SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 72
Técnicas de Arquivamento
PARTE I - CONTEXTUALIZAÇÃO ARQUIVO - Significado ,[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ORIGEM
Gestão documental O que é? Conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes à sua produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária, visando a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente (BRASIL, 1991).
PARTE II - FUNDAMENTAÇÃO (BELLOTO, 1991) Comparação entre Arquivo e Biblioteca Grande público e pesquisador Administrador e pesquisador Público Tombamento; classificação; catalogação: fichários [ou computador] Registro; arranjo; descrição: guias, catálogos, etc. Processamento técnico Compra, doação, permuta de fontes múltiplas Passagem natural [ou compra] de fonte geradora única Entrada dos documentos Instruir, informar Provar, testamunhar Objetivo Culturais; científicos; técnicos; artísticos; educativos Administrativos; jurídicos; funcionais; legais Fins da produção Atividade humana individual ou coletiva Máquina administrativa Produtor Coleção; documentos unidos pelo conteúdo Fundos; documentos unidos pela origem Tipo de conjunto Impressos manuscritos, audiovisuais, múltiplos exemplares Manuscristos impresso, audiovisuais, exemplar único Tipo de suporte BIBLIOTECA ARQUIVO   VARIÁVEIS
PRÍNCIPIOS DE ARQUIVO 1º RESPEITO AOS FUNDOS OU PROVENIÊNCIA 2º TERRITORIALIDADE 3º TEORIA DAS 3 IDADES Observa a origem da documentação Observa a localização geográfica da documentação Consiste no Ciclo de vida documental: ,[object Object],[object Object],[object Object]
CLASSIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CLASSIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS 2. QUANTO AO ESTÁGIO DA EVOLUÇÃO    Primeira Idade ou Corrente: documentos de consulta freqüente, produzidos ou recebidos, conservados próximo e de fácil acesso    Segunda Idade ou Intermediário: documentos não consultados com freqüência, mas que podem ser utilizados; não precisam ser conservados próximo; têm caráter de permanência transitória    Terceira Idade ou Permanente: documentos conservados em razão de valor histórico, probatório ou informativo para o passado; têm caráter definitivo
CLASSIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CLASSIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS ,[object Object],[object Object],[object Object]
CARACTERÍSTICAS DOS ARQUIVOS ARQUIVO SETORIAL  ou  COMPARTILHADO É  o  arquivo  onde se acondiciona os documentos  após a fase  de  maior  operação  e  utilização É descentralizado: encontra-se próximo  a  estação  de  trabalho  com  moderado indice de utilização Os documentos ficam armazenados em  pastas ou caixas ,[object Object]
ARQUIVO CENTRAL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],CARACTERÍSTICAS DOS ARQUIVOS ,[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],CARACTERÍSTICAS DOS ARQUIVOS SETORIAL
[object Object],- Administrar e atualizar a TTD - Manter a padronização estabelecida - Receber a documentação proveniente dos Arquivos operacionais e setoriais - Preservar a memória da empresa - Preparar os documentos p/: microfilmagem  e digitalização CARACTERÍSTICAS DOS ARQUIVOS CENTRAL
[object Object],- Atender as pesquisas - Realizar empréstimos - Implantar novos procedimentos e tecnologias que aprimorem o gerenciamento dos documentos - Orientar e coordenar as tarefas dos Arquivos Setoriais CARACTERÍSTICAS DOS ARQUIVOS CENTRAL
[object Object],- Providenciar requisitos técnicos para a preservação dos documentos na área de armazenamento, no  que se  refere a  sua  localização, iluminação, climatização  e  defesa  contra insetos... - Elaborar  e  manter  os manuais de procedimentos dos  documentos distribuidos nos Arquivos das Unidades - Divulgar as atividades do Arquivo  CARACTERÍSTICAS DOS ARQUIVOS CENTRAL
O que toda Organização produz i ndependente de seu tamanho ou tipo de negócio?   Conhecimento Informações Documentos PARTE III – PROCESSAMENTO DA INFORMAÇÃO ARQUIVISTICA
DOCUMENTOS TÊM SUA HISTÓRIA Encontramos o registro de idéias ou acontecimentos  em pedras, mármores, marfim, metal... Com a imprensa, o registro passou a ser em papel... Com o avanço tecnológico surgem outros materiais: fotos, filmes, discos, fitas, slides, microfilmes, e-books...   Todas as pessoas possuem documentos ... é uma  questão de memória
Etapas da geração de informações e documentos . processo de trabalho do dia-a-dia .quando executamos nossas atividades
SITUAÇÃO ENCONTRADA NAS EMPRESAS PELA AUSÊNCIA DE ORGANIZAÇÃO DOS DOCUMENTOS
