SlideShare uma empresa Scribd logo
KARL MARX CONTEXTO E CONCEITOS
QUEM FOI Foi filósofo e economista alemão, ideólogo do comunismo científico e organizador do movimento proletário internacional.
Nasceu em Treves em 5 de maio de 1818. Filho de um advogado judeu convertido ao protestantismo.
Cursou as Universidades de Bonn e Berlim, onde estudou Direito, dedicando-se especialmente à história e à filosofia.
TRAJETÓRIA Em Berlim ingressou no grupo chamado “hegelianos de esquerda”, que interpretava as idéias de Hegel do ponto de vista revolucionário.
– Não se limitando aos estudos teóricos, desenvolveu, durante toda a sua vida, intensa atividade política, elaborando a doutrina do socialismo.
INFLUÊNCIAS Herdeiro do Iluminismo: razão como intrumento de compreensão da realidade mas também de sua transformação
Dialética de Georg Wilhelm Friedrich Hegel (1770 — 1831): a realidade histórica é resultado de um movimento constante de auto-superação desencadeado por suas contradições e conflitos que lhes são inerentes.
Socialistas ingleses e franceses (Owen, Fourrier, Saint-Simon)
INFLUÊNCIAS Ludwig Feuerbach (1804-18720) - Hegeliano que formula a crítica à alienação religiosa. Mas não rompe com a religião em si: propunha uma religião da humanidade, na qual o homem seria Deus para o homem.
Marx avança na crítica à religião, aliando à dialética o materialismo: O materialismo dialético é a base do pensamento  marxista
TEORIA MARXISTA MAS QUAL ERA  A GRANDE  PERGUNTA  POR TRÁS DESSA TEORIA ?
Durkheim se perguntava sobre o que mantinha coesa a sociedade LEMBRAM? Marx se perguntava sobre a  transformação  da sociedade
HISTÓRIA E TRANSFORMAÇÃO Marx encontra na DIALÉTICA e no MATERIALISMO a base filosófica para entender a transformação da sociedade:  a CONTRADIÇÃO é o motor da históra
LUTA DE CLASSES um conceito fundamental Para Marx não há harmonia entre os grupos que formam a sociedade. Eles estão sempre em confronto. A sociedade é o campo de luta. “A histórias de todas as sociedades que  existiram é a história da luta de classes” (Manifesto comunista)
Materialismo Histórico Marx desenvolve uma teoria capaz de explicar a sociedade (estrutura e transformação) a partir de sua base material (a produção) e as relações sociais estabelecidas em função dela. E para tanto cria alguns conceitos básicos: *trabalho *alienação *forças produtivas *relações sociais de produçãp
O trabalho A história da humanidade é a história das relações dos homens entre si e dos homens com a natureza. Nesses dois tipos de relação há um elemento intermediário: o  trabalho . Trabalho como intermediário da relação do homem com a natureza: as f orças produtivas . Trabalho como intermediário da relação dos homens entre si: a organização da produção: a  divisão do trabalho  (as  relações sociais ).
Alienação Alienação, para Marx, tem um sentido negativo (em Hegel, é algo positivo) em que o trabalho, ao invés de realizar o homem, o escraviza; ao invés de humanizá-lo, o desumaniza. O homem troca o verbo SER pelo TER: sua vida passa a medir-se pelo que ele possui, não pelo que ele é. Isso parece familiar? Pois é, vamos ver os detalhes. http://educacao.uol.com.br/filosofia/marx---alienacao-do-espirito-absoluto-de-hegel-a-realidade-concreta.jhtm
FORÇAS PRODUTIVAS   É a  “produção num estádio determinado de desenvolvimento social (..) é a produção dos indivíduos vivendo em sociedade” . Corresponde à ação dos homens sobre a natureza, buscando apreender o modo como são obtidos “os bens de que necessitam por meio da tecnologia, da divisão técnica do trabalho, dos processos de produção, dos tipos de cooperação, da qualidade dos seus instrumentos, das matérias-primas que conhecem ou de que dispõem, de suas habilidades e saberes”
RELAÇÕES SOCIAIS DE PRODUÇÃO : Correspondem às “diferentes formas de organização da produção e distribuição, de posse e propriedade dos meios de produção, bem como em suas garantias legais, constituindo-se, dessa forma, no substrato para a estruturação das classes sociais”. (idem, 73)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
Cap. 1   a sociedade dos indivíduosCap. 1   a sociedade dos indivíduos
Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
Tiago Lacerda
 
