SlideShare uma empresa Scribd logo

Semana da Educação Alimentar nas Escolas.pptx

Semana da Educação Alimentar nas Escolas.pptx

Semana da Educação Alimentar nas Escolas.pptx

1 de 27
Baixar para ler offline
Semana da Educação Alimentar
16 a 27 de maio
RESOLUÇÃO N°6 DE 8 DE MAIO DE 2020
Diretrizes do PNAE
I - O emprego da alimentação saudável e adequada,
compreendendo o uso de alimentos variados, seguros,
que respeitem a cultura, as tradições e os hábitos
alimentares saudáveis, contribuindo para o crescimento e
o desenvolvimento dos alunos e para a melhoria do
rendimento escolar, em conformidade com a sua faixa
etária e seu estado de saúde, inclusive dos que
necessitam de atenção específica;
Diretrizes do PNAE
II - a inclusão da educação alimentar e
nutricional no processo de ensino e
aprendizagem, que perpassa pelo currículo
escolar, abordando o tema alimentação e
nutrição e o desenvolvimento de práticas
saudáveis de vida, na perspectiva da
segurança alimentar e nutricional;
Tema:
Seletividade alimentar:
o poder da escolha
Através da Educação Alimentar e Nutricional (EAN)
propor atividades educativas com os alunos da rede
pública de educação do estado de São Paulo, auxiliando
na valorização da alimentação escolar e orientando os
estudantes a fazerem boas escolhas alimentares,
estimulando a mudança nas escolhas alimentares.
Orientar os estudantes a levar as boas escolhas às
famílias, dessa forma, o paladar dos estudantes se torna
passível de aperfeiçoamento, objetivando a redução da
seletividade alimentar.
Objetivo:

Recomendados

Alimentação Saudável para Crianças - ESCA
Alimentação Saudável para Crianças - ESCAAlimentação Saudável para Crianças - ESCA
Alimentação Saudável para Crianças - ESCANelsonys
 
Alimentação saudável trabalho de saúde infantil
Alimentação saudável trabalho de saúde infantilAlimentação saudável trabalho de saúde infantil
Alimentação saudável trabalho de saúde infantilGaby Veloso
 
apostila-controle-de-qualidade-dos-alimentos1627396466.pdf
apostila-controle-de-qualidade-dos-alimentos1627396466.pdfapostila-controle-de-qualidade-dos-alimentos1627396466.pdf
apostila-controle-de-qualidade-dos-alimentos1627396466.pdfAmandaFerreira414130
 
Alimentação infantil
Alimentação infantilAlimentação infantil
Alimentação infantillipernnatal
 
Alimentação saudável.pptx_
 Alimentação saudável.pptx_ Alimentação saudável.pptx_
Alimentação saudável.pptx_Risoleta Montez
 
DESNUTRIÇÃO PROTEICO CALORICA
DESNUTRIÇÃO PROTEICO CALORICADESNUTRIÇÃO PROTEICO CALORICA
DESNUTRIÇÃO PROTEICO CALORICASilvana Lima
 
Nutrição na gestação Enfermagem
Nutrição na gestação EnfermagemNutrição na gestação Enfermagem
Nutrição na gestação EnfermagemLuh Soares
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentaresRoberta Araujo
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação SaudávelLiraIngrid
 
Slide anorexia e bulimia corrigido
Slide anorexia e bulimia corrigidoSlide anorexia e bulimia corrigido
Slide anorexia e bulimia corrigidoWalquiria Dutra
 
Alimentação Saudável na Adolescência
Alimentação Saudável na Adolescência  Alimentação Saudável na Adolescência
Alimentação Saudável na Adolescência Rita Galrito
 
Controle da diabetes
Controle da diabetesControle da diabetes
Controle da diabetesDessa Reis
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentaresCaio Maximino
 
AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)Daniel Sousa
 
Nutrição - Pirâmide Alimentar
Nutrição - Pirâmide AlimentarNutrição - Pirâmide Alimentar
Nutrição - Pirâmide AlimentarFernanda Clara
 
