O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Palestra Sobre Modelo de Negócios Canvas

2.042 visualizações

Publicada em

Palestra Sobre Modelo de Negócios Canvas

  1. 1. RIO DE JANEIRO – SÃO PAULO – BRASÍLIA – BELO HORIZONTECopyright © ELO Group 2013 - ConfidencialPensando a tecnologia a partir do modelo de negócioBusiness Model Canvas24/05/20131
  2. 2. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialAgenda21 O que significa modelo de negócio?2 O que significa Inovação de modelo de negócio?3 Como discutir um modelo de negócio?4 Como implementar um modelo de negócio?
  3. 3. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial 31O que significaModelo deNegócio?
  4. 4. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialO Modelo de negócio da Xerox213
  5. 5. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialO Que é um modelo de negócioModelos de negócio são basicamente histórias que descrevem como um clienterecebe algo valioso da empresa, como a empresa operacionaliza essa entregae como, ao fazer isso, a empresa ganha dinheiro suficiente para sustentar a suaoperaçãoQuem é o cliente equal a minhaproposta de valorpara ele?213Como a empresaganha dinheiro aoentregar valor para oseu cliente?Como o valor égerado e entregue aocliente?
  6. 6. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialPalo Alto Research CenterMouse Interface GráficaEstação de trabalhoindividualImpressora a Laser
  7. 7. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialPalo Alto Research Center213
  8. 8. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialEscrevendo novas histórias... Xerox Technology Ventures•  A Documentum foi fundada em 1990 com oapoio da XTV (Xerox’s Technology Ventures)•  A empresa foi convidada pela XTV a visitar oPARC, renomado laboratório da Xerox, por 6meses para identificar tecnologias promissorasØ  Nesse período o PARC estavatrabalhando em tecnologias para apoiargrandes empresas na gestão eletrônicade documentos•  Após o período no PARC, os empreendedores da Documentum passaram mais 6 mesesestudando as reais frutrações das empresas ao lidar com o fluxo de documentos.Ø  Insight: as empresas precisavam de uma solução que integrasse as plataformas dehardware e software já utilizadas – incompatíveis com as tecnologias proprietárias usadasno PARC•  Trabalhando em uma estrutura apartada, a Documentum desenvolveu uma arquiteturacompatível com a de seus clientes em potencialØ  A Documentum utilizou o canal de comunicação e a força de vendas da Xerox•  Em 1996, a Documentum abriu o seu capital e atingiu $323MM de capitalização ao final doprimeiro dia de transaçãoØ  A Xerox era proprietária de mais de 30% da Documentum
  9. 9. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialReescrevendo a própria históriaNovos entrante no mercado•  Em 1975, a Xerox possuía 75% do Market Share domercado de fotocopiadoras...•  A partir daí, várias outras marcas entraram nomercado•  As máquinas concorrentes eram muito menossofisticadas•  Por outro lado, eram muito mais baratas,podendo ser compradas por pequenas empresas•  Nos anos 90 a Canon assumiu a liderança domercadoO novo posicionamento da Xerox•  A pós um período de crise, a Xerox teve de sereposicionar para voltar a crescer.•  A nova missão da Xeroz é:“Através da tecnologia e serviços líderes mundiaisem processo de negócios e gerenciamento dedocumentos, estamos no coração das empresasde pequeno a grande porte, fornecendo aosnossos clientes a liberdade para focar no querealmente importa: seus negócios reais”
  10. 10. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialDiferença entre modelo de negócio e uma ideiaUma única ideia não é o mesmo que ummodelo de negócio...213≠  213...o modelo de negócio é a lógicageral segundo a qual as diversasideias são conectadas paraformar um negócioNovos mercados, propostas devalor diferenciadas, novasformas de comunicação, etc...Novas tecnologias,novos métodos detrabalhoNovas formas de cobrança,alternativas de financiamento, etc...
  11. 11. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial 112O que significaInovação deModelo deNegócio?
  12. 12. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial11Global Research Findings & InsightsJanuary 2013Inovação em modelos de negócio – Um prioridade cada Vezmaior para executivos no mundo todoEm uma pesquisa realizada pela GE em 2013, 3,1 milexecutivos foram perguntados a respeito de quais tipos deinovação mais contribuíram no passado ou contribuirão nofuturo para a performance da empresaContribuiráno futuro52%Percentagem dos respondentes que apontaram ainovação em modelos de negócio...Fonte: GE Innovation Barometer 2013Contribuiuno passado 46%Conclusão da pesquisa: Espera-se que a inovação em modelos de negócioassuma um papel cada vez importante na performance das organizações
