SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
KARL MARX
Karl Heinrich Marx (1818 – 1883)
Karl Marx nasceu na Alemanha em 1818.
Formou – sem em Direito e doutorou – se em
Filosofia, trabalhando como jornalista, exilou – se
na França, depois fixou – se em Londres, onde
morreu em 1883. Dentre suas obras, destacam –
se: O Manifesto do Partido Comunista e a
Ideologia Alemã. Em parceria com Engels: O 18 de
Brumário de Luís Bonaparte, A Miséria da
Filosofia, Contribuição à Crítica da Economia
Política e a obra símbolo O Capital.
1. A Sociologia de Marx
o O pensamento marxista foi capaz de explicar as
transformações ocorridas na vida europeia.
o Tornou – se o principal crítico do capitalismo suas
contradições.
o Instrumento de ação política, tornou – se opção
para um novo modelo de sociedade.
2. Contexto
o Iluminismo, Revolução Francesa, Revolução
Industrial, Revolução de 1830.
o Acompanhou a unificação alemã e o Imperialismo
de Napoleão III.
o Conheceu a dialética de Hegel: tese – antítese – tese.
o Percebeu que o próprio homem evolui de acordo
com as contradições da própria sociedade.
Revolução Industrial – contradições:
o A expansão da produção beneficiava a burguesia.
o A classe operária era explorada: longas jornadas
de trabalho, baixos salários e sem direitos.
o O contexto era marcado por tensões sociais:
greves, atentados, assassinatos.
o Marx pensava as tensões e da revolução apontava
para a evolução.
O Manifesto Comunista – 1848:
o Pensadores burgueses conservadores defendiam a
ordem, o progresso e o “status quo”.
o Levantes populares reivindicavam melhores
condições de vida e participação política para o povo.
o O Manifesto Comunista indicava a revolução
proletária, reflexo da ação política popular, para
um salto qualitativo na vida social.
3. Materialismo marxista
Crítico de Hegel:
o Hegel defendia a evolução através do espírito.
o Marx defendia a evolução através dos homens,
em concretas/materiais condições de existência.
o Era fundamental a vida coletiva, em sociedade.
o Marx visualizou as classes sociais e suas
contradições.
Materialismo e revolução proletária:
o A classe operária era explorada nas condições
concretas do Capitalismo.
o O Estado burguês havia criado estruturas para
beneficiar a burguesia, explorando os operários.
o A propriedade privada era a essência da exploração.
o Nesse ambiente concreto a revolução seria o meio
de evolução social.
Mais valia:
o Significa parte do valor da força de trabalho
dispendida por um determinado trabalhador na
produção e que não é remunerado pelo patrão.
o A remuneração do produto é muito superior à
remuneração das horas trabalhadas.
o Também pode ser classificada como o excesso de
receita em relação à despesas.
Materialismo histórico e dialético:
o Para Marx as condições materiais de existência
constroem a realidade da vida humana.
o As estruturas políticas, sociais e culturais são
resultado das estruturas materiais/econômicas.
o As transformações sociais são consequência das
contradições presentes nos modos de produção e
reprodução da vida coletiva.
Infraestrutura, superestrutura, ideologia:
o Infraestrutura: condições concretas e materiais da
vida, base econômica, relaciona – se com a produção
dos bens essenciais à sobrevivência.
o Superestrutura: Estado, poderes, leis que preservam,
justificam e mantém a ordem social.
o Ideologia: discursos, versões, posições criados para
mascarar, distorcer e justificar a exploração.
Materialismo histórico e luta de classes:
o Luta de classes: conflito entre os que possuem e
os que não possuem os meios de produção.
o A oposição entre opressores e oprimidos gera
relação de tensão entre as classes.
o A história da humanidade seria a história da luta
de classes, tida como o motor da história.
o A revolução proletária poria fim à exploração burguesa.
“O que caracteriza o
comunismo não é
abolição da propriedade,
mas da propriedade
burguesa. A propriedade
atual é a perfeita
expressão de apropriação
baseada na luta de
classes, na exploração de
uns pelos outros. Os
comunistas podem
resumir sua teoria nessa
fórmula: abolição da
propriedade privada.”
Materialismo, relações sociais e teleologia:
o A produção possibilita, além da sobrevivência, a
construção de vínculos sociais.
o As relações sociais determinam a transformação da
natureza – produção, transformando a sociedade.
o O marxismo comprovou as revoluções burguesas,
apontou para um sentido da história e propôs a
revolução proletária – teleologia.
4. Práxis: teoria e prática (ação)
o A reflexão encontra e move a ação.
o Conhecer e compreender possibilitam a construção
de uma sociedade evoluída/igualitária.
o A consciência de classe levaria os explorados à ação
contra seus exploradores.
o Um partido operário e sua ação política levariam o
povo ao Estado Proletário.
Estado Comunista:
o O fim das classes sociais levaria ao fim da divisão e
exploração de uma classe por outra.
o A ditadura do proletariado seria a transição para o
Estado Socialista: sem classes, sem propriedade
privada, com o Estado Proletário.
o O fim da propriedade privada, das classes sociais e
do Estado criariam o Estado Comunista.
Karl marx
Karl marx

