SlideShare uma empresa Scribd logo

Recursos expressivos

1 de 2
Baixar para ler offline
Recursos expressivos

Descrição

Alegoria

Série de imagens (metáfora, comparações) utilizadas para
concretizar um pensamento ou uma realidade abstracta.
Repetição intencional de sons consonânticos (isto é, sons de
consoantes) dentro da mesma palavra ou em várias palavras
seguidas.
Evocação, de modo indirecto, de alguém ou algo que não se
nomeia explicitamente.
Repetição de uma palavra ou grupos de palavras, no início de
frases ou versos sucessivos.
Exprime um contraste ou oposição entre duas ideias, objectos ou
seres.
Chamamento ou interpelação de pessoas ou de alguma coisa
personificada, isto é, através deste recurso, o enunciador dirigese a um destinatário (humano ou não, vivo ou morto, real ou
fictício)
Repetição intencional de sons vocálicos (isto é, sons de vogais)
em sílabas ou palavras próximas.
Estabelecimento de uma relação de semelhança por meio da
conjunção como ou de outras palavras e expressões equivalentes
(à semelhança de, à maneira de, tal, parecer, assemelhar-se,
lembrar…)
Apresentação sucessiva de elementos que mantém entre si uma
correlação logica ou semântica, como forma de intensificar uma
ideia.
Exprime-se uma realidade ou ideia consideradas desagradáveis
de uma forma suavizada.
É uma inversão de sentido em que se transfere para uma palavra
uma característica que, na realidade, pertence a outra.
Inversão da ordem direta das palavras na frase.
Emprego de termos exagerados, afim de pôr em destaque
determinada realidade.
Exprime-se uma ideia dizendo exactamente o contrário.
Identificação de duas realidades distintas, a partir de elementos
semelhantes entra as duas.
Substituição de um termo por outro com que está em íntima
ligação.
Utilização de varias palavras para exprimir o que se poderia dizer
com menos.
Atribuição de características humanas a seres inanimados ou não
humanos
Consiste em reforçar uma ideia pela repetição de palvras e
expressões redundantes, desnecessária.
Distingue-se da personificação por introduzir num enunciado
“falas” de personagens mortas ou ausentes, seres sobrenaturais
e seres imaginários.
Relação que se associa algo (objecto, ser animado…) a uma ideia,
a um conceito, a um sentimento.
Consiste em tomar a parte pelo todo ou vice-versa, o singular
pelo plural ou vice-versa.

Aliteração

Alusão
Anáfora
Antítese
Apóstrofe

Assonância
Comparação

Enumeração

Eufemismo
Hipálage
Hipérbato
Hipérbole
Ironia
Metáfora
Metonímia
Perífrase
Personificação
Pleonasmo
Prosopopeia

Símbolo
Sinédoque
Recursos expressivos

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Orações coordenadas e subordinadas esquema
Orações coordenadas e subordinadas   esquemaOrações coordenadas e subordinadas   esquema
Orações coordenadas e subordinadas esquemaPaulo Portelada
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerHelena Coutinho
 
Modificadores
ModificadoresModificadores
Modificadoresgracacruz
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesGijasilvelitz 2
 
Gil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraGil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraDavid Caçador
 
Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"Inês Moreira
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textualgracacruz
 
Poesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - ResumoPoesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - ResumoGijasilvelitz 2
 
Estrutura externa e interna d'os lusíadas
Estrutura externa e interna d'os lusíadasEstrutura externa e interna d'os lusíadas
Estrutura externa e interna d'os lusíadasclaudiarmarques
 
Fenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9ºFenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9ºFelisbela da Silva
 

Mais procurados (20)

Orações coordenadas e subordinadas esquema
Orações coordenadas e subordinadas   esquemaOrações coordenadas e subordinadas   esquema
Orações coordenadas e subordinadas esquema
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizer
 
Modificadores
ModificadoresModificadores
Modificadores
 
Atos de fala
Atos de falaAtos de fala
Atos de fala
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
 
Analise os lusiadas 1
Analise os lusiadas 1Analise os lusiadas 1
Analise os lusiadas 1
 
Valor aspetual
Valor aspetualValor aspetual
Valor aspetual
 
Gil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraGil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereira
 
