Administração de projetos Gerenciamento de projetos - Aula 3

371 visualizações

Publicada em

Administração de projetos - Gerenciamento de Projetos - Aula 3

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
371
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Administração de projetos Gerenciamento de projetos - Aula 3

  1. 1. Page  1 Ueliton da Costa Leonidio Administração de Projetos Aulas 3 – Gerenciamento de Projetos
  2. 2. Page  2 FONTE: http://www.blogger.com/profile/11410747176487628057 Nunca comece um Projeto sem ter em mãos todos os recursos!
  3. 3. Page  3 Gerenciamento de Projetos “Gerência de Projetos é a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas com o objetivo de atender os requisitos do projeto.” (PMBOK 4ª EDIÇÃO)  Envolve o equilíbrio entre:  Escopo, tempo (prazo), custo e qualidade;  Stakeholders (Interessados e envolvidos)com diferentes necessidades e expectativas;  Requisitos identificados (necessidades) e não identificados (expectativas).
  4. 4. Page  4 O gerenciamento de projetos é a combinação de processos, responsáveis, atividades, técnicas e documentos que auxiliam na administração dos recursos indispensáveis para atingir com êxito o final do projeto. A aplicação de um gerenciamento de projetos visa a:  Evitar incertezas durante a execução do projeto;  Reduzir ou mitigar os riscos negativos associados ao projeto;  Facilitar e orientar a execução do projeto;  Melhorar a alocação de recursos materiais e humanos;  Transformar conhecimento empírico em conhecimento formal por meio da documentação;  Melhorar o controle e o acompanhamento gerencial;  Agilizar a tomada de decisões estratégicas; e  Melhorar a comunicação entre os envolvidos  (TJ 2013, p. 9) Gerenciamento de Projetos
  5. 5. Page  5 Stakeholders (Partes Interessadas)  São indivíduos ou grupos cujos interesses podem ser afetados positiva ou negativamente, do ponto de vista pessoal e/ou profissional, pela condução do projeto ou pelo resultado dele; que têm prioridades; determinado comportamento, poder e envolvimento/disponibilidade em relação ao projeto”.
  6. 6. Page  6 Stakeholders (Partes Interessadas)  O processo de identificação é contínuo e pode ser dificil. – Patrocinador (Sponsor): Pessoa ou grupo que fornece os recursos financeiros. O patrocinador defende o projeto, pode ser o porta-voz. Ajuda no processo de planejamento do escopo inicial até a autorização formal. Esta envolvido com o termo de abertura, mudanças no escopo, análises, decisões como continuidade ou descontinuidade em função de riscos existentes. – Escritório de Projetos (Project Management Office - PMO): corpo ou entidade organizacional á qual são atribuídas várias responsabilidades relacionadas ao gerenciamento centralizado e coordenado dos projetos sob sua responsabilidade.
  7. 7. Page  7 Stakeholders (Partes Interessadas) – Gerente de Projeto: designado pela instituição executora para atingir os objetivos do projeto. Requer flexibilidade, bom senso, liderança, habilidades de negociação. Precisa entender as práticas de gerenciamento de projetos, detalhes do projeto de forma a gerenciá-lo de forma global. Ele fica encarregado de desenvolver o plano de gerenciamento do projeto, manter o projeto dentro do escopo, tempo e custo propostos, identificar, monitorar e responder aos riscos, fornecer relatórios e métricas do projeto. É responsável pela comunicação com todas as partes interessadas, particularmente com o patrocinador, a equipe do projeto e demais partes interessadas. – Equipe do projeto: Composta pelo gerente do projeto, pela equipe de gerenciamento do projeto e por outras pessoas que excutam o trabalho. São pessoas com conhecimentos diferentes, habilidades especificas e que executam o trabalho do projeto.
  8. 8. Page  8 Stakeholders (Partes Interessadas) – Fornecedores/ parceiros comerciais: vendedores, fornecedores contratados. Podem ser empresas externas que assinam contrato de fornecimento de componentes, matéria-prima, serviços. – Clientes/usuários: pessoas ou organizações que usarão o produto, serviço ou resultado do projeto. Podem ser externos ou internos. O cliente pode ser quem adquire a solução e usuário quem vai efetivamente utilizá-la. Pode-se ter clientes por camada: médicos que receitam o remédio, pacientes que o utilizam e empresas de saúde que pagam por ele.
  9. 9. Page  9 Requisitos – Dicas importantes Os Clientes nem sempre sabem o que querem 1. Os clientes sabem o que não querem depois de ver o projeto 2. Até mesmo aqueles que dizem que sabem exatamente o que querem, nem sempre sabem. 3. A medida que o projeto avança e toma forma, os clientes veem novas possibilidades e tentam alterar o projeto 4. Os clientes devem ser levados a sério – um projeto falha se ele não for utilizado ou for mal utilizado pelo cliente.
