SlideShare uma empresa Scribd logo

Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf

Oncoguia
Oncoguia

Dados da Pesquisa realizada pelo DataFolha à pedido do Oncoguia.

1 de 15
Baixar para ler offline
Percepções da
população
brasileira sobre o
câncer
Abril de 2022
PM745481
Objetivos e
metodologia
Perfil da
amostra
Principais
resultados
Percepções
sobre o câncer
3
OBJETIVO
ü Investigar a visão da população brasileira sobre o
câncer abordando três temas:
ü A relevância do câncer como questão de saúde
no Brasil,
ü Uma medida de seu alcance na população, ou
seja, quantos já tiveram ou conviveram com
pessoas que tiveram a doença
ü O que vem à cabeça quando se fala em câncer
4
TÉCNICA
Pesquisa quantitativa, com abordagem pessoal em pontos de fluxo populacional.
As entrevistas foram realizadas mediante aplicação de questionário estruturado, com cerca de 12
minutos de duração. A checagem cobriu, no mínimo, 20% do material de cada entrevistador.
AMOSTRA
Foram realizadas 2.099 entrevistas em todo o Brasil, distribuídas em 151 municípios. A margem de
erro máxima para o total da amostra é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do
nível de confiança de 95%. à Para leitura do total da amostra, os dados foram ponderados de acordo com os pesos dos
municípios brasileiros. Houve também ajuste de classe nas regiões Sudeste, Norte e Centro-Oeste de acordo com os dados da ABEP e
de sexo e idade em cada região conforme os dados da PNAD (2019), de forma a representar o universo estudado.
UNIVERSO
População brasileira com 16 anos ou mais, pertencente a todas as classes econômicas*.
ABRANGÊNCIA Pesquisa Nacional.
DATA DE
CAMPO
O campo foi realizado entre os dias 04 a 12 de abril de 2022.
METODOLOGIA
* População, 16 anos ou mais, PNAD 2019/ Estimativa 2021: 167.875 milhões habitantes.
Objetivos e
metodologia
Perfil da
amostra
Principais
resultados
Percepções
sobre o câncer
GRAU DE INSTRUÇÃO
(Entrevistado[a])
CLASSE ECONÔMICA RAÇA/COR RENDA FAMILIAR MENSAL
TIPO DE MUNICÍPIO
OCUPAÇÃO
16%
38%
35%
3%
1%
Preta
Parda
Branca
Amarela
Indígena
ECONOMICAMENTE ATIVO
71%
21% Assalariado registrado
12% Free-lance/ bico
10% Autônomo regular
8% CO
26%
NE
15%
S
44%
SE
A maior parte da população brasileira de 16 anos ou mais mora na
região Sudeste (44%) e é composta por mulheres (53%), pessoas
com Ensino Médio (46%), de Classe C (47%), pais (66%), pretos e
pardos (54%), com média de idade de 43 anos, vivem no Interior
(58%) e a mediana de Renda Familiar Mensal está em R$1.819,00.
3
22
47
28
A B C D/E
24%
HOMENS
MULHERES
53
%
47
%
R$ 3.773,00
Média
42%
58%
Região metropolitana
Interior
POSSUEM
FILHOS
66% EM MÉDIA
2,4
FILHOS
8% N
PERFIL DA AMOSTRA
(em %)
R$ 1.819,00
Mediana
IDADE
ANOS EM
MÉDIA
43
33%
46%
22%
Ens.
Fundamental
Ens. Médio
Ens. Superior
54%
Critérios de Raça/Cor do IBGE e por auto identificação.
Base: Total da amostra – 2.099 entrevistas

Recomendados

Desconhecimento sobre o Câncer
Desconhecimento sobre o CâncerDesconhecimento sobre o Câncer
Desconhecimento sobre o CâncerOncoguia
 
Percepções da população brasileira sobre o câncer
Percepções da população brasileira sobre o câncerPercepções da população brasileira sobre o câncer
Percepções da população brasileira sobre o câncerOncoguia
 
