CURSO BÁSICO DE DIREITO
PÚBLICO E PRIVADO
UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE
APARECIDA DE GOIÂNIA
“TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI,
SEM DISTINÇÃO DE QUALQUER NATUREZA”
“É garantida aos brasileiros
e
aos
estrangeiros
resid...
“HOMENS E MULHERES SÃO IGUAIS
EM DIREITOS E OBRIGAÇÕES”
Artigo 5º - Inciso I/CF.
Vide art. 226, § 5º/CF.
Exemplo: A lei n....
“NINGUÉM SERÁ SUBMETIDO À TORTURA OU A TRATAMENTO
DESUMANO OU HUMILHANTE”

Art. 5º, inciso III/CF.
A lei nº. 9.455/97
defi...
“É LIVRE A MANIFESTAÇÃO DO PENSAMENTO,
SENDO VEDADO O ANONIMATO”.
Art. 5º, inciso IV/CF.

12/01/13

5
SOU CRENTE, E DAÍ?
“É garantida a liberdade de
consciência e de crença,
sendo assegurado o livre
exercício dos cultos
reli...
PSDB, SOCORRO!
“VIII - ninguém será
privado de direitos por
motivo
de
crença
religiosa
ou
de
convicção filosófica ou
polít...
VARIEDADE CULTURAL
“É livre a expressão da
atividade
intelectual,
artística, científica e de
comunicação,
independentement...
REPÓRTERES INDISCRETOS
“São invioláveis a
intimidade, a vida
privada, a honra e a
imagem
das
pessoas, assegurado
o
direito...
TOK, TOK, TOK...
“A casa é asilo inviolável
do indivíduo, ninguém
nela podendo penetrar
sem consentimento do
morador, salv...
JULGADO
“De que vale declarar a Constituição que ‘a casa é asilo inviolável do
indivíduo’ (art. 5º, XI) se moradias são in...
INTROMETIDO!
“É inviolável o sigilo da
correspondência e das
comunicações
telegráficas, de dados e
das
comunicações
telefô...
JULGADO
“(...) a Lei 9.296/96 nada mais fez do que estabelecer as diretrizes
para a resolução de conflitos entre a privaci...
LEGALIZE JÁ!
“XIII - é livre o exercício
de qualquer trabalho,
ofício ou profissão,
atendidas
as
qualificações
profissiona...
JULGADO
Nota: O Plenário do STF, no julgamento do
RE 511.961, declarou como não recepcionado pela
Constituição de 1988 o a...
BEM INFORMADO
“XIV - é assegurado a
todos o acesso à
informação
e
resguardado o sigilo da
fonte,
quando
necessário ao exer...
JULGADO
"Lei 11.300/2006 (minirreforma eleitoral). (...)
Proibição de divulgação de pesquisas eleitorais
quinze dias antes...
AS REUNIÕES
“XVI - todos podem reunir-se
pacificamente, sem armas,
em locais abertos ao público,
independentemente
de
auto...
JULGADO
"Decreto 20.098/1999 do Distrito Federal. Liberdade de
reunião e de manifestação pública. Limitações. Ofensa ao
ar...
GRUPOS ARMADOS
“XVII - é plena a
liberdade de associação
para fins lícitos, vedada
a de caráter paramilitar;”

12/01/13

2...
JULGADO
A obrigatoriedade do visto de advogado para o
registro de atos e contratos constitutivos de
pessoas jurídicas (art...
ASSOCIAÇÃO
“XVIII - a criação de
associações e, na forma
da lei, a de cooperativas
independem
de
autorização,
sendo
vedada...
DISSOLUÇÃO, NÃO!
“XIX - as associações só
poderão
ser
compulsoriamente
dissolvidas ou ter suas
atividades
suspensas
por de...
JULGADO
“Cabe enfatizar, neste ponto, que as normas inscritas no art. 5º, XVII
a XXI, da atual CF, protegem as associações...
XXIII - “A PROPRIEDADE ATENDERÁ A SUA FUNÇÃO SOCIAL”

a)
b)
c)
d)

