SlideShare uma empresa Scribd logo
A informação leva
  ao entendimento,
que leva à resignação
    e ao consolo.
PERSPECTIVA HISTÓRICO-
     FILOSÓFICA

O   Homem e seu Vazio Existencial
   trilhando os diversos caminhos
           da Filosofia
através da História da Humanidade
   A FUGA DO VAZIO
 Formas e Mecanismos de Fuga
 Do Sofrimento Psíquico às Manifestações
  Físicas e Psicológicas
 Depressão
 Os Excessos
 Diante da Morte
UM MERGULHO NO VAZIO
O Pensamento Ocidental encontrando o
Pensamento Oriental

Em Busca de si mesmo

O Vazio preenchido, atenuado, compreendido,
aceito, afirmado, vivido e acolhido

O Papel das Religiões
O Trabalho
A Experiência Artística
A Psicologia como Caminho
Psicogênese da Perda de Sentido

Autoconsciência


Terapia libertadora
Conflitos remontam
ao passado espiritual:
                         COMO ?
                         indivíduo renasce
                         assinalado por
                         debilidade de forças morais,

                         POR QUÊ ?
                         resultado da
                         indisciplina e da falta de
                         moderação no modo de viver,

                          QUANDO ?
                         durante as experiências
                         evolutivas que não ficaram
                         bem trabalhadas
Psicogênese da Perda de Sentido



    A falta de metas,
de objetivos que assalta a
 consciência, dá lugar a
       indivíduos
psicologicamente vazios.
Psicogênese da Perda de Sentido

  A grande maioria dos que assim se
    comportam intelectualizou-se,
   aprendeu a discorrer sobre temas
         variados, mesmo que
superficialmente, mas não aprendeu
    a trabalhar-se interiormente, a
  enfrentar os seus medos e culpas,
 sempre transferindo-os no tempo ou
   anestesiando-os no inconsciente.
Os indivíduos são devorados pela volúpia de
muito agarrar e pouco reter.

Há uma sofreguidão para aparecer, uma
necessidade desesperadora para estar em
todos os lugares ao mesmo tempo, tombando
na exaustão e levantando-se sob estímulos
químicos ainda mais frustrantes.

Preocupa-se em ser o espelho que reflete
outras pessoas com suas opiniões, seus
aplausos, suas desmedidas ambições.
Reflexos da Perda de Sentido


    Em tentativas inúteis de preencher
   este vazio, elaboram-se as festas
alucinantes, volumosos, arrastando as
  multidões desassisadas e ansiosas,
       que se esfalfam no prazer
anestesiante, para depois despertar no
mesmo estado de vácuo interno, agora
com os conflitos e culpas das loucuras
              perpetradas.
VAZIO       PRESO AO
EXISTENCIAL    CORDÃO
              UMBILICAL



 METÁFORA
 PARA DIZER
 DE ALGUÉM
 QUE NÃO SE
DESPRENDEU
     DA
DEPENDÊNCIA
  DA MÃE.
CONSCIÊNCIA
   VAZIO               DE CULPA
EXISTENCIAL
              Com relação ao uso do sexo:

                  Preconceitos e tabus
                 severos em relação ao
                 comportamento sexual

                   Fruto da imposição
              religiosa que vê o sexo como
                 algo sujo e pecaminoso
Passando-se do absurdo da
fé cega e autoritária para a
indiferença espiritual do
ser em si mesmo, as
condutas anárquicas e
irresponsáveis assumiram
a liberação daquilo que
antes era castração,
produzindo males
equivalentes, que ora
consomem o ser social
perdido na confusão do
nada a perseguir.
"O instinto sexual não é apenas
agente de reprodução, entre as
formas superiores, mas,
acima de tudo, é o reconstituinte
das forças espirituais, pelo qual as
criaturas encarnadas ou
desencarnadas se alimentam
mutuamente, na permuta de raios
psíquico-magnéticos
que lhes são necessários ao
progresso.“

Evolução em Dois Mundos, XVIII,
André Luiz/Chico Xavier/Waldo
Vieira, FEB
CONSCIÊNCIA
   VAZIO       DE CULPA
EXISTENCIAL    Outras razões
VAZIO
EXISTENCIAL



       Falta de
objetivos existenciais
VAZIO                         BAIXA
  EXISTENCIAL                    AUTOESTIMA


   Desemprego (robotização-
 relegado a plano secundário)
      Perda de promoção
  Sentimento de incapacidade
    Perda do poder ilusório
Perda de uma posição destacada
        Perda da fama
VAZIO                         BAIXA
   EXISTENCIAL                    AUTOESTIMA



Decepção depois da conquista de
         um desafio:
   não encontrando nada de
    especial, alcança novas
          frustrações
O Homem; As Viagens
Carlos Drummond de Andrade
O Homem; As Viagens
Carlos Drummond de Andrade


O homem, bicho da terra tão pequeno
Chateia-se na terra
Lugar de muita miséria
e pouca diversão,
Faz um foguete, uma cápsula,
um módulo
Toca para a lua
Desce cauteloso na lua
Pisa na lua
Planta bandeirola na lua
Experimenta a lua
Coloniza a lua
Civiliza a lua
Humaniza a lua.
O Homem; As Viagens
 Carlos Drummond de Andrade


