SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 35
Roma -  Cidade Imperial
Indicadores de Aprendizagem ,[object Object],[object Object]
O Mundo Romano… Roma localizava-se na região do Lácio, perto do rio Tibre , na Itália Central
ROMA GRÉCIA
É banhada pelos mares: Tirreno, Adriático e Mediterrâneo
 
ORIGEM... ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
 
 
 
Esta história é apenas uma lenda, mas existem informações verdadeiras.  A primeira é que os fundadores de Roma criavam gado (representados pelos bois brancos), conheciam metalurgia (representados pelo arado de ferro) e praticavam a agricultura (representados pelo arado). Essas informações foram comprovadas pela arqueologia.  A segunda informação é que Roma foi primeiramente uma Monarquia, e que o primeiro rei chamava-se Rómulo.  Os povos da planície do Lácio eram constantemente ameaçados e decidiram fundar uma cidade fortificada, com uma grande muralha e alguns poucos portões. Quem entrasse  era considerado inimigo e era assassinado. Muralha de Roma.
Origem Científica De acordo com os historiadores, a fundação de Roma resulta da mistura de povos que foram habitar a região da península itálica: latinos, gregos, etruscos, italiotas,  sabinos.Os etruscos derrotaram as outras tribos e ocuparam toda a região do Monte Palatino e aí fundaram a  cidade de Roma e deram origem ao povo romano .
 
 
Dominada a Península Itálica, os romanos empenharam-se no domínio de todo o Mediterrâneo e comércio que aqui se fazia.
No final do séc. III a. C.,  Roma transformara-se ,então, numa potência continental, mas o seu desejo era dominar também o comércio no Mediterrâneo. A partir daí os romanos apoderaram-se de vastos territórios à volta do Mediterrâneo, tais como: Península Ibérica, Gália, Macedónia, Grécia Egipto, Norte de África(Cartago) .  As regiões dominadas, transformadas em províncias foram  obrigadas a pagar altos impostos.
Conquistas de Roma
O Mediterrâneo torna-se um lago romano. Daí passar a chamar-se “Mare Nostrum” (mar nosso). ,[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Motivações das conquistas romanas
O expansionismo romano teve profundos efeitos sobre a sua sociedade, dentre os quais podemos destacar: •  Grande afluxo de riquezas para Roma, proveniente das áreas conquistadas; •  Grande aumento do número de escravos, que passaram a ser a base da mão-de-obra romana; •  Ruína das pequenas propriedades, impossibilitadas de concorrerem com a produção dos grandes latifúndios trabalhados por escravos; •  êxodo rural, visto que os camponeses não tinham condições de permanecer no campo e dirigiam-se para a cidade. Nela sobreviviam em condições miseráveis, sendo quase sempre manipulados pela elite romana; •  Aparecimento de novos grupos sociais ligados à expansão comercial, como mercadores e banqueiros (chamados de “homens novos”). CONSEQUÊNCIAS DA EXPANSÃO
[object Object]
 
 
Os legionários romanos eram soldados profissionais contratados por 20 ou 25 anos. Preparavam-se rigorosamente para combater.
O exército romano era bastante disciplinado e muito bem treinado. Eram treinados não só para o combate, mas também para a construção de acampamentos, estradas e estruturas de defesa. Os que desobedeciam aos seus superiores eram severamente punidos. Utilização do exército
 
A economia romana era  urbana , pois toda a produção era feita em função das cidades. As cidades eram o centro da vida no Império Romano.
A economia romana era  comercial , devido à importância do comércio.  Através do Mediterrâneo, dos rios e das estradas romanas circulavam produtos de todo o Império.
A economia romana era  monetária , devido à importância da moeda. A moeda servia para o comércio, mas também para o pagamento dos exércitos, para as obras públicas e para distribuir pelos muitos cidadãos desocupados, que viviam à custa do Estado. A economia romana era ainda  esclavagista , pois a maior parte do trabalho era assegurado pelos escravos.
Os  Romanos conquistaram  com recurso  à guerra, um dos maiores impérios da Antiguidade. Para assegurarem a administração deste  império  recorreram a  um grande sentido de ordem, disciplina e estratégia, bem como a constituição de um Estado forte e  coeso, apoiado num aparelho administrativo complexo, mas orientado por leis racionais e pragmáticas. Este império tinha como base as cidades que foram construídas por todo o império.
A Civilização romana é essencialmente urbana, porque a cidade é o centro económico, político social, administrativo e cultural. A urbe não é um simples conjunto de edifícios , ma uma associação destinada a satisfazer hábitos , necessidades e interesses comuns daqueles que  a habitam. Roma é o centro do poder e coração do império: tudo a ela está ligado por meio de estradas e pontes,. Ela era o modelo a seguir e estendia o seu modo de organização a todo o império.
Factores de crescimento do Império Romano:
(Continuação)
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Módulo 2 a cultura do senado
Módulo 2   a cultura do senadoMódulo 2   a cultura do senado
Módulo 2 a cultura do senadoTLopes
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualizaçãocattonia
 
