variedade do verde, a diversidade da vegetação. Em geral, o
    aluno não tem o hábito de observar, e os mínimos aspectos da
    natureza merecem admiração. A beleza atrai a criança.

      Essa excursão trouxe enriquecimento para a classe, sob todos
    os aspectos, pois assim perceberam que o conceito de Meio
    Ambiente, estava interdisciplinado nos livros do 5º Ano.

       Nos cadernos, os alunos poderão desenhar plantas, sementes,
    flores, trechos da paisagem, ou algum pequeno animal
    encontrado. Sempre relacionando a importância do AR.

      De volta à classe, os alunos, aprofundaram suas observações.
Coleta seletiva

       E necessária a transformação de papéis velhos
  em novos, latas velhas em novas, plásticos rasgados
  em plásticos novos, isso é reciclagem, transformar
  coisas velhas em novas.
       E para haver esta transformação do lixo,
  existem    várias   fábricas  de    reciclagem.   O
  aproveitamento do Lixo torna as cidades limpas e
  maravilhosas.
       Até sobras de alimentos são transformadas em
  adubo.
       A reciclagem é uma coisa muito importante para
  todos nós e o Meio Ambiente.


                                                 Professoras:
                                         5ª A – Cristina Mello
                                     5ª B – Simone Drumond
                                         5ªC – Nayana Bouth
COLETA SELETIVA DO LIXO NA ESCOLA

  · Foi organizado um debate em sala sobre a importância da
  coleta seletiva do lixo na escola.
    O que fazer com as sobras?

   Soluções apresentadas
   1. As sobras da merenda escolar, folhas velhas de hortaliças,
  restos de comidas, etc., deverão ser reaproveitadas na horta,
  após fermentação natural, que se consegue pelo sistema de
  compostagem. E de extrema importância o uso deste adubo nos
  jardins da escolar.
  2. Fazer o reaproveitamento com papéis reciclados em aulas de
  Educação Artística.

  Discussão:
  a) Qual o órgão que cuida do lixo na nossa cidade? Pesquisar
  sobre ele.
  b) De que maneira podemos contribuir na separação do lixo da
  escola?
   c) Qual o trabalho que é desenvolvido sobre o lixo, na nossa
  cidade?
Nossa sobrevivência depende do Meio Ambiente
Reciclagem do papel
    É possível constatar que nesse 3º trimestre,
  os livros da RSE, relatam muito a respeito da
  possibilidade e importância da reciclagem
  do papel. O que gerou a discussão:
    Discussão – Foi comentado com seus alunos
  que, caixas de papelão, jornais, etc. são
  obtidos pela reciclagem do papel; assim, eles
  terão a idéia de quanto a reciclagem
  contribui para poupar a derrubada de árvores
  em nosso país. Dessa maneira, podemos evitar
  a derrubada desnecessária de muitas árvores.
    Após foi construir um mural educativo,
  mostrando a composição do lixo e sugestões
  para diminuir a quantidade de lixo na escola.
AVALIAÇÃO

          A avaliação acorreu ao longo do desenvolvimento do projeto
   (3º trimestre) através da observação do desempenho e interesse dos
   alunos no desenvolvimento das tarefas propostas, produções e relatório
   sobre as atividades e avaliações formais com o tema EFEITO ESTUFA.

          Conclusão: (texto coletivo dos alunos dos 5º anos ). Se o lugar em
   que vivemos não é o melhor do mundo, podemos e devemos transformá-
   lo. Temos família, vizinhos, amigos e organizações que podem ajudar.
   Muitas vezes, ações coletivas fazem com que as idéias se transformem
   em possíveis mudanças.

          O exercício da cidadania inclui direitos e deveres políticos, sociais
   e ambientais. exercê-la significa participar de lutas por qualidade
   ambiental, moradia, alimentação, saúde, emprego, educação e cultura.
   Esse exercício, praticado diariamente, nos torna cidadãos e cidadãs.

          A juventude está cobrando dos adultos e dos governos ações que
   dêem a todos nós a chance de herdar um planeta bom de se viver. Isso
   depende da atitudes individuais e de políticas publicas que nos tragam
   mais qualidade de vida. Mas, para que isso se realize é necessário
   conscientizar a criança para que ela entenda que devemos cuidar juntos
   de nossa qualidade de vida.