Aula 4 - Max Weber
Aula 4 - Max WeberAula 4 - Max Weber
Aula 4 - Max Weber
Mauricio Serafim
 
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
Karoline Rodrigues de Melo
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx
Aula Karl Marx
Aula Karl MarxAula Karl Marx
Modernidade x pos modernidade
Modernidade x pos modernidadeModernidade x pos modernidade
Modernidade x pos modernidade
Funvic - Fundação de Ensino de Mococa
 
Filosofia Política
Filosofia PolíticaFilosofia Política
Filosofia Política
José Ferreira Júnior
 
1º Ano - Surgimento da sociologia
1º Ano - Surgimento da sociologia1º Ano - Surgimento da sociologia
1º Ano - Surgimento da sociologia
Luis Felipe Carvalho
 
Émile durkheim
Émile durkheimÉmile durkheim
Émile durkheim
professorleo1989
 
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado WeberianoMax Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
Luiz1123
 
Conceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologiaConceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologia
Gilmar Rodrigues
 
Emile durkheim
Emile durkheimEmile durkheim
Emile durkheim
Portal do Vestibulando
 
Max weber
Max weberMax weber
Max weber
Fatima Freitas
 
Max weber-Educação, racionalização e burocratização em Weber
Max weber-Educação, racionalização e burocratização em WeberMax weber-Educação, racionalização e burocratização em Weber
Max weber-Educação, racionalização e burocratização em Weber
Ivone Bezerra
 
Max Weber
Max WeberMax Weber
Max Weber
guest1ce0422
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
Cleber Martins Freitas
 
Aula 3 - Durkheim
Aula 3 - DurkheimAula 3 - Durkheim
Aula 3 - Durkheim
Mauricio Serafim
 
Cultura e Indústria Cultural
Cultura e Indústria CulturalCultura e Indústria Cultural
Cultura e Indústria Cultural
Paula Meyer Piagentini
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx

Mais procurados (20)

Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
Cap. 1   a sociedade dos indivíduosCap. 1   a sociedade dos indivíduos
Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
 
Aula 4 - Max Weber
Aula 4 - Max WeberAula 4 - Max Weber
Aula 4 - Max Weber
 
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx
Karl Marx
 
Aula Karl Marx
Aula Karl MarxAula Karl Marx
Aula Karl Marx
 
Modernidade x pos modernidade
Modernidade x pos modernidadeModernidade x pos modernidade
Modernidade x pos modernidade
 
Filosofia Política
Filosofia PolíticaFilosofia Política
Filosofia Política
 
1º Ano - Surgimento da sociologia
1º Ano - Surgimento da sociologia1º Ano - Surgimento da sociologia
1º Ano - Surgimento da sociologia
 
Émile durkheim
Émile durkheimÉmile durkheim
Émile durkheim
 
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado WeberianoMax Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
Max Weber, Sociologia Compreensiva e Legado Weberiano
 
Conceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologiaConceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologia
 
Emile durkheim
Emile durkheimEmile durkheim
Emile durkheim
 
Max weber
Max weberMax weber
Max weber
 
Max weber-Educação, racionalização e burocratização em Weber
Max weber-Educação, racionalização e burocratização em WeberMax weber-Educação, racionalização e burocratização em Weber
Max weber-Educação, racionalização e burocratização em Weber
 
Max Weber
Max WeberMax Weber
Max Weber
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Aula 3 - Durkheim
Aula 3 - DurkheimAula 3 - Durkheim
Aula 3 - Durkheim
 
Cultura e Indústria Cultural
Cultura e Indústria CulturalCultura e Indústria Cultural
Cultura e Indústria Cultural
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx
Karl Marx
 

Destaque

Karl marx – concepções na educação
Karl marx – concepções na educaçãoKarl marx – concepções na educação
Karl marx – concepções na educação
Kamila Assink de Liz
 