Uma cultura aberta à cidade
Uma cultura aberta à cidadeUma cultura aberta à cidade
Uma cultura aberta à cidadeCarla Teixeira
 
O Império Romano
O Império RomanoO Império Romano
O Império RomanoHCA_10I
 
A Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império RomanoA Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império RomanoMariana Neves
 
O poder político em roma
O poder político em romaO poder político em roma
O poder político em romaCarla Teixeira
 
O modelo ateniense uma cultura aberta à cidade
O modelo ateniense   uma cultura aberta à cidadeO modelo ateniense   uma cultura aberta à cidade
O modelo ateniense uma cultura aberta à cidadehome
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaPatricia .
 
A romanização romana
A romanização romanaA romanização romana
A romanização romanaBruno Ganhão
 
Romanização 7ºAno / Historia
Romanização 7ºAno / Historia Romanização 7ºAno / Historia
Romanização 7ºAno / Historia Francisco Nogueira
 
Modelo romano parte 3
Modelo romano parte 3Modelo romano parte 3
Modelo romano parte 3cattonia
 
Módulo 2 arquitetura romana
Módulo 2   arquitetura romanaMódulo 2   arquitetura romana
Módulo 2 arquitetura romanaCarla Freitas
 
Resumos História - O Modelo Ateniense
Resumos História - O Modelo AtenienseResumos História - O Modelo Ateniense
Resumos História - O Modelo AtenienseLojinha da Flor
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaCarlos Vieira
 

Mais procurados (20)

Módulo 2 a cultura do senado
Módulo 2   a cultura do senadoMódulo 2   a cultura do senado
Módulo 2 a cultura do senado
 
A cultura do senado
A cultura do senadoA cultura do senado
A cultura do senado
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualização
 
Uma cultura aberta à cidade
Uma cultura aberta à cidadeUma cultura aberta à cidade
Uma cultura aberta à cidade
 
O Império Romano
O Império RomanoO Império Romano
O Império Romano
 
A Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império RomanoA Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império Romano
 
O poder político em roma
O poder político em romaO poder político em roma
O poder político em roma
 
O modelo ateniense uma cultura aberta à cidade
O modelo ateniense   uma cultura aberta à cidadeO modelo ateniense   uma cultura aberta à cidade
O modelo ateniense uma cultura aberta à cidade
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
 
11 cultura grega
11   cultura grega11   cultura grega
11 cultura grega
 
A pólis de atenas
A pólis de atenasA pólis de atenas
A pólis de atenas
 
Módulo 1
Módulo 1Módulo 1
Módulo 1
 
A romanização romana
A romanização romanaA romanização romana
A romanização romana
 
Romanização 7ºAno / Historia
Romanização 7ºAno / Historia Romanização 7ºAno / Historia
Romanização 7ºAno / Historia
 
Modelo romano parte 3
Modelo romano parte 3Modelo romano parte 3
Modelo romano parte 3
 
Módulo 2 arquitetura romana
Módulo 2   arquitetura romanaMódulo 2   arquitetura romana
Módulo 2 arquitetura romana
 
Resumos História - O Modelo Ateniense
Resumos História - O Modelo AtenienseResumos História - O Modelo Ateniense
Resumos História - O Modelo Ateniense
 
Apresentação n.º 2 O Modelo Romano
Apresentação n.º 2 O Modelo RomanoApresentação n.º 2 O Modelo Romano
Apresentação n.º 2 O Modelo Romano
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
 

Destaque (20)

Resumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º anoResumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º ano
 
Guia de estudo o modelo romano 1415
Guia de estudo o modelo romano 1415Guia de estudo o modelo romano 1415
Guia de estudo o modelo romano 1415
 
Conditional - Type 0, 1, 2 and 3
Conditional - Type 0, 1, 2 and 3Conditional - Type 0, 1, 2 and 3
Conditional - Type 0, 1, 2 and 3
 
