SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Escola Secundária Augusto Gomes
Página 1 de 3
Rita Reitor, 10º ano
William Shakespeare
Introdução
Neste trabalho decidi falar de Shakespeare, um poeta e dramaturgo inglês do
Renascentismo. O que me levou a falar desta personalidade foi o fato de
sempre me ter interessado pela sua vida e por algumas das suas obras, e
também porque não falamos muito dele nas aulas, o que me incentivou a
conhecer mais sobre Shakespeare.
A vida de William Shakespeare
William Shakespeare nasceu a 23 de Abril de 1564,
em Stratford-upon-Avon, Inglaterra. Foi um
prestigiado poeta e dramaturgo inglês conhecido
por todo o mundo.
Sabe-se pouco acerca da infância e juventude de
Shakespeare, mas pensa-se que estudou latim e
literatura desde a escola primária. Diz-se que foi educado numa excelente
escola de gramática da época, onde se preparou para a Universidade. No
entanto, consta-se que aos quinze ou dezasseis anos teve de abandonar os
estudos devido a problemas económicos do seu pai. Shakespeare começou a
trabalhar cedo para ajudar a família, daí se concordar que este teve uma
formação incompleta.
Aos 18 anos casou com Anne Hathaway. Deste casamento nasceram tês
filhos, Susanna, Hamnet e Judith.
Desde sempre Shakespeare se interessou pela literatura e pela escrita. Em
1590 começou a escrever a sua primeira peça e só a terminou quatro anos
depois. Em 1591foi morar para Londres à procura de oportunidades na área
cultural. Aqui teve uma carreira como ator, escritor e ainda foi proprietário de
uma companhia de teatro conhecida por King’s Men. Shakespeare foi
conhecido pelos seus sonetos, mas principalmente pelo seu trabalho enquanto
dramaturgo. As suas peças fizeram bastante sucesso pois tratavam temas
próprios do ser humano como o amor, sentimentos, questões sociais, etc.
Escola Secundária Augusto Gomes
Página 2 de 3
Rita Reitor, 10º ano
Em 1596 morreu o seu filho Hamnet e logo em seguida escreveu a sua peça
mais famosa, Romeu e Julieta, uma história de amor de excelência.
Em 1598, Shakespeare teve o seu reconhecimento como dramaturgo mais
importante da língua inglesa. Para além de as suas peças atraírem milhares de
espetadores aos teatros, eram também impressas na forma de livro.
Entre 1600 e 16008, escreveu tragédias como Hamlet, Rei Lear e Macbeth. Já
entre 1609 e 1613 escreveu as suas tragicomédias e romances como
Cimbelino e Conto de Inverno. No entanto, a partir de 1601 começou a
escrever menos.
Em 1610, Shakespeare regressou à sua cidade natal onde escreveu a sua
última peça, Tempestade, que foi terminada em 1613.
Três anos depois, em 1616, William Shakespeare morreu e as causas não
estão encontradas. Shakespeare deixou-nos 52 anos depois com cerca de 38
peças, 154 sonetos, dois poemas narrativos e outra infinidade de poemas. As
suas peças foram traduzidas para várias línguas à volta do mundo e são
encenadas mais do que as peças de outro dramaturgo. As suas peças
destacam-se pela poética da linguagem, profundidade filosófica e pela
caraterização das personagens.
As suas frases mais célebres são “Ser ou não ser, eis a questão”, fruto da peça
Hamlet; “Pobre é o amor que pode ser contado”, da peça António e Cleópatra;
“No entanto, para dizer a verdade, hoje em dia a razão e o amor quase não
andam juntos”, da peça Sonhos de Uma Noite de Verão; e “A vida é uma
história contada por um idiota, cheia de som e de fúria, sem sentido algum”, da
peça Macbeth.
Apesar de Shakespeare ter sido bastante respeitado na sua época, só foi mais
reconhecido a partir do século XIX. Muitos críticos admiram a sua genialidade e
muitos consideram-no um ídolo.
Conclusão
Achei o trabalho bastante interessante de realizar pois fiquei a conhecer vários
aspetos da vida de Shakespeare e das suas obras. Penso que o que mais me
impressionou foi o fato de alguns intelectuais acreditarem na hipótese de que
Escola Secundária Augusto Gomes
Página 3 de 3
Rita Reitor, 10º ano
Shakespeare não seja o autor das próprias obras, o que põe em causa também
a questão da sua identidade.
Rita Reitor, 10º ano
Bibliografia
http://www.suapesquisa.com/shakespeare/
http://lpm.com.br/site/default.asp?TroncoID=805134&SecaoID=948848&Subse
caoID=0&Template=../livros/layout_autor.asp&AutorID=4
http://pt.wikiquote.org/wiki/William_Shakespeare
http://pt.wikipedia.org/wiki/William_Shakespeare
http://pensador.uol.com.br/frases_celebres_de_shakespeare/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Romeu e Julieta
Romeu e JulietaRomeu e Julieta
Romeu e Julieta
franciscaf
 