Aula intr sociologia
Aula intr sociologiaAula intr sociologia
Aula intr sociologia
Flávia De Mattos Motta
 
Marx conceitos continuação rev
Marx conceitos continuação revMarx conceitos continuação rev
Marx conceitos continuação rev
Flávia De Mattos Motta
 
Desconstruindo o discurso da esquerda
Desconstruindo o discurso da esquerdaDesconstruindo o discurso da esquerda
Desconstruindo o discurso da esquerda
ALEXANDRE FIRMO
 
Antonio gramsci
Antonio gramsciAntonio gramsci
Antonio Gramsci
Antonio GramsciAntonio Gramsci
Antonio Gramsci
Alexandre Protásio
 
O momento gramsciano
O momento gramscianoO momento gramsciano
O momento gramsciano
Juliana Sarieddine
 
Gramsci e o estado
Gramsci e o estadoGramsci e o estado
Gramsci e o estado
Davi Islabao
 
Antonio gramsci biografia e educação
Antonio gramsci   biografia e educaçãoAntonio gramsci   biografia e educação
Antonio gramsci biografia e educação
Wandelcy Leão Junior
 
Antropologia: O trabalho de campo etnográfico
Antropologia: O trabalho de campo etnográficoAntropologia: O trabalho de campo etnográfico
Antropologia: O trabalho de campo etnográfico
Flávia De Mattos Motta
 
Antonio gramsci
Antonio gramsciAntonio gramsci
Antonio gramsci
Kamila Assink de Liz
 
Slide aula sobre karl marx
Slide aula sobre karl marxSlide aula sobre karl marx
Slide aula sobre karl marx
Ana Régia Vasconcelos
 
Antropologia: conceitos basicos
 Antropologia: conceitos basicos Antropologia: conceitos basicos
Antropologia: conceitos basicos
Flávia De Mattos Motta
 
Karl Marx. Aula de Sociologia
Karl Marx. Aula de SociologiaKarl Marx. Aula de Sociologia
Karl Marx. Aula de Sociologia
Josias Vitor
 
Conceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl MarxConceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl Marx
João Marcelo
 
Karl Marx e suas teorias
Karl Marx e suas teoriasKarl Marx e suas teorias
Karl Marx e suas teorias
Rafaela Alves
 

Destaque (16)

Karl marx – concepções na educação
Karl marx – concepções na educaçãoKarl marx – concepções na educação
Karl marx – concepções na educação
 
Aula intr sociologia
Aula intr sociologiaAula intr sociologia
Aula intr sociologia
 
Marx conceitos continuação rev
Marx conceitos continuação revMarx conceitos continuação rev
Marx conceitos continuação rev
 
Desconstruindo o discurso da esquerda
Desconstruindo o discurso da esquerdaDesconstruindo o discurso da esquerda
Desconstruindo o discurso da esquerda
 
Antonio gramsci
Antonio gramsciAntonio gramsci
Antonio gramsci
 
Antonio Gramsci
Antonio GramsciAntonio Gramsci
Antonio Gramsci
 
O momento gramsciano
O momento gramscianoO momento gramsciano
O momento gramsciano
 
Gramsci e o estado
Gramsci e o estadoGramsci e o estado
Gramsci e o estado
 
Antonio gramsci biografia e educação
Antonio gramsci   biografia e educaçãoAntonio gramsci   biografia e educação
Antonio gramsci biografia e educação
 
Antropologia: O trabalho de campo etnográfico
Antropologia: O trabalho de campo etnográficoAntropologia: O trabalho de campo etnográfico
Antropologia: O trabalho de campo etnográfico
 
Antonio gramsci
Antonio gramsciAntonio gramsci
Antonio gramsci
 
Slide aula sobre karl marx
Slide aula sobre karl marxSlide aula sobre karl marx
Slide aula sobre karl marx
 
Antropologia: conceitos basicos
 Antropologia: conceitos basicos Antropologia: conceitos basicos
Antropologia: conceitos basicos
 