Invocação e Dedicarória
Invocação e DedicaróriaInvocação e Dedicarória
Invocação e Dedicarória
 
Actos Ilocutórios
Actos IlocutóriosActos Ilocutórios
Actos Ilocutórios
 
Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textual
 
Poesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - ResumoPoesia Trovadoresca - Resumo
Poesia Trovadoresca - Resumo
 
Cantigas de amor
Cantigas de amorCantigas de amor
Cantigas de amor
 
Subclasses de verbos
Subclasses de verbosSubclasses de verbos
Subclasses de verbos
 
Estrutura externa e interna d'os lusíadas
Estrutura externa e interna d'os lusíadasEstrutura externa e interna d'os lusíadas
Estrutura externa e interna d'os lusíadas
 
Fenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9ºFenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9º
 
Cantigas de amigo
Cantigas de amigoCantigas de amigo
Cantigas de amigo
 
Amor é fogo que arde
Amor é fogo que ardeAmor é fogo que arde
Amor é fogo que arde
 

Destaque

Ficha informativa_ Recursos Expressivos
Ficha informativa_ Recursos ExpressivosFicha informativa_ Recursos Expressivos
Ficha informativa_ Recursos ExpressivosRaquel Antunes
 
Italo calvino as cidades invisíveis
Italo calvino   as cidades invisíveisItalo calvino   as cidades invisíveis
Italo calvino as cidades invisíveisFilipe Carvalho
 
Problemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursosProblemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursosmanjosp
 
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosRecursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosBruno Pinto
 
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)A. Simoes
 
As personagens de felizmente há luar caracterização
As personagens de felizmente há luar caracterizaçãoAs personagens de felizmente há luar caracterização
As personagens de felizmente há luar caracterizaçãoCatarina Barbosa
 
PP Os regimes ditatoriais na Europa
PP Os regimes ditatoriais na EuropaPP Os regimes ditatoriais na Europa
PP Os regimes ditatoriais na Europaisabel mgm
 
Princípios do nazismo
Princípios do nazismoPrincípios do nazismo
Princípios do nazismoSusana Simões
 
Português : Graus dos Adjetivos
Português :  Graus dos AdjetivosPortuguês :  Graus dos Adjetivos
Português : Graus dos AdjetivosA. Simoes
 
Processos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
Processos de Formação de Palavras: Derivação e ComposiçãoProcessos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
Processos de Formação de Palavras: Derivação e ComposiçãoA. Simoes
 

Destaque (20)

Ficha informativa_ Recursos Expressivos
Ficha informativa_ Recursos ExpressivosFicha informativa_ Recursos Expressivos
Ficha informativa_ Recursos Expressivos
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
O apogeu da Europa
O apogeu da EuropaO apogeu da Europa
O apogeu da Europa
 
Italo calvino as cidades invisíveis
Italo calvino   as cidades invisíveisItalo calvino   as cidades invisíveis
Italo calvino as cidades invisíveis
 
Cidades Invisíveis Essencial
Cidades Invisíveis EssencialCidades Invisíveis Essencial
Cidades Invisíveis Essencial
 
4.3. o estado novo
4.3. o estado novo4.3. o estado novo
4.3. o estado novo
 
Recursos estilísticos
Recursos estilísticosRecursos estilísticos
Recursos estilísticos
 
Problemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursosProblemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursos
 
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosRecursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
 
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
 
Felizmente há luar
Felizmente há luarFelizmente há luar
Felizmente há luar
 
Discurso direto e indireto
Discurso direto e indiretoDiscurso direto e indireto
Discurso direto e indireto
 
Relacoes entre palavras
Relacoes entre palavrasRelacoes entre palavras
Relacoes entre palavras
 
As personagens de felizmente há luar caracterização
As personagens de felizmente há luar caracterizaçãoAs personagens de felizmente há luar caracterização
As personagens de felizmente há luar caracterização
 
PP Os regimes ditatoriais na Europa
PP Os regimes ditatoriais na EuropaPP Os regimes ditatoriais na Europa
PP Os regimes ditatoriais na Europa
 