12/01/13

Vide artigos:
156, § 1º/CF;
170, III;
182, § ...
JULGADO
“O direito de propriedade não se reveste de caráter absoluto, eis
que, sobre ele, pesa grave hipoteca social, a si...
APENAS UM ESCLARECIMENTO!
“XXXIII - todos têm direito a
receber dos órgãos públicos
informações de seu interesse
particula...
DIREITO DE PETIÇÃO
XXXIV - são a todos assegurados,
independentemente do pagamento
de taxas:
a)

o direito de petição aos ...
É MEU DIREITO!
“XXXVI - A lei não
prejudicará o direito
adquirido, o ato jurídico
perfeito e a coisa
julgada”.

12/01/13

...
TRIBUNAL LEGAL
“XXXVII - Não haverá
juízo ou tribunal de
exceção”.

12/01/13

30
JÚRI
XXXVIII - é reconhecida a
instituição do júri, com a
organização que lhe der a lei,
assegurados:
a) a plenitude de de...
LEGALIDADE
“XXXIX - não há crime
sem lei anterior que o
defina, nem pena sem
prévia cominação legal”;

12/01/13

32
ABOLITIO CRIMINIS
“XL - a lei penal não
retroagirá, salvo para
beneficiar o réu;”

12/01/13

33
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Direitos e garantias individuais.

518 visualizações

Publicada em

Breves anotações sobre os incisos do art. 5º da Constituição Federal brasileira.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Direitos e garantias individuais.