Karl Marx. Aula de Sociologia
Karl Marx. Aula de SociologiaKarl Marx. Aula de Sociologia
Karl Marx. Aula de Sociologia
 
Conceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl MarxConceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl Marx
 
Karl Marx e suas teorias
Karl Marx e suas teoriasKarl Marx e suas teorias
Karl Marx e suas teorias
 

Semelhante a Sociologia Marx

Marx e Durkheim
Marx e DurkheimMarx e Durkheim
Marx e Durkheim
Maria Cristina Bortolozo
 
Sociologia clássica 1
Sociologia clássica 1Sociologia clássica 1
Sociologia clássica 1
Douglas Gregorio
 
Karl marx1
Karl marx1Karl marx1
Karl marx1
Eliana Paz
 
Atrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 originalAtrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 original
Gil Salles
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx
Karl Marx
Wagner Stefani
 
36563391 0-meu-slade-marx-vida-e-obra
36563391 0-meu-slade-marx-vida-e-obra36563391 0-meu-slade-marx-vida-e-obra
36563391 0-meu-slade-marx-vida-e-obra
jesantosferreira
 
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptxPERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
ssuser47aa16
 
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARXA CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
HisrelBlog
 
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicasTeóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Otávio Miécio Santos Sampaio
 
Principais Teóricos
Principais TeóricosPrincipais Teóricos
Principais Teóricos
valentecilene
 
Aula 1 soc em
Aula 1   soc emAula 1   soc em
Aula 1 soc em
Walney M.F
 
Sociologia positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
Sociologia   positivismo, marxismo e sociologia compreensivaSociologia   positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
Sociologia positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
Daniele Rubim
 
Um toque de clássicos
Um toque de clássicosUm toque de clássicos
Um toque de clássicos
Geovanio Carlos Bezerra Rodrigues
 
Sociologia escolas sociologicas
Sociologia   escolas sociologicasSociologia   escolas sociologicas
Sociologia escolas sociologicas
Gustavo Soares
 
Teoria Marxista
Teoria MarxistaTeoria Marxista
Teoria Marxista
Isabella Silva
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Fatos sociais
Fatos sociaisFatos sociais
Fatos sociais
Analia
 
O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?
Roberto Izoton
 
Tema 00 introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
Tema 00   introdução - partes i a iii( nereide e olívia)Tema 00   introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
Tema 00 introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
altairfreitas
 
Teorias Sociológicas
Teorias SociológicasTeorias Sociológicas
Teorias Sociológicas
Camila Carvalho
 

Semelhante a Sociologia Marx (20)

Marx e Durkheim
Marx e DurkheimMarx e Durkheim
Marx e Durkheim
 
Sociologia clássica 1
Sociologia clássica 1Sociologia clássica 1
Sociologia clássica 1
 
Karl marx1
Karl marx1Karl marx1
Karl marx1
 
Atrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 originalAtrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 original
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx
Karl Marx
 
36563391 0-meu-slade-marx-vida-e-obra
36563391 0-meu-slade-marx-vida-e-obra36563391 0-meu-slade-marx-vida-e-obra
36563391 0-meu-slade-marx-vida-e-obra
 
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptxPERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
 
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARXA CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
 
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicasTeóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
 
Principais Teóricos
Principais TeóricosPrincipais Teóricos
Principais Teóricos
 
Aula 1 soc em
Aula 1   soc emAula 1   soc em
Aula 1 soc em
 
Sociologia positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
Sociologia   positivismo, marxismo e sociologia compreensivaSociologia   positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
Sociologia positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
 
Um toque de clássicos
Um toque de clássicosUm toque de clássicos
Um toque de clássicos
 
Sociologia escolas sociologicas
Sociologia   escolas sociologicasSociologia   escolas sociologicas
Sociologia escolas sociologicas
 
Teoria Marxista
Teoria MarxistaTeoria Marxista
Teoria Marxista
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
Fatos sociais
Fatos sociaisFatos sociais
Fatos sociais
 
O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?
 
