Introdução à Idade Média

1.238 visualizações

Publicada em

Contextualização e enquadramento de introdução ao estudo da Idade Média.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.238
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução à Idade Média

  1. 1.  Crise império romano;  Invasões bárbaras; Crise do império Romano: Causas internas:  Anarquia militar;  Rotatividade de imperadores;  Exército romano estava enfraquecido devido ao longo período de paz;  Fim da “Pax Romana”;
  2. 2. Causas Externas: Invasões Bárbaras; Século III Medidas para combater a crise: Reforma de Dioclesiano (293) – divisão do império em quatro coimperadores – “Tetrarquia imperial”;
  3. 3. Séculos IV e V Nova serie de invasões bárbaras Ataque dos Hunos; Saque de Roma pelos Visigodos (410) – chefiados por Alarico ; Novo ataque dos Hunos – chefiados por Átila;
  4. 4. Medidas para combater a crise: Divisão definitiva do império em dois territórios pelo imperador Teodósio (395): Império Romano do Ocidente – Capitais Ravena e Roma – imperador Honório; Império Romano do Oriente - Capital Constantinopla – imperador Arcádio. Imperador Teodósio
  5. 5.  476- Odoacro depoe o último imperador do Império romano do Ocidente – Rómulo Augusto;  O fim do Mundo Antigo;  Anarquia – caos político;  Insegurança- longo período de guerras desestruturou a vida económica;  As cidades eram alvo de pilhagens e destruição;  A nível cultural registou-se um retrocesso;
  6. 6. Batismo do rei dos Francos – Clóvis (466-511) – rei da dinastia merovíngia; http://4.bp.blogspot.com/-BzUzGFXWktI/UYjdfNbmO9I/AAAAAAAAAIw/Ipl_odPlDQc/s1600/Batismo+de+Cl%C3%B3vis+-+496.png
  7. 7. Séculos V a IX A Estagiária Solange Pacheco http://wallpaperswide.com/picture_of_the_middle_ages-wallpapers.html Escola Secundária de Lagoa 10º Ano Ano letivo 2014/2015
  8. 8.  O cristianismo representou um elo sólido de ligação entre o legado greco – latino e a civilização medieval;  O Ocidente estava muito mais atrasado em relação ao império bizantino/ Constantinopla (Império Romano do Oriente);  Dinastia Carolíngia – atingiu o seu auge no ano 800 com Carlos Magno coroado imperador do Ocidente; http://www.dw.de/image/0,,3820416_4,00.jpg
  9. 9.  Atingiu-se uma relativa estabilidade no Ocidente quebrada com a morte de Luís o Piedoso, filho de Carlos Magno (século IX);  Doc.  O território foi dividido por seus três filhos (Tratado de Verdum, 843):  Lotário – corredor entre mar do Norte e mediterraneo;  Carlos , o Calvo- Frância Ocidental – futura França;  Luís , o Germânico - Frância Oriental – futura Germânia;  Instaurou-se a anarquia;
  10. 10.  Otão I reúne territórios germânicos e italianos, no século X, ressurgindo o ideal de império;  Foi reconhecido, pelo papa, como imperador do Sacro-Império Romano – Germânico.
  11. 11. Porém constantes conflitos entre o papado e o imperador e o fortalecimento de reinos locais e principados não permitiram a concretização do ideal imperial, um domínio universal como o antigo império romano; http://images.fineartamerica.com/images-medium-large/otto-i-912-973-granger.jpg
  12. 12. Invasões no séc. VII (Noruegueses e Dinamarqueses – atacam a Inglaterra, Irlanda e Gália) e finais do séc. IX - Normandos – Vickings- conquistam os Países Baixos e Baixo Sena; A população ocidental até o século XI é escassa, dispersa assumindo uma distribuição irregular; As populacões aglomeravam-se em zonas ferteis; A defesa a estas invasões reforça o poder local (condes e marqueses), enfraquecendo o poder real; Dependência e laços de solidariedade entre os homens; Especialização de profissionais militares – os Milites ou cavaleiros que encontram proteção nos nobres poderosos atravês de contratos vassálicos;
  13. 13. Produção agrícola – praticada em clareiras, terras férteis e de fácil cultivo. Os utensílios eram de madeira com o recurso à força braçal. O rendimento agricola era insuficiente; Sistema de pousio - afolhamento bienal; Cultura extensiva com baixos rendimentos Indústrias de transformação – forja e olaria e criação de gado;
  14. 14. Enfraquecimento das trocas Dificuldades nas trocas comerciais Desaparecimento da moeda de ouro Estradas e pontes em mau estado Vias marítimas e fluviais dominadas por invasores Pilhagens
  15. 15.  O final da Alta Idade Média foi marcado por elevada instabilidade política. Justifique.  Indique três caraterísticas da agricultura durante os séculos V a IX.  Trabalho de Casa Caracterize, sucintamente, a Alta Idade Média.

×