SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
Escravidão no Brasil 
(século XIX) 
→ Escravo: mercadoria (“coisa”) ou sujeito 
(agente)?
Formas de trabalho 
●A imagem clássica: Nas plantations (latifúndio 
+ monocultura + trabalho escravo) 
●Outras formas de trabalho: 
●Roças de subsistência 
●Mercado interno 
(alimentos) 
●Cidades 
(escravos de ganho)
Relação entre escravos e 
senhores 
→ Paternalismo + Violência 
→ Negociação 
● Acordos informais com os senhores sobre o que 
seria um cativeiro “aceitável” 
→ Conflito 
● Fugas 
(individuais; reivindicatórias; de rompimento) 
● Quilombos 
● Revoltas
Solidariedade e 
Manifestações Culturais 
→ Irmandades religiosas – solidariedade e ajuda mútua: 
“Os membros da irmandade – homens e mulheres; libertos e cativos; africanos, 
crioulos e mestiços – ali ingressavam após pagar uma quantia de entrada, e 
contribuíam com taxas anuais empregadas em muitos serviços prestados aos 
irmãos: assistência aos doentes, sepultamentos e funerais, festejos para os santos 
de devoção e, eventualmente, ajuda para a compra da alforria [liberdade] de 
irmãos cativos” (Fonte: Cadernos Penesb 12, 2a edição)
→ Festas e manifestações culturais: do ponto 
de vista dos senhores, propiciam ou ajudam 
a evitar revoltas? 
Aquarelas de Auguste Earle: 
Aquarelas de Auguste Earle: 
Capoeira e Umbigada. 
Capoeira e Umbigada.
http://ufftube.uff.br/video/8GHO2DX1SUG7/Mem%C3%
http://ufftube.uff.br/video/8GHO2DX1SUG7/Mem%C3%

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A escravatura é um fenómeno humano que se dá desde os primórdios da human...
A escravatura é um fenómeno humano que se dá desde os primórdios da human...A escravatura é um fenómeno humano que se dá desde os primórdios da human...
A escravatura é um fenómeno humano que se dá desde os primórdios da human...manuelacarvalho
 
A áfrica antes dos europeus power point
A áfrica antes dos europeus power pointA áfrica antes dos europeus power point
A áfrica antes dos europeus power pointRosaCarlaRamos
 
Escravidão no Brasil, Leis abolicionistas e Problematizações atuais
Escravidão no Brasil, Leis abolicionistas e Problematizações atuaisEscravidão no Brasil, Leis abolicionistas e Problematizações atuais
Escravidão no Brasil, Leis abolicionistas e Problematizações atuaisAna Julia M. Martins
 
Escravatura
EscravaturaEscravatura
Escravaturajoanana
 
Trabalho escravatura
Trabalho escravaturaTrabalho escravatura
Trabalho escravaturaAndré Castro
 
Escravidão no brasil
Escravidão no brasilEscravidão no brasil
Escravidão no brasilLaerteCamargo
 
Escravidão moderna
Escravidão modernaEscravidão moderna
Escravidão modernaAndre Lucas
 
Trabalho Escravo Vs Direitos Humanos
Trabalho Escravo Vs Direitos HumanosTrabalho Escravo Vs Direitos Humanos
Trabalho Escravo Vs Direitos Humanosjoana
 
Escravatura
EscravaturaEscravatura
Escravaturaxicao97
 
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...manuelacarvalho
 
Escravidão
EscravidãoEscravidão
EscravidãoRodrigo
 

Mais procurados (20)

A escravatura é um fenómeno humano que se dá desde os primórdios da human...
A escravatura é um fenómeno humano que se dá desde os primórdios da human...A escravatura é um fenómeno humano que se dá desde os primórdios da human...
A escravatura é um fenómeno humano que se dá desde os primórdios da human...
 