Tema 00 introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
Tema 00   introdução - partes i a iii( nereide e olívia)Tema 00   introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
Tema 00 introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
 
Teorias Sociológicas
Teorias SociológicasTeorias Sociológicas
Teorias Sociológicas
 

Mais de Flávia De Mattos Motta

Durkheim sociologia da educação
Durkheim sociologia da educaçãoDurkheim sociologia da educação
Durkheim sociologia da educação
Flávia De Mattos Motta
 
Entrevista sociologia
Entrevista sociologiaEntrevista sociologia
Entrevista sociologia
Flávia De Mattos Motta
 
Sociologia metodo sistemico
Sociologia metodo sistemicoSociologia metodo sistemico
Sociologia metodo sistemico
Flávia De Mattos Motta
 
Antropologia introdução
Antropologia introduçãoAntropologia introdução
Antropologia introdução
Flávia De Mattos Motta
 
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Flávia De Mattos Motta
 
Weber 2 acao social refr
Weber 2 acao social refrWeber 2 acao social refr
Weber 2 acao social refr
Flávia De Mattos Motta
 

Mais de Flávia De Mattos Motta (6)

Durkheim sociologia da educação
Durkheim sociologia da educaçãoDurkheim sociologia da educação
Durkheim sociologia da educação
 
Entrevista sociologia
Entrevista sociologiaEntrevista sociologia
Entrevista sociologia
 
Sociologia metodo sistemico
Sociologia metodo sistemicoSociologia metodo sistemico
Sociologia metodo sistemico
 
Antropologia introdução
Antropologia introduçãoAntropologia introdução
Antropologia introdução
 
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
Sociologia da Educação - Max Weber Sociologia compreensiva, Desencantamento e...
 
Weber 2 acao social refr
Weber 2 acao social refrWeber 2 acao social refr
Weber 2 acao social refr
 