           No Centro Educacional Santa Teresinha, temos a oportunidade de
   descobrir novas habilidades, trabalhar em grupo, nos comunicar.
   Aprendendo também a importância de certos valores, como
   solidariedade, companheirismo e respeito, que serão importante ao longo
   de nossas vidas
O estudo inicial dos projetos dos livros
 do 5º ano A,B,C nos permitiram idealizar uma
   lembrança para o Dia das Mães – uma bolsa
      ecológica, onde as mesma ao invés de
   utilizar constantes sacolas de plásticos (que
    poluem o Meio Ambiente) nas compras ao
     supermercados, passem a usar as bolsas
                    ecológicas.
A idéia do 5º ano A,B,C estendeu-se do 2º ao 4º
                   ano em 2008.
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond
3º trimestre    especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto horta
Projeto hortaProjeto horta
Projeto horta
Vagner Fagundes
 
Ppp questio
Ppp questioPpp questio
Ppp questio
Bia Bernardino
 
Conselho de classe
Conselho de classeConselho de classe
Conselho de classe
Luciene Vales
 
Projeto meio ambiente
Projeto meio ambienteProjeto meio ambiente
Projeto meio ambiente
Anderson Ramos
 
Projeto feira de ciências 5º ano
Projeto feira de ciências 5º anoProjeto feira de ciências 5º ano
Projeto feira de ciências 5º ano
protania
 
RELATÓRIO DA AULA EXECUTADA
RELATÓRIO DA AULA EXECUTADARELATÓRIO DA AULA EXECUTADA
RELATÓRIO DA AULA EXECUTADA
Jairo Felipe
 
Ivan cruz
Ivan cruzIvan cruz
Ivan cruz
greicemaciel
 
Coleta seletiva
Coleta seletivaColeta seletiva
Conselho de Classe
Conselho de ClasseConselho de Classe
Conselho de Classe
Mário Monte
 
Ata da eleição de lider e vice lider de turma
Ata da eleição de lider e vice lider de turmaAta da eleição de lider e vice lider de turma
Ata da eleição de lider e vice lider de turma
Maria Araújo
 
Projeto reciclagem
Projeto reciclagemProjeto reciclagem
Projeto reciclagem
Delziene Jesus
 
3º ppt agrupamento produtivo
3º ppt agrupamento produtivo3º ppt agrupamento produtivo
3º ppt agrupamento produtivo
Graça Barros
 
Projeto água
Projeto águaProjeto água
Projeto água
gregori33
 
Alimentação saudável na ed. infantil.docx
Alimentação saudável na ed. infantil.docxAlimentação saudável na ed. infantil.docx
Alimentação saudável na ed. infantil.docx
Márcia Giane Pires Alteneter
 
Líderes de turma
Líderes de turmaLíderes de turma
Líderes de turma
PPTO1980
 
Conselho de classe
Conselho de classeConselho de classe
Conselho de classe
Francineteproinfo
 
Estrutura e partes das plantas
Estrutura e partes das plantasEstrutura e partes das plantas
Estrutura e partes das plantas
Dulcilene Figueiredo
 
Sequência didática meio ambiente nível i
Sequência didática meio ambiente  nível iSequência didática meio ambiente  nível i
Sequência didática meio ambiente nível i
josivaldopassos
 
Projeto reciclar é bom, reutilizar é melhor
Projeto reciclar é bom, reutilizar é melhorProjeto reciclar é bom, reutilizar é melhor
Projeto reciclar é bom, reutilizar é melhor
Marilia Andrade Feitosa
 
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slidesProjeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
prof_roseli_barbosa
 

Mais procurados (20)

Projeto horta
Projeto hortaProjeto horta
Projeto horta
 
Ppp questio
Ppp questioPpp questio
Ppp questio
 
Conselho de classe
Conselho de classeConselho de classe
Conselho de classe
 
Projeto meio ambiente
Projeto meio ambienteProjeto meio ambiente
Projeto meio ambiente
 
Projeto feira de ciências 5º ano
Projeto feira de ciências 5º anoProjeto feira de ciências 5º ano
Projeto feira de ciências 5º ano
 
RELATÓRIO DA AULA EXECUTADA
RELATÓRIO DA AULA EXECUTADARELATÓRIO DA AULA EXECUTADA
RELATÓRIO DA AULA EXECUTADA
 
Ivan cruz
Ivan cruzIvan cruz
Ivan cruz
 
Coleta seletiva
Coleta seletivaColeta seletiva
Coleta seletiva
 
Conselho de Classe
Conselho de ClasseConselho de Classe
Conselho de Classe
 
Ata da eleição de lider e vice lider de turma
Ata da eleição de lider e vice lider de turmaAta da eleição de lider e vice lider de turma
Ata da eleição de lider e vice lider de turma
 