GESTÃO DOCUMENTAL  PARA QUÊ?   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
GESTÃO DOCUMENTAL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Vantagens:
GESTÃO DOCUMENTAL Vantagens:  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ARRUMAÇÃO X ORGANIZAÇÃO ,[object Object],[object Object]
PARTE IV – MÉTODO DE ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS Métodos :  alfabético numérico alfa-numérico geográfico assunto e por cores metodologia que relaciona cores às atividades desenvolvidas no Setor, permitindo o gerenciamento visual dos documentos.
MÉTODO DE ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
MÉTODO DE ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Regras de alfabetação
MÉTODO DE ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Regras de alfabetação
MÉTODO DE ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Regras de alfabetação
MÉTODO DE ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS  ,[object Object],[object Object],guias divisórias com notações indicativas dos nomes das cidades Sobreira, Luísa Santos, Antônio J. Rodrigues, Isa Almeida, José de Corrêa Gilson Silva, Alberto   Manaus (capital) Itacoatiara Rio de Janeiro (capital) Campos São Paulo Lorena Amazonas Amazonas Rio de Janeiro Rio de Janeiro São Paulo São Paulo Correspondente  Cidade  Estado
MÉTODOS DE ARQUIVAMENTO DOS DOCUMENTOS  ,[object Object],[object Object],guias divisórias com notações indicativas dos nomes das cidades Silva, Aurélio Vadim, Roger Pereira, José Albuquerque, Maria Ferreira, Antônio Paris (capital) Lorena Lisboa (capital) Coimbra Porto França França Portugal Portugal Portugal Correspondente  Cidade  País
ATIVIDADE Wadenilson Gonçalves Santos Zaira Cardoso Nunes José de Maria de Oliveira Laine da Silva Márcio Santos Júnior Marcelo Cardoso Neto Ananias Figueiredo Amanda Figueiredo Vitória Albuquerque Vitor Albuquerque Nomes Pessoais Companhia Vale do Rio Doce Visão Turismo A Três Irmãos The Library of Congress Para Sempre Móveis Ltda. Nomes de Empresas
ORGANIZAÇÃO DOS DOCUMENTOS 1. os documentos devem ser ordenados um a um  (utilizando o método adequado - Alfa / Num / Cronolog.) 2. podem ser acondicionados em: pastas intercaladoras ou suspensas, envelopes, guias separadoras ou capa-dura  3. são presos com grampos plásticos. 4. a identificação do assunto será no visor das pastas suspensas 5. coloca-se uma etiqueta branca com a identificação  de informações nas pastas e envelopes: setor, obra,  processo, assunto, volume, periodo....  ARQUIVOS OPERACIONAIS E SETORIAIS
ORGANIZAÇÃO DOS DOCUMENTOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ARQUIVO CENTRAL
ACONDICIONAMENTO Sistema de cores Padrão Pasta Intercaladora Padrão Pasta Suspensa Arquivos Correntes / Intermediários Projeção – tira de inserção
ACONDICIONAMENTO A AL Silva Fichas guias
Arquivo Central Padronização do Arquivamento   ACONDICIONAMENTO Sistema de cores EMPRESA 0010
ACONDICIONAMENTO Etiqueta com o nome e cor do setor Etiqueta de legenda
ACONDICIONAMENTO
ACONDICIONAMENTO  Data   Etiqueta com a  cor do setor Etiqueta com a  cor do tipo do documento Pasta intercaladora com a cor da atividade
ARQUIVAMENTO – PADRONIZAÇÃO
ARQUIVAMENTO – PADRONIZAÇÃO
ARQUIVAMENTO – PADRONIZAÇÃO
PARTE V – COMO ORGANIZAR A MASSA DOCUMENTAL ? 1. Diagnóstico 2. Racionalização Levantamento e Formação da TTD Aprovação da TTD e Triagem dos documentos   por Área por Espécie Documental por Temporalidade por Referência legal 3. Metodologia para Organização dos documentos 4. Informatização
DIAGNÓSTICO Conhecer Atividade Cultura Informação Documento Planejamento Gestão Tecnologia Mídias
OBJETIVO : - mapear, avaliar e descrever o cenário - levantar e analisar dados referente ao sistema de gerenciamento  de  documentos  possibilitanto a  elaboração do Plano de Ação    o que, como, onde, quando, quanto tempo, quem  e quanto custa.  RELATÓRIO :    Visa   retratar a situação atual de armazenamento, organização e  recuperação  de  informações, analisando a situação atual, suas perdas  e soluções emergentes e a longo prazo.   DIAGNÓSTICO
- tomar medidas corretivas de uma situação critica - conhecer os problemas e as possiveis medidas p/resolvê-los - solucionar problemas que se traduzem em desperdicios - conhecer fatores que favorecem e limitam a implantação do  sistema de gerenciamento dos documentos - maximar o custo-beneficio do capital aplicado  - desenvolver o Plano de Ação Corretiva  DIAGNÓSTICO PARA QUE SERVE?
DICAS PARA O DIAGNÓSTICO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Diagnóstico - Modelo
Diagnóstico - Modelo
PLANO DE AÇÃO - Modelo
PLANO DE AÇÃO - Modelo