Lua humanizada: tão igual à terra.
O homem chateia-se na lua.
Vamos para marte - ordena a suas
máquinas.
Elas obedecem, o homem desce em
marte
Pisa em marte
Experimenta
Coloniza
Civiliza
Humaniza marte com engenho e arte.
O Homem; As Viagens
 Carlos Drummond de Andrade


Marte humanizado,
que lugar quadrado.
Vamos a outra parte?
Claro - diz o engenho
Sofisticado e dócil.
Vamos a vênus.
O homem põe o pé em vênus,
Vê o visto - é isto?
Idem
Idem
Idem.
O Homem; As Viagens
 Carlos Drummond de Andrade



O homem funde a cuca
se não for a júpiter
Proclamar justiça
junto com injustiça
Repetir a fossa
Repetir o inquieto
Repetitório.
O Homem; As Viagens
 Carlos Drummond de Andrade


Outros planetas restam para outras
colônias.
O espaço todo vira terra-a-terra.
O homem chega ao sol ou dá uma
volta
Só para te ver?
Não vê que ele inventa
Roupa insiderável de viver no sol?
Põe o pé e:
Mas que chato é o sol,
falso touro espanhol domado.
O Homem; As Viagens
 Carlos Drummond de Andrade



Restam outros sistemas
fora do solar a colonizar.
Ao acabarem todos
Só resta ao homem
(estará equipado?)
A dificílima ,
dangerosíssima viagem
de si a si mesmo:
O Homem; As Viagens
 Carlos Drummond de Andrade

Pôr o pé no chão
Do seu coração
Experimentar
Colonizar
Civilizar
Humanizar
O homem descobrindo em suas
próprias inexploradas entranhas
A perene, insuspeitada alegria
De conviver.
ENCONTROS ROMÂNTICOS COM PERSONALIDADES
NEURÓTICAS E MEDROSAS
TRANSTORNO
                                         DISFORME

                                        TENTATIVAS
                                        FRUSTRADAS
                                           LEVAM
                                             AO
                                         DESESPERO,
                                        ISOLAMENTO
                                             E
As mulheres passam fome                  DEPRESSÃO
na esperança de obter corpos de modelo,
adoecendo e esquecendo-se do crescimento espiritual.
Espírito aturdido,
  inseguro, às vezes
revoltado, que traz do
   passado uma alta
carga de frustrações e
       rebeldia.
    Mensagem 12 –
     Drogadição

 Joanna de Ângelis
Este vazio não significa ausência de
significados internos, de valores
adormecidos ou ignorados,

mas sim, da incapacidade que toma do
indivíduo, sugerindo-lhe impossibilidade
ou inutilidade de lutar contra a maré das
dificuldades,

permitindo-se uma resignação indiferente,
como mecanismo de autodefesa, que se
transforma num grande vácuo interno.
A pouco e pouco, porque se
  adapta à nova conjuntura,

perde o interesse pelo desejar e
pelo realizar, ficando amorfo,

   embora com aparência que
corresponde aos padrões sociais,
 por mínima exigência do ego
       soberbo e rebelde.
Perdido o respeito pelo
    grupo social e suas
 instituições, logo depois
  perde-o por si mesmo,
 deixando-se arrastar para
  profundos conflitos de
inutilidade e de depressão.
FOBIA                 CONSCIÊNCIA
       SOCIAL                   PESADA
                   VAZIO           BAIXA
COMPULSÕES
ALIMENTARES
                EXISTENCIAL         AUTO-
                                   ESTIMA
TRANSTORNO
 DISFORME                       ANSIEDADE
                DEPRESSÃO      GENERALIZADA
    TRISTEZA
   DESÂNIMO                 DOR DE ESTÔMAGO
    FALTA DE                FORTE ENXAQUECA
   MOTIVAÇÃO                  PRESSÃO ALTA
         QUEDA DO SISTEMA     TAQUICARDIA
           IMUNOLÓGICO       SUOR EXCESSIVO
Psicogênese da Perda de Sentido

Autoconsciência


Terapia libertadora
Autoconsciência
É a consciência da
individualidade e não uma
faculdade apenas
intelectual.

Sem dúvida que se trata
do despertar do espírito
enclausurado na
argamassa celular,
diferindo-o do psiquismo
em evolução no reino
animal mais primitivo...
A autoconsciência amplia
os horizontes emocionais
     e psíquicos do ser,
     propiciando-lhe a
libertação de tudo quanto
o junge ao passado, desde
   que haja o esforço de
    aceitação dos novos
   desafios existenciais.
A pessoa deve descobrir a
finalidade da sua existência
 e como alcançar o objetivo
  de ser feliz, superando os
  conflitos ou tratando-os,
vivendo de maneira clara e
  sem culpa, usufruindo os
     dons da existência e
  aperfeiçoando-se sempre.
O self é a incomum
capacidade de gerar
relacionamentos entre os
indivíduos de forma
consciente e produtiva,
sem os automatismos do
instinto, podendo optar
por uns em detrimento de
outros, em razão de
afinidades e de conceitos,
de emoções e de
sentimentos.
Esse self, quando coerente e
saudável, recusa-se ao
abandono que o indivíduo em
transtorno de comportamento
se permite, quando o ego
encontra-se atormentado e
instável.