Projeto reciclagem
Projeto reciclagemProjeto reciclagem
Projeto reciclagem
 
3º ppt agrupamento produtivo
3º ppt agrupamento produtivo3º ppt agrupamento produtivo
3º ppt agrupamento produtivo
 
Projeto água
Projeto águaProjeto água
Projeto água
 
Alimentação saudável na ed. infantil.docx
Alimentação saudável na ed. infantil.docxAlimentação saudável na ed. infantil.docx
Alimentação saudável na ed. infantil.docx
 
Líderes de turma
Líderes de turmaLíderes de turma
Líderes de turma
 
Conselho de classe
Conselho de classeConselho de classe
Conselho de classe
 
Estrutura e partes das plantas
Estrutura e partes das plantasEstrutura e partes das plantas
Estrutura e partes das plantas
 
Sequência didática meio ambiente nível i
Sequência didática meio ambiente  nível iSequência didática meio ambiente  nível i
Sequência didática meio ambiente nível i
 
Projeto reciclar é bom, reutilizar é melhor
Projeto reciclar é bom, reutilizar é melhorProjeto reciclar é bom, reutilizar é melhor
Projeto reciclar é bom, reutilizar é melhor
 
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slidesProjeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
 

Destaque

Livro conectados com a natureza
Livro conectados com a naturezaLivro conectados com a natureza
Livro conectados com a natureza
Chiara34
 
Livro Ambiente 2011
Livro Ambiente 2011Livro Ambiente 2011
Livro Ambiente 2011
ptfantasma
 
Atividade 7 meio ambiente
Atividade 7   meio ambienteAtividade 7   meio ambiente
Atividade 7 meio ambiente
Marcosk1
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
elaniasf
 
Ecologia e-meio-ambiente-3-ano-seguranca-no-trabalho-1-capitulo
Ecologia e-meio-ambiente-3-ano-seguranca-no-trabalho-1-capituloEcologia e-meio-ambiente-3-ano-seguranca-no-trabalho-1-capitulo
Ecologia e-meio-ambiente-3-ano-seguranca-no-trabalho-1-capitulo
jaymkami
 
Dicas para preservação do meio ambiente
Dicas para preservação do meio ambienteDicas para preservação do meio ambiente
Dicas para preservação do meio ambiente
Sistema de Bibliotecas da PUC-Rio
 
Produções do 7º B após a leitura de textos sobre o Meio Ambiente
Produções do 7º B após a leitura de textos sobre o Meio AmbienteProduções do 7º B após a leitura de textos sobre o Meio Ambiente
Produções do 7º B após a leitura de textos sobre o Meio Ambiente
Fazendo Novas Amizades Fauze
 
Modelos de textos argumentativos
Modelos de textos argumentativosModelos de textos argumentativos
Modelos de textos argumentativos
Caique Fernando Silva Fistarol
 
Carros x meio ambiente texto
Carros x meio ambiente   textoCarros x meio ambiente   texto
Carros x meio ambiente texto
Rogerio Pereira Martins
 
Destruição da natureza
Destruição da naturezaDestruição da natureza
Destruição da natureza
BLOG's REI
 
Interpretando charges-cartoons-e-tiras
Interpretando charges-cartoons-e-tirasInterpretando charges-cartoons-e-tiras
Interpretando charges-cartoons-e-tiras
Prof. Thiago Charme
 
Carta da Terra para crianças
Carta da Terra para criançasCarta da Terra para crianças
Carta da Terra para crianças
Jussara Oleques
 
Cuidar do meio ambiente
Cuidar do meio ambienteCuidar do meio ambiente
Cuidar do meio ambiente
Acrópole - História & Educação
 
Lição 11 os discípulos de jesus e a questão ambiental ebd
Lição 11   os discípulos de jesus e a questão ambiental  ebdLição 11   os discípulos de jesus e a questão ambiental  ebd
Lição 11 os discípulos de jesus e a questão ambiental ebd
Nayara Mayla Brito Damasceno
 
Módulo I
Módulo IMódulo I
Módulo I
Aline Santana
 
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
Angélica Manenti
 
PRESERVAÇÃO AMBIENTAL
PRESERVAÇÃO AMBIENTALPRESERVAÇÃO AMBIENTAL
PRESERVAÇÃO AMBIENTAL
Ana De Paula
 
Produção de texto do saresp
Produção de texto do sarespProdução de texto do saresp
Produção de texto do saresp
lyzandra de camargo
 
