Atenã ã o farmaceutica e farmacia clinica -implantaã_ao na farmacia hospitalar

5.986 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre a implantação de um sistema de farmácia clínica

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.986
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
223
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atenã ã o farmaceutica e farmacia clinica -implantaã_ao na farmacia hospitalar

  1. 1. FARMÁCIA CLÍNICA E ATENÇÃO FARMACÊUTICA Implantação na Farmácia Hospitalar Gleyciane Barros Jéssica Cavalcante Xirlene Souza
  2. 2. Histórico <ul><li>Boticários </li></ul><ul><li>Apartir dos anos 1950 </li></ul><ul><li>Década 60 surge a farmácia clínica </li></ul>02 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL
  3. 3. Farmácia clínica <ul><li>“ A ciência da saúde cuja responsabilidade é assegurar,mediante a aplicação de conhecimentos e funções relacionadas ao cuidado dos pacientes que o uso de medicamentos:para que seja seguro,e apropriado.Necessitando,portanto,de educação especializada e treinamento estruturado,alem da coleta e interpretação de dados,da motivação pelo paciente e interações multiprofissionais.” </li></ul><ul><li>(Sociedade Americana de Farmacêuticos de Sistemas de Saúde ) </li></ul>03 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL
  4. 4. Importância <ul><li>Alta incidência de erros de medicação </li></ul><ul><li>Alta incidência de reações adversas a medicamentos </li></ul><ul><li>Alta incidência de interações medicamentosas </li></ul><ul><li>Incompatibilidade de misturas intravenosas </li></ul><ul><li>Desperdício de medicamentos </li></ul>04 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL
  5. 5. Pré-requisitos para implementação da farmácia clínica hospitalar <ul><li>PRIMÁRIOS : </li></ul><ul><li>Visão gerencial </li></ul><ul><li>Sistema de distribuição de medicamentos </li></ul><ul><li>Tempo para prática clínica farmacêutica </li></ul><ul><li>Relacionamento multiprofissional </li></ul>05 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL
  6. 6. <ul><li>SECUNDÁRIOS : </li></ul><ul><li>Implementação do CIM </li></ul><ul><li>Serviço de farmacocinética clínica </li></ul><ul><li>Serviços farmacêuticos clínicos  interpretar monitorar,gerenciar,exercer a farmacovigilância,entrevistar ,participar visitas clínicas . </li></ul>06 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL
  7. 7. Serviços farmacêuticos clínicos <ul><li>CLASSE I </li></ul><ul><li>Atividade da comissão de farmácia e terapia; </li></ul><ul><li>Sistema de monitorização de erros de medicamentos ; </li></ul><ul><li>Sistema de registro de RAM ; </li></ul><ul><li>Estudos retrospectivos de utilização de medicamento; </li></ul><ul><li>Boletins informativos ; </li></ul><ul><li>Educação continua para equipe multidisciplinar </li></ul><ul><li>CLASSE II </li></ul><ul><li>Obtenção de histórico medicamentoso ; </li></ul><ul><li>Aconselhamento de alta; </li></ul><ul><li>Programa de educação sanitária; </li></ul>IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍCICA NO HOSPITAL 07
  8. 8. <ul><li>CLASSE III </li></ul><ul><li>CIM; </li></ul><ul><li>Farmacocinética clínica ; </li></ul><ul><li>Equipe de suporte nutricional ; </li></ul><ul><li>Pesquisa clínica ; </li></ul><ul><li>Programas com fármaco –alvos ou patologias –alvos; </li></ul><ul><li>Clínica de adesão à farmacoterapia e fornecimento de medicamentos . </li></ul><ul><li>CLASSE IV </li></ul><ul><li>UTI; </li></ul><ul><li>Emergência </li></ul><ul><li>Transplantes </li></ul><ul><li>Hematooncologia </li></ul>IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍCICA NO HOSPITAL 08
  9. 9. Atenção Farmacêutica <ul><li>“ ...É a interação direta do farmacêutico com o usuário,visando uma farmacoterapia racional a obtenção de resultados definidos e mensuráveis voltados a melhoria de vida.” </li></ul><ul><li>(Organização Pan-Americana de Saúde) </li></ul>09 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL
  10. 10. Planejamento em Atenção Farmacêutica <ul><li>Objetivos de desenvolvimento de um plano </li></ul><ul><li>Resolver todos os problemas farmacoterapêutico </li></ul><ul><li>Alcançar os objetivos terapêuticos estabelecidos </li></ul><ul><li>Prevenir problemas futuros na saúde do paciente. </li></ul>10 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL
  11. 11. Etapas do planejamento <ul><li>Diagnóstico do local de implantação AF –local e perfil. </li></ul><ul><li>Definição de estratégias de atuação –público. </li></ul><ul><li>Implantação do projeto elaborado –acompanhamento propriamente dito </li></ul><ul><li>Definição da estratégia/implantação </li></ul><ul><li>Análise dos resultados –parâmetros laboratoriais,aquisição e produtividade. </li></ul>11 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL
  12. 12. 12 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL Método Dáder. Manual de Seguimento Farmacoterapêutico Necessidade: PRM 1 O doente tem um problema de saúde por não utilizar a medicação que necessita. PRM 2 O doente tem um problema de saúde por utilizar um medicamento que não necessita. Efetividade: PRM 3 O doente tem um problema de saúde por uma inefetividade não quantitativa da medicação. PRM 4 O doente tem um problema de saúde por uma inefetividade quantitativa da medicação. Segurança: PRM 5 O doente tem um problema de saúde por uma insegurança não quantitativa de um medicamento. PRM 6 O doente tem um problema de saúde por uma insegurança quantitativa de um medicamento.
  13. 13. <ul><li>Definição de estratégia de atuação </li></ul><ul><li>Quais as necessidade do paciente? </li></ul><ul><li>Qual a estratégia de intervenção? </li></ul><ul><li>Quais os resultados esperados? </li></ul><ul><li>Como intervir? </li></ul><ul><li>Como mensurar os resultados? </li></ul><ul><li>Instrumentos para prática:Boletins,fichas... </li></ul>13 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL
  14. 14. Processo de atenção farmacêutica <ul><li>Análise da situação: </li></ul><ul><li>Garante a terapia </li></ul><ul><li>Identifica os PRM </li></ul><ul><li>Seguimento /plano </li></ul><ul><li>Resolve os PRM </li></ul><ul><li>Alcança os objetivos </li></ul><ul><li>Avaliação </li></ul><ul><li>Registra a evolução </li></ul><ul><li>Avalia a progressão </li></ul>IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL 14
  15. 15. <ul><li>Implantação do projeto elaborado </li></ul><ul><li>SOAP </li></ul><ul><li>Amplamente usados por profissionais da saúde </li></ul><ul><li>Informações subjetivas </li></ul><ul><li>Informações objetivas </li></ul><ul><li>Avaliação dos dados </li></ul><ul><li>Plano </li></ul>15 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITALAR
  16. 16. <ul><li>Como se faz ? </li></ul><ul><li>PWDT(pharmacist’s worrkutp of drung therapy) </li></ul><ul><li>DÁDER </li></ul><ul><li>TOM (terapeutic Outcome monitoring) </li></ul><ul><li>DOT( directer observed tretment) </li></ul><ul><li>SOAP (subjetivo,objetivo,analise e plano) </li></ul><ul><li>FARM(findings,assenment,resolution,monitoring and follow-up) </li></ul>16 IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITALAR
  17. 17. Referências <ul><li>FUNCHAL-WITZEL, M.D.R. Aspectos conceituais e filosóficos da Assistência Farmacêutica, Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica. In: STORPIRTIS, S. et al. Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008, p. 336-348. </li></ul><ul><li>Portal Racine –www.racine.com.br; Qua, 20 de Janeiro de 2010 14:20 </li></ul><ul><li>STORPIRTIS ,Silvia -Ciências Farmacêuticas e farmácia clínica e atenção farmacêutica. Rio Guanabara Koogan,2008. </li></ul><ul><li>Terceiro congresso de Granada. </li></ul><ul><li>www.portalfarma.com </li></ul><ul><li>MORREIRA M.Atenção Farmacêutica e promoção do uso racional de medicamentos. </li></ul>IMPLANTAÇÂO DA FARMÁCIA CLÍNICA NO HOSPITAL
  18. 18. <ul><li>Boas férias a todos! </li></ul>

×