É a sua faculdade de optar,
de discernir, que irá trabalhar
pela recuperação das suas
potências e da sua realidade,
avançando para o estágio de
numinoso.
Quando se adquire
 autoconsciência – realizando-
se a identificação entre o self e
   o ego – torna-se possível
      preencher os espaços
 afligentes do mundo interior,
nunca se atirando ao desprezo,
  ao abandono de si mesmo, à
           vacuidade.
Psicogênese da Perda de Sentido

Autoconsciência


Terapia libertadora
Terapia libertadora
As qualidades ou
defeitos, faltas, abusos e
  vícios de existências
 passadas registrados no
perispírito reaparecem no
    corpo físico como
enfermidades e moléstias
         da alma.
Terapia libertadora




A pessoa vazia, aquela que perdeu a identidade
  e deixou de seguir na busca dos objetivos
    que constituem as motivações seguras
 para existir e realizar atividades existenciais,
     passa por uma tormentoso processo
             de desgaste emocional.
Terapia libertadora
Eis por que a fé religiosa, o
sentimento de humanidade, o
respeito social, a vinculação
idealista a qualquer expressão
dignificadora do ser humano,
tornam-se referências que se
convertem em estímulos
para não se perder o
significado psicológico
interior.
Por meio da reflexão, o
indivíduo que vislumbra a
eternidade, descobre-se
conforme o é e quanto poderá
fazer-se em benefício próprio,
a fim de alcançar níveis mais
grandiosos e compensadores,
que lhe estão destinados pela
própria vida.
No período de angústia e
ansiedade, em face da
dificuldade de identificação de
metas e de compromissos,
necessita de assistência
psicanalítica ou psicológica,
a fim de diluir a ansiedade e
os conflitos gerados.
A assistência orientadora irá
auxiliá-lo na liberação dos
medos e culpas, das
frustrações e mágoas,
ensejando-lhe a indispensável
motivação para prosseguir,
facultando-lhe novos
cometimentos satisfatórios.
A busca do si, através da
meditação e da prece,
facultar-lhe-á insight valioso
para compreender
quanto lhe está reservado e,
momentaneamente
se encontra defasado.
A conduta mental em outras
ondas de pensamento,
proporcionar-lhe-á a
identificação com entidades
benfeitoras que inspiram
decisões e condutas saudáveis.

 Cada ato bem conduzido
oferece a compensação do
resultados exitoso.
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosPalestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Divulgador do Espiritismo
 
Elementos gerais do universo
Elementos gerais do universoElementos gerais do universo
Elementos gerais do universo
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
Marcos Antônio Alves
 
Palestra Espirita - Tema livre-arbítrio
Palestra Espirita - Tema livre-arbítrio Palestra Espirita - Tema livre-arbítrio
Palestra Espirita - Tema livre-arbítrio
manumino
 
A cólera e a revolta
A cólera e a revoltaA cólera e a revolta
A cólera e a revolta
Henrique Vieira
 
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildadeCapítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
alice martins
 
O cristo consolador
O cristo consoladorO cristo consolador
O cristo consolador
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
Semente de Esperança
 
Palestra 8 obsessão espiritual
Palestra 8 obsessão espiritualPalestra 8 obsessão espiritual
Palestra 8 obsessão espiritual
Jose Ferreira Almeida
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Transição planetária
Transição planetáriaTransição planetária
Transição planetária
Levi Antonio Amancio
 
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDESPALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
Mauro Santos
 
Ingratidão dos Filhos e Laços de Família
Ingratidão dos Filhos e Laços de FamíliaIngratidão dos Filhos e Laços de Família
Ingratidão dos Filhos e Laços de Família
igmateus
 
Flagelos destruidores e guerras
Flagelos destruidores e guerrasFlagelos destruidores e guerras
Flagelos destruidores e guerras
Izabel Cristina Fonseca
 
3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria
umecamaqua
 
Conflitos existenciais
Conflitos existenciais Conflitos existenciais
Conflitos existenciais
Elidiana Oliveira
 
Mundos de Regeneração
Mundos de RegeneraçãoMundos de Regeneração
Mundos de Regeneração
Leonardo Araújo
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
Ponte de Luz ASEC
 
A eficácia da Prece
A eficácia da PreceA eficácia da Prece
A eficácia da Prece
Izabel Cristina Fonseca
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 

Mais procurados (20)

Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosPalestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
 
Elementos gerais do universo
Elementos gerais do universoElementos gerais do universo
Elementos gerais do universo
 
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos (Palestra Espírita)
 
Palestra Espirita - Tema livre-arbítrio
Palestra Espirita - Tema livre-arbítrio Palestra Espirita - Tema livre-arbítrio
Palestra Espirita - Tema livre-arbítrio
 
A cólera e a revolta
A cólera e a revoltaA cólera e a revolta
A cólera e a revolta
 