POR QUE IMPLANTAR  UMA POLITICA DE RACIONALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS ? ALA DOS GUARDADORES OBCECADOS Fazer cópias para não perder o controle ALA DOS OBCECADOS DESCARTANTES Ganhar trofeu por jogar   papel fora
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],POR QUE IMPLANTAR  UMA POLITICA DE RACIONALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS ?
É um instrumento que define critérios de seleção de  documentos para fins de armazenamento disciplinado, visando o aproveitamento racional de todas as potencialidades que um acervo arquivístico apresenta, enquanto fonte  de informações administrativas, gerenciais ou históricas que compõem a trajetória da Organização.  PARTE VI - TABELA DE TEMPORALIDADE DOCUMENTAL O QUE É?
TTD – ELABORAÇÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
TTD – ELABORAÇÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
TTD – ELABORAÇÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
TTD – ELABORAÇÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
TTD - ELABORAÇÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
TTD - Aplicação A TABELA DE TEMPORALIDADE DOCUMENTAL age sobre o acervo documental evitando seu crescimento desordenado e principalmente  ERROS NO DESCARTE
TTD - UFMA Universidade Federal do Maranhão Resolução nº 05/90- CA  O Reitor da Universidade Federal do Maranhão, na qualidade de PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO, no uso de suas atribuições estatutárias. Considerando o que consta do Processo nº 004692/90 e o que decidiu este Conselho em sessão realizada no dia 24 de agosto de 1990; RESOLVE: Aprovar a Tabela de Temporalidade dos documentos da Universidade Federal do Maranhão, constante do Anexo da presente Resolução e que dela faz parte integrante. Dê-se ciência. Publique-se. Cumpra-se. São Luís, 23 de outubro de 1990. Prof. JERÔNIMO PINHEIRO Presidente Aprova a Tabela de Temporalidade dos documentos da Universidade Federal do Maranhão.
TTD - UFPB ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
C I P Transferência Recolhimento Recolhimento Arranjo / Descrição Processo de Classificação (aplicação da TTD) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],AVAL AVAL ,[object Object],[object Object],Entendendo o Ciclo de Vida Documental
PARTE VII -  PROGRAMAS PARA  GERENCIAMENTO DE DOCUMENTOS   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],A ESCOLHA DA FERRAMENTA O software deve possibilitar :
PROGRAMAS PARA  GERENCIAMENTO DE DOCUMENTOS É um conjunto de procedimentos e operações técnicas característicos do sistema de gestão de documentos arquivísticos processado eletronicamente e aplicável em ambientes eletrônicos digitais ou em ambientes híbridos, isto é, documentos eletrônicos e convencionais ao mesmo tempo. O que é um sistema eletrônico de gestão de documentos?
GERENCIAMENTO  ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS – GED O sistema de GED – não é só gerenciamento de arquivos. Ele implementa categorização de documentos, tabelas de temporalidade, ações de disposição e controla níveis de segurança.  O  GED  é a somatória  das tecnologias  e produtos que objetivam gerenciar informações - em forma de voz,  texto  ou  imagem de maneira eletrônica.
GED  não é só escanear, através da  Digitalização Consiste : 1. Preparação dos documentos 2. Indexação 3. Digitalização 4. Exportação das imagens e índices GERENCIAMENTO  ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS - GED
GED X GDE Gestão de Documentos Eletrônicos GED – Gestão Eletrônica de Documentos (IDEAL) AUTOMATIZADO MANUAL Arquivos Eletrônicos (somente documentos em meio eletrônico) Todos os suportes, inclusive papel Gestão Eletrônica de Arquivos Gestão Tradicional  de Arquivo GESTÃO DE DOCUMENTOS
PARTE VIII - NORMAS E LEGISLAÇÃO ARQUIVÍSTICA ,[object Object],Serve para elaboração dos isntrumentos de pesquisa ,[object Object],NORMAS Serve para elaboração das entrada (cabeçalhos) das descrições dos isntrumentos de pesquisa
NORMAS E LEGISLAÇÃO ARQUIVÍSTICA LEGISLAÇÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],Âmbito Federal Âmbito Estadual    Estes documentos regulam as disposições sobre arquivo nas esferas federal e estadual
CONCLUSÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Qual o resultado do uso da Gestão de Documentos?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação organização e controle de documentos grupo
Apresentação organização e controle de documentos   grupoApresentação organização e controle de documentos   grupo
Apresentação organização e controle de documentos grupoYure Dias
 