Princípios do nazismo
Princípios do nazismoPrincípios do nazismo
Princípios do nazismo
 
Figuras de estilo
Figuras de estiloFiguras de estilo
Figuras de estilo
 
Português : Graus dos Adjetivos
Português :  Graus dos AdjetivosPortuguês :  Graus dos Adjetivos
Português : Graus dos Adjetivos
 
Processos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
Processos de Formação de Palavras: Derivação e ComposiçãoProcessos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
Processos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
 
Formacao de palavras[1]
Formacao de palavras[1]Formacao de palavras[1]
Formacao de palavras[1]
 

Semelhante a Recursos expressivos

Figuras de linguagem versos drummondianos
Figuras de linguagem   versos drummondianosFiguras de linguagem   versos drummondianos
Figuras de linguagem versos drummondianosKleber Brito
 
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05Jordano Santos Cerqueira
 
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenziFiguras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenziJosé Janicki
 
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptxSLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptxNathaly Teresa Paulino
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemrecursostec
 
Figuras de linguagem resumo
Figuras de linguagem resumoFiguras de linguagem resumo
Figuras de linguagem resumoElaine Blogger
 
Principais figuras de linguagem
Principais figuras de linguagemPrincipais figuras de linguagem
Principais figuras de linguagemDon Veneziani
 
Recursos estilísticos utilizados por camões
Recursos estilísticos utilizados por camõesRecursos estilísticos utilizados por camões
Recursos estilísticos utilizados por camõesFátima Martins
 
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docxCLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docxNalva21
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemMarta Morais
 
22195856 figuras-de-linguagem
22195856 figuras-de-linguagem22195856 figuras-de-linguagem
22195856 figuras-de-linguagemcaio_phb
 

Semelhante a Recursos expressivos (20)

Metáfora
MetáforaMetáfora
Metáfora
 
Cleber
CleberCleber
Cleber
 
Substantivo 6
Substantivo 6Substantivo 6
Substantivo 6
 
Figuras de linguagem versos drummondianos
Figuras de linguagem   versos drummondianosFiguras de linguagem   versos drummondianos
Figuras de linguagem versos drummondianos
 
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05
 
Aqui mariana!!!!!!!
Aqui mariana!!!!!!!Aqui mariana!!!!!!!
Aqui mariana!!!!!!!
 
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenziFiguras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
 
Portugues 2015
Portugues 2015Portugues 2015
Portugues 2015
 
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptxSLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
 
P
PP
P
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem (aluno)
Figuras de linguagem (aluno)Figuras de linguagem (aluno)
Figuras de linguagem (aluno)
 
Figuras de linguagem resumo
Figuras de linguagem resumoFiguras de linguagem resumo
Figuras de linguagem resumo
 
Principais figuras de linguagem
Principais figuras de linguagemPrincipais figuras de linguagem
Principais figuras de linguagem
 
Recursos estilísticos utilizados por camões
Recursos estilísticos utilizados por camõesRecursos estilísticos utilizados por camões
Recursos estilísticos utilizados por camões
 
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docxCLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
22195856 figuras-de-linguagem
22195856 figuras-de-linguagem22195856 figuras-de-linguagem
22195856 figuras-de-linguagem
 

Último

MAPA - IFPC - PERÍCIA TOXICOLÓGICA - 51/2024
MAPA - IFPC - PERÍCIA TOXICOLÓGICA - 51/2024MAPA - IFPC - PERÍCIA TOXICOLÓGICA - 51/2024
MAPA - IFPC - PERÍCIA TOXICOLÓGICA - 51/2024DL assessoria 30
 
Elabore um texto dissertativo e comente por meio de uma análise crítica sobre...
Elabore um texto dissertativo e comente por meio de uma análise crítica sobre...Elabore um texto dissertativo e comente por meio de uma análise crítica sobre...
Elabore um texto dissertativo e comente por meio de uma análise crítica sobre...Prime Assessoria
 
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...DassessoriaAa
 
Considerando a interdisciplinaridade entre Psicologia da Educação e diferente...
Considerando a interdisciplinaridade entre Psicologia da Educação e diferente...Considerando a interdisciplinaridade entre Psicologia da Educação e diferente...
Considerando a interdisciplinaridade entre Psicologia da Educação e diferente...Dl assessoria 20
 