Chapeuz palha primeiro_livro
Chapeuz palha primeiro_livroChapeuz palha primeiro_livro
Chapeuz palha primeiro_livro
Sheila Santos
 
Meio ambiente e cidadania divanir
Meio ambiente e cidadania divanirMeio ambiente e cidadania divanir
Meio ambiente e cidadania divanir
Divanir Maria de Jesus
 

Destaque (20)

Livro conectados com a natureza
Livro conectados com a naturezaLivro conectados com a natureza
Livro conectados com a natureza
 
Livro Ambiente 2011
Livro Ambiente 2011Livro Ambiente 2011
Livro Ambiente 2011
 
Atividade 7 meio ambiente
Atividade 7   meio ambienteAtividade 7   meio ambiente
Atividade 7 meio ambiente
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Ecologia e-meio-ambiente-3-ano-seguranca-no-trabalho-1-capitulo
Ecologia e-meio-ambiente-3-ano-seguranca-no-trabalho-1-capituloEcologia e-meio-ambiente-3-ano-seguranca-no-trabalho-1-capitulo
Ecologia e-meio-ambiente-3-ano-seguranca-no-trabalho-1-capitulo
 
Dicas para preservação do meio ambiente
Dicas para preservação do meio ambienteDicas para preservação do meio ambiente
Dicas para preservação do meio ambiente
 
Produções do 7º B após a leitura de textos sobre o Meio Ambiente
Produções do 7º B após a leitura de textos sobre o Meio AmbienteProduções do 7º B após a leitura de textos sobre o Meio Ambiente
Produções do 7º B após a leitura de textos sobre o Meio Ambiente
 
Modelos de textos argumentativos
Modelos de textos argumentativosModelos de textos argumentativos
Modelos de textos argumentativos
 
Carros x meio ambiente texto
Carros x meio ambiente   textoCarros x meio ambiente   texto
Carros x meio ambiente texto
 
Destruição da natureza
Destruição da naturezaDestruição da natureza
Destruição da natureza
 
Interpretando charges-cartoons-e-tiras
Interpretando charges-cartoons-e-tirasInterpretando charges-cartoons-e-tiras
Interpretando charges-cartoons-e-tiras
 
Carta da Terra para crianças
Carta da Terra para criançasCarta da Terra para crianças
Carta da Terra para crianças
 
Cuidar do meio ambiente
Cuidar do meio ambienteCuidar do meio ambiente
Cuidar do meio ambiente
 
Lição 11 os discípulos de jesus e a questão ambiental ebd
Lição 11   os discípulos de jesus e a questão ambiental  ebdLição 11   os discípulos de jesus e a questão ambiental  ebd
Lição 11 os discípulos de jesus e a questão ambiental ebd
 
Módulo I
Módulo IMódulo I
Módulo I
 
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
 
PRESERVAÇÃO AMBIENTAL
PRESERVAÇÃO AMBIENTALPRESERVAÇÃO AMBIENTAL
PRESERVAÇÃO AMBIENTAL
 
Produção de texto do saresp
Produção de texto do sarespProdução de texto do saresp
Produção de texto do saresp
 
Chapeuz palha primeiro_livro
Chapeuz palha primeiro_livroChapeuz palha primeiro_livro
Chapeuz palha primeiro_livro
 
Meio ambiente e cidadania divanir
Meio ambiente e cidadania divanirMeio ambiente e cidadania divanir
Meio ambiente e cidadania divanir
 

Semelhante a 3º trimestre especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond

PROJETO-MEIO-AMBIENTE-1-maria-socorro-de-oliveira.pdf
PROJETO-MEIO-AMBIENTE-1-maria-socorro-de-oliveira.pdfPROJETO-MEIO-AMBIENTE-1-maria-socorro-de-oliveira.pdf
PROJETO-MEIO-AMBIENTE-1-maria-socorro-de-oliveira.pdf
silvana938032
 
Projeto iracema ecotécnicas
Projeto iracema   ecotécnicasProjeto iracema   ecotécnicas
Projeto iracema ecotécnicas
Fabio Roque
 
Projeto Meio Ambiente
Projeto Meio AmbienteProjeto Meio Ambiente
Projeto Meio Ambiente
Denise Nunes Ramos Antunes
 
