SlideShare uma empresa Scribd logo
GERENCIAMENTO DE
PROJETOS
Marcos Sousa
E o mundo agora...
Então por que as empresas...



         RESTRIÇÃO
Vamos analisar...



                       CONCORRENTES?
 MERCADO?




É O GOVERNO?           É A EMPRESA?
Sobral a Princesa do Norte...
De repente..
“As organizações despertaram como nunca para a
necessidade da estratégia. Estratégia não mais como
um ‘luxo’ das grandes corporações, mas como uma
questão de sobrevivência em um ambiente cada vez
mais competitivo” (COUTINHO, 2007, pag 67)




                            “As empresas e os empresários acordaram para
                            uma questão fundamental da gestão que é o de
                            empregar e administrar recursos financeiros e
                            humanos limitados em situações e contextos
                            de negócios ilimitados” (COUTINHO, 2007, pág
                            67).
FONTE: Fundamentos do gerenciamento de projetos (2007)
Assim, os projetos visam
                     atender...
Demanda de mercado (por exemplo, uma construtora desenvolvendo projeto
  de casas em função de um projeto governamental);


Oportunidade necessidade estratégica de negócios (por exemplo, uma
  empresa de treinamento autorizando um projeto para criar um novo curso
  a fim de aumentar a sua receita);


Solicitação de cliente (por exemplo, uma companhia de energia elétrica
   autoriza um projeto de construção de uma nova subestação para atender a
   um novo parque industrial);




 Fonte: Project Management Institute
Assim, os projetos visam
                     atender...

Avanço tecnológico (por exemplo, uma empresa de produtos eletrônicos
  autoriza um novo projeto para desenvolver um laptop mais rápido, mais
  barato e menor após avanços obtidos em tecnologia para memória e
  circuitos eletrônicos de computador);


Requisito legal (por exemplo, empresas de software que desenvolvem
  produtos para atende a nota fiscal eletrônica).




 Fonte: Project Management Institute
Exemplos de projetos



      UM PRODUTO    SISTEMA DE INFORMAÇÃO




NOVO PROCESSO       CANAL DO PANAMÁ
O que é um projeto?

Definições:

“Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto,
serviço ou resultado exclusivo.” (PMBoK – 2004);


“(...)Únicos, com fases não repetitivas, tem algum grau de risco e incerteza,
tem data de inicio e término planejadas, dentro de limitações de recursos e
custos claramente especificadas.” (ABNT NBR ISO 10006:2006);


 “Projeto é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma seqüência
clara e lógica de eventos, com início, meio e fim, que se destina a atingir um
objetivo claro e definido, sendo conduzido por pessoas dentro de parâmetros
predefinidos de tempo, custo, recursos envolvidos e qualidade.” (VARGAS, 2005
p. 7).
O que é um projeto?

 Temporário: tem inicio, meio e fim.

 Únicos: o produto entregue é feito sobre encomenda, ou
 seja, visa atender a uma demanda específica.

 Limitações de recursos: os recursos para execução são
 limitados. Equipe, equipamentos, financeiros.

 Grau de incerteza: a vida

 Conduzido por pessoas: motivação, relação interpessoal,
 orgulho, capacitação, questões pessoais.
Vamos construir uma casa…
 CONSIDERAR QUE EU TENHO O TERRENO

 CONVERSAR COM A FAMILIA
    • ORÇAMENTO ATUAL
    • DISPONIBILIDADE DE RECURSOS
    • VONTADES

                                COMO VAI SER A CASA?
                                   • QUANTOS QUARTOS
                                   • COZINHA
                                   • BANHEIROS
                                   • ÁREA DE LAZER
                                   • TIPO DE ACABAMENTO

 • QUANTO CUSTA?
    • INSUMOS
    • PESSOAL
    • LIMPEZA
    • IMPOSTOS E TAXAS
    • ARQUITETO
Vamos construir uma casa…
QUANTO TEMPO VAI LEVAR?
   • QUANTAS PESSOAS VÃO TRABALHAR?
   • COMO VAI SER CONSTRUIDA?
   • PRECISO ESPERAR POR ALGUM MATERIAL?
   • O SERVIÇO REQUER ALGUMA HABILIDADE?



                            E OS VIZINHOS?
                                • BARULHO DE MARTELO
                                • SERRA ELÉTRICA
                                • ENTREGA DE MATERIAL



  E SE...
  • FALTAR CIMENTO?
  • ACABAR O DINHEIRO?
  • HOUVER UM ACIDENTE?
  • A MULHER SE ZANGAR?
  • O MESTRE ARRUMAR OUTRO EMPREGO?
Resultado…
Gerenciamos um projeto…
 conjunto de processos que visão transformar insumos em produtos ou serviços




        CUSTOS                                   TEMPO


       QUALIDADE                                 ESCOPO


       PESSOAS                                  COMUNICAÇÃO


      AQUISIÇÕES                                  RISCOS
PMI(Project Management Institute)

•   Organização sem fins lucrativos criada em 1969;


•   Desenvolve estudos, eventos e publicações sobre projetos;


•   Possui mais de 500 mil associados no mundo em 185 países;