A áfrica antes dos europeus power point
A áfrica antes dos europeus power pointA áfrica antes dos europeus power point
A áfrica antes dos europeus power point
 
Escravidão no Brasil, Leis abolicionistas e Problematizações atuais
Escravidão no Brasil, Leis abolicionistas e Problematizações atuaisEscravidão no Brasil, Leis abolicionistas e Problematizações atuais
Escravidão no Brasil, Leis abolicionistas e Problematizações atuais
 
Escravatura
EscravaturaEscravatura
Escravatura
 
Trabalho escravatura
Trabalho escravaturaTrabalho escravatura
Trabalho escravatura
 
ESCRAVIDÃO
ESCRAVIDÃOESCRAVIDÃO
ESCRAVIDÃO
 
Escravidão no brasil
Escravidão no brasilEscravidão no brasil
Escravidão no brasil
 
Escravidão moderna
Escravidão modernaEscravidão moderna
Escravidão moderna
 
Trabalho Escravo Vs Direitos Humanos
Trabalho Escravo Vs Direitos HumanosTrabalho Escravo Vs Direitos Humanos
Trabalho Escravo Vs Direitos Humanos
 
Escravatura
EscravaturaEscravatura
Escravatura
 
Escravidão no Brasil
Escravidão no BrasilEscravidão no Brasil
Escravidão no Brasil
 
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existiu durante muito t...
 
Escravidão
EscravidãoEscravidão
Escravidão
 
Escravatura
EscravaturaEscravatura
Escravatura
 
O trabalho escravo no brasil
O trabalho escravo no brasilO trabalho escravo no brasil
O trabalho escravo no brasil
 
Escravidão no brasil
Escravidão no brasilEscravidão no brasil
Escravidão no brasil
 
A escravidao
A escravidaoA escravidao
A escravidao
 
áFrica entre nós 06 08
áFrica entre nós 06 08áFrica entre nós 06 08
áFrica entre nós 06 08
 
Escravatura
EscravaturaEscravatura
Escravatura
 
Trabalho Escravo
Trabalho EscravoTrabalho Escravo
Trabalho Escravo
 

Semelhante a Escravidão no Brasil do século XIX

A Mulher nas MG
A Mulher nas MGA Mulher nas MG
A Mulher nas MGUNIFACIG
 
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.Loredana Ruffo
 
Herança escravista
Herança escravistaHerança escravista
Herança escravistalevel2012
 
Cultura brasileira lúcio
Cultura brasileira lúcioCultura brasileira lúcio
Cultura brasileira lúcioDaniele Lino
 
Escravatura
EscravaturaEscravatura
Escravaturajoanana
 
Antropologia andina - Da Colonia ao Indigenismo
Antropologia andina - Da Colonia ao IndigenismoAntropologia andina - Da Colonia ao Indigenismo
Antropologia andina - Da Colonia ao IndigenismoSofia Venturoli
 
Pesquisa sobre negros no Brasil
Pesquisa sobre negros no BrasilPesquisa sobre negros no Brasil
Pesquisa sobre negros no Brasildante500anos
 
Indios do brasil
Indios do brasilIndios do brasil
Indios do brasilsamonois
 
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do Brasil
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do BrasilO Povo Brasileiro – a formação e o sentido do Brasil
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do BrasilLuci Bonini
 
José murilo de carvalho. cidadania no brasil o longo caminho
José murilo de carvalho. cidadania no brasil o longo caminhoJosé murilo de carvalho. cidadania no brasil o longo caminho
José murilo de carvalho. cidadania no brasil o longo caminhoDireito2012sl08
 
Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroferaps
 
Escravidão indígena
Escravidão indígenaEscravidão indígena
Escravidão indígenaNara Oliveira
 
precursores e pioneiros do serviço social
 precursores e pioneiros do serviço social precursores e pioneiros do serviço social
precursores e pioneiros do serviço socialweslainymaria
 
História e cultura dos povos indígenas no brasil
História e cultura dos povos indígenas no brasilHistória e cultura dos povos indígenas no brasil
História e cultura dos povos indígenas no brasildayvid
 

Semelhante a Escravidão no Brasil do século XIX (20)

A Mulher nas MG
A Mulher nas MGA Mulher nas MG
A Mulher nas MG
 
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.
 