Projeto meio ambient tereza 2003 (1)
Projeto meio ambient tereza   2003 (1)Projeto meio ambient tereza   2003 (1)
Projeto meio ambient tereza 2003 (1)
paulasinotti
 
Projeto 2016
Projeto 2016Projeto 2016
Apresenta
ApresentaApresenta
Apresenta
Pedro Henrique
 
Grupo 4
Grupo 4Grupo 4
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
Débora Lambert
 
Projeto Meio Ambiente
Projeto Meio AmbienteProjeto Meio Ambiente
Projeto Meio Ambiente
angelavbecker
 
Projeto Meio Ambiente - Um plano para salvar o planeta
Projeto Meio Ambiente - Um plano para salvar o planetaProjeto Meio Ambiente - Um plano para salvar o planeta
Projeto Meio Ambiente - Um plano para salvar o planeta
Cirlei Santos
 
Projeto Meio Ambiente - SESC Ler Goiana 2016
Projeto Meio Ambiente - SESC Ler Goiana 2016Projeto Meio Ambiente - SESC Ler Goiana 2016
Projeto Meio Ambiente - SESC Ler Goiana 2016
Anderson Ramos
 
Projeto EDUCAÇÃO E VIDA 2015
Projeto EDUCAÇÃO E VIDA 2015Projeto EDUCAÇÃO E VIDA 2015
Projeto EDUCAÇÃO E VIDA 2015
João Aloisio Braun
 
Meio ambiente quem ama preserva
Meio ambiente quem ama preservaMeio ambiente quem ama preserva
Meio ambiente quem ama preserva
sharytha
 
Apresentaooooooooooooooooooooooo
ApresentaoooooooooooooooooooooooApresentaooooooooooooooooooooooo
Apresentaooooooooooooooooooooooo
Pedro Henrique
 
RELATÓRIO DE CAMPO
RELATÓRIO DE CAMPORELATÓRIO DE CAMPO
RELATÓRIO DE CAMPO
Pedro Henrique
 
Rio muriae_ Onde tudo começa
Rio muriae_ Onde tudo começaRio muriae_ Onde tudo começa
Rio muriae_ Onde tudo começa
Tataia Araujo
 
Planejamento de outubro reciclagem
Planejamento de outubro   reciclagemPlanejamento de outubro   reciclagem
Planejamento de outubro reciclagem
SandraPaulino13
 
Projeto educação ambiental
Projeto educação ambientalProjeto educação ambiental
Projeto educação ambiental
Langoni
 
Projeto educação ambiental
Projeto educação ambientalProjeto educação ambiental
Projeto educação ambiental
Renofio
 
Projeto educação ambiental
Projeto educação ambientalProjeto educação ambiental
Projeto educação ambiental
Renofio
 

Semelhante a 3º trimestre especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond (20)

PROJETO-MEIO-AMBIENTE-1-maria-socorro-de-oliveira.pdf
PROJETO-MEIO-AMBIENTE-1-maria-socorro-de-oliveira.pdfPROJETO-MEIO-AMBIENTE-1-maria-socorro-de-oliveira.pdf
PROJETO-MEIO-AMBIENTE-1-maria-socorro-de-oliveira.pdf
 
Projeto iracema ecotécnicas
Projeto iracema   ecotécnicasProjeto iracema   ecotécnicas
Projeto iracema ecotécnicas
 
Projeto Meio Ambiente
Projeto Meio AmbienteProjeto Meio Ambiente
Projeto Meio Ambiente
 
Projeto meio ambient tereza 2003 (1)
Projeto meio ambient tereza   2003 (1)Projeto meio ambient tereza   2003 (1)
Projeto meio ambient tereza 2003 (1)
 
Projeto 2016
Projeto 2016Projeto 2016
Projeto 2016
 
Apresenta
ApresentaApresenta
Apresenta
 
Grupo 4
Grupo 4Grupo 4
Grupo 4
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Projeto Meio Ambiente
Projeto Meio AmbienteProjeto Meio Ambiente
Projeto Meio Ambiente
 
Projeto Meio Ambiente - Um plano para salvar o planeta
Projeto Meio Ambiente - Um plano para salvar o planetaProjeto Meio Ambiente - Um plano para salvar o planeta
Projeto Meio Ambiente - Um plano para salvar o planeta
 
