SlideShare uma empresa Scribd logo
Sociologia
Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues
E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br
Escola: Dr. José Ferreira
“Em tempos de humanidade desumanizada, de desordem
sangrenta, nada deve parecer natural, porque nada deve
parecer impossível de ser mudado.”
Bertold Brech
Aula 2 – 3º ano EM.
• Objetivo: Problematizar a Sociologia como
disciplina escolar, entendendo-a como uma área
do conhecimento científico que engloba
Sociologia, Antropologia e Ciência Política como
eixos norteadores principais, bem como a
História, a Geografia, entre outras matérias
como “auxiliares”. Pretende-se também,
entender o contexto sócio histórico de sua
formação.
Importância da Sociologia no
Ensino médio.
1. Auxilia na formação integral dos agentes
escolares.
2. Necessidade para execução de concursos
públicos (vestibulares, entre outros).
3. Elaboração/construção/análise de
argumentos a respeito da realidade social.
4. Formação do cidadão crítico (MEC).
Sociologia
Ciência que estuda os fenômenos sociais para
além das aparências fenomênicas, imediatas, as
quais se apresentam. Buscando uma
análise/compreensão da totalidade social em
uma complexidade de acontecimentos.
• Sociologia.
• Antropologia.
• Ciência Política.
Contexto Histórico de Surgimento
da Sociologia
Estruturação do Capitalismo Industrial
1. Revolução Industrial.
2. Revolução Francesa.
3. Formação do Estados Nacionais.
4. Constituição/Crescimento das Cidades.
5. Relação Capital & Levantes Populares.
1 - Revolução Industrial
://2.bp.blogspot.com/-
5AZQrU1Pme8/UFehUpLaBbI
/AAAAAAAAAHM/_1GvJlPHjk
4/s1600/SpinJenny.png
http://pt.wikipedia.org/wiki/Tear
http://www.fem.unicamp.br/~em31
3/paginas/locom0/locom0.ht
ml
http://revoluciioniindustriial.blogspo
t.com.br/2011/08/5.html
• Desenvolvimento da Relação Capital &
Trabalho  formação da burguesia e do
operário.
• Processo de Acumulação Primitiva  Karl
Marx
• Tempo, disciplina de Trabalho e o capitalismo
Industrial (E.P. Thompson).
• Uma nova moral religiosa: Ética protestante e
o “espírito” do capitalismo (Max Weber).
• Vapor: Uma fonte de energia!
2 - Revolução Francesa
https://www.youtube.com/watch?v=lu3eSNi__4w#t=218
• Queda do poder político feudal.
• Burguesia como agente revolucionário e
contra revolucionário.
• Liberdade, Igualdade e Fraternidade, para
quem?
• Formação dos Movimentos Operários: O novo
agente revolucionário apareceu!
3 – Formação dos Estados
Nacionais Modernos
• A criação dos Estados contemporâneos.
• Um rearranjo de forças geopolíticas.
• Qual o lugar das “novas” classes nesse novo
Estado?
• Estado serve a quais interesses?
4 - Constituição/Crescimento das
Cidades
Texto problematizador:
“Viena cresceu de mais de 400 mil em 1846 para
700 mil em 1880, Berlim de 378 mil em (1849)
para quase 1 milhão em (1875), Paris de 1 para
1,9 milhão e Londres de 2,5 para 3,9 milhões
(1851-81)” HOBSBAWM. Eric J. (2008, p.295, A
Era do Capital).
“Essa é uma descrição dos diversos bairros operários de
Manchester, tais como os observei durante vinte meses.
Resumindo o resultado de nosso percurso através daqueles,
diremos que 350 mil operários de Manchester e arredores
vivem quase todos em habitações miseráveis, úmidas e
sujas; que a maioria das ruas pelas quais tem de passar se
encontram num estado deplorável; extremamente sujas,
essas vias foram abertas sem qualquer cuidado com a
ventilação, nas moradias operárias de Manchester não há
limpeza nem conforto e, portanto, não há vida familiar
possível; só podem sentir-se à vontade nessa habitações
indivíduos desumanizados, degradados, fisicamente
doentios e intelectualmente e moralmente reduzidos à
bestialidade.” ENGELS, F. (2008, p.104, A Situação da calsse
trabalhadora na Inglaterra)
• Londres no Século XIX.
• Cidade e os trabalhadores: A miserabilidade
da nova classe social emergente.
• Higienização e a reestruturação das cidades.
• Cidades de ontem & Cidades de hoje:
aproximações para o contexto brasileiro.
5 - Relação Capital & Levantes
Populares
Proletariado e os movimentos populares.
