* Já analisamos a eletrólise ígnea do NaCℓ, agora
vamos compará-la com a eletrólise dessa
substância em solução aquosa;
* ...
H2O(l) → H+(aq) + OH-(aq)
* Os íons derivados da água, apesar de
aparecerem em pequena quantidade, são
importantes para en...
* No caso das eletrólises é possível prever o
mecanismo das semirreações. Para tanto,
basta empregar as seguintes estratég...
III) Escreva a semirreação de redução do cátion,
tendo sempre como produto o átomo neutro.
Exemplo:
2H+ + 2 elétrons → 2H°...
* Lembre-se: As moléculas diatômicas são H2, F2,
Cℓ2, Br2, I2, O2 e N2;
* Em condições ambientes, o bromo é líquido, o
iod...
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Aulas 15 e 16   eletrólise em solução aquosa
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aulas 15 e 16 eletrólise em solução aquosa

527 visualizações

Publicada em

Prof. Rodrigo Almeida

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
527
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
315
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulas 15 e 16 eletrólise em solução aquosa

  1. 1. * Já analisamos a eletrólise ígnea do NaCℓ, agora vamos compará-la com a eletrólise dessa substância em solução aquosa; * Ocorre formação de gás cloro no pólo positivo (+), porém, os íons Na+ não reagem em eletrólises aquosas. Nesses casos, forma-se gás hidrogênio no pólo negativo (-); * A explicação proposta para essa eletrólise, está nos íons presentes na solução aquosa de NaCℓ; * Temos os íons Na+ e Cℓ-, mais além desses também temos os íons formados da autoionização da água que são o H+ e o OH-.
  2. 2. H2O(l) → H+(aq) + OH-(aq) * Os íons derivados da água, apesar de aparecerem em pequena quantidade, são importantes para entendermos o mecanismo das eletrólises aquosas; * Devemos determinar quais íons participam da eletrólise e quais não participam (íons espectadores) do processo; * Observe a tabela de facilidade de descarga dos íons a seguir.
  3. 3. * No caso das eletrólises é possível prever o mecanismo das semirreações. Para tanto, basta empregar as seguintes estratégias: I) Escreva todos os íons presentes: Anote os íons do eletrólito e os da água (H+ e OH-): II) Consulte as listas de facilidade de descarga: É preciso verificar qual cátion reage ( o cátion do eletrólito ou o íon H+ da água), proceda da mesma maneira com os ânions, em relação ao íon OH-;
  4. 4. III) Escreva a semirreação de redução do cátion, tendo sempre como produto o átomo neutro. Exemplo: 2H+ + 2 elétrons → 2H° → H2(g) Ag+ + 1 elétron → Ag° Cu+2 + 2 elétrons → Cu° IV) Os ânions também tendem a ficar neutros. Nesse caso, a semirreação é de oxidação, mas o íon também fica neutro. Exemplo: 2Cℓ- → Cℓ2 + 2 elétrons 2 Br- → Br2 + 2 elétrons
  5. 5. * Lembre-se: As moléculas diatômicas são H2, F2, Cℓ2, Br2, I2, O2 e N2; * Em condições ambientes, o bromo é líquido, o iodo é sólido e os demais são gases; * A descarga mais difícil de prever é a do íon OH-, pois ela não segue esse esquema geral. Observe: 2OH- (aq) →1/2 O2(g) + H2O(l) + 2 elétrons

×