• Organiza-se através de capítulos locais.
PMBoK(Project Management Book of Knowledge)
•   Guia de boas práticas em Gerenciamento de Projeto;
•   Construído a partir da experiência dos seus associados (5ª
    edição);
•   Reconhece a complementariedade;
•   Reconhece a complexidade do assunto;
•   Não se apresenta como o dono da verdade;
•   Oferece uma linguagem comum. (A + B = C)

O PMBoK não é:
     - Uma metodologia de gerenciamento de projetos
     - Não é uma habilitação ou certificação
MAPA DE PROCESSOS PMBoK 4a EDIÇÃO
PMBoK                       PARTES      INFLUÊNCIAS
         CICLO DE VIDA   INTERESSADAS ORGANIZACIONAIS




     C
     O
     N
 A
     H
 R
     E
 E
     E
 A
     C
 S
     I
     M
 D
     E
 E
     N
     T
     O
Vamos ver na prática?
                         ESCOPO
PROJETO 1 (1997-1999)             PROJETO 2 (2009 - 2011)
• Modelagem de dados e            • Alteração uma rotina
  processos;                        existente (sistema);
• Seleção de um sistema;          • Mudança no processo de
• Desenvolver ou comprar            faturamento.
   – Avaliação comprar ou fazer
• Negociação do contrato;
• Customização;
• Treinamento.
ADUTORA VÁRZEA DE SOUSA - PARAIBA
Vamos ver na prática?
               FATORES AMBIENTAIS
PROJETO 1 (1997-1999)          PROJETO 2 (2009 - 2011)
• Obras não tinham             • Obras informatizadas;
  computadores;                • Sistema centralizado em
• Dificuldade de assistência     um datacenter;
  técnica;                     • Pessoas com relativo
• Um servidor em cada obra;      conhecimento do sistema
• Pessoal não qualificado;       (10 anos);
• Limitações técnicas;         • Operação e conceitos muito
• Resistência explícita;         conhecidos pelos usuários;
• Implantação (40 unidades)    • Implantação (40 unidades)
Gerenciamento das comunicações
do projeto
  1.Identificar as partes interessadas
  2.Planejar as comunicações
  3.Distribuir as informações
  4.Gerenciar as expectativas das partes
    interessadas
  5.Reportar o desempenho

                                  paraomarcao@gmail.com
Gerenciamento das comunicações
do projeto
Gerenciamento do Escopo do
projeto
  1.Coletar os requisitos
  2.Definir o escopo
  3.Criar a EAP
  4.Verificar o escopo (Monitoramento e
    controle)
  5.Controlar o escopo

                                paraomarcao@gmail.com
Gerenciamento do Escopo do
projeto
Gerenciamento dos riscos do
projeto
  1.Planejar o gerenciamento dos riscos
  2.Identificar os riscos
  3.Realizar a análise qualitativa dos riscos
  4.Realizar a análise quantitativa dos riscos
  5.Planejar aos respostas aos riscos
  6.Monitorar e controlar os riscos

                                   paraomarcao@gmail.com
Gerenciamento dos riscos do
projeto
Gerenciamento de projetos
Aplicação de habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do
projeto com objetivo de atingir os seus requisitos.

Inclui:

Identificação dos requisitos;
Adaptação às diferentes necessidades, preocupações e expectativa
das partes interessadas durante o planejamento e realização do
projeto;
Balanceamento entre as restrições conflitantes do projeto (escopo,
qualidade, custo, tempo e risco).
Gerenciamento de projetos
Benefícios
• Alcance das metas estratégicas com o menor custo operacional;
• Maior controle permitindo a melhoria continua;
• Melhor previsibilidade em como alcançar os resultados
  esperados;
• Rapidez na obtenção e distribuição de informações dos projetos;
• Explicita o resultado desejado e como fazer para alcançá-lo;
• Prevê os custos e prazos das entregas do projeto;
• Administra o fluxo de caixa do projeto;
• Reduz os riscos e explora oportunidades;
• Assegura a comunicação eficaz para os envolvidos no projeto.
Gerente de Projeto
Perfil do Gerente de Projeto

1.Íntegro;
2.Honesto;
3.Defender o projeto e não tomar
  partido;
4.Conhecimento técnico;
5.Saber relacionar-se.
                            paraomarcao@gmail.com
Certificações PMI
 • Certified Associate in Project Management
   (CAPM)®
 • Project Management Professional (PMP)®
 • Program Management Professional (PgMP)®
 • PMI Agile Certified Practitioner (PMI-ACP)®
 • PMI Risk Management Professional (PMI-RMP)®
 • PMI Scheduling Professional (PMI-SP)®




                                   paraomarcao@gmail.com
Formação necessária
PMI Ceará

 •   Fundado em 1º de Outubro de 2003;

 •   Atualmente conta com 206 membros ativos;

 •   Aproximadamente 70 PMP’s registrados;

 •   Traduziu os Guias de Gerenciamento de Programas e
     Gerenciamento de Portfólio para a língua portuguesa;

 •   Promoveu, em Fortaleza, o VI Congresso Brasileiro de
     Gerenciamento de Projetos.


