SlideShare uma empresa Scribd logo

Brasil colônia4 revoltas nativistas

Brasil colônia revoltas nativistas

1 de 18
Baixar para ler offline
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822)
Profa. DeniseProfa. Denise
AS REVOLTAS COLONIAIS
–REVOLTA DE BECKMAN
–REVOLUÇÃO
PERNAMBUCANA
–GUERRA DOS
MASCATES
–CONJURAÇÃO BAIANA
–GUERRA DOS EMBOABAS
–INCONFIDÊNCIA
MINEIRA
–REVOLTA DE VILA RICA OU
–DE FELIPE DOS SANTOS
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822)
Profa. DeniseProfa. Denise
AS REVOLTAS COLONIAIS
1 - REVOLTAS NATIVISTAS:
• Séculos XVII e XVIII (início).
• Sem propostas de independência.
• Elitistas.
• Localistas (caráter regional).
• Contrárias a aspectos pontuais do Pacto Coloniais.
• Revolta de Beckman (MA 1684):
– Latifundiários X Jesuítas
Atritos pelo direito de escravizar índios.
– POR cria a Companhia de Comércio do Maranhão.
Fornecimento de escravos + monopólio de comércio.
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822)
Profa. DeniseProfa. Denise
AS REVOLTAS COLONIAIS
– Descontentamento de elites locais (altos preços e má qualidade
de produtos).
– Objetivos: escravização de índios e eliminação da Cia. de
Comércio.
– Manuel e Tomás Beckman – líderes.
– Resultados:
Líderes enforcados.
Jesuítas retornam ao Maranhão.
Cia de Comércio continua atuando, embora sem o
monopólio.
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822)
Profa. DeniseProfa. Denise
AS REVOLTAS COLONIAIS
• Guerra dos Emboabas (MG 1707 – 1709):
– Bandeirantes paulistas X Emboabas (forasteiros)*.
– Capão da Traição: grande massacre de paulistas.
– SP é separada de MG.
– Paulistas retiram-se em sua maioria e descobrem novas jazidas
de ouro em GO e MT.
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822)
Profa. DeniseProfa. Denise
AS REVOLTAS COLONIAIS
• Guerra dos Mascates (PE – 1710):
– Olinda X Recife*
– Causa básica: Recife obtém autonomia e Olinda não aceita.
– Recife confirma sua autonomia e torna-se a capital de
Pernambuco (1714).
Latifundiários Comerciantes
portugueses
Cidades de Olinda e Recife (fundo)
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822)
Profa. DeniseProfa. Denise
AS REVOLTAS COLONIAIS
• Revolta de Vila Rica ou de Filipe dos Santos (MG – 1720):
– Contra o estabelecimento das Casas de Fundição.
– Líder: Filipe dos Santos.
– Resultado: Filipe dos Santos é enforcado e esquartejado.
Condenação de Filipe dos Santos

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
Colonização da América
Colonização da AméricaColonização da América
Colonização da América
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Revoltas Coloniais
Revoltas ColoniaisRevoltas Coloniais
Revoltas Coloniais
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 
Expansão Marítima
Expansão MarítimaExpansão Marítima
Expansão Marítima
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesasBrasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
 
13 colônias inglesas
13 colônias inglesas13 colônias inglesas
13 colônias inglesas
 
O Processo de Independência do Brasil
O Processo de Independência do BrasilO Processo de Independência do Brasil
O Processo de Independência do Brasil
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
 
E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.
 
A economia açucareira no brasil
A economia açucareira no brasilA economia açucareira no brasil
A economia açucareira no brasil
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 

Semelhante a Brasil colônia4 revoltas nativistas

04. brasil aula sobre brasil colônia parte 4
04. brasil aula sobre brasil colônia parte 404. brasil aula sobre brasil colônia parte 4
04. brasil aula sobre brasil colônia parte 4Darlan Campos
 
Brasil colonial as revoltas coloniais
Brasil colonial   as revoltas coloniaisBrasil colonial   as revoltas coloniais
Brasil colonial as revoltas coloniaisEdenilson Morais
 
Brasil colonia revoltas colonias
Brasil colonia   revoltas coloniasBrasil colonia   revoltas colonias
Brasil colonia revoltas coloniaslucasdanielviei
 