3. a gestão de documentos administrativos
3. a gestão de documentos administrativos3. a gestão de documentos administrativos
3. a gestão de documentos administrativospedroapeixoto
 
Aula 11 noções sobre gerenciamento de documentos animada
Aula 11   noções sobre gerenciamento de documentos animadaAula 11   noções sobre gerenciamento de documentos animada
Aula 11 noções sobre gerenciamento de documentos animadaLuiz Siles
 
Entendendo a profissao: Assistente Administrativo
Entendendo a profissao: Assistente AdministrativoEntendendo a profissao: Assistente Administrativo
Entendendo a profissao: Assistente AdministrativoNyedson Barbosa
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativasValéria Lins
 
Organogramas
OrganogramasOrganogramas
Organogramascattonia
 
Gestão de documentos arquivísticos: uma realidade para a ALMG?
Gestão de documentos arquivísticos: uma realidade para a ALMG?Gestão de documentos arquivísticos: uma realidade para a ALMG?
Gestão de documentos arquivísticos: uma realidade para a ALMG?leandronegreiros2004
 
Organizaçao e Técnicas_de_arquivo
Organizaçao e Técnicas_de_arquivoOrganizaçao e Técnicas_de_arquivo
Organizaçao e Técnicas_de_arquivoDayzeCampany
 
Introdução Organização Sistemas e Metodos
Introdução Organização Sistemas e MetodosIntrodução Organização Sistemas e Metodos
Introdução Organização Sistemas e MetodosAdm Pub
 
Gestao de documentos_e_arquivistica
Gestao de documentos_e_arquivisticaGestao de documentos_e_arquivistica
Gestao de documentos_e_arquivisticaRaimunda Sampaio
 

Mais procurados (20)

Gestão de Documentos - Metodologia Documentar
Gestão de Documentos - Metodologia DocumentarGestão de Documentos - Metodologia Documentar
Gestão de Documentos - Metodologia Documentar
 
Apresentação organização e controle de documentos grupo
Apresentação organização e controle de documentos   grupoApresentação organização e controle de documentos   grupo
Apresentação organização e controle de documentos grupo
 
3. a gestão de documentos administrativos
3. a gestão de documentos administrativos3. a gestão de documentos administrativos
3. a gestão de documentos administrativos
 
Apostila arquivologia
Apostila arquivologiaApostila arquivologia
Apostila arquivologia
 
Conceitos e regras básicas de organização de documentos
Conceitos e regras básicas de organização de documentosConceitos e regras básicas de organização de documentos
Conceitos e regras básicas de organização de documentos
 
metodos de arquivamento
metodos de arquivamentometodos de arquivamento
metodos de arquivamento
 
Arquivo mt bom
Arquivo  mt bomArquivo  mt bom
Arquivo mt bom
 
Aula 07 secretariado
Aula 07 secretariadoAula 07 secretariado
Aula 07 secretariado
 
Aula 11 noções sobre gerenciamento de documentos animada
Aula 11   noções sobre gerenciamento de documentos animadaAula 11   noções sobre gerenciamento de documentos animada
Aula 11 noções sobre gerenciamento de documentos animada
 
Arquivos empresariais
Arquivos empresariaisArquivos empresariais
Arquivos empresariais
 
Entendendo a profissao: Assistente Administrativo
Entendendo a profissao: Assistente AdministrativoEntendendo a profissao: Assistente Administrativo
Entendendo a profissao: Assistente Administrativo
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
 
Organogramas
OrganogramasOrganogramas
Organogramas
 
Gestão de documentos arquivísticos: uma realidade para a ALMG?
Gestão de documentos arquivísticos: uma realidade para a ALMG?Gestão de documentos arquivísticos: uma realidade para a ALMG?
Gestão de documentos arquivísticos: uma realidade para a ALMG?
 
Organizaçao e Técnicas_de_arquivo
Organizaçao e Técnicas_de_arquivoOrganizaçao e Técnicas_de_arquivo
Organizaçao e Técnicas_de_arquivo
 
Almoxarifado
AlmoxarifadoAlmoxarifado
Almoxarifado
 
Introdução Organização Sistemas e Metodos
Introdução Organização Sistemas e MetodosIntrodução Organização Sistemas e Metodos
Introdução Organização Sistemas e Metodos
 
Gestao de documentos_e_arquivistica
Gestao de documentos_e_arquivisticaGestao de documentos_e_arquivistica
Gestao de documentos_e_arquivistica
 
Aula 1 conceitos básicos
Aula 1   conceitos básicosAula 1   conceitos básicos
Aula 1 conceitos básicos
 
Noções de Administração Geral
Noções de Administração GeralNoções de Administração Geral
Noções de Administração Geral
 

Destaque

Organização e manutenção do arquivo
Organização e manutenção do arquivoOrganização e manutenção do arquivo
Organização e manutenção do arquivoMigazzLuis
 
Apostila 8 sistema de arquivos
Apostila 8   sistema de arquivosApostila 8   sistema de arquivos
Apostila 8 sistema de arquivosPaulo Fonseca
 
Apostila introdução à contabilidade i
Apostila introdução à contabilidade iApostila introdução à contabilidade i
Apostila introdução à contabilidade iReila Márcia Rezende
 
Lançamentos em razonetes resolvidos 00
Lançamentos em razonetes resolvidos 00Lançamentos em razonetes resolvidos 00
Lançamentos em razonetes resolvidos 00capitulocontabil
 
Tipos de questão de rlm artigo 01 - com gabarito
Tipos de questão de rlm   artigo 01 - com gabaritoTipos de questão de rlm   artigo 01 - com gabarito
Tipos de questão de rlm artigo 01 - com gabaritoArthur Lima
 

