Thinking Hack - Workouts

1.043 visualizações

Publicada em

Thinking Hack is a approach based on 5 key attitudes:
- Recognise that only you can change your own thinking.
- Get ownership of the “outputs" of your thinking
- Doubt your own certainty
- Learn about different perspectives of your thinking
- Be disciplined and try thinking differently

Publicada em: Aperfeiçoamento pessoal

Thinking Hack - Workouts

  1. 1. Thinking Hack Manoel Pimentel adapt.works @manoelp workouts
  2. 2. Not an academic approach
  3. 3. It's comes from the
  4. 4. Your mind has an automatic path
  5. 5. Like an algorithm
  6. 6. a thinkrithm
  7. 7. Values Experiences Beliefs Inputs Process Outputs #MentalModel Facts Situations Thinking Behaviours Emotions your thinkrithm
  8. 8. The problem
  9. 9. Inputs Process Outputs Facts Situations Thinking Behaviours Emotions PositiveConsequences NegativeConsequences
  10. 10. Inputs Process Outputs Facts Situations Thinking Behaviours Emotions NegativeConsequences
  11. 11. Yes, you can change!
  12. 12. Sometimes
  13. 13. Inputs Process Outputs Facts Situations Thinking Behaviours Emotions you can change the inputs
  14. 14. but, sometimes NOT
  15. 15. then
  16. 16. Inputs Process Outputs Facts Situations Thinking Behaviours Emotions NegativeConsequences NegativeConsequences NegativeConsequences NegativeConsequences
  17. 17. thus, sometimes
  18. 18. Inputs Process Outputs Facts Situations Thinking Behaviours Emotions the only way is to change your thinking
  19. 19. but, it not is an easy change.
  20. 20. then,let’s hack the thinking!
  21. 21. > man hacking "In this context, a "hack" refers to a program that (sometimes illegally) modifies another program, often a video game, giving the user access to features otherwise inaccessible to them. As an example of this use, for Palm OS users (until the 4th iteration of this operating system), a "hack" refers to an extension of the operating system which provides additional functionality."
 