Célula 10º Biologia
Célula 10º BiologiaCélula 10º Biologia
Célula 10º Biologia
 
História (Roma)
História (Roma)História (Roma)
História (Roma)
 
O modelo ateniense
O modelo atenienseO modelo ateniense
O modelo ateniense
 
Aula I Imperio Romano
Aula I Imperio RomanoAula I Imperio Romano
Aula I Imperio Romano
 
O Império Romano
O Império RomanoO Império Romano
O Império Romano
 
12 formação do império romano
12   formação do império romano12   formação do império romano
12 formação do império romano
 
Roma a.C.
Roma a.C.Roma a.C.
Roma a.C.
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
13 o império romano
13   o império romano13   o império romano
13 o império romano
 
A civilização romana
A civilização romanaA civilização romana
A civilização romana
 
1° ano império romano - completo
1° ano    império romano - completo1° ano    império romano - completo
1° ano império romano - completo
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
O império romano
O império romanoO império romano
O império romano
 
O cristianismo em roma
O cristianismo em romaO cristianismo em roma
O cristianismo em roma
 
Arquitetura grega
Arquitetura gregaArquitetura grega
Arquitetura grega
 
A civilização romana
A civilização romana  A civilização romana
A civilização romana
 
Império romano
Império romanoImpério romano
Império romano
 

Semelhante a Roma - A Cidade Imperial

Semelhante a Roma - A Cidade Imperial (20)

Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
 
Os romanos
Os romanosOs romanos
Os romanos
 
A cultura rumana
A cultura rumanaA cultura rumana
A cultura rumana
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
civilização romana.pdf
civilização romana.pdfcivilização romana.pdf
civilização romana.pdf
 
Mundo romano
Mundo romanoMundo romano
Mundo romano
 
Romanização
RomanizaçãoRomanização
Romanização
 
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
 
Roma-1° J
Roma-1° JRoma-1° J
Roma-1° J
 
Civilização romana
Civilização romanaCivilização romana
Civilização romana
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Antiguidade clássica roma 7ano
Antiguidade clássica roma 7anoAntiguidade clássica roma 7ano
Antiguidade clássica roma 7ano
 
245925757 exercicio-roma-2 (1)
245925757 exercicio-roma-2 (1)245925757 exercicio-roma-2 (1)
245925757 exercicio-roma-2 (1)
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Roma antiga resumo
Roma antiga resumoRoma antiga resumo
Roma antiga resumo
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
ROMANOS.pptx
ROMANOS.pptxROMANOS.pptx
ROMANOS.pptx
 
Roma antiga fundação e monarquia
Roma antiga   fundação e monarquiaRoma antiga   fundação e monarquia
Roma antiga fundação e monarquia
 
PPT - Civilização Romana
PPT - Civilização RomanaPPT - Civilização Romana
PPT - Civilização Romana
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 

Mais de Carla Teixeira

A civilização industrial no séc XIX.ppt
A civilização industrial no séc XIX.pptA civilização industrial no séc XIX.ppt
A civilização industrial no séc XIX.pptCarla Teixeira
 
1-guerra-mundial-esic.ppt
1-guerra-mundial-esic.ppt1-guerra-mundial-esic.ppt
1-guerra-mundial-esic.pptCarla Teixeira
 
a polis no mundo grego.ppt
a polis no mundo grego.ppta polis no mundo grego.ppt
a polis no mundo grego.pptCarla Teixeira
 
O tempo das reformas religiosas parte 1
O tempo das reformas religiosas parte 1O tempo das reformas religiosas parte 1
O tempo das reformas religiosas parte 1Carla Teixeira
 
Arte renascentista parte 3
Arte renascentista  parte 3Arte renascentista  parte 3
Arte renascentista parte 3Carla Teixeira
 
A reforma religiosa parte 2
A reforma religiosa  parte 2A reforma religiosa  parte 2
A reforma religiosa parte 2Carla Teixeira
 
A reforma católica e a contra reforma- parte 1
A reforma católica e a contra  reforma- parte 1A reforma católica e a contra  reforma- parte 1
A reforma católica e a contra reforma- parte 1Carla Teixeira
 
A contra reforma parte 3
A contra reforma  parte 3A contra reforma  parte 3
A contra reforma parte 3Carla Teixeira
 
A contra reforma parte 2
A contra reforma   parte 2A contra reforma   parte 2
A contra reforma parte 2Carla Teixeira
 
