SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Trabalhando a
textualização
-Transcrição e textualização das
entrevistas -
Transcrever, o que é?
• Passar para o papel algo que está sendo ouvido,
é copiar, transladar, reproduzir.
• Por isso, é necessário ser fiel ao objeto que será
transcrito.
Textualizar
É transformar a transcrição em um texto.
Um texto é algo que tem sentido, que pode
ser compreendido por todos.
Na textualização as características da fala
são substituídas por expressões da linguagem
formal.
Porque transcrever e textualizar?
• Quando transcrevemos valorizamos o que o
entrevistado falou e como ele falou. A
“correção” feita durante a transcrição deixa
transparecer o preconceito, uma vez que
corrigimos coisas erradas.
• Durante a textualização é possível notar a
diferença entre a linguagem oral/informal e a
linguagem escrita/formal.
Elementos de textualização
• Coesão refere-se as articulações entre palavras
de uma mesma oração, com o objetivo de levar
clareza e levar o sentido buscado pelo
escritor. A coesão busca a harmonia entre estes
termos e é percebida quando existe
continuidade dos fatos expostos.
• Entrevistador : A senhora acha importante, a
senhora preservar a cultura daqui, questão que
a senhora estava explicando da ciranda a
senhora gosta a senhora se divertir?
• Entrevistada: Eu gosto bastante, muito
divertindo, acho muito bom, porque não tem
(trecho incredível) não tem barulho, não tem
briga não tem zuada. É um lugar onde agente
não encontra bebida alcoólica está vida bom e
lida certo né?
• Entrevistador: A senhora gosta de se divertir
com as tradições da comunidade, como as
cirandas? Acha importante a preservação da
cultura local?
• Entrevistada: Acho muito importante, e me
divirto bastante, porque em nossa diversão não
há barulho, não há bebida alcoólica e não tem
briga. Vivemos muito bem aqui, pois um lugar
muito fácil de conviver.
Coerência textual: É a relação lógica entre
as ideias do texto. Elas devem se
complementar. É o resultado da NÃO
contradição entre as partes do texto.
• Além da coerência do texto em si, é
necessário ser fiel ao assunto comentado
pelo entrevistado.
Os três elementos da entrevista
Manchete ou título: deve despertar o interesse
do leitor, por isso deve ser uma frase criativa ou
uma pergunta interessante.
Apresentação: são apresentados os pontos de
maior relevância da entrevista, abordando quem
é o entrevistado e qual sua importância.
Perguntas e respostas: a entrevista
propriamente dita, na qual são retratadas as falas
de cada um dos envolvidos.
Faça a textualização de sua
entrevista
• Utilize uma linguagem formal.
• Use os recursos de coesão e coerência.
• Seja fiel as respostas do entrevistado.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos
 
Estrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opiniãoEstrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opinião
 
Aula sobre argumentação
Aula sobre argumentaçãoAula sobre argumentação
Aula sobre argumentação
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
 
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaOficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
 
Resumo - gênero textual
Resumo - gênero textualResumo - gênero textual
Resumo - gênero textual
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevista
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
 
Gêneros argumentativos: a carta aberta
Gêneros argumentativos: a carta abertaGêneros argumentativos: a carta aberta
Gêneros argumentativos: a carta aberta
 
ProduçãO Textual
ProduçãO TextualProduçãO Textual
ProduçãO Textual
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
O que é texto
O que é textoO que é texto
O que é texto
 
Coesão e coerência
Coesão e coerênciaCoesão e coerência
Coesão e coerência
 
Redação enem
Redação enemRedação enem
Redação enem
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação Adverbios
 
Conectivos
ConectivosConectivos
Conectivos
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Slide Gênero Textual Notícia
Slide Gênero Textual NotíciaSlide Gênero Textual Notícia
Slide Gênero Textual Notícia
 
4. generos textuais aula 3
4. generos textuais   aula 34. generos textuais   aula 3
4. generos textuais aula 3
 

Semelhante a Transcrição e textualização de entrevistas

generos textuais - eventos.ppt
generos textuais - eventos.pptgeneros textuais - eventos.ppt
generos textuais - eventos.pptJeanBrito28
 
