O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Manejo na Apicultura Racional

4.691 visualizações

Publicada em

Apresentação feita para multiplicadores da Capacitação Continuada de Técnicos da Cadeia Produtiva da Apicultura em Mato Grosso. Coordenadores Jefferson Banderó e José Catarino Mendes

Publicada em: Educação

Manejo na Apicultura Racional

  1. 1. CAPACITAÇÃOCONTINUADAAPICULTURA SINOP – MT 16 AGOSTO 2012
  2. 2. IV – MANEJO:ABELHAS APIS MELLIFERA
  3. 3. MANEJOPLANILHAS:A – RECEITA/CUSTOS; B – FICHA DE ACOMPANHAMENTO; C - TABELA DE FLORADA; D - MAPA DE PRODUÇÃO.
  4. 4. MANEJO BASICO:A - REVISÃO
  5. 5. MANEJO BASICO:B - RECOMENTAÇÕES
  6. 6. MANEJO BASICO:C – O QUE OBSERVAR EM REVISÕES
  7. 7. MANEJO BASICO:D – INTERVALO ENTRE REVISÕES:* NO PERÍODO DE ENTRE SAFRA (ESCASSEZ) DE 20 Á 30DIAS.* NO PERÍODO DE SAFRA 15 EM 15 DIAS
  8. 8. MANEJO MANUTENÇÃO:A – ALIMENTAÇÃO: - SUBSISTENCIA - ESTIMULANTE
  9. 9. MANEJO MANUTENÇÃO: B - ÁGUA
  10. 10. MANEJO MANUTENÇÃO:C – PROPICIAR SOMBREAMENTO E BOA VENTILAÇÃO
  11. 11. MANEJO MANUTENÇÃO:D – REDUZIR ALVADO
  12. 12. MANEJO MANUTENÇÃO:E – ADEQUAR O ESPAÇO DA COLMÉIA AO ENXAME
  13. 13. MANEJO MANUTENÇÃO:F – MIGRAR PARA ASSEGURARA MANUTENÇ]AO DOSENXAMES
  14. 14. MANEJOPRODUÇÃOA – MANUTENÇÃO DOS APIARIOS
  15. 15. MANEJOPRODUÇÃOB – RAINHAS: JOVENS E DE BOA QUALIDADEGENÉTICA
  16. 16. MANEJOPRODUÇÃOC – CONHECIMENTO DA FLORADA
  17. 17. MANEJOPRODUÇÃOC – CONHECIMENTO DA FLORADA
  18. 18. MANEJOPRODUÇÃOD – ALIMENTAÇÃO ESTIMULANTE: COLETIVO
  19. 19. MANEJOPRODUÇÃOD – ALIMENTAÇÃO ESTIMULANTE: INDIVIDUAL
  20. 20. MANEJOPRODUÇÃOE – ESPAÇO NA COLMÉIA
  21. 21. MANEJORAINHAA – CORES PARA MARCAÇÃO DE RAINHAS:CORES TERMINAÇÃO DO ANO EXEMPLOBRANCA 1E6 2001 – 2006AMARELA 2E7 2002 – 2007VERMELHA 3E8 2003 – 2008VERDE 4E9 2004 – 2009AZUL 5E0 2005 – 2010
  22. 22. MANEJORAINHAB – PROCEDIMENTOS PARA SUBSTITUIÇÃO DERAINHAS:1 – ÉPOCA PARA SUBSTITUIÇÃO;2 – SELEÇÃO DAS COLMÉIAS PRA TROCA DAS RAINHAS;3 – LOCALIZAÇÃO DAS RAINHAS;4 – PREPARAÇÃO DA COLONIA PARA RECEBER A NOVARAINHA.
  23. 23. MANEJORAINHAC – INTRODUÇÃO DA NOVA RAINHA:1 – USANDO A GAIOLA DE ARAME OU (BOBES);2 – USANDO A GAIOLA DE TRANSPORTE.
  24. 24. ALIMENTAÇÃONECESSIDADE DO ENXAME:15 Á 55 KG DE PÓLEN60 Á 80 KG DE MEL260 LITROS DE ÁGUA
  25. 25. ALIMENTAÇÃOA – SUBSISTÊNCIA;B – ESTIMULANTE;C – PROTÉICA E ENERGÉTICA;D – TIPOS DE ALIMENTADORES: * COLETIVO * INDIVIDUAL : - DOALITE - COBERTURA - BORDMAN
  26. 26. DIVISÃO E UNIÃODE ENXAMESA – DIVISÃO DE ENXAMES;B – UNIÃO DE ENXAMES; * MÉTADO DA PULVERIZAÇÃO, * MÉTADO DO JORNAL.C – ENXAMEAÇÃO * MIGRATORIA OU ABANDONO, * REPRODUTIVA
