1600 a 1700
CRISE DO RENASCIMENTO
 Decadência das cidades italianas
 A reforma de Lutero
 Burguesia fortalecida
 Nobreza ameaçada
...
CRISE DO RENASCIMENTO
O QUE É CERTO?
O QUE É JUSTO?
O QUE É VERDADEIRO?
QUEM SOU EU?
“To be or not to be?”
Hamlet = Shakespeare
Conflitos
ALMA X CORPO
VIDA X MORTE
CLARO X ESCURO
CÉU X TERRA
FÉ X RAZÃO
Arte da Contra Reforma
Conotação religiosa
Propagação da fé católica
Caráter solene
Arte que conquista, convence, impõe
ad...
Características
 Representação do mundo
 Linha do horizonte abaixo do normal
 União entre luz/sombra e cor
 Luz rasant...
Rubens
Sobreposição
das formas
profundidade
Composições
dinâmicas e
sinuosas
1577 - 1640
 A luz não
aparece por um
meio natural,
mas sim
projetada para
guiar o olhar do
observador até o
acontecimento.
(Caravagg...
IDEOLOGIAS
 Niilismo temático: conteúdo vazio
 Pessimismo: o mundo era um vale
de lágrima.
 Feismo: predileção por aspe...
Caravaggio
1571 - 1610
Personalidades
de destaque:
Rembrandt
1606 -1669
Ronda Noturna
Velasquez
1599 - 1660
Papa Inocêncio X
1650
Infanta Margarita Teresa com vestido azul,
1659
: A leiteira : 45cm x 41 cm . 1658
A leiteira representa o cúmulo da observação exacta da
realidade. Modelação das formas ...
A obra de Vermeer deu
forma à luz. Sua técnica
exaltava a complexidade
de simples momentos
cotidianos. Iluminava as
horas ...
TEMAS
utilizados no barroco
 Religiosos
 Profanos/ Mitológicos
 Retratos
 Paisagens
 Cenas de gênero (cotidiano)
 Na...
Natureza morta Heda, 1636, óleo sobre madeira
TEMÁTICA DO DESENGANO
 A VIDA É BREVE.
 NADA É ESTÁVEL.
 NADA É PERMANENTE.
 TUDO MUDA.
Escultura
 Escultura independente:
 Cumpriu funções urbanísticas, alegóricas,
honorificas, comemorativas;
01 : MIGUEL ÂNGELO : David 02 : BERNINI : David
Objetivos
 Representar a
realidade
 Exaltar os sentimentos
Características
 Movimento
 Exuberância das formas
 Gestos...
O Êxtase de Santa Tereza - Bernini - 1647–1652
Enterro de Cristo no retábulo do Hospital de la Caridad de Sevilla, Pedro Roldán
1670.
Arte barroca
Arte barroca
Arte barroca
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Arte barroca

386 visualizações

Publicada em

Material de apoio para aulas de História da Arte no Ensino Médio, ministradas pela Profª Carla Camuso

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
386
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
176
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arte barroca

  1. 1. 1600 a 1700
  2. 2. CRISE DO RENASCIMENTO  Decadência das cidades italianas  A reforma de Lutero  Burguesia fortalecida  Nobreza ameaçada  Conturbações sociais e religiosas  Concílio de trento (1545)  Contra-reforma
  3. 3. CRISE DO RENASCIMENTO
  4. 4. O QUE É CERTO? O QUE É JUSTO? O QUE É VERDADEIRO? QUEM SOU EU? “To be or not to be?” Hamlet = Shakespeare
  5. 5. Conflitos ALMA X CORPO VIDA X MORTE CLARO X ESCURO CÉU X TERRA FÉ X RAZÃO
  6. 6. Arte da Contra Reforma Conotação religiosa Propagação da fé católica Caráter solene Arte que conquista, convence, impõe admiração Arquitetura extravagante.
  7. 7. Características  Representação do mundo  Linha do horizonte abaixo do normal  União entre luz/sombra e cor  Luz rasante (orienta a leitura da obra)  Cor pura e cálida (incisiva)  Ausência de espaços vazios  Ostentação e riqueza
  8. 8. Rubens Sobreposição das formas profundidade Composições dinâmicas e sinuosas 1577 - 1640
  9. 9.  A luz não aparece por um meio natural, mas sim projetada para guiar o olhar do observador até o acontecimento. (Caravaggio)
  10. 10. IDEOLOGIAS  Niilismo temático: conteúdo vazio  Pessimismo: o mundo era um vale de lágrima.  Feismo: predileção por aspectos feios.  Transitoriedade da vida: tudo é efêmero (“Carpe diem”)  Epicurismo (ética que identifica o bem aos prazeres comedidos e espirituais)
  11. 11. Caravaggio 1571 - 1610 Personalidades de destaque:
  12. 12. Rembrandt 1606 -1669 Ronda Noturna
  13. 13. Velasquez 1599 - 1660
  14. 14. Papa Inocêncio X 1650 Infanta Margarita Teresa com vestido azul, 1659
  15. 15. : A leiteira : 45cm x 41 cm . 1658 A leiteira representa o cúmulo da observação exacta da realidade. Modelação das formas pela luz. Composição minuciosa e extremamente elaborada. :
  16. 16. A obra de Vermeer deu forma à luz. Sua técnica exaltava a complexidade de simples momentos cotidianos. Iluminava as horas de vidas vulgares. Iluminou do mesmo modo nossa mente, ao reconhecermos sua excepcional exatidão em contornar trivialidades cruciais da vida. Com a luz. Moça com brinco de pérola . 1665-1666
  17. 17. TEMAS utilizados no barroco  Religiosos  Profanos/ Mitológicos  Retratos  Paisagens  Cenas de gênero (cotidiano)  Naturezas mortas
  18. 18. Natureza morta Heda, 1636, óleo sobre madeira
  19. 19. TEMÁTICA DO DESENGANO  A VIDA É BREVE.  NADA É ESTÁVEL.  NADA É PERMANENTE.  TUDO MUDA.
  20. 20. Escultura  Escultura independente:  Cumpriu funções urbanísticas, alegóricas, honorificas, comemorativas;
  21. 21. 01 : MIGUEL ÂNGELO : David 02 : BERNINI : David
  22. 22. Objetivos  Representar a realidade  Exaltar os sentimentos Características  Movimento  Exuberância das formas  Gestos intensos  Faces expressivas  Roupas esvoaçantes  Jogo de luz, sombra e movimento.  Dramatismo  Predomínio de esculturas curvas  Utilização da cor dourada
  23. 23. O Êxtase de Santa Tereza - Bernini - 1647–1652
  24. 24. Enterro de Cristo no retábulo do Hospital de la Caridad de Sevilla, Pedro Roldán 1670.

×