 SANDRA
 SUELY
 CECÍLIA
 EVANDSON
 FÁTIMA
 FOI DESCOBERTA EM 1909 PELO
MÉDICO BRASILEIRO CARLOS CHAGAS,
A DOENÇA NÃO FOI VISTA COMO
PROBLEMA ATÉ À DÉCADA DE '60.
O...
 A DOENÇA DE CHAGAS OU MAL DE CHAGAS OU
CHAGUISMO, É UMA INFECÇÃO CAUSADA POR UM
PROTOZOÁRIO PARASITA CHAMADO DE
TRYPANOS...
 O TRYPANOSOMA CRUZI É UM
MEMBRO DO MESMO AGENTE
INFECCIOSO DA LEISHMANIOSE,
 AS CASAS, COM REBOCO DEFEITUOSO E SEM FORRO,
SÃO HABITAT PARA O INSETO BARBEIRO, QUE DORME
DE DIA NAS RACHADURAS DAS PAR...
 O barbeiro se infecta ao sugar o
sangue de um organismo infectado
 O homem, por sua vez é afectado
pelas fezes ou urina...
 Transfusão sanguínea
 Transmissão congênita
 Acidentes de laboratório
 Transplante,
 Amamentação,
 Coito (nunca com...
 Febre, mal-estar, inflamação e dor nos gânglios,
vermelhidão, inchaço nos olhos (sinal de
Romanã), aumento do fígado e d...
Além do homem, mamíferos domésticos
e silvestres como
gato, cão, porco doméstico, rato
doméstico, macaco, saguim, tatu,
g...
 FORMAS:
 CARDÍACA
 DIGESTIVA
 FASE CRÔNICA
 MEGACÁRDIO
 MEGAESÔFAGO
 MEGACOLON
 FORMA CARDÍACA  é a mais importante
forma ao doente chagásico e a principal causa de
morte. Pode apresentar-se sem sint...
 FORMA DIGESTIVA  carateríza-se por
alterações ao longo do trato digestivo,
sendo o megaesôfago e o megacolon , as
manif...
 DIAGNÓSTICO
 CLÍNICO
 LABORATORIAL > Exames de
Sangue
 A medicação é dada sob acompanhamento médico nos hospitais devido aos
efeitoscolaterais que provoca,
 A MEDICAÇÃO deve ...
 FORMAS CARDÍACAS  Cardiotônicos,
diuréticos, antiarrítmicos, vasodilatadores, em
alguns casos, indica-se a implantação ...
ELIMINAR O INSETO TRANSMISSOR
DA DOENÇA OU MANTÊ-LO
AFASTADO DO CONVÍVIO HUMANO,
É A ÚNICA FORMA DE ERRADICAR E
PREVINIR ...
 COMO NÃO EXISTE VACINA PARA A DOENÇA DE CHAGAS, OS
CUIDADOS DEVEM SER REDOBRADOS NAS REGIÕES ONDE O
BARBEIRO AINDA EXIST...
O CONHECIMENTO GERA OPORTUNIDADES, QUE GERA
EXPERIÊNCIA, QUE POR SUA VEZ GERA ESTRATÉGIAS DE
PROTEÇÃO.
BUSCAR CONHECER O N...
DOENÇA DE CHAGAS
DOENÇA DE CHAGAS
DOENÇA DE CHAGAS
DOENÇA DE CHAGAS
DOENÇA DE CHAGAS
DOENÇA DE CHAGAS
DOENÇA DE CHAGAS
DOENÇA DE CHAGAS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

DOENÇA DE CHAGAS

1.225 visualizações

Publicada em

ENFERMAGEM - EXPO CIÊNCIAS - 2009
SEMINÁRIO - DISCIPLINA DE PARASITOLOGIA -
TEMA: DOENÇA DE CHAGAS

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.225
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • UM ABRAÇO DA TURMA “F” NOT.
  • DOENÇA DE CHAGAS

