Alterações

4.852 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.852
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
62
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alterações

  1. 1. Alterações hematológicas primárias 3.º ano - 2011
  2. 2. ConceitoDoenças que levam a algum grau deinsuficiência (falência) medular, comconsequentes sintomas e alterações noexame clínico, no hemograma, nomielograma e na biópsia de medula ósseae/ou de linfonodo.
  3. 3. Célula-tronco & microambiente
  4. 4. Medula óssea
  5. 5. Aplasia de medula óssea - Biópsia
  6. 6. Aplasia de medula óssea (Anemia aplásica/aplástica)• Pancitopenia periférica• Anemia normo / macrocítica• Neutropenia absoluta• Linfocitose relativa• Medula óssea hipocelular (biópsia + imprint)• Potencialmente fatal• Anemia Aplástica Grave: N < 500 / µL (muito grave: N < 200 / µL) Plaquetas < 20 mil / µL Reticulócitos < 20 mil / µL• 80%  óbito em 1 ano se só tratamento de suporte• IS / TMO  2 / 3 vivos após 5 a 10 anos
  7. 7. Aplasia de medula óssea - Fundo de olho: hemorragia por plaquetopenia
  8. 8. M. O. celularidade normal % variável com idade
  9. 9. Biópsia de medula óssea aplásica
  10. 10. Aplasia de medula óssea - Patogênese Robbins, 7.ª ed, 2005
  11. 11. Anemia de Fanconi
  12. 12. Disqueratose congênita
  13. 13. Neoplasias das células da medula óssea m.o. 100 Tecido % hematopoético cél. normal Expansão clonal (linhagem celular nova, neoplásica) 0 Mutação somática tempo
  14. 14. Como acontecem?Predisposição genética + Influência ambiental
  15. 15. Herança + ambiente• Síndrome de Down – leucemias agudas (30 x)• Químicos – benzeno – leucemia mielóide aguda• Fármacos – alquilantes – leucemia mielóide aguda• Radiação – leucemias mielóides• Infecções – leucemia linfóide aguda, linfomas
  16. 16. Leucemias – principais sintomas e sinaisDecorrem de – Falência da medula óssea normal (substituição) • Anemia • Neutropenia • Trombocitopenia (plaquetopenia) – Infiltração de órgãos pelas células leucêmicas: fígado, baço, linfonodos, timo, meninges, cérebro, pele, testículos, gengivas
  17. 17. • Quadro Clínico • Diagnóstico • Tratamento
  18. 18. Como conduzir?• Suspeita  confirmação rápida do diagnóstico (clínica + laboratório / biópsia de LN / MO)• Leucemias agudas: hemograma  anemia, leucocitose/leucopenia, blastos, plaquetopenia• Início imediato do tratamento nas neoplasias agudas (quimioterapia, radioterapia, agentes específicos)• Suporte clínico e hemoterápico• Transplante de medula óssea – quando indicar?• Situação biológica e psicológica do paciente e de sua família• Prognóstico
  19. 19. Mieloma múltiplo
  20. 20. Mieloma múltiplo
  21. 21. Rouleaux de hemácias
  22. 22. Leucemia Linfóide Aguda (Linfoblástica)
  23. 23. Leucemia L3 - Burkitt
  24. 24. Leucemia Linfóide Crônica (Linfocítica)
  25. 25. LLC
  26. 26. Leucemia prolinfocítica
  27. 27. Trissomia do cromossomo 12 (FISH)FISH analysis revealed trisomy 12 in 80% of the interphase cells (yellow). Trisomy 12 isassociated with atypical morphologic features including cleaved nuclei and/or increasednumbers of prolymphocytes, bright CD20 expression, absence of CD23 and expressionof FMC-7. In contrast to mantle cell lymphoma, "atypical" CLL is negative for t(11;14)and cyclin D1 expression. Patients with Trisomy 12 are stratified into an intermediate riskcategory.
  28. 28. Tricoleucemia (Hairy cell leukemia)
  29. 29. Linfadenomegalia
  30. 30. Linfoma de Hodgkin, esclerose nodular
  31. 31. Linfoma de Hodgkin Células de Reed-Sternberg, CD30 +
  32. 32. Linfoma Não-de-Hodgkin
  33. 33. Linfoma “B”, CD20 +
  34. 34. Linfomas - estadiamento
  35. 35. Medula óssea: infiltração por linfoma
  36. 36. Linfomas “MALT”ESTÔMAGO PULMÃO
  37. 37. Linfoma folicular x difuso
  38. 38. Linfoma “T” – cél. Sèzary (cerebriforme) Micose fungóide
  39. 39. Linfoma cutâneo (LNH)
  40. 40. Neoplasias da CTH• Leucemia mielóide aguda: alt.citogenéticas• Leucemia mielóide crônica: t(9;22) bcr/abl• Policitemia (rubra) vera• Mielofibrose primária com metaplasia mielóide• Trombocitemia essencial
  41. 41. Leucemias mielóides agudas Imunofenotipagem (painel proliferativo)
  42. 42. Agudas• Leucemias Mielóides Agudas: M0 – M7 – São doenças agressivas, em que a transformação maligna ocorre na célula-tronco hematopoética ou em progenitores pouco diferenciados – Dano genético envolve vários passos bioquímicos, resultando em • Aumento da taxa de proliferação celular • Redução da apoptose • Bloqueio na diferenciação celular – Acúmulo de células jovens (blastos) na medula óssea e no sangue e infiltração de órgãos
  43. 43. LMA• M0 – indiferenciada• M1 – sem maturação• M2 – com maturação granulocítica – t(8;21)• M3 – promielocítica aguda – t(15;17)• M4 – com maturação granulocítica e monocítica – inv(16)• M5 – monoblástica (M5a) ou monocítica (M5b)• M6 – eritroleucemia• M7 – megacarioblástica
  44. 44. LMA – bastão de Auer
  45. 45. Leucócitos
  46. 46. Radiação & neoplasias
  47. 47. Leucemia mielóide crônica: Ph
  48. 48. Leucemia Mielóide Crônica• t(9;22) – cromossomo Philadelphia• Doença clonal da célula-tronco pluripotente• Leucocitose com desvio escalonado até mieloblastos• Eosinofilia• Basofilia• Tratamento: inibidor da tirosina-quinase: mesilato de imatinib (GlivecR)
  49. 49. Sangue: Leucemia Mielóide Crônica
  50. 50. Outras doenças mieloproliferativas• Policitemia rubra vera• Trombocitemia essencial• Mielofibrose com metaplasia mielóide• Mielodisplasia (síndromes mielodisplásicas)
  51. 51. Doença mieloproliferativa crônica
  52. 52. Atividade hematopoética normal mielofibrose/mm
  53. 53. Transplante de células-tronco hematopoéticas
  54. 54. Abraham Maslow (1908-70)Hierarquia das necessidades básicas Auto-realização Auto-estima Sociais Segurança Fisiológicas

×