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

ESCOLA DE FRANKFURT
ESCOLA DE FRANKFURTESCOLA DE FRANKFURT
ESCOLA DE FRANKFURT
 
Sobre Positivismo - Auguste Comte
Sobre Positivismo - Auguste ComteSobre Positivismo - Auguste Comte
Sobre Positivismo - Auguste Comte
 
Conceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl MarxConceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl Marx
 
Sartre
SartreSartre
Sartre
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx
Karl Marx
 
Aula 9 e 10 karl marx
Aula 9 e 10   karl marxAula 9 e 10   karl marx
Aula 9 e 10 karl marx
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
 
Sociologia - O que é o trabalho
Sociologia - O que é o trabalho Sociologia - O que é o trabalho
Sociologia - O que é o trabalho
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
 
Escola de Frankfurt - Indústria Cultural
Escola de  Frankfurt - Indústria CulturalEscola de  Frankfurt - Indústria Cultural
Escola de Frankfurt - Indústria Cultural
 
Aulão ENEM filosofia e sociologia
Aulão ENEM filosofia e sociologiaAulão ENEM filosofia e sociologia
Aulão ENEM filosofia e sociologia
 
Poder, política e estado
Poder, política e estadoPoder, política e estado
Poder, política e estado
 
O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO
 
Karl marx
 Karl marx Karl marx
Karl marx
 
Emile durkheim
Emile durkheimEmile durkheim
Emile durkheim
 
Etnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismoEtnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismo
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
Ideologia
IdeologiaIdeologia
Ideologia
 

Destaque

Questões - Os Porquês
Questões - Os PorquêsQuestões - Os Porquês
Questões - Os PorquêsEvaí Oliveira
 
Max weber livro
Max weber livroMax weber livro
Max weber livropagodes
 
Manifesto Comunista - Marx e Engels
Manifesto Comunista - Marx e EngelsManifesto Comunista - Marx e Engels
Manifesto Comunista - Marx e EngelsPaulo Sanda
 

Destaque (20)

Indústria cultural cultura de massa pdf
Indústria cultural cultura de massa   pdfIndústria cultural cultura de massa   pdf
Indústria cultural cultura de massa pdf
 
Globalização e trabalho
Globalização e trabalhoGlobalização e trabalho
Globalização e trabalho
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
 
Cultura erudita e cultura popular reformulado
Cultura erudita e cultura popular reformuladoCultura erudita e cultura popular reformulado
Cultura erudita e cultura popular reformulado
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
Auguste comte e o positivismo 2
Auguste comte e o positivismo 2Auguste comte e o positivismo 2
Auguste comte e o positivismo 2
 
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade culturalRelativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural
 
O homem e a antropologia
O homem e a antropologiaO homem e a antropologia
O homem e a antropologia
 
Sociologia introdução fundamentos e bases
Sociologia introdução fundamentos e basesSociologia introdução fundamentos e bases
Sociologia introdução fundamentos e bases
 
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski
Antropologia e cultura tylor boas e malinowskiAntropologia e cultura tylor boas e malinowski
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Política e poder
Política e poderPolítica e poder
Política e poder
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
 
Revolução industrial 2016
Revolução industrial 2016Revolução industrial 2016
Revolução industrial 2016
 
Questões - Os Porquês
Questões - Os PorquêsQuestões - Os Porquês
Questões - Os Porquês
 
Max weber livro
Max weber livroMax weber livro
Max weber livro
 
Manifesto Comunista - Marx e Engels
Manifesto Comunista - Marx e EngelsManifesto Comunista - Marx e Engels
Manifesto Comunista - Marx e Engels
 
Livro a ideologia alemã
Livro   a ideologia alemãLivro   a ideologia alemã
Livro a ideologia alemã
 
Max weber
Max weberMax weber
Max weber
 

Semelhante a Karl marx

1º Bloco IntroduçãO Nereide
1º Bloco   IntroduçãO Nereide1º Bloco   IntroduçãO Nereide
1º Bloco IntroduçãO NereideWladimir Crippa
 