                                            paraomarcao@gmail.com
Visão geral sobre gerenciamento de projetos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
Rildo (@rildosan) Santos
 
Get Product Owners 2 Succeed with Agile (Portuguese)
Get Product Owners 2 Succeed with Agile (Portuguese)Get Product Owners 2 Succeed with Agile (Portuguese)
Get Product Owners 2 Succeed with Agile (Portuguese)
Ignacio Lizarralde
 
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOKNovidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Rildo (@rildosan) Santos
 
[TDC SP 2016] A importância da negociação para a vida e a TI
[TDC SP 2016] A importância da negociação para a vida e a TI[TDC SP 2016] A importância da negociação para a vida e a TI
[TDC SP 2016] A importância da negociação para a vida e a TI
Guilherme Motta
 
Guia de estudo para exame de certificacao do Cobit 4.1 v7
Guia de estudo para exame de certificacao do Cobit 4.1 v7Guia de estudo para exame de certificacao do Cobit 4.1 v7
Guia de estudo para exame de certificacao do Cobit 4.1 v7
Rildo (@rildosan) Santos
 
Café & gestão prof. rogério - gerencia de projetos
Café & gestão   prof. rogério - gerencia de projetosCafé & gestão   prof. rogério - gerencia de projetos
Café & gestão prof. rogério - gerencia de projetos
Cra-es Conselho
 
Palestra Gestão de Requisitos através de práticas Ágeis e Enxutas - Manoel P...
Palestra Gestão de Requisitos através de práticas Ágeis e Enxutas  - Manoel P...Palestra Gestão de Requisitos através de práticas Ágeis e Enxutas  - Manoel P...
Palestra Gestão de Requisitos através de práticas Ágeis e Enxutas - Manoel P...
Manoel Pimentel Medeiros
 
eTecnologiaNews 2
eTecnologiaNews 2eTecnologiaNews 2
eTecnologiaNews 2
Rildo (@rildosan) Santos
 
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócios com BPM
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócios com BPMMapeamento e Modelagem de Processos de Negócios com BPM
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócios com BPM
Rogério Araújo
 
Plano de execução de TI
Plano de execução de TIPlano de execução de TI
Plano de execução de TI
PMO Fast Track
 
Aula 01 análise - 2014 - 2
Aula 01   análise - 2014 - 2Aula 01   análise - 2014 - 2
Aula 01 análise - 2014 - 2
Edgar Caldeira da Cruz
 
Scrum Product Owner
Scrum Product OwnerScrum Product Owner
Scrum Product Owner
Rildo (@rildosan) Santos
 
TDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
TDC2016SP - Trilha Análise de NegóciosTDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
TDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
tdc-globalcode
 
TDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
TDC2016SP - Trilha Análise de NegóciosTDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
TDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
tdc-globalcode
 
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
Rildo (@rildosan) Santos
 
O Pensamento Enxuto na Análise de Negócios
O Pensamento Enxuto na Análise de NegóciosO Pensamento Enxuto na Análise de Negócios
O Pensamento Enxuto na Análise de Negócios
Luiz C. Parzianello
 
Institucional Innovation Office
Institucional Innovation OfficeInstitucional Innovation Office
Institucional Innovation Office
Innovation Office
 
Práticas Ágeis
Práticas ÁgeisPráticas Ágeis
Práticas Ágeis
Felipe Rodrigues
 
Métodos ágeis
Métodos ágeisMétodos ágeis
Métodos ágeis
Fernando Palma
 
Gestão Ágil de Projetos com Scrum e FDD - Manoel Pimentel
Gestão Ágil de Projetos com Scrum e FDD - Manoel PimentelGestão Ágil de Projetos com Scrum e FDD - Manoel Pimentel
Gestão Ágil de Projetos com Scrum e FDD - Manoel Pimentel
Manoel Pimentel Medeiros
 

Mais procurados (20)

Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
 
Get Product Owners 2 Succeed with Agile (Portuguese)
Get Product Owners 2 Succeed with Agile (Portuguese)Get Product Owners 2 Succeed with Agile (Portuguese)
Get Product Owners 2 Succeed with Agile (Portuguese)
 
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOKNovidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
 
[TDC SP 2016] A importância da negociação para a vida e a TI
[TDC SP 2016] A importância da negociação para a vida e a TI[TDC SP 2016] A importância da negociação para a vida e a TI
[TDC SP 2016] A importância da negociação para a vida e a TI
 
Guia de estudo para exame de certificacao do Cobit 4.1 v7
Guia de estudo para exame de certificacao do Cobit 4.1 v7Guia de estudo para exame de certificacao do Cobit 4.1 v7
Guia de estudo para exame de certificacao do Cobit 4.1 v7
 
Café & gestão prof. rogério - gerencia de projetos
Café & gestão   prof. rogério - gerencia de projetosCafé & gestão   prof. rogério - gerencia de projetos
Café & gestão prof. rogério - gerencia de projetos
 
Palestra Gestão de Requisitos através de práticas Ágeis e Enxutas - Manoel P...
Palestra Gestão de Requisitos através de práticas Ágeis e Enxutas  - Manoel P...Palestra Gestão de Requisitos através de práticas Ágeis e Enxutas  - Manoel P...
Palestra Gestão de Requisitos através de práticas Ágeis e Enxutas - Manoel P...
 