Destaque (6)

Organização e manutenção do arquivo
Organização e manutenção do arquivoOrganização e manutenção do arquivo
Organização e manutenção do arquivo
 
Apostila 8 sistema de arquivos
Apostila 8   sistema de arquivosApostila 8   sistema de arquivos
Apostila 8 sistema de arquivos
 
Apostila introdução à contabilidade i
Apostila introdução à contabilidade iApostila introdução à contabilidade i
Apostila introdução à contabilidade i
 
Lançamentos em razonetes resolvidos 00
Lançamentos em razonetes resolvidos 00Lançamentos em razonetes resolvidos 00
Lançamentos em razonetes resolvidos 00
 
Resumao Arquivologia
Resumao ArquivologiaResumao Arquivologia
Resumao Arquivologia
 
Tipos de questão de rlm artigo 01 - com gabarito
Tipos de questão de rlm   artigo 01 - com gabaritoTipos de questão de rlm   artigo 01 - com gabarito
Tipos de questão de rlm artigo 01 - com gabarito
 

Semelhante a Tecnicas de arquivamento

40926854 nocoes-de-arquivologia
40926854 nocoes-de-arquivologia40926854 nocoes-de-arquivologia
40926854 nocoes-de-arquivologiaadjefferson vieira
 
Arquivos e a organização da gestão documental texto 1
Arquivos e a organização da gestão documental  texto 1Arquivos e a organização da gestão documental  texto 1
Arquivos e a organização da gestão documental texto 1marinasena01
 
Arquivologia para pf
Arquivologia para pfArquivologia para pf
Arquivologia para pfDanilo Santos
 
Arquivamento e noções de procedimentos administrativos
Arquivamento e noções de procedimentos administrativosArquivamento e noções de procedimentos administrativos
Arquivamento e noções de procedimentos administrativosHospital Dr. Hevio Auto
 
(2) arquivologia noções elvis. c. miranda
(2) arquivologia noções  elvis. c. miranda(2) arquivologia noções  elvis. c. miranda
(2) arquivologia noções elvis. c. mirandaMarizangela Castro
 
(2) arquivologia noções elvis. c. miranda
(2) arquivologia noções  elvis. c. miranda(2) arquivologia noções  elvis. c. miranda
(2) arquivologia noções elvis. c. mirandaoliviasugar
 
Abcvida noções de arquivologia aula
Abcvida noções de arquivologia aulaAbcvida noções de arquivologia aula
Abcvida noções de arquivologia aulaluizsuss
 
Conceitos fundamentais Arquivologia
Conceitos fundamentais ArquivologiaConceitos fundamentais Arquivologia
Conceitos fundamentais ArquivologiaVanessa Teles
 
4.1 conhecimentos especificos nocoes de arquivo e protocolo
4.1 conhecimentos especificos  nocoes de arquivo e protocolo4.1 conhecimentos especificos  nocoes de arquivo e protocolo
4.1 conhecimentos especificos nocoes de arquivo e protocolosa_m_a_ra
 
nocoes_basicas_para_organizacao_de_arquivos1.pdf
nocoes_basicas_para_organizacao_de_arquivos1.pdfnocoes_basicas_para_organizacao_de_arquivos1.pdf
nocoes_basicas_para_organizacao_de_arquivos1.pdfFernandoFino
 
Texto 27-slide-sobre-arquivologia
Texto 27-slide-sobre-arquivologiaTexto 27-slide-sobre-arquivologia
Texto 27-slide-sobre-arquivologiaThamires Sunamita
 
Nocoes de-arquivologia-pdf
Nocoes de-arquivologia-pdfNocoes de-arquivologia-pdf
Nocoes de-arquivologia-pdfPaula Machado
 
Terminologias arquivisticas
Terminologias arquivisticasTerminologias arquivisticas
Terminologias arquivisticasAntonio Paulo
 
Terminologias arquivisticas
Terminologias arquivisticasTerminologias arquivisticas
Terminologias arquivisticasAntonio Paulo
 
UFCD_0381 - Organização Administrativa da Venda.pptx
UFCD_0381 - Organização Administrativa da Venda.pptxUFCD_0381 - Organização Administrativa da Venda.pptx
UFCD_0381 - Organização Administrativa da Venda.pptxssuserdfbea4
 

Semelhante a Tecnicas de arquivamento (20)

Técnicas de arquivamento.ppt
Técnicas de arquivamento.pptTécnicas de arquivamento.ppt
Técnicas de arquivamento.ppt
 
Sessão_1_OMA_GTI.pdf
Sessão_1_OMA_GTI.pdfSessão_1_OMA_GTI.pdf
Sessão_1_OMA_GTI.pdf
 
40926854 nocoes-de-arquivologia
40926854 nocoes-de-arquivologia40926854 nocoes-de-arquivologia
40926854 nocoes-de-arquivologia
 