Pesquisa Oncoguia/Ibope sobre impactos do câncer
Pesquisa Oncoguia/Ibope sobre impactos do câncerPesquisa Oncoguia/Ibope sobre impactos do câncer
Pesquisa Oncoguia/Ibope sobre impactos do câncerOncoguia
 
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileirasPercepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileirasOncoguia
 
Câncer: uma realidade brasileira
Câncer: uma realidade brasileiraCâncer: uma realidade brasileira
Câncer: uma realidade brasileiraOncoguia
 
mitos_populacao_brasileira_cancer.pdf
mitos_populacao_brasileira_cancer.pdfmitos_populacao_brasileira_cancer.pdf
mitos_populacao_brasileira_cancer.pdfLuhLuh10
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf

XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.PauloXI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.PauloOncoguia
 
XI Fórum Nacional - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional - Folha de S.PauloXI Fórum Nacional - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional - Folha de S.PauloFrancielle Oliveira
 
SLIDES SOBRE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA E DST.pptx
SLIDES SOBRE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA E DST.pptxSLIDES SOBRE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA E DST.pptx
SLIDES SOBRE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA E DST.pptxvanessamaolvi
 
Riscos competitivos: uma aplicação na sobrevida de pacientes com câncer (Nata...
Riscos competitivos: uma aplicação na sobrevida de pacientes com câncer (Nata...Riscos competitivos: uma aplicação na sobrevida de pacientes com câncer (Nata...
Riscos competitivos: uma aplicação na sobrevida de pacientes com câncer (Nata...Fundação de Economia e Estatística
 
Como os brasileiros lidam com a saúde sexual?
Como os brasileiros lidam com a saúde sexual?Como os brasileiros lidam com a saúde sexual?
Como os brasileiros lidam com a saúde sexual?eCGlobal
 
Impacto da discriminaçao e preconceito no tratamento e recuperaçao dos portad...
Impacto da discriminaçao e preconceito no tratamento e recuperaçao dos portad...Impacto da discriminaçao e preconceito no tratamento e recuperaçao dos portad...
Impacto da discriminaçao e preconceito no tratamento e recuperaçao dos portad...Fernandes Esandra
 
Risco e prevenção aula 27-05-13
Risco e prevenção   aula 27-05-13Risco e prevenção   aula 27-05-13
Risco e prevenção aula 27-05-13Inaiara Bragante
 
A Força da Mídia em Articulação com a Voz do Paciente - CÂncer no Brasil - Dr...
A Força da Mídia em Articulação com a Voz do Paciente - CÂncer no Brasil - Dr...A Força da Mídia em Articulação com a Voz do Paciente - CÂncer no Brasil - Dr...
A Força da Mídia em Articulação com a Voz do Paciente - CÂncer no Brasil - Dr...Oncoguia
 
DST Aids CA de Próstata e Mama
DST Aids CA de Próstata e MamaDST Aids CA de Próstata e Mama
DST Aids CA de Próstata e MamaGrupo Intermédica
 
Dst Aids CA de Próstata e Mama
Dst Aids CA de Próstata e MamaDst Aids CA de Próstata e Mama
Dst Aids CA de Próstata e MamaGrupo Intermédica
 
Risco de câncer no Brasil
Risco de câncer no BrasilRisco de câncer no Brasil
Risco de câncer no BrasilKelly Gonzatto
 
Fatores de risco para doença arterial coronariana em estudantes de enfermagem
Fatores de risco para doença arterial coronariana em estudantes de enfermagemFatores de risco para doença arterial coronariana em estudantes de enfermagem
Fatores de risco para doença arterial coronariana em estudantes de enfermagemPaula861088
 

Semelhante a Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf (20)

XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.PauloXI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.Paulo
 
XI Fórum Nacional - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional - Folha de S.PauloXI Fórum Nacional - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional - Folha de S.Paulo
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
 
SLIDES SOBRE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA E DST.pptx
SLIDES SOBRE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA E DST.pptxSLIDES SOBRE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA E DST.pptx
SLIDES SOBRE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA E DST.pptx
 
Riscos competitivos: uma aplicação na sobrevida de pacientes com câncer (Nata...
Riscos competitivos: uma aplicação na sobrevida de pacientes com câncer (Nata...Riscos competitivos: uma aplicação na sobrevida de pacientes com câncer (Nata...
Riscos competitivos: uma aplicação na sobrevida de pacientes com câncer (Nata...
 