• Movimento Cartista.
• Movimentos sindicais.
• 1848 – O ano que abalou o mundo!
• Movimentos e Atualidade.
6- (UEL) A Sociologia é uma ciência moderna
que surge e se desenvolve juntamente com o
avanço do capitalismo. Nesse sentido, reflete
suas principais transformações e procura
desvendar os dilemas sociais por ele produzidos.
Sobre a emergência da sociologia, considere as
afirmativas a seguir:
I. A Sociologia tem como principal referência a explicação
teológica sobre os problemas sociais decorrentes da
industrialização, tais como a pobreza, a desigualdade social e a
concentração populacional nos centros urbanos.
II. A Sociologia é produto da Revolução Industrial, sendo
chamada de “ciência da crise”, por refletir sobre a transformação
de formas tradicionais de existência social e as mudanças
decorrentes da urbanização e da industrialização.
III. A emergência da Sociologia só pode ser compreendida se for
observada sua correspondência com o cientificismo europeu e
com a crença no poder da razão e da observação, enquanto
recursos de produção do conhecimento.
IV. A Sociologia surge como uma tentativa de romper com as
técnicas e métodos das ciências naturais, na análise dos
problemas sociais decorrentes das reminiscências do modo de
produção feudal.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I e III.
b) II e III.
c) II e IV.
d) I, II e IV.
e) I, III e IV
Correta:
b) II e III.
Estudo Obrigatório/Mínimo
Apostila:
Ler das páginas 5 a 7 da 1ª apostila e resolver
os exercícios referentes aos tópicos 1, 1.1 e 1.2.
Fim
Estudos complementares
1 – Revolução Industrial
• http://www.sohistoria.com.br/resumos/revolucaoindustrial.php
• http://www.infoescola.com/historia/revolucao-industrial/
• http://www.brasilescola.com/historiag/revolucao-industrial.htm
• http://www.historiadomundo.com.br/idade-moderna/revolucao-
industrial.htm
Livros citados:
a) O Capital – Capítulo XXIV – A Assim Chamada Acumulação Primitiva de
Karl Marx
b) Costumes em comum – Capítulo 6 – Trabalho, Disciplina e capitalismo
industrial de E.P. Thompson
c) Ética Protestante e o “espírito” do capitalismo - de Max Weber
2 - Revolução Francesa
• http://www.infoescola.com/historia/revolucao-francesa/
• http://www.historiadomundo.com.br/idade-
moderna/revolucao-francesa.htm
• http://www.brasilescola.com/historiag/revolucao-
francesa.htm
Documentário
https://www.youtube.com/watch?v=jV1klgZHHwk
Vídeo aula
• https://www.youtube.com/watch?v=sZ7iCQpaRvM
• https://www.youtube.com/watch?v=pFEQDYaKGT4
Livro
• A revolução Francesa – de Eric Hobsbawn
3 – Formação dos Estados Nacionais Modernos
• http://www.infoescola.com/historia/estados-nacionais/
• http://www.brasilescola.com/historiag/estados-nacionais.htm
• http://educacao.uol.com.br/planos-de-aula/medio/historia-geral-
formacao-de-estados-nacionais.htm
• http://educacao.uol.com.br/planos-de-aula/medio/historia-geral-
formacao-de-estados-nacionais.htm
Vídeo aula
• https://www.youtube.com/watch?v=JYA8D8M6O3Y
• https://www.youtube.com/watch?v=oTRa5yERr-4
• https://www.youtube.com/watch?v=RgxXLj5VhAI
4 - Constituição/Crescimento das Cidades
• http://www.brasilescola.com/historia/evolucao-das-cidades.htm
• http://cidadeselugares.blogspot.com.br/2011/11/formacao-das-
cidades.html
• docente.ifrn.edu.br/andreacosta/lazer-e-urbanismo/aula-02-formacao-
das-cidades/at_download/file
• http://www.geografia.fflch.usp.br/graduacao/apoio/Apoio/Apoio_Simon
e/flg-0560/Aula_2.pdf
Livros:
A era do Capital - de Eric Hobsbawn
A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra – de Friedrich Engels
5 - Relação Capital & Levantes Populares
• http://www.brasilescola.com/historiag/primavera-dos-povos.htm
• http://www.infoescola.com/historia/primavera-dos-povos/
• http://educacao.uol.com.br/disciplinas/historia/revolucao-de-1848-
movimentos-revolucionarios-populares-no-mundo.htm
Livros:
História do Socialismo e das Lutas Sociais – de Max Beer
Londres e Paris no Século XIX o Espetáculo da Pobreza – de Bresciane
A Cidade do Capital – de Henri Lefebvre
Lembranças de 1848 – de Alexis Tocqueville

