SlideShare uma empresa Scribd logo

Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera

Alpha Colégio e Vestibulares
Alpha Colégio e Vestibulares
Alpha Colégio e VestibularesAlpha Colégio e Vestibulares

Biologia A

Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera

1 de 37
Baixar para ler offline
BIOLOGIA A (Profª Lara)
Livro Texto 2 Capítulos 27 e 28
Apostila Caderno 4 (pág. 287 a 294)
Aulas 44, 45 e 46
CARACTERÍSTICAS
 Representantes: bactérias.
 Unicelulares e procariontes.
 Único cromossomo circular (região: nucleoide).
 Única organela: ribossomos.
 Podem apresentar plasmídeos: pequenos segmentos
circulares de DNA extracromossômico. Contém genes
importantes.
 Algumas espécies também podem apresentar:
 Cápsula envoltória de carboidratos (glicocálice): proteção
contra fagocitose, desidratação, fixação de bactérias
parasitas nos tecidos dos hospedeiros.
 Flagelo: estrutura proteica associada à locomoção.
 Fímbrias e pili: projeções formadas for filamentos
proteicos. Fimbrias (menores; fixação em superfícies). Pili (mais
longos; transferência de cópias de plasmídeos de uma célula a outra).
Página 287
 Possuem parede celular.
Composição: peptideoglicanos(carboidratos +
polipeptídeos).
 Funções: forma e proteção da célula.
FORMAS
Vibriões
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera
CIANOBACTÉRIAS
 Surgiram há cerca de 2,7 bilhões de anos.
 Fotossintetizantes: possuem clorofila, mas não possuem
cloroplastos. A clorofila está localizada nos tilacoides.
 Apresenta outros pigmentos, como a ficocianina (azul), e a
ficoeritrina (vermelha).
 É comum a formação de uma bainha de mucilagem ao redor
da células. Recobre a superfície da célula, mantendo-as unidas e
evitando a dessecação.
 As de vida livre são encontradas em diversos ambientes
(aquáticos, solos úmidos, fontes termais e lagos gelados da
Antártida).
 Fazem parte do fitoplâncton marinho.
 Podem viver associadas a outros seres vivos: superfícies de
árvores, associadas e certos fungos (líquens), plantas e esponjas.
 Algumas atuam como fixadoras de nitrogênio.
Anúncio

Recomendados

Virus e Reino Monera apostila
Virus e Reino Monera apostilaVirus e Reino Monera apostila
Virus e Reino Monera apostilaKatia Valeria
 
1 características gerais dos seres vivos (1º ano)
1  características gerais dos seres vivos (1º ano)1  características gerais dos seres vivos (1º ano)
1 características gerais dos seres vivos (1º ano)Claudia Butzke
 
Introdução à biologia celular
Introdução à biologia celularIntrodução à biologia celular
Introdução à biologia celularprofatatiana
 
Introduçao biologia celular
Introduçao biologia celularIntroduçao biologia celular
Introduçao biologia celularPedro Lopes
 
Aula04 citoplasma ou-hialoplasmacbm05012022
Aula04 citoplasma ou-hialoplasmacbm05012022Aula04 citoplasma ou-hialoplasmacbm05012022
Aula04 citoplasma ou-hialoplasmacbm05012022SandroMendes25
 
Aulas 1° bimestre (biologia celular) ínicio
Aulas 1° bimestre (biologia celular)   ínicioAulas 1° bimestre (biologia celular)   ínicio
Aulas 1° bimestre (biologia celular) íniciosanthdalcin
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula01 organizao celular-da-vidacbm15122021
Aula01 organizao celular-da-vidacbm15122021Aula01 organizao celular-da-vidacbm15122021
Aula01 organizao celular-da-vidacbm15122021SandroMendes25
 
Origem da Célula Eucarionte
Origem da Célula EucarionteOrigem da Célula Eucarionte
Origem da Célula EucarionteAndrea Barreto
 
Aula03 transportes de-substnciascbm21122021
Aula03 transportes de-substnciascbm21122021Aula03 transportes de-substnciascbm21122021
Aula03 transportes de-substnciascbm21122021SandroMendes25
 
