TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e Terminologias

1.058 visualizações

Publicada em

Terminologias e conceitos que contribuem para compreendermos os que são
Tendências Educacionais como as mesmas influenciam a atuação pedagógica
e o posicionamento politico-ideológico docente.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e Terminologias

  1. 1. UNASP-CentroUniversitárioAdventistadeSãoPaulo-CampusEngenheiroCoelho.Pós-GraduaçãoLato- SensuDocênciaUniversitária. Aula1TendênciasEducacionais. Prof.MsElicioGomesLima.Novembro2014 1. TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e Terminologias Antes de iniciarmos nossa incursão no terreno das Teorias pedagogias propriamente, é conveniente começarmos levantando e esclarecendo algumas terminologias e conceitos que contribuem para compreendermos os que são Tendências Educacionais como as mesmas influenciam a atuação pedagógica eoposicionamentopolitico-ideológicodocente. 1
  2. 2. UNASP - CentroUniversitárioAdventista de São Paulo - Campus EngenheiroCoelho. Pós-Graduação Lato- Sensu Docência Universitária. Aula 1 Tendências Educacionais. Prof.Ms ElicioGomes Lima. Novembro 2014 2 O que compreender como Tendências: O termo tendência é sinónimo de moda, de estilo, procedimento, maneira de ser, comportamento mutavel, efemero, portanto, vinculado ao tempo e ao uso, marcada por diferentes e determinados contexto e movimentos socio-culturais. Nesse sentido, tratar-se de uma espécie de mecanismo social que regula e influencia os comportamentos e as escolhas (percepção e concepção) dos individuos e de seguimentos da sociedade, tornando-se modelo diretivo e dominante de uma determinda época.
  3. 3. UNASP-CentroUniversitárioAdventistadeSãoPaulo-CampusEngenheiroCoelho.Pós-GraduaçãoLato- SensuDocênciaUniversitária. Aula1TendênciasEducacionais. Prof.MsElicioGomesLima.Novembro2014 3 As tendências configuram-se atraves de Correntes politicas-ideologicas, pedagogicas e ao mesmo tempo pela conjuntura social, constituindo um corpo de postulados teorios metodologicos, hipoteses, posicionamento politico- ideologico, conceitos, argumentos e normatização que confluem para a constituição de determinados conhecimentos e para a formação social, e marca época em um dado contexto social, atraves de mecanismos de sustentação que são as forças que as mantêm – leis, normas, persuasão, sanções, valores sociais e os símbolos, determinado posicionamento politico ideologico, assim, Direcionando e norteando as ações dos sujeitos para uma formação e/ou conformação de suas praticas sociais e educacionais instituidas.
  4. 4. 4 Nesse sentido, os modelos economicos que regem as políticas públicas influenciam, criam e mantem normas e as praticas educativas. Determinam e influenciam a formação dos sujeitos, tem raiz institucional, atraves das decisões dos poderes publicos que tomam como base as considerações de ordem politica e economica, e as mesmas passam a constar nos documentos oficiais como diretrizes e parametros educacionais nacionais. Assim, a educação oficial passa a proceder em conformidade com os parametros legais, relacionados com fatores contextuais (politicos e economicos) que estabelecem as praticas pedagogicas, principios e valores para embasar as ações da politica de gestão educacional e direcionar os trabalhos dos docentes em sala de aula. Assim, as tendências educacionais transvestem-se em Paradigmas Impostos pelos modelos politico-economicos: tornando uma representação padronizada, ou seja, um padrão a ser seguido na conjuntura das politicas educacionais que instituiem cada nação.
  5. 5. UNASP-CentroUniversitárioAdventistadeSãoPaulo-CampusEngenheiroCoelho.Pós-GraduaçãoLato- SensuDocênciaUniversitária. Aula1TendênciasEducacionais. Prof.MsElicioGomesLima.Novembro2014 5 1. HOMEM: Ser afetivo-racional gregario-social, dotado de emoções e de uma inteligência abstrata e linguagem, o que facilita extremamente suas habilidades para ser, aprender e conviver direcionado pelas convenções sociais – processo de humanização pela ação (do outro) social. Adaptação ao padrão de controle social na estruturação das relações humanas. 2. SOCIEDADE: Entidade organicamente constituida por instituições sociais (estruturas sociais) especificas que exercem influência e determina pela força coercitiva e/ou persuasiva, as formações socias e as ações individuais para a manutenção da unidade social. O Estado-Nação tem por finalidade adotar mecanismos de controle social para a manutenção da ordem estabelecida. 3. CULTURA: Em uma dimensão antropologica, podemos considerar como sendo o conjunto das produções humanas expressas pelas manifestações, intectuais, filosoficas cientificas, tecnicas, artisticas, literarias, espirituais, linguagem, ou seja, são ações, comportamentos, atitudes e objetos que envolvem: Valores, crenças, leis, moral, tradições, habitos e costumes etc, produzidos em um processo interativo constitundo assim, a identidade social.