Gato Malhado: Sistematização
Gato Malhado: SistematizaçãoGato Malhado: Sistematização
Gato Malhado: Sistematização
Maria Oliveira
 
Teatro romano
Teatro romanoTeatro romano
Teatro romano
jxuia
 
Pil - Projecto Individual de Leitura
Pil - Projecto Individual de LeituraPil - Projecto Individual de Leitura
Pil - Projecto Individual de Leitura
Ana Tapadas
 
Um auto de gil vicente resumo por ato e cena
Um auto de gil vicente   resumo por ato e cenaUm auto de gil vicente   resumo por ato e cena
Um auto de gil vicente resumo por ato e cena
Helena Coutinho
 
A vida e a obra de Gil Vicente
A vida e a obra de Gil VicenteA vida e a obra de Gil Vicente
A vida e a obra de Gil Vicente
Neuza Carvalho
 

Mais procurados (20)

William shakespeare
William shakespeareWilliam shakespeare
William shakespeare
 
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - PrimaveraO Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
 
Romeu e Julieta
Romeu e JulietaRomeu e Julieta
Romeu e Julieta
 
O resumo de Os Maias
O resumo de Os MaiasO resumo de Os Maias
O resumo de Os Maias
 
Gato Malhado: Sistematização
Gato Malhado: SistematizaçãoGato Malhado: Sistematização
Gato Malhado: Sistematização
 
Vida e obra fernando pessoa
Vida e obra   fernando  pessoaVida e obra   fernando  pessoa
Vida e obra fernando pessoa
 
Teatro romano
Teatro romanoTeatro romano
Teatro romano
 
Pil - Projecto Individual de Leitura
Pil - Projecto Individual de LeituraPil - Projecto Individual de Leitura
Pil - Projecto Individual de Leitura
 
Vida de camões
Vida de camõesVida de camões
Vida de camões
 
Adjetivos + preposições ingles
Adjetivos + preposições inglesAdjetivos + preposições ingles
Adjetivos + preposições ingles
 
Teatro medieval
Teatro medievalTeatro medieval
Teatro medieval
 
Um auto de gil vicente resumo por ato e cena
Um auto de gil vicente   resumo por ato e cenaUm auto de gil vicente   resumo por ato e cena
Um auto de gil vicente resumo por ato e cena
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Shakespeare
ShakespeareShakespeare
Shakespeare
 
O pianista para apresentação oral de português. iva leão. 9ºg. nº9.
O pianista   para apresentação oral de português. iva leão. 9ºg. nº9.O pianista   para apresentação oral de português. iva leão. 9ºg. nº9.
O pianista para apresentação oral de português. iva leão. 9ºg. nº9.
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
A vida e a obra de Gil Vicente
A vida e a obra de Gil VicenteA vida e a obra de Gil Vicente
A vida e a obra de Gil Vicente
 
Slide - Miguel de Cervantes
Slide - Miguel de CervantesSlide - Miguel de Cervantes
Slide - Miguel de Cervantes
 
Hamlet
HamletHamlet
Hamlet
 
Teatro vicentino
Teatro vicentinoTeatro vicentino
Teatro vicentino
 

Destaque

I nicolau copérnico
I nicolau copérnicoI nicolau copérnico
I nicolau copérnico
Amorim Albert
 
A Ciência Através dos Tempos
A Ciência Através dos TemposA Ciência Através dos Tempos
A Ciência Através dos Tempos
Lucas Campos
 
Nicolau Copérnico
Nicolau CopérnicoNicolau Copérnico
Nicolau Copérnico
Ygor Castro
 
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismoAristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
Wagner Silva
 

Destaque (20)

Nicolau copernico
Nicolau copernicoNicolau copernico
Nicolau copernico
 
Uma personalidade do renascimento jan van_eyck
Uma personalidade do renascimento jan van_eyckUma personalidade do renascimento jan van_eyck
Uma personalidade do renascimento jan van_eyck
 
01 cultura da catedral
01 cultura da catedral01 cultura da catedral
01 cultura da catedral
 
O Rei Lear, Shakespeare.
O Rei Lear, Shakespeare.O Rei Lear, Shakespeare.
O Rei Lear, Shakespeare.
 