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildadeCapítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
 
O cristo consolador
O cristo consoladorO cristo consolador
O cristo consolador
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
 
Palestra 8 obsessão espiritual
Palestra 8 obsessão espiritualPalestra 8 obsessão espiritual
Palestra 8 obsessão espiritual
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
 
Transição planetária
Transição planetáriaTransição planetária
Transição planetária
 
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDESPALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
 
Ingratidão dos Filhos e Laços de Família
Ingratidão dos Filhos e Laços de FamíliaIngratidão dos Filhos e Laços de Família
Ingratidão dos Filhos e Laços de Família
 
Flagelos destruidores e guerras
Flagelos destruidores e guerrasFlagelos destruidores e guerras
Flagelos destruidores e guerras
 
3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria
 
Conflitos existenciais
Conflitos existenciais Conflitos existenciais
Conflitos existenciais
 
Mundos de Regeneração
Mundos de RegeneraçãoMundos de Regeneração
Mundos de Regeneração
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
 
A eficácia da Prece
A eficácia da PreceA eficácia da Prece
A eficácia da Prece
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
 

Destaque

Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do EspíritoConflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
igmateus
 
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Fatima Carvalho
 
Refletindo a alma!
Refletindo a alma!Refletindo a alma!
Refletindo a alma!
Leonardo Pereira
 
Ninguém progride sem renovar se
Ninguém progride sem renovar seNinguém progride sem renovar se
Ninguém progride sem renovar se
Júlio Cesar Serrão de Araujo
 
Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)
Fatima Carvalho
 
O Processo De Mudança
O Processo De MudançaO Processo De Mudança
O Processo De Mudança
ALTAIR GERMANO
 
Renovando atitudes
Renovando atitudesRenovando atitudes
Renovando atitudes
Leonardo Pereira
 
Joanna de Ângelis
Joanna de ÂngelisJoanna de Ângelis
Joanna de Ângelis
Eduardo Henrique Marçal
 
PENSAMENTOS - DIVALDO P FRANCO/Joanna De Ângelis
PENSAMENTOS - DIVALDO P FRANCO/Joanna De Ângelis PENSAMENTOS - DIVALDO P FRANCO/Joanna De Ângelis
PENSAMENTOS - DIVALDO P FRANCO/Joanna De Ângelis
Rose Moliterno
 
Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)
Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)
Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)
Grupo Espírita Cristão
 
Arte de ouvir joanna de angelis
Arte de ouvir   joanna de angelisArte de ouvir   joanna de angelis
Arte de ouvir joanna de angelis
Grupo Espírita Mensageiros
 
Mulheres novos rumos 2015
Mulheres novos rumos  2015Mulheres novos rumos  2015
Mulheres novos rumos 2015
Fatima Carvalho
 
A coragem de mudar
A coragem de mudarA coragem de mudar
A coragem de mudar
SlideXperience .
 
Joanna de ângelis convite à humildade
Joanna de ângelis convite à humildadeJoanna de ângelis convite à humildade
Joanna de ângelis convite à humildade
Fatima Carvalho
 
A moral evangelica do espiritismo
A moral evangelica do espiritismoA moral evangelica do espiritismo
A moral evangelica do espiritismo
Marcos Antônio Alves
 
Como superar as dificuldades, sofrimentos e dores 2
Como superar as dificuldades, sofrimentos e dores 2Como superar as dificuldades, sofrimentos e dores 2
Como superar as dificuldades, sofrimentos e dores 2
Izabel Cristina Fonseca
 
KARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUS
KARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUSKARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUS
KARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUS
Jorge Luiz dos Santos
 
O espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeO espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Voce esta em crise?
Voce esta em crise?Voce esta em crise?
Voce esta em crise?
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Vazio
VazioVazio

Destaque (20)

Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do EspíritoConflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
 
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
 
Refletindo a alma!
Refletindo a alma!Refletindo a alma!
Refletindo a alma!
 
Ninguém progride sem renovar se
Ninguém progride sem renovar seNinguém progride sem renovar se
Ninguém progride sem renovar se
 
Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)
 
O Processo De Mudança
O Processo De MudançaO Processo De Mudança
O Processo De Mudança
 
Renovando atitudes
Renovando atitudesRenovando atitudes
Renovando atitudes
 
Joanna de Ângelis
Joanna de ÂngelisJoanna de Ângelis
Joanna de Ângelis
 
PENSAMENTOS - DIVALDO P FRANCO/Joanna De Ângelis
PENSAMENTOS - DIVALDO P FRANCO/Joanna De Ângelis PENSAMENTOS - DIVALDO P FRANCO/Joanna De Ângelis
PENSAMENTOS - DIVALDO P FRANCO/Joanna De Ângelis
 
Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)
Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)
Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)
 
Arte de ouvir joanna de angelis
Arte de ouvir   joanna de angelisArte de ouvir   joanna de angelis
Arte de ouvir joanna de angelis
 
Mulheres novos rumos 2015
Mulheres novos rumos  2015Mulheres novos rumos  2015
Mulheres novos rumos 2015
 
