A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL

250.414 visualizações

Publicada em

DESCOBERTA DE OURO E DIAMANTES NO BRASIL COLONIAL

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL

  1. 1. HISTÓRIA EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL ISABEL AGUIAR 8EF MANHÃ DIONÍSIO TORRESA SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
  2. 2. A CORRIDA DO OURO Corrida ao Ouro – Fotos/Reprodução: Fatos da Historia  A descoberta do ouro no Brasil aconteceu no século XVII, na região de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, o que provocou uma verdadeira 'corrida do ouro' para Essas regiões. A descoberta do precioso metal foi feita Em 1698 por Antônio Dias de Oliveira, em Ouro Preto.  LUGARES ONDE ENCONTRARAM OURO NO BRASIL *Sabará - MG - 1693 *Vila Rica (atual Ouro Preto) - MG  A NOTÍCIA SE ESPALHOU... milhares de pessoas foram ao sertão mineiro essas pessoas eram de: Portuga, RJ, BA , SP, etc. queriam enriquecer facilmente trouxeram várias pessoas da África para trabalhar como escravos nas minas
  3. 3. A CORRIDA DO OURO  A REGIÃO DAS MINAS NÃO ERA TÃO LEGAL ASSIM... *ao chegarem na região das minas não tinham o que comer *não tinham onde morar *não tinham o que vestir *ninguém se preocupava em plantar ou criar *se preocupavam apenas com o ouro *havia crise de fome *as pessoas se refugiavam no mato em busca de raízes e frutas para comer
  4. 4. CORREÇÃO DAS ATIVIDADES DAS PÁGINAS 239 À 241A CORRIDA DO OURO COM UM TEMPO ISSO MUDOU... *começaram a plantar milho e feijão *começaram a criar porcos e galinhas *usavam o ouro como moeda *compravam de outras regiões o que necessitavam. A GUERRA DOS EMBOABAS (1707-1709) *Paulistas X portugueses *Os portugueses eram chamados de EMBOABAS porque usavam botas altas *EMBOBAS = aves de pés emplumados *Os EMBOABAS venceram (portugueses) *Líder dos emboabas: Manuel Nunes Viana *Manuel foi aclamado governador Paulista típico da época da mineração
  5. 5. CORREÇÃO DAS ATIVIDADES DAS PÁGINAS 239 À 241A CORRIDA DO OURO  AS PRIMEIRAS CIDADES DE MINAS GERIAS *RJ se separou de SP e MG *O governo fundou vilas para controlar a população *A primeira vila (1711)- Ribeirão de Nossa Senhora do Carmo, hoje , Mariana  OUTRAS VILAS *Vila Rica *Sabará *São João del Rei *Vila Nova da Rainha ( Caeté) *Vila do Príncipe (Serro)
  6. 6. PRODUTOS EXPORTADOS NO BRASIL COLONIAL
  7. 7. O CONTROLE DO OURO *O rei de Portugal criou a INTENDÊNCIA DAS MINAS (1702) *A intendência servia para:  explorar o ouro  cobrar impostos  julgar crimes na região  a mina era dividida em DATAS = lotes auríferos  o descobridor da mina escolhia 2 DATAS  a terceira DATA era do rei  as outras DATAS eram distribuídas entre os mineradores  as maiores DATAS eram para que tivesse mais escravos
  8. 8. INSTRUMENTOS DE MINERAÇÃO Bateia é um utensílio usado na mineração em pequena escala, geralmente em depósitos de sedimentos em cursos de água, para a obtenção de metais preciosos. Antigas ferramentas de mineração: à esquerda, picão; à direita, almocafre (acima) e enxadinha de veio (abaixo). São João del-Rei/MG. Acervo: Luís Antônio do Sacramento Miranda. Roda do Rosário (1711): uma grande roda-d´água que acionada tira a água do rio
  9. 9. IMPOSTOS IMPOSTOS COBRADOS PELA INTENDÊNCIA DAS MINAS Impostos sobre homens livres e escravizados Impostos sobre tecidos Impostos sobre ferramentas Impostos sobre gêneros agrícolas e ouro O IMPOSTO MAIS IMPORTANTE O QUINTO: 20% do ouro extraído ia para a coroa portuguesa O CONTRABANDO as pessoas escondiam ouro entre os dedos dos pés nos saltos solas das botas nos doces e salgados em estátuas de santos
  10. 10. O SANTO DO PAU OCO)
  11. 11. A REVOLTA DE VILA RICA) *O governo de MG criou as CASAS DE FUNDIÇÃO *O ouro era transformado em barras, selado e quintado *De lá o ouro ia para a Provedoria da Fazenda Real *De lá ia para o RJ *O ouro era levado sob forte escolta *O povo estava insatisfeito com as CASAS DE FUNDIÇÃO *Além disso o preço dos alimentos estava alto *Isso tudo ocasionou a revolta Casa de Fundição de Ouro Preto
  12. 12. OURO QUINTADO) Figura:AcervodoMuseudeValores doBancoCentraldoBrasil.Barradeouro nr.3711,“quintada”na CasadeFundiçãodeSabaráem1809.
