SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
FRASE, ORAÇÃO E
PERÍODO
Quando usamos a nossa língua, produzimos
textos compostos de frases, orações e períodos.
Frase
FRASE: é todo e qualquer enunciado que tenha sentido completo. Não há necessidade de
ter verbo, basta que comunique a mensagem ao receptor.
Ex.: Gol! Silêncio! Psiu! Ele mora aqui.
Tipos de Frases
Frase nominal: São frases que tem como núcleo um nome. As frases nominais
geralmente não apresenta verbo, e quando apresentam, estes são de ligação.
Ex.: Maria está feliz. Trabalho digno desse feirante Bom dia!
Frase verbal: São frases que têm o verbo como núcleo.
Ex.: Termine suas tarefas já! O sol ilumina a cidade e aquece os dias
Frase
Além da classificação por núcleo, podemos dividi-las ainda por sentido.
Frases declarativas: o emissor declara algo de alguém ou alguma coisa.
ocorrem quando o emissor constata um fato. Esse tipo de frase informa ou
declara alguma coisa. Podem ser afirmativas ou negativas.
Ex.: Maria comprou muitos livros Ela não está em casa
Frases Interrogativas: o emissor pergunta sobre algo ou alguma coisa.
Ex.: O que Maria está comprando?
Frase
Frases exclamativas: nesse tipo de frase o emissor exterioriza um estado
afetivo. Apresentam entoação ligeiramente prolongada.
Ex.: Como Maria compra livros! Que dia lindo!
Frases imperativas: o emissor comunica uma ordem, desejo, pedido, súplica,
ou seja, usa o verbo no modo imperativo.
Ex.: Maria, compre esses livros agora.
Faça-o entrar no carro! (Afirmativa)
Não faça isso. (Negativa)
Dê-me uma ajudinha com isso! (Afirmativa)
ORAÇÃO
Oração: uma frase verbal pode ser também uma oração. Para isso é necessário:
- que o enunciado tenha sentido completo;
- que o enunciado tenha verbo (ou locução verbal).
Por Exemplo: Camila terminou a leitura do livro.
Atenção:
Nem toda frase é oração.
Por Exemplo: Que dia lindo!
Esse enunciado é frase, pois tem sentido. Esse enunciado não é oração, pois não possui verbo.
Assim, não possuem estrutura sintática, portanto não são orações, frases como:
Socorro! - Com Licença! - Que rapaz ignorante!
PERÍODO
Período: é a frase constituída de uma ou mais orações, formando um todo, com sentido completo.
O período pode ser simples ou composto.
Período Simples: é aquele constituído por apenas uma oração, que recebe o nome de oração
absoluta.
Exemplos: O amor é eterno. As plantas necessitam de cuidados especiais.
Quero aquelas rosas. O tempo é o melhor remédio.
Período Composto: é aquele constituído por duas ou mais orações.
Exemplos: Quando você partiu minha vida ficou sem alegrias.
Quero aquelas flores para presentear minha mãe.
Vou gritar para todos ouvirem que estou sabendo o que acontece ao anoitecer.
Cheguei, jantei e fui dormir.
Conjunções Coordenativas
Conjunção é a palavra que liga duas orações ou termos de mesma função na
oração. Quando a conjunção exerce seu papel de ligar as orações, estabelece
entre elas uma relação de coordenação ou subordinação.
As orações coordenadas se dividem em: sindéticas e assindéticas. Observe:
• Luiz Fernando compareceu ao evento no horário confirmado. Período
Simples
• Luiz Fernando compareceu ao evento/ e não se atrasou. Período
Composto
Aditivas: ligam orações ou palavras, expressando ideia de acrescentamento
ou adição. São elas: e, nem (= e não), não só... mas também, não só... como
também, bem como, não só... mas ainda.
Por exemplo: A sua pesquisa é clara e objetiva.
Ela não só dirigiu a pesquisa/ como também escreveu o relatório.
Adversativas: ligam duas orações ou palavras, expressando ideia de contraste
ou compensação. São elas: mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no
entanto, não obstante.
Por exemplo: Tentei chegar mais cedo,/ porém não consegui.
Conjunções Coordenativas
Alternativas: ligam orações ou palavras, expressando ideia de alternância ou
escolha, indicando fatos que se realizam separadamente. São elas: ou, ou... ou,
ora... ora, já... já, quer... quer, seja... seja, talvez... talvez.
Por exemplo: Ou escolho agora,/ou fico sem presente de aniversário.
Conclusivas: ligam a oração anterior a uma oração que expressa ideia de conclusão
ou consequência. São elas: logo, pois (depois do verbo), portanto, por
conseguinte, por isso, assim.
Por exemplo: Marta estava bem preparada para o teste,/portanto não ficou
nervosa.
Conjunções Coordenativas
Explicativas: ligam a oração anterior a uma oração que a explica, que justifica a ideia nela
contida. São elas: que, porque, pois (antes do verbo), porquanto.
Por exemplo: Não demore, que o filme já vai começar.
Saiba que:
I. As conjunções "e"," antes", "agora"," quando" são adversativas quando equivalem a "mas".
Por exemplo: Carlos fala, e não faz. O bom educador não proíbe, antes orienta.
Sou muito bom; agora, bobo não sou.
Foram mal na prova, quando poderiam ter ido muito bem.
II. "Senão" é conjunção adversativa quando equivale a "mas sim".
Por exemplo: Conseguimos vencer não por protecionismo, senão por capacidade.
Conjunções Coordenativas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisFábio Guimarães
 