  6. 6. UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus Engenheiro Coelho. Pós-Graduação Lato- Sensu Docência Universitária. Aula 1 Tendências Educacionais. Prof.Ms Elicio Gomes Lima. Novembro 2014 6 4. MITO: O pensamento mítico é retirado do seu contexto cultural, e, é parte integrante da natureza humana, uma criação do imaginario utilizando simbologia, crenças, cerimônias e rituais no intuito de conhecer de explicar e de aceitar o mundo, a humanidade, fatos da realidade e fenômenos da natureza, são configurações mentais que se sustentam (fundamentam) nas forcas sobrenaturais e na interferencia dos agentes divinos para definir suas certezas dogmaticas (oposto ao pensamento racional). 5. FILOSOFIA: Pensamento fundamentado na razão, reflexão e crítica na busca do conhecimento do mundo e do homem. Questiona com profundidade e rigor metodológico a essência e a natureza do universo, do homem e dos fatos da realidade, julga o valor do conhecimento para dar sentido às experiências vividas. Procurar superar as certezas dogmáticas. 6. EDUCAÇÃO: É o meio, o instrumento, conjunto de ações que possibilitam a transformação do homem e do meio ambiente, para alcançar um determinado fim, ou seja, (in)formar e integrar os individuos a sociedade, adequando-os as funções sociais em seus contextos: econômicos, culturais, políticos e religioso, difundir e transmitir a cultura para a humanização e socialização do homem, na formação da identidade, que o capacita a interagir e operacionalizar na dinamica social como ser politico e moral. (Educação formal X Educação informal). As ações educacionais são influenciadas por fatores dos contextos socio-politico e economicos, global e local, acionadas atraves das politicas públicas que as implementam em seus sistemas e programas educacioais.
  7. 7. 7 7. PEDAGOGIA: É toda a metodologia da educação, processo que organiza as estruturas e funcionamento das situações educativas de ensino-aprendizagem, fundamenta (teoricamente) os princípios, os saberes, organiza e sistematiza os meios adequados, faz intervenções na interrelação professor, aluno e escola, define os recursos e materia, bem como os conteudos para o ensino- aprendizado, ou seja, organiza os meios para alcançar os fins objetivizados que buscam a formação do aluno atraves de uma orientação curricular. Em outras palavras, a pedagogia visa à articulação de doutrinas, princípios e métodos de educação e instrução que tendem a um objetivo prático, no apoio a pratica docente e as aprendizagens dos estudantes.
  8. 8. UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus Engenheiro Coelho. Pós-Graduação Lato- Sensu Docência Universitária. Aula 1 Tendências Educacionais. Prof.Ms Elicio Gomes Lima. Novembro 2014 8 8. CURRÍCULO: É dirigido por um determinado contexto político, cientifico, filosofico e cultural, sua função perpassa a transmissão dos conhecimentos considerados válidos, as formas pedagogicas e os programas de atividades planejadas, devidamente sequencializada, ordenação metodologica, seleção e avaliação de conteudos e expectativas de aprendizagens como tarefas e habilidades a serem dominadas pelos alunos na instituição escolar. Os são a expressão do equilibrio de interesses e forças que gravitam sobre o sistema educativo num dado memento, enquanto atraves deles se realizam os fins da educação no ensino esolarizado. A escola em geral, ou um determinado nível educativo ou tipo de instituição, sob qualquer modelo de educação, adota uma posição e uma orientação seletiva frente à cultua, que se concretiza, precisamentoe, no curriculo que transmite.