  1. 1. CURSO BÁSICO DE DIREITO PÚBLICO E PRIVADO UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE APARECIDA DE GOIÂNIA
  2. 2. “TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI, SEM DISTINÇÃO DE QUALQUER NATUREZA” “É garantida aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país a proteção ao direito à vida, à liberdade, à segurança e à propriedade”. Art. 5º, caput. 12/01/13 2
  3. 3. “HOMENS E MULHERES SÃO IGUAIS EM DIREITOS E OBRIGAÇÕES” Artigo 5º - Inciso I/CF. Vide art. 226, § 5º/CF. Exemplo: A lei n. 9.029/95 proíbe a exigência de atestados de gravidez e esterilização para efeitos admissionais ou de permanência da relação jurídica de trabalho. 12/01/13 3
  4. 4. “NINGUÉM SERÁ SUBMETIDO À TORTURA OU A TRATAMENTO DESUMANO OU HUMILHANTE” Art. 5º, inciso III/CF. A lei nº. 9.455/97 define os crimes de tortura. Súmula vinculante nº. 11 do STF. 12/01/13 4
  5. 5. “É LIVRE A MANIFESTAÇÃO DO PENSAMENTO, SENDO VEDADO O ANONIMATO”. Art. 5º, inciso IV/CF. 12/01/13 5
  6. 6. SOU CRENTE, E DAÍ? “É garantida a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias”. Art. 5º, inciso VI/CF. 12/01/13 6
  7. 7. PSDB, SOCORRO! “VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei”. 12/01/13 7
  8. 8. VARIEDADE CULTURAL “É livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”. Art. 5º, inciso IX/CF. 12/01/13 8
  9. 9. REPÓRTERES INDISCRETOS “São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”. Art. 5º, inciso X. 12/01/13 9
  10. 10. TOK, TOK, TOK... “A casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento do morador, salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, por determinação judicial”. Art. 5º, inciso XI. 12/01/13 10
  11. 11. JULGADO “De que vale declarar a Constituição que ‘a casa é asilo inviolável do indivíduo’ (art. 5º, XI) se moradias são invadidas por policiais munidos de mandados que consubstanciem verdadeiras cartas brancas, mandados com poderes de a tudo devassar, só porque o habitante é suspeito de um crime? Mandados expedidos sem justa causa, isto é, sem especificar o que se deve buscar e sem que a decisão que determina sua expedição seja precedida de perquirição quanto à possibilidade de adoção de meio menos gravoso para chegar-se ao mesmo fim. A polícia é autorizada, largamente, a apreender tudo quanto possa vir a consubstanciar prova de qualquer crime, objeto ou não da investigação. Eis aí o que se pode chamar de autêntica ‘devassa’. Esses mandados ordinariamente autorizam a apreensão de computadores, nos quais fica indelevelmente gravado tudo quanto respeite à intimidade das pessoas e possa vir a ser, quando e se oportuno, no futuro, usado contra quem se pretenda atingir.” ( HC 95.009, Rel. Min. Eros Grau, julgamento em 6-11-2008, Plenário, DJE de 19-12-2008.) 12/01/13 11
  12. 12. INTROMETIDO! “É inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo, no último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução processual penal”. Art. 5º, inciso XII. 12/01/13 12
  13. 13. JULGADO “(...) a Lei 9.296/96 nada mais fez do que estabelecer as diretrizes para a resolução de conflitos entre a privacidade e o dever do estado de aplicar as leis criminais. Em que pese ao caráter excepcional da medida, o inciso XII possibilita, expressamente, uma vez preenchidos os requisitos constitucionais, a interceptação das comunicações telefônicas. E tal permissão existe, pelo simples fato de que os direitos e garantias constitucionais não podem servir de manto protetor a práticas ilícitas. (...) Nesse diapasão, não pode vingar a tese da impetração de que o fato de a autoridade judiciária competente ter determinado a interceptação telefônica dos pacientes, envolvidos em investigação criminal, fere o direito constitucional ao silêncio, a não autoincriminação.” (HC 103.236, voto do Rel. Min. Gilmar Mendes, julgamento em 14-6-2010, Segunda Turma, DJE de 3-9-2010.) 12/01/13 13
  14. 14. LEGALIZE JÁ! “XIII - é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer;” 12/01/13 14
  15. 15. JULGADO Nota: O Plenário do STF, no julgamento do RE 511.961, declarou como não recepcionado pela Constituição de 1988 o art. 4º, V, do Decreto-Lei 972/1969, que exigia diploma de curso superior para o exercício da profissão de jornalista. 12/01/13 15
  16. 16. BEM INFORMADO “XIV - é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional;” 12/01/13 16
  17. 17. JULGADO "Lei 11.300/2006 (minirreforma eleitoral). (...) Proibição de divulgação de pesquisas eleitorais quinze dias antes do pleito. Inconstitucionalidade. Garantia da liberdade de expressão e do direito à informação livre e plural no estado democrático de direito. (ADI 3.741, Rel. Min. Ricardo Lewandowski, julgamento em 6-9-2006, Plenário, DJ de 23-22007.) No mesmo sentido: ADI 3.742 e ADI 3.743, Rel. Min. Ricardo Lewandowski, julgamento em 69-2006, Plenário,Informativo 439. 12/01/13 17