Cristina Netto e Patricia Prolla
Cristina Netto e  Patricia Prolla Cristina Netto e  Patricia Prolla
Cristina Netto e Patricia Prolla
 
Como os brasileiros lidam com a saúde sexual?
Como os brasileiros lidam com a saúde sexual?Como os brasileiros lidam com a saúde sexual?
Como os brasileiros lidam com a saúde sexual?
 
Radis 20 1
Radis 20 1Radis 20 1
Radis 20 1
 
SAÚDE DO HOMEM
SAÚDE DO HOMEM  SAÚDE DO HOMEM
SAÚDE DO HOMEM
 
Impacto da discriminaçao e preconceito no tratamento e recuperaçao dos portad...
Impacto da discriminaçao e preconceito no tratamento e recuperaçao dos portad...Impacto da discriminaçao e preconceito no tratamento e recuperaçao dos portad...
Impacto da discriminaçao e preconceito no tratamento e recuperaçao dos portad...
 
AIDS: AINDA EXISTEM GRUPOS DE RISCO?
AIDS: AINDA EXISTEM GRUPOS DE RISCO?AIDS: AINDA EXISTEM GRUPOS DE RISCO?
AIDS: AINDA EXISTEM GRUPOS DE RISCO?
 
Risco e prevenção aula 27-05-13
Risco e prevenção   aula 27-05-13Risco e prevenção   aula 27-05-13
Risco e prevenção aula 27-05-13
 
A Força da Mídia em Articulação com a Voz do Paciente - CÂncer no Brasil - Dr...
A Força da Mídia em Articulação com a Voz do Paciente - CÂncer no Brasil - Dr...A Força da Mídia em Articulação com a Voz do Paciente - CÂncer no Brasil - Dr...
A Força da Mídia em Articulação com a Voz do Paciente - CÂncer no Brasil - Dr...
 
Outubro rosa e novembro azul 2018
Outubro rosa e novembro azul 2018Outubro rosa e novembro azul 2018
Outubro rosa e novembro azul 2018
 
Apresentação-1.pptx
Apresentação-1.pptxApresentação-1.pptx
Apresentação-1.pptx
 
DST Aids CA de Próstata e Mama
DST Aids CA de Próstata e MamaDST Aids CA de Próstata e Mama
DST Aids CA de Próstata e Mama
 
Dst Aids CA de Próstata e Mama
Dst Aids CA de Próstata e MamaDst Aids CA de Próstata e Mama
Dst Aids CA de Próstata e Mama
 
Apresentação.pptx
Apresentação.pptxApresentação.pptx
Apresentação.pptx
 
Risco de câncer no Brasil
Risco de câncer no BrasilRisco de câncer no Brasil
Risco de câncer no Brasil
 
Fatores de risco para doença arterial coronariana em estudantes de enfermagem
Fatores de risco para doença arterial coronariana em estudantes de enfermagemFatores de risco para doença arterial coronariana em estudantes de enfermagem
Fatores de risco para doença arterial coronariana em estudantes de enfermagem
 

Mais de Oncoguia

Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' PerspectiveFeelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' PerspectiveOncoguia
 
Insights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient GroupInsights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient GroupOncoguia
 
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...Oncoguia
 
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favelaPesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favelaOncoguia
 
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!Oncoguia
 
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadoresImpactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadoresOncoguia
 
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicasCosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicasOncoguia
 
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021Oncoguia
 
Por uma oncologia mais atual e justa
 Por uma oncologia mais atual e justa Por uma oncologia mais atual e justa
Por uma oncologia mais atual e justaOncoguia
 
Como contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da ConitecComo contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da ConitecOncoguia
 
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022Oncoguia
 
Study of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health teamStudy of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health teamOncoguia
 
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...Oncoguia
 
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...Oncoguia
 
Cancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNCCancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNCOncoguia
 