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Prefacio da Contribuicao a Critica da Economia Politica de Karl Marx
Prefacio da Contribuicao a Critica da Economia Politica de Karl MarxPrefacio da Contribuicao a Critica da Economia Politica de Karl Marx
Prefacio da Contribuicao a Critica da Economia Politica de Karl Marx
Alexandre Protásio
 
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a SociedadeCapítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
Ludbms
 
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e LiberismoCapitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Inês Oliveira
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
Ludbms
 
Introdução à história econômica para economistas (Parte 2)
Introdução à história econômica para economistas (Parte 2)Introdução à história econômica para economistas (Parte 2)
Introdução à história econômica para economistas (Parte 2)
Eduardo Carneiro
 
214448576 vestibular-impacto-sociologia
214448576 vestibular-impacto-sociologia214448576 vestibular-impacto-sociologia
214448576 vestibular-impacto-sociologia
Junior Sales
 
Economia politica 2
Economia politica 2Economia politica 2
Economia politica 2
Valéria Feminino
 
Karl marx e a história da exploração do
Karl marx e a história da exploração doKarl marx e a história da exploração do
Karl marx e a história da exploração do
mundica broda
 
Disciplina iii unb (texto 3)
Disciplina  iii unb (texto 3)Disciplina  iii unb (texto 3)
Disciplina iii unb (texto 3)
Walter Albuquerque
 
Sociologia Marx
Sociologia Marx Sociologia Marx
Sociologia Marx
Flávia De Mattos Motta
 
A sociologia no brasil
A sociologia no brasilA sociologia no brasil
A sociologia no brasil
richard_romancini
 
Aula sobre materialismo historico com base na Ideologia Alema de Karl Marx
Aula sobre materialismo historico com base na Ideologia Alema de Karl MarxAula sobre materialismo historico com base na Ideologia Alema de Karl Marx
Aula sobre materialismo historico com base na Ideologia Alema de Karl Marx
Carlo Romani
 
Socialismo e Comunismo
Socialismo e ComunismoSocialismo e Comunismo
Socialismo e Comunismo
Leo Pipolo
 
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialéticoKarl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Marcela Marangon Ribeiro
 
Capitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoCapitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismo
Uneb - Universidade do Estado da Bahia
 
Materialismo histórico
Materialismo históricoMaterialismo histórico
Materialismo histórico
Beliza Stasinski Lopes
 

Mais procurados (17)

Prefacio da Contribuicao a Critica da Economia Politica de Karl Marx
Prefacio da Contribuicao a Critica da Economia Politica de Karl MarxPrefacio da Contribuicao a Critica da Economia Politica de Karl Marx
Prefacio da Contribuicao a Critica da Economia Politica de Karl Marx
 
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a SociedadeCapítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
 
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e LiberismoCapitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
 
011878 marx
011878 marx011878 marx
011878 marx
 
Introdução à história econômica para economistas (Parte 2)
Introdução à história econômica para economistas (Parte 2)Introdução à história econômica para economistas (Parte 2)
Introdução à história econômica para economistas (Parte 2)
 
214448576 vestibular-impacto-sociologia
214448576 vestibular-impacto-sociologia214448576 vestibular-impacto-sociologia
214448576 vestibular-impacto-sociologia
 
Economia politica 2
Economia politica 2Economia politica 2
Economia politica 2
 
Karl marx e a história da exploração do
Karl marx e a história da exploração doKarl marx e a história da exploração do
Karl marx e a história da exploração do
 
Disciplina iii unb (texto 3)
Disciplina  iii unb (texto 3)Disciplina  iii unb (texto 3)
Disciplina iii unb (texto 3)
 
Sociologia Marx
Sociologia Marx Sociologia Marx
Sociologia Marx
 
A sociologia no brasil
A sociologia no brasilA sociologia no brasil
A sociologia no brasil
 
Aula sobre materialismo historico com base na Ideologia Alema de Karl Marx
Aula sobre materialismo historico com base na Ideologia Alema de Karl MarxAula sobre materialismo historico com base na Ideologia Alema de Karl Marx
Aula sobre materialismo historico com base na Ideologia Alema de Karl Marx
 
Socialismo e Comunismo
Socialismo e ComunismoSocialismo e Comunismo
Socialismo e Comunismo
 