Projeto Meio Ambiente - SESC Ler Goiana 2016
Projeto Meio Ambiente - SESC Ler Goiana 2016Projeto Meio Ambiente - SESC Ler Goiana 2016
Projeto Meio Ambiente - SESC Ler Goiana 2016
 
Projeto EDUCAÇÃO E VIDA 2015
Projeto EDUCAÇÃO E VIDA 2015Projeto EDUCAÇÃO E VIDA 2015
Projeto EDUCAÇÃO E VIDA 2015
 
Meio ambiente quem ama preserva
Meio ambiente quem ama preservaMeio ambiente quem ama preserva
Meio ambiente quem ama preserva
 
Apresentaooooooooooooooooooooooo
ApresentaoooooooooooooooooooooooApresentaooooooooooooooooooooooo
Apresentaooooooooooooooooooooooo
 
RELATÓRIO DE CAMPO
RELATÓRIO DE CAMPORELATÓRIO DE CAMPO
RELATÓRIO DE CAMPO
 
Rio muriae_ Onde tudo começa
Rio muriae_ Onde tudo começaRio muriae_ Onde tudo começa
Rio muriae_ Onde tudo começa
 
Planejamento de outubro reciclagem
Planejamento de outubro   reciclagemPlanejamento de outubro   reciclagem
Planejamento de outubro reciclagem
 
Projeto educação ambiental
Projeto educação ambientalProjeto educação ambiental
Projeto educação ambiental
 
Projeto educação ambiental
Projeto educação ambientalProjeto educação ambiental
Projeto educação ambiental
 
Projeto educação ambiental
Projeto educação ambientalProjeto educação ambiental
Projeto educação ambiental
 

Mais de SimoneHelenDrumond

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
SimoneHelenDrumond
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
SimoneHelenDrumond
 

Mais de SimoneHelenDrumond (20)

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
 

Último

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 

Último (20)

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 

3º trimestre especialista - meio ambiente (bolsa dia das mães) por simone helen drumond