Como contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da ConitecComo contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da ConitecOncoguia
 
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimCarta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimOncoguia
 
Consultas Públicas - Tratamento da Dor no SUS
  Consultas Públicas - Tratamento da Dor no SUS  Consultas Públicas - Tratamento da Dor no SUS
Consultas Públicas - Tratamento da Dor no SUSOncoguia
 
Relatório de Atividades - 2020
Relatório de Atividades - 2020Relatório de Atividades - 2020
Relatório de Atividades - 2020Oncoguia
 
Nauseas e vomito
Nauseas e vomitoNauseas e vomito
Nauseas e vomitoOncoguia
 

Mais de Oncoguia (20)

Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' PerspectiveFeelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
 
Insights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient GroupInsights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient Group
 
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
 
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favelaPesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
 
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
 
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadoresImpactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
 
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicasCosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
 
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
 
Por uma oncologia mais atual e justa
 Por uma oncologia mais atual e justa Por uma oncologia mais atual e justa
Por uma oncologia mais atual e justa
 
Como contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da ConitecComo contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da Conitec
 
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
 
Study of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health teamStudy of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health team
 
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
 
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
 
Cancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNCCancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNC
 
Como contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da ConitecComo contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da Conitec
 
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimCarta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
 
Consultas Públicas - Tratamento da Dor no SUS
  Consultas Públicas - Tratamento da Dor no SUS  Consultas Públicas - Tratamento da Dor no SUS
Consultas Públicas - Tratamento da Dor no SUS
 
Relatório de Atividades - 2020
Relatório de Atividades - 2020Relatório de Atividades - 2020
Relatório de Atividades - 2020
 