  27. 27. DIVISÃO E UNIÃODE ENXAMES - COMO ENXAMEAÇÃO PREJUDICA A PRODUÇÃO!!! - COMO CONTROLAR? * CONTROLAR A IDADE DA RAINHA; * AUMENTAR O ESPAÇO DAS COLONIAS; * SELECIONAR RAINHAS POUCO ENXAMEADORA.
  28. 28. DIVISÃO E UNIÃODE ENXAMESD – APICULTURA MIGRATÓRIA* SÃO REALIZADOS EM 5 ETAPAS:- PREPARAÇÃO DAS COLMÉIAS;- FECHAMENTO DO ALVADO;- TRANSPORTE;- DESCARREGAMENTO E- ABERTURA DO ALVADO
  29. 29. INIMIGOS NATURAIS,DOENÇAS E PRAGAS A – INIMIGS NATURAIS: * FORMIGA, COPIM, MACACO, TATU, GUATI. . .
  30. 30. INIMIGOS NATURAIS,DOENÇAS E PRAGAS B – PRACAS: * TRAÇA, ÁCAROS. . .
  31. 31. INIMIGOS NATURAIS,DOENÇAS E PRAGAS C – DOENÇAS: * SÃO CAUSADAS POR BACTÉRIAS, FUNGOS E VÍRUS.
  32. 32. INSEMINAÇÃODE RAINHAS
  33. 33. INSEMINAÇÃODE RAINHAS
  34. 34. V PRODUTOSAPÍCOLASQUALIDADE
  35. 35. V PRODUTOSAPÍCOLASQUALIDADE
  36. 36. V PRODUTOSAPÍCOLASQUANTIDADE
  37. 37. V PRODUTOSAPÍCOLASA – MEL
  38. 38. V PRODUTOSAPÍCOLASA – MEL– É UM ADOÇANTE NATURAL DE GRANDE VALOR ENERGETICO,RICO EM AÇUCARES (FRUTOSE + GLICOSE), ÁGUA, SAIS MINERAIS,ENZIMAS E VITAMINAS.- TRANSFORMAÇÃO - FÍSICA – PERDA DE ÁGUA - QUÍMICA – AÇUCAR – GLICOSE E FRUTOSE- COMPOSIÇÃO – AÇUCARES, ÁCIDOS, PÓLEN, PROTEINAS,ENZIMAS , SAIS MINERAIS.COR, SABOR, AROMA – FLORADACRISTALIZAÇÃOFERMENTAÇÃO
  39. 39. V PRODUTOSAPÍCOLASB – CÊRA
  40. 40. V PRODUTOSAPÍCOLASB – CÊRA É COMPOSTA DE UMA MISTURA DE ÁCIDOSGORDUROSO, ÁLCOOIS E HIDROCARBONETOS DE ALTOPESO MOLÉCULAR. (11 – 17 DIAS) ENGENHEIRAS. USO – ABELHAS – CONSTRUIR FAVO; - HOMEM – INDUSTRIA DE COSMÉTICO,VERNIZ, ARTESANATO, REVISTIMENTO DE MATERIALELETRONICO. PRODUÇÃO- 10 KG MEL CONSUMIDO , PRODUZ 1 KGDE CERA.
  41. 41. V PRODUTOSAPÍCOLASC – PÓLEN
  42. 42. V PRODUTOSAPÍCOLASC – PÓLEN É O GAMETA MASCULINO DAS PLANTAS. COMPOSIÇÃO - PROTEINA, AÇUCARES, SAIS MINERAIS E VETAMINAS. USO - ABELHAS - TRANSFORMA EM GELEIA REAL –ALIMENTO DAS LARVAS E RAINHAHOMEM – ALIMENTO – REGULADOR ORGANICO –CONSUMO 25 G/DIA. PRODUÇÃO - 40 KG - 60 KG POR ANO
  43. 43. V PRODUTOSAPÍCOLASD - PRÓPOLIS
  44. 44. V PRODUTOSAPÍCOLASD- PRÓPOLIS É UMA SUBSTÂNCIA RESINOSA COLETADA PELAS ABELHAS DOSBOTÕES, SEIVAS E BROTO DAS PLANTAS E RESINAS DAS ARVORES. COMPOSIÇÃO -RESINA BALSAMICA, CÊRA, ÓLEO ESSENCIAIS, PÓLEN, ETC USO: ABELHAS - PROTEÇÃO DE INSETOS E FRIO . HOMEM - MEDICAMENTO ANTI-INFLAMATÓRIO. PRODUÇÃO - DEPENDE DA QUALIDADE E NECESSIDADE - MÉTADOS – TELA, RASPAGEM, ESPAÇADOR, REGUA.
  45. 45. V PRODUTOSAPÍCOLASE – GELÉIA REAL