1º Bloco IntroduçãO Nereide
1º Bloco   IntroduçãO Nereide1º Bloco   IntroduçãO Nereide
1º Bloco IntroduçãO NereideWladimir Crippa
 
Karl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistasKarl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistasespacoaberto
 
Cultura e ação apresentação
Cultura e ação   apresentaçãoCultura e ação   apresentação
Cultura e ação apresentaçãoAna
 
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARXA CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARXHisrelBlog
 
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e LiberismoCapitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e LiberismoInês Oliveira
 
Tema 00 introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
Tema 00   introdução - partes i a iii( nereide e olívia)Tema 00   introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
Tema 00 introdução - partes i a iii( nereide e olívia)altairfreitas
 
Cultura e ação apresentação
Cultura e ação   apresentaçãoCultura e ação   apresentação
Cultura e ação apresentaçãoamorimanamaria
 
Política marxista
Política marxistaPolítica marxista
Política marxistaVictor Said
 
5º Bloco 1 Bloco Socialismo Felipe Maia
5º Bloco   1   Bloco Socialismo   Felipe Maia5º Bloco   1   Bloco Socialismo   Felipe Maia
5º Bloco 1 Bloco Socialismo Felipe MaiaWladimir Crippa
 
5º Bloco 1 Bloco Socialismo Felipe Maia
5º Bloco   1   Bloco Socialismo   Felipe Maia5º Bloco   1   Bloco Socialismo   Felipe Maia
5º Bloco 1 Bloco Socialismo Felipe MaiaWladimir Crippa
 
As três fontes _Lenin
As três fontes _LeninAs três fontes _Lenin
As três fontes _Leninujcpe
 
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptxSOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptxdawdsoncangussu
 
Razão, História, Direito e Liberalismo
Razão, História, Direito e LiberalismoRazão, História, Direito e Liberalismo
Razão, História, Direito e LiberalismoLuci Bonini
 

Semelhante a Karl marx (20)

Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
1º Bloco IntroduçãO Nereide
1º Bloco   IntroduçãO Nereide1º Bloco   IntroduçãO Nereide
1º Bloco IntroduçãO Nereide
 
1º Bloco IntroduçãO Nereide
1º Bloco   IntroduçãO Nereide1º Bloco   IntroduçãO Nereide
1º Bloco IntroduçãO Nereide
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
Karl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistasKarl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistas
 
Cultura e ação apresentação
Cultura e ação   apresentaçãoCultura e ação   apresentação
Cultura e ação apresentação
 
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARXA CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
A CONCEPÇÃO FILO/SOCIOLÓGICA DE KARL MARX
 
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e LiberismoCapitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
 
Tema 00 introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
Tema 00   introdução - partes i a iii( nereide e olívia)Tema 00   introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
Tema 00 introdução - partes i a iii( nereide e olívia)
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx
Karl Marx
 
Cultura e ação apresentação
Cultura e ação   apresentaçãoCultura e ação   apresentação
Cultura e ação apresentação
 
Política marxista
Política marxistaPolítica marxista
Política marxista
 
5º Bloco 1 Bloco Socialismo Felipe Maia
5º Bloco   1   Bloco Socialismo   Felipe Maia5º Bloco   1   Bloco Socialismo   Felipe Maia
5º Bloco 1 Bloco Socialismo Felipe Maia
 
5º Bloco 1 Bloco Socialismo Felipe Maia
5º Bloco   1   Bloco Socialismo   Felipe Maia5º Bloco   1   Bloco Socialismo   Felipe Maia
5º Bloco 1 Bloco Socialismo Felipe Maia
 
Escola socialista
Escola socialistaEscola socialista
Escola socialista
 
As três fontes _Lenin
As três fontes _LeninAs três fontes _Lenin
As três fontes _Lenin
 
COMUNISMO.docx
COMUNISMO.docxCOMUNISMO.docx
COMUNISMO.docx
 
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptxSOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
 
Razão, História, Direito e Liberalismo
Razão, História, Direito e LiberalismoRazão, História, Direito e Liberalismo
Razão, História, Direito e Liberalismo
 

Último

Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 

Último (20)

Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 

Karl marx

  • 2. Karl Heinrich Marx (1818 – 1883)
  • 3. Karl Marx nasceu na Alemanha em 1818. Formou – sem em Direito e doutorou – se em Filosofia, trabalhando como jornalista, exilou – se na França, depois fixou – se em Londres, onde morreu em 1883. Dentre suas obras, destacam – se: O Manifesto do Partido Comunista e a Ideologia Alemã. Em parceria com Engels: O 18 de Brumário de Luís Bonaparte, A Miséria da Filosofia, Contribuição à Crítica da Economia Política e a obra símbolo O Capital.
  • 4. 1. A Sociologia de Marx o O pensamento marxista foi capaz de explicar as transformações ocorridas na vida europeia. o Tornou – se o principal crítico do capitalismo suas contradições. o Instrumento de ação política, tornou – se opção para um novo modelo de sociedade.
  • 5. 2. Contexto o Iluminismo, Revolução Francesa, Revolução Industrial, Revolução de 1830. o Acompanhou a unificação alemã e o Imperialismo de Napoleão III. o Conheceu a dialética de Hegel: tese – antítese – tese. o Percebeu que o próprio homem evolui de acordo com as contradições da própria sociedade.
  • 6. Revolução Industrial – contradições: o A expansão da produção beneficiava a burguesia. o A classe operária era explorada: longas jornadas de trabalho, baixos salários e sem direitos. o O contexto era marcado por tensões sociais: greves, atentados, assassinatos. o Marx pensava as tensões e da revolução apontava para a evolução.
  • 7. O Manifesto Comunista – 1848: o Pensadores burgueses conservadores defendiam a ordem, o progresso e o “status quo”. o Levantes populares reivindicavam melhores condições de vida e participação política para o povo. o O Manifesto Comunista indicava a revolução proletária, reflexo da ação política popular, para um salto qualitativo na vida social.
  • 8. 3. Materialismo marxista Crítico de Hegel: o Hegel defendia a evolução através do espírito. o Marx defendia a evolução através dos homens, em concretas/materiais condições de existência. o Era fundamental a vida coletiva, em sociedade. o Marx visualizou as classes sociais e suas contradições.
  • 9. Materialismo e revolução proletária: o A classe operária era explorada nas condições concretas do Capitalismo. o O Estado burguês havia criado estruturas para beneficiar a burguesia, explorando os operários. o A propriedade privada era a essência da exploração. o Nesse ambiente concreto a revolução seria o meio de evolução social.
  • 10. Mais valia: o Significa parte do valor da força de trabalho dispendida por um determinado trabalhador na produção e que não é remunerado pelo patrão. o A remuneração do produto é muito superior à remuneração das horas trabalhadas. o Também pode ser classificada como o excesso de receita em relação à despesas.
  • 11. Materialismo histórico e dialético: o Para Marx as condições materiais de existência constroem a realidade da vida humana. o As estruturas políticas, sociais e culturais são resultado das estruturas materiais/econômicas. o As transformações sociais são consequência das contradições presentes nos modos de produção e reprodução da vida coletiva.
  • 12. Infraestrutura, superestrutura, ideologia: o Infraestrutura: condições concretas e materiais da vida, base econômica, relaciona – se com a produção dos bens essenciais à sobrevivência. o Superestrutura: Estado, poderes, leis que preservam, justificam e mantém a ordem social. o Ideologia: discursos, versões, posições criados para mascarar, distorcer e justificar a exploração.
  • 13.
  • 14. Materialismo histórico e luta de classes: o Luta de classes: conflito entre os que possuem e os que não possuem os meios de produção. o A oposição entre opressores e oprimidos gera relação de tensão entre as classes. o A história da humanidade seria a história da luta de classes, tida como o motor da história. o A revolução proletária poria fim à exploração burguesa.
  • 15. “O que caracteriza o comunismo não é abolição da propriedade, mas da propriedade burguesa. A propriedade atual é a perfeita expressão de apropriação baseada na luta de classes, na exploração de uns pelos outros. Os comunistas podem resumir sua teoria nessa fórmula: abolição da propriedade privada.”
  • 16. Materialismo, relações sociais e teleologia: o A produção possibilita, além da sobrevivência, a construção de vínculos sociais. o As relações sociais determinam a transformação da natureza – produção, transformando a sociedade. o O marxismo comprovou as revoluções burguesas, apontou para um sentido da história e propôs a revolução proletária – teleologia.
  • 17. 4. Práxis: teoria e prática (ação) o A reflexão encontra e move a ação. o Conhecer e compreender possibilitam a construção de uma sociedade evoluída/igualitária. o A consciência de classe levaria os explorados à ação contra seus exploradores. o Um partido operário e sua ação política levariam o povo ao Estado Proletário.
  • 18. Estado Comunista: o O fim das classes sociais levaria ao fim da divisão e exploração de uma classe por outra. o A ditadura do proletariado seria a transição para o Estado Socialista: sem classes, sem propriedade privada, com o Estado Proletário. o O fim da propriedade privada, das classes sociais e do Estado criariam o Estado Comunista.