    1. 1.  SANDRA  SUELY  CECÍLIA  EVANDSON  FÁTIMA
    2. 2.  FOI DESCOBERTA EM 1909 PELO MÉDICO BRASILEIRO CARLOS CHAGAS, A DOENÇA NÃO FOI VISTA COMO PROBLEMA ATÉ À DÉCADA DE '60. ONDE ESTUDOS DESENVOLVIDOS PELO INSTITUTO OSWALDO CRUZ EM BAMBUÍ,MINAS GERAIS, POSSIBILITARAM DIMENSIONAR A MOLÉSTIA COMO PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA.
    3. 3.  A DOENÇA DE CHAGAS OU MAL DE CHAGAS OU CHAGUISMO, É UMA INFECÇÃO CAUSADA POR UM PROTOZOÁRIO PARASITA CHAMADO DE TRYPANOSOMA CRUZI..  O nome do parasita foi dado por seu descobridor, o cientista Carlos Chagas,
    4. 4.  O TRYPANOSOMA CRUZI É UM MEMBRO DO MESMO AGENTE INFECCIOSO DA LEISHMANIOSE,
    5. 5.  AS CASAS, COM REBOCO DEFEITUOSO E SEM FORRO, SÃO HABITAT PARA O INSETO BARBEIRO, QUE DORME DE DIA NAS RACHADURAS DAS PAREDES E SAI À NOITE PARA SUGAR O SANGUE DA PESSOAS QUE DORMEM, GERALMENTE NO ROSTO OU ONDE A PELE É MAIS FINA.  A DESTRUIÇÃO DE ÁREAS DE MATA ATLÂNTICA PARA A CONSTRUÇÃO DE PRÉDIOS FAZ SURGIR UM NOVO RISCO NA CIDADE. O INSETO TRANSMISSOR ESTÁ SENDO EXPULSO DO SEU HABITAT NATURAL.
    6. 6.  O barbeiro se infecta ao sugar o sangue de um organismo infectado  O homem, por sua vez é afectado pelas fezes ou urina contamina pois enquanto suga o sangue defeca nesse mesmo local. a pessoa coça o local da picada e as fezes eliminadas pelo barbeiro penetram pelo orifício que ali deixou.
    7. 7.  Transfusão sanguínea  Transmissão congênita  Acidentes de laboratório  Transplante,  Amamentação,  Coito (nunca comprovada na espécie humana)  Oral ( Caso recentemente no Pará)
    8. 8.  Febre, mal-estar, inflamação e dor nos gânglios, vermelhidão, inchaço nos olhos (sinal de Romanã), aumento do fígado e do baço.  Com freqüência, a febre desaparece depois de alguns dias e a pessoa não se dá conta do que lhe aconteceu, embora o parasita já esteja alojado em alguns órgãos.  Como nem sempre os sintomas são perceptíveis, o indivíduo pode saber que tem a doença, 20, 30 anos depois de ter sido infectado, ao fazer um exame de sangue de rotina.
    9. 9. Além do homem, mamíferos domésticos e silvestres como gato, cão, porco doméstico, rato doméstico, macaco, saguim, tatu, gambá, morcego, etc. As aves e animais de sangue frio (lagarto,sapos, etc.) Também podem contrair a infecção.
    10. 10.  FORMAS:  CARDÍACA  DIGESTIVA  FASE CRÔNICA  MEGACÁRDIO  MEGAESÔFAGO  MEGACOLON
    11. 11.  FORMA CARDÍACA  é a mais importante forma ao doente chagásico e a principal causa de morte. Pode apresentar-se sem sintomatologia, mas com alterações eletrocardiográficas, como uma síndrome de insuficiência cardíaca progressiva, insuficiência cardíaca fulminante, ou com arritimias graves e morte súbita.  SINAIS E SINTOMAS  palpitação, dispnéia,edema,dor no peito, tosse, tonturas, e desmaios.  o Rx de torax revela cardiomegalia global discreta, moderada ou acentuada.
    12. 12.  FORMA DIGESTIVA  carateríza-se por alterações ao longo do trato digestivo, sendo o megaesôfago e o megacolon , as manifestações mais comuns.
    13. 13.  DIAGNÓSTICO  CLÍNICO  LABORATORIAL > Exames de Sangue
    14. 14.  A medicação é dada sob acompanhamento médico nos hospitais devido aos efeitoscolaterais que provoca,  A MEDICAÇÃO deve ser mantida, no mínimo, por um mês. O efeito do medicamento costuma ser satisfatório na fase aguda da doença, enquanto o parasita AINDAestácirculando no sangue.  Na fase crônica, não compensa utilizá-lo mais. O tratamento é direcionado APENAS NAS manifestações da doença a fim de controlar os sintomas e evitar as complicações.
    15. 15.  FORMAS CARDÍACAS  Cardiotônicos, diuréticos, antiarrítmicos, vasodilatadores, em alguns casos, indica-se a implantação de marcapasso.  FORMAS DIGESTIVAS  uso de dietas, laxativos ou lavagens. Em estágios mais avançados, impõe-se a correção cirúrgica do órgão afetado.
    16. 16. ELIMINAR O INSETO TRANSMISSOR DA DOENÇA OU MANTÊ-LO AFASTADO DO CONVÍVIO HUMANO, É A ÚNICA FORMA DE ERRADICAR E PREVINIR A DOENÇA DE CHAGAS.
    17. 17.  COMO NÃO EXISTE VACINA PARA A DOENÇA DE CHAGAS, OS CUIDADOS DEVEM SER REDOBRADOS NAS REGIÕES ONDE O BARBEIRO AINDA EXISTE, COMO O VALE DO JEQUITINHONHA, NO NORTE DE MINAS GERAIS, E EM ALGUMAS ÁREAS DO NORDESTE DA BAHIA;  PESSOA QUE ESTEVE NUMA REGIÃO DE TRANSMISSÃO NATURAL DO PARASITA DEVE PROCURAR ASSISTÊNCIA MÉDICA SE APRESENTAR FEBRE OU QUALQUER OUTRO SINTOMA CARACTERÍSTICO DA DOENÇA DE CHAGAS;  PORTADORES DO PARASITA, MESMO QUE SEJAM ASSINTOMÁTICOS, NÃO PODEM DOAR SANGUE;  A CANA-DE-AÇÚCAR DEVE SER CUIDADOSAMENTE LAVADA ANTES DA MOAGEM E
    18. 18. O CONHECIMENTO GERA OPORTUNIDADES, QUE GERA EXPERIÊNCIA, QUE POR SUA VEZ GERA ESTRATÉGIAS DE PROTEÇÃO. BUSCAR CONHECER O NOSSO INIMIGO... É UMA FORMA DE NÃO SERMOS PEGO DE SURPRESA POR ELE.! OBRIGADO !

    ×