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaDistúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaEnfº Ícaro Araújo
 
Programa de Alimentação Escolar
Programa de Alimentação EscolarPrograma de Alimentação Escolar
Programa de Alimentação EscolarEstela Martins
 
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idosoNutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idosoKetlenBatista
 
Obesidade - Tipos e Causas
Obesidade - Tipos e CausasObesidade - Tipos e Causas
Obesidade - Tipos e CausasLucash Martins
 
AlimentaçãO Saudavel
AlimentaçãO SaudavelAlimentaçãO Saudavel
AlimentaçãO Saudavelprofanabela
 
Ficha Técnica de Preparo
Ficha Técnica de PreparoFicha Técnica de Preparo
Ficha Técnica de Preparocrn8
 

Mais procurados (20)

inclusão escolar
inclusão escolarinclusão escolar
inclusão escolar
 
Slides obesidade
Slides obesidadeSlides obesidade
Slides obesidade
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
 
Obesidade infantil
Obesidade infantilObesidade infantil
Obesidade infantil
 
Slide anorexia e bulimia corrigido
Slide anorexia e bulimia corrigidoSlide anorexia e bulimia corrigido
Slide anorexia e bulimia corrigido
 
Alimentação Saudável na Adolescência
Alimentação Saudável na Adolescência  Alimentação Saudável na Adolescência
Alimentação Saudável na Adolescência
 
Controle da diabetes
Controle da diabetesControle da diabetes
Controle da diabetes
 
Teste de aceitabilidade orientações
Teste de aceitabilidade orientaçõesTeste de aceitabilidade orientações
Teste de aceitabilidade orientações
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 
Apostila: capacitação de merendeiro.
Apostila: capacitação de merendeiro.Apostila: capacitação de merendeiro.
Apostila: capacitação de merendeiro.
 
AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)
 
Nutrição - Pirâmide Alimentar
Nutrição - Pirâmide AlimentarNutrição - Pirâmide Alimentar
Nutrição - Pirâmide Alimentar
 
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaDistúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
 
tecnologia alimentos
tecnologia alimentostecnologia alimentos
tecnologia alimentos
 
Programa de Alimentação Escolar
Programa de Alimentação EscolarPrograma de Alimentação Escolar
Programa de Alimentação Escolar
 
NUTRIÇÃO NO IDOSO
NUTRIÇÃO NO IDOSONUTRIÇÃO NO IDOSO
NUTRIÇÃO NO IDOSO
 
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idosoNutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
 
Obesidade - Tipos e Causas
Obesidade - Tipos e CausasObesidade - Tipos e Causas
Obesidade - Tipos e Causas
 
AlimentaçãO Saudavel
AlimentaçãO SaudavelAlimentaçãO Saudavel
AlimentaçãO Saudavel
 
Ficha Técnica de Preparo
Ficha Técnica de PreparoFicha Técnica de Preparo
Ficha Técnica de Preparo
 

Semelhante a Semana da Educação Alimentar nas Escolas.pptx

Aula impress eproinfo2
Aula impress eproinfo2Aula impress eproinfo2
Aula impress eproinfo2Edilene Alves
 
Boa esperança.santa rita saúde.2.ppt
Boa esperança.santa rita saúde.2.pptBoa esperança.santa rita saúde.2.ppt
Boa esperança.santa rita saúde.2.ppttemastransversais
 
Alimentação Saudável e bem estar .docx
 Alimentação Saudável e bem estar .docx Alimentação Saudável e bem estar .docx
Alimentação Saudável e bem estar .docxRenata Duarte
 
Alimentação saudavel
Alimentação saudavelAlimentação saudavel
Alimentação saudavelCarla Acorsi
 
Proposta interdisciplinar turma 1
Proposta interdisciplinar turma 1Proposta interdisciplinar turma 1
Proposta interdisciplinar turma 1ritta conrado
 
Plano aula flávia
Plano aula fláviaPlano aula flávia
Plano aula fláviaCirla Amaral
 