Aula de características gerais dos seres vivos ensino médio
Aula de características gerais dos seres vivos ensino médioAula de características gerais dos seres vivos ensino médio
Aula de características gerais dos seres vivos ensino médioCarlos Alexandre Ribeiro Dorte
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCésar Milani
 
Características dos seres vivos
Características dos seres vivosCaracterísticas dos seres vivos
Características dos seres vivosletyap
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivosHugo Martins
 
Oficinas sobre Teoria da Complexidade e Teoria da Endossimbiose Sequencial
Oficinas sobre Teoria da Complexidade e Teoria da Endossimbiose SequencialOficinas sobre Teoria da Complexidade e Teoria da Endossimbiose Sequencial
Oficinas sobre Teoria da Complexidade e Teoria da Endossimbiose SequencialGracieli Henicka
 
Teoria da Endossimbiose Sequencial.
Teoria da Endossimbiose Sequencial.Teoria da Endossimbiose Sequencial.
Teoria da Endossimbiose Sequencial.Leize Oliveira
 
Introdução à biologia 2011 m tg3_ljizljexms4ymzo0
Introdução à biologia 2011 m tg3_ljizljexms4ymzo0Introdução à biologia 2011 m tg3_ljizljexms4ymzo0
Introdução à biologia 2011 m tg3_ljizljexms4ymzo0Jorge Rabelo
 
www.CentroApoio.com - Biologia - Característica Dos Seres Vivos - Exercícios ...
www.CentroApoio.com - Biologia - Característica Dos Seres Vivos - Exercícios ...www.CentroApoio.com - Biologia - Característica Dos Seres Vivos - Exercícios ...
www.CentroApoio.com - Biologia - Característica Dos Seres Vivos - Exercícios ...Vídeo Aulas Apoio
 
2ª aula - caracteristicas dos seres vivos
2ª aula - caracteristicas dos seres vivos2ª aula - caracteristicas dos seres vivos
2ª aula - caracteristicas dos seres vivospreuniversitarioitab
 
Biologia 11 unicelularidade e multicelularidade
Biologia 11   unicelularidade e multicelularidadeBiologia 11   unicelularidade e multicelularidade
Biologia 11 unicelularidade e multicelularidadeNuno Correia
 

Mais procurados (20)

Aula01 organizao celular-da-vidacbm15122021
Aula01 organizao celular-da-vidacbm15122021Aula01 organizao celular-da-vidacbm15122021
Aula01 organizao celular-da-vidacbm15122021
 
Origem da Célula Eucarionte
Origem da Célula EucarionteOrigem da Célula Eucarionte
Origem da Célula Eucarionte
 
Aula03 transportes de-substnciascbm21122021
Aula03 transportes de-substnciascbm21122021Aula03 transportes de-substnciascbm21122021
Aula03 transportes de-substnciascbm21122021
 
biologia geral
biologia geral biologia geral
biologia geral
 
Aula de características gerais dos seres vivos ensino médio
Aula de características gerais dos seres vivos ensino médioAula de características gerais dos seres vivos ensino médio
Aula de características gerais dos seres vivos ensino médio
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
 
Aula de características gerais dos seres vivos
Aula de características gerais dos seres vivosAula de características gerais dos seres vivos
Aula de características gerais dos seres vivos
 
Características gerais dos seres vivos
Características gerais dos seres vivosCaracterísticas gerais dos seres vivos
Características gerais dos seres vivos
 
Características dos seres vivos
Características dos seres vivosCaracterísticas dos seres vivos
Características dos seres vivos
 
Caderno De Bio
Caderno De BioCaderno De Bio
Caderno De Bio
 
A hipótese endossimbiótica ou simbiogênese
A hipótese endossimbiótica ou simbiogêneseA hipótese endossimbiótica ou simbiogênese
A hipótese endossimbiótica ou simbiogênese
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
 
Oficinas sobre Teoria da Complexidade e Teoria da Endossimbiose Sequencial
Oficinas sobre Teoria da Complexidade e Teoria da Endossimbiose SequencialOficinas sobre Teoria da Complexidade e Teoria da Endossimbiose Sequencial
Oficinas sobre Teoria da Complexidade e Teoria da Endossimbiose Sequencial
 
Teoria da Endossimbiose Sequencial.
Teoria da Endossimbiose Sequencial.Teoria da Endossimbiose Sequencial.
Teoria da Endossimbiose Sequencial.
 
