SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Introdução 
Objectivos 
Metodologias 
Quadro Teórico 
Conclusão 
Sugestões 
Referências Bibliográficas
As condições ambientais inapropriadas das escolas quanto aos níveis de 
ruído, estado de limpeza, ventilação, iluminação e temperatura, e o 
desdobramento na estruturação acrescida à organização de trabalho 
relativamente ao excesso de actividades, que se traduz na falta de 
momentos de descanso e excessiva fiscalização, geram insatisfação e 
consequentemente prejudicam a saúde física e mental dos professores, 
além de provocarem alterações vocais. 
Geralmente a àrea dos Professores é considerada uma profissão de risco 
directo para a saúde. 
Para o Professor diversas enfermidades e pressões podem ocorrer 
decorrente do local do trabalho, neste contexto o presente trabalho visa dar 
a conhecer sobre os riscos de saúde que o professor está insento a cada dia 
no exercicio das suas tarefas.
 Geral 
Identificar as características ou condições do trabalho que 
podem causar riscos a saúde dos Professores. 
Específicos 
Descrever as condições que podem gerar riscos de saúde 
dos Professores no local de trabalho; 
Compreender a associação destes riscos às condições de 
saúde física e mental dos Professores.
Este estudo caracteriza-se como da revisão de literatura. A sua 
concretização foi atingida graças ao levantamento de dados 
realizadas por meio de pesquisa bibliográfica em diversas 
bases de dados e portais de busca na internet e através do 
aprofundamento de algumas matérias da área do saber.
O trabalho do Professor no ensino tem sua importância, no 
entanto, deve ser dado grande valor na sociedade. 
A importância dos Professores para um país é também cultural 
e política, pois são eles que se encarregam dos processos de 
socialização e formação cada vez mais prolongados por 
intermédio da escolaridade. Motter (2007). 
A actividade de ensino é vista como função de alto valor 
social, valorizada por todos os cidadãos e assumida pela 
sociedade como uma actividade pública.
Cont. 
Várias das doenças observadas entre os Professores podem 
estar relacionadas com o desenvolvimento de suas actividades 
profissionais. No entanto, o trabalho do Professor não deve ser 
considerado um factor causal para o adoecimento, mas sim um 
factor contribuinte ou agravante para o aparecimento de 
doenças ou distúrbios pré-existentes Porto et al. (2004). 
Dentre vários riscos de saúde da área da docência, conforme 
Garrido (2005), pudemos identificar quatro grandes categorias 
de riscos por serem assumidas riscos que o professor enfrenta 
no seu quotidiano ao longo da sua jornada de trabalho; a 
destacar:
Cont. 
Riscos de saúde relacionados ao uso intensivo da voz; 
Riscos de saúde relacionados ao conflito Professor - 
Instituição; 
Riscos de saúde relacionados ao ambiente físico do 
trabalho; e 
Riscos de saúde relacionados á exposição de pó de giz.
Cont. 
Riscos de saúde relacionados a voz do Professor 
A voz pode ser considerada como uma ferramenta básica de 
trabalho para o Professor, tendo no seu desgaste um factor 
limitante para o exercício de suas actividades profissionais, 
assim como para sua saúde e qualidade de vida. 
Os Professores chegam a apresentar um risco de 2-3 vezes 
maior de distúrbios vocais em comparação a indivíduos não- 
Professores. 
Este risco é decorrente pelas exigências das condições de 
trabalho do Professor : O número total de aulas leccionadas, 
salas inadequadas, trabalho repetitivo, ruído em sala de aula 
e relacionamento ruim com os alunos são alguns desses 
factores de riscos. 
Foto: (Marcos Ribeiro)
Cont. 
Riscos de saúde relacionados ao conflito Professor