Brasil colonial as revoltas coloniais
Brasil colonial   as revoltas coloniaisBrasil colonial   as revoltas coloniais
Brasil colonial as revoltas coloniaisFrancidéia Carvalho
 
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroaDaniel Alves Bronstrup
 
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadasCrise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadasdmflores21
 
Brasil colônia completo
Brasil colônia   completoBrasil colônia   completo
Brasil colônia completoPrivada
 
História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]
História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]
História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]Marco Aurélio Gondim
 
Brasil: Revoltas, Lutas e Conquistas - Prof. Medeiros 2015
Brasil: Revoltas, Lutas e Conquistas - Prof. Medeiros 2015Brasil: Revoltas, Lutas e Conquistas - Prof. Medeiros 2015
Brasil: Revoltas, Lutas e Conquistas - Prof. Medeiros 2015João Medeiros
 
19 independência da américa latina 2016
19  independência da américa latina 201619  independência da américa latina 2016
19 independência da américa latina 2016Denis Gasco
 
Brasil colonia nativistas
Brasil colonia nativistasBrasil colonia nativistas
Brasil colonia nativistasmundica broda
 
Rebeliões Coloniais Nativistas
Rebeliões Coloniais NativistasRebeliões Coloniais Nativistas
Rebeliões Coloniais NativistasIsaquel Silva
 
Brasil Colônia Módulo I
Brasil Colônia    Módulo IBrasil Colônia    Módulo I
Brasil Colônia Módulo ILucio Oliveira
 

Semelhante a Brasil colônia4 revoltas nativistas (20)

04. brasil aula sobre brasil colônia parte 4
04. brasil aula sobre brasil colônia parte 404. brasil aula sobre brasil colônia parte 4
04. brasil aula sobre brasil colônia parte 4
 
Brasil colonial as revoltas coloniais
Brasil colonial   as revoltas coloniaisBrasil colonial   as revoltas coloniais
Brasil colonial as revoltas coloniais
 
4 brasil colônia iv
4  brasil colônia iv4  brasil colônia iv
4 brasil colônia iv
 
Brasil colonia revoltas colonias
Brasil colonia   revoltas coloniasBrasil colonia   revoltas colonias
Brasil colonia revoltas colonias
 
Brasil colonial as revoltas coloniais
Brasil colonial   as revoltas coloniaisBrasil colonial   as revoltas coloniais
Brasil colonial as revoltas coloniais
 
Revoltas coloniais
Revoltas coloniaisRevoltas coloniais
Revoltas coloniais
 
4 Brasil ColôNia Iv
4  Brasil ColôNia Iv4  Brasil ColôNia Iv
4 Brasil ColôNia Iv
 
Brasil Colônia IV
Brasil Colônia IVBrasil Colônia IV
Brasil Colônia IV
 
Brasil colônia
Brasil colôniaBrasil colônia
Brasil colônia
 
Brasil ColôNia
Brasil ColôNiaBrasil ColôNia
Brasil ColôNia
 
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
 
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadasCrise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
 
Brasil colônia completo
Brasil colônia   completoBrasil colônia   completo
Brasil colônia completo
 
História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]
História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]
História do Brasil - Colônia - Revoltas coloniais [www.gondim.net]
 
Brasil: Revoltas, Lutas e Conquistas - Prof. Medeiros 2015
Brasil: Revoltas, Lutas e Conquistas - Prof. Medeiros 2015Brasil: Revoltas, Lutas e Conquistas - Prof. Medeiros 2015
Brasil: Revoltas, Lutas e Conquistas - Prof. Medeiros 2015
 
19 independência da américa latina 2016
19  independência da américa latina 201619  independência da américa latina 2016
19 independência da américa latina 2016
 
Brasil colonia nativistas
Brasil colonia nativistasBrasil colonia nativistas
Brasil colonia nativistas
 
Rebeliões Coloniais Nativistas
Rebeliões Coloniais NativistasRebeliões Coloniais Nativistas
Rebeliões Coloniais Nativistas
 
Segundo reinado completo
Segundo reinado   completoSegundo reinado   completo
Segundo reinado completo
 