Herança escravista
Herança escravistaHerança escravista
Herança escravista
 
Cultura brasileira lúcio
Cultura brasileira lúcioCultura brasileira lúcio
Cultura brasileira lúcio
 
Escravatura
EscravaturaEscravatura
Escravatura
 
Antropologia andina - Da Colonia ao Indigenismo
Antropologia andina - Da Colonia ao IndigenismoAntropologia andina - Da Colonia ao Indigenismo
Antropologia andina - Da Colonia ao Indigenismo
 
582699.pptx
582699.pptx582699.pptx
582699.pptx
 
Pesquisa sobre negros no Brasil
Pesquisa sobre negros no BrasilPesquisa sobre negros no Brasil
Pesquisa sobre negros no Brasil
 
Indios do brasil
Indios do brasilIndios do brasil
Indios do brasil
 
História comum
História comumHistória comum
História comum
 
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do Brasil
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do BrasilO Povo Brasileiro – a formação e o sentido do Brasil
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do Brasil
 
José murilo de carvalho. cidadania no brasil o longo caminho
José murilo de carvalho. cidadania no brasil o longo caminhoJosé murilo de carvalho. cidadania no brasil o longo caminho
José murilo de carvalho. cidadania no brasil o longo caminho
 
Indígenas na américa
Indígenas na américaIndígenas na américa
Indígenas na américa
 
Projeto de vida.docx
Projeto de vida.docxProjeto de vida.docx
Projeto de vida.docx
 
Revoltas Emancipacionistas
Revoltas EmancipacionistasRevoltas Emancipacionistas
Revoltas Emancipacionistas
 
Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiro
 
Escravidão indígena
Escravidão indígenaEscravidão indígena
Escravidão indígena
 
precursores e pioneiros do serviço social
 precursores e pioneiros do serviço social precursores e pioneiros do serviço social
precursores e pioneiros do serviço social
 
Grupo da Any 2ºC
Grupo da Any 2ºCGrupo da Any 2ºC
Grupo da Any 2ºC
 
História e cultura dos povos indígenas no brasil
História e cultura dos povos indígenas no brasilHistória e cultura dos povos indígenas no brasil
História e cultura dos povos indígenas no brasil
 

Mais de araujombarbara

Expansão marítima: aspectos culturais e tecnológicos
Expansão marítima:  aspectos culturais e tecnológicosExpansão marítima:  aspectos culturais e tecnológicos
Expansão marítima: aspectos culturais e tecnológicosaraujombarbara
 
Iluminismo nas américas e a inconfidência mineira
Iluminismo nas américas e a inconfidência mineiraIluminismo nas américas e a inconfidência mineira
Iluminismo nas américas e a inconfidência mineiraaraujombarbara
 
Imperialismo (1870-1914)
Imperialismo (1870-1914)Imperialismo (1870-1914)
Imperialismo (1870-1914)araujombarbara
 
Sociedade feudal e crise do século XIV
Sociedade feudal e crise do século XIVSociedade feudal e crise do século XIV
Sociedade feudal e crise do século XIVaraujombarbara
 
Novembro negro, história e consciência
Novembro negro, história e consciênciaNovembro negro, história e consciência
Novembro negro, história e consciênciaaraujombarbara
 
Suicídio de Getúlio e governo JK
Suicídio de Getúlio e governo JKSuicídio de Getúlio e governo JK
Suicídio de Getúlio e governo JKaraujombarbara
 
