Cultura Empresarial: Definição e Cases

2.391 visualizações

Publicada em

Cultura Empresarial: Definição e Cases

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.391
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cultura Empresarial: Definição e Cases

  1. 1. Cultura Empresarial – Definição e Cases UNIRIO Bacharelado em Sistemas de Informação 1º Período 2010.2 Fundamentos de Sistemas de Informação Prof.: Sean Siqueira Por: Gabriel Ramalho de Albuquerque
  2. 2. Cultura O conceito de cultura é definido como um conjunto de distintos materiais, intelectual, emocional, espiritual e características de um grupo social. A cultura é constituída por valores, normas sociais e artefatos. Os valores de uma cultura definem o que tem de ser importante ou ético para uma sociedade. Intimamente ligada são normas, as expectativas de como as pessoas devem se comportar, obrigadas pela tradição. Artefatos, ou a cultura material, são objetos derivados a partir dos valores da cultura, normas e compreensão do mundo. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  3. 3. Empresa Uma empresa é um conjunto organizado de destinada à produção e/ou comercialização de bens e serviços com o objetivo de atender a alguma necessidade humana. Pode ser voltada para a atividade particular, pública, ou de economia mista. O lucro, na visão moderna das empresas privadas, é conseqüência do processo produtivo e o retorno esperado pelos investidores. As empresas públicas têm a finalidade de obter rentabilidade social. As empresas podem ser individuais ou coletivas, dependendo do número de sócios que as compõem. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  4. 4. Cultura Empresarial “A cultura é a argamassa social que ajuda a manter a organização coesa.” A cultura empresarial é um conjunto de hábitos, valores, práticas, crenças definidas e desenvolvidas pela organização e que são compartilhados pelos seus membros e que moldam o comportamento destes. Reflete a mentalidade da organização. Por isso, ela está relacionada com a administração dos membros da empresa. Representa também as normas que orientam e direcionam o comportamento dos constituintes da organização no dia-a-dia. Direciona também as ações para o alcance dos objetivos da empresa. Ela diferencia uma empresa das demais por ser única para cada uma delas. Constitui a visão, a missão e o modo de pensar e agir da organização. A cultura precisa ser alinhada juntamente com outros aspectos das decisões e ações da organização como planejamento, organização, direção e controle para que se possa melhor conhecer a organização. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  5. 5. Processo de criação da cultura empresarial • Fundadores só contratam pessoal que pensem como eles. A cultura original deriva da filosofia do fundador da empresa. Isso, por sua vez, influencia fortemente os critérios utilizados na contratação da força de trabalho. • Doutrinam e socializam funcionários de acordo com que eles (fundadores) pensam e sentem. A maneira como os funcionários serão socializados vai depender tanto do sucesso obtido no processo de seleção, em relação à adequação entre os valores dos recém-chegados com os da organização, como da preferência dos dirigentes quanto aos métodos de socialização. • Comportamento dos fundadores serve como modelo. Os funcionários devem tentar seguir o comportamento dos fundadores da empresa. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  6. 6. Manutenção da cultura empresarial • Práticas de seleção de pessoal: O objetivo explícito do processo de seleção é identificar e contratar indivíduos que tenham o conhecimento, as habilidades e as capacidades necessários para o desempenho bem- sucedido das atividades dentro da organização. Essa tentativa de ajuste, seja ela intencional ou não, resulta na concentração de pessoas que possuem valores consistentes com os da organização, ou ao menos parte deles. Além disso, o processo de seleção. Dessa maneira, o processo de seleção sustenta a cultura organizacional, deixando de fora os indivíduos que poderiam desafiar ou atacar os valores essenciais da organização Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  7. 7. Manutenção da cultura empresarial • Ações dos dirigentes: As ações dos dirigentes também têm um grande impacto sobre a cultura organizacional. Pela sua maneira de se comportar, os altos executivos estabelecem normas que se espalham pela organização, sobre aspectos aos funcionários, qual a forma correta de se vestir, quais ações podem reverter em recompensas, e assim por diante. As crenças de uma empresa geralmente são colocadas nos corredores e nas salas Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  8. 