Introdução à biologia 2011 m tg3_ljizljexms4ymzo0
Introdução à biologia 2011 m tg3_ljizljexms4ymzo0Introdução à biologia 2011 m tg3_ljizljexms4ymzo0
Introdução à biologia 2011 m tg3_ljizljexms4ymzo0
 
www.CentroApoio.com - Biologia - Característica Dos Seres Vivos - Exercícios ...
www.CentroApoio.com - Biologia - Característica Dos Seres Vivos - Exercícios ...www.CentroApoio.com - Biologia - Característica Dos Seres Vivos - Exercícios ...
www.CentroApoio.com - Biologia - Característica Dos Seres Vivos - Exercícios ...
 
Questões consultec
Questões consultecQuestões consultec
Questões consultec
 
2ª aula - caracteristicas dos seres vivos
2ª aula - caracteristicas dos seres vivos2ª aula - caracteristicas dos seres vivos
2ª aula - caracteristicas dos seres vivos
 
Biologia 11 unicelularidade e multicelularidade
Biologia 11   unicelularidade e multicelularidadeBiologia 11   unicelularidade e multicelularidade
Biologia 11 unicelularidade e multicelularidade
 
Introdução à biologia celular
Introdução à biologia celularIntrodução à biologia celular
Introdução à biologia celular
 

Destaque

Vírus - Tipos e Doenças Virais - Biologia A - Profª Lara
Vírus  - Tipos e Doenças Virais -  Biologia A - Profª LaraVírus  - Tipos e Doenças Virais -  Biologia A - Profª Lara
Vírus - Tipos e Doenças Virais - Biologia A - Profª LaraAlpha Colégio e Vestibulares
 
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianasBiologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianasAlpha Colégio e Vestibulares
 
Módulo 5 – prevenção contra doenças e gravidez indesejada
Módulo 5 – prevenção contra doenças e gravidez indesejada Módulo 5 – prevenção contra doenças e gravidez indesejada
Módulo 5 – prevenção contra doenças e gravidez indesejada Alpha Colégio e Vestibulares
 
Módulo 5 – prevencao contra doencas e gravidez indesejada
Módulo 5 – prevencao contra doencas e gravidez indesejadaMódulo 5 – prevencao contra doencas e gravidez indesejada
Módulo 5 – prevencao contra doencas e gravidez indesejadaAlpha Colégio e Vestibulares
 
Módulo 4 – ovulacao, menstruacao, fecundacao.alpha.2015
Módulo 4 – ovulacao, menstruacao, fecundacao.alpha.2015Módulo 4 – ovulacao, menstruacao, fecundacao.alpha.2015
Módulo 4 – ovulacao, menstruacao, fecundacao.alpha.2015Alpha Colégio e Vestibulares
 
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses
 Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminosesAlpha Colégio e Vestibulares
 
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e Verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e VerminosesProfª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e Verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e VerminosesAlpha Colégio e Vestibulares
 

Destaque (20)

Vírus - Tipos e Doenças Virais - Biologia A - Profª Lara
Vírus  - Tipos e Doenças Virais -  Biologia A - Profª LaraVírus  - Tipos e Doenças Virais -  Biologia A - Profª Lara
Vírus - Tipos e Doenças Virais - Biologia A - Profª Lara
 
O Sistema Endócrino
O Sistema EndócrinoO Sistema Endócrino
O Sistema Endócrino
 
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianasBiologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
 