O professor como mediador nas escolhas saudáveis
O professor como mediador nas escolhas saudáveisO professor como mediador nas escolhas saudáveis
O professor como mediador nas escolhas saudáveisVerônica López
 
Alimentação saudável-geci
 Alimentação saudável-geci Alimentação saudável-geci
Alimentação saudável-geciQueila Stein
 
Power point ednutri
Power point ednutriPower point ednutri
Power point ednutriLaura Cen
 
Guias alimentares, Novo Guia Alimentar Brasileiro
Guias alimentares, Novo Guia Alimentar Brasileiro Guias alimentares, Novo Guia Alimentar Brasileiro
Guias alimentares, Novo Guia Alimentar Brasileiro Delano Moreira de Rezende
 
Resumo FENERC 2012 - Cachoeiro de Itapemirim
Resumo FENERC 2012 - Cachoeiro de ItapemirimResumo FENERC 2012 - Cachoeiro de Itapemirim
Resumo FENERC 2012 - Cachoeiro de Itapemirimforumdealimetacao
 
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.Natalia Martins
 
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.Natalia Martins
 
Ferramentas de educação nutricional para adultos e crianças
Ferramentas de educação nutricional para adultos e criançasFerramentas de educação nutricional para adultos e crianças
Ferramentas de educação nutricional para adultos e criançasPriscila Moreira
 

Semelhante a Semana da Educação Alimentar nas Escolas.pptx (20)

Sequencia diatica 2013
Sequencia diatica 2013Sequencia diatica 2013
Sequencia diatica 2013
 
Aula impress eproinfo2
Aula impress eproinfo2Aula impress eproinfo2
Aula impress eproinfo2
 
Alimentação saudável em casa
Alimentação saudável em casaAlimentação saudável em casa
Alimentação saudável em casa
 
Projeto alimentação saudável
Projeto alimentação saudávelProjeto alimentação saudável
Projeto alimentação saudável
 
Boa esperança.santa rita saúde.2.ppt
Boa esperança.santa rita saúde.2.pptBoa esperança.santa rita saúde.2.ppt
Boa esperança.santa rita saúde.2.ppt
 
Alimentação Saudável e bem estar .docx
 Alimentação Saudável e bem estar .docx Alimentação Saudável e bem estar .docx
Alimentação Saudável e bem estar .docx
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Tarefa 4blog
Tarefa 4blogTarefa 4blog
Tarefa 4blog
 
Alimentação saudavel
Alimentação saudavelAlimentação saudavel
Alimentação saudavel
 
Proposta interdisciplinar turma 1
Proposta interdisciplinar turma 1Proposta interdisciplinar turma 1
Proposta interdisciplinar turma 1
 
Brincando com os alimentos.
Brincando com os alimentos.Brincando com os alimentos.
Brincando com os alimentos.
 
Plano aula flávia
Plano aula fláviaPlano aula flávia
Plano aula flávia
 
O professor como mediador nas escolhas saudáveis
O professor como mediador nas escolhas saudáveisO professor como mediador nas escolhas saudáveis
O professor como mediador nas escolhas saudáveis
 
Alimentação saudável-geci
 Alimentação saudável-geci Alimentação saudável-geci
Alimentação saudável-geci
 
Power point ednutri
Power point ednutriPower point ednutri
Power point ednutri
 
Guias alimentares, Novo Guia Alimentar Brasileiro
Guias alimentares, Novo Guia Alimentar Brasileiro Guias alimentares, Novo Guia Alimentar Brasileiro
Guias alimentares, Novo Guia Alimentar Brasileiro
 
Resumo FENERC 2012 - Cachoeiro de Itapemirim
Resumo FENERC 2012 - Cachoeiro de ItapemirimResumo FENERC 2012 - Cachoeiro de Itapemirim
Resumo FENERC 2012 - Cachoeiro de Itapemirim
 
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.
 
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.
Projeto Alimentação saudável - Ensino Fundamental.
 