Mulheres modernas (Brasil dos anos 1920/1930)
Mulheres modernas (Brasil dos anos 1920/1930)Mulheres modernas (Brasil dos anos 1920/1930)
Mulheres modernas (Brasil dos anos 1920/1930)araujombarbara
 
Primeira guerra mundial: estratégia e tecnologia
Primeira guerra mundial: estratégia e tecnologiaPrimeira guerra mundial: estratégia e tecnologia
Primeira guerra mundial: estratégia e tecnologiaaraujombarbara
 
Primeira Guerra Mundial: Belle Époque, nacionalismo e propaganda
Primeira Guerra Mundial: Belle Époque, nacionalismo e propagandaPrimeira Guerra Mundial: Belle Époque, nacionalismo e propaganda
Primeira Guerra Mundial: Belle Époque, nacionalismo e propagandaaraujombarbara
 
Revoltas populares na primeira república
Revoltas populares na primeira repúblicaRevoltas populares na primeira república
Revoltas populares na primeira repúblicaaraujombarbara
 
Cafeicultura e trabalho
Cafeicultura e trabalhoCafeicultura e trabalho
Cafeicultura e trabalhoaraujombarbara
 
II Reinado: o regresso conservador
II Reinado: o regresso conservadorII Reinado: o regresso conservador
II Reinado: o regresso conservadoraraujombarbara
 
O Período Regencial e suas revoltas
O Período Regencial e suas revoltasO Período Regencial e suas revoltas
O Período Regencial e suas revoltasaraujombarbara
 
O fim do I Reinado e o período regencial
O fim do I Reinado e o período regencialO fim do I Reinado e o período regencial
O fim do I Reinado e o período regencialaraujombarbara
 
Os grupos sociais e a cidade do rio no período joanino
Os  grupos sociais e a cidade do rio no período joaninoOs  grupos sociais e a cidade do rio no período joanino
Os grupos sociais e a cidade do rio no período joaninoaraujombarbara
 
O continente africano antes do século XV
O continente africano antes do século XVO continente africano antes do século XV
O continente africano antes do século XVaraujombarbara
 
Brasil: Economia colonial, mão de obra indígena e africana e o Quilombo dos P...
Brasil: Economia colonial, mão de obra indígena e africana e o Quilombo dos P...Brasil: Economia colonial, mão de obra indígena e africana e o Quilombo dos P...
Brasil: Economia colonial, mão de obra indígena e africana e o Quilombo dos P...araujombarbara
 
Administração colonial (Brasil)
Administração colonial (Brasil)Administração colonial (Brasil)
Administração colonial (Brasil)araujombarbara
 

Mais de araujombarbara (20)

Expansão marítima: aspectos culturais e tecnológicos
Expansão marítima:  aspectos culturais e tecnológicosExpansão marítima:  aspectos culturais e tecnológicos
Expansão marítima: aspectos culturais e tecnológicos
 
Iluminismo nas américas e a inconfidência mineira
Iluminismo nas américas e a inconfidência mineiraIluminismo nas américas e a inconfidência mineira
Iluminismo nas américas e a inconfidência mineira
 
Imperialismo (1870-1914)
Imperialismo (1870-1914)Imperialismo (1870-1914)
Imperialismo (1870-1914)
 
Sociedade feudal e crise do século XIV
Sociedade feudal e crise do século XIVSociedade feudal e crise do século XIV
Sociedade feudal e crise do século XIV
 
Novembro negro, história e consciência
Novembro negro, história e consciênciaNovembro negro, história e consciência
Novembro negro, história e consciência
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Suicídio de Getúlio e governo JK
Suicídio de Getúlio e governo JKSuicídio de Getúlio e governo JK
Suicídio de Getúlio e governo JK
 
Mulheres modernas (Brasil dos anos 1920/1930)
Mulheres modernas (Brasil dos anos 1920/1930)Mulheres modernas (Brasil dos anos 1920/1930)
Mulheres modernas (Brasil dos anos 1920/1930)
 