eTecnologiaNews 2
eTecnologiaNews 2eTecnologiaNews 2
eTecnologiaNews 2
 
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócios com BPM
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócios com BPMMapeamento e Modelagem de Processos de Negócios com BPM
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócios com BPM
 
Plano de execução de TI
Plano de execução de TIPlano de execução de TI
Plano de execução de TI
 
Aula 01 análise - 2014 - 2
Aula 01   análise - 2014 - 2Aula 01   análise - 2014 - 2
Aula 01 análise - 2014 - 2
 
Scrum Product Owner
Scrum Product OwnerScrum Product Owner
Scrum Product Owner
 
TDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
TDC2016SP - Trilha Análise de NegóciosTDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
TDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
 
TDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
TDC2016SP - Trilha Análise de NegóciosTDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
TDC2016SP - Trilha Análise de Negócios
 
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
 
O Pensamento Enxuto na Análise de Negócios
O Pensamento Enxuto na Análise de NegóciosO Pensamento Enxuto na Análise de Negócios
O Pensamento Enxuto na Análise de Negócios
 
Institucional Innovation Office
Institucional Innovation OfficeInstitucional Innovation Office
Institucional Innovation Office
 
Práticas Ágeis
Práticas ÁgeisPráticas Ágeis
Práticas Ágeis
 
Métodos ágeis
Métodos ágeisMétodos ágeis
Métodos ágeis
 
Gestão Ágil de Projetos com Scrum e FDD - Manoel Pimentel
Gestão Ágil de Projetos com Scrum e FDD - Manoel PimentelGestão Ágil de Projetos com Scrum e FDD - Manoel Pimentel
Gestão Ágil de Projetos com Scrum e FDD - Manoel Pimentel
 

Destaque

Processos de gerenciamento de projetos
Processos de gerenciamento de projetosProcessos de gerenciamento de projetos
Processos de gerenciamento de projetos
Carlos Halrik
 
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - ColorFlow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
Ricardo Viana Vargas
 
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_pt
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_ptRicardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_pt
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_pt
Manu Mendes
 
Ciência Sem Fronteiras - Tutorial de Inscrição para os EUA
Ciência Sem Fronteiras - Tutorial de Inscrição para os EUACiência Sem Fronteiras - Tutorial de Inscrição para os EUA
Ciência Sem Fronteiras - Tutorial de Inscrição para os EUA
Educationusa Csf
 
Análise do programa Ciência sem Fronteiras
Análise do programa Ciência sem FronteirasAnálise do programa Ciência sem Fronteiras
Análise do programa Ciência sem Fronteiras
labpoliticaspublicasparticipativas
 
Ciência sem Fronteiras - CNPQ, CISB, SAAB
Ciência sem Fronteiras - CNPQ, CISB, SAABCiência sem Fronteiras - CNPQ, CISB, SAAB
Ciência sem Fronteiras - CNPQ, CISB, SAAB
lauravieira
 
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Rodr...
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Rodr...(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Rodr...
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Rodr...
ANGRAD
 
Apresentação do projeto ciência sem fronteiras
Apresentação do projeto ciência sem fronteirasApresentação do projeto ciência sem fronteiras
Apresentação do projeto ciência sem fronteiras
Everson Rodrigues
 
As Criancas são todas diferentes?
As Criancas são todas diferentes?As Criancas são todas diferentes?
As Criancas são todas diferentes?
guest398c9a
 
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Edso...
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Edso...(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Edso...
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Edso...
ANGRAD
 
Ciência sem fronteiras
Ciência sem fronteirasCiência sem fronteiras
Ciência sem fronteiras
Prime IT Services
 
Gerenciamento de projetos de sistemas 2012.1
Gerenciamento de projetos de sistemas   2012.1Gerenciamento de projetos de sistemas   2012.1
Gerenciamento de projetos de sistemas 2012.1
Marcelo Augusto M. Barbosa
 
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_en
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_enRicardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_en
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_en
Juan Flores
 
Trabalho de Gestão de projetos
Trabalho de Gestão de projetosTrabalho de Gestão de projetos
Trabalho de Gestão de projetos
Felipe Ferreira
 
Lutando por um Programa Ciencia sem Fronteiras mais inclusivo
Lutando por um Programa Ciencia sem Fronteiras mais inclusivoLutando por um Programa Ciencia sem Fronteiras mais inclusivo
Lutando por um Programa Ciencia sem Fronteiras mais inclusivo
Fundação Getúlio Vargas - EBAPE
 
Ciências sem Fronteiras e a importância da Língua Inglesa
Ciências sem Fronteiras e a importância da Língua InglesaCiências sem Fronteiras e a importância da Língua Inglesa
Ciências sem Fronteiras e a importância da Língua Inglesa
Maria Glalcy Fequetia Dalcim
 
PMBOK 2008 Mapa de Processos
PMBOK 2008 Mapa de ProcessosPMBOK 2008 Mapa de Processos
PMBOK 2008 Mapa de Processos
Murilo Juchem
 
Indefinite pronouns
Indefinite pronounsIndefinite pronouns
Indefinite pronouns
Maria Glalcy Fequetia Dalcim
 