Quero que você LEIA atentamente a situação abaixo: LHT, sexo masculino, 33 an...
Quero que você LEIA atentamente a situação abaixo: LHT, sexo masculino, 33 an...Quero que você LEIA atentamente a situação abaixo: LHT, sexo masculino, 33 an...
Quero que você LEIA atentamente a situação abaixo: LHT, sexo masculino, 33 an...Dl assessoria 20
 
CONTEXTUALIZAÇÃO A química analítica desempenha um papel crucial nos campos d...
CONTEXTUALIZAÇÃO A química analítica desempenha um papel crucial nos campos d...CONTEXTUALIZAÇÃO A química analítica desempenha um papel crucial nos campos d...
CONTEXTUALIZAÇÃO A química analítica desempenha um papel crucial nos campos d...assessoria DL S5
 
Não percam tempo. Teste para verificar.pdf
Não percam tempo. Teste para verificar.pdfNão percam tempo. Teste para verificar.pdf
Não percam tempo. Teste para verificar.pdfsmaria01964
 
ATIVIDADE 1 - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024DL assessoria 27
 
01) Descreva como a profissional deve proceder para garantir o respeito aos p...
01) Descreva como a profissional deve proceder para garantir o respeito aos p...01) Descreva como a profissional deve proceder para garantir o respeito aos p...
01) Descreva como a profissional deve proceder para garantir o respeito aos p...Prime Assessoria
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024dl assessoria
 
MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024
MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024
MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024AssessoriaDldl
 
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...DL assessoria 28
 
Leia um trecho da reportagem sobre o coronavírus, publicada no site do Instit...
Leia um trecho da reportagem sobre o coronavírus, publicada no site do Instit...Leia um trecho da reportagem sobre o coronavírus, publicada no site do Instit...
Leia um trecho da reportagem sobre o coronavírus, publicada no site do Instit...DL assessoria 29
 
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024DL assessoria 30
 
CurriculoPortifolio.pptx - meu curriculo com trabalhos realizados
CurriculoPortifolio.pptx -  meu curriculo com trabalhos realizadosCurriculoPortifolio.pptx -  meu curriculo com trabalhos realizados
CurriculoPortifolio.pptx - meu curriculo com trabalhos realizadosfeyre79
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...DL assessoria 28
 
MAPA - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024
MAPA - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024MAPA - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024
MAPA - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024dl assessoria
 
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...Prime Assessoria
 

Último (18)

MAPA - IFPC - PERÍCIA TOXICOLÓGICA - 51/2024
MAPA - IFPC - PERÍCIA TOXICOLÓGICA - 51/2024MAPA - IFPC - PERÍCIA TOXICOLÓGICA - 51/2024
MAPA - IFPC - PERÍCIA TOXICOLÓGICA - 51/2024
 
Elabore um texto dissertativo e comente por meio de uma análise crítica sobre...
Elabore um texto dissertativo e comente por meio de uma análise crítica sobre...Elabore um texto dissertativo e comente por meio de uma análise crítica sobre...
Elabore um texto dissertativo e comente por meio de uma análise crítica sobre...
 
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
 
Considerando a interdisciplinaridade entre Psicologia da Educação e diferente...
Considerando a interdisciplinaridade entre Psicologia da Educação e diferente...Considerando a interdisciplinaridade entre Psicologia da Educação e diferente...
Considerando a interdisciplinaridade entre Psicologia da Educação e diferente...
 
Quero que você LEIA atentamente a situação abaixo: LHT, sexo masculino, 33 an...
Quero que você LEIA atentamente a situação abaixo: LHT, sexo masculino, 33 an...Quero que você LEIA atentamente a situação abaixo: LHT, sexo masculino, 33 an...
Quero que você LEIA atentamente a situação abaixo: LHT, sexo masculino, 33 an...
 
CONTEXTUALIZAÇÃO A química analítica desempenha um papel crucial nos campos d...
CONTEXTUALIZAÇÃO A química analítica desempenha um papel crucial nos campos d...CONTEXTUALIZAÇÃO A química analítica desempenha um papel crucial nos campos d...
CONTEXTUALIZAÇÃO A química analítica desempenha um papel crucial nos campos d...
 