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialéticoKarl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
 
Capitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoCapitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismo
 
Materialismo histórico
Materialismo históricoMaterialismo histórico
Materialismo histórico
 

Destaque

Brasil mostra sua cara!
Brasil mostra sua cara!Brasil mostra sua cara!
Brasil mostra sua cara!
Wilma Barbosa
 
Brasil mostra tua cara!
Brasil mostra tua cara!Brasil mostra tua cara!
Brasil mostra tua cara!
blogprofbarreto
 
Quadro de analise tempos modernos tempos de sociologia
Quadro de analise tempos modernos tempos de sociologiaQuadro de analise tempos modernos tempos de sociologia
Quadro de analise tempos modernos tempos de sociologia
Erica Frau
 
1º Ano - Surgimento da sociologia
1º Ano - Surgimento da sociologia1º Ano - Surgimento da sociologia
1º Ano - Surgimento da sociologia
Luis Felipe Carvalho
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
Over Lane
 
Em busca da cidade ideal
Em busca da cidade idealEm busca da cidade ideal
Em busca da cidade ideal
Aldair José Batista Guarani Kaiowá
 
1264
12641264
Brasil mostra sua cara!
Brasil mostra sua cara!Brasil mostra sua cara!
Brasil mostra sua cara!
Wilma Barbosa
 
O que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineO que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica Markline
Marklin's lady
 
A sociologia em portugal irina e soraia quaresma
A sociologia em portugal irina e soraia quaresmaA sociologia em portugal irina e soraia quaresma
A sociologia em portugal irina e soraia quaresma
Leonor Alves
 
Função proporcionalidade inversa brochura novo programa
Função proporcionalidade inversa brochura novo programaFunção proporcionalidade inversa brochura novo programa
Função proporcionalidade inversa brochura novo programa
Sónia Carreira
 
Sociologia apresentacao
Sociologia apresentacaoSociologia apresentacao
Sociologia apresentacao
1980261531
 
Sociologia como ciencia
Sociologia como cienciaSociologia como ciencia
Sociologia como ciencia
Flavio Gil
 
Sociologia 1 em aula 03
Sociologia  1 em aula 03Sociologia  1 em aula 03
Sociologia 1 em aula 03
Joao Gumiero
 
6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia
Noel Anderley Dos Santos
 
Ciência da sociedade
Ciência da sociedadeCiência da sociedade
Ciência da sociedade
Risalva Araujo Lima Veloso Veloso
 
Risco País, Risco Brasil
Risco País, Risco BrasilRisco País, Risco Brasil
Risco País, Risco Brasil
Diego Lopes
 
Sociologia introdução
Sociologia   introduçãoSociologia   introdução
Sociologia introdução
profcacocardozo
 
O cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologiaO cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologia
Funvic - Fundação de Ensino de Mococa
 
Surgimento da sociologia_2014
Surgimento da sociologia_2014Surgimento da sociologia_2014
Surgimento da sociologia_2014
roberto mosca junior
 

Destaque (20)

Brasil mostra sua cara!
Brasil mostra sua cara!Brasil mostra sua cara!
Brasil mostra sua cara!
 
Brasil mostra tua cara!
Brasil mostra tua cara!Brasil mostra tua cara!
Brasil mostra tua cara!
 
Quadro de analise tempos modernos tempos de sociologia
Quadro de analise tempos modernos tempos de sociologiaQuadro de analise tempos modernos tempos de sociologia
Quadro de analise tempos modernos tempos de sociologia
 
1º Ano - Surgimento da sociologia
1º Ano - Surgimento da sociologia1º Ano - Surgimento da sociologia
1º Ano - Surgimento da sociologia
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
 
Em busca da cidade ideal
Em busca da cidade idealEm busca da cidade ideal
Em busca da cidade ideal
 
1264
12641264
1264
 
Brasil mostra sua cara!
Brasil mostra sua cara!Brasil mostra sua cara!
Brasil mostra sua cara!
 