Plano de Aula 1
Plano de Aula 1Plano de Aula 1
Plano de Aula 1CristineMK
 
Formando o leitor e o produtor de texto
Formando o leitor e o produtor de texto Formando o leitor e o produtor de texto
Formando o leitor e o produtor de texto Elenjusse Martins
 
Aula6 resumo-prof andre luiz
Aula6  resumo-prof andre luizAula6  resumo-prof andre luiz
Aula6 resumo-prof andre luizAndré Figundio
 
Língua e linguagem
Língua e linguagemLíngua e linguagem
Língua e linguagemjohnypakato
 
01 - Aulas Fundamentos da Comunicação e informação.pptx
01 - Aulas Fundamentos da Comunicação e informação.pptx01 - Aulas Fundamentos da Comunicação e informação.pptx
01 - Aulas Fundamentos da Comunicação e informação.pptxFillipeNolascoFrana
 
Análise do destinatário, o objetivo e a finalidade do texto
Análise do destinatário, o objetivo e a finalidade do textoAnálise do destinatário, o objetivo e a finalidade do texto
Análise do destinatário, o objetivo e a finalidade do textoPedroCabral97
 
Coesao e corencia
Coesao e corenciaCoesao e corencia
Coesao e corenciaDior FG
 
Material didático pronatec
Material didático   pronatecMaterial didático   pronatec
Material didático pronatectelecomsenai
 
301012 leit p_text_a01
301012 leit p_text_a01301012 leit p_text_a01
301012 leit p_text_a01Cesimar Barros
 
PPTS_UFCD_9847_Técnicas de comunicação com o público.ppt
PPTS_UFCD_9847_Técnicas de comunicação com o público.pptPPTS_UFCD_9847_Técnicas de comunicação com o público.ppt
PPTS_UFCD_9847_Técnicas de comunicação com o público.pptEcrnio
 

Semelhante a Transcrição e textualização de entrevistas (20)

generos textuais - eventos.ppt
generos textuais - eventos.pptgeneros textuais - eventos.ppt
generos textuais - eventos.ppt
 
Plano de Aula 1
Plano de Aula 1Plano de Aula 1
Plano de Aula 1
 
Leitura e-mundo
Leitura e-mundoLeitura e-mundo
Leitura e-mundo
 
Formando o leitor e o produtor de texto
Formando o leitor e o produtor de texto Formando o leitor e o produtor de texto
Formando o leitor e o produtor de texto
 
Aula6 resumo-prof andre luiz
Aula6  resumo-prof andre luizAula6  resumo-prof andre luiz
Aula6 resumo-prof andre luiz
 
Aula v gãªnero textual
Aula v gãªnero textualAula v gãªnero textual
Aula v gãªnero textual
 
Aula v gênero textual
Aula v gênero textualAula v gênero textual
Aula v gênero textual
 
Tp5
Tp5Tp5
Tp5
 
Língua e linguagem
Língua e linguagemLíngua e linguagem
Língua e linguagem
 
01 - Aulas Fundamentos da Comunicação e informação.pptx
01 - Aulas Fundamentos da Comunicação e informação.pptx01 - Aulas Fundamentos da Comunicação e informação.pptx
01 - Aulas Fundamentos da Comunicação e informação.pptx
 
Análise do destinatário, o objetivo e a finalidade do texto
Análise do destinatário, o objetivo e a finalidade do textoAnálise do destinatário, o objetivo e a finalidade do texto
Análise do destinatário, o objetivo e a finalidade do texto
 
Expressão Escrita e Oral Presentes na Leitura, na Produção e na Interpretação...
Expressão Escrita e Oral Presentes na Leitura, na Produção e na Interpretação...Expressão Escrita e Oral Presentes na Leitura, na Produção e na Interpretação...
Expressão Escrita e Oral Presentes na Leitura, na Produção e na Interpretação...
 