Período composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoPeríodo composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoNAPNE
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Keu Oliveira
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaLucilene Barcelos
 
Período Composto por Coordenação e Subordinação
Período Composto por Coordenação e SubordinaçãoPeríodo Composto por Coordenação e Subordinação
Período Composto por Coordenação e SubordinaçãoJoyce de Oliveira
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasBlog Estudo
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominalguest0cbfe
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacaobubble13
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavrascolveromachado
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância NominalAngela Santos
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalRebeca Kaus
 

Mais procurados (20)

Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas Adverbiais
 
Período composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoPeríodo composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - Introdução
 
Preposições
PreposiçõesPreposições
Preposições
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Período Composto por Coordenação e Subordinação
Período Composto por Coordenação e SubordinaçãoPeríodo Composto por Coordenação e Subordinação
Período Composto por Coordenação e Subordinação
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
 
Tempos verbais
Tempos verbaisTempos verbais
Tempos verbais
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
 
Forma nominal
Forma nominalForma nominal
Forma nominal
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Sujeito. Predicado
Sujeito. PredicadoSujeito. Predicado
Sujeito. Predicado
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Fonética & fonologia
Fonética & fonologiaFonética & fonologia
Fonética & fonologia
 
1.3 ortografia
1.3   ortografia1.3   ortografia
1.3 ortografia
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominal
 

Destaque

Frase,oração e período 1
Frase,oração e período 1Frase,oração e período 1
Frase,oração e período 1Sergio Santos
 
O estudo do período composto
O estudo do período compostoO estudo do período composto
O estudo do período compostorobsonbertoldo
 
7º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Tipos de Sujeito
7º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Tipos de Sujeito7º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Tipos de Sujeito
7º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Tipos de SujeitoAngélica Manenti
 
Orações coordenadas[1]
Orações coordenadas[1]Orações coordenadas[1]
Orações coordenadas[1]Renato Oliveira
 
Introdução à sintaxe
Introdução à sintaxeIntrodução à sintaxe
Introdução à sintaxeEdson Alves
 
Período Composto
Período CompostoPeríodo Composto
Período Compostocrisveu
 
Frase oracao-periodo-aula
Frase oracao-periodo-aulaFrase oracao-periodo-aula
Frase oracao-periodo-aulaemanuelee
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Figuras de Construção ou Sintaxe
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Figuras de Construção ou Sintaxewww.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Figuras de Construção ou Sintaxe
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Figuras de Construção ou SintaxeVideoaulas De Português Apoio
 

Destaque (12)

Frase,oração e período 1
Frase,oração e período 1Frase,oração e período 1
Frase,oração e período 1
 