A coragem de mudar
A coragem de mudarA coragem de mudar
A coragem de mudar
 
Joanna de ângelis convite à humildade
Joanna de ângelis convite à humildadeJoanna de ângelis convite à humildade
Joanna de ângelis convite à humildade
 
A moral evangelica do espiritismo
A moral evangelica do espiritismoA moral evangelica do espiritismo
A moral evangelica do espiritismo
 
Como superar as dificuldades, sofrimentos e dores 2
Como superar as dificuldades, sofrimentos e dores 2Como superar as dificuldades, sofrimentos e dores 2
Como superar as dificuldades, sofrimentos e dores 2
 
KARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUS
KARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUSKARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUS
KARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUS
 
O espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeO espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidade
 
Voce esta em crise?
Voce esta em crise?Voce esta em crise?
Voce esta em crise?
 
Vazio
VazioVazio
Vazio
 

Semelhante a Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais

Conceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessãoConceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessão
jcevadro
 
Resenha espirita on line 129
Resenha espirita on line 129Resenha espirita on line 129
Resenha espirita on line 129
MRS
 
Desenvolvimento da autoconsciência 11
Desenvolvimento da autoconsciência 11Desenvolvimento da autoconsciência 11
Desenvolvimento da autoconsciência 11
Fatoze
 
Desenvolvimento da autoconsciência 10
Desenvolvimento da autoconsciência 10Desenvolvimento da autoconsciência 10
Desenvolvimento da autoconsciência 10
Fatoze
 
Constelação Familiar
Constelação FamiliarConstelação Familiar
Constelação Familiar
Juliana Souza Ramos
 
Depressão claro
Depressão claroDepressão claro
Depressão claro
Dr. Walter Cury
 
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdfguias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
AlissonDeLimaPadilha
 
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdfJoanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
RobertPeresBastos
 
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdfJoanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
DeniseTofanello
 
Conhece te a ti mesmo
Conhece te a ti mesmoConhece te a ti mesmo
Conhece te a ti mesmo
Lisete B.
 
O homem integral fatores de perturbação
O homem integral   fatores de perturbaçãoO homem integral   fatores de perturbação
O homem integral fatores de perturbação
fespiritacrista
 
Obsessão
ObsessãoObsessão
Obsessão
Ceile Bernardo
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 10 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 10 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 10 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 10 doc
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Obsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessãoObsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessão
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Material de revisão
Material de revisãoMaterial de revisão
Material de revisão
Felipe Serra
 
Palestra depressão uma visão espírita - palestra resumida2
Palestra depressão  uma visão espírita - palestra resumida2Palestra depressão  uma visão espírita - palestra resumida2
Palestra depressão uma visão espírita - palestra resumida2
Marcio Augusto Guariente
 
A SOMBRA DE SATURNO.docx
A SOMBRA DE SATURNO.docxA SOMBRA DE SATURNO.docx
A SOMBRA DE SATURNO.docx
paolacarvalho25
 
DEPRESSÃO - A DOENÇA DA ALMA
DEPRESSÃO -  A DOENÇA DA ALMADEPRESSÃO -  A DOENÇA DA ALMA
DEPRESSÃO - A DOENÇA DA ALMA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Religiao e religiosidade
Religiao e religiosidadeReligiao e religiosidade
Religiao e religiosidade
Manoel Gamas
 
Consciência e evolução (2)
Consciência e evolução (2)Consciência e evolução (2)
Consciência e evolução (2)
Leonardo Pereira
 

Semelhante a Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais (20)

Conceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessãoConceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessão
 
Resenha espirita on line 129
Resenha espirita on line 129Resenha espirita on line 129
Resenha espirita on line 129
 
Desenvolvimento da autoconsciência 11
Desenvolvimento da autoconsciência 11Desenvolvimento da autoconsciência 11
Desenvolvimento da autoconsciência 11
 
Desenvolvimento da autoconsciência 10
Desenvolvimento da autoconsciência 10Desenvolvimento da autoconsciência 10
Desenvolvimento da autoconsciência 10
 
Constelação Familiar
Constelação FamiliarConstelação Familiar
Constelação Familiar
 
Depressão claro
Depressão claroDepressão claro
Depressão claro
 
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdfguias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
 
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdfJoanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
 
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdfJoanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
 
Conhece te a ti mesmo
Conhece te a ti mesmoConhece te a ti mesmo
Conhece te a ti mesmo
 
O homem integral fatores de perturbação
O homem integral   fatores de perturbaçãoO homem integral   fatores de perturbação
O homem integral fatores de perturbação
 
Obsessão
ObsessãoObsessão
Obsessão
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 10 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 10 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 10 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 10 doc
 
Obsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessãoObsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessão
 
Material de revisão
Material de revisãoMaterial de revisão
Material de revisão
 
Palestra depressão uma visão espírita - palestra resumida2
Palestra depressão  uma visão espírita - palestra resumida2Palestra depressão  uma visão espírita - palestra resumida2
Palestra depressão uma visão espírita - palestra resumida2
 
A SOMBRA DE SATURNO.docx
A SOMBRA DE SATURNO.docxA SOMBRA DE SATURNO.docx
A SOMBRA DE SATURNO.docx
 