Brasil Colônia Módulo I
Brasil Colônia    Módulo IBrasil Colônia    Módulo I
Brasil Colônia Módulo I
 

Mais de dmflores21

Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiáticadmflores21
 
Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945dmflores21
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitáriosdmflores21
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptdmflores21
 
Revolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.pptRevolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.pptdmflores21
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à históriadmflores21
 
História e tempo
História e tempoHistória e tempo
História e tempodmflores21
 
Culturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianasCulturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianasdmflores21
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia euadmflores21
 
Independência américas
Independência américasIndependência américas
Independência américasdmflores21
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquicadmflores21
 
República da Espada
República da EspadaRepública da Espada
República da Espadadmflores21
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia euadmflores21
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesasdmflores21
 
Modo produção asiático
Modo produção asiáticoModo produção asiático
Modo produção asiáticodmflores21
 

Mais de dmflores21 (20)

Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
 
Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Antigo regime
Antigo regimeAntigo regime
Antigo regime
 
Revolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.pptRevolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.ppt
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
 
História e tempo
História e tempoHistória e tempo
História e tempo
 
Culturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianasCulturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianas
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia eua
 
Independência américas
Independência américasIndependência américas
Independência américas
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
República da Espada
República da EspadaRepública da Espada
República da Espada
 
Antigo regime
Antigo regimeAntigo regime
Antigo regime
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia eua
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
Modo produção asiático
Modo produção asiáticoModo produção asiático
Modo produção asiático
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
Cruzadas
 

Último

Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioProfessor Belinaso
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoMariaJoão Agualuza
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...excellenceeducaciona
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...apoioacademicoead
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.Prime Assessoria
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...excellenceeducaciona
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Prime Assessoria
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...azulassessoriaacadem3
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...apoioacademicoead
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 