O estudo do período composto
O estudo do período compostoO estudo do período composto
O estudo do período composto
 
Sintaxe 1
Sintaxe 1Sintaxe 1
Sintaxe 1
 
História de amor
História de amorHistória de amor
História de amor
 
Figuras Linguagem
Figuras LinguagemFiguras Linguagem
Figuras Linguagem
 
7º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Tipos de Sujeito
7º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Tipos de Sujeito7º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Tipos de Sujeito
7º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Tipos de Sujeito
 
Orações coordenadas[1]
Orações coordenadas[1]Orações coordenadas[1]
Orações coordenadas[1]
 
Revisão sintaxe
Revisão   sintaxeRevisão   sintaxe
Revisão sintaxe
 
Introdução à sintaxe
Introdução à sintaxeIntrodução à sintaxe
Introdução à sintaxe
 
Período Composto
Período CompostoPeríodo Composto
Período Composto
 
Frase oracao-periodo-aula
Frase oracao-periodo-aulaFrase oracao-periodo-aula
Frase oracao-periodo-aula
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Figuras de Construção ou Sintaxe
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Figuras de Construção ou Sintaxewww.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Figuras de Construção ou Sintaxe
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Figuras de Construção ou Sintaxe
 

Semelhante a Frase, oração e período - Orações coordenadas

Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisEdson Alves
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisEdson Alves
 
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docxresumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docxJuliadaSilvaAzevedo
 
2022071080703-Aula 3 - Procesos de coordenacao e subordinacao (1).pdf
2022071080703-Aula 3 - Procesos de coordenacao e subordinacao (1).pdf2022071080703-Aula 3 - Procesos de coordenacao e subordinacao (1).pdf
2022071080703-Aula 3 - Procesos de coordenacao e subordinacao (1).pdfLucasBronney1
 
Aula 3 - Frase, oração e período_Análise Sintática_Termos Essenciais.pptx
Aula 3 - Frase, oração e período_Análise Sintática_Termos Essenciais.pptxAula 3 - Frase, oração e período_Análise Sintática_Termos Essenciais.pptx
Aula 3 - Frase, oração e período_Análise Sintática_Termos Essenciais.pptxLili Lod
 
fraseoraoeperiodo-keu-110320144846-phpapp01.pptx
fraseoraoeperiodo-keu-110320144846-phpapp01.pptxfraseoraoeperiodo-keu-110320144846-phpapp01.pptx
fraseoraoeperiodo-keu-110320144846-phpapp01.pptxBruna Dantas
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisElaine Junger
 
Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1guest6e3949
 
Frases, oração e período - língua portuguesa
Frases, oração e período - língua portuguesaFrases, oração e período - língua portuguesa
Frases, oração e período - língua portuguesaAntonioAdelmo1
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoFelipe Moreira
 
Frase, Oração e Período(1).pptx
Frase, Oração e Período(1).pptxFrase, Oração e Período(1).pptx
Frase, Oração e Período(1).pptxGabrielySilvaSchwinn
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadasAline Castro
 
Coordenação e subordinação
Coordenação e subordinaçãoCoordenação e subordinação
Coordenação e subordinaçãoorlandoroberto
 

Semelhante a Frase, oração e período - Orações coordenadas (20)

Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
8 ano
8 ano8 ano
8 ano
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
 
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docxresumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
 
2022071080703-Aula 3 - Procesos de coordenacao e subordinacao (1).pdf
2022071080703-Aula 3 - Procesos de coordenacao e subordinacao (1).pdf2022071080703-Aula 3 - Procesos de coordenacao e subordinacao (1).pdf
2022071080703-Aula 3 - Procesos de coordenacao e subordinacao (1).pdf
 
Frases simples Pt
Frases simples PtFrases simples Pt
Frases simples Pt
 
Aula 3 - Frase, oração e período_Análise Sintática_Termos Essenciais.pptx
Aula 3 - Frase, oração e período_Análise Sintática_Termos Essenciais.pptxAula 3 - Frase, oração e período_Análise Sintática_Termos Essenciais.pptx
Aula 3 - Frase, oração e período_Análise Sintática_Termos Essenciais.pptx
 
fraseoraoeperiodo-keu-110320144846-phpapp01.pptx
fraseoraoeperiodo-keu-110320144846-phpapp01.pptxfraseoraoeperiodo-keu-110320144846-phpapp01.pptx
fraseoraoeperiodo-keu-110320144846-phpapp01.pptx
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
72079 20050416120421
72079 2005041612042172079 20050416120421
72079 20050416120421
 