DEPRESSÃO - A DOENÇA DA ALMA
DEPRESSÃO -  A DOENÇA DA ALMADEPRESSÃO -  A DOENÇA DA ALMA
DEPRESSÃO - A DOENÇA DA ALMA
 
Religiao e religiosidade
Religiao e religiosidadeReligiao e religiosidade
Religiao e religiosidade
 
Consciência e evolução (2)
Consciência e evolução (2)Consciência e evolução (2)
Consciência e evolução (2)
 

Mais de Fatima Carvalho

Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores
Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
Fatima Carvalho
 
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina EspíritaValores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Fatima Carvalho
 
As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho
Fatima Carvalho
 
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a EducaçãoEurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
Fatima Carvalho
 
A arte de ouvir 08 2015
A arte de ouvir 08 2015A arte de ouvir 08 2015
A arte de ouvir 08 2015
Fatima Carvalho
 
Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013
Fatima Carvalho
 
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
Fatima Carvalho
 
TODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDOTODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDO
Fatima Carvalho
 
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Fatima Carvalho
 
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Fatima Carvalho
 
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Fatima Carvalho
 
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Fatima Carvalho
 
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Fatima Carvalho
 
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario InteriorCasimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Fatima Carvalho
 
A IMPORTANCIA DA DOR
A  IMPORTANCIA DA DORA  IMPORTANCIA DA DOR
A IMPORTANCIA DA DOR
Fatima Carvalho
 
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAO PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
Fatima Carvalho
 
Narcisismo na juventude 09 2011
Narcisismo na juventude 09 2011Narcisismo na juventude 09 2011
Narcisismo na juventude 09 2011
Fatima Carvalho
 
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAOOS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
Fatima Carvalho
 
Carregando o elefante 2011
Carregando o elefante 2011Carregando o elefante 2011
Carregando o elefante 2011
Fatima Carvalho
 
Esperança no futuro mensagem Raul Teixeira
Esperança no futuro mensagem Raul TeixeiraEsperança no futuro mensagem Raul Teixeira
Esperança no futuro mensagem Raul Teixeira
Fatima Carvalho
 

Mais de Fatima Carvalho (20)

Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores
Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
 
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina EspíritaValores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
 
As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho
 
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a EducaçãoEurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
 
A arte de ouvir 08 2015
A arte de ouvir 08 2015A arte de ouvir 08 2015
A arte de ouvir 08 2015
 
Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013
 
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
 
TODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDOTODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDO
 
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
 
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
 
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
 
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
 
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
 
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario InteriorCasimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
 
A IMPORTANCIA DA DOR
A  IMPORTANCIA DA DORA  IMPORTANCIA DA DOR
A IMPORTANCIA DA DOR
 
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAO PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
 
Narcisismo na juventude 09 2011
Narcisismo na juventude 09 2011Narcisismo na juventude 09 2011
Narcisismo na juventude 09 2011
 
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAOOS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
 
Carregando o elefante 2011
Carregando o elefante 2011Carregando o elefante 2011
Carregando o elefante 2011
 
Esperança no futuro mensagem Raul Teixeira
Esperança no futuro mensagem Raul TeixeiraEsperança no futuro mensagem Raul Teixeira
Esperança no futuro mensagem Raul Teixeira
 

Último

CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (16)

CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 

Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais

  • 1.
  • 2.
  • 3. A informação leva ao entendimento, que leva à resignação e ao consolo.
  • 4. PERSPECTIVA HISTÓRICO- FILOSÓFICA O Homem e seu Vazio Existencial trilhando os diversos caminhos da Filosofia através da História da Humanidade
  • 5. A FUGA DO VAZIO  Formas e Mecanismos de Fuga  Do Sofrimento Psíquico às Manifestações Físicas e Psicológicas  Depressão  Os Excessos  Diante da Morte
  • 6. UM MERGULHO NO VAZIO O Pensamento Ocidental encontrando o Pensamento Oriental Em Busca de si mesmo O Vazio preenchido, atenuado, compreendido, aceito, afirmado, vivido e acolhido O Papel das Religiões O Trabalho A Experiência Artística A Psicologia como Caminho
  • 7. Psicogênese da Perda de Sentido Autoconsciência Terapia libertadora
  • 8. Conflitos remontam ao passado espiritual: COMO ? indivíduo renasce assinalado por debilidade de forças morais, POR QUÊ ? resultado da indisciplina e da falta de moderação no modo de viver, QUANDO ? durante as experiências evolutivas que não ficaram bem trabalhadas
  • 9. Psicogênese da Perda de Sentido A falta de metas, de objetivos que assalta a consciência, dá lugar a indivíduos psicologicamente vazios.
  • 10. Psicogênese da Perda de Sentido A grande maioria dos que assim se comportam intelectualizou-se, aprendeu a discorrer sobre temas variados, mesmo que superficialmente, mas não aprendeu a trabalhar-se interiormente, a enfrentar os seus medos e culpas, sempre transferindo-os no tempo ou anestesiando-os no inconsciente.
  • 11. Os indivíduos são devorados pela volúpia de muito agarrar e pouco reter. Há uma sofreguidão para aparecer, uma necessidade desesperadora para estar em todos os lugares ao mesmo tempo, tombando na exaustão e levantando-se sob estímulos químicos ainda mais frustrantes. Preocupa-se em ser o espelho que reflete outras pessoas com suas opiniões, seus aplausos, suas desmedidas ambições.
  • 12. Reflexos da Perda de Sentido Em tentativas inúteis de preencher este vazio, elaboram-se as festas alucinantes, volumosos, arrastando as multidões desassisadas e ansiosas, que se esfalfam no prazer anestesiante, para depois despertar no mesmo estado de vácuo interno, agora com os conflitos e culpas das loucuras perpetradas.
  • 13.
  • 14. VAZIO PRESO AO EXISTENCIAL CORDÃO UMBILICAL METÁFORA PARA DIZER DE ALGUÉM QUE NÃO SE DESPRENDEU DA DEPENDÊNCIA DA MÃE.
  • 15. CONSCIÊNCIA VAZIO DE CULPA EXISTENCIAL Com relação ao uso do sexo: Preconceitos e tabus severos em relação ao comportamento sexual Fruto da imposição religiosa que vê o sexo como algo sujo e pecaminoso
  • 16. Passando-se do absurdo da fé cega e autoritária para a indiferença espiritual do ser em si mesmo, as condutas anárquicas e irresponsáveis assumiram a liberação daquilo que antes era castração, produzindo males equivalentes, que ora consomem o ser social perdido na confusão do nada a perseguir.
  • 17. "O instinto sexual não é apenas agente de reprodução, entre as formas superiores, mas, acima de tudo, é o reconstituinte das forças espirituais, pelo qual as criaturas encarnadas ou desencarnadas se alimentam mutuamente, na permuta de raios psíquico-magnéticos que lhes são necessários ao progresso.“ Evolução em Dois Mundos, XVIII, André Luiz/Chico Xavier/Waldo Vieira, FEB
  • 18. CONSCIÊNCIA VAZIO DE CULPA EXISTENCIAL Outras razões
  • 19. VAZIO EXISTENCIAL Falta de objetivos existenciais
  • 20. VAZIO BAIXA EXISTENCIAL AUTOESTIMA Desemprego (robotização- relegado a plano secundário) Perda de promoção Sentimento de incapacidade Perda do poder ilusório Perda de uma posição destacada Perda da fama
  • 21.
  • 22. VAZIO BAIXA EXISTENCIAL AUTOESTIMA Decepção depois da conquista de um desafio: não encontrando nada de especial, alcança novas frustrações
  • 23. O Homem; As Viagens Carlos Drummond de Andrade
  • 24. O Homem; As Viagens Carlos Drummond de Andrade O homem, bicho da terra tão pequeno Chateia-se na terra Lugar de muita miséria e pouca diversão, Faz um foguete, uma cápsula, um módulo Toca para a lua Desce cauteloso na lua Pisa na lua Planta bandeirola na lua Experimenta a lua Coloniza a lua Civiliza a lua Humaniza a lua.
  • 25. O Homem; As Viagens Carlos Drummond de Andrade Lua humanizada: tão igual à terra. O homem chateia-se na lua. Vamos para marte - ordena a suas máquinas. Elas obedecem, o homem desce em marte Pisa em marte Experimenta Coloniza Civiliza Humaniza marte com engenho e arte.
  • 26. O Homem; As Viagens Carlos Drummond de Andrade Marte humanizado, que lugar quadrado. Vamos a outra parte? Claro - diz o engenho Sofisticado e dócil. Vamos a vênus. O homem põe o pé em vênus, Vê o visto - é isto? Idem Idem Idem.
  • 27. O Homem; As Viagens Carlos Drummond de Andrade O homem funde a cuca se não for a júpiter Proclamar justiça junto com injustiça Repetir a fossa Repetir o inquieto Repetitório.
  • 28. O Homem; As Viagens Carlos Drummond de Andrade Outros planetas restam para outras colônias. O espaço todo vira terra-a-terra. O homem chega ao sol ou dá uma volta Só para te ver? Não vê que ele inventa Roupa insiderável de viver no sol? Põe o pé e: Mas que chato é o sol, falso touro espanhol domado.