  18. 18. AS REUNIÕES “XVI - todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente;” 12/01/13 18
  19. 19. JULGADO "Decreto 20.098/1999 do Distrito Federal. Liberdade de reunião e de manifestação pública. Limitações. Ofensa ao art. 5º, XVI, da CF. A liberdade de reunião e de associação para fins lícitos constitui uma das mais importantes conquistas da civilização, enquanto fundamento das modernas democracias políticas. A restrição ao direito de reunião estabelecida pelo Decreto distrital 20.098/1999, a toda evidência, mostra-se inadequada, desnecessária e desproporcional quando confrontada com a vontade da Constituição (Wille zur Verfassung)." (ADI 1.969, Rel. Min. Ricardo Lewandowski, julgamento em 28-6-2007, Plenário, DJ de 31-8-2007.) 12/01/13 19
  20. 20. GRUPOS ARMADOS “XVII - é plena a liberdade de associação para fins lícitos, vedada a de caráter paramilitar;” 12/01/13 20
  21. 21. JULGADO A obrigatoriedade do visto de advogado para o registro de atos e contratos constitutivos de pessoas jurídicas (art. 1º, § 2º, da Lei 8.906/1994) não ofende os princípios constitucionais da isonomia e da liberdade associativa." (ADI 1.194, Rel. p/ o ac. Min. Cármen Lúcia, julgamento em 205-2009, Plenário, DJE de 11-9-2009.) 12/01/13 21
  22. 22. ASSOCIAÇÃO “XVIII - a criação de associações e, na forma da lei, a de cooperativas independem de autorização, sendo vedada a interferência estatal em seu funcionamento;” 12/01/13 22
  23. 23. DISSOLUÇÃO, NÃO! “XIX - as associações só poderão ser compulsoriamente dissolvidas ou ter suas atividades suspensas por decisão judicial, exigindo-se, no primeiro caso, o trânsito em julgado;” 12/01/13 23
  24. 24. JULGADO “Cabe enfatizar, neste ponto, que as normas inscritas no art. 5º, XVII a XXI, da atual CF, protegem as associações, inclusive as sociedades, da atuação eventualmente arbitrária do legislador e do administrador, eis que somente o Poder Judiciário, por meio de processo regular, poderá decretar a suspensão ou a dissolução compulsórias das associações. Mesmo a atuação judicial encontra uma limitação constitucional: apenas as associações que persigam fins ilícitos poderão ser compulsoriamente dissolvidas ou suspensas. Atos emanados do Executivo ou do Legislativo, que provoquem a compulsória suspensão ou dissolução de associações, mesmo as que possuam fins ilícitos, serão inconstitucionais.” (ADI 3.045, voto do Rel. Min. Celso de Mello, julgamento em 10-8-2005, Plenário, DJ de 1º-6-2007.) 12/01/13 24
  25. 25. XXIII - “A PROPRIEDADE ATENDERÁ A SUA FUNÇÃO SOCIAL” a) b) c) d) 12/01/13 Vide artigos: 156, § 1º/CF; 170, III; 182, § 2º; 186. 25
  26. 26. JULGADO “O direito de propriedade não se reveste de caráter absoluto, eis que, sobre ele, pesa grave hipoteca social, a significar que, descumprida a função social que lhe é inerente (CF, art. 5º, XXIII), legitimar-se-á a intervenção estatal na esfera dominial privada, observados, contudo, para esse efeito, os limites, as formas e os procedimentos fixados na própria Constituição da República. O acesso à terra, a solução dos conflitos sociais, o aproveitamento racional e adequado do imóvel rural, a utilização apropriada dos recursos naturais disponíveis e a preservação do meio ambiente constituem elementos de realização da função social da propriedade.” (ADI 2.213-MC, Rel. Min. Celso de Mello, julgamento em 4-4-2002, Plenário, DJ de 23-4-2004.) No mesmo sentido: MS 25.284, Rel. Min. Marco Aurélio, julgamento em 17-6-2010, Plenário, DJE de 13-8-2010. 12/01/13 26
  27. 27. APENAS UM ESCLARECIMENTO! “XXXIII - todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular, ou de interesse coletivo ou geral, que serão prestadas no prazo da lei, sob pena de responsabilidade, ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade e do Estado;” 12/01/13 27
  28. 28. DIREITO DE PETIÇÃO XXXIV - são a todos assegurados, independentemente do pagamento de taxas: a) o direito de petição aos Poderes Públicos em defesa de direitos ou contra ilegalidade ou abuso de poder; b) a obtenção de certidões em repartições públicas, para defesa de direitos e esclarecimento de situações de interesse pessoal; 12/01/13 28
  29. 29. É MEU DIREITO! “XXXVI - A lei não prejudicará o direito adquirido, o ato jurídico perfeito e a coisa julgada”. 12/01/13 29
  30. 30. TRIBUNAL LEGAL “XXXVII - Não haverá juízo ou tribunal de exceção”. 12/01/13 30
  31. 31. JÚRI XXXVIII - é reconhecida a instituição do júri, com a organização que lhe der a lei, assegurados: a) a plenitude de defesa; b) o sigilo das votações; c) a soberania dos veredictos; d) a competência para o julgamento dos crimes dolosos contra a vida; 12/01/13 31
  32. 32. LEGALIDADE “XXXIX - não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal”; 12/01/13 32
  33. 33. ABOLITIO CRIMINIS “XL - a lei penal não retroagirá, salvo para beneficiar o réu;” 12/01/13 33

×