O que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineO que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica Markline
 
A sociologia em portugal irina e soraia quaresma
A sociologia em portugal irina e soraia quaresmaA sociologia em portugal irina e soraia quaresma
A sociologia em portugal irina e soraia quaresma
 
Função proporcionalidade inversa brochura novo programa
Função proporcionalidade inversa brochura novo programaFunção proporcionalidade inversa brochura novo programa
Função proporcionalidade inversa brochura novo programa
 
Sociologia apresentacao
Sociologia apresentacaoSociologia apresentacao
Sociologia apresentacao
 
Sociologia como ciencia
Sociologia como cienciaSociologia como ciencia
Sociologia como ciencia
 
Sociologia 1 em aula 03
Sociologia  1 em aula 03Sociologia  1 em aula 03
Sociologia 1 em aula 03
 
6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia
 
Ciência da sociedade
Ciência da sociedadeCiência da sociedade
Ciência da sociedade
 
Risco País, Risco Brasil
Risco País, Risco BrasilRisco País, Risco Brasil
Risco País, Risco Brasil
 
Sociologia introdução
Sociologia   introduçãoSociologia   introdução
Sociologia introdução
 
O cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologiaO cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologia
 
Surgimento da sociologia_2014
Surgimento da sociologia_2014Surgimento da sociologia_2014
Surgimento da sociologia_2014
 

Semelhante a 1. 3º ensino médio

em_soc_guia_planejamento_2022.pdf
em_soc_guia_planejamento_2022.pdfem_soc_guia_planejamento_2022.pdf
em_soc_guia_planejamento_2022.pdf
RubenBentleyFernande
 
1º Bloco IntroduçãO Nereide
1º Bloco   IntroduçãO Nereide1º Bloco   IntroduçãO Nereide
1º Bloco IntroduçãO Nereide
Wladimir Crippa
 
1º Bloco IntroduçãO Nereide
1º Bloco   IntroduçãO Nereide1º Bloco   IntroduçãO Nereide
1º Bloco IntroduçãO Nereide
Wladimir Crippa
 
Fundamentos de sociologia Unidade IV
Fundamentos de sociologia Unidade IVFundamentos de sociologia Unidade IV
Fundamentos de sociologia Unidade IV
Harutchy
 
Lista teorias-do-sc3a9c-xix-ho
Lista teorias-do-sc3a9c-xix-hoLista teorias-do-sc3a9c-xix-ho
Lista teorias-do-sc3a9c-xix-ho
jose silva
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
Karl marxKarl marx
3° Ano 2023.pdf
3° Ano 2023.pdf3° Ano 2023.pdf
3° Ano 2023.pdf
AialaRobertaPrico
 
Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)
Paula Meyer Piagentini
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
Maira Conde
 
Sociologia sociologia contemporanea
Sociologia   sociologia contemporaneaSociologia   sociologia contemporanea
Sociologia sociologia contemporanea
Daniele Rubim
 
114 316-1-pb (1)
114 316-1-pb (1)114 316-1-pb (1)
114 316-1-pb (1)
Iara Freitas Silva
 
491296.pptx
491296.pptx491296.pptx
491296.pptx
Marcelo Gracino
 
Sociologia no brasil
Sociologia no brasilSociologia no brasil
Sociologia no brasil
Milton Fabiano Silva
 
Sociologia introduçãoasd
Sociologia introduçãoasdSociologia introduçãoasd
Sociologia introduçãoasd
Joao Gumiero
 
-revolucao-industrial-e-o-surgimento-das-ciencias-sociais (1)
-revolucao-industrial-e-o-surgimento-das-ciencias-sociais (1)-revolucao-industrial-e-o-surgimento-das-ciencias-sociais (1)
-revolucao-industrial-e-o-surgimento-das-ciencias-sociais (1)
Elisandra Santolin
 
14601 3 comentada
14601 3 comentada14601 3 comentada
14601 3 comentada
Caio César
 
História contemporânea
História contemporâneaHistória contemporânea
História contemporânea
Marcelo Ribeiro
 
Stg slide 1
Stg slide 1Stg slide 1
Stg slide 1
Zetler
 
Cbc e documentos
Cbc e documentosCbc e documentos
Cbc e documentos
André Pereira Rocha
 

Semelhante a 1. 3º ensino médio (20)

em_soc_guia_planejamento_2022.pdf
em_soc_guia_planejamento_2022.pdfem_soc_guia_planejamento_2022.pdf
em_soc_guia_planejamento_2022.pdf
 
1º Bloco IntroduçãO Nereide
1º Bloco   IntroduçãO Nereide1º Bloco   IntroduçãO Nereide
1º Bloco IntroduçãO Nereide
 
1º Bloco IntroduçãO Nereide
1º Bloco   IntroduçãO Nereide1º Bloco   IntroduçãO Nereide
1º Bloco IntroduçãO Nereide
 
Fundamentos de sociologia Unidade IV
Fundamentos de sociologia Unidade IVFundamentos de sociologia Unidade IV
Fundamentos de sociologia Unidade IV
 
