2.O Modelo Romano - das magistraturas republicanas ao poder do imperador

1.155 visualizações

Publicada em

Módulo 1 – Raízes mediterrânicas da civilização europeia – cidade, cidadania e Império na Antiguidade Clássica

Unidade 2 - O Modelo Romano

Roma - cidade ordenadora de um império urbano:
Um mundo de cidades;
Das magistraturas republicanas ao poder do imperador;

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.155
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2.O Modelo Romano - das magistraturas republicanas ao poder do imperador

  1. 1. Unidade 2- O Modelo Romano Roma - cidade ordenadora de um império urbano: Um mundo de cidades; Das magistraturas republicanas ao poder do imperador; Solange Pacheco
  2. 2. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma
  3. 3. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma
  4. 4. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Marte Réia Silvia
  5. 5. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Reino de Alba Longa
  6. 6. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Golpe de estado por Amúlio
  7. 7. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Numitor feito prisoneiro
  8. 8. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Marte e Réia Sílvia
  9. 9. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Rómulo e Remo com a Loba
  10. 10. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Pastor Fáustulo com Rómulo e Remo
  11. 11. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Conflito entre Remo e pastores
  12. 12. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Rio Tibre
  13. 13. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Rómulo mata Remo
  14. 14. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Rómulo funda a cidade de Roma
  15. 15. A Lenda de Rómulo e Remo e a Fundação de Roma Batalha com os Sabinos
  16. 16.  Após as conquistas os romanos organizavam os seus territórios por cidades, ou urbes (Conceitos, p. 75);  No caso da Grécia, os romanos respeitaram as organizações urbanas já existentes, procedendo apenas a algumas alterações; Barcino (atual cidade de Barcelona)
  17. 17.  Em territórios nas quais não existiam centros urbanos, como por exemplo na Gália ou na Península Ibérica, os romanos apressaram-se a criar estruturas que promovessem a sua criação e desenvolvimento; Gália e Península Ibérica
  18. 18.  O império romano era constituído por um mundo de cidades as quais possuíam relativa autonomia, tendo, contudo, como exemplo Roma, a urbe como centro de poder e coração do império. Roma
  19. 19. Apesar das cidades do vasto território romano possuírem autonomia, era necessário centralizar o poder. Como funcionava Roma, o “coração do império”?
  20. 20. Senado republicano As instituições republicanas
  21. 21.  Os aristocratas romanos que expulsaram a partir de 509 a. C os etruscos, povo que dominara a península itálica nos séculos anteriores, implementaram a república;  Então, quais eram as instituições republicanas e quais eram as suas funções? Território dos etruscos
  22. 22.  A República durou 6 séculos;  Durante este periodo o império foi governado por instituições prestigiadas;  Estas instituições republicanas foram os elementos chave para o crescimento do império romano;  Com a instauração da república, o poder foi dividido por inúmeros magistrados, dos quais se destacavam os cônsules que: Chefiavam os exércitos Propunham as leis Dirigiam os negócios públicos de Roma
  23. 23.  As atividades dos magistrados eram controladas por duas instituições políticas:  Os Comícios – assembleia de cidadãos romanos que elegiam os magistrados;  O Senado - era composto por antigos magistrados. Era considerado o orgão mais importante da república; Desta forma combatia-se o abuso do poder.
  24. 24.  Os magistrados têm poder militar, judicial e administrativo. São os magistrados que propõem as leis;  Os comícios representam o povo romano de carácter popular. Elegem os magistrados e aprovam as leis;  A carreira de magistrado possuia várias funções, do comando militar ao abastecimento da urbe. Existia ascenção de cargos dentro das magistraturas (Cursus Honorum).
  25. 25.  No século I desencadeou-se, em Roma uma crise profunda a nível político e económico, desencadeando violentas guerras civis e grandes perseguições;  A que se deveu esta crise? Guerras civis Crise económica e desemprego Crise política • Rivalidade entre generais que procuravam conquistar mais poder; • Crescente poder militar originada pelas conquistas; • As conquistas provocaram o abandono das terras; • A chegada de produtos de exterior e escravos em excesso Incapacidade dos politicos em resolver a crise ; extensão excessiva dos teriitórrios conquistados.
  26. 26. Filme “Roma e o Coliseu” retirado de “Gladiador“ (clicar na imagem para visualizar)
  27. 27. As instituições da época imperial
  28. 28.  O Imperador concentrava em si os poderes: Político:  acumulava os poderes legislativo, executivo e judicial;  a nomeação de senadores e funcionários;  a cunhagem da moeda;  a política externa do Império Judicial:  fiscalizava a justiça
  29. 29. Poder militar:  chefe máximo do exército Poder religioso:  tornou-se sacerdote supremo  dirigia a vida religiosa  tinha o título de “Augusto” - divino  após a sua morte era-lhe prestado culto - culto imperial
  30. 30. Responde às questões 1 a 4, página 77 do manual Senado republicano Imperador Octávio Augusto

×