Escravatura Trabalho realizado por: Diogo Barros nº7 Francisco Faria nº8  Pedro Miguel nº16 Valdemar Gomes 7º4ª
<ul><li>Como forma de sujeição a alguém ou opressão dos fortes sobre os mais fracos, desde sempre existiu a escravatura. O...
A escravidão africana A escravidão africana foi introduzida no Brasil em meados do século XVI. O Nordeste e o Sudeste cont...
  Locais de origem dos escravos <ul><li>Os escravos vinham de vários lugares da África: desde Cabo Verde percorrendo a cos...
Fim da escravatura <ul><li>Ainda que outras formas de escravidão ainda persistam no mundo contemporâneo, chama-se de  abol...
Conclusão  <ul><li>A escravatura permanece nos nossos dias em alguns sítios, com África, Ásia ou mesmo América, cabe-nos s...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Escravatura

1.754 visualizações

Publicada em

Perto de Nisa, no Alentejo, morava um casal de Mouros. Eles eram muito felizes e esperavam o primeiro filho.

Numa noite, a mulher começou a ter dores de parto. O marido logo procurou a ajuda de uma parteira, que se prontificou a auxiliá-los.

Como tudo correu bem, o casal quis retribuir, oferecendo-lhe... carvão! A parteira ficou muito ofendida e, no caminho até casa, foi-se desfazendo da oferta.

Chegando a casa, notou que tinha moedas de ouro! Correu para trás à procura do restante carvão, só que o mouro seguira-a e apanhara os pedaços do chão.

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.754
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Escravatura

  1. 1. Escravatura Trabalho realizado por: Diogo Barros nº7 Francisco Faria nº8 Pedro Miguel nº16 Valdemar Gomes 7º4ª
  2. 2. <ul><li>Como forma de sujeição a alguém ou opressão dos fortes sobre os mais fracos, desde sempre existiu a escravatura. Os povos da Mesopotâmia, Hebreus, Gregos, Romanos, Celtas, enfim, todos os povos tiveram escravos, fenómeno que ainda não desapareceu completamente da face da Terra. Foi um fenómeno que variou de acordo com a época, lugar ou povo, porém assumindo diferentes contornos histórico-geográficos. Nos tempos mais remotos da Humanidade, a escravatura era fruto de conflitos, findos os quais se sujeitavam os vencidos, reduzindo-os, quando poupados, a essa condição servil sem direitos ou garantias. Castigos, fraudes, raptos ou cativeiro prolongado eram outras causas. Com o aparecimento das civilizações neolíticas, sedentarizadas e economicamente mais complexas e activas, a escravatura surge como o esteio maior da marcha civilizacional dos povos, cuja actividade produtiva subsistia em função da existência de mão-de-obra escrava. </li></ul>Escravatura
  3. 3. A escravidão africana A escravidão africana foi introduzida no Brasil em meados do século XVI. O Nordeste e o Sudeste continuaram nos séculos seguintes dependentes dos escravos nas plantações de cana-de-açúcar. A produção açúcar tornou-se , aliás, a mais importante actividade económica do Brasil. No século XVII as áreas de mineração começaram atrair os escravos. Foi difícil de calcular quantos negros de África foram levados para o Brasil durante o período colonial. Há pessoas que calcularam entre 2, 5 e 3 milhões. Quando começaram a ser elaborados os mapas de população por exigência da administração pombalina, observaram que algumas regiões os escravos negros e pardos representavam 40 % ou mais da população.
  4. 4.   Locais de origem dos escravos <ul><li>Os escravos vinham de vários lugares da África: desde Cabo Verde percorrendo a costa africana até ao Reino do Congo, Quíloa e o Reino grande Zimbabwe. </li></ul><ul><li>Uma parte desses escravos eram prisioneiros de guerra que os negros trocavam com os portugueses </li></ul>
  5. 5. Fim da escravatura <ul><li>Ainda que outras formas de escravidão ainda persistam no mundo contemporâneo, chama-se de abolicionismo o movimento político que visou a abolição da escravatura e do tráfico de escravos que existia abertamente, tendo suas origens durante o Iluminismo no século XVIII. Tal movimento se tornou uma das formas mais representativas de activismo político do século XIX até à actualidade. </li></ul><ul><li>A escravatura em Portugal continental e na Índia foi abolida a 12 de Fevereiro de 1761 por Marquês de Pombal, durante o reinado de D. José I. No entanto, só no séc. XIX é que a escravatura foi verdadeiramente abolida em todo o Império. Os primeiros escravos a serem libertados nas colónias foram os do Estado, por Decreto de 1854, mais tarde, os das Igrejas, por Decreto de 1856 e só com a lei de 25 de Fevereiro de 1869 é que se proclamou a abolição total da escravatura em todo o Império Português. </li></ul>
  6. 6. Conclusão <ul><li>A escravatura permanece nos nossos dias em alguns sítios, com África, Ásia ou mesmo América, cabe-nos sensibilizar as pessoas e as entidades para que este problema termine. </li></ul>

×