Não percam tempo. Teste para verificar.pdf
Não percam tempo. Teste para verificar.pdfNão percam tempo. Teste para verificar.pdf
Não percam tempo. Teste para verificar.pdf
 
ATIVIDADE 1 - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024
 
01) Descreva como a profissional deve proceder para garantir o respeito aos p...
01) Descreva como a profissional deve proceder para garantir o respeito aos p...01) Descreva como a profissional deve proceder para garantir o respeito aos p...
01) Descreva como a profissional deve proceder para garantir o respeito aos p...
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
 
MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024
MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024
MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024MAPA - BIOLOGIA CELULAR - 51/2024
 
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
 
Leia um trecho da reportagem sobre o coronavírus, publicada no site do Instit...
Leia um trecho da reportagem sobre o coronavírus, publicada no site do Instit...Leia um trecho da reportagem sobre o coronavírus, publicada no site do Instit...
Leia um trecho da reportagem sobre o coronavírus, publicada no site do Instit...
 
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - TEORIA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - 51/2024
 
CurriculoPortifolio.pptx - meu curriculo com trabalhos realizados
CurriculoPortifolio.pptx -  meu curriculo com trabalhos realizadosCurriculoPortifolio.pptx -  meu curriculo com trabalhos realizados
CurriculoPortifolio.pptx - meu curriculo com trabalhos realizados
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
 
MAPA - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024
MAPA - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024MAPA - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024
MAPA - TEOL - ESPIRITUALIDADE CRISTÃ - 51/2024
 
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
 

Recursos expressivos

  • 1. Recursos expressivos Descrição Alegoria Série de imagens (metáfora, comparações) utilizadas para concretizar um pensamento ou uma realidade abstracta. Repetição intencional de sons consonânticos (isto é, sons de consoantes) dentro da mesma palavra ou em várias palavras seguidas. Evocação, de modo indirecto, de alguém ou algo que não se nomeia explicitamente. Repetição de uma palavra ou grupos de palavras, no início de frases ou versos sucessivos. Exprime um contraste ou oposição entre duas ideias, objectos ou seres. Chamamento ou interpelação de pessoas ou de alguma coisa personificada, isto é, através deste recurso, o enunciador dirigese a um destinatário (humano ou não, vivo ou morto, real ou fictício) Repetição intencional de sons vocálicos (isto é, sons de vogais) em sílabas ou palavras próximas. Estabelecimento de uma relação de semelhança por meio da conjunção como ou de outras palavras e expressões equivalentes (à semelhança de, à maneira de, tal, parecer, assemelhar-se, lembrar…) Apresentação sucessiva de elementos que mantém entre si uma correlação logica ou semântica, como forma de intensificar uma ideia. Exprime-se uma realidade ou ideia consideradas desagradáveis de uma forma suavizada. É uma inversão de sentido em que se transfere para uma palavra uma característica que, na realidade, pertence a outra. Inversão da ordem direta das palavras na frase. Emprego de termos exagerados, afim de pôr em destaque determinada realidade. Exprime-se uma ideia dizendo exactamente o contrário. Identificação de duas realidades distintas, a partir de elementos semelhantes entra as duas. Substituição de um termo por outro com que está em íntima ligação. Utilização de varias palavras para exprimir o que se poderia dizer com menos. Atribuição de características humanas a seres inanimados ou não humanos Consiste em reforçar uma ideia pela repetição de palvras e expressões redundantes, desnecessária. Distingue-se da personificação por introduzir num enunciado “falas” de personagens mortas ou ausentes, seres sobrenaturais e seres imaginários. Relação que se associa algo (objecto, ser animado…) a uma ideia, a um conceito, a um sentimento. Consiste em tomar a parte pelo todo ou vice-versa, o singular pelo plural ou vice-versa. Aliteração Alusão Anáfora Antítese Apóstrofe Assonância Comparação Enumeração Eufemismo Hipálage Hipérbato Hipérbole Ironia Metáfora Metonímia Perífrase Personificação Pleonasmo Prosopopeia Símbolo Sinédoque