Parâmetros curriculares nacionais (2)

243 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parâmetros curriculares nacionais (2)

  1. 1. PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS ENSINO MÉDIO BASES LEGAIS Caroline Garcia; Francine Borges Bordin; Júnior Henrique Kerber; Matheus Souza.
  2. 2.  Integração:  CIDADANIA  TRABALHO  Novo currículo escolar:  Apoiado em competências básicas;  Contextualizado;  Interdisciplinar.
  3. 3.  Fatores que levaram à repensar o ensino:  Fator econômico: ruptura tecnológica -> revolução técnico-industrial;  Revolução informática: mudanças radicais na área do conhecimento.  Formação do aluno:  Preparação científica;  Capacidade de utilizar as diferentes tecnologias.
  4. 4.  “Propõe-se no nível do ensino médio, a formação geral, em oposição à formação específica; o desenvolvimento de capacidades de pesquisar, buscar informações, analisá-las e selecioná-las; a capacidade de aprender, criar, formular, ao invés do simples exercício de memorização.” – pg.5
  5. 5.  O processo de trabalho da reformulação do ensino médio:  dirigentes da Secretaria de Educação Média e Tecnológica;  equipe técnica coordenadora do projeto;  diversos setores da sociedade civil;  professores e técnicos de diferentes níveis de ensino.  Proposta que respeite o princípio de flexibilidade da LDB e se mostre exeqüível por todos estados, considerando as desigualdades regionais.
  6. 6.  Lei de Diretrizes e Bases da educação nacional e a reforma curricular do Ensino Médio  Vem conferir uma nova identidade ao Ensino Médio;  1988: ”a progressiva extensão da obrigatoriedade e gratuidade ao Ensino Médio”  Atual: “a progressiva universalização do Ensino Médio”
  7. 7.  Ensino Médio é um direito de todo o cidadão;  O Ensino Médio dentro do novo parâmetro nacional deixa de ser obrigatório, porém uma sua oferta é um dever do Estado.  A LBD reitera a obrigatoriedade progressiva do Ensino Médio, sendo esta, portanto, uma diretriz legal, ainda que não constitucional; Dentro dessas premissas o Ensino Médio faz parte da Educação Básica, como previsto pela LBD: I – Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio II – Ensino Superior
  8. 8.  Ensino Médio: etapa final da educação básica e suas finalidades:  Aprimorar os conhecimentos adquiridos no ensino fundamental;  Aprimorar o educando como pessoa humana;  Garantir preparação básica para o trabalho e cidadania;  Dotar o educando de instrumentos para “continuar aprendendo”;
  9. 9.  Propostas no desenvolvimento do educando:  O 2º grau caracteriza-se por duas funções: preparar o educando para o prosseguimento no estudos e habilitá- lo ao exercício de prosseguimento nos estudos, enquanto o novo Ensino Médio parte da premissa de vinculá-lo à prática social e o mundo do trabalho.
  10. 10.  Educação deixa de ser um instrumento de “conformação” do futuro profissional.  Capacidade de desenvolvimento produtivo;  Ainda não há homogeneização da oportunidades sociais devido a pobreza, violência e intolerância;  Necessário o desenvolvimento de competência para combater a dualização da sociedade;
  11. 11.  Propostas no desenvolvimento do educando:  A formação da pessoa;  Aprimoramento do educando como pessoa humana (ética, autonomia intelectual e pensamento crítico);  Preparação e orientação básica para sua integração no mundo do trabalho, com as competências que garantam seu aprimoramento profissional;  Desenvolvimento de competências para continuar aprendendo em níveis mais complexos de estudo.
  12. 12.  Problema para desenvolver o novo plano de ensino no Brasil segundo a reforma:  O Brasil está em desenvolvimento e na década de 90, não oferece uma cobertura do Ensino Médio, considerado como parte da Educação Básica a mais que 25% do jovens entre 15 e 17 anos.
  13. 13.  Uma nova concepção curricular para o Ensino Médio, deve expressar a contemporaneidade e, considerando a rapidez com que ocorrem as mudanças na área do conhecimento e da produção, ter a ousadia de se mostrar prospectiva.  A revolução tecnológica cria novas formas de socialização, processos de produção e, até mesmo, novas definições de identidade individual e coletiva
  14. 14. A reforma curricular e a organização do Ensino Médio: • Contemplar conteúdos e estratégias de aprendizagem que capacitem o ser humano para a realização de atividades nos três. • O currículo, deve contemplar conteúdos e estratégias de aprendizagem que capacitem o ser humano para a realização de atividades nos três
  15. 15. • Aprender a conhecer: garante o aprender a aprender fornecendo as bases para continuar aprendendo ao longo da vida. • Aprender a fazer: Ensinar o aluno a pôr em prática os seus conhecimentos e a como adaptá-la ao trabalho futuro.
  16. 16. • Aprender a viver Trata-se de aprender a viver juntos, desenvolvendo o conhecimento do outro e a percepção das interdependências, de modo a permitir a realização de projetos comuns ou a gestão inteligente dos conflitos inevitáveis • Aprender a ser a educação deve contribuir para o desenvolvimento total da pessoa que deverá elaborar um pensamento autônomo e crítico para formular os seus próprios juízos de valor, de modo a poder decidir, por si mesmos, como agir nas diferentes circunstâncias da vida.
  17. 17. A Base Nacional Comum: Dimensão de preparação para o prosseguimento de estudos e caminhar no sentido de que a construção de competências e habilidades básicas seja o objetivo do processo de aprendizagem. Dimensão de preparação para o trabalho em que educação geral, que irá permitir buscar informação, gerar informação, usá-la para solucionar problemas concretos na produção de bens ou na gestão e prestação de serviços, é preparação básica para o trabalho.
  18. 18. Cada áreas de conhecimento apresenta em documento específico em uma perspectiva interdisciplinar as competências que os alunos deverão alcançar ao concluir o Ensino Médio distribuídas em : • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; • Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias; • Ciências Humanas e suas Tecnologias.
  19. 19. A parte diversificada do currículo: • objetivo principal é desenvolver e consolidar conhecimentos das áreas, de forma contextualizada, referindo-os a atividades das práticas sociais e produtivas. • destina-se a atender às características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da clientela; • Complementa a Base Nacional Comum e será definida em cada sistema de ensino e estabelecimento escolar.

×