Mineração no Brasil Colônia

55.110 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
4 comentários
46 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
55.110
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
665
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2.338
Comentários
4
Gostaram
46
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mineração no Brasil Colônia

  1. 1. Descoberta do Ouro A realização do velho sonho português
  2. 2. Pepita de Ouro 
  3. 3. Primeiras Descobertas  Em meados do século XVII Portugal vivia uma crise econômica devido à queda internacional do preço do açúcar. Entre 1693 e 1695 os bandeirantes paulistas encontram os primeiros vestígios de ouro de aluvião. Escravos africanos especialistas na mineração foram utilizados na exploração do ouro.
  4. 4. Extração do ouro de aluvião 
  5. 5. Utilização da bateia nos Utilização da bateia dias de hoje durante o “ciclo do ouro”
  6. 6. Povoamento do Sertão  Corrida do ouro – tanto colonos quanto reinóis. Rápido surgimento de cidades como Vila Rica (Ouro Preto), Ribeirão do Carmo (Mariana), São João del Rei e Sabará. População da região de Minas Gerais alcança 15% do total de habitantes no Brasil no “século do ouro”.
  7. 7. Guerra dos Emboabas  Tensão entre os paulistas, que descobriram as jazidas, e os portugueses vindos de outras partes da Colônia e do Reino (emboabas). A tensão aumentou quando os portugueses começaram a controlar o abastecimento de mercadorias para a região das minas. Após vários confrontos armados entre paulistas e emboabas, o conflito teve fim em 1709, sem vencedores.
  8. 8. Pintura do século XVIII representando a Guerra dos Emboabas 
  9. 9. Consequências da Guerra dos Emboabas  Controle da metrópole: firme controle administrativo e fiscal da Coroa para evitar novos conflitos. Elevação de São Paulo à categoria de cidade. Criação da capitania de São Paulo (1709) e Minas do Ouro (1720). Descoberta de ouro em Mato Grosso (1718) e Goiás (1726): os paulistas passaram a procurar ouro mais adentro no território brasileiro, em sua própria capitania.
  10. 10. Evolução do mapa do Brasil após a Guerra dos Emboabas  1709 1789
  11. 11. Regiões onde foramencontrados ouro ediamantes no BrasilColônia
  12. 12. Administração das Minas O controle da exploração pela Coroa
  13. 13. Intendência das Minas  Principal órgão administrativo português, a Intendência das Minas, criada em 1702, era responsável por:  Distribuir datas (lotes) para a exploração do ouro;  Fiscalizar a atividade mineradora;  Julgar questões referentes ao desenvolvimento dessa atividade;  Cobrar impostos (20%, ou 1/5) pela exploração das jazidas.
  14. 14. Primeira Intendência de Intendência e Casa deMinas Gerais - Mariana Fundição de Sabará - MG
  15. 15. Casas de Fundição  A circulação do ouro em pó ou em pepitas dificultava a cobrança do quinto e facilitava o contrabando. Para acabar com esse problema, foram criadas, por volta de 1720, as casas de fundição.  Ali o ouro era transformado em barras e recebia o selo real, o que comprovava que o imposto havia sido recolhido. Quem fosse encontrado com ouro em pó, em pepitas ou em barras não quintadas poderia perder todos os seus bens e até ser condenado ao degredo.
  16. 16. Forno e balança de antiga casa de fundição 
  17. 17. Barras de ouro quintado 
  18. 18. Revolta de Vila Rica  Para os mineradores, as casas de fundição só facilitavam a cobrança dos impostos, mas dificultavam a circulação e o comércio de ouro dentro da capitania. Descontentes, cerca de 2 mil revoltosos (donos de grandes lavras, partes da população e mesmo escravos) liderados pelo tropeiro Filipe dos Santos exigiram do governador da capitania de MG o fim das casas de fundição. O governador fingiu aceitar as reivindicações, mas depois de ganhar tempo e organizar suas tropas, acabou com o movimento. Seu líder foi enforcado e esquartejado em praça pública (16/07/1720).
  19. 19. Santos do pau oco 
  20. 20. Intendência dos Diamantes  Foram encontradas jazidas de diamantes (1729) no Arraial do Tijuco (atual Diamantina). Como era difícil controlar o contrabando e a cobrança de impostos sobre os diamantes, a Coroa decidiu, em 1739, entregar a extração a particulares, mediante um contrato. O contratador deveria entregar a parte relativa à Coroa. A partir de 1771, porém, a Coroa assumiu diretamente a exploração diamantina, através da Intendência dos Diamantes.  Tal órgão tinha amplos poderes sobre a população de Diamantina, podendo mesmo controlar quem entrava e saía do distrito. Calcula-se que foram encontrados cerca de 160 kg de diamantes entre 1730 e 1830 em Minas Gerais.