 en.wikipedia.org/wiki/Hacker_(term)
  22. 22. Thinking Hack
  23. 23. It's more than a methodology
  24. 24. It’s an attitude
  25. 25. key attitudes[5]
  26. 26. << Recognise that only you can change your own thinking. << Doubt your own certainty Get ownership of the “outputs" of your thinking >> << Be disciplined and try thinking differently Learn about different perspectives of your thinking >>
  27. 27. a brief example
  28. 28. Inputs Process Outputs Facts Situations Thinking Behaviours Emotions
  29. 29. Inputs Process Outputs Facts Situations Thinking Behaviours Emotions ?
  30. 30. Inputs Process Outputs Facts Situations Thinking Behaviours Emotions
  31. 31. real stories from Thinking Hackersin Portuguese
  32. 32. Thinking: "Não vale a pena criar um produto SaaS em um mercado saturado." Different perspective: "Posso aprender coisas que jamais vou aprender se eu não criar um produto e partir pro mercado.” New Thinking: "Vou ser o principal usuário do meu produto, e pode haver um mercado de usuários semelhantes que vai me desafiar e ensinar muito.” Strategy to put in practice: "Resolver o meu próprio problema com o produto sem criar expectativas exageradas sobre conversão” Rafael Nascimento Rio de Janeiro, Brazil
  33. 33. Thinking: "Nunca terei uma qualidade de vida decente!" Different perspective: "O grande motivador dos questionamentos foi estar na UTI (risco de vida) - E foram: vale a pena insistir nesse formato de vida? o custo benefício esta válido? e comecei a realizar SWOTs sobre locais a morar e forças e fraquezas dos mesmos comparados a São Paulo." New Thinking: "Além de "poder" "eu mereço" uma vida de mais qualidade e realizações." Strategy to put in practice: "Revi os argumentos de auto sabotagem como mini-inimigos e comecei a matá-los um a um: primeiro cuidar da minha mãe (fácil ela esta morta), depois o casamento (acabou e o que restou não vale investimento e estou solteira, o que facilita), depois da separação a distância entre o Rodrigo e a Sarah (enfrentei a fera em partes, com a ida do Gu para Áustria sinalizei a possibilidade de eu e a Sarah irmos também, então uma mudança dentro do país foi mais fácil ele aceitar), manter a renda (fiz planos de curto prazo e assumi o risco, porém antes do esperado estou empregada - outra mudança de pensamento que vale uma reflexão - , pagar aluguel (não doeu tanto mas me incomoda, nunca paguei aluguel antes), deixar os amigos (sinto saudades mas começo a montar uma nova rede de contatos, logo surgiram novos amigos) e começar sozinha em um novo local (um desafio e tanto que tem me mantido motivada, exige organização, confiança, desprendimento, fé, foco força), etc... ) e aqui estou morando em Florianópolis há 45 dias." Simone Pittner São Paulo, Brazil
  34. 34. Thinking: "Sempre tive muita vontade de empreender, mas sempre deixava de lado esta idéia devido o pensamento frequente. “Jamais serei capaz de montar meu próprio negócio". Different perspective: "Eu ficava bastante incomodado com o fato de sequer tentar e isso ficou ainda pior quando percebi que já estava afetando as pessoas ao meu redor. O medo que tinha do fracasso era maior que o desejo de sucesso. Então, percebi que precisava fazer algo... “tentar e arriscar com as conseqüências ou sofrer e prejudicar pessoas por não ter coragem de tomar uma decisão”. New Thinking: "Não posso mais pensar assim, "Sou capaz! Tenho força e conhecimento necessário para tentar. Portanto, devo enfrentar a possibilidade de fracasso se pretendo construir algo que realmente acredito, bem como, correr todos os riscos inerentes ao meu novo pensamento. Se quero mudar o mundo, sou o primeiro à mudar!" Strategy to put in practice: …Também observei as atitudes das pessoas que obtinham sucesso em seus objetivos e percebi que tudo era perfeitamente possível. Procurei lidar com minhas frustrações e expectativas, mapeando-as num papel, como exemplo: O que vou sentir caso este objetivo não se concretize? Quem será afetado com tais decisões e resultados? E se tudo der certo como você lidará com as conquistas? A partir deste momento tomei as rédeas da situação e pude lidar muito melhor com fatores de insucesso ou sucesso no âmbito pessoal/ profissional." Ewerton Santos São Paulo, Brazil