  13. 13. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialEntendendo melhor o fenômeno da inovação em modelos denegócio – Modelos de negócio genéricoVenda de SoluçãoAgregação de valor porprocessoRede facilitadaAtividades: Entender umproblema complexo edesenvolver uma soluçãoespecíficaRecurso Chave: Expertsaltamente capacitadosExemplos: Consultóriomédico, Escritório deadvocacia, agência depublicidade e UniversidadesAtividades: Executarprocessos padronizados paratransformar insumos emprodutos e serviços de maiorvalor agregadoRecurso Chave: Processoprodutivo, Equipamento,Design do produto ou serviçoExemplos: Indústrias emgeral, restaurantes, comérciovarejista e agriculturaAtividades: Manter umambiente no qual indivíduos eorganizações possam trocarbens, serviços, dinheiro einformaçãoRecurso Chave: Tamanho ecomposição da base departicipantes, infraestruturaque suporta as trocas na redeExemplos: Plano de saúde,Redes Sociais, BancosComerciais e Bolsa de valoresAdaptado de Christensen, Grossman e Hwang (2008) - The Innovators Prescription: A Disruptive Solution for Health Care
  14. 14. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialEmpresas criam valor excepcional por meio de modelos denegócio inovadores...Desenvolvimento deSoluçãoAgregação de valor porprocessoRede facilitada•  Até o fim do Século XIX,famílias tinham de contratarfotógrafos profissionais pararealizar fotografias•  A câmera Brownie lançada pelaKodak era de tão simplesutilização que qualquer pessoapoderia realizar uma fotografia.•  A geração de valor estava noprocesso de produção erevelação do filme.•  Em 1997, a Kodak alcançou ovalor de mercado de US$ 30 Bi•  As câmeras digitais, tornaram oprocesso de revelaçãoobsoleto.•  O grande desafio passou a serhabilitar o compartilhamentoinstantâneo das fotos.•  O aplicativo Instagram sedisseminou com velocidaderecorde, sendo vendido aoFacebook por US$ 1 Bi menosde dois anos após o seulançamento.
  15. 15. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialEm diversos setores, a inovação em modelos de negóciopermitiu que empresas gerassem valor excepcionalDesenvolvimento deSoluçãoAgregação de valor porprocessoRede facilitada
  16. 16. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialO caso da apple exemplifica como o modelo de negócio iTunes/iPod permitiu a criação de valor excepcionalwas fo-novativetly per-the iPodegal on-e, Appleon of itsthe firste musicing it toardwarewactiv-ch linksnd users,istribu-simplydware tomed itss an on-stomers,”modelThis en-s modelg valueardwarepple ex-ovationbusinessAFTER BUSINESS MODEL CHANGESIn recent years, Apple’s revenues, profit and stock price change have reflected itssuccessful business model innovations.10/23/01Apple introducesiTunes/iPodbusiness modelAppleS&P01/09/07Apple introducesiPhone01/27/10Apple introducesiPad‘90 ‘93 ‘96 ‘99 ‘02 ‘05 ‘08 ‘11Apple Net Income ($ millions)0$5,000$10,000$15,000$20,000$25,000% Change in Stock Price** Compared to January31, 1990 base of:$8.50 for Apple andS&P index of 329.0801,000%2,000%3,000%4,000%5,000%Fonte: Amit e Zott (2013) –Creating Value ThroughBusiness Model Innovation
  17. 17. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial 173Como discutirum Modelo deNegócio?
  18. 18. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialO Business Model CanvasFonte: adaptado de Osterwalder e Pigneur (2010)Visão do ClienteVisão FinanceiraVisão da Operação
  19. 19. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialO Business Model CanvasFonte: adaptado de Osterwalder e Pigneur (2010)Visão do ClienteVisão FinanceiraVisão da Operação
  20. 20. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialO Business Model CanvasFonte: adaptado de Osterwalder e Pigneur (2010)Visão do ClienteVisão FinanceiraVisão da Operação
  21. 21. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialO Business Model CanvasFonte: adaptado de Osterwalder e Pigneur (2010)
  22. 22. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialExemplos - Nespresso
  23. 23. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialPlote o Canvas na Parede e pense com as Mãos!23
  24. 24. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialComo usar1.  Envolva outras pessoas! A diversidade de perspectivas entre aspessoas traz robustez à discussão do modelo de negócio.2.  Não escreva no Canvas! Em uma discussão, o ideal é que se consigacolocar e tirar ideias do quadro sempre, o modelo de negócio deveestar sempre em construção. Para isso, usam-se post-its.3.  Mostre o resultado! Um dos grandes ganhos do modelo écomunicar facilmente a ideia.1Plote oCANVAS emum poster2Prenda oposter naparede3Rascunhe oseu modelode negócio
  25. 25. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial 254ComoImplementar umnovo modelo denegócio
  26. 26. Copyright © ELO Group 2013 - ConfidencialPonto de partida: Hipóteses e Incerteza!!!26
  27. 27. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial © ELO Group todos os direitos reservados.Learn-to-Burn RatioIncertezaRecursosAprendizado
  28. 28. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial O que oUsuárioquer?Valide a sua Proposta de Valor
  29. 29. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial Exemplo de MVP – Drop box•  Hipótese a ser testada: as pessoasirão se interessar por sincronizar osseu arquivos•  Teste: Vídeo mostrando uma situaçãohipotética na qual a sincronizaçãoseria útil•  Métrica usada no teste: quantidade depessoas que clicaram no link para seinscrever como beta-testers•  Resultado Obtido: Da noite para o dia,a lista de inscritos para beta-testingchegou a 75 mil pessoas –Argumento mais que suficiente paraconvencer os investidores
  30. 30. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial Alguém vaiacessar?Teste o seu Canal