  21. 21. Intendência dos Diamantes – Diamantina – MG 
  22. 22. Lavagem dediamantes em SerroFrio, MG, porCarlos Julião, c.1770
  23. 23.
  24. 24. Sociedade do Ouro 
  25. 25. Desenvolvimento da Vida Urbana  A vida nas cidades mineiras era organizada em função do ouro. A região tornou-se um excelente mercado comprador de diversas regiões da colônia e de Portugal.  Minas Gerais “deu um nó” no Brasil. No fim do século XVIII, quase metade da população mineira era composta por escravos.
  26. 26. Ascensão Social e Pobreza  Condições para a ascensão social na sociedade mineira:  Encontrar uma nova jazida de ouro ou diamante;  Ganhar muito dinheiro com o comércio ou o artesanato urbanos. Os investimentos econômicos para a mineração eram menos custosos que os equipamentos e instalações necessários para se montar um engenho açucareiro. Apesar disso, a riqueza concentrou-se nas mãos de poucos: ricos senhores que exploravam as lavras mais importantes e que se dedicavam a outros negócios. A pobreza imperava na capitania das Minas do Ouro.
  27. 27.
  28. 28. Crise da Mineração 
  29. 29. O Declínio da Produção Aurífera  A produção do ouro caiu brutalmente a partir da segunda metade do século XVIII (vide p. 87). O governo português dizia que o contrabando e a negligência com o trabalho eram os principais motivos para a queda aurífera. A Coroa tomou as seguintes medidas:  Cota mínima anual: em 1750 determinou-se que a soma final do quinto deveria atingir pelo menos 100 arrobas anuais.  Derrama: como a cota mínima anual não vinha sendo atingida, em 1765 o governo decretou a derrama, ou seja, a cobrança dos impostos atrasados.
  30. 30. Produção aurífera no século XVIII (em kg) 
  31. 31. Consequências daExploração do Ouro 
  32. 32. Desenvolvimento das Artes  Diversas pessoas usaram suas riquezas no incentivo às artes durante o “ciclo do ouro”. O primeiro movimento literário brasileiro significativo, o Arcadismo, surgiu em MG, expresso nas obras de Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga e outros. No campo das artes plásticas, destaque para Antônio Francisco Lisboa, o “Aleijadinho”, e Manuel da Costa Ataíde, o Mestre Ataíde. Também no campo musical há destaque para as composições de Emérico Lobo de Mesquita, Francisco Gomes da Rocha e Inácio Parreiras Neves.
  33. 33. “Os 12 Profetas” –Esculturas deAleijadinho noSantuário do BomJesus de Matosinhos– Congonhas – MG
  34. 34. “Os Doze Profetas” 
  35. 35. Detalhes de “Os Doze Profetas” 
  36. 36. Pinturas de Mestre Ataíde – Assunção da Virgem – Igreja de São Francisco – Ouro Preto – MG 
  37. 37. Expansão Territorial e Populacional  O ouro atraiu pessoas de diversas partes da colônia para o interior, aumentando o povoamento do sertão. Diversas regiões da colônia, antes isoladas entre si, passaram a estar mais integradas. Durante o século do ouro a população colonial aumentou 11 vezes, passando de 300 mil (em 1700) para 3,25 milhões (1800).
  38. 38. Mudança da Capital  Deslocamento do centro econômico do nordeste açucareiro para o sudeste da colônia. Em 1763 a capital da América Portuguesa deixou de ser Salvador e passou a ser o Rio de Janeiro. Sua localização mais próxima da região das minas:  dificultava o contrabando;  tornava mais rápida a comunicação entre a metrópole e a região das minas;  facilitava o escoamento do ouro quintado para Portugal.
  39. 39. Estrada Real dasMinas Gerais ao Riode Janeiro
  40. 40. Revoltas Coloniais  Aumento da oposição entre os interesses dos colonos luso-brasileiros e o governo português. Intensificação do controle por parte da Coroa contribuiu para que as elites coloniais se rebelassem contra Portugal.
  41. 41. Com quem ficou o ouro brasileiro?  O Brasil produziu mais ouro entre 1700-1760 do que toda a América espanhola em quase quatrocentos anos. Foi o equivalente a metade de todo o ouro extraído no mundo entre os séculos XV e XVIII. Com quem ficou todo esse ouro?  Não ficou no Brasil e nem foi usado no seu desenvolvimento.  Também não ficou em Portugal, já que o país precisava saldar sua balança comercial em déficit por conta do Tratado de Methuen , ou “Tratado dos Panos e Vinhos” (1703).  Boa parte do ouro brasileiro foi, portanto, parar nas mãos dos capitalistas ingleses, e usaram-no para financiar sua Revolução Industrial.

×