  13. 13. O QUE OS REVOLTOSOS QUERIAM Redução do preço dos alimentos O fim das Casas de Fundição LÍDERES Felipe dos Santos (tropeiro) Pascoal da Silva Guimarães ( minerador e comerciante) RESULTADO DA REVOLTA Felipe dos Santos foi morto e esquartejado A mina de ouro de Pascoal da Silva, foi queimada O rei separou MG de SP Foi criada a Capitania de MG - 1720 REVOLTA DE VILA RICA
  14. 14. OS DIAMANTES O CONTROLE DOS DIAMANTES Diamantes foram encontrado no Arraial do Tijuco = Diamantina O rei mandou expulsar os moradores do local Dividiu as terras em lotes O rei ficou com o lote da maior mina Leiloou os outros lotes INTENDÊNCIA DAS MINAS (1734) Criada para administrar e policiar a área O intendente poderia dar ordem de morte a quem roubasse diamantes
  15. 15. OS CONTRATADORES *O rei arrendou a extração de diamantes a contratadores exploravam as pedras em troca de parte das riquezas *João Fernandes de Oliveira foi um contratador muito rico Viveu com uma ex-escrava : CHICA DA SILVA *1771 - o rei suspeitou de roubo por parte dos contratadores *O rei reassumiu o controle das minas Chica da Silva (1732-1796) foi uma escrava que viveu no Brasil na segunda metade do século XVIII. Manteve uma relação durante quinze anos com o rico contratador de diamantes João Fernandes de Oliveira. Atingiu uma posição de destaque na sociedade, época em que a questão da escravatura era muito evidente.
  16. 16. O QUE MUDOU NO BRASIL COM A MINERAÇÃO DE OURO E DIAMANTES • Ocuparam e povoaram o interior do Brasil • Urbanização do Brasil : vilas e cidades • A capital mudou de Salvador para o RJ (1763) • Somente no porto do RJ podiam embarcar ouro • Crescimento do mercado interno • MG, MT e GOIÁS, compravam de várias partes do Brasil com o ouro em pó, os produtos que necessitavam • O Nordeste fornecia gado, couro e farinha de mandioca • O RJ fornecia africanos e artigos europeus (vidro, louça, tecido, ferramentas...) • SP fornecia milho, trigo, marmelada • O Sul fornecia cavalos, mulas e charque.
  17. 17. IGREJA DE SANTA EFIGÊNIA Altar em Ouro - Igreja de Santa Efigênia - Ouro Preto - Minas Gerais. Construída entre 1730 e 1790 mais uma bela obra de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, e de Francisco Xavier de Brito. Em estilo barroco e com interior ricamente revestido em ouro, e fachada em perfeita simetria, sendo seu relógio o mais antigo do estado.
  18. 18. A SOCIEDADE MINERADORA OBS.: Os donos das minas não eram os mais ricos. Isso acontecia porque grande parte do que ganhavam era usada para pagar impostos, mão-de-obra, artigos importados (ferramentas, tecidos, queijos, doces...)
  19. 19. RELIGIÃO, FESTAS E RESISTÊNCIA *Cada grupo tinha a sua irmandade Brancos ricos: Santíssimos Sacramento Negros: Rosário dos Pretos que construíram a Igreja de Nossa Senhora do Rosário Festas Públicas: para todas as pessoas Festas eram uma forma de RESISTÊNCIA DOS NEGROS de MG As festas serviam para conservar as tradições OS ESCRAVIZADOS Trabalhavam em pé, curvados com água até a altura da cintura Trabalhavam em túneis cavados nas encostas dos morros Transportavam mercadorias, pessoas , construíam estradas, casas, chafarizes Comerciavam pelas ruas e lavras (terrenos de mineração) Alguns escravizados era alugados – escravos de ganho Igreja de Nossa Senhora do Rosário
  20. 20. QUEM FOI ALEIJADINHO? Suposto retrato póstumo de Aleijadinho  Antônio Francisco Lisboa, nosso Aleijadinho, tinha esse apelido devido a uma doença degenerativa que provoca a perda dos membros – discute-se se sífilis, lepra, tromboangeíte obliterante ou ulceração gangrenosa das mãos e dos pés.  Nasceu na antiga Vila Rica (atual Ouro Preto), Minas Gerais,  filho de um arquiteto português, Manuel Francisco Lisboa,  e de uma escrava de quem se sabe apenas o primeiro nome: Isabel.  Aleijadinho foi arquiteto e escultor do Período Colonial, sendo considerado o artista mais importante do estilo Barroco no Brasil.  Apesar de, formalmente, só ter recebido a educação primária, cresceu entre obras de arte, já que, além de seu pai, um dos primeiros arquitetos de Minas Gerais, conviveu muito com o tio Antônio Francisco Pombal, conhecido entalhador das principais cidades históricas mineiras.
  21. 21. Por hoje é só jovens!!

×