Como me exercitar?
MSc. Rodrigo Ferraz
Fundado em 2008
•Atendimento
•Ensino
•Pesquisa
Benefícios do exercício em pacientes oncológicos
Melhora:
Função cardiovascular;
Concentração de hemoglobina (glóbulos v...
Benefícios do exercício em pacientes oncológicos
Redução:
Fadiga crônica;
Ansiedade (depressão);
Distúrbios do sono;
L...
Benefícios do exercício nos efeitos colaterais
do tratamento anticâncer
Evidências científicas
Evidências científicas
Fadiga crônica
Nos pacientes em tratamento;
aumento de 29% nos níveis de fadiga (sedentários)
reduç...
Evidências científicas.
Anemia induzida pela quimioterapia
Grupo atividade física aeróbica e o outro sedentário.
Seis sema...
Evidências científicas.
Neuropatia induzida pela quimioterapia
Melhoras significativas nas avaliações de equilíbrio quando...
Evidências científicas.
Distúrbios do Sono
Redução dos escores do questionário PSQI (específico para avaliar
qualidade do ...
Evidências científicas.
Cardiopatia induzida pelo tratamento
Aumento do pico de consumo de oxigênio (marcador de função
ca...
Recomendações para a prática
de atividade física
Recomendações
Pessoas com câncer podem e devem realizar
exercícios durante e após a tratamento.
 150 minutos/semana de e...
Segurança
Quem deve liberar o paciente para a prática de
atividade física é o médico responsável pelo tratamento.
 Não p...
Segurança
Restrições ou dores articulares causadas pelo
tratamento e/ou localização do câncer devem ser
considerados na e...
Evidências científicas
Tipos de câncer e de tratamento
Estado físico e emocional atual
Expectativa
Histórico esportiv...
Obrigado!
www.oncofitness.com
@oncofitness
facebook.com/oncofitness
oncofitness@email.comColuna Paciente em Forma
Portal O...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Como me exercitar - Rodrigo Ferraz

511 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada por Rodrigo Ferraz no III Encontro de Pacientes com Câncer de Mama Metastático, ocorrido em 24/10/2015

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
511
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
33
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como me exercitar - Rodrigo Ferraz

  1. 1. Como me exercitar? MSc. Rodrigo Ferraz
  2. 2. Fundado em 2008 •Atendimento •Ensino •Pesquisa
  3. 3. Benefícios do exercício em pacientes oncológicos Melhora: Função cardiovascular; Concentração de hemoglobina (glóbulos vermelhos); Sensibilidade à insulina; HDL (colesterol “bom”); Força; Potência: Resistência; Funcionalidade; Massa muscular; Densidade óssea; Amplitude de movimento (flexibilidade); Sistema imunológico.
  4. 4. Benefícios do exercício em pacientes oncológicos Redução: Fadiga crônica; Ansiedade (depressão); Distúrbios do sono; LDL (colesterol “ruim”); Gordura corporal. Melhora na qualidade de vida e no prognóstico da doença.
  5. 5. Benefícios do exercício nos efeitos colaterais do tratamento anticâncer Evidências científicas
  6. 6. Evidências científicas Fadiga crônica Nos pacientes em tratamento; aumento de 29% nos níveis de fadiga (sedentários) redução de 4% nos que se exercitaram. Entre os sobreviventes; redução foi de 1% nos não exercitados e de 20% nos exercitados. Título original do artigo citado
  7. 7. Evidências científicas. Anemia induzida pela quimioterapia Grupo atividade física aeróbica e o outro sedentário. Seis semanas durante a quimioterapia Os níveis de concentração de Hb dos dois grupos antes da intervenção foram similares, porém após as seis semanas, apenas o grupo atividade física apresentou um aumento significativo.
  8. 8. Evidências científicas. Neuropatia induzida pela quimioterapia Melhoras significativas nas avaliações de equilíbrio quando comparado com grupo controle (sedentário). No teste de sensibilidade profunda dos pés e das mãos, 87,5% dos pacientes que treinaram melhoraram os seus escores contra 0% de pacientes do grupo sedentário.
  9. 9. Evidências científicas. Distúrbios do Sono Redução dos escores do questionário PSQI (específico para avaliar qualidade do sono), indicando uma atenuação nos sintomas causados pelos distúrbios do sono no grupo atividade aeróbica. Aumento no grupo treinado dos níveis de serotonina (responsável por controlar a liberação de hormônios e regular o ciclo circadiano).
  10. 10. Evidências científicas. Cardiopatia induzida pelo tratamento Aumento do pico de consumo de oxigênio (marcador de função cardiopulmonar) em 0,24 L/min. após 15 semanas de treinamento aeróbico, três sessões semanais de 35 min. de bicicleta ergométrica, sendo que o grupo sedentário diminuiu em 0,05 L/min.
  11. 11. Recomendações para a prática de atividade física
  12. 12. Recomendações Pessoas com câncer podem e devem realizar exercícios durante e após a tratamento.  150 minutos/semana de exercício aeróbico de intensidade moderada (divididos em 3/5 vezes por semana) 2 ou 3 vezes por semana de musculação (8 a 10 exercícios, duas séries de 8 a 10 repetições) Evitar o sedentarismo!
  13. 13. Segurança Quem deve liberar o paciente para a prática de atividade física é o médico responsável pelo tratamento.  Não praticar atividade física com contagem de glóbulos vermelhos baixas. No caso de neuropatias, caminhar na esteira não é recomendado, assim como realizar exercícios em superfícies instáveis. Caso a contagem de glóbulos brancos do paciente encontre-se baixa, deve-se evitar a realização de exercícios em locais públicos.
  14. 14. Segurança Restrições ou dores articulares causadas pelo tratamento e/ou localização do câncer devem ser considerados na escolha do exercício. Não treinar nos dias de ocorrência intensa de vômitos e diarreia. No caso de uso de cateter ou sonda alimentar, evitar atividades aquáticas, bem como a realização de movimentos que envolvem a região onde a sonda está inserida. Não realizar exercícios nos dias de extrema fadiga. Aconselha-se, neste caso, procurar o médico responsável e verificar as causas deste quadro.
  15. 15. Evidências científicas Tipos de câncer e de tratamento Estado físico e emocional atual Expectativa Histórico esportivo Local e equipamentos disponíveis Preferências esportivas O que levar em consideração? Treino eficaz, tolerável e seguro
  16. 16. Obrigado! www.oncofitness.com @oncofitness facebook.com/oncofitness oncofitness@email.comColuna Paciente em Forma Portal Oncoguia

×