Módulo 9 – hábitos alimentares.alpha.2015 (1)
Módulo 9 – hábitos alimentares.alpha.2015 (1)Módulo 9 – hábitos alimentares.alpha.2015 (1)
Módulo 9 – hábitos alimentares.alpha.2015 (1)
 
Módulo 10 e 11 sistema circulatório.alpha
Módulo 10 e 11   sistema circulatório.alphaMódulo 10 e 11   sistema circulatório.alpha
Módulo 10 e 11 sistema circulatório.alpha
 
Módulo 9 – hábitos alimentares
Módulo 9 – hábitos alimentaresMódulo 9 – hábitos alimentares
Módulo 9 – hábitos alimentares
 
Módulo 6 – alimentos e nutrientes.alpha.2015
Módulo 6 – alimentos e nutrientes.alpha.2015Módulo 6 – alimentos e nutrientes.alpha.2015
Módulo 6 – alimentos e nutrientes.alpha.2015
 
Módulo 5 – prevenção contra doenças e gravidez indesejada
Módulo 5 – prevenção contra doenças e gravidez indesejada Módulo 5 – prevenção contra doenças e gravidez indesejada
Módulo 5 – prevenção contra doenças e gravidez indesejada
 
Módulo 7 e 8 – sistema digestorio.alpha.2015
Módulo 7 e 8 – sistema digestorio.alpha.2015Módulo 7 e 8 – sistema digestorio.alpha.2015
Módulo 7 e 8 – sistema digestorio.alpha.2015
 
Módulo 5 – prevencao contra doencas e gravidez indesejada
Módulo 5 – prevencao contra doencas e gravidez indesejadaMódulo 5 – prevencao contra doencas e gravidez indesejada
Módulo 5 – prevencao contra doencas e gravidez indesejada
 
Módulo 6 – alimentos e nutrientes
Módulo 6 – alimentos e nutrientesMódulo 6 – alimentos e nutrientes
Módulo 6 – alimentos e nutrientes
 
Módulo 4 – ovulacao, menstruacao, fecundacao.alpha.2015
Módulo 4 – ovulacao, menstruacao, fecundacao.alpha.2015Módulo 4 – ovulacao, menstruacao, fecundacao.alpha.2015
Módulo 4 – ovulacao, menstruacao, fecundacao.alpha.2015
 
Módulo 4 – ovulação, menstruação, fecundaço
Módulo 4 – ovulação, menstruação, fecundaçoMódulo 4 – ovulação, menstruação, fecundaço
Módulo 4 – ovulação, menstruação, fecundaço
 
Módulo 7 e 8 – sistema digestório. Alpha 2015
Módulo 7 e 8 – sistema digestório. Alpha 2015Módulo 7 e 8 – sistema digestório. Alpha 2015
Módulo 7 e 8 – sistema digestório. Alpha 2015
 
Ilha Grande 2015
Ilha Grande 2015Ilha Grande 2015
Ilha Grande 2015
 
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses
 Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses
 
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e Verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e VerminosesProfª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e Verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e Verminoses
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
A bienal 2015
A bienal 2015A bienal 2015
A bienal 2015
 
Petróleo
PetróleoPetróleo
Petróleo
 

Semelhante a Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera

Semelhante a Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera (20)

Reino monera
Reino moneraReino monera
Reino monera
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
 
Biologia modulo-01
Biologia modulo-01Biologia modulo-01
Biologia modulo-01
 
Aula bio 02set2011
Aula bio 02set2011Aula bio 02set2011
Aula bio 02set2011
 
Especialidade de bactérias
Especialidade de bactériasEspecialidade de bactérias
Especialidade de bactérias
 
Monera
MoneraMonera
Monera
 
REINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO
REINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIOREINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO
REINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO
 
Vírus e reino monera[1]
Vírus e reino monera[1]Vírus e reino monera[1]
Vírus e reino monera[1]
 
Semi ecologia geral
Semi ecologia geralSemi ecologia geral
Semi ecologia geral
 
Aula reino-monera
Aula reino-moneraAula reino-monera
Aula reino-monera
 
Slides monera
Slides moneraSlides monera
Slides monera
 
Slides monera
Slides moneraSlides monera
Slides monera
 
Seminario micro geral_ciano
Seminario micro geral_cianoSeminario micro geral_ciano
Seminario micro geral_ciano
 