Coesao e corencia
Coesao e corenciaCoesao e corencia
Coesao e corencia
 
Tipos de texto
Tipos de textoTipos de texto
Tipos de texto
 
O texto em rádio
O texto em rádioO texto em rádio
O texto em rádio
 
Material didático pronatec
Material didático   pronatecMaterial didático   pronatec
Material didático pronatec
 
301012 leit p_text_a01
301012 leit p_text_a01301012 leit p_text_a01
301012 leit p_text_a01
 
521183 (1).pptx
521183 (1).pptx521183 (1).pptx
521183 (1).pptx
 
PPTS_UFCD_9847_Técnicas de comunicação com o público.ppt
PPTS_UFCD_9847_Técnicas de comunicação com o público.pptPPTS_UFCD_9847_Técnicas de comunicação com o público.ppt
PPTS_UFCD_9847_Técnicas de comunicação com o público.ppt
 
Os Tipos textuais
Os Tipos textuaisOs Tipos textuais
Os Tipos textuais
 

Mais de Renally Arruda

Sequencia pibid 2015.2
Sequencia pibid 2015.2 Sequencia pibid 2015.2
Sequencia pibid 2015.2 Renally Arruda
 
Peça teatral representação da paraíba
Peça teatral representação da paraíbaPeça teatral representação da paraíba
Peça teatral representação da paraíbaRenally Arruda
 
Entrevistas a membros da comunidade quilombola grilo
Entrevistas a membros da comunidade quilombola griloEntrevistas a membros da comunidade quilombola grilo
Entrevistas a membros da comunidade quilombola griloRenally Arruda
 
Esquema para realização da entrevista
Esquema para realização da entrevistaEsquema para realização da entrevista
Esquema para realização da entrevistaRenally Arruda
 
Caderno de atividades.2015.2
Caderno de atividades.2015.2Caderno de atividades.2015.2
Caderno de atividades.2015.2Renally Arruda
 
QUIZ MEMÓRIAS LITERÁRIAS
QUIZ MEMÓRIAS LITERÁRIASQUIZ MEMÓRIAS LITERÁRIAS
QUIZ MEMÓRIAS LITERÁRIASRenally Arruda
 
Gênero memórias literárias
Gênero memórias literáriasGênero memórias literárias
Gênero memórias literáriasRenally Arruda
 
Análise das-perguntas versão final
Análise das-perguntas versão finalAnálise das-perguntas versão final
Análise das-perguntas versão finalRenally Arruda
 
Artigo de opinião dos alunos versão final
Artigo de opinião dos alunos versão finalArtigo de opinião dos alunos versão final
Artigo de opinião dos alunos versão finalRenally Arruda
 
Revisao produção pibid
Revisao produção pibidRevisao produção pibid
Revisao produção pibidRenally Arruda
 
Slide sobre coerencia pibid
Slide sobre coerencia pibidSlide sobre coerencia pibid
Slide sobre coerencia pibidRenally Arruda
 
Slide sobre coerência pibid
Slide sobre coerência pibidSlide sobre coerência pibid
Slide sobre coerência pibidRenally Arruda
 
Revisão com base na atividade coesão
Revisão com base na atividade coesãoRevisão com base na atividade coesão
Revisão com base na atividade coesãoRenally Arruda
 
Gêneros jornalísticos
Gêneros jornalísticosGêneros jornalísticos
Gêneros jornalísticosRenally Arruda
 

Mais de Renally Arruda (20)

Módulo 2015.2
Módulo 2015.2 Módulo 2015.2
Módulo 2015.2
 
Sequencia pibid 2015.2
Sequencia pibid 2015.2 Sequencia pibid 2015.2
Sequencia pibid 2015.2
 
Memórias literárias
Memórias literáriasMemórias literárias
Memórias literárias
 
Peça teatral representação da paraíba
Peça teatral representação da paraíbaPeça teatral representação da paraíba
Peça teatral representação da paraíba
 
Entrevistas a membros da comunidade quilombola grilo
Entrevistas a membros da comunidade quilombola griloEntrevistas a membros da comunidade quilombola grilo
Entrevistas a membros da comunidade quilombola grilo
 
Esquema para realização da entrevista
Esquema para realização da entrevistaEsquema para realização da entrevista
Esquema para realização da entrevista
 
Caderno de atividades.2015.2
Caderno de atividades.2015.2Caderno de atividades.2015.2
Caderno de atividades.2015.2
 