Nauseas e vomito
Nauseas e vomitoNauseas e vomito
Nauseas e vomito
 

Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf

  • 1. Percepções da população brasileira sobre o câncer Abril de 2022 PM745481
  • 3. 3 OBJETIVO ü Investigar a visão da população brasileira sobre o câncer abordando três temas: ü A relevância do câncer como questão de saúde no Brasil, ü Uma medida de seu alcance na população, ou seja, quantos já tiveram ou conviveram com pessoas que tiveram a doença ü O que vem à cabeça quando se fala em câncer
  • 4. 4 TÉCNICA Pesquisa quantitativa, com abordagem pessoal em pontos de fluxo populacional. As entrevistas foram realizadas mediante aplicação de questionário estruturado, com cerca de 12 minutos de duração. A checagem cobriu, no mínimo, 20% do material de cada entrevistador. AMOSTRA Foram realizadas 2.099 entrevistas em todo o Brasil, distribuídas em 151 municípios. A margem de erro máxima para o total da amostra é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%. à Para leitura do total da amostra, os dados foram ponderados de acordo com os pesos dos municípios brasileiros. Houve também ajuste de classe nas regiões Sudeste, Norte e Centro-Oeste de acordo com os dados da ABEP e de sexo e idade em cada região conforme os dados da PNAD (2019), de forma a representar o universo estudado. UNIVERSO População brasileira com 16 anos ou mais, pertencente a todas as classes econômicas*. ABRANGÊNCIA Pesquisa Nacional. DATA DE CAMPO O campo foi realizado entre os dias 04 a 12 de abril de 2022. METODOLOGIA * População, 16 anos ou mais, PNAD 2019/ Estimativa 2021: 167.875 milhões habitantes.
  • 6. GRAU DE INSTRUÇÃO (Entrevistado[a]) CLASSE ECONÔMICA RAÇA/COR RENDA FAMILIAR MENSAL TIPO DE MUNICÍPIO OCUPAÇÃO 16% 38% 35% 3% 1% Preta Parda Branca Amarela Indígena ECONOMICAMENTE ATIVO 71% 21% Assalariado registrado 12% Free-lance/ bico 10% Autônomo regular 8% CO 26% NE 15% S 44% SE A maior parte da população brasileira de 16 anos ou mais mora na região Sudeste (44%) e é composta por mulheres (53%), pessoas com Ensino Médio (46%), de Classe C (47%), pais (66%), pretos e pardos (54%), com média de idade de 43 anos, vivem no Interior (58%) e a mediana de Renda Familiar Mensal está em R$1.819,00. 3 22 47 28 A B C D/E 24% HOMENS MULHERES 53 % 47 % R$ 3.773,00 Média 42% 58% Região metropolitana Interior POSSUEM FILHOS 66% EM MÉDIA 2,4 FILHOS 8% N PERFIL DA AMOSTRA (em %) R$ 1.819,00 Mediana IDADE ANOS EM MÉDIA 43 33% 46% 22% Ens. Fundamental Ens. Médio Ens. Superior 54% Critérios de Raça/Cor do IBGE e por auto identificação. Base: Total da amostra – 2.099 entrevistas
  • 8. 8 P.1 (MOSTRE CARTÃO 1 | Doenças) Dentre as doenças e fatores de risco que constam nesse cartão, na sua opinião, qual deles deve ser tratado com maior prioridade pelo governo em primeiro lugar? E em segundo lugar? E em terceiro lugar? PERCEPÇÕES SOBRE O CÂNCER PRIORIDADES Nota metodológica: Na primeira pergunta do estudo, um cartão com as seguintes opções foi apresentado para as pessoas entrevistadas. Os itens em cada cartão tiveram a ordem rodiziada para evitar influenciar os entrevistados.
  • 9. 9 Índice de multiplicidade: 2,96 menções por pessoa entrevistada. Base Total da Amostra: 2.099 | 1ª menção: 2.099| Somatória excluindo “nenhum” e “não sei”: 2.075. P.1 (MOSTRE CARTÃO 1 | Doenças) Dentre as doenças e fatores de risco que constam nesse cartão, na sua opinião, qual deles deve ser tratado com maior prioridade pelo governo em primeiro lugar? E em segundo lugar? E em terceiro lugar? PERCEPÇÕES SOBRE O CÂNCER PRIORIDADES (Estimulada e única por menção, em %) O percentual de brasileiros que consideram o Câncer uma prioridade sobe para 84% quando consideradas as três maiores prioridades. Mais da metade dos brasileiros citam que o Câncer deve ser tratado como maior prioridade pelo governo em primeiro lugar (63%). Consumo abusivo de álcool e doenças cardiovasculares aparecem com distantes 8% das citações (55 pontos percentuais de diferença). Somatória das três menções 1º Lugar 0 1 7 8 23 25 28 32 32 53 84 Nenhum Não sabe Falta de atividade física Hábitos alimentares inadequados, por exemplo: pouco consumo de frutas e hortaliças... Tabagismo, fumo Doenças respiratórias crônicas, como bronquite, asma... Obesidade Doenças cardiovasculares, como hipertensão... Consumo abusivo de álcool Diabetes Câncer Câncer 0 1 1 3 3 4 2 8 8 6 63