Aula reino monera
Aula reino monera Aula reino monera
Aula reino monera
 
A diversidade metabólica das bactérias
A diversidade metabólica das bactériasA diversidade metabólica das bactérias
A diversidade metabólica das bactérias
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
 
Tarde Orgânica São Pedro parte II
Tarde Orgânica São Pedro parte IITarde Orgânica São Pedro parte II
Tarde Orgânica São Pedro parte II
 
Apresentação fisiologia 13 08
Apresentação fisiologia 13 08Apresentação fisiologia 13 08
Apresentação fisiologia 13 08
 
Aula ciclos biogeoquimicos
Aula ciclos biogeoquimicosAula ciclos biogeoquimicos
Aula ciclos biogeoquimicos
 
Slides monera
Slides moneraSlides monera
Slides monera
 

Mais de Alpha Colégio e Vestibulares

Bioenergética i respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética i   respiração celular - aulas 31 e 32Bioenergética i   respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética i respiração celular - aulas 31 e 32Alpha Colégio e Vestibulares
 
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese - Aulas 35 e 36
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese  - Aulas 35 e 36Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese  - Aulas 35 e 36
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese - Aulas 35 e 36Alpha Colégio e Vestibulares
 
Bioenergética II - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.
Bioenergética II  - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.Bioenergética II  - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.
Bioenergética II - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.Alpha Colégio e Vestibulares
 
Profª Lara Pessanha | Biologia A - 1ª Série EM | Bioenergética I: Respiração ...
Profª Lara Pessanha | Biologia A - 1ª Série EM | Bioenergética I: Respiração ...Profª Lara Pessanha | Biologia A - 1ª Série EM | Bioenergética I: Respiração ...
Profª Lara Pessanha | Biologia A - 1ª Série EM | Bioenergética I: Respiração ...Alpha Colégio e Vestibulares
 
Bioenergética i metabolismo e fermentação - aulas 29 e 30 (1)
Bioenergética i   metabolismo e fermentação - aulas 29 e 30 (1)Bioenergética i   metabolismo e fermentação - aulas 29 e 30 (1)
Bioenergética i metabolismo e fermentação - aulas 29 e 30 (1)Alpha Colégio e Vestibulares
 

Mais de Alpha Colégio e Vestibulares (20)

Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Estudo da Química
Estudo da QuímicaEstudo da Química
Estudo da Química
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
 
Bioenergética i respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética i   respiração celular - aulas 31 e 32Bioenergética i   respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética i respiração celular - aulas 31 e 32
 
Bioenergética respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética  respiração celular - aulas 31 e 32Bioenergética  respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética respiração celular - aulas 31 e 32
 
Diversidade da vida - Reinos e domínios
Diversidade da vida - Reinos e domíniosDiversidade da vida - Reinos e domínios
Diversidade da vida - Reinos e domínios
 
Os vírus - características e ação
Os vírus  - características e açãoOs vírus  - características e ação
Os vírus - características e ação
 
Gabarito caderno de exercícios 2
Gabarito caderno de exercícios 2Gabarito caderno de exercícios 2
Gabarito caderno de exercícios 2
 
Gabarito Caderno de Exercícios 2
Gabarito Caderno de Exercícios 2Gabarito Caderno de Exercícios 2
Gabarito Caderno de Exercícios 2
 
A origem da vida
A origem da vidaA origem da vida
A origem da vida
 
Sistemas de transporte
Sistemas de transporteSistemas de transporte
Sistemas de transporte
 
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese - Aulas 35 e 36
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese  - Aulas 35 e 36Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese  - Aulas 35 e 36
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese - Aulas 35 e 36
 
Bioenergética II - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.
Bioenergética II  - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.Bioenergética II  - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.
Bioenergética II - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.
 