Pmbok guide 5 edição 47 processos de gerenciamento de projetos
Pmbok guide 5 edição   47 processos de gerenciamento de projetosPmbok guide 5 edição   47 processos de gerenciamento de projetos
Pmbok guide 5 edição 47 processos de gerenciamento de projetos
Karlla Costa
 
Como evitar plagio involuntario
Como evitar plagio involuntarioComo evitar plagio involuntario
Como evitar plagio involuntario
Fundação Getúlio Vargas - EBAPE
 

Destaque (20)

Processos de gerenciamento de projetos
Processos de gerenciamento de projetosProcessos de gerenciamento de projetos
Processos de gerenciamento de projetos
 
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - ColorFlow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
Flow of PMBOK 4th edition in Portuguese - Color
 
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_pt
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_ptRicardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_pt
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_pt
 
Ciência Sem Fronteiras - Tutorial de Inscrição para os EUA
Ciência Sem Fronteiras - Tutorial de Inscrição para os EUACiência Sem Fronteiras - Tutorial de Inscrição para os EUA
Ciência Sem Fronteiras - Tutorial de Inscrição para os EUA
 
Análise do programa Ciência sem Fronteiras
Análise do programa Ciência sem FronteirasAnálise do programa Ciência sem Fronteiras
Análise do programa Ciência sem Fronteiras
 
Ciência sem Fronteiras - CNPQ, CISB, SAAB
Ciência sem Fronteiras - CNPQ, CISB, SAABCiência sem Fronteiras - CNPQ, CISB, SAAB
Ciência sem Fronteiras - CNPQ, CISB, SAAB
 
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Rodr...
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Rodr...(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Rodr...
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Rodr...
 
Apresentação do projeto ciência sem fronteiras
Apresentação do projeto ciência sem fronteirasApresentação do projeto ciência sem fronteiras
Apresentação do projeto ciência sem fronteiras
 
As Criancas são todas diferentes?
As Criancas são todas diferentes?As Criancas são todas diferentes?
As Criancas são todas diferentes?
 
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Edso...
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Edso...(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Edso...
(31/10/2012) A administração e o programa ciência sem fronteiras - Prof. Edso...
 
Ciência sem fronteiras
Ciência sem fronteirasCiência sem fronteiras
Ciência sem fronteiras
 
Gerenciamento de projetos de sistemas 2012.1
Gerenciamento de projetos de sistemas   2012.1Gerenciamento de projetos de sistemas   2012.1
Gerenciamento de projetos de sistemas 2012.1
 
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_en
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_enRicardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_en
Ricardo vargas simplified_pmbok_flow_5ed_color_en
 
Trabalho de Gestão de projetos
Trabalho de Gestão de projetosTrabalho de Gestão de projetos
Trabalho de Gestão de projetos
 
Lutando por um Programa Ciencia sem Fronteiras mais inclusivo
Lutando por um Programa Ciencia sem Fronteiras mais inclusivoLutando por um Programa Ciencia sem Fronteiras mais inclusivo
Lutando por um Programa Ciencia sem Fronteiras mais inclusivo
 
Ciências sem Fronteiras e a importância da Língua Inglesa
Ciências sem Fronteiras e a importância da Língua InglesaCiências sem Fronteiras e a importância da Língua Inglesa
Ciências sem Fronteiras e a importância da Língua Inglesa
 
PMBOK 2008 Mapa de Processos
PMBOK 2008 Mapa de ProcessosPMBOK 2008 Mapa de Processos
PMBOK 2008 Mapa de Processos
 
Indefinite pronouns
Indefinite pronounsIndefinite pronouns
Indefinite pronouns
 
Pmbok guide 5 edição 47 processos de gerenciamento de projetos
Pmbok guide 5 edição   47 processos de gerenciamento de projetosPmbok guide 5 edição   47 processos de gerenciamento de projetos
Pmbok guide 5 edição 47 processos de gerenciamento de projetos
 
Como evitar plagio involuntario
Como evitar plagio involuntarioComo evitar plagio involuntario
Como evitar plagio involuntario
 

Semelhante a Visão geral sobre gerenciamento de projetos

Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1
Adson Cunha, MSc, PMP®
 
Pp1 f8 02 - projeto de produtos, serviços e processos
Pp1 f8   02 - projeto de produtos, serviços e processosPp1 f8   02 - projeto de produtos, serviços e processos
Pp1 f8 02 - projeto de produtos, serviços e processos
Luciana C. L. Silva
 
Gerenciamento de Projetos: cenário e aplicação
Gerenciamento de Projetos: cenário e aplicaçãoGerenciamento de Projetos: cenário e aplicação
Gerenciamento de Projetos: cenário e aplicação
Lucio Campos Neto
 
Processos de Gerenciamento de Projetos Industrais
Processos de Gerenciamento de Projetos IndustraisProcessos de Gerenciamento de Projetos Industrais
Processos de Gerenciamento de Projetos Industrais
JooVitorSantosSilva5
 
Apresentação Gerenciamento de Projetos TI Corinthians ECC Abril 2014
Apresentação Gerenciamento de Projetos TI Corinthians ECC Abril 2014Apresentação Gerenciamento de Projetos TI Corinthians ECC Abril 2014
Apresentação Gerenciamento de Projetos TI Corinthians ECC Abril 2014
Alessandro Gonçalves
 