  • 29. O Homem; As Viagens Carlos Drummond de Andrade Restam outros sistemas fora do solar a colonizar. Ao acabarem todos Só resta ao homem (estará equipado?) A dificílima , dangerosíssima viagem de si a si mesmo:
  • 30. O Homem; As Viagens Carlos Drummond de Andrade Pôr o pé no chão Do seu coração Experimentar Colonizar Civilizar Humanizar O homem descobrindo em suas próprias inexploradas entranhas A perene, insuspeitada alegria De conviver.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34. ENCONTROS ROMÂNTICOS COM PERSONALIDADES NEURÓTICAS E MEDROSAS
  • 35. TRANSTORNO DISFORME TENTATIVAS FRUSTRADAS LEVAM AO DESESPERO, ISOLAMENTO E As mulheres passam fome DEPRESSÃO na esperança de obter corpos de modelo, adoecendo e esquecendo-se do crescimento espiritual.
  • 36. Espírito aturdido, inseguro, às vezes revoltado, que traz do passado uma alta carga de frustrações e rebeldia. Mensagem 12 – Drogadição Joanna de Ângelis
  • 37. Este vazio não significa ausência de significados internos, de valores adormecidos ou ignorados, mas sim, da incapacidade que toma do indivíduo, sugerindo-lhe impossibilidade ou inutilidade de lutar contra a maré das dificuldades, permitindo-se uma resignação indiferente, como mecanismo de autodefesa, que se transforma num grande vácuo interno.
  • 38. A pouco e pouco, porque se adapta à nova conjuntura, perde o interesse pelo desejar e pelo realizar, ficando amorfo, embora com aparência que corresponde aos padrões sociais, por mínima exigência do ego soberbo e rebelde.
  • 39. Perdido o respeito pelo grupo social e suas instituições, logo depois perde-o por si mesmo, deixando-se arrastar para profundos conflitos de inutilidade e de depressão.
  • 40. FOBIA CONSCIÊNCIA SOCIAL PESADA VAZIO BAIXA COMPULSÕES ALIMENTARES EXISTENCIAL AUTO- ESTIMA TRANSTORNO DISFORME ANSIEDADE DEPRESSÃO GENERALIZADA TRISTEZA DESÂNIMO DOR DE ESTÔMAGO FALTA DE FORTE ENXAQUECA MOTIVAÇÃO PRESSÃO ALTA QUEDA DO SISTEMA TAQUICARDIA IMUNOLÓGICO SUOR EXCESSIVO
  • 41. Psicogênese da Perda de Sentido Autoconsciência Terapia libertadora
  • 43. É a consciência da individualidade e não uma faculdade apenas intelectual. Sem dúvida que se trata do despertar do espírito enclausurado na argamassa celular, diferindo-o do psiquismo em evolução no reino animal mais primitivo...
  • 44. A autoconsciência amplia os horizontes emocionais e psíquicos do ser, propiciando-lhe a libertação de tudo quanto o junge ao passado, desde que haja o esforço de aceitação dos novos desafios existenciais.
  • 45. A pessoa deve descobrir a finalidade da sua existência e como alcançar o objetivo de ser feliz, superando os conflitos ou tratando-os, vivendo de maneira clara e sem culpa, usufruindo os dons da existência e aperfeiçoando-se sempre.
  • 46. O self é a incomum capacidade de gerar relacionamentos entre os indivíduos de forma consciente e produtiva, sem os automatismos do instinto, podendo optar por uns em detrimento de outros, em razão de afinidades e de conceitos, de emoções e de sentimentos.
  • 47. Esse self, quando coerente e saudável, recusa-se ao abandono que o indivíduo em transtorno de comportamento se permite, quando o ego encontra-se atormentado e instável. É a sua faculdade de optar, de discernir, que irá trabalhar pela recuperação das suas potências e da sua realidade, avançando para o estágio de numinoso.
  • 48. Quando se adquire autoconsciência – realizando- se a identificação entre o self e o ego – torna-se possível preencher os espaços afligentes do mundo interior, nunca se atirando ao desprezo, ao abandono de si mesmo, à vacuidade.
  • 49. Psicogênese da Perda de Sentido Autoconsciência Terapia libertadora
  • 51. As qualidades ou defeitos, faltas, abusos e vícios de existências passadas registrados no perispírito reaparecem no corpo físico como enfermidades e moléstias da alma.
  • 52. Terapia libertadora A pessoa vazia, aquela que perdeu a identidade e deixou de seguir na busca dos objetivos que constituem as motivações seguras para existir e realizar atividades existenciais, passa por uma tormentoso processo de desgaste emocional.
  • 54. Eis por que a fé religiosa, o sentimento de humanidade, o respeito social, a vinculação idealista a qualquer expressão dignificadora do ser humano, tornam-se referências que se convertem em estímulos para não se perder o significado psicológico interior.
  • 55. Por meio da reflexão, o indivíduo que vislumbra a eternidade, descobre-se conforme o é e quanto poderá fazer-se em benefício próprio, a fim de alcançar níveis mais grandiosos e compensadores, que lhe estão destinados pela própria vida.
  • 56. No período de angústia e ansiedade, em face da dificuldade de identificação de metas e de compromissos, necessita de assistência psicanalítica ou psicológica, a fim de diluir a ansiedade e os conflitos gerados.
  • 57. A assistência orientadora irá auxiliá-lo na liberação dos medos e culpas, das frustrações e mágoas, ensejando-lhe a indispensável motivação para prosseguir, facultando-lhe novos cometimentos satisfatórios.
  • 58. A busca do si, através da meditação e da prece, facultar-lhe-á insight valioso para compreender quanto lhe está reservado e, momentaneamente se encontra defasado.
  • 59. A conduta mental em outras ondas de pensamento, proporcionar-lhe-á a identificação com entidades benfeitoras que inspiram decisões e condutas saudáveis. Cada ato bem conduzido oferece a compensação do resultados exitoso.