8. Componentes da cultura empresarial A cultura empresarial apresenta em três diferentes níveis: • Artefatos: É o primeiro nível da cultura, o mais superficial, visível e perceptível. Constitui a primeira impressão que pode se tirar da empresa constitui também em algo concreto que é facilmente identificado. Incluem os produtos, serviços, e os padrões, de comportamento dos membros de uma organização. Um exemplo de artefato é a vestimenta das pessoas da empresa, sobre o que elas falam e o que. Os artefatos são todas ou eventos que podem nos indicar visual ou auditivamente como é a cultura da organização. Os símbolos, as histórias, os heróis, os lemas, as cerimônias anuais são outros exemplos de artefatos. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  9. 9. Componentes da cultura empresarial • Valores compartilhados: É o segundo nível da cultura. São os valores relevantes que geralmente são criados pelos fundadores. Representam as justificativas aceitadas por todos, pelas quais os membros da empresa realizam suas funções. • Pressuposições básicas: Terceiro e mais profundo nível da cultura organizacional. São as crenças, percepções, sentimentos e pressuposições dominantes nos quais as pessoas acreditam. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  10. 10. Tipos de culturas empresariais Existem quatro tipos de culturas empresariais: • Culturas Adaptativas: As organizações possuem uma cultura bem definida, nesta, porém é maleável e pode ter várias interpretações diferentes podendo assim se adaptar as inovações, mas sem perder seus fundamentos originais mantendo a estabilidade e garantindo a identidade da empresa. • Culturas Conservadoras: A cultura praticamente não é alterada. É as características originas ficam intactas. Não são interpretadas de acordo com os novos objetivos da empresa. Organizações que usam esse tipo são conservadoras. • Culturas Fortes: Seus valores são compartilhados intensamente pela maioria dos funcionários e influencia comportamentos e expectativas. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  11. 11. Tipos de culturas empresariais • Culturas Fracas: São culturas mais facilmente mudadas. Como exemplo, seria uma empresa pequena e com recente criação. Como está no início, é mais fácil para a administração comunicar os novos valores. Isto explica a dificuldade que as grandes corporações tem para mudar sua cultura pelo fato desta estar presente a mais tempo e acaba se tornando a identidade da empresa. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  12. 12. O caso da IBM A IBM praticamente ao longo de sua história foi líder de mercado e não possuía concorrente a sua altura. A cultura empresarial desenvolvida tornou-se extremamente forte. Seus resultados e sua imagem no mercado eram atribuídos a imagem da empresa e sua cultura. A organização, depois de anos de sucesso, sofreu baixas em sua vendas. No ano de 1991, sofreu o primeiro déficit de sua história e suas vendas caíram mais de 5%. Foi o primeiro ano, desde 1946, em que a empresa não cresceu. Em 1992 sofreu um prejuízo que ultrapassou 4 bilhões de dólares. Sua cultura organizacional, desde então, vem sofrendo evoluções (e não mudanças bruscas) a fim de encontrar uma solução para acabar com as quedas nas vendas. Essa evolução foi chamada de “Nova IBM”. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  13. 13. Sua cultura é basicamente estruturada por três crenças principais, criadas por seu fundador, Thomas Watson. Pelos corredores da empresa, em salas, em publicações internas, e em outros pontos estratégicos é possível avistá-las. São elas: • “Respeito ao indivíduo”: faz referencia a sua política de recursos humanos. Além disso, a comunicação e os instrumentos de comunicação da organização devem seguir essa crença. Por exemplo, um dos instrumentos de comunicação, que é chamado de “Políticas de Portas Abertas”, permite que um funcionário que se sinta de alguma forma prejudicado por seus superiores imediatos, possa levar suas questões a gerencia superior, onde essa julgará o caso de forma imparcial. Outro exemplo é o programa “Fale Francamente” que permite ao funcionário deixar de forma anônima suas queixas, reclamações ou dúvidas aos administradores encarregados, para que estes a respondam, absorvendo assim, possíveis conflitos internos. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  14. 14. • “Prestar o melhor serviço ao cliente” • “Busca da Excelência”: Visa à utilização de estratégias e diferencias para realizar o trabalho de uma forma superior. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  15. 15. Deve-se salientar que a cultura organizacional não sofreu mudanças drásticas. Sua essência continua presente e assimilada profundamente pela empresa. Esses credos são basicamente a identidade da empresa. A “Nova IBM”, como seus próprios criadores a referenciam, é uma evolução dessas crenças. Devido ao fato dessas serem genéricas, podendo assim serem moldadas de diferentes formas, diferentes interpretações podem ser utilizadas para se dirigir ou criar novas condutas ou paradigmas. A criação da “Nova IBM”, é justamente isso, a criação de um novo paradigma legitimada pelos princípios originas . Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  16. 16. Descrição da “Nova IBM” A fim de se tornar novamente líder de mercado, uma companhia influente e não apenas uma organização que reage às mudanças, esta propôs a utilização do “Market Driven Quality”, que significa uma organização que é voltada para o mercado através de uma cultura “obcecada pela qualidade”. Com isso, a “Nova IBM” pretende ser uma companhia capaz de assumir riscos, estar continuamente aprendendo, desenvolvendo novas habilidades e conhecimento, criando valor para seus clientes, empregados, acionistas, comunidade e nos mercados onde atua. Podemos ver então uma reação à antiga cultura que era a atitude de ser uma “empresa fechada em si própria”, mas sem fugir das crenças originais. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  17. 17. A causa das quedas das vendas é dita como sendo culpa dessa antiga atitude. Outra reação foi à subdivisão da empresa. Cada funcionário da IBM deve sentir- se intimamente ligado aos resultados da divisão onde trabalha e lutar pelos objetivos da mesma em uma atitude competitiva. Para estimular essa mudança de atitude, elementos da cultura organizacional (como os respeito ao próximo) foram utilizados para re-socializar os funcionários a esses novos paradigmas. Novamente, vemos que a cultura organizacional não foi mudada, ela somente foi utilizada de uma forma diferente da antiga para se atingir o objetivo. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  18. 18. O novo conceito de cultura organizacional A Google é uma das maiores e mais lucrativas empresas do mundo. É líder do seu mercado e grande parte de seus produtos fazem muito sucesso. Então, qual será o diferencial e qual será a estratégia utilizada por esta empresa para alcançar esses níveis? A resposta está na sua cultura organizacional. Sua cultura revolucionária é baseada na liberdade para seus funcionários. Os horários de trabalho são flexíveis, o membro da organização pode escolher que hora que ele vai trabalhar. Além disso, o ambiente da empresa é muito informal, possui mesas de bilhar, video-games, etc., a disposição dos funcionários. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  19. 19. Isso faz com que os funcionários trabalhem de maneira tranqüila e com vontade de querer prosperar e fazer o negócio dar certo. O ambiente parece ser tipicamente jovem, mas a liberdade que é dada aos funcionários faz com que qualquer pessoa das mais variadas faixas de idade e até mesmo as que preferem a formalidade, se sintam com vontade de trabalhar e alcançar os objetivos e as metas. O que parecia loucura para muitos executivos se tornou um exemplo de inovação, diferenciação e estratégia. Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais
  20. 20. Ralph, Stair M. & Reynolds, George W.; Princípios de Sistemas de Informação. 9ª edição. São Paulo: Cengage Learning, 2011. http://cultorganizacional.blogspot.com/ http://culturaorganizacionalemrp.blogspot.com/2009/09/engajamento-e- valorizacao-de.html http://www.strategia.com.br/Casos/casos_corpo_ibm.htm http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/o-que-e-cultura- organizacional/46093/ http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:T1Eo3skl8LsJ:www.rhce ntral.com.br/destaques/destaque.asp%3Fcod_destaque%3D1233+cultura+organiz acional+da+google&cd=10&hl=pt-br&ct=clnk&gl=br&client=firefox-a http://cultorganizacional.blogspot.com/2009/09/ibm-um-case-de-sucesso-gracas- cultura.html Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais Bibliografia
  21. 21. http://www.fesppr.br/~decio/Adm.%20de%20RH/CULTURA%20ORGANIZACIONA L.ppt http://prof.santana-e- silva.pt/EGI_grh/trabalhos_08_809/PPT/Cultura%20Organizacional%20e%20GRH. ppt.pdf http://www.acaocomunicativa.pro.br/cultura2.pdf Cultura Empresarial – Definição e exemplos reais Bibliografia

×