Introdução a gestão de projetos com PMBoK
Introdução a gestão de projetos com PMBoKIntrodução a gestão de projetos com PMBoK
Introdução a gestão de projetos com PMBoK
Leonardo Soares
 
O modelo-pmbok
O modelo-pmbokO modelo-pmbok
O modelo-pmbok
Avianca Brasil
 
Palestra sobre Gestão de Projetos
Palestra sobre Gestão de ProjetosPalestra sobre Gestão de Projetos
Palestra sobre Gestão de Projetos
João Paulo S. Araújo
 
Boas práticas de gerenciamento de projetos como estratégia para alcançar a in...
Boas práticas de gerenciamento de projetos como estratégia para alcançar a in...Boas práticas de gerenciamento de projetos como estratégia para alcançar a in...
Boas práticas de gerenciamento de projetos como estratégia para alcançar a in...
Claudia Hofart Guzzo
 
Gestão do Projeto de Design de Interação - Aula 6
Gestão do Projeto de Design de Interação - Aula 6Gestão do Projeto de Design de Interação - Aula 6
Gestão do Projeto de Design de Interação - Aula 6
Ricardo Wagner De Farias
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Palestra PM Canvas - Framework
Palestra PM Canvas - FrameworkPalestra PM Canvas - Framework
Palestra PM Canvas - Framework
Eduardo Freire
 
Treinamento em gestão de projetos
Treinamento em gestão de projetosTreinamento em gestão de projetos
Gerência de Projetos como agente de mudanças nas organizações
Gerência de Projetos como agente de mudanças nas organizaçõesGerência de Projetos como agente de mudanças nas organizações
Gerência de Projetos como agente de mudanças nas organizações
marcoamy
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Gestão de projetos em administração aplicada a TIC
Gestão de projetos em administração aplicada a TICGestão de projetos em administração aplicada a TIC
Gestão de projetos em administração aplicada a TIC
Danilo Sousa
 
SCRUM - Aula1
SCRUM - Aula1SCRUM - Aula1
SCRUM - Aula1
Saulo Arruda
 
SCRUM.pptx
SCRUM.pptxSCRUM.pptx
SCRUM.pptx
Ricardo Santos
 
Gerenciamento de Projetos - Aula 1 - Introdução
Gerenciamento de Projetos - Aula 1 - IntroduçãoGerenciamento de Projetos - Aula 1 - Introdução
Gerenciamento de Projetos - Aula 1 - Introdução
Henrique Nunweiler
 
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologiaPalestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
elonvila
 

Semelhante a Visão geral sobre gerenciamento de projetos (20)

Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1Gerência de Projetos de Software - Aula1
Gerência de Projetos de Software - Aula1
 
Pp1 f8 02 - projeto de produtos, serviços e processos
Pp1 f8   02 - projeto de produtos, serviços e processosPp1 f8   02 - projeto de produtos, serviços e processos
Pp1 f8 02 - projeto de produtos, serviços e processos
 
Gerenciamento de Projetos: cenário e aplicação
Gerenciamento de Projetos: cenário e aplicaçãoGerenciamento de Projetos: cenário e aplicação
Gerenciamento de Projetos: cenário e aplicação
 
Processos de Gerenciamento de Projetos Industrais
Processos de Gerenciamento de Projetos IndustraisProcessos de Gerenciamento de Projetos Industrais
Processos de Gerenciamento de Projetos Industrais
 
Apresentação Gerenciamento de Projetos TI Corinthians ECC Abril 2014
Apresentação Gerenciamento de Projetos TI Corinthians ECC Abril 2014Apresentação Gerenciamento de Projetos TI Corinthians ECC Abril 2014
Apresentação Gerenciamento de Projetos TI Corinthians ECC Abril 2014
 
Introdução a gestão de projetos com PMBoK
Introdução a gestão de projetos com PMBoKIntrodução a gestão de projetos com PMBoK
Introdução a gestão de projetos com PMBoK
 
O modelo-pmbok
O modelo-pmbokO modelo-pmbok
O modelo-pmbok
 
Palestra sobre Gestão de Projetos
Palestra sobre Gestão de ProjetosPalestra sobre Gestão de Projetos
Palestra sobre Gestão de Projetos
 
Boas práticas de gerenciamento de projetos como estratégia para alcançar a in...
Boas práticas de gerenciamento de projetos como estratégia para alcançar a in...Boas práticas de gerenciamento de projetos como estratégia para alcançar a in...
Boas práticas de gerenciamento de projetos como estratégia para alcançar a in...
 