A arte renascentista parte 2
A arte renascentista parte 2A arte renascentista parte 2
A arte renascentista parte 2Carla Teixeira
 
O rococó e o neoclássico parte 1
O rococó e o neoclássico parte 1O rococó e o neoclássico parte 1
O rococó e o neoclássico parte 1Carla Teixeira
 
Revolução francesa módulo 7
Revolução francesa  módulo 7Revolução francesa  módulo 7
Revolução francesa módulo 7Carla Teixeira
 
Ficha de trabalho nº 1
Ficha de trabalho nº 1Ficha de trabalho nº 1
Ficha de trabalho nº 1Carla Teixeira
 
Revolução francesa módulo 7
Revolução francesa  módulo 7Revolução francesa  módulo 7
Revolução francesa módulo 7Carla Teixeira
 
Revolução francesa 2
Revolução francesa 2Revolução francesa 2
Revolução francesa 2Carla Teixeira
 
Revolução francesa parte 3
Revolução francesa parte 3Revolução francesa parte 3
Revolução francesa parte 3Carla Teixeira
 
Revolução francesa 2
Revolução francesa 2Revolução francesa 2
Revolução francesa 2Carla Teixeira
 

Mais de Carla Teixeira (20)

A civilização industrial no séc XIX.ppt
A civilização industrial no séc XIX.pptA civilização industrial no séc XIX.ppt
A civilização industrial no séc XIX.ppt
 
1-guerra-mundial-esic.ppt
1-guerra-mundial-esic.ppt1-guerra-mundial-esic.ppt
1-guerra-mundial-esic.ppt
 
a polis no mundo grego.ppt
a polis no mundo grego.ppta polis no mundo grego.ppt
a polis no mundo grego.ppt
 
O tempo das reformas religiosas parte 1
O tempo das reformas religiosas parte 1O tempo das reformas religiosas parte 1
O tempo das reformas religiosas parte 1
 
Arte renascentista parte 3
Arte renascentista  parte 3Arte renascentista  parte 3
Arte renascentista parte 3
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
A reforma religiosa parte 2
A reforma religiosa  parte 2A reforma religiosa  parte 2
A reforma religiosa parte 2
 
A reforma católica e a contra reforma- parte 1
A reforma católica e a contra  reforma- parte 1A reforma católica e a contra  reforma- parte 1
A reforma católica e a contra reforma- parte 1
 
A contra reforma parte 3
A contra reforma  parte 3A contra reforma  parte 3
A contra reforma parte 3
 
A contra reforma parte 2
A contra reforma   parte 2A contra reforma   parte 2
A contra reforma parte 2
 
A arte renascentista parte 2
A arte renascentista parte 2A arte renascentista parte 2
A arte renascentista parte 2
 
O rococó e o neoclássico parte 1
O rococó e o neoclássico parte 1O rococó e o neoclássico parte 1
O rococó e o neoclássico parte 1
 
Neoclássico parte 2
Neoclássico parte 2Neoclássico parte 2
Neoclássico parte 2
 
Neoclássico parte3
Neoclássico parte3Neoclássico parte3
Neoclássico parte3
 
Revolução francesa módulo 7
Revolução francesa  módulo 7Revolução francesa  módulo 7
Revolução francesa módulo 7
 
Ficha de trabalho nº 1
Ficha de trabalho nº 1Ficha de trabalho nº 1
Ficha de trabalho nº 1
 
Revolução francesa módulo 7
Revolução francesa  módulo 7Revolução francesa  módulo 7
Revolução francesa módulo 7
 
Revolução francesa 2
Revolução francesa 2Revolução francesa 2
Revolução francesa 2
 
Revolução francesa parte 3
Revolução francesa parte 3Revolução francesa parte 3
Revolução francesa parte 3
 
Revolução francesa 2
Revolução francesa 2Revolução francesa 2
Revolução francesa 2
 