I nicolau copérnico
I nicolau copérnicoI nicolau copérnico
I nicolau copérnico
 
NICOLAS Copernico
NICOLAS CopernicoNICOLAS Copernico
NICOLAS Copernico
 
Nicolau copérnico
Nicolau copérnicoNicolau copérnico
Nicolau copérnico
 
A Ciência Através dos Tempos
A Ciência Através dos TemposA Ciência Através dos Tempos
A Ciência Através dos Tempos
 
Gravitação universal
Gravitação universalGravitação universal
Gravitação universal
 
Nicolau Copérnico
Nicolau CopérnicoNicolau Copérnico
Nicolau Copérnico
 
Estudo do Meio - 2º ano - ficha 2
Estudo do Meio - 2º ano -   ficha 2Estudo do Meio - 2º ano -   ficha 2
Estudo do Meio - 2º ano - ficha 2
 
1 01 a cultura do ágora
1 01 a cultura do ágora1 01 a cultura do ágora
1 01 a cultura do ágora
 
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismoAristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
 
00 3 preparação_exame_nacional_2017
00 3 preparação_exame_nacional_201700 3 preparação_exame_nacional_2017
00 3 preparação_exame_nacional_2017
 
00 1 preparação_exame_nacional_2017
00 1 preparação_exame_nacional_201700 1 preparação_exame_nacional_2017
00 1 preparação_exame_nacional_2017
 
02 1 a_cultura_do_senado
02 1 a_cultura_do_senado02 1 a_cultura_do_senado
02 1 a_cultura_do_senado
 
9 ano 9_3_portugal da primeira república à ditadura militar
9 ano 9_3_portugal da primeira república à ditadura militar9 ano 9_3_portugal da primeira república à ditadura militar
9 ano 9_3_portugal da primeira república à ditadura militar
 
00 2 preparação_exame_nacional_2017
00 2 preparação_exame_nacional_201700 2 preparação_exame_nacional_2017
00 2 preparação_exame_nacional_2017
 
Regeneração
RegeneraçãoRegeneração
Regeneração
 
10 2 a _2_guerra_mundial_violência_reconstrução
10 2 a _2_guerra_mundial_violência_reconstrução10 2 a _2_guerra_mundial_violência_reconstrução
10 2 a _2_guerra_mundial_violência_reconstrução
 

Semelhante a Shakespeare

William shakespeare
William shakespeareWilliam shakespeare
William shakespeare
Luis Martins
 
William shakespeare
William shakespeareWilliam shakespeare
William shakespeare
Luis Martins
 
William shakespeare
William shakespeareWilliam shakespeare
William shakespeare
Luis Martins
 
Anilza fotobiografia&anuncio.publicitario.william.shakespeare
Anilza fotobiografia&anuncio.publicitario.william.shakespeareAnilza fotobiografia&anuncio.publicitario.william.shakespeare
Anilza fotobiografia&anuncio.publicitario.william.shakespeare
Isabel Freitas
 
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
unama
 
William shakespeare obras
William shakespeare   obrasWilliam shakespeare   obras
William shakespeare obras
Joaquim Augusto
 

Semelhante a Shakespeare (20)

William shakespeare
William shakespeareWilliam shakespeare
William shakespeare
 
I introdução
I   introduçãoI   introdução
I introdução
 
Willian shakespeare
Willian shakespeareWillian shakespeare
Willian shakespeare
 
William Shakespeare - Poeta, Dramaturgo e Ator Inglês.
William Shakespeare - Poeta, Dramaturgo e Ator Inglês.William Shakespeare - Poeta, Dramaturgo e Ator Inglês.
William Shakespeare - Poeta, Dramaturgo e Ator Inglês.
 