Gestão do Projeto de Design de Interação - Aula 6
Gestão do Projeto de Design de Interação - Aula 6Gestão do Projeto de Design de Interação - Aula 6
Gestão do Projeto de Design de Interação - Aula 6
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Palestra PM Canvas - Framework
Palestra PM Canvas - FrameworkPalestra PM Canvas - Framework
Palestra PM Canvas - Framework
 
Treinamento em gestão de projetos
Treinamento em gestão de projetosTreinamento em gestão de projetos
Treinamento em gestão de projetos
 
Gerência de Projetos como agente de mudanças nas organizações
Gerência de Projetos como agente de mudanças nas organizaçõesGerência de Projetos como agente de mudanças nas organizações
Gerência de Projetos como agente de mudanças nas organizações
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Gestao De Projetos
 
Gestão de projetos em administração aplicada a TIC
Gestão de projetos em administração aplicada a TICGestão de projetos em administração aplicada a TIC
Gestão de projetos em administração aplicada a TIC
 
SCRUM - Aula1
SCRUM - Aula1SCRUM - Aula1
SCRUM - Aula1
 
SCRUM.pptx
SCRUM.pptxSCRUM.pptx
SCRUM.pptx
 
Gerenciamento de Projetos - Aula 1 - Introdução
Gerenciamento de Projetos - Aula 1 - IntroduçãoGerenciamento de Projetos - Aula 1 - Introdução
Gerenciamento de Projetos - Aula 1 - Introdução
 
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologiaPalestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
Palestra: Planejamento e controle de projetos pelo uso de tecnologia
 