  • 10. 10 PERCEPÇÕES SOBRE O CÂNCER ASSOCIAÇÕES (Espontânea e única, em %) Base Total da Amostra: 2.099 P2. Quando você ouve falar em câncer, qual a primeira palavra ou ideia que lhe vem à cabeça? Individualmente, a palavra morte aparece em destaque na mente dos brasileiros quando ouvem falar em câncer. Doença, tratamento, cura, dor, medo tristeza, sofrimento são outras que aparecem com maior frequência.
  • 11. 11 Todos os agrupamentos/NETs foram citados e foi incluso todos subnets de até 2% no total da amostra. Base Total da Amostra: 2.099 P2. Quando você ouve falar em câncer, qual a primeira palavra ou ideia que lhe vem à cabeça? PERCEPÇÕES SOBRE O CÂNCER ASSOCIAÇÕES (Espontânea e única, em %) Quatro em cada dez pessoas entrevistadas citaram algum sentimento negativo como: “morte”, “sofrimento” e “tristeza” e duas em cada dez trouxeram algo relacionada ao diagnóstico, como: doença, doença grave, doença perigosa, doença mortal... Menções relacionadas à tratamento aparecem na terceira posição, citadas por 14% dos brasileiros. 6 13 1 2 2 2 9 14 17 21 4 6 24 42 NÃO SABE OUTRAS RESPOSTAS CUIDAR DA SAÚDE/ FAZER EXAMES/ CONSULTAR MÉDICOS/ BOA ALIMENTAÇÃO/… FATORES DE RISCO (Cigarro) LEMBRA DE PARENTES E AMIGOS QUE FALECERAM POR CAUSA DA DOENÇA Quimioterapia Tratamento/ cura TRATAMENTO Doença grave/ perigosa/ mortal/ crônica DIAGNÓSTICO Tristeza/ triste Sofrimento/ dor Morte/ morrer/ fatal SENTIMENTOS NEGATIVOS
  • 12. 12 Base Total da Amostra: 2.099 P3. Agora, eu gostaria de saber se_ (LEIA UM ITEM POR VEZ, NA ORDEM) Você já teve diagnóstico de câncer? Alguém do seu núcleo familiar, como pais, filhos, cônjuge, parceiros e irmãos já teve diagnóstico de câncer? Algum dos seus parentes como avós, tios e primos já teve diagnóstico de câncer? Algum dos seus conhecidos, como amigos, vizinhos, colegas, já teve diagnóstico de câncer? Pessoal Entrevistado(a) Relativamente próximo Parentes de fora do núcleo Pouco próximo Conhecidos Teve algum contato 83 17 Não Sim 5 95 46 64 71 29 PERCEPÇÕES SOBRE O CÂNCER PROXIMIDADE (Espontânea e única, em %) Cerca de oito em cada dez brasileiros de 16 anos ou mais já tiveram algum contato com o câncer, sendo que quatro em cada dez tiveram um contato muito próximo (a própria pessoa ou alguém do domicílio). 40% a própria pessoa ou alguém do núcleo familiar Muito próximo Núcleo familiar 35 65
  • 14. PRIORIDADES PARA O GOVERNO Entre as doenças e fatores de risco avaliados na pesquisa, o Câncer foi o mais escolhido pelos respondentes para ser tratado como prioridade pelo governo, sendo indicado por 84% entre os três mais importantes e em primeiro lugar por 63% dos brasileiros. Consumo abusivo de álcool e Doenças cardiovasculares colocam-se como terceira prioridade na opinião da população, ambos com 8% das menções em primeiro lugar e 32% entre as três mais relevantes. ASSOCIAÇÕES Falar em câncer desperta nos brasileiros sentimentos negativos (42%) – a ideia que vem à cabeça é principalmente Morte, morrer, fatal (24%), mencionam também sofrimento, dor, tristeza. Além disso, 21% se referem à gravidade da doença - grave, perigosa etc. O outro lado da moeda também aparece, embora menos numeroso - menções a tratamento e cura foram citadas por 14%. PROXIMIDADE Câncer é uma doença próxima do brasileiro, sendo que 8 em cada 10 brasileiros (83%) já tiveram algum conhecido com câncer. O percentual de brasileiros que declararam ter diagnóstico de câncer é de 5%, subindo para 40% quando considerado o núcleo familiar (como pais, filhos, cônjuge, parceiros e irmãos). EM RESUMO O alto grau de priorização atribuído pela população ao câncer (63% em 1º lugar), com uma distância de 55 pontos percentuais para os itens colocados em segundo lugar (alcoolismo e cardiovasculares, 8% cada) pode ser explicado pelas percepções relacionadas à doença, bastante negativas, revelando um estigma ainda mais pesado para os pacientes, associado à sua grande incidência (estimativa oficial de mais de 600 mil casos por ano) e ao fato de ser uma condição notável, de modo que muitas pessoas as redor acabam percebendo a presença de um doente em seu círculo de conhecidos. Este contexto indica a relevância social de ampliar os esforços para diagnósticos precoces e ampliação do acesso aos tratamentos, que aparentemente são pouco percebidos pela população, bem como as campanhas de comunicação com essas finalidades. PRINCIPAIS RESULTADOS
  • 15. Percepções da população brasileira sobre o câncer Abril de 2022 PM745481