Aulas 05, 06 e 07 balanceamento das reações de oxidorredução - 2º ano

805 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
805
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
386
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulas 05, 06 e 07 balanceamento das reações de oxidorredução - 2º ano

  1. 1. * Uma equação está balanceada quando o número de átomos dos reagentes é igual ao número de átomos dos produtos; * Nas reações de oxirredução, essa igualdade pode ser obtida pela determinação do número de elétrons perdidos por uma espécie, que deverá ser igual ao número de elétrons recebidos pela outra; * Dessa maneira, conseguimos descobrir os coeficientes que devem ser atribuídos às espécies químicas envolvidas na reação de oxirredução.
  2. 2. * Os demais coeficientes são obtidos pelo método das tentativas; * Exemplos: - Reação 1: 2Aℓ + 3Cu+2 → 2Aℓ +3 + 3Cu alumínio passa de nox 0 a +3 = oxidação (sofreu três variações) Cobre passa de nox +2 a 0 = redução (sofreu duas variações) * Aplicamos, então, a regra da inversão e balanceamos por tentativas.
  3. 3. • Determinar o nox de todos os elementos das moléculas da equação; • Verificar qual espécie está oxidando ou reduzindo; • Determinar a variação do nox das espécies envolvidas na oxidação e redução e, simplificar, se possível (∆nox das espécies); • Multiplicar a variação do nox, pelo maior número de átomos do elemento na molécula; • Aplicar a regra da inversão; • Concluir o balanceamento pelo método das tentativas (MACHO): Utilizando a sequência – metais, ametais, carbono, hidrogênio e oxigênio.
  4. 4. - Reação 2: Zn + NO3 - + H+ → Zn +2 + NH3 + H2O
  5. 5. FIM

×