Brasil colônia4 revoltas nativistas

  • 1. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS –REVOLTA DE BECKMAN –REVOLUÇÃO PERNAMBUCANA –GUERRA DOS MASCATES –CONJURAÇÃO BAIANA –GUERRA DOS EMBOABAS –INCONFIDÊNCIA MINEIRA –REVOLTA DE VILA RICA OU –DE FELIPE DOS SANTOS
  • 2. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS 1 - REVOLTAS NATIVISTAS: • Séculos XVII e XVIII (início). • Sem propostas de independência. • Elitistas. • Localistas (caráter regional). • Contrárias a aspectos pontuais do Pacto Coloniais. • Revolta de Beckman (MA 1684): – Latifundiários X Jesuítas Atritos pelo direito de escravizar índios. – POR cria a Companhia de Comércio do Maranhão. Fornecimento de escravos + monopólio de comércio.
  • 3. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS – Descontentamento de elites locais (altos preços e má qualidade de produtos). – Objetivos: escravização de índios e eliminação da Cia. de Comércio. – Manuel e Tomás Beckman – líderes. – Resultados: Líderes enforcados. Jesuítas retornam ao Maranhão. Cia de Comércio continua atuando, embora sem o monopólio.
  • 4. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS • Guerra dos Emboabas (MG 1707 – 1709): – Bandeirantes paulistas X Emboabas (forasteiros)*. – Capão da Traição: grande massacre de paulistas. – SP é separada de MG. – Paulistas retiram-se em sua maioria e descobrem novas jazidas de ouro em GO e MT.
  • 5. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS • Guerra dos Mascates (PE – 1710): – Olinda X Recife* – Causa básica: Recife obtém autonomia e Olinda não aceita. – Recife confirma sua autonomia e torna-se a capital de Pernambuco (1714). Latifundiários Comerciantes portugueses Cidades de Olinda e Recife (fundo)
  • 6. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS • Revolta de Vila Rica ou de Filipe dos Santos (MG – 1720): – Contra o estabelecimento das Casas de Fundição. – Líder: Filipe dos Santos. – Resultado: Filipe dos Santos é enforcado e esquartejado. Condenação de Filipe dos Santos
  • 7. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS 2 - REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS: • Século XVIII (final) e XIX (início). • Objetivo: separação de Portugal (independência). • Nacionalistas. • Influenciadas pelo iluminismo, independência dos EUA e Revolução Francesa. • Inconfidência Mineira (1789): – Causas: esgotamento do ouro, crise econômica, exploração abusiva de POR (impostos, derrama, proibição de produção de manufaturados na colônia – Alvará de D. Maria I). – Penetração de ideais iluministas.
  • 8. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS – Líderes: elite mineira (Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, Alvarenga Peixoto, Joaquim José da Silva Xavier – o “Tiradentes”). – Objetivos: proclamação da República, fim do pacto colonial, estímulo ao desenvolvimento de manufaturas, criação de uma Universidade, bandeira com a inscrição “Libertas quae sera tamen” (Liberdade ainda que tardia).
  • 9. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS – Denunciada por Joaquim Silvério dos Reis. – Líderes presos e degredados para a África. – Tiradentes é enforcado e esquartejado (exemplo).
  • 10. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS • Conjuração Carioca (1794): – Manifestações contrárias ao absolutismo. – Ideais iluministas (Sociedade Literária). – Líderes presos e libertados a seguir por falta de provas. – Sociedade Literária é fechada. • Conjuração Baiana ou Revolta dos Alfaiates (1798): – Causas: extrema pobreza e desigualdades sociais. – Objetivos: independência, República, liberdade de comércio, igualdade em todos os níveis, abolição da escravidão. – Influência da Revolução Francesa (Liberdade – Igualdade – Fraternidade).
  • 11. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS – Líderes: João de Deus Nascimento, Manuel Faustino dos Santos (alfaiates e mulatos), Luís Gonzaga das Virgens, Lucas Dantas Amorim Torres (soldados e mulatos), entre outros. Todos pobres. – Ampla participação popular. – Repressão intensa de POR.
  • 12. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS COMPARAÇÃO ENTRE AS CONJURAÇÕES MINEIRA E BAIANA
  • 13. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS • Revolução Pernambucana (1817): – Causas: decadência econômica de Pernambuco, altos impostos (corte portuguesa no RJ) e privilégios aos comerciantes portugueses. – Rebeldes tomam o poder por dois meses. Proclamação da República de Pernambuco. Liberdade de expressão e religiosa. Abolição de impostos sobre gêneros básicos. Adesão de AL, PB e RN. Permanência da escravidão. – Repressão impiedosa da Coroa, instalada no RJ.
  • 14. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS 3 - REVOLTAS DE ÍNDIOS: • Contra a escravidão, maus tratos e humilhações. • Defesa do território. • Atritos permanentes com portugueses. • Confederação dos Tamoios (RJ 1562 – 1567): – Índios Tupinambás + franceses X Portugueses* – União de nações indígenas contra a escravidão. – Expulsão dos franceses do RJ enfraquece índios. – Paz de Iperog firmada por padres jesuítas desmobiliza índios. – Massacre e escravização das tribos litorâneas.
  • 15. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS • Guerra Guaranítica (RS 1750): – Índios missioneiros + jesuítas X POR + ESP* – Tratado de Madri (1750). 7 Povos sob controle de POR. – Expulsão de índios – revolta. – Destruição de missões – Massacre de índios. Territórios espanhóis Territórios portugueses Limites do Tratado de Madri Limites atuais Avanço de tropas portuguesas Avanço de tropas espanholas
  • 16. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS RUÍNAS DE SÃO MIGUEL:
  • 17. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS 4 - REVOLTAS DE NEGROS: • Contra a escravidão, maus tratos e humilhações. • Iniciativas individuais: fugas, suicídios, abortos, assassinato de senhores e feitores, sabotagens de máquinas, queima de plantações. • Iniciativas coletivas: fugas e quilombos (aldeamentos de escravos fugidos). • Quilombo de Palmares (AL – PE 1629 – 1694): – Maior e mais duradouro entre os quilombos. – Federação de quilombos. – ZUMBI (último líder).
  • 18. BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Profa. DeniseProfa. Denise AS REVOLTAS COLONIAIS • Aproximadamente 20 mil habitantes. • Destruído por ataques liderados pelo bandeirante Domigos Jorge Velho. • 20/11/1695 – Assassinato de Zumbi (Dia Nacional da Consciência Negra). Domingos Jorge Velho