  35. 35. Thinking: "As pessoas improdutivas e infelizes no ambiente de trabalho parecem não querer melhorar seu desempenho, então não consigo ajudá-las na implantação de métodos ágeis. Different perspective: Refleti se a culpa da ineficiência seria realmente do funcionário. O desinteresse e a falta de motivação vem de onde afinal? A cultura do ambiente de trabalho é o que afeta a motivação e o engajamento das pessoas? A luz da resposta veio durante uma palestra do Niels Pflaeging no Agile Brazil em 2013, onde ele apresentou a Teoria X e a Teoria Y de Douglas McGregor. Então comecei a refletir como que eu poderia ajudar com a minha função de agile coaching nos times ágeis. Comecei a acreditar e concretamente tratar todas as pessoas e times de acordo com a Teoria Y. Resultado: as pessoas naturalmente vão agindo como Y. New Thinking: As pessoas querem realmente melhorar e serem felizes no seu trabalho, o problema é a cultura histórica da empresa que impede a melhoria. O problema é não ter problemas a melhorar. Assumindo então que as pessoas são "Y" em sua essência, posso agir no ambiente para refletir a mudança na cultura da empresa, ajudando as pessoas a melhorarem seu trabalho e serem mais felizes no trabalho. Strategy to put in practice: Realizar constantemente pequenas melhorias, gerando a menor resistência e vendo beleza no caos. Comecei a estudar e observar mais sobre o comportamento humano em grupos para gerar a menor resistência possível num ambiente de mudança. Ver beleza no caos é que eu gosto de dizer para chamar a atenção da importância de sermos otimistas e termos um sonho grande de transformação. Dionatan Moura 
 Porto Alegre-RS, Brazil
  36. 36. Thinking: "Tenho uma dinâmica de vida muito desgastante e corrida, necessito me locomover grandes distâncias o que toma muito tempo e exige muito de mim." Different perspective: “O tempo total de locomoção despendia mais de 6 horas por dia. Este tempo poderia ser melhor direcionado para aprendizado e bem estar. Apesar de estar em um ambiente que me oferecia bons desafios e ótima remuneração, o desgaste físico impactava diretamente na minha atuação. Este raciocínio mostrava que a médio prazo, a tendência era o desgaste aumentar e o impacto na qualidade da minha atuação ser maior." New Thinking: "Formei um pensamento para diminuir o desgaste físico, aumentando o meu tempo para estudo e bem estar, propiciando uma melhor atuação no meu trabalho, mesmo que isso me fizesse procurar um novo local para trabalhar. Este novo local deveria ser capaz de me prover essas necessidades, mesmo se necessário abrir mão de melhor remuneração. Dentro dessa visão, criei um entendimento sobre meus gastos pessoas, afim de cortar disperdícios, diminuir certas extravagâncias e alterar a engenharia financeira para uma nova realidade." Strategy to put in practice: "Ao sair do emprego que estava, todas as oportunidades de emprego que cogitei teriam que atender as três alicerces definidos: • minimo ganho financeiro viável • mínimo tempo hábil de estudo desejado • melhor condição de melhoria de saúde e bem estar Cada oportunidade era encaixada nessa matriz aonde eu estudava os prós e contras para um período de dois anos. Tal atitude me ajudou a encontrar um novo desafio que atende bem a estes três pontos. Ao longo de um ano, faço retrospectivas para avaliar o andamento e tenho limites para cada alicerce, onde o aumento de um deles pode ser benéfico até um certo limite de decréscimo de outro.” Rafael Barbosa Camargo 
 Jaguariúna-SP, Brazil
  37. 37. "Posso aprender coisas que jamais vou aprender se eu não criar um produto e partir pro mercado.” "Além de "poder" "eu mereço" uma vida de mais qualidade e realizações." "Se quero mudar o mundo, sou o primeiro à mudar!" "As pessoas querem realmente melhorar e serem felizes no seu trabalho" "Ao longo de um ano, faço retrospectivas para avaliar o andamento e tenho limites para cada alicerce"
  38. 38. Simulation: “Moro em Curitiba, e todos os dias, eu durmo por volta das 3am. Começou uma obra bem perto de casa que pessoal começava a trabalhar as 07am.” How to hack this thinking?
  39. 39. Simulation: “Moro em Curitiba, e todos os dias, eu durmo por volta das 3am. Começou uma obra bem perto de casa que pessoal começava a trabalhar as 07am.” How to hack this thinking? “Comecei a pensar: Ah, são 07 horas e enquanto eles já estão ralando lá no frio, eu tou aqui dormindo no conforto de minha cama quentinha.. zzzZZZZZZZ.” By Klaus Wuestefeld
  40. 40. How about an “external” hacking?
  41. 41. It’s possible?
  42. 42. not exactly!
  43. 43. But…
  44. 44. > You can stimulate the “self hacking”
  45. 45. Using a few trojans
  46. 46. > man trojan "A Trojan horse, or Trojan, in computing is any malicious computer program which misrepresents itself as useful, routine, or interesting in order to persuade a victim to install it. The term is derived from the Ancient Greek story of the wooden horse that was used to help Greek troops sneak invading the city of Troy"
 