72079 20050416120421
72079 2005041612042172079 20050416120421
72079 20050416120421
 
Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1
 
Frases, oração e período - língua portuguesa
Frases, oração e período - língua portuguesaFrases, oração e período - língua portuguesa
Frases, oração e período - língua portuguesa
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
 
Frase, Oração e Período(1).pptx
Frase, Oração e Período(1).pptxFrase, Oração e Período(1).pptx
Frase, Oração e Período(1).pptx
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Coordenação
CoordenaçãoCoordenação
Coordenação
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
 
Coordenação e subordinação
Coordenação e subordinaçãoCoordenação e subordinação
Coordenação e subordinação
 

Mais de Sinara Lustosa

Português instrumental I
Português instrumental IPortuguês instrumental I
Português instrumental ISinara Lustosa
 
Português instrumental II
Português instrumental IIPortuguês instrumental II
Português instrumental IISinara Lustosa
 
Educação e Redes Sociais
Educação e Redes SociaisEducação e Redes Sociais
Educação e Redes SociaisSinara Lustosa
 
Fontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de EnergiaFontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de EnergiaSinara Lustosa
 
Recursos minerais não metálicos
Recursos minerais não metálicosRecursos minerais não metálicos
Recursos minerais não metálicosSinara Lustosa
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoSinara Lustosa
 
Agricultura na sociedade urbano-industrial
Agricultura na sociedade urbano-industrialAgricultura na sociedade urbano-industrial
Agricultura na sociedade urbano-industrialSinara Lustosa
 

Mais de Sinara Lustosa (9)

Português instrumental I
Português instrumental IPortuguês instrumental I
Português instrumental I
 
Português instrumental II
Português instrumental IIPortuguês instrumental II
Português instrumental II
 
Educação e Redes Sociais
Educação e Redes SociaisEducação e Redes Sociais
Educação e Redes Sociais
 
Fontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de EnergiaFontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de Energia
 
Recursos minerais não metálicos
Recursos minerais não metálicosRecursos minerais não metálicos
Recursos minerais não metálicos
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Espanhol primeiro ano
Espanhol primeiro anoEspanhol primeiro ano
Espanhol primeiro ano
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redação
 
Agricultura na sociedade urbano-industrial
Agricultura na sociedade urbano-industrialAgricultura na sociedade urbano-industrial
Agricultura na sociedade urbano-industrial
 

Último

atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 

Último (20)

atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 

Frase, oração e período - Orações coordenadas

  • 1. FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO Quando usamos a nossa língua, produzimos textos compostos de frases, orações e períodos.
  • 2. Frase FRASE: é todo e qualquer enunciado que tenha sentido completo. Não há necessidade de ter verbo, basta que comunique a mensagem ao receptor. Ex.: Gol! Silêncio! Psiu! Ele mora aqui. Tipos de Frases Frase nominal: São frases que tem como núcleo um nome. As frases nominais geralmente não apresenta verbo, e quando apresentam, estes são de ligação. Ex.: Maria está feliz. Trabalho digno desse feirante Bom dia! Frase verbal: São frases que têm o verbo como núcleo. Ex.: Termine suas tarefas já! O sol ilumina a cidade e aquece os dias
  • 3. Frase Além da classificação por núcleo, podemos dividi-las ainda por sentido. Frases declarativas: o emissor declara algo de alguém ou alguma coisa. ocorrem quando o emissor constata um fato. Esse tipo de frase informa ou declara alguma coisa. Podem ser afirmativas ou negativas. Ex.: Maria comprou muitos livros Ela não está em casa Frases Interrogativas: o emissor pergunta sobre algo ou alguma coisa. Ex.: O que Maria está comprando?
  • 4. Frase Frases exclamativas: nesse tipo de frase o emissor exterioriza um estado afetivo. Apresentam entoação ligeiramente prolongada. Ex.: Como Maria compra livros! Que dia lindo! Frases imperativas: o emissor comunica uma ordem, desejo, pedido, súplica, ou seja, usa o verbo no modo imperativo. Ex.: Maria, compre esses livros agora. Faça-o entrar no carro! (Afirmativa) Não faça isso. (Negativa) Dê-me uma ajudinha com isso! (Afirmativa)
  • 5. ORAÇÃO Oração: uma frase verbal pode ser também uma oração. Para isso é necessário: - que o enunciado tenha sentido completo; - que o enunciado tenha verbo (ou locução verbal). Por Exemplo: Camila terminou a leitura do livro. Atenção: Nem toda frase é oração. Por Exemplo: Que dia lindo! Esse enunciado é frase, pois tem sentido. Esse enunciado não é oração, pois não possui verbo. Assim, não possuem estrutura sintática, portanto não são orações, frases como: Socorro! - Com Licença! - Que rapaz ignorante!
  • 6. PERÍODO Período: é a frase constituída de uma ou mais orações, formando um todo, com sentido completo. O período pode ser simples ou composto. Período Simples: é aquele constituído por apenas uma oração, que recebe o nome de oração absoluta. Exemplos: O amor é eterno. As plantas necessitam de cuidados especiais. Quero aquelas rosas. O tempo é o melhor remédio. Período Composto: é aquele constituído por duas ou mais orações. Exemplos: Quando você partiu minha vida ficou sem alegrias. Quero aquelas flores para presentear minha mãe. Vou gritar para todos ouvirem que estou sabendo o que acontece ao anoitecer. Cheguei, jantei e fui dormir.
  • 7. Conjunções Coordenativas Conjunção é a palavra que liga duas orações ou termos de mesma função na oração. Quando a conjunção exerce seu papel de ligar as orações, estabelece entre elas uma relação de coordenação ou subordinação. As orações coordenadas se dividem em: sindéticas e assindéticas. Observe: • Luiz Fernando compareceu ao evento no horário confirmado. Período Simples • Luiz Fernando compareceu ao evento/ e não se atrasou. Período Composto
  • 8. Aditivas: ligam orações ou palavras, expressando ideia de acrescentamento ou adição. São elas: e, nem (= e não), não só... mas também, não só... como também, bem como, não só... mas ainda. Por exemplo: A sua pesquisa é clara e objetiva. Ela não só dirigiu a pesquisa/ como também escreveu o relatório. Adversativas: ligam duas orações ou palavras, expressando ideia de contraste ou compensação. São elas: mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, não obstante. Por exemplo: Tentei chegar mais cedo,/ porém não consegui. Conjunções Coordenativas
  • 9. Alternativas: ligam orações ou palavras, expressando ideia de alternância ou escolha, indicando fatos que se realizam separadamente. São elas: ou, ou... ou, ora... ora, já... já, quer... quer, seja... seja, talvez... talvez. Por exemplo: Ou escolho agora,/ou fico sem presente de aniversário. Conclusivas: ligam a oração anterior a uma oração que expressa ideia de conclusão ou consequência. São elas: logo, pois (depois do verbo), portanto, por conseguinte, por isso, assim. Por exemplo: Marta estava bem preparada para o teste,/portanto não ficou nervosa. Conjunções Coordenativas
  • 10. Explicativas: ligam a oração anterior a uma oração que a explica, que justifica a ideia nela contida. São elas: que, porque, pois (antes do verbo), porquanto. Por exemplo: Não demore, que o filme já vai começar. Saiba que: I. As conjunções "e"," antes", "agora"," quando" são adversativas quando equivalem a "mas". Por exemplo: Carlos fala, e não faz. O bom educador não proíbe, antes orienta. Sou muito bom; agora, bobo não sou. Foram mal na prova, quando poderiam ter ido muito bem. II. "Senão" é conjunção adversativa quando equivale a "mas sim". Por exemplo: Conseguimos vencer não por protecionismo, senão por capacidade. Conjunções Coordenativas