Ferramentas de educação nutricional para adultos e crianças
Ferramentas de educação nutricional para adultos e criançasFerramentas de educação nutricional para adultos e crianças
Ferramentas de educação nutricional para adultos e crianças
 

Último

CURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfCURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfdaniele690933
 
SLIDES Lição 6, Recabitas, Exemplo de Obediência, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA ...
SLIDES Lição 6, Recabitas, Exemplo de Obediência, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA ...SLIDES Lição 6, Recabitas, Exemplo de Obediência, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA ...
SLIDES Lição 6, Recabitas, Exemplo de Obediência, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA ...LuizHenriquedeAlmeid6
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxrafabebum
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxssuser86fd77
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfalexandrerodriguespk
 
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLucineideDosSantos2
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfkeiciany
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfkeiciany
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio  itineráriosDicas para o Enem 2024 ensino médio  itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itineráriosRonanDasFlores
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...pj989014
 
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfQ20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfPedroGual4
 
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...LuizHenriquedeAlmeid6
 
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...Colaborar Educacional
 
Livro de Português- Santillana.pdf
Livro de Português- Santillana.pdfLivro de Português- Santillana.pdf
Livro de Português- Santillana.pdfDinisOliveira30
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfkeiciany
 

Último (20)

CURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfCURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
SLIDES Lição 6, Recabitas, Exemplo de Obediência, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA ...
SLIDES Lição 6, Recabitas, Exemplo de Obediência, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA ...SLIDES Lição 6, Recabitas, Exemplo de Obediência, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA ...
SLIDES Lição 6, Recabitas, Exemplo de Obediência, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA ...
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
 
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdfAPOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
 
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
 
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio  itineráriosDicas para o Enem 2024 ensino médio  itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
 
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfQ20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
 
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...
Slides Lição 7, BETEL, Família, os cuidados com a era digital a com os idosos...
 
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
 
Livro de Português- Santillana.pdf
Livro de Português- Santillana.pdfLivro de Português- Santillana.pdf
Livro de Português- Santillana.pdf
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
 