Lista teorias-do-sc3a9c-xix-ho
Lista teorias-do-sc3a9c-xix-hoLista teorias-do-sc3a9c-xix-ho
Lista teorias-do-sc3a9c-xix-ho
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
3° Ano 2023.pdf
3° Ano 2023.pdf3° Ano 2023.pdf
3° Ano 2023.pdf
 
Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
 
Sociologia sociologia contemporanea
Sociologia   sociologia contemporaneaSociologia   sociologia contemporanea
Sociologia sociologia contemporanea
 
114 316-1-pb (1)
114 316-1-pb (1)114 316-1-pb (1)
114 316-1-pb (1)
 
491296.pptx
491296.pptx491296.pptx
491296.pptx
 
Sociologia no brasil
Sociologia no brasilSociologia no brasil
Sociologia no brasil
 
Sociologia introduçãoasd
Sociologia introduçãoasdSociologia introduçãoasd
Sociologia introduçãoasd
 
-revolucao-industrial-e-o-surgimento-das-ciencias-sociais (1)
-revolucao-industrial-e-o-surgimento-das-ciencias-sociais (1)-revolucao-industrial-e-o-surgimento-das-ciencias-sociais (1)
-revolucao-industrial-e-o-surgimento-das-ciencias-sociais (1)
 
14601 3 comentada
14601 3 comentada14601 3 comentada
14601 3 comentada
 
História contemporânea
História contemporâneaHistória contemporânea
História contemporânea
 
Stg slide 1
Stg slide 1Stg slide 1
Stg slide 1
 
Cbc e documentos
Cbc e documentosCbc e documentos
Cbc e documentos
 

Mais de Matheus Rodrigues

Formas de organização das atividades produtivas no séc. XX e XXI
Formas de organização das atividades produtivas no séc. XX e XXIFormas de organização das atividades produtivas no séc. XX e XXI
Formas de organização das atividades produtivas no séc. XX e XXI
Matheus Rodrigues
 
Modos de Produçãp
Modos de ProduçãpModos de Produçãp
Modos de Produçãp
Matheus Rodrigues
 
Trabalho enquanto categoria sociológica
Trabalho enquanto categoria sociológicaTrabalho enquanto categoria sociológica
Trabalho enquanto categoria sociológica
Matheus Rodrigues
 
Weber para Ensino Médio
Weber para Ensino MédioWeber para Ensino Médio
Weber para Ensino Médio
Matheus Rodrigues
 
Sociologia de Marx para Ensino Médio
Sociologia de Marx para Ensino MédioSociologia de Marx para Ensino Médio
Sociologia de Marx para Ensino Médio
Matheus Rodrigues
 
Sociologia de Durkheim para ensino médio
Sociologia de Durkheim para ensino médioSociologia de Durkheim para ensino médio
Sociologia de Durkheim para ensino médio
Matheus Rodrigues
 
Sociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino MédioSociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino Médio
Matheus Rodrigues
 
Amadeu amaral novela e conto
Amadeu amaral novela e contoAmadeu amaral novela e conto
Amadeu amaral novela e conto
Matheus Rodrigues
 

Mais de Matheus Rodrigues (8)

Formas de organização das atividades produtivas no séc. XX e XXI
Formas de organização das atividades produtivas no séc. XX e XXIFormas de organização das atividades produtivas no séc. XX e XXI
Formas de organização das atividades produtivas no séc. XX e XXI
 
Modos de Produçãp
Modos de ProduçãpModos de Produçãp
Modos de Produçãp
 
Trabalho enquanto categoria sociológica
Trabalho enquanto categoria sociológicaTrabalho enquanto categoria sociológica
Trabalho enquanto categoria sociológica
 
Weber para Ensino Médio
Weber para Ensino MédioWeber para Ensino Médio
Weber para Ensino Médio
 
Sociologia de Marx para Ensino Médio
Sociologia de Marx para Ensino MédioSociologia de Marx para Ensino Médio
Sociologia de Marx para Ensino Médio
 
Sociologia de Durkheim para ensino médio
Sociologia de Durkheim para ensino médioSociologia de Durkheim para ensino médio
Sociologia de Durkheim para ensino médio
 
Sociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino MédioSociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino Médio
 
Amadeu amaral novela e conto
Amadeu amaral novela e contoAmadeu amaral novela e conto
Amadeu amaral novela e conto
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 