Profª Lara Pessanha | Biologia A - 1ª Série EM | Bioenergética I: Respiração ...
Profª Lara Pessanha | Biologia A - 1ª Série EM | Bioenergética I: Respiração ...Profª Lara Pessanha | Biologia A - 1ª Série EM | Bioenergética I: Respiração ...
Profª Lara Pessanha | Biologia A - 1ª Série EM | Bioenergética I: Respiração ...
 
Doenças causadas por protozoários (protozooses)
Doenças causadas por protozoários (protozooses)Doenças causadas por protozoários (protozooses)
Doenças causadas por protozoários (protozooses)
 
Citoplasma aulas 27 e 28 (1)
Citoplasma   aulas 27 e 28 (1)Citoplasma   aulas 27 e 28 (1)
Citoplasma aulas 27 e 28 (1)
 
Bioenergética i metabolismo e fermentação - aulas 29 e 30 (1)
Bioenergética i   metabolismo e fermentação - aulas 29 e 30 (1)Bioenergética i   metabolismo e fermentação - aulas 29 e 30 (1)
Bioenergética i metabolismo e fermentação - aulas 29 e 30 (1)
 
Modelos atômicos 2016
Modelos atômicos 2016Modelos atômicos 2016
Modelos atômicos 2016
 
História da química
História da químicaHistória da química
História da química
 
Doenças causadas por vermes
Doenças causadas por vermesDoenças causadas por vermes
Doenças causadas por vermes
 

Último

CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEISCIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEISColaborar Educacional
 
CURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfCURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfdaniele690933
 
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfIntrodução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfssuser2af87a
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOxogilo3990
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxfran50171
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfApresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfAndreiaSilva852193
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...manoelaarmani
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxrafabebum
 
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio  itineráriosDicas para o Enem 2024 ensino médio  itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itineráriosRonanDasFlores
 
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...manoelaarmani
 
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfCosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfalexandrerodriguespk
 
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfQ20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfPedroGual4
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfkeiciany
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfkeiciany
 

Último (20)

CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEISCIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
 
CURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfCURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdf
 
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfIntrodução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
 
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdfAPOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfApresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
 
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio  itineráriosDicas para o Enem 2024 ensino médio  itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
 
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
 
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfCosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
 
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfQ20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
 

Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera

  • 1. BIOLOGIA A (Profª Lara) Livro Texto 2 Capítulos 27 e 28 Apostila Caderno 4 (pág. 287 a 294) Aulas 44, 45 e 46
  • 2. CARACTERÍSTICAS  Representantes: bactérias.  Unicelulares e procariontes.  Único cromossomo circular (região: nucleoide).  Única organela: ribossomos.  Podem apresentar plasmídeos: pequenos segmentos circulares de DNA extracromossômico. Contém genes importantes.  Algumas espécies também podem apresentar:  Cápsula envoltória de carboidratos (glicocálice): proteção contra fagocitose, desidratação, fixação de bactérias parasitas nos tecidos dos hospedeiros.  Flagelo: estrutura proteica associada à locomoção.  Fímbrias e pili: projeções formadas for filamentos proteicos. Fimbrias (menores; fixação em superfícies). Pili (mais longos; transferência de cópias de plasmídeos de uma célula a outra). Página 287
  • 3.  Possuem parede celular. Composição: peptideoglicanos(carboidratos + polipeptídeos).  Funções: forma e proteção da célula.
  • 6. CIANOBACTÉRIAS  Surgiram há cerca de 2,7 bilhões de anos.  Fotossintetizantes: possuem clorofila, mas não possuem cloroplastos. A clorofila está localizada nos tilacoides.  Apresenta outros pigmentos, como a ficocianina (azul), e a ficoeritrina (vermelha).  É comum a formação de uma bainha de mucilagem ao redor da células. Recobre a superfície da célula, mantendo-as unidas e evitando a dessecação.  As de vida livre são encontradas em diversos ambientes (aquáticos, solos úmidos, fontes termais e lagos gelados da Antártida).  Fazem parte do fitoplâncton marinho.  Podem viver associadas a outros seres vivos: superfícies de árvores, associadas e certos fungos (líquens), plantas e esponjas.  Algumas atuam como fixadoras de nitrogênio.
  • 8. Cianobactérias e a Eutrofização
  • 9. Bactérias e a formação de biofilmes  As bactérias podem secretar polissacarídeos e proteínas, formando uma massa gelatinosa chamada biofilme.  Forte adesão a superfícies, desde tubulações de esgoto ou de distribuição de água, até estruturas do corpo humano, como dentes, válvulas cardíacas, canal auditivo, trato urinário etc.  Os biofilmes tornam a eliminação das células bacterianas mais difícil, pois podem dificultar a ação de antibióticos e outros produtos de ação bactericida.
  • 10. REPRODUÇÃO  Reprodução do tipo Assexuada.  Fissão binária: a célula duplica seu material genético, cresce e se divide muito rapidamente (em torno de 20 minutos).  A cada evento reprodutivo, o número de bactérias dobra, o que evidencia os riscos da deterioração rápida de alimentos e na evolução de doenças infecciosas.
  • 12. VARIABILIDADE GENÉTICA As bactérias possuem incrível capacidade de adaptação a novos ambientes.  Células muito simples.  Reprodução assexuada muito rápida.  Geração de muitos descendentes em poucas horas.  Em cada evento de duplicação do DNA durante o ciclo reprodutivo existe a possibilidade de surgirem mutações gênicas.  Transferência lateral de genes.  Mesma espécie ou espécies diferentes.  Geração de indivíduos com novas características.  Aumento na variabilidade das populações.  Maior adaptação às mudanças ambientais. Página 290
  • 14. TRANSFERÊNCIA LATERAL DE GENES I) CONJUGAÇÃO BACTERIANA Uma bactéria portadora de “pilus ” se adere a outra bactéria, fornecendo- lhe uma cópia de seu plasmídeo. No plasmídeo transferido podem estar presentes genes de resistência a antibióticos.
  • 15. TRANSFERÊNCIA LATERAL DE GENES II) TRANSFORMAÇÃO BACTERIANA Uma célula bacteriana morta tem sua parede celular rompida, liberando fragmentos de DNA no ambiente, os quais podem ser absorvidos por uma outra bactéria.
  • 16. TRANSFERÊNCIA LATERAL DE GENES III) TRANSDUÇÃO Genes são transportados de uma bactéria para outra por meio de vírus.
  • 17. A RESISTÊNCIA A ANTIBIÓTICOS
  • 20. BACTÉRIAS: DIVERSIDADE METABÓLICA Página 292 As bactérias podem ser: I)Autótrofas II)Heterótrofas  Tipo mais antigo de fotossíntese da Terra.  Realizado por bactérias encontradas em ambientes inóspitos a outros seres vivos (ex.: fendas vulcânicas e fontes termais).  Bactérias possuem tipos de clorofila diferentes dos encontrados em plantas, algas e cianobactérias.  Não há utilização de água, e sim de sulfeto de hidrogênio (H2S).  Formação e liberação de enxofre, em vez de gás oxigênio. FOTOSSÍNTESE BACTERIANA I) Bactérias Autótrofas: produzem matéria orgânica por meio da fotossíntese ou da quimiossíntese.