Arquivos e a organização da gestão documental texto 1
Arquivos e a organização da gestão documental  texto 1Arquivos e a organização da gestão documental  texto 1
Arquivos e a organização da gestão documental texto 1
 
Central de concursos
Central de concursosCentral de concursos
Central de concursos
 
Arquivologia para pf
Arquivologia para pfArquivologia para pf
Arquivologia para pf
 
Arquivamento e noções de procedimentos administrativos
Arquivamento e noções de procedimentos administrativosArquivamento e noções de procedimentos administrativos
Arquivamento e noções de procedimentos administrativos
 
(2) arquivologia noções elvis. c. miranda
(2) arquivologia noções  elvis. c. miranda(2) arquivologia noções  elvis. c. miranda
(2) arquivologia noções elvis. c. miranda
 
(2) arquivologia noções elvis. c. miranda
(2) arquivologia noções  elvis. c. miranda(2) arquivologia noções  elvis. c. miranda
(2) arquivologia noções elvis. c. miranda
 
Abcvida noções de arquivologia aula
Abcvida noções de arquivologia aulaAbcvida noções de arquivologia aula
Abcvida noções de arquivologia aula
 
Conceitos fundamentais Arquivologia
Conceitos fundamentais ArquivologiaConceitos fundamentais Arquivologia
Conceitos fundamentais Arquivologia
 
4.1 conhecimentos especificos nocoes de arquivo e protocolo
4.1 conhecimentos especificos  nocoes de arquivo e protocolo4.1 conhecimentos especificos  nocoes de arquivo e protocolo
4.1 conhecimentos especificos nocoes de arquivo e protocolo
 
Texto 27-slide-sobre-arquivologia (1)
Texto 27-slide-sobre-arquivologia (1)Texto 27-slide-sobre-arquivologia (1)
Texto 27-slide-sobre-arquivologia (1)
 
nocoes_basicas_para_organizacao_de_arquivos1.pdf
nocoes_basicas_para_organizacao_de_arquivos1.pdfnocoes_basicas_para_organizacao_de_arquivos1.pdf
nocoes_basicas_para_organizacao_de_arquivos1.pdf
 
Texto 27-slide-sobre-arquivologia
Texto 27-slide-sobre-arquivologiaTexto 27-slide-sobre-arquivologia
Texto 27-slide-sobre-arquivologia
 
Nocoes de-arquivologia-pdf
Nocoes de-arquivologia-pdfNocoes de-arquivologia-pdf
Nocoes de-arquivologia-pdf
 
Arquivologia
ArquivologiaArquivologia
Arquivologia
 
Terminologias arquivisticas
Terminologias arquivisticasTerminologias arquivisticas
Terminologias arquivisticas
 
Terminologias arquivisticas
Terminologias arquivisticasTerminologias arquivisticas
Terminologias arquivisticas
 
UFCD_0381 - Organização Administrativa da Venda.pptx
UFCD_0381 - Organização Administrativa da Venda.pptxUFCD_0381 - Organização Administrativa da Venda.pptx
UFCD_0381 - Organização Administrativa da Venda.pptx
 

Mais de Cursos Profissionalizantes

Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?Cursos Profissionalizantes
 

Mais de Cursos Profissionalizantes (20)

Hiv o início
Hiv o inícioHiv o início
Hiv o início
 
Atendimento Ao Cliente Na Nova Economia
Atendimento Ao Cliente Na Nova EconomiaAtendimento Ao Cliente Na Nova Economia
Atendimento Ao Cliente Na Nova Economia
 
Curso de Administração Geral
Curso de Administração GeralCurso de Administração Geral
Curso de Administração Geral
 
Marketing de Serviços
Marketing de ServiçosMarketing de Serviços
Marketing de Serviços
 
Técnicas de Recrutamento
Técnicas de RecrutamentoTécnicas de Recrutamento
Técnicas de Recrutamento
 
Administração Geral
Administração GeralAdministração Geral
Administração Geral
 
Marketing Pessoal
Marketing PessoalMarketing Pessoal
Marketing Pessoal
 
Atendimento ao Cliente na Nova economia
Atendimento ao Cliente na Nova economiaAtendimento ao Cliente na Nova economia
Atendimento ao Cliente na Nova economia
 
Então é natal
Então é natalEntão é natal
Então é natal
 
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?
 