1. 3º ensino médio

  • 1. Sociologia Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br Escola: Dr. José Ferreira “Em tempos de humanidade desumanizada, de desordem sangrenta, nada deve parecer natural, porque nada deve parecer impossível de ser mudado.” Bertold Brech
  • 2. Aula 2 – 3º ano EM. • Objetivo: Problematizar a Sociologia como disciplina escolar, entendendo-a como uma área do conhecimento científico que engloba Sociologia, Antropologia e Ciência Política como eixos norteadores principais, bem como a História, a Geografia, entre outras matérias como “auxiliares”. Pretende-se também, entender o contexto sócio histórico de sua formação.
  • 3. Importância da Sociologia no Ensino médio. 1. Auxilia na formação integral dos agentes escolares. 2. Necessidade para execução de concursos públicos (vestibulares, entre outros). 3. Elaboração/construção/análise de argumentos a respeito da realidade social. 4. Formação do cidadão crítico (MEC).
  • 4. Sociologia Ciência que estuda os fenômenos sociais para além das aparências fenomênicas, imediatas, as quais se apresentam. Buscando uma análise/compreensão da totalidade social em uma complexidade de acontecimentos. • Sociologia. • Antropologia. • Ciência Política.
  • 5. Contexto Histórico de Surgimento da Sociologia Estruturação do Capitalismo Industrial 1. Revolução Industrial. 2. Revolução Francesa. 3. Formação do Estados Nacionais. 4. Constituição/Crescimento das Cidades. 5. Relação Capital & Levantes Populares.
  • 6. 1 - Revolução Industrial ://2.bp.blogspot.com/- 5AZQrU1Pme8/UFehUpLaBbI /AAAAAAAAAHM/_1GvJlPHjk 4/s1600/SpinJenny.png http://pt.wikipedia.org/wiki/Tear http://www.fem.unicamp.br/~em31 3/paginas/locom0/locom0.ht ml http://revoluciioniindustriial.blogspo t.com.br/2011/08/5.html
  • 7. • Desenvolvimento da Relação Capital & Trabalho  formação da burguesia e do operário. • Processo de Acumulação Primitiva  Karl Marx • Tempo, disciplina de Trabalho e o capitalismo Industrial (E.P. Thompson). • Uma nova moral religiosa: Ética protestante e o “espírito” do capitalismo (Max Weber). • Vapor: Uma fonte de energia!
  • 8. 2 - Revolução Francesa https://www.youtube.com/watch?v=lu3eSNi__4w#t=218
  • 9. • Queda do poder político feudal. • Burguesia como agente revolucionário e contra revolucionário. • Liberdade, Igualdade e Fraternidade, para quem? • Formação dos Movimentos Operários: O novo agente revolucionário apareceu!
  • 10. 3 – Formação dos Estados Nacionais Modernos • A criação dos Estados contemporâneos. • Um rearranjo de forças geopolíticas. • Qual o lugar das “novas” classes nesse novo Estado? • Estado serve a quais interesses?
  • 11. 4 - Constituição/Crescimento das Cidades Texto problematizador: “Viena cresceu de mais de 400 mil em 1846 para 700 mil em 1880, Berlim de 378 mil em (1849) para quase 1 milhão em (1875), Paris de 1 para 1,9 milhão e Londres de 2,5 para 3,9 milhões (1851-81)” HOBSBAWM. Eric J. (2008, p.295, A Era do Capital).
  • 12. “Essa é uma descrição dos diversos bairros operários de Manchester, tais como os observei durante vinte meses. Resumindo o resultado de nosso percurso através daqueles, diremos que 350 mil operários de Manchester e arredores vivem quase todos em habitações miseráveis, úmidas e sujas; que a maioria das ruas pelas quais tem de passar se encontram num estado deplorável; extremamente sujas, essas vias foram abertas sem qualquer cuidado com a ventilação, nas moradias operárias de Manchester não há limpeza nem conforto e, portanto, não há vida familiar possível; só podem sentir-se à vontade nessa habitações indivíduos desumanizados, degradados, fisicamente doentios e intelectualmente e moralmente reduzidos à bestialidade.” ENGELS, F. (2008, p.104, A Situação da calsse trabalhadora na Inglaterra)
  • 13. • Londres no Século XIX. • Cidade e os trabalhadores: A miserabilidade da nova classe social emergente. • Higienização e a reestruturação das cidades. • Cidades de ontem & Cidades de hoje: aproximações para o contexto brasileiro.