  10. 10. Page  10 Quais são os requisitos de um projeto? Como identificá-los? Identificação das necessidades dos clientes  Abrange uma vistoria detalhada das necessidades identificadas  Serve como base para desenvolver os requisitos de funcionamento (funcionais) Dicas: 1. Solicite ao cliente para definir as necessidades o mais claro possível 2. Questione todos os aspectos da necessidade 3. Formule a necessidade de forma mais precisa possível
  11. 11. Page  11 Quais são os requisitos de um projeto? Tipos Requisitos funcionais de um projeto  Descreve as características dos produtos em linguagem simples e clara  São escritos pelos clientes, ou sob seu ponto de vista. Requisitos técnicos  Surgem dos requisitos funcionais.  São preparados pela equipe técnica, ou segundo seu ponto de vista, observando as necessidades.
  12. 12. Page  12 Objetivos do Projeto  Estabelecimento de objetivos claros e realistas  Bons objetivos são estabelecidos de forma clara e contêm uma medida de como avaliar se foram alcançados.  Para que sejam realistas, devem ser determinados em conjunto com aqueles que executam o trabalho  Avaliar periodicamente se os objetivos do projeto estão sendo alcançados  Atuar sobre os resultados da avaliação
  13. 13. Page  13 Como devem ser os objetivos?  Os objetivos do projeto precisam ser: SMART – SPECIFIC ( específicos ): : Existe uma meta, sem ambiguidade que o projeto precisa atingir? – MESURABLE ( mensuráveis ): Existem medidas quantificáveis para determinar o sucesso ou fracasso ? – AGREED TO ( acordado ): Há um acordo entre cliente e a organização que realiza o projeto ? – REALISTIC ( realísticos ): Considerando-se as restrições, o objetivo é plausível, realistas ? – TIMED BASED (prazos definidos ): As datas estabelecidas são exequíveis, realizáveis no prazo ?
  14. 14. Page  14 Hierarquia dos Objetivos  Situação: Para superar os problemas e restrições que a legislação do meio ambiente cria para motores de veículos, é necessário desenvolver novos motores. O objetivo do projeto é o desenvolvimento de novos motores OBJETIVO FINAL OBJETIVO IMEDIATO PRODUTOS Atendimento das exigências da legislação sobre poluição. Substituição dos motores atuais na linha de produção. Novos motores, linha de produção, documentação, etc. O objetivo imediato é realizado pelos produtos. Esses são o resultados concretos que a equipe do projeto deve fornecer. Os resultados finais justificam o propósito ou objetivo imediato do projeto. Resultados finais a serem alcançados pelo projeto. São o ponto de partida da hierarquia. Hierarquia de objetivos com três níveis
  15. 15. Page  15 Sucesso nos Projetos depende de:  Atendimento dos Requisitos Técnicos e Funcionais  Cumprimento do Orçamento  Cumprimento do Cronograma  Satisfação dos Interessados  Benefícios para o patrocinador
  16. 16. Page  16 Incertezas e Variáveis Pequeno número de variáveis. Elevada incerteza quanto ao resultado final. Projetos monodisciplinares de pesquisa. Grande número de variáveis. Elevada incerteza quanto ao resultado final. Grandes projetos multidisciplinares de P&D. Grande número de variáveis. Pouca incerteza quanto ao resultado final. Visita do Papa, Jogos Olimpicos. Pequeno número de variáveis. Pouca incerteza quanto ao resultado final. Pequenos projetos de engenharia. COMPLEXIDADE MaiorMenor Maior Menor Matriz Complexidade e IncertezaINCERTEZA
  17. 17. Page  17 Incertezas e Variáveis Time-to-market Retorno do Investimento Restrição de Recursos Novas Tecnologias Interdependência Diversos Stakeholders Fornecedores e Subcontratados Legislação Dispersão Geográfica Planejamento e Controle
  18. 18. Page  18 Então,  Onde: Gerenciar um projeto é administrar as incertezas do projeto, planejando sua execução antes de iniciá-lo e controlando o projeto de modo a assegurar sua conclusão no prazo e orçamento estipulados, conforme as especificações. Significa estabelecer o objetivo e o escopo do projeto, dividi-lo em fases e definir tarefas e responsáveis para alcançar objetivo proposto considerando premissas e restrições existentes. Planejar Significa acompanhar o progresso e medir o desempenho do projeto por meio da comparação entre o realizado e o planejado, tomando ações corretivas apropriadas, conforme necessário. Controlar
  19. 19. Page  19 Relembrando, Gerenciamento de Projetos: Complexidade, singularidade Inter- departamentos Planejamento e controle Datas Recursos Custos/ Receitas Elab.do orçamento Pagamentos ContabilidadeVendas/distr. ControllingCompras Produção Restrição Tripla Escopo, Prazo (Tempo) e Custo =

×