QUIZ MEMÓRIAS LITERÁRIAS
QUIZ MEMÓRIAS LITERÁRIASQUIZ MEMÓRIAS LITERÁRIAS
QUIZ MEMÓRIAS LITERÁRIAS
 
Vamos ler
Vamos lerVamos ler
Vamos ler
 
Slides maquetes
Slides maquetesSlides maquetes
Slides maquetes
 
Gênero memórias literárias
Gênero memórias literáriasGênero memórias literárias
Gênero memórias literárias
 
Análise das-perguntas versão final
Análise das-perguntas versão finalAnálise das-perguntas versão final
Análise das-perguntas versão final
 
Artigo de opinião dos alunos versão final
Artigo de opinião dos alunos versão finalArtigo de opinião dos alunos versão final
Artigo de opinião dos alunos versão final
 
Revisao produção pibid
Revisao produção pibidRevisao produção pibid
Revisao produção pibid
 
Slide sobre coerencia pibid
Slide sobre coerencia pibidSlide sobre coerencia pibid
Slide sobre coerencia pibid
 
O jogo da vida
O jogo da vidaO jogo da vida
O jogo da vida
 
Quem sabe mais
Quem sabe maisQuem sabe mais
Quem sabe mais
 
Slide sobre coerência pibid
Slide sobre coerência pibidSlide sobre coerência pibid
Slide sobre coerência pibid
 
Revisão com base na atividade coesão
Revisão com base na atividade coesãoRevisão com base na atividade coesão
Revisão com base na atividade coesão
 
Gêneros jornalísticos
Gêneros jornalísticosGêneros jornalísticos
Gêneros jornalísticos
 

Último

Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalSilvana Silva
 

Último (20)

Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
 

Transcrição e textualização de entrevistas

  • 1. Trabalhando a textualização -Transcrição e textualização das entrevistas -
  • 2. Transcrever, o que é? • Passar para o papel algo que está sendo ouvido, é copiar, transladar, reproduzir. • Por isso, é necessário ser fiel ao objeto que será transcrito.
  • 3. Textualizar É transformar a transcrição em um texto. Um texto é algo que tem sentido, que pode ser compreendido por todos. Na textualização as características da fala são substituídas por expressões da linguagem formal.
  • 4. Porque transcrever e textualizar? • Quando transcrevemos valorizamos o que o entrevistado falou e como ele falou. A “correção” feita durante a transcrição deixa transparecer o preconceito, uma vez que corrigimos coisas erradas. • Durante a textualização é possível notar a diferença entre a linguagem oral/informal e a linguagem escrita/formal.
  • 5. Elementos de textualização • Coesão refere-se as articulações entre palavras de uma mesma oração, com o objetivo de levar clareza e levar o sentido buscado pelo escritor. A coesão busca a harmonia entre estes termos e é percebida quando existe continuidade dos fatos expostos.
  • 6. • Entrevistador : A senhora acha importante, a senhora preservar a cultura daqui, questão que a senhora estava explicando da ciranda a senhora gosta a senhora se divertir? • Entrevistada: Eu gosto bastante, muito divertindo, acho muito bom, porque não tem (trecho incredível) não tem barulho, não tem briga não tem zuada. É um lugar onde agente não encontra bebida alcoólica está vida bom e lida certo né?
  • 7. • Entrevistador: A senhora gosta de se divertir com as tradições da comunidade, como as cirandas? Acha importante a preservação da cultura local? • Entrevistada: Acho muito importante, e me divirto bastante, porque em nossa diversão não há barulho, não há bebida alcoólica e não tem briga. Vivemos muito bem aqui, pois um lugar muito fácil de conviver.
  • 8. Coerência textual: É a relação lógica entre as ideias do texto. Elas devem se complementar. É o resultado da NÃO contradição entre as partes do texto. • Além da coerência do texto em si, é necessário ser fiel ao assunto comentado pelo entrevistado.
  • 9. Os três elementos da entrevista Manchete ou título: deve despertar o interesse do leitor, por isso deve ser uma frase criativa ou uma pergunta interessante. Apresentação: são apresentados os pontos de maior relevância da entrevista, abordando quem é o entrevistado e qual sua importância. Perguntas e respostas: a entrevista propriamente dita, na qual são retratadas as falas de cada um dos envolvidos.
  • 10. Faça a textualização de sua entrevista • Utilize uma linguagem formal. • Use os recursos de coesão e coerência. • Seja fiel as respostas do entrevistado.