Doença de chagas

1.322 visualizações

Publicada em

Doença de Chagas

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Doença de chagas

  1. 1. Colégio Polivalente Edivaldo Boaventura Disciplina: Microbiologia e Parasitologia Docente: Mirella Conceição Série: 2º Ano do Curso Técnico de Enfermagem A Discentes: Caroline Adimarães, Caroline Santana, Fausto Barros, Íris Layline, João Pedro e Roberta Souza Doenças Causados por Protozoários
  2. 2. DOENÇA DE CHAGAS
  3. 3. Definição:  Doença endêmica em amplas regiões da América e causada por um protozoário, Trypanosoma cruzi, sendo também denominada Tripanosomíase
  4. 4. Descobridores: Cientista Carlos Chagas (Brasileiro, 1878-1934): Cientista Oswaldo Cruz (Brasileiro, 1872-1917):
  5. 5. Agente Etiológico:  Doença causada pelo protozoário parasita Trypanosoma cruzi. Ela é disseminada por insetos reduvídeos e é um dos maiores problemas de saúde na América do Sul. Devido à imigração, a doença também afeta pessoas nos Estados Unidos.
  6. 6. Transmissão:  A transmissão ocorre quando a pessoa coça o local da picada e as fezes eliminadas pelo barbeiro penetram pelo orifício que ali deixou. A transmissão pode também ocorrer por transfusão de sangue contaminado e durante a gravidez, da mãe para filho. Mosquito Barbeiro, Hospedeiro Intermediário do Protozoário Trypanosoma cruzi, causador da Doença de Chagas. Segundo os dados levantados pela Sucen, esse inseto de hábitos noturnos vive nas frestas das casas de pau-a-pique, ninhos de pássaros, tocas de animais,
  7. 7. Sinais e Sintomas:  A doença de Chagas tem dois estágios: agudo e crônico.  A fase aguda pode apresentar sintomas moderados ou nenhum sintoma. Os sintomas incluem: Febre, Mal-estar, Inchaço de um olho, Inchaço e vermelhidão no local da picada do inseto.  Na fase crônica, podem-se passar anos até que outros sintomas apareçam. Quando os sintomas finalmente se desenvolverem, eles podem incluir: Constipação, Problemas digestivos, Dor no abdome, Dificuldades para
  8. 8. Consequências:  Caindo na circulação, o Trypanosoma cruzi afeta os gânglios, o fígado e o baço. Depois se localiza no coração, intestino e esôfago. Nas fases crônicas da doença, pode haver destruição da musculatura e sua flacidez provoca aumento desses três órgãos, o que causa problemas como cardite chagásica (aumento do coração), megacólon (aumento do cólon que pode provocar retenção das fezes) e megaesôfago, cujo principal sintoma é a regurgitação dos alimentos ingeridos. Essas lesões são
  9. 9. Cardite Chagásica
  10. 10. Tratamento:  Dois medicamentos são usados para tratar essa infecção: benzonidazol e nifurtimox.  A medicação é dada sob acompanhamento médico nos hospitais devido aos efeitos colaterais que provoca, e deve ser mantida, no mínimo, por um mês. O efeito do medicamento costuma ser satisfatório na fase aguda da doença, enquanto o parasita está circulando no sangue. Na fase crônica, não compensa utilizá-lo mais e o tratamento é direcionado às manifestações da doença a fim de controlar os sintomas e evitar as complicações.
  11. 11. Profilaxia:  Controle de insetos com inseticidas e habitações com menos propensão de ter populações de insetos ajudam a controlar a disseminação da doença.  Como não existe vacina para a doença de Chagas, os cuidados devem ser redobrados nas regiões onde o barbeiro ainda existe;  Pessoa que esteve numa região de transmissão natural do parasita deve procurar assistência médica se apresentar febre ou qualquer outro sintoma característico da doença de Chagas;  Portadores do parasita, mesmo que sejam assintomáticos, não podem doar sangue;  Eliminar o inseto transmissor da doença ou mantê-lo afastado do convívio humano é a única
  12. 12. Referencial Bibliográfico:  http://www.minhavida.com.br/saude/temas/doenc a-de-chagas#top6 acessado em 04 de setembro de 2014.  http://drauziovarella.com.br/letras/c/doenca-de- chagas/ acessado em 04 de setembro de 2014.  http://www.novaimprensa.inf.br/passadas/426/noti cias.html acessado em 04 de setembro de 2014.  http://www.sempretops.com/saude/doenca-de- chagas/ acessado em 04 de setembro de 2014.

×