Semana da Educação Alimentar nas Escolas.pptx

  • 1. Semana da Educação Alimentar 16 a 27 de maio
  • 2. RESOLUÇÃO N°6 DE 8 DE MAIO DE 2020
  • 3. Diretrizes do PNAE I - O emprego da alimentação saudável e adequada, compreendendo o uso de alimentos variados, seguros, que respeitem a cultura, as tradições e os hábitos alimentares saudáveis, contribuindo para o crescimento e o desenvolvimento dos alunos e para a melhoria do rendimento escolar, em conformidade com a sua faixa etária e seu estado de saúde, inclusive dos que necessitam de atenção específica;
  • 4. Diretrizes do PNAE II - a inclusão da educação alimentar e nutricional no processo de ensino e aprendizagem, que perpassa pelo currículo escolar, abordando o tema alimentação e nutrição e o desenvolvimento de práticas saudáveis de vida, na perspectiva da segurança alimentar e nutricional;
  • 6. Através da Educação Alimentar e Nutricional (EAN) propor atividades educativas com os alunos da rede pública de educação do estado de São Paulo, auxiliando na valorização da alimentação escolar e orientando os estudantes a fazerem boas escolhas alimentares, estimulando a mudança nas escolhas alimentares. Orientar os estudantes a levar as boas escolhas às famílias, dessa forma, o paladar dos estudantes se torna passível de aperfeiçoamento, objetivando a redução da seletividade alimentar. Objetivo:
  • 7. Público Alvo Estudantes de 6 a 10 anos Estudantes de 11 a 14 anos Estudantes de 15 a 18 Ensino médio Anos Finais do Ensino Fundamental Anos Iniciais do Ensino Fundamental Educação de Jovens e Adultos - EJA Estudantes maiores de 18 anos Indígenas e Quilombolas
  • 8. Guia Alimentar para a População Brasileira Capítulo 2. A escolha dos alimentos. As recomendações levam em consideração o tipo de processamento pelo qual o alimento passou antes de chegar às mãos do consumidor. Categorias de alimentos e as orientações de consumo Materiais de Apoio http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_alimentar_populacao_brasileira_2ed.pdf https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_alimentar_populacao_brasileira_versao_resumida.pdf
  • 9. A neofobia alimentar é caracterizada pela relutância em consumir ou a falta de vontade de experimentar alimentos desconhecidos. Principais consequências da neofobia alimentar: Ocasiona a monotonia alimentar, que pode resultar em deficiências nutricionais Restringe a ingestão de nutrientes necessários para a manutenção da homeostase corporal. Neofobia alimentar
  • 10. Fatores Associados à Neofobia Alimentar em crianças. Artigo aborda a neofobia alimentar que é um comportamento prevalente na infância por ser um período de descobertas táteis, gustativas e olfativas em que há a formação dos hábitos alimentares. Esse fenômeno é determinado pela interação entre diversos fatores complexos, como: ● fatores biológicos, ● antropológicos, ● econômicos, ● psicológicos e/ ou socioculturais, que são moldados pelo contexto individual. Materiais de Apoio https://www.scielo.br/j/rpp/a/xsn45fp4ZVngJGRBFSqPFyx/?lang=pt&format=pdf
  • 11. Nome fantasia: Hortinha sem padrão Público-alvo: Estudantes dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental entre 6 a 10 anos Objetivo educativo: Demonstrar a variedade de legumes e verduras e suas diferentes apresentações, a fim de aumentar o consumo destes alimentos. Recursos necessários: TNT, canetinha colorida, régua, fita dupla face, imagens de legumes e verduras (acelga, alface, cenoura, abobrinha, abóbora, batata, batata doce, mandioca, pepino, beterraba, tomate, couve, chuchu e repolho). Ficha técnica da intervenção
  • 12. Descrição: 1. Dividir as crianças em cinco grupos. Distribuir um saquinho com 2 imagens de verduras e legumes (acelga, alface, cenoura, abobrinha, abóbora, batata, batata doce, mandioca, pepino,beterraba, tomate, couve, chuchu e repolho); 2. Traçar linhas em um pedaço grande de TNT, dividindo-o em dez partes e em cada quadrante escrever os nomes dos legumes e verduras participantes; 3. Os grupos terão 5 minutos para colarem as imagens do saquinho correspondentes aos nomes dos legumes e verduras descritos no TNT; 4. Após, todos os grupos colarem suas imagens, o coordenador da atividade explica se elas correspondem ou não à verdura ou legume descrito; 5. Em caso de erro, as imagens serão retiradas e coladas no quadrante que corresponde à sua classificação e a motivação da escolha deverá ser questionada; 6. A cada grupo de verduras e legumes, serão citados pelo coordenador 3 benefícios da inclusão destes alimentos na alimentação.