  9. 9. UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus Engenheiro Coelho. Pós-Graduação Lato- Sensu Docência Universitária. Aula 1 Tendências Educacionais. Prof.Ms Elicio Gomes Lima. Novembro 2014 9 9. IDEAL PEDAGÓGICO: Ideal Pedagógico – Ação politica mobilizadora, politicas públicas de metas a alcançar a realizar, objetivando a implantação e disseminação de um conjunto de valores intelectuais, morais, estéticos, políticos, econômicos e tecnológicos, considerados como um fim que se pretende atingir para formação do homem ideal que atenda os interesses da sociedade – Esse processo institui-se por agentes indutores e formadores das mentalidades sociais na ocupação dos principais postos da burocracia educacional e pela criação de órgãos para divulgação de tais ideais para legitimação e adequação social. Busca-se estabelecer um Paradigma educacional.
  10. 10. UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus Engenheiro Coelho. Pós-Graduação Lato- Sensu Docência Universitária. Aula 1 Tendências Educacionais. Prof.Ms Elicio Gomes Lima. Novembro 2014 10 3). VERTENTES FILOSOFICAS DAS CORRENTES PEDAGOGICAS: Filosofia não se caracteriza por um conteudo especifico, mas ela é fundamentalmente uma atitude que o homem toma perante uma realidade. Tratando-se da dimensão filosofica na educação, ela refere-se à orientação, aos princípios, normas e padrões, ou seja, as orientações que o meio impõe. Estrutura-se então uma orientação, principios são estabelecidos, ojetivos definidos rumo à ação – opções ideologicas. (aprofundar adiante). Nesse sentido, Apresentar uma concepção histórica sobre a educação (antropologica e filosófica) nos faz pensar de imediato em uma linha do tempo, em que a história vai se construindo em um processo de evolução da propria metalidade da natureza humana:
  11. 11. 11 -EDUCAÇÃO DOS POVOS PRIMITIVOS – mito PEDAGOGIA arcaica: - PEDAGOGIA CLASSICA – Época Grega – educação integral – intelectual – pressupostos lógicos - PEDAGOGIA TRADICIONAL – Escolastica idade média (fé e razão) - PEDAGOGIA NOVA – Novas praticas pedagogicas – Comênios, Rousseau, Dewey. UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus Engenheiro Coelho. Pós-Graduação Lato- Sensu Docência Universitária. Aula 1 Tendências Educacionais. Prof.Ms Elicio Gomes Lima. Novembro 2014
  12. 12. 12 A importância em apresentar essas subclassificações possíveis é para enfatizar que a discussão que seguiremos nesse curso sobre tendencias pedagogicas será conduzida em função da especificidade das ciências humanas e das ciencias sociais, ou seja, a natureza destas interações, caracterizando o processo educacional como movimentos históricos em seus contextos socio-filosoficos que influenciaram as correntes pedagogicas, sobre a natureza dos sistemas sociais e formação das sociedades desejáveis. Em outras palavras tendo como parâmetro para esse curso, a relação entre os indivíduos e as instituições sociais, (estruturas e conjunturas sociais) compreendendo que a sociedade é construída pelos indivíduos e que os indivíduos são moldados pelas sociedades. UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus Engenheiro Coelho. Pós-Graduação Lato- Sensu Docência Universitária. Aula 1 Tendências Educacionais. Prof.Ms Elicio Gomes Lima. Novembro 2014
  13. 13. 13 (4). GRUPOS DE TRABALHO: Pesquise e faça um esboço para compreender as fundamentações teoricas, considerando o contexto sociocultural e politico, típico dessas linhas de pensamentos. Concepções, caracteristicas e posicionamentos dos movimentos filosoficos que influenciaram as correntes pedagogicas: Esboço material de avaliação. GT1. Empirismo - O conhecimento constitui-se a partir da Observação e da experiência sensorial. GT2. Racionalismo - O conhecimento constitui-se a partir das proposições abstração do pensamento logico. GT3. Cientificismo - ciência como fonte de explicação tudo é matéria. – comte GT4. Democracia - Doutrina ou regime político baseado nos princípios da soberania popular e da distribuição eqüitativa do poder. UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus Engenheiro Coelho. Pós-Graduação Lato- Sensu Docência Universitária. Aula 1 Tendências Educacionais. Prof.Ms Elicio Gomes Lima. Novembro 2014
  14. 14. 14 UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus Engenheiro Coelho. Pós-Graduação Lato- Sensu Docência Universitária. Aula 1 Tendências Educacionais. Prof.Ms Elicio Gomes Lima. Novembro 2014

×