  • 1. Centro Educacional Santa Teresinha 3º Trimestre de 2008
  • 2. PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE Durante toda nossa vida nos beneficiamos do Meio Ambiente sem a preocupação de preservar os recursos que ele nos oferece, devido a esse uso indiscriminado muito já foi destruído causado sérios danos e diminuindo a qualidade de vida do ser humano, a Rede Salesiana de Escola, através dos livros do 5° ano 2008 do Centro Educacional Santa Teresinha, propõe novos caminhos que levam o aluno a uma nova relação , acerca do meio ambiente. Professoras: 5ª A – Cristina Mello 5ª B – Simone Drumond 5ªC – Nayana Bouth
  • 3. A principal função do trabalho com o tema Meio Ambiente é contribuir para a formação de cidadãos conscientes, aptos a decidirem e atuarem na realidade socio-ambiental de um modo comprometido com a vida, com o bem-estar de cada um e da sociedade, local e global. As professoras do 5º ano A,B,C 2008 para atingir os objetivos propostos no livro, trabalharam com informações, conceitos e com a formação de valores e atitudes. Nessa perspectiva, o Centro Educacional Santa Teresinha, procurou “Despertando uma consciência ecológica”, não apenas agir corretamente no processo de preservação do meio ambiente, como também colaborar com o despertar dessa consciência junto às suas famílias e à comunidade.
  • 4. OBJETIVOS - Despertar a conscientização a respeito do Meio Ambiente e da importância da sua preservação, assim como da necessidade do reaproveitamento do lixo por meio da reciclagem. - Mostrar que a reciclagem traz inúmeros benefícios para a sociedade, reduzindo o volume de lixo enviado aos aterros sanitários e ajudando a manter a cidade limpa, além de promover economia de matéria-prima. - Na Tarde da Cidadania - levar o aluno a reciclar em oficinas de materiais recicláveis, as sucatas encontradas no meio em que vive. - Utilizar o material reciclado no dia-a-dia
  • 5. Palestra sobre o Meio Ambiente
  • 6. Durante a palestra, os alunos participaram ativamente contribuindo com soluções maturas sobre o contexto positivo e negativo da Carta da Terra.
  • 7. ETAPAS DE DESENVOLVIMENTO DO PROJETO As ações podem ser assim resumidas:  1. Análise da realidade ambiental na comunidade na qual a escola está inserida feita por meio de pesquisas, entrevistas e coletas de dados pelos próprios alunos. O livro de língua Portuguesa nos revela que um dos problemas que será identificados será em relação aos resíduos sólidos: LIXO. Para trabalhar essa questão, a escola mobilizará várias estratégias, dentre elas, envolver os alunos em leituras de bibliografias específicas, promovendo em seguida debates para que se estabeleçam as relações entre esses dois universos: o que se lê e o que se vê refletindo no dia-a-dia, nas atitudes de cada cidadão.  2. Promoção de palestras envolvendo especialistas de outras secretarias. Os alunos participaram, não só como ouvintes, mas também envolvendo-se em dinâmicas que possibilitaram uma interação entre palestrante e alunos, bem como uma reflexão sobre o assunto discutido. Não só a questão do lixo foi analisada e modificada, mas também o desperdício dos recursos naturais; água, energia elétrica, papel, vidro e demais materiais recicláveis que hoje têm alternativas de utilização a partir da transformação dos mesmos. Para desenvolver essas questões, o enfoque dado em nossos livros do 5º Ano A,B,C - foi interdisciplinar, percebendo-se o ambiente como um tema transversal que permeia as várias disciplinas.
  • 8. A preocupação com o Meio Ambiente é latente no CEST
  • 9. SUGESTÕES DE ATIVIDADES MATEMÁTICA - Utilizando latas de refrigerantes, garrafas e embalagens vazias, as professoras pode trabalharam: - conjuntos: agrupando por tipos de embalagens, tamanhos, cores, formato, números cardinais e ordinais. - adição, subtração e multiplicação - situações-problemas envolvendo preços de produtos de supermercados e gráfico de consumo de refrigerantes vendidos na cantina. PORTUGUÊS - Formar frases afirmativas, negativas, interrogativas utilizando nomes de produtos. - Em grupos, apresentar propagandas sobre determinado produto. - Produções de texto que envolvam resolução de situações problemas. - Produzir textos, peças teatrais e murais sobre a reciclagem e Meio Ambiente. - Produzir um texto com o tema: “Se eu fosse uma latinha descartável”, contando os caminhos percorridos por ela. - “Apresentação de Jornal Falado”: utilizando reportagens de jornais e revistas. - Produzir textos poéticos sobre o Meio Ambiente.
  • 10. CIÊNCIAS - Aprender maneiras de acondicionar o lixo, em suas residências. - Pesquisar os processos da reciclagem. - Assistir a vídeos e apresentações em Power Point sobre a preservação da natureza. - Pesquisar sobre o tempo de decomposição gasto para cada tipo de material. - Conhecer os cuidados que se devem ter para evitar as doenças transmitidas pelo lixo mal-acondicionado e poluição do ar. - Pesquisar a poluição dos rios da cidade por fábricas e lixo jogado pela população. - O efeito estufa. HISTÓRIA - Pesquisar e debater a relação entre o aumento da população das cidades com o acúmulo do lixo nas cidades. - Discutir os problemas criados com aterros sanitários, contaminações e poluição das águas. - Fazer o relatório sobre o contexto em estudo. GEOGRAFIA - Debater o que fazer para que nossa rua, nosso bairro e município fiquem mais limpos. - Discutir a responsabilidade da poluição causada pelo lixo que as pessoas jogam nos rios.