Sociologia Marx

  • 1. KARL MARX CONTEXTO E CONCEITOS
  • 2. QUEM FOI Foi filósofo e economista alemão, ideólogo do comunismo científico e organizador do movimento proletário internacional.
  • 3. Nasceu em Treves em 5 de maio de 1818. Filho de um advogado judeu convertido ao protestantismo.
  • 4. Cursou as Universidades de Bonn e Berlim, onde estudou Direito, dedicando-se especialmente à história e à filosofia.
  • 5. TRAJETÓRIA Em Berlim ingressou no grupo chamado “hegelianos de esquerda”, que interpretava as idéias de Hegel do ponto de vista revolucionário.
  • 6. – Não se limitando aos estudos teóricos, desenvolveu, durante toda a sua vida, intensa atividade política, elaborando a doutrina do socialismo.
  • 7. INFLUÊNCIAS Herdeiro do Iluminismo: razão como intrumento de compreensão da realidade mas também de sua transformação
  • 8. Dialética de Georg Wilhelm Friedrich Hegel (1770 — 1831): a realidade histórica é resultado de um movimento constante de auto-superação desencadeado por suas contradições e conflitos que lhes são inerentes.
  • 9. Socialistas ingleses e franceses (Owen, Fourrier, Saint-Simon)
  • 10. INFLUÊNCIAS Ludwig Feuerbach (1804-18720) - Hegeliano que formula a crítica à alienação religiosa. Mas não rompe com a religião em si: propunha uma religião da humanidade, na qual o homem seria Deus para o homem.
  • 11. Marx avança na crítica à religião, aliando à dialética o materialismo: O materialismo dialético é a base do pensamento marxista
  • 12. TEORIA MARXISTA MAS QUAL ERA A GRANDE PERGUNTA POR TRÁS DESSA TEORIA ?
  • 13. Durkheim se perguntava sobre o que mantinha coesa a sociedade LEMBRAM? Marx se perguntava sobre a transformação da sociedade
  • 14. HISTÓRIA E TRANSFORMAÇÃO Marx encontra na DIALÉTICA e no MATERIALISMO a base filosófica para entender a transformação da sociedade: a CONTRADIÇÃO é o motor da históra
  • 15. LUTA DE CLASSES um conceito fundamental Para Marx não há harmonia entre os grupos que formam a sociedade. Eles estão sempre em confronto. A sociedade é o campo de luta. “A histórias de todas as sociedades que existiram é a história da luta de classes” (Manifesto comunista)
  • 16. Materialismo Histórico Marx desenvolve uma teoria capaz de explicar a sociedade (estrutura e transformação) a partir de sua base material (a produção) e as relações sociais estabelecidas em função dela. E para tanto cria alguns conceitos básicos: *trabalho *alienação *forças produtivas *relações sociais de produçãp
  • 17. O trabalho A história da humanidade é a história das relações dos homens entre si e dos homens com a natureza. Nesses dois tipos de relação há um elemento intermediário: o trabalho . Trabalho como intermediário da relação do homem com a natureza: as f orças produtivas . Trabalho como intermediário da relação dos homens entre si: a organização da produção: a divisão do trabalho (as relações sociais ).
  • 18. Alienação Alienação, para Marx, tem um sentido negativo (em Hegel, é algo positivo) em que o trabalho, ao invés de realizar o homem, o escraviza; ao invés de humanizá-lo, o desumaniza. O homem troca o verbo SER pelo TER: sua vida passa a medir-se pelo que ele possui, não pelo que ele é. Isso parece familiar? Pois é, vamos ver os detalhes. http://educacao.uol.com.br/filosofia/marx---alienacao-do-espirito-absoluto-de-hegel-a-realidade-concreta.jhtm
  • 19. FORÇAS PRODUTIVAS É a “produção num estádio determinado de desenvolvimento social (..) é a produção dos indivíduos vivendo em sociedade” . Corresponde à ação dos homens sobre a natureza, buscando apreender o modo como são obtidos “os bens de que necessitam por meio da tecnologia, da divisão técnica do trabalho, dos processos de produção, dos tipos de cooperação, da qualidade dos seus instrumentos, das matérias-primas que conhecem ou de que dispõem, de suas habilidades e saberes”
  • 20. RELAÇÕES SOCIAIS DE PRODUÇÃO : Correspondem às “diferentes formas de organização da produção e distribuição, de posse e propriedade dos meios de produção, bem como em suas garantias legais, constituindo-se, dessa forma, no substrato para a estruturação das classes sociais”. (idem, 73)
  • 21. FORÇAS PRODUTIVAS instrumentos e habilidades que possibilitam o controle das condições naturais Objetos(matéria-prima) Instrumentos (ferramentas) Homem (trabalhador) RELAÇÕES SOCIAIS DE PRODUÇÃO forma como os homens se organizam socialmente para produzir
  • 22. MODO DE PRODUÇÃO Forma como as forças produtivas e as relações de produção existem e são reproduzidas numa sociedade
  • 23. MODO DE PRODUÇÃO Comunismo primitivo, Modo de produção escravista (variações da antiguidade e modo de produção asiático) Feudalismo, Capitalismo, Socialismo, Comunismo.
  • 24. REVOLUÇÃO O crescimento das forças produtivas, leva a uma mudança no modo de produção Paralelamente o crescimentodas contradições sociais, o acirramento da luta de classes leva à REVOLUÇÃO
  • 25. ENGELS: UM PARCEIRO Marx e Engels (1820-1895) enunciam os princípios de uma educação pública e socialista; Realizam uma análise sistemática da escola e da educação. à Suas idéias a esse respeito encontram-se disseminadas ao longo de vários de seus trabalhos (a problemática educativa foi colocada de modo ocasional, fragmentário, mas sempre no contexto da crítica das relações sociais e das linhas mestras de sua modificação);
  • 26. Contribuições do Marxismo para a educação: Esclarecimento e compreensão da totalidade social, de que a educação é parte, incluindo as relações de determinação e influência que ela recebe da estrutura econômica.
  • 27. Para ele, a educação do futuro deveria nascer do sistema fabril, associando-se o trabalho produtivo com a escolaridade e a ginástica. Essa educação se constituiria no método para produzir seres humanos integralmente desenvolvidos.
  • 28. A transformação educativa deveria ocorrer paralelamente à revolução social. Para o desenvolvimento total do homem e a mudança das relações sociais, a educação deveria acompanhar e acelerar esse movimento, mas não se encarregar exclusivamente de desencadeá-lo, nem de fazê-lo triunfar.