  31. 31. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial Zappos•  Hipótese a ser testada: Pessoas comprarão sapatos on-line(sem experimentá-los!)•  Teste: Tirar fotos de sapatos vendidos em uma loja físicareal e colocar a venda na internet. Quando os sapatos eramcomprados a equipe tinha de comprar o modelo na lojafísica real e enviar por correio (mesmo não lucrando com avenda)•  Métrica usado: Quantidade de comprasrealizadas•  Resultado: As compras realmenteaconteceram, comprovando que aspessoas estariam dispostas a fazercompras on-line, mesmo que isso implicasseem não experimentar os sapatos – Com issoos fundadores da Zappos conseguiram ocapital semente para iniciar a empresa
  32. 32. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial Food on the table•  Hipótese a ser testada: É possível, por meio de um questionário padronizado, montar umplano semanal de refeições para uma família, detalhando quais receitas realizar e onde compraros ingredientes•  Teste: Clientes foram abordados no supermercado para aplicação do questionário cara a cara eelaboração manual do plano semanal de refeições•  Métrica usada noteste: Satisfação dosclientes com o planodesenvolvido•  Resultado obtido:Com o aprendizadoacumulado, a equipefoi capaz dedesenvolver, deforma assertiva,funcionalidades querealmente seriamúteis – grandeeconomia de tempo edinheiro
  33. 33. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  34. 34. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  35. 35. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  36. 36. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  37. 37. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  38. 38. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  39. 39. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  40. 40. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  41. 41. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial 41  
  42. 42. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  43. 43. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  44. 44. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  45. 45. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial
  46. 46. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial Construa a sua trilha de experimentos
  47. 47. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial 1 – Desenho do modelo de negócio
  48. 48. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial 2 – Identificação das hipótesesHipóteses1- Uma grande quantidade de designers talentosos estarão dispostos acriar lojas virtuais2- Os designers irão enviar uma quantidade razoável de estampas3- O fornecedor de camiseta será capaz de produzir um modelo comcorte exclusivo da Vandal4- A camiseta produzida terá um corte considerado fashion pelousuários e um tecido tradicional de algodão que passe a sensação dequalidade5- Os compradores irão se identificar com o conceito da marca Vandal6- Os compradores irão explorar o site e conhecer as diversas lojas7- Os compradores irão comprar camisetas pelo preço de lojas demarca8- Os compradores irão perceber alta qualidade nas estampasAtorDesigners deCamisetaFornecedor decamisetaCompradores
  49. 49. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial 3 – Planejamento dos MVPs (experimentos)MVP-1Stand - VandalMVP-2Produção pilotoMVP-3Vendas in-houseMVP-4Vendas On-lineMontar Stands em eventospara estudante de Design paraapresentar a Vandal e obtercontato de interessados emmontar lojas virtuais1- Uma grande quantidade dedesigners talentosos estarãodispostos a criar lojas virtuais•  Quantidade de contatosobtidosPequena produção de camisetaspara evento de fim de ano deuma média empresa.As camisetas serão produzidaspelo fornecedor com o corteVandal e estampadas por umterceiro3- O fornecedor de camisetaserá capaz de produzir ummodelo com corte exclusivo daVandal4- A camiseta produzida terá umcorte considerado fashion pelousuários e um tecido tradicionalde algodão que passe asensação de qualidade•  Produção bem sucedida dascamisetas com o corte daVandal•  Opinião dos usuários dacamiseta quanto ao corte e aotoque do tecidoAdquirir a impressora decamiseta e iniciar as vendaspara dentro do círculo decontatos pessoais dosfundadores da Vandal5- Os compradores irão seidentificar com o conceito damarca Vandal8- Os compradores irãoperceber alta qualidade nasestampas•  Opinião dos compradoresquanto à qualidade dacamiseta estampada•  Quantidade de vendasrealizadasLançamento do site erealização de vendas on-line2- Os designers irão enviar umaquantidade razoável deestampas6- Os compradores irão exploraro site e conhecer as diversaslojas7- Os compradores irão comprarcamisetas pelo preço de lojas demarca•  Quantidade de lojas abertas•  Quantidade de estampasrecebidas•  Quantidade de visitas etrajetória dos visitantes pelaslojas•  Quantidade de vendasDescriçãoHipótesesMétricas
  50. 50. Copyright © ELO Group 2013 - Confidencial Deseja saber mais detalhes sobre o Business Model Canvas?Conheça o nosso manual:http://www.slideshare.net/elogroup/desenvolvendo-modelos-de-negcio-com-o-business-model-canvas-21216715
  51. 51. ELO GroupAv. Graça Aranha, 182 – 2º andarRJ: (21) 2222-2191 / Fax: (21) 2524-3239SP: (11) 4063-0228DF: (61) 4063-6441MG: (31) 4063-6442www.elogroup.com.brCopyright © ELO Group 2013 - Confidencial 51Jaime Frenkel(21) 8697-5575Jaime.frenkel@elogroup.com.br

×