Elaboração de projetos acadêmicos
Elaboração de projetos acadêmicosElaboração de projetos acadêmicos
Elaboração de projetos acadêmicos
 
Como escrever teses
Como escrever tesesComo escrever teses
Como escrever teses
 
Como escrever dissertações
Como escrever dissertaçõesComo escrever dissertações
Como escrever dissertações
 
Técnicas de negociação
Técnicas de negociaçãoTécnicas de negociação
Técnicas de negociação
 
Comunicação - Técnicas de apresentação
Comunicação - Técnicas de apresentaçãoComunicação - Técnicas de apresentação
Comunicação - Técnicas de apresentação
 
Comunicação empresarial parte 1
Comunicação empresarial parte 1Comunicação empresarial parte 1
Comunicação empresarial parte 1
 
Comunicação empresarial Parte 2
Comunicação empresarial Parte 2Comunicação empresarial Parte 2
Comunicação empresarial Parte 2
 
Aulão de redação -Resumo de redação
Aulão de redação -Resumo de redaçãoAulão de redação -Resumo de redação
Aulão de redação -Resumo de redação
 
Apresentação de plano de negócios
Apresentação de plano de negóciosApresentação de plano de negócios
Apresentação de plano de negócios
 
Marketing
MarketingMarketing
Marketing
 

Último

VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 

Último (20)

VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 

Tecnicas de arquivamento

  • 2.
  • 3.
  • 4. Gestão documental O que é? Conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes à sua produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária, visando a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente (BRASIL, 1991).
  • 5. PARTE II - FUNDAMENTAÇÃO (BELLOTO, 1991) Comparação entre Arquivo e Biblioteca Grande público e pesquisador Administrador e pesquisador Público Tombamento; classificação; catalogação: fichários [ou computador] Registro; arranjo; descrição: guias, catálogos, etc. Processamento técnico Compra, doação, permuta de fontes múltiplas Passagem natural [ou compra] de fonte geradora única Entrada dos documentos Instruir, informar Provar, testamunhar Objetivo Culturais; científicos; técnicos; artísticos; educativos Administrativos; jurídicos; funcionais; legais Fins da produção Atividade humana individual ou coletiva Máquina administrativa Produtor Coleção; documentos unidos pelo conteúdo Fundos; documentos unidos pela origem Tipo de conjunto Impressos manuscritos, audiovisuais, múltiplos exemplares Manuscristos impresso, audiovisuais, exemplar único Tipo de suporte BIBLIOTECA ARQUIVO   VARIÁVEIS
  • 6.
  • 7.
  • 8. CLASSIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS 2. QUANTO AO ESTÁGIO DA EVOLUÇÃO  Primeira Idade ou Corrente: documentos de consulta freqüente, produzidos ou recebidos, conservados próximo e de fácil acesso  Segunda Idade ou Intermediário: documentos não consultados com freqüência, mas que podem ser utilizados; não precisam ser conservados próximo; têm caráter de permanência transitória  Terceira Idade ou Permanente: documentos conservados em razão de valor histórico, probatório ou informativo para o passado; têm caráter definitivo
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. O que toda Organização produz i ndependente de seu tamanho ou tipo de negócio? Conhecimento Informações Documentos PARTE III – PROCESSAMENTO DA INFORMAÇÃO ARQUIVISTICA
  • 18. DOCUMENTOS TÊM SUA HISTÓRIA Encontramos o registro de idéias ou acontecimentos em pedras, mármores, marfim, metal... Com a imprensa, o registro passou a ser em papel... Com o avanço tecnológico surgem outros materiais: fotos, filmes, discos, fitas, slides, microfilmes, e-books... Todas as pessoas possuem documentos ... é uma questão de memória
  • 19. Etapas da geração de informações e documentos . processo de trabalho do dia-a-dia .quando executamos nossas atividades
  • 20. SITUAÇÃO ENCONTRADA NAS EMPRESAS PELA AUSÊNCIA DE ORGANIZAÇÃO DOS DOCUMENTOS
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25. PARTE IV – MÉTODO DE ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS Métodos : alfabético numérico alfa-numérico geográfico assunto e por cores metodologia que relaciona cores às atividades desenvolvidas no Setor, permitindo o gerenciamento visual dos documentos.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32. ATIVIDADE Wadenilson Gonçalves Santos Zaira Cardoso Nunes José de Maria de Oliveira Laine da Silva Márcio Santos Júnior Marcelo Cardoso Neto Ananias Figueiredo Amanda Figueiredo Vitória Albuquerque Vitor Albuquerque Nomes Pessoais Companhia Vale do Rio Doce Visão Turismo A Três Irmãos The Library of Congress Para Sempre Móveis Ltda. Nomes de Empresas
  • 33. ORGANIZAÇÃO DOS DOCUMENTOS 1. os documentos devem ser ordenados um a um (utilizando o método adequado - Alfa / Num / Cronolog.) 2. podem ser acondicionados em: pastas intercaladoras ou suspensas, envelopes, guias separadoras ou capa-dura 3. são presos com grampos plásticos. 4. a identificação do assunto será no visor das pastas suspensas 5. coloca-se uma etiqueta branca com a identificação de informações nas pastas e envelopes: setor, obra, processo, assunto, volume, periodo.... ARQUIVOS OPERACIONAIS E SETORIAIS
  • 34.
  • 35. ACONDICIONAMENTO Sistema de cores Padrão Pasta Intercaladora Padrão Pasta Suspensa Arquivos Correntes / Intermediários Projeção – tira de inserção
  • 36. ACONDICIONAMENTO A AL Silva Fichas guias
  • 37. Arquivo Central Padronização do Arquivamento ACONDICIONAMENTO Sistema de cores EMPRESA 0010
  • 38. ACONDICIONAMENTO Etiqueta com o nome e cor do setor Etiqueta de legenda
  • 40. ACONDICIONAMENTO Data Etiqueta com a cor do setor Etiqueta com a cor do tipo do documento Pasta intercaladora com a cor da atividade
  • 44. PARTE V – COMO ORGANIZAR A MASSA DOCUMENTAL ? 1. Diagnóstico 2. Racionalização Levantamento e Formação da TTD Aprovação da TTD e Triagem dos documentos por Área por Espécie Documental por Temporalidade por Referência legal 3. Metodologia para Organização dos documentos 4. Informatização
  • 45. DIAGNÓSTICO Conhecer Atividade Cultura Informação Documento Planejamento Gestão Tecnologia Mídias
  • 46. OBJETIVO : - mapear, avaliar e descrever o cenário - levantar e analisar dados referente ao sistema de gerenciamento de documentos possibilitanto a elaboração do Plano de Ação  o que, como, onde, quando, quanto tempo, quem e quanto custa. RELATÓRIO :  Visa retratar a situação atual de armazenamento, organização e recuperação de informações, analisando a situação atual, suas perdas e soluções emergentes e a longo prazo. DIAGNÓSTICO
  • 47. - tomar medidas corretivas de uma situação critica - conhecer os problemas e as possiveis medidas p/resolvê-los - solucionar problemas que se traduzem em desperdicios - conhecer fatores que favorecem e limitam a implantação do sistema de gerenciamento dos documentos - maximar o custo-beneficio do capital aplicado - desenvolver o Plano de Ação Corretiva DIAGNÓSTICO PARA QUE SERVE?
  • 48.
  • 51. PLANO DE AÇÃO - Modelo
  • 52. PLANO DE AÇÃO - Modelo
  • 53. POR QUE IMPLANTAR UMA POLITICA DE RACIONALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS ? ALA DOS GUARDADORES OBCECADOS Fazer cópias para não perder o controle ALA DOS OBCECADOS DESCARTANTES Ganhar trofeu por jogar papel fora
  • 54.
  • 55. É um instrumento que define critérios de seleção de documentos para fins de armazenamento disciplinado, visando o aproveitamento racional de todas as potencialidades que um acervo arquivístico apresenta, enquanto fonte de informações administrativas, gerenciais ou históricas que compõem a trajetória da Organização. PARTE VI - TABELA DE TEMPORALIDADE DOCUMENTAL O QUE É?
  • 56.
  • 57.
  • 58.
  • 59.
  • 60.
  • 61. TTD - Aplicação A TABELA DE TEMPORALIDADE DOCUMENTAL age sobre o acervo documental evitando seu crescimento desordenado e principalmente ERROS NO DESCARTE
  • 62. TTD - UFMA Universidade Federal do Maranhão Resolução nº 05/90- CA O Reitor da Universidade Federal do Maranhão, na qualidade de PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO, no uso de suas atribuições estatutárias. Considerando o que consta do Processo nº 004692/90 e o que decidiu este Conselho em sessão realizada no dia 24 de agosto de 1990; RESOLVE: Aprovar a Tabela de Temporalidade dos documentos da Universidade Federal do Maranhão, constante do Anexo da presente Resolução e que dela faz parte integrante. Dê-se ciência. Publique-se. Cumpra-se. São Luís, 23 de outubro de 1990. Prof. JERÔNIMO PINHEIRO Presidente Aprova a Tabela de Temporalidade dos documentos da Universidade Federal do Maranhão.
  • 63.
  • 64.
  • 65.
  • 66. PROGRAMAS PARA GERENCIAMENTO DE DOCUMENTOS É um conjunto de procedimentos e operações técnicas característicos do sistema de gestão de documentos arquivísticos processado eletronicamente e aplicável em ambientes eletrônicos digitais ou em ambientes híbridos, isto é, documentos eletrônicos e convencionais ao mesmo tempo. O que é um sistema eletrônico de gestão de documentos?
  • 67. GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS – GED O sistema de GED – não é só gerenciamento de arquivos. Ele implementa categorização de documentos, tabelas de temporalidade, ações de disposição e controla níveis de segurança. O GED é a somatória das tecnologias e produtos que objetivam gerenciar informações - em forma de voz, texto ou imagem de maneira eletrônica.
  • 68. GED não é só escanear, através da Digitalização Consiste : 1. Preparação dos documentos 2. Indexação 3. Digitalização 4. Exportação das imagens e índices GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS - GED
  • 69. GED X GDE Gestão de Documentos Eletrônicos GED – Gestão Eletrônica de Documentos (IDEAL) AUTOMATIZADO MANUAL Arquivos Eletrônicos (somente documentos em meio eletrônico) Todos os suportes, inclusive papel Gestão Eletrônica de Arquivos Gestão Tradicional de Arquivo GESTÃO DE DOCUMENTOS
  • 70.
  • 71.
  • 72.