 en.wikipedia.org/wiki/Trojan_horse_(computing)
  47. 47. What is the better type of trojan?
  48. 48. feedbacks
  49. 49. For instance:
  50. 50. feedback wrap
  51. 51. or
  52. 52. Trojan Package An one-one conversation about: + Facts Consequences Offer Help +
  53. 53. Remember: There’s no automatic installation for Trojan Packages
  54. 54. The Trojan Packages may take time.
  55. 55. #workout Trojan Packages for: - A manager who “command-control" the team - A team member with a non-collaborative behaviour - A guy who doesn’t believe in Agile 10 min (groups) + Facts Consequences Offer Help +
  56. 56. one last thing about trojans
  57. 57. > man trojan “…Trojans are generally spread by some form of social engineering, for example where a user is duped into executing an e-mail attachment disguised to be unsuspicious, (e.g., a routine form to be filled in), or by drive-by download."
 
 en.wikipedia.org/wiki/ Trojan_horse_(computing)
  58. 58. ways to spread trojans:
  59. 59. Another tool:
  60. 60. 1 Current Outputs Current Thinking 4 Different Perspectives 5 6 New Thinking 7 Strategy to Action 2 Inputs (Triggers) 3 or 8 Future Outputs Thinking Hack Canvas - facebook.com/ThinkingHackers
  61. 61. 3 years ago… > date a personal case
  62. 62. 1 Current Outputs Current Thinking 4 Different Perspectives 5 6 New Thinking 7 Strategy to Action 2 Inputs (Triggers) 3 or 8 Future Outputs Thinking Hack Canvas - facebook.com/ThinkingHackers SAFe is a prescriptive framework and it’s not a good approach for complex environments - Criticism - Extreme Positions Every time that I read and heard about SAFe
  63. 63. 1 Current Outputs Current Thinking 4 Different Perspectives 5 6 New Thinking 7 Strategy to Action 2 Inputs (Triggers) 3 or 8 Future Outputs Thinking Hack Canvas - facebook.com/ThinkingHackers SAFe is a prescriptive framework and it’s not a good approach for complex environments - Criticism - Extreme Positions Every time that I read and heard about SAFe - Maybe this approach would be useful for organisations with a traditional structure. - It’s a framework to support big agile transformations - You can tailoring the framework
  64. 64. 1 Current Outputs Current Thinking 4 Different Perspectives 5 6 New Thinking 7 Strategy to Action 2 Inputs (Triggers) 3 or 8 Future Outputs Thinking Hack Canvas - facebook.com/ThinkingHackers SAFe is a prescriptive framework and it’s not a good approach for complex environments - Criticism - Extreme Positions Every time that I read and heard about SAFe - Maybe this approach would be useful for organisations with a traditional structure. - It’s a framework to support big agile transformations - You can tailoring the framework SAFe is not too prescriptive. And it’s useful for executives/leaders who have some afraid about agile. Learn different experiences about how scaling agile in large organisations. - Visit and Talk to people from SAFe cases. - Connecting SAFe concepts with my experiences as Agile Coach in large companies.
  65. 65. > your turn
  66. 66. 1 Current Outputs Current Thinking 4 Different Perspectives 5 6 New Thinking 7 Strategy to Action 2 Inputs (Triggers) 3 or 8 Future Outputs Thinking Hack Canvas - facebook.com/ThinkingHackers 6 min
  67. 67. 1 Current Outputs Current Thinking 4 Different Perspectives 5 6 New Thinking 7 Strategy to Action 2 Inputs (Triggers) 3 or 8 Future Outputs Thinking Hack Canvas - facebook.com/ThinkingHackers 8 min * 2 
 (pairs)
  68. 68. 1 Current Outputs Current Thinking 4 Different Perspectives 5 6 New Thinking 7 Strategy to Action 2 Inputs (Triggers) 3 or 8 Future Outputs Thinking Hack Canvas - facebook.com/ThinkingHackers 5 min
  69. 69. 1 Current Outputs Current Thinking 4 Different Perspectives 5 6 New Thinking 7 Strategy to Action 2 Inputs (Triggers) 3 or 8 Future Outputs Thinking Hack Canvas - facebook.com/ThinkingHackers 8 min * 2
 (pairs)
  70. 70. Q&A
  71. 71. >How about you?
  72. 72. MIND THE THINKING
  73. 73. …between you and the world.
  74. 74. Inspirations
  75. 75. Metacognition NLP Meta Position
  76. 76. "Fake it 'til you become it"
  77. 77. #thanks Manoel Pimentel adapt.works
 twitter.com/manoelp 
 facebook.com/ThinkingHackers

×