Visão geral sobre gerenciamento de projetos

  • 2. E o mundo agora...
  • 3. Então por que as empresas... RESTRIÇÃO
  • 4. Vamos analisar... CONCORRENTES? MERCADO? É O GOVERNO? É A EMPRESA?
  • 5. Sobral a Princesa do Norte...
  • 6. De repente.. “As organizações despertaram como nunca para a necessidade da estratégia. Estratégia não mais como um ‘luxo’ das grandes corporações, mas como uma questão de sobrevivência em um ambiente cada vez mais competitivo” (COUTINHO, 2007, pag 67) “As empresas e os empresários acordaram para uma questão fundamental da gestão que é o de empregar e administrar recursos financeiros e humanos limitados em situações e contextos de negócios ilimitados” (COUTINHO, 2007, pág 67).
  • 7. FONTE: Fundamentos do gerenciamento de projetos (2007)
  • 8. Assim, os projetos visam atender... Demanda de mercado (por exemplo, uma construtora desenvolvendo projeto de casas em função de um projeto governamental); Oportunidade necessidade estratégica de negócios (por exemplo, uma empresa de treinamento autorizando um projeto para criar um novo curso a fim de aumentar a sua receita); Solicitação de cliente (por exemplo, uma companhia de energia elétrica autoriza um projeto de construção de uma nova subestação para atender a um novo parque industrial); Fonte: Project Management Institute
  • 9. Assim, os projetos visam atender... Avanço tecnológico (por exemplo, uma empresa de produtos eletrônicos autoriza um novo projeto para desenvolver um laptop mais rápido, mais barato e menor após avanços obtidos em tecnologia para memória e circuitos eletrônicos de computador); Requisito legal (por exemplo, empresas de software que desenvolvem produtos para atende a nota fiscal eletrônica). Fonte: Project Management Institute
  • 10. Exemplos de projetos UM PRODUTO SISTEMA DE INFORMAÇÃO NOVO PROCESSO CANAL DO PANAMÁ
  • 11. O que é um projeto? Definições: “Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo.” (PMBoK – 2004); “(...)Únicos, com fases não repetitivas, tem algum grau de risco e incerteza, tem data de inicio e término planejadas, dentro de limitações de recursos e custos claramente especificadas.” (ABNT NBR ISO 10006:2006); “Projeto é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma seqüência clara e lógica de eventos, com início, meio e fim, que se destina a atingir um objetivo claro e definido, sendo conduzido por pessoas dentro de parâmetros predefinidos de tempo, custo, recursos envolvidos e qualidade.” (VARGAS, 2005 p. 7).
  • 12. O que é um projeto? Temporário: tem inicio, meio e fim. Únicos: o produto entregue é feito sobre encomenda, ou seja, visa atender a uma demanda específica. Limitações de recursos: os recursos para execução são limitados. Equipe, equipamentos, financeiros. Grau de incerteza: a vida Conduzido por pessoas: motivação, relação interpessoal, orgulho, capacitação, questões pessoais.
  • 13. Vamos construir uma casa… CONSIDERAR QUE EU TENHO O TERRENO CONVERSAR COM A FAMILIA • ORÇAMENTO ATUAL • DISPONIBILIDADE DE RECURSOS • VONTADES COMO VAI SER A CASA? • QUANTOS QUARTOS • COZINHA • BANHEIROS • ÁREA DE LAZER • TIPO DE ACABAMENTO • QUANTO CUSTA? • INSUMOS • PESSOAL • LIMPEZA • IMPOSTOS E TAXAS • ARQUITETO
  • 14. Vamos construir uma casa… QUANTO TEMPO VAI LEVAR? • QUANTAS PESSOAS VÃO TRABALHAR? • COMO VAI SER CONSTRUIDA? • PRECISO ESPERAR POR ALGUM MATERIAL? • O SERVIÇO REQUER ALGUMA HABILIDADE? E OS VIZINHOS? • BARULHO DE MARTELO • SERRA ELÉTRICA • ENTREGA DE MATERIAL E SE... • FALTAR CIMENTO? • ACABAR O DINHEIRO? • HOUVER UM ACIDENTE? • A MULHER SE ZANGAR? • O MESTRE ARRUMAR OUTRO EMPREGO?
  • 16. Gerenciamos um projeto… conjunto de processos que visão transformar insumos em produtos ou serviços CUSTOS TEMPO QUALIDADE ESCOPO PESSOAS COMUNICAÇÃO AQUISIÇÕES RISCOS
  • 17. PMI(Project Management Institute) • Organização sem fins lucrativos criada em 1969; • Desenvolve estudos, eventos e publicações sobre projetos; • Possui mais de 500 mil associados no mundo em 185 países; • Organiza-se através de capítulos locais.
  • 18. PMBoK(Project Management Book of Knowledge) • Guia de boas práticas em Gerenciamento de Projeto; • Construído a partir da experiência dos seus associados (5ª edição); • Reconhece a complementariedade; • Reconhece a complexidade do assunto; • Não se apresenta como o dono da verdade; • Oferece uma linguagem comum. (A + B = C) O PMBoK não é: - Uma metodologia de gerenciamento de projetos - Não é uma habilitação ou certificação
  • 19. MAPA DE PROCESSOS PMBoK 4a EDIÇÃO
  • 20. PMBoK PARTES INFLUÊNCIAS CICLO DE VIDA INTERESSADAS ORGANIZACIONAIS C O N A H R E E E A C S I M D E E N T O
  • 21. Vamos ver na prática? ESCOPO PROJETO 1 (1997-1999) PROJETO 2 (2009 - 2011) • Modelagem de dados e • Alteração uma rotina processos; existente (sistema); • Seleção de um sistema; • Mudança no processo de • Desenvolver ou comprar faturamento. – Avaliação comprar ou fazer • Negociação do contrato; • Customização; • Treinamento.
  • 22. ADUTORA VÁRZEA DE SOUSA - PARAIBA
  • 23. Vamos ver na prática? FATORES AMBIENTAIS PROJETO 1 (1997-1999) PROJETO 2 (2009 - 2011) • Obras não tinham • Obras informatizadas; computadores; • Sistema centralizado em • Dificuldade de assistência um datacenter; técnica; • Pessoas com relativo • Um servidor em cada obra; conhecimento do sistema • Pessoal não qualificado; (10 anos); • Limitações técnicas; • Operação e conceitos muito • Resistência explícita; conhecidos pelos usuários; • Implantação (40 unidades) • Implantação (40 unidades)
  • 24. Gerenciamento das comunicações do projeto 1.Identificar as partes interessadas 2.Planejar as comunicações 3.Distribuir as informações 4.Gerenciar as expectativas das partes interessadas 5.Reportar o desempenho paraomarcao@gmail.com
  • 26. Gerenciamento do Escopo do projeto 1.Coletar os requisitos 2.Definir o escopo 3.Criar a EAP 4.Verificar o escopo (Monitoramento e controle) 5.Controlar o escopo paraomarcao@gmail.com
  • 28. Gerenciamento dos riscos do projeto 1.Planejar o gerenciamento dos riscos 2.Identificar os riscos 3.Realizar a análise qualitativa dos riscos 4.Realizar a análise quantitativa dos riscos 5.Planejar aos respostas aos riscos 6.Monitorar e controlar os riscos paraomarcao@gmail.com
  • 30. Gerenciamento de projetos Aplicação de habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto com objetivo de atingir os seus requisitos. Inclui: Identificação dos requisitos; Adaptação às diferentes necessidades, preocupações e expectativa das partes interessadas durante o planejamento e realização do projeto; Balanceamento entre as restrições conflitantes do projeto (escopo, qualidade, custo, tempo e risco).
  • 31. Gerenciamento de projetos Benefícios • Alcance das metas estratégicas com o menor custo operacional; • Maior controle permitindo a melhoria continua; • Melhor previsibilidade em como alcançar os resultados esperados; • Rapidez na obtenção e distribuição de informações dos projetos; • Explicita o resultado desejado e como fazer para alcançá-lo; • Prevê os custos e prazos das entregas do projeto; • Administra o fluxo de caixa do projeto; • Reduz os riscos e explora oportunidades; • Assegura a comunicação eficaz para os envolvidos no projeto.
  • 33. Perfil do Gerente de Projeto 1.Íntegro; 2.Honesto; 3.Defender o projeto e não tomar partido; 4.Conhecimento técnico; 5.Saber relacionar-se. paraomarcao@gmail.com
  • 34. Certificações PMI • Certified Associate in Project Management (CAPM)® • Project Management Professional (PMP)® • Program Management Professional (PgMP)® • PMI Agile Certified Practitioner (PMI-ACP)® • PMI Risk Management Professional (PMI-RMP)® • PMI Scheduling Professional (PMI-SP)® paraomarcao@gmail.com
  • 36. PMI Ceará • Fundado em 1º de Outubro de 2003; • Atualmente conta com 206 membros ativos; • Aproximadamente 70 PMP’s registrados; • Traduziu os Guias de Gerenciamento de Programas e Gerenciamento de Portfólio para a língua portuguesa; • Promoveu, em Fortaleza, o VI Congresso Brasileiro de Gerenciamento de Projetos. paraomarcao@gmail.com