10 atenas no século v

2.461 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre:
Superioridade ateniense
Economia
Sociedade
Democracia
Educação

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.461
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
128
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

10 atenas no século v

  1. 1. História 7º Ano Prof. Carla Freitas
  2. 2.  Situa-se na Península Ática onde tinha a possibilidade de praticar a agricultura  Território extenso  Bom porto, o Pireu, que facilitava o comércio marítimo  Excelente artesanato  Existência de minas de prata;  Imperialismo ateniense
  3. 3.  Agricultura (cereais; vinha; produção de mel e extração de madeira, árvores de fruto - oliveira, figueira, amendoeira)  Pecuária (cabras, carneiros e ovelhas)  Exploração do subsolo (prata e mármore)  Dedicavam-se ao artesanato (cerâmica; construção naval; metalurgia; joalharia)  Praticavam a pesca, o peixe era um dos principais alimentos dos atenienses.  Desenvolveram o comércio - Exportavam vinho, azeite e produtos artesanais e Importavam cereais, madeira e metais.  Para facilitar o comércio passaram a utilizar a moeda – o dracma
  4. 4.  Guerras Pérsicas  Superioridade dos hoplitas atenienses  Papel de liderança na Liga de Delos, aliança defensiva, contra as invasões dos persa.  Tesouro da liga aproveitado para obras em Atenas  Pagamento de tributos a Atenas
  5. 5. LIVRES NÃO LIVRES Cidadãos Metecos Escravos
  6. 6.  Homens livres;  Maiores de 18 anos;  Com serviço militar cumprido  Filhos de pai e mãe ateniense.  Tinham direitos políticos e só eles podiam participar no governo da cidade  Só eles podiam possuir terras
  7. 7. Mulheres  Não tinham quaisquer direitos políticos  Não podiam participar na vida pública e cultural da cidade.  Estavam sempre na dependência do pai, marido, irmão ou do parente masculino mais próximo.  Viviam no Gineceu – onde passavam a maior parte do tempo e onde cuidavam dos filhos,
  8. 8. ● Estrangeiros que viviam em Atenas; ● Eram homens livres mas não tinham direitos políticos; ● Tinham que pagar impostos e cumprir o serviço militar; ● Não tinham direito a ter terras; ● Dedicavam-se ao comércio e ao artesanato;
  9. 9. ● Grupo mais numeroso da sociedade ateniense ● Geralmente eram prisioneiros de guerra, raptados por piratas ou cidadãos condenados por dívidas. ● Não eram livres e não tinham direitos ● Geralmente faziam os trabalhos mais duros (minas, construção, agricultura) ● Em situações especiais podiam conseguir a liberdade
  10. 10. Atenas foi governada por diversos sistemas políticos: •A monarquia: o poder pertencia ao rei e aos nobres; •A tirania: o poder pertencia a um único governante que tomava todas as decisões; Os conflitos sociais levaram Clistenes a realizar reformas que defendiam a igualdade de direitos políticos, entre todos os cidadãos. Esta reforma foi concluída por Péricles dando origem à . Clístenes Péricles
  11. 11. “O nome desse regime é democracia, porque procura satisfazer o maior número de pessoas e não apenas uma minoria. As nossas leis concedem os mesmos direitos a todos os cidadãos (…)A pobreza não impede que um cidadão capaz, apesar de ser modesto, desempenhe cargos públicos na Pólis. (…) Somos tolerantes, mas mantemo- nos fiéis aos magistrados e às leis (…) Numa palavra, a nossa cidade é a escola da Grécia.” Discurso de Péricles, in Tucidides, História da Guerra do Peloponeso 1. A democracia destina-se a quem? 2. Que vantagens são apresentadas para este regime?
  12. 12. demos=povo + kratos= poder. Regime político no qual a soberania é exercida pelo povo, pertence ao conjunto dos cidadãos. Características da democracia ateniense É uma Democracia Direta, todos os cidadãos participavam na Eclésia e no governo da cidade O poder de governar pertence ao povo, isto é, ao conjunto dos cidadãos; Péricles determinou que os cargos públicos fossem pagos, de forma a que todos os cidadãos, mesmo os mais pobres, os exercessem - Mistoforias; Os mandatos eram anuais e podiam ser sorteados ou eleitos; Igualdade de direitos de todos os cidadãos.
  13. 13. Assembleias: Poder legislativo Eclésia: Assembleia formada por todos os cidadãos, aprova as leis. Bulé: Conselho dos 500 – Prepara as leis. Magistrados: Poder executivo Arcontes: tinham funções religiosas e judiciais; Estrategos: comandavam o exército e controlavam as finanças. Tribunais: Poder judicial Helieu: era um tribunal popular que julgava os delitos mais simples; Areópago: Tribunal formado por antigos arcontes e julgava os crimes mais graves.
  14. 14. KleroterionRelógio de água
  15. 15. ● Só os cidadãos podiam participar no governo da cidade; ● Dificuldade dos cidadãos que habitavam nos campos em ir às assembleias; ● Existência de escravos numa forma de governo que defendia a igualdade de direitos; ● Imperialismo exercido por Atenas através da Liga de Delos ● A existência da condenação ao ostracismo e à morte; ● Limitação à liberdade de expressão; quem conspirasse contra a democracia era condenado ao ostracismo. Foi dos mais importantes legados que a civilização grega nos deixou. Ostracon
  16. 16. Rapazes  Até aos 7 anos eram educados pela mãe, no Gineceu.  A partir dos sete frequentavam a escola onde aprendiam a ler escrever e a recitar os poemas dos poetas.  Aos 12 aprendiam cálculo, música oratória, gramática e praticavam ginástica.  Aos 15 estudavam ciências e leis.  Os adolescentes frequentavam a ágora, onde conversavam e aprendiam com os filósofos.  Aos 18 iniciavam a sua preparação militar e tornavam-se cidadãos. Era uma educação ecléctica, ou seja, uma educação completa: moral, intelectual, física e cívica Objectivo: Formar cidadãos activos no governo da cidade Raparigas  Eram educadas, em casa, pelas mães que as preparavam para serem esposas dedicadas e boas administradoras da casa.  Só as mais ricas aprendiam a ler, escrever e música.
  17. 17.  Economia Monetária – Economia em que se utiliza a moeda.  Economia Esclavagista –Economia em que a maior parte do trabalho é feito por escravos.  Imperialismo – Domínio político ou económico exercido por um Estado sobre outros Estados ou territórios.  Metecos – estrangeiros que viviam em Atenas, não tinham direitos políticos.  Democracia – Palavra de origem grega que significa poder do povo. Designa o regime político em que os cidadãos exercem o poder diretamente ou por representantes eleitos.  Mistoforias – Remuneração atribuida aos que exerciam cargos políticos em Atenas.  Poder legislativo – Poder de fazer/propôr as leis.  Poder executivo – Poder de fazer executar e cumprir as leis.  Poder judicial – Poder de julgar quem não cumpre as leis.  Ostracismo – Pena que consistia na perda de direitos políticos e no exílio da cidade por dez anos.
  18. 18. 1. Justificar a supremacia ateniense. 2. Caracterizar a economia ateniense. 3. Caracterizar a sociedade ateniense. 4. Definir democracia. 5. Descrever o funcionamento da democracia ateniense e os seus orgãos. 6. Explicar os limites da democracia ateniense. 7. Caracterizar a educação ateniense. 8. Relacionar a educação ateniense com as características políticas da cidade.

×