William shakespeare
William shakespeareWilliam shakespeare
William shakespeare
 
William shakespeare
William shakespeareWilliam shakespeare
William shakespeare
 
William shakespeare
William shakespeareWilliam shakespeare
William shakespeare
 
Literatura Inglesa - William Shakespeare.pptx
Literatura Inglesa - William Shakespeare.pptxLiteratura Inglesa - William Shakespeare.pptx
Literatura Inglesa - William Shakespeare.pptx
 
Anilza fotobiografia&anuncio.publicitario.william.shakespeare
Anilza fotobiografia&anuncio.publicitario.william.shakespeareAnilza fotobiografia&anuncio.publicitario.william.shakespeare
Anilza fotobiografia&anuncio.publicitario.william.shakespeare
 
Apresentação sem título.pdf
Apresentação sem título.pdfApresentação sem título.pdf
Apresentação sem título.pdf
 
SHAKESPEARE E O TEATRO NA ERA ELISABETANA.pptx
SHAKESPEARE E O TEATRO NA ERA ELISABETANA.pptxSHAKESPEARE E O TEATRO NA ERA ELISABETANA.pptx
SHAKESPEARE E O TEATRO NA ERA ELISABETANA.pptx
 
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
 
William Shakespeare
William Shakespeare William Shakespeare
William Shakespeare
 
Slide - Vida e Obras de Shakespeare
Slide - Vida e Obras de ShakespeareSlide - Vida e Obras de Shakespeare
Slide - Vida e Obras de Shakespeare
 
William shakespeare
William shakespeareWilliam shakespeare
William shakespeare
 
Shakespeare
ShakespeareShakespeare
Shakespeare
 
HAMLET DE SHAKESPEARE COM COMENTÁRIOS
HAMLET DE SHAKESPEARE COM COMENTÁRIOSHAMLET DE SHAKESPEARE COM COMENTÁRIOS
HAMLET DE SHAKESPEARE COM COMENTÁRIOS
 
-william-shakespeare-.pptx
-william-shakespeare-.pptx-william-shakespeare-.pptx
-william-shakespeare-.pptx
 
William shakespeare obras
William shakespeare   obrasWilliam shakespeare   obras
William shakespeare obras
 
BIOGRAFIAS GIL VICENTE TIAGO REBELO LESLEY PERASE DITA VON TEESE FERNÃO LOPES...
BIOGRAFIAS GIL VICENTE TIAGO REBELO LESLEY PERASE DITA VON TEESE FERNÃO LOPES...BIOGRAFIAS GIL VICENTE TIAGO REBELO LESLEY PERASE DITA VON TEESE FERNÃO LOPES...
BIOGRAFIAS GIL VICENTE TIAGO REBELO LESLEY PERASE DITA VON TEESE FERNÃO LOPES...
 

Mais de Vítor Santos

Mais de Vítor Santos (20)

5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf
5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf
5_02_a revolução francesa_RESUMO.pdf
 
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
 
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf
10_2_A _2_Guerra_mundial_violência.pdf
 
10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf
10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf
10_1_As dificuldades económicas dos anos 1930.pdf
 
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
 
9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf
9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf
9_ano_9_3_Portugal da primeira república à ditadura militar.pdf
 
9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf
9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf
9_ano_9_2_a_revolução_soviética.pdf
 
9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf
9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf
9_ano_9_1_ apogeu e declinio da influencia europeia.pdf
 
03_05 As novas representações da humanidade.pdf
03_05 As novas representações da humanidade.pdf03_05 As novas representações da humanidade.pdf
03_05 As novas representações da humanidade.pdf
 
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
 
03_03 A produção cultural.pdf
03_03 A produção cultural.pdf03_03 A produção cultural.pdf
03_03 A produção cultural.pdf
 
03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf
03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf
03_02 O alargamento do conhecimento do Mundo.pdf
 
03_01 a geografia cultural europeia.pdf
03_01 a geografia cultural europeia.pdf03_01 a geografia cultural europeia.pdf
03_01 a geografia cultural europeia.pdf
 
02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf
02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf
02_03_Valores vivências e quotidiano.pdf
 
02_02_o espaço português.pdf
02_02_o espaço português.pdf02_02_o espaço português.pdf
02_02_o espaço português.pdf
 
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
 
01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf
01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf
01_03_espaço_civliziçacional_a_beira_mudança.pdf
 
01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf
 
01_01_o_modelo_ateniense.pdf
01_01_o_modelo_ateniense.pdf01_01_o_modelo_ateniense.pdf
01_01_o_modelo_ateniense.pdf
 
0_história_A.pdf
0_história_A.pdf0_história_A.pdf
0_história_A.pdf
 

Último

ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 

Último (20)

Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 

Shakespeare

  • 1. Escola Secundária Augusto Gomes Página 1 de 3 Rita Reitor, 10º ano William Shakespeare Introdução Neste trabalho decidi falar de Shakespeare, um poeta e dramaturgo inglês do Renascentismo. O que me levou a falar desta personalidade foi o fato de sempre me ter interessado pela sua vida e por algumas das suas obras, e também porque não falamos muito dele nas aulas, o que me incentivou a conhecer mais sobre Shakespeare. A vida de William Shakespeare William Shakespeare nasceu a 23 de Abril de 1564, em Stratford-upon-Avon, Inglaterra. Foi um prestigiado poeta e dramaturgo inglês conhecido por todo o mundo. Sabe-se pouco acerca da infância e juventude de Shakespeare, mas pensa-se que estudou latim e literatura desde a escola primária. Diz-se que foi educado numa excelente escola de gramática da época, onde se preparou para a Universidade. No entanto, consta-se que aos quinze ou dezasseis anos teve de abandonar os estudos devido a problemas económicos do seu pai. Shakespeare começou a trabalhar cedo para ajudar a família, daí se concordar que este teve uma formação incompleta. Aos 18 anos casou com Anne Hathaway. Deste casamento nasceram tês filhos, Susanna, Hamnet e Judith. Desde sempre Shakespeare se interessou pela literatura e pela escrita. Em 1590 começou a escrever a sua primeira peça e só a terminou quatro anos depois. Em 1591foi morar para Londres à procura de oportunidades na área cultural. Aqui teve uma carreira como ator, escritor e ainda foi proprietário de uma companhia de teatro conhecida por King’s Men. Shakespeare foi conhecido pelos seus sonetos, mas principalmente pelo seu trabalho enquanto dramaturgo. As suas peças fizeram bastante sucesso pois tratavam temas próprios do ser humano como o amor, sentimentos, questões sociais, etc.
  • 2. Escola Secundária Augusto Gomes Página 2 de 3 Rita Reitor, 10º ano Em 1596 morreu o seu filho Hamnet e logo em seguida escreveu a sua peça mais famosa, Romeu e Julieta, uma história de amor de excelência. Em 1598, Shakespeare teve o seu reconhecimento como dramaturgo mais importante da língua inglesa. Para além de as suas peças atraírem milhares de espetadores aos teatros, eram também impressas na forma de livro. Entre 1600 e 16008, escreveu tragédias como Hamlet, Rei Lear e Macbeth. Já entre 1609 e 1613 escreveu as suas tragicomédias e romances como Cimbelino e Conto de Inverno. No entanto, a partir de 1601 começou a escrever menos. Em 1610, Shakespeare regressou à sua cidade natal onde escreveu a sua última peça, Tempestade, que foi terminada em 1613. Três anos depois, em 1616, William Shakespeare morreu e as causas não estão encontradas. Shakespeare deixou-nos 52 anos depois com cerca de 38 peças, 154 sonetos, dois poemas narrativos e outra infinidade de poemas. As suas peças foram traduzidas para várias línguas à volta do mundo e são encenadas mais do que as peças de outro dramaturgo. As suas peças destacam-se pela poética da linguagem, profundidade filosófica e pela caraterização das personagens. As suas frases mais célebres são “Ser ou não ser, eis a questão”, fruto da peça Hamlet; “Pobre é o amor que pode ser contado”, da peça António e Cleópatra; “No entanto, para dizer a verdade, hoje em dia a razão e o amor quase não andam juntos”, da peça Sonhos de Uma Noite de Verão; e “A vida é uma história contada por um idiota, cheia de som e de fúria, sem sentido algum”, da peça Macbeth. Apesar de Shakespeare ter sido bastante respeitado na sua época, só foi mais reconhecido a partir do século XIX. Muitos críticos admiram a sua genialidade e muitos consideram-no um ídolo. Conclusão Achei o trabalho bastante interessante de realizar pois fiquei a conhecer vários aspetos da vida de Shakespeare e das suas obras. Penso que o que mais me impressionou foi o fato de alguns intelectuais acreditarem na hipótese de que
  • 3. Escola Secundária Augusto Gomes Página 3 de 3 Rita Reitor, 10º ano Shakespeare não seja o autor das próprias obras, o que põe em causa também a questão da sua identidade. Rita Reitor, 10º ano Bibliografia http://www.suapesquisa.com/shakespeare/ http://lpm.com.br/site/default.asp?TroncoID=805134&SecaoID=948848&Subse caoID=0&Template=../livros/layout_autor.asp&AutorID=4 http://pt.wikiquote.org/wiki/William_Shakespeare http://pt.wikipedia.org/wiki/William_Shakespeare http://pensador.uol.com.br/frases_celebres_de_shakespeare/