  • 11. EDUCAÇÃO AMBIENTAL O livro de Ciências oportuniza, uma excursão perto da escola, onde certamente houver árvores e arbustos. O objetivo é o estudo do AR, observação do Meio Ambiente. Os 5º anos A,B,C foram apreciar a linda paisagem que fica, atrás da casa das irmãs. Os alunos detectara, através da observação que as plantas, sementes; observar as folhas, recolher algumas pelo solo e colher outras diretamente das plantas, sendo orientadas pelas professoras como se faz isso, apenas uma ou duas, sem danificar os galhos. Na observação das árvores, troncos, flores e frutos. Indagaram: Serão nativas de nossa Região Norte ? Foram plantadas em que tipo de solo? Como o AR, contribui para a preservação desse espaço (Jardim do CEST).
  • 12. As professoras tiveram o cuidado de estar atentas para estimular as observações e intervir, quando necessário, no comportamento de alunos, para não agredir a natureza.  Cada educadora aproveitou a oportunidade, chamando a atenção para a beleza da paisagem, o frescor sob as árvores, a variedade do verde, a diversidade da vegetação. Em geral, o aluno não tem o hábito de observar, e os mínimos aspectos da natureza merecem admiração. A beleza atrai a criança.  Essa excursão trouxe enriquecimento para a classe, sob todos os aspectos, pois assim perceberam que o conceito de Meio Ambiente, estava interdisciplinado nos livros do 5º Ano.  Nos cadernos, os alunos poderão desenhar plantas, sementes, flores, trechos da paisagem, ou algum pequeno animal encontrado. Sempre relacionando a importância do AR.  De volta à classe, os alunos, aprofundaram suas observações.
  • 13.
  • 14. Coleta seletiva E necessária a transformação de papéis velhos em novos, latas velhas em novas, plásticos rasgados em plásticos novos, isso é reciclagem, transformar coisas velhas em novas. E para haver esta transformação do lixo, existem várias fábricas de reciclagem. O aproveitamento do Lixo torna as cidades limpas e maravilhosas. Até sobras de alimentos são transformadas em adubo. A reciclagem é uma coisa muito importante para todos nós e o Meio Ambiente. Professoras: 5ª A – Cristina Mello 5ª B – Simone Drumond 5ªC – Nayana Bouth
  • 15. COLETA SELETIVA DO LIXO NA ESCOLA · Foi organizado um debate em sala sobre a importância da coleta seletiva do lixo na escola. O que fazer com as sobras? Soluções apresentadas 1. As sobras da merenda escolar, folhas velhas de hortaliças, restos de comidas, etc., deverão ser reaproveitadas na horta, após fermentação natural, que se consegue pelo sistema de compostagem. E de extrema importância o uso deste adubo nos jardins da escolar. 2. Fazer o reaproveitamento com papéis reciclados em aulas de Educação Artística. Discussão: a) Qual o órgão que cuida do lixo na nossa cidade? Pesquisar sobre ele. b) De que maneira podemos contribuir na separação do lixo da escola? c) Qual o trabalho que é desenvolvido sobre o lixo, na nossa cidade?
  • 16. Nossa sobrevivência depende do Meio Ambiente
  • 17. Reciclagem do papel É possível constatar que nesse 3º trimestre, os livros da RSE, relatam muito a respeito da possibilidade e importância da reciclagem do papel. O que gerou a discussão: Discussão – Foi comentado com seus alunos que, caixas de papelão, jornais, etc. são obtidos pela reciclagem do papel; assim, eles terão a idéia de quanto a reciclagem contribui para poupar a derrubada de árvores em nosso país. Dessa maneira, podemos evitar a derrubada desnecessária de muitas árvores. Após foi construir um mural educativo, mostrando a composição do lixo e sugestões para diminuir a quantidade de lixo na escola.
  • 18.
  • 19. AVALIAÇÃO A avaliação acorreu ao longo do desenvolvimento do projeto (3º trimestre) através da observação do desempenho e interesse dos alunos no desenvolvimento das tarefas propostas, produções e relatório sobre as atividades e avaliações formais com o tema EFEITO ESTUFA. Conclusão: (texto coletivo dos alunos dos 5º anos ). Se o lugar em que vivemos não é o melhor do mundo, podemos e devemos transformá- lo. Temos família, vizinhos, amigos e organizações que podem ajudar. Muitas vezes, ações coletivas fazem com que as idéias se transformem em possíveis mudanças. O exercício da cidadania inclui direitos e deveres políticos, sociais e ambientais. exercê-la significa participar de lutas por qualidade ambiental, moradia, alimentação, saúde, emprego, educação e cultura. Esse exercício, praticado diariamente, nos torna cidadãos e cidadãs. A juventude está cobrando dos adultos e dos governos ações que dêem a todos nós a chance de herdar um planeta bom de se viver. Isso depende da atitudes individuais e de políticas publicas que nos tragam mais qualidade de vida. Mas, para que isso se realize é necessário conscientizar a criança para que ela entenda que devemos cuidar juntos de nossa qualidade de vida. No Centro Educacional Santa Teresinha, temos a oportunidade de descobrir novas habilidades, trabalhar em grupo, nos comunicar. Aprendendo também a importância de certos valores, como solidariedade, companheirismo e respeito, que serão importante ao longo de nossas vidas
  • 20. O estudo inicial dos projetos dos livros do 5º ano A,B,C nos permitiram idealizar uma lembrança para o Dia das Mães – uma bolsa ecológica, onde as mesma ao invés de utilizar constantes sacolas de plásticos (que poluem o Meio Ambiente) nas compras ao supermercados, passem a usar as bolsas ecológicas. A idéia do 5º ano A,B,C estendeu-se do 2º ao 4º ano em 2008.