  • 14. 5 - Relação Capital & Levantes Populares Proletariado e os movimentos populares. • Movimento Cartista. • Movimentos sindicais. • 1848 – O ano que abalou o mundo! • Movimentos e Atualidade.
  • 15. 6- (UEL) A Sociologia é uma ciência moderna que surge e se desenvolve juntamente com o avanço do capitalismo. Nesse sentido, reflete suas principais transformações e procura desvendar os dilemas sociais por ele produzidos. Sobre a emergência da sociologia, considere as afirmativas a seguir:
  • 16. I. A Sociologia tem como principal referência a explicação teológica sobre os problemas sociais decorrentes da industrialização, tais como a pobreza, a desigualdade social e a concentração populacional nos centros urbanos. II. A Sociologia é produto da Revolução Industrial, sendo chamada de “ciência da crise”, por refletir sobre a transformação de formas tradicionais de existência social e as mudanças decorrentes da urbanização e da industrialização. III. A emergência da Sociologia só pode ser compreendida se for observada sua correspondência com o cientificismo europeu e com a crença no poder da razão e da observação, enquanto recursos de produção do conhecimento. IV. A Sociologia surge como uma tentativa de romper com as técnicas e métodos das ciências naturais, na análise dos problemas sociais decorrentes das reminiscências do modo de produção feudal.
  • 17. Estão corretas apenas as afirmativas: a) I e III. b) II e III. c) II e IV. d) I, II e IV. e) I, III e IV
  • 19. Estudo Obrigatório/Mínimo Apostila: Ler das páginas 5 a 7 da 1ª apostila e resolver os exercícios referentes aos tópicos 1, 1.1 e 1.2.
  • 20. Fim
  • 21. Estudos complementares 1 – Revolução Industrial • http://www.sohistoria.com.br/resumos/revolucaoindustrial.php • http://www.infoescola.com/historia/revolucao-industrial/ • http://www.brasilescola.com/historiag/revolucao-industrial.htm • http://www.historiadomundo.com.br/idade-moderna/revolucao- industrial.htm Livros citados: a) O Capital – Capítulo XXIV – A Assim Chamada Acumulação Primitiva de Karl Marx b) Costumes em comum – Capítulo 6 – Trabalho, Disciplina e capitalismo industrial de E.P. Thompson c) Ética Protestante e o “espírito” do capitalismo - de Max Weber
  • 22. 2 - Revolução Francesa • http://www.infoescola.com/historia/revolucao-francesa/ • http://www.historiadomundo.com.br/idade- moderna/revolucao-francesa.htm • http://www.brasilescola.com/historiag/revolucao- francesa.htm Documentário https://www.youtube.com/watch?v=jV1klgZHHwk Vídeo aula • https://www.youtube.com/watch?v=sZ7iCQpaRvM • https://www.youtube.com/watch?v=pFEQDYaKGT4 Livro • A revolução Francesa – de Eric Hobsbawn
  • 23. 3 – Formação dos Estados Nacionais Modernos • http://www.infoescola.com/historia/estados-nacionais/ • http://www.brasilescola.com/historiag/estados-nacionais.htm • http://educacao.uol.com.br/planos-de-aula/medio/historia-geral- formacao-de-estados-nacionais.htm • http://educacao.uol.com.br/planos-de-aula/medio/historia-geral- formacao-de-estados-nacionais.htm Vídeo aula • https://www.youtube.com/watch?v=JYA8D8M6O3Y • https://www.youtube.com/watch?v=oTRa5yERr-4 • https://www.youtube.com/watch?v=RgxXLj5VhAI
  • 24. 4 - Constituição/Crescimento das Cidades • http://www.brasilescola.com/historia/evolucao-das-cidades.htm • http://cidadeselugares.blogspot.com.br/2011/11/formacao-das- cidades.html • docente.ifrn.edu.br/andreacosta/lazer-e-urbanismo/aula-02-formacao- das-cidades/at_download/file • http://www.geografia.fflch.usp.br/graduacao/apoio/Apoio/Apoio_Simon e/flg-0560/Aula_2.pdf Livros: A era do Capital - de Eric Hobsbawn A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra – de Friedrich Engels
  • 25. 5 - Relação Capital & Levantes Populares • http://www.brasilescola.com/historiag/primavera-dos-povos.htm • http://www.infoescola.com/historia/primavera-dos-povos/ • http://educacao.uol.com.br/disciplinas/historia/revolucao-de-1848- movimentos-revolucionarios-populares-no-mundo.htm Livros: História do Socialismo e das Lutas Sociais – de Max Beer Londres e Paris no Século XIX o Espetáculo da Pobreza – de Bresciane A Cidade do Capital – de Henri Lefebvre Lembranças de 1848 – de Alexis Tocqueville