Roma - A Cidade Imperial

  • 1. Roma - Cidade Imperial
  • 2.
  • 3. O Mundo Romano… Roma localizava-se na região do Lácio, perto do rio Tibre , na Itália Central
  • 5. É banhada pelos mares: Tirreno, Adriático e Mediterrâneo
  • 6.  
  • 7.
  • 8.  
  • 9.  
  • 10.  
  • 11.  
  • 12. Esta história é apenas uma lenda, mas existem informações verdadeiras. A primeira é que os fundadores de Roma criavam gado (representados pelos bois brancos), conheciam metalurgia (representados pelo arado de ferro) e praticavam a agricultura (representados pelo arado). Essas informações foram comprovadas pela arqueologia. A segunda informação é que Roma foi primeiramente uma Monarquia, e que o primeiro rei chamava-se Rómulo. Os povos da planície do Lácio eram constantemente ameaçados e decidiram fundar uma cidade fortificada, com uma grande muralha e alguns poucos portões. Quem entrasse era considerado inimigo e era assassinado. Muralha de Roma.
  • 13. Origem Científica De acordo com os historiadores, a fundação de Roma resulta da mistura de povos que foram habitar a região da península itálica: latinos, gregos, etruscos, italiotas, sabinos.Os etruscos derrotaram as outras tribos e ocuparam toda a região do Monte Palatino e aí fundaram a cidade de Roma e deram origem ao povo romano .
  • 14.  
  • 15.  
  • 16. Dominada a Península Itálica, os romanos empenharam-se no domínio de todo o Mediterrâneo e comércio que aqui se fazia.
  • 17. No final do séc. III a. C., Roma transformara-se ,então, numa potência continental, mas o seu desejo era dominar também o comércio no Mediterrâneo. A partir daí os romanos apoderaram-se de vastos territórios à volta do Mediterrâneo, tais como: Península Ibérica, Gália, Macedónia, Grécia Egipto, Norte de África(Cartago) . As regiões dominadas, transformadas em províncias foram obrigadas a pagar altos impostos.
  • 19.
  • 20.
  • 21. O expansionismo romano teve profundos efeitos sobre a sua sociedade, dentre os quais podemos destacar: • Grande afluxo de riquezas para Roma, proveniente das áreas conquistadas; • Grande aumento do número de escravos, que passaram a ser a base da mão-de-obra romana; • Ruína das pequenas propriedades, impossibilitadas de concorrerem com a produção dos grandes latifúndios trabalhados por escravos; • êxodo rural, visto que os camponeses não tinham condições de permanecer no campo e dirigiam-se para a cidade. Nela sobreviviam em condições miseráveis, sendo quase sempre manipulados pela elite romana; • Aparecimento de novos grupos sociais ligados à expansão comercial, como mercadores e banqueiros (chamados de “homens novos”). CONSEQUÊNCIAS DA EXPANSÃO
  • 22.
  • 23.  
  • 24.  
  • 25. Os legionários romanos eram soldados profissionais contratados por 20 ou 25 anos. Preparavam-se rigorosamente para combater.
  • 26. O exército romano era bastante disciplinado e muito bem treinado. Eram treinados não só para o combate, mas também para a construção de acampamentos, estradas e estruturas de defesa. Os que desobedeciam aos seus superiores eram severamente punidos. Utilização do exército
  • 27.  
  • 28. A economia romana era urbana , pois toda a produção era feita em função das cidades. As cidades eram o centro da vida no Império Romano.
  • 29. A economia romana era comercial , devido à importância do comércio. Através do Mediterrâneo, dos rios e das estradas romanas circulavam produtos de todo o Império.
  • 30. A economia romana era monetária , devido à importância da moeda. A moeda servia para o comércio, mas também para o pagamento dos exércitos, para as obras públicas e para distribuir pelos muitos cidadãos desocupados, que viviam à custa do Estado. A economia romana era ainda esclavagista , pois a maior parte do trabalho era assegurado pelos escravos.
  • 31. Os Romanos conquistaram com recurso à guerra, um dos maiores impérios da Antiguidade. Para assegurarem a administração deste império recorreram a um grande sentido de ordem, disciplina e estratégia, bem como a constituição de um Estado forte e coeso, apoiado num aparelho administrativo complexo, mas orientado por leis racionais e pragmáticas. Este império tinha como base as cidades que foram construídas por todo o império.
  • 32. A Civilização romana é essencialmente urbana, porque a cidade é o centro económico, político social, administrativo e cultural. A urbe não é um simples conjunto de edifícios , ma uma associação destinada a satisfazer hábitos , necessidades e interesses comuns daqueles que a habitam. Roma é o centro do poder e coração do império: tudo a ela está ligado por meio de estradas e pontes,. Ela era o modelo a seguir e estendia o seu modo de organização a todo o império.
  • 33. Factores de crescimento do Império Romano:
  • 35.  

Notas do Editor

  1. c