Primeira guerra mundial: estratégia e tecnologia
Primeira guerra mundial: estratégia e tecnologiaPrimeira guerra mundial: estratégia e tecnologia
Primeira guerra mundial: estratégia e tecnologia
 
Primeira Guerra Mundial: Belle Époque, nacionalismo e propaganda
Primeira Guerra Mundial: Belle Époque, nacionalismo e propagandaPrimeira Guerra Mundial: Belle Époque, nacionalismo e propaganda
Primeira Guerra Mundial: Belle Époque, nacionalismo e propaganda
 
A Revolução Russa
A Revolução RussaA Revolução Russa
A Revolução Russa
 
Revoltas populares na primeira república
Revoltas populares na primeira repúblicaRevoltas populares na primeira república
Revoltas populares na primeira república
 
Cafeicultura e trabalho
Cafeicultura e trabalhoCafeicultura e trabalho
Cafeicultura e trabalho
 
II Reinado: o regresso conservador
II Reinado: o regresso conservadorII Reinado: o regresso conservador
II Reinado: o regresso conservador
 
O Período Regencial e suas revoltas
O Período Regencial e suas revoltasO Período Regencial e suas revoltas
O Período Regencial e suas revoltas
 
O fim do I Reinado e o período regencial
O fim do I Reinado e o período regencialO fim do I Reinado e o período regencial
O fim do I Reinado e o período regencial
 
Os grupos sociais e a cidade do rio no período joanino
Os  grupos sociais e a cidade do rio no período joaninoOs  grupos sociais e a cidade do rio no período joanino
Os grupos sociais e a cidade do rio no período joanino
 
O continente africano antes do século XV
O continente africano antes do século XVO continente africano antes do século XV
O continente africano antes do século XV
 
Brasil: Economia colonial, mão de obra indígena e africana e o Quilombo dos P...
Brasil: Economia colonial, mão de obra indígena e africana e o Quilombo dos P...Brasil: Economia colonial, mão de obra indígena e africana e o Quilombo dos P...
Brasil: Economia colonial, mão de obra indígena e africana e o Quilombo dos P...
 
Administração colonial (Brasil)
Administração colonial (Brasil)Administração colonial (Brasil)
Administração colonial (Brasil)
 

Último

TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzAlexandrePereira818171
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimWashingtonSampaio5
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 

Último (20)

TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 

Escravidão no Brasil do século XIX

  • 1. Escravidão no Brasil (século XIX) → Escravo: mercadoria (“coisa”) ou sujeito (agente)?
  • 2. Formas de trabalho ●A imagem clássica: Nas plantations (latifúndio + monocultura + trabalho escravo) ●Outras formas de trabalho: ●Roças de subsistência ●Mercado interno (alimentos) ●Cidades (escravos de ganho)
  • 3. Relação entre escravos e senhores → Paternalismo + Violência → Negociação ● Acordos informais com os senhores sobre o que seria um cativeiro “aceitável” → Conflito ● Fugas (individuais; reivindicatórias; de rompimento) ● Quilombos ● Revoltas
  • 4. Solidariedade e Manifestações Culturais → Irmandades religiosas – solidariedade e ajuda mútua: “Os membros da irmandade – homens e mulheres; libertos e cativos; africanos, crioulos e mestiços – ali ingressavam após pagar uma quantia de entrada, e contribuíam com taxas anuais empregadas em muitos serviços prestados aos irmãos: assistência aos doentes, sepultamentos e funerais, festejos para os santos de devoção e, eventualmente, ajuda para a compra da alforria [liberdade] de irmãos cativos” (Fonte: Cadernos Penesb 12, 2a edição)
  • 5. → Festas e manifestações culturais: do ponto de vista dos senhores, propiciam ou ajudam a evitar revoltas? Aquarelas de Auguste Earle: Aquarelas de Auguste Earle: Capoeira e Umbigada. Capoeira e Umbigada.