  • 13. Nome fantasia: Compras conscientes Público-alvo: Estudantes dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental entre 6 a 10 anos Estudantes dos Anos Finais do Ensino Fundamental Objetivo educativo: Identificar os hábitos alimentares do grupo e promover senso crítico em relação às suas escolhas a fim de incentivar práticas mais saudáveis. Recursos necessários: embalagens vazias de produtos industrializados ou naturais, tesoura, cartolina, cesta, fita crepe, canetinha, giz e lápis de cor. Ficha técnica da intervenção
  • 14. Descrição: 1. Pedir para os estudantes trazerem embalagens dos alimentos que consomem em casa; 2. Dividir a sala em grupos e disponibilizar todas embalagens em uma cesta, ou outro recipiente; 3. O coordenador da atividade pedirá que “comprem” os alimentos que comeriam em determinada refeição (café da manhã, almoço, lanche). Eles deverão colar as embalagens na cesta e depois mostrar aos colegas; 4. Ao final das escolhas dos alunos, o coordenador apresentará um padrão de cesta ideal utilizando alimentos substitutos saudáveis e deverá comparar com as cestas montadas pelos alunos. 4. Em seguida, orientador fará uma conversa sobre os motivos da substituição de alguns alimentos e quais são as vantagens, podendo discutir com o grupo as dificuldades nessas substituições a em estratégias para superá-las
  • 15. Nome fantasia: Oficina “Comer Pra Quê?” Público-alvo: Adolescentes do Ensino Médio, entre 15 a 18 anos Objetivo educativo: Desmistificar e auxiliar as escolhas alimentares, para melhor aceitação e entendimento dos alimentos. Recursos necessários: A escola deve possuir uma sala com acesso à internet, tela e projetor para a projeção do conteúdo produzido pelo Movimento “Comer Pra Quê?” e materiais para a confecção de cartazes. Ficha técnica da intervenção
  • 16. Descrição: 1. Em cada turma propor aos alunos que compartilhem seus hábitos alimentares, suas preferências, rotina, costumes e tradições familiares, etc. Este é o momento onde o facilitador irá somente ouvir dando a liberdade de todos se expressarem sem julgamentos e conselhos para possíveis mudanças de hábitos. 2. O orientador poderá sugerir a formação de duplas, com os compartilahmento dos alimentos consumidos no dia. Em seguida um estudnates sugere alternativas saudaveis. Exemplo o estudante informa que comeu batata frita. Sugestão a batata cozida, ou batata 3. Na sala de aula o facilitador irá ministrar um conteúdo baseado no Guia Alimentar - Capítulo 2 “A escolha dos Alimentos”. Falar também sobre a seletividade alimentar com base no artigo sugerido. Separar os alunos em grupos e propor que cada grupo reflita sobre seus hábitos e como isso influencia a própria saúde. Cada grupo irá confeccionar um cartaz sobre suas reflexões e apresentar para a turma.
  • 17. Nome fantasia: Gincana da alimentação não seletiva Público-alvo: Adolescentes do Ensino Médio, entre 15 a 18 anos Objetivo educativo: Desmistificar e auxiliar as escolhas alimentares, para melhor aceitação e entendimento dos alimentos. Recursos necessários: Ambiente amplo, campainha e cartas com as perguntas. Ficha técnica da intervenção
  • 18. Descrição: 1. Distribuir os alunos em dois grupos e dividir em duas filas iguais; 2. Deixar a campainha e as cartas em uma mesa central à frente dos alunos; 3. A dinâmica da atividade consiste em um mediador ler uma das perguntas das cartas relacionadas à alimentação e nutrição e em seguida, autorize que um aluno de cada grupo corra para tentar tocar a campainha; 4. O primeiro que tocar, tem direito a responder a pergunta. Caso acerte o grupo ganhará pontos, mas se errar a pergunta poderá ser respondida pelo grupo adversário e a pontuação será em dobro. Ganha quem acumular mais pontos ao fim das rodadas.
  • 19. Perguntas da gincana ● O que é seletividade alimentar? R: Recusa alimentar, pouco apetite e desinteresse pelo alimento. É um comportamento típico da fase pré-escolar, mas, quando presente em ambientes familiares desfavoráveis, pode ser acentuado e permanecer até a adolescência ou ainda persistir na vida adulta. ● De um exemplo de seletividade alimentar R: Exemplo, criança que come apenas alguns alimentos. Preferência apenas por macarrão, arroz, batata…, não comer alimentos de uma determinada cor ● Quais as consequências da seletividade alimentar? a) Não traz nenhuma consequência à saúde b) Pode ser prejudicial ao desenvolvimento do organismo, pois pode causar deficiência de nutriente. c) A seletividade é uma ótima forma de alimentar, porque nos dá autonomia para comer o que quiser.