  • 22.  Cianobactérias: acredita-se que tenham sido um dos primeiros seres fotossintetizantes e que surgiram há cerca de 2,7 bilhões de anos.  Responsável por grandes mudanças na Terra. FOTOSSÍNTESE EM CIANOBACTÉRIAS  Inicialmente: reação do gás oxigênio produzido com íons metais dos ambientes aquáticos. Formação e precipitação de óxidos. Formação dos grandes depósitos de ferro explorados hoje em dia.  Posteriormente: desprendimento do gás oxigênio da água para a atmosfera, acúmulo e formação da camada de ozônio.
  • 23. QUIMIOSSÍNTESE  Produção de compostos orgânicos sem a participação da energia da luz solar.  Energia proveniente de reações químicas de oxidação de substâncias inorgânicas.  Sulfeto de hidrogênio (H2S) e amônia (NH3).
  • 24. BACTÉRIAS: DIVERSIDADE METABÓLICA II) Bactérias Heterótrofas: a maioria das bactérias são heterótrofas e, portanto, não fabricam o seu próprio alimento. Precisam se alimentar de outros seres vivos ou de seus restos mortais. Podem ser: • Decompositoras (Saprófitas) • Parasitas (Patogênicas) • Mutualísticas
  • 25. BACTÉRIAS: DIVERSIDADE METABÓLICA As bactérias podem obter energia do alimento, a partir dos seguintes processos catabólicos: • Respiração celular aeróbica • Fermentação •Respiração anaeróbica
  • 26. Fermentação LáticaFermentação Lática  Utilização da fermentação realizada por Lactobacillus para a na produção de laticínios como queijos, coalhadas e iogurtes;
  • 27.  Na produção de queijo suíço é empregada a bactéria Propionibacterium freudenreichii, que libera ácido propiônico e gás carbônico responsáveis pelo sabor característico e pelas cavidades típicas deste queijo. Fermentação LáticaFermentação Lática
  • 28.  O sabor característico da manteiga resulta da atividade de uma espécie de estreptococo, que libera acetoína, presente também em iogurtes. Fermentação LáticaFermentação Lática
  • 29.  A produção de salame recebe a ação fermentativa de bactérias do gênero Pediococcus;  A produção de ácido lático contribui para o sabor e para maior conservação desse alimento. Fermentação LáticaFermentação Lática
  • 30. Fermentação AcéticaFermentação Acética  Vinagres são produzidos por ação de bactérias fermentadoras – Acetobacter e Acetomonas – que convertem etanol em ácido acético.
  • 31. Respiração AnaeróbicaRespiração Anaeróbica  Processo realizado na ausência de gás oxigênio (O2).  Utilização de outras substâncias, como nitrato, nitrito, sulfato e carbonato.  Importância no ciclo do nitrogênio.
  • 32. BACTÉRIAS DECOMPOSITORASBACTÉRIAS DECOMPOSITORAS  São heterótrofas.  Consomem restos orgânicos e transformam matéria orgânica em inorgânica.  Reciclagem de nutrientes nos ecossistemas. Liberação de nutrientes importantes para o desenvolvimento de plantas em ambientes terrestres e de algas e cianobactérias em ambientes aquáticos.
  • 33. CompostagemCompostagem  Processo de produção de composto a partir da decomposição de restos orgânicos (ex.: folhas, esterco, lixo orgânico, dejetos animais).  A decomposição produz adubo rico em húmus e substâncias inorgânicas (fosfatos, amônia, nitratos).  O húmus: compostos orgânicos parcialmente decompostos, que mantêm o solo úmido e macio, facilitando o crescimento de raízes e beneficiando bactérias e fungos favoráveis às culturas vegetais.
  • 34. BiodigestãoBiodigestão  Decomposição anaeróbica que ocorre em equipamentos, chamados de biodigestores.  Produz adubo e biogás, rico em metano, que pode ser utilizado como fonte de energia elétrica (para geradores elétricos, fogões e motores).  O metano é liberado em locais pouco oxigenados, como pântanos, aterros sanitários, esgotos e biodigestores.  O metano também é produzido pelo sistema digestório de ruminantes, como bois, em razão da presença de bactérias presentes em seu interior.  No Brasil, há diversos tipos de biodigestores que empregam resíduos de criações de porcos, da indústria de papel, da agricultura, de aterros sanitários e de esgoto.
  • 37. BiorremediaçãoBiorremediação  Processo que emprega certos microrganismos (bactérias, fungos), ou suas enzimas, para decompor ou modificar substâncias contaminantes do ambiente (ex.: pesticidas, petróleo e seus derivados.)  Uma das técnicas mais utilizadas é acrescentar nutrientes (nitrogênio e fósforo) nos ambientes poluídos. Isso acelera a multiplicação dos microrganismos.