  46. 46. V PRODUTOSAPÍCOLASE – GELÉIA REAL É É UM SUPER ALIMENTO COMPLETO;(6 – 10 DIA) PRODUZIDA PELAS NUTRIZES . COMPOSIÇÃO – ÁGUA, PROTEINAS, AÇUCARES, VITAMINAS, ENZIMAS E AMINOÁCIDOS; CÔR – CREME SABOR – ÁCIDO FORTE USO – ABELHAS – ALIMENTO LARVA E RAINHA - HOMEM – SUPER ALIMENTO UM SUPER
  47. 47. V PRODUTOSAPÍCOLASF – APITOXINA
  48. 48. V PRODUTOSAPÍCOLASCOMERCIALIZAÇÃO
  49. 49. V PRODUTOSAPÍCOLASCOMERCIALIZAÇÃO * MERCADO INTERNO (MUNICIPAL, ESTADUAL OU NACIONAL): - ATACADO
  50. 50. V PRODUTOSAPÍCOLASCOMERCIALIZAÇÃO* MERCADO INTERNO (MUNICIPAL, ESTADUAL OU NACIONAL):- VAREJO (SUPERMERCADO, PADARIA, MERENDA ESCOLAR E FEIRAS)
  51. 51. V PRODUTOSAPÍCOLASCOMERCIALIZAÇÃO* MERCADO INTERNO (MUNICIPAL, ESTADUAL OU NACIONAL):- VAREJO (SUPERMERCADO, PADARIA, MERENDA ESCOLAR E FEIRAS)
  52. 52. V PRODUTOSAPÍCOLASCOMERCIALIZAÇÃO* MERCADO EXTERNO
  53. 53. V PRODUTOSAPÍCOLASSERVIÇO : POLINIZAÇÃO – “FRUTICULTURA”
  54. 54. V PRODUTOSAPÍCOLASSERVIÇO : POLINIZAÇÃO – “FRUTICULTURA”SATURAÇÃO DAS FLORADASPOMAR - 1º ANO EM FLORAÇÃO –1COL/ 2HaPOMAR - 2º ANOS EM FLORAÇÃO –1 COL/HáPOMAR - 3 E 4 º ANO EM FLORAÇÃO –1 A 2 COL/HáPOMAR EM FLORAÇÃO INTEGRAL – 3 COL/Há DADOS: Prof. Silvio Lengler / UFSM
  55. 55. V PRODUTOSAPÍCOLASSERVIÇO : POLINIZAÇÃO – “FRUTICULTURA”
  56. 56. V PRODUTOSAPÍCOLAS CULTURA ATÉ % MAÇÃ 270 CAFÉ 40 LARANJA 40 PÊSSEGO 40 SOJA 38 GIRASOL 25 ABACATE 800 CHUCHU 47 PERA 4,8 DADOS: PROF. SILVIO LENGLER/UFSM
  57. 57. V PRODUTOSAPÍCOLASMAMONA PESO DE 100 SEMENTES(G) TEOR DE ÓLEO (%) ÁREA S/ABELHAS 49,94 47,32 ÁREA C/ ABELHAS 54,46 54,48 DIFERENÇA 9,1% 15.08% DISSETAÇÃO DE MESTRADO ROMULO RIZZARDO/UFC - 2006
  58. 58. V PRODUTOSAPÍCOLAS GRUPO A GRUPO B. S/ABELHAS C/ABELHASN° MÉDIO DE VAGENS/PÉ 91,68 147,49PESO MÉDIO DE VAGENS 36,54 (G) 61,03 (G)PESO MÉDIO DE GRÃOS/PÉ 23,85 (G) 39,65 (G) AGRICULTURA DE SOJA DADOS: PROF. SILVIO LENGLER / UFSM
  59. 59. V PRODUTOSAPÍCOLASPARCEIROS:* EMBRAPA *SEDRAF* MDA * MAPA* INDEA * IMEQ* EMPAER * UFMT* SEBRAE/MT * SENAR/MT* UNIMAT * FEAPISMAT* PREFEITURA (CONSÓRCIO / SEC AGRIC )* COOPERATIVAS * ASSOCIAÇÕES
  60. 60. 5 - CAPACITAÇÃO FELIZ DAQUELE QUE GOSTA DO QUE FAZ, ASSIM NÃO PRECISA TRABALHAR!
  61. 61. MUITO OBRIGADO !!!VOTOS DE MUITA PAZ EM NOSSOS CORAÇÕES!!!JOSÉ CATARINO MENDES - Químico - Especialista emApicultura - Gestor da cadeia ApícolaE-MAIL: jcatarino@sedraf.mt.gov.br biomendies@gmail.comSEDRAF / MT REGIONAL((65) 3613 6216 / 9977 8702
  62. 62. BENO KAISERbenokaiser@yahoo.com.br0XX 66 9637 – 1742Ag.: 1180-0CC : 29.241-9Banco do Brasil S.AValor R$ 150,00

×