  • 20. ● O que você considera uma alimentação saudável? a) Uma alimentação diversificada, equilibrada com variados tipos de alimentos b) Comer salada e evitar pães e massas. c) Comer Fast Food todos os dias Quando há rejeição de algum alimento, qual possível solução para que o alimento seja ingerido? R: Experimentar o alimento feito de outras maneira. Exemplo: cozido, assado, grelhado, ralado, em forma de purê. ● Se uma pessoa não gosta de beber água, o que ela pode fazer para criar o hábito de se hidratar? a) Substituir a água pelo suco natural. b) Fracionar o consumo, bebendo pequenas quantidades em diversos momentos do dia.
  • 21. Materiais de Apoio para os Educadores A série "O Guia Alimentar na Atenção Básica", organizada em quatro episódios, apresenta encenações de situações concretas de implementação do "Guia Alimentar para a População Brasileira" por profissionais de saúde da Atenção Básica. Cada um dos episódios também tem uma versão comentada (https://bit.ly/2m98IAD), com legenda explicativa, locução e animação para uso em ações de formação, capacitação e educação permanente em alimentação adequada e saudável. Este material foi desenvolvido durante o doutorado de Lígia Cardoso dos Reis, orientado pela Profa. Patricia Constante Jaime, no Programa de Nutrição em Saúde Pública da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP. Acesse as Notas Pedagógicas, que se encontram no e-Coleções da FSP/USP e orientam como utilizar os vídeos na capacitação de profissionais e estudantes da área da saúde para a implementação do "Guia Alimentar para a População Brasileira": https://bit.ly/2kBe73i
  • 22. Nome fantasia: Roda de conversa Público-alvo: Adultos da EJA Objetivo educativo: Desmistificar e auxiliar as escolhas alimentares, para melhor aceitação e entendimento dos alimentos. Recursos necessários: Sala com apresentação de vídeos. Ficha técnica da intervenção
  • 23. Descrição: 1. Haverá uma roda de conversa entre os estudantes e os professores sobre alimentação em geral seguindo alguns itens como: o que costumam comer, o que acreditam ser uma alimentação saudável, se conseguem ver maneiras de melhorar sua alimentação, entre outros. 3. O professor fará uma orientação sobre os principais pontos que deixaram de ser comentados durante a dinâmica, indicando o Guia Alimentar Brasileiro para consulta. Poderão ser discutidos as diferencças entres o processamento dos alimentos, conforme o apresnetado no Guia Alimentar Brasileiro.
  • 25. Nome fantasia: Livro “Receitas de Família” Público-alvo: Alunos de todas as faixas etárias da rede estadual de SP das comunidades Indígenas e Quilombolas. Objetivo educativo: Valorizar a cultura alimentar desses povos resgatando receitas tradicionais com alimentos típicos de cada região. As preparações típicas regionais, em geral, são produzidas com ingredientes disponíveis na região e as técnicas de preparo passam de geração para geração. A valorização da cultura alimentar local, ressaltando o prazer de preparar pratos típicos, estimula a identificação com o território, a autonomia e o empoderamento social e cultural das famílias. Recursos necessários: materiais de papelaria Ficha técnica da intervenção
  • 26. Nome fantasia: Mistura de sabores Público-alvo: Comunidades indígenas e Quilombolas Objetivo educativo: Auxiliar nas escolhas alimentares, para melhor aceitação e entendimento dos alimentos, sabendo escolher uma alimentação mais equilibrada e balanceada Recursos necessários: Imagens de alimentos Ficha técnica da intervenção
  • 27. ● Descrição: Alimento da cultura da comunidade 1. Imagens de alimentos e bebidas in atura e minimamente processados, pertecentes à cultura alimentar da comunidade, e opções de alimentos processados e ultra processados, serão dispostas sobre uma cartolina. A turma vai ser dividida em grupos e cada participante irá indicar um alimento como sendo da sua cultura alimentar. 2. Com os alimentos todos escolhidos, o professor orientador irá discutir com os grupos sobre as escolhas de cada um dos alimentos, mostrando a as vantagens de consumir os alimentos in natura e minimante processados.Também discutirá com os alunos sobre as preparações e alimentos que fazem parte da história e costume da comunidade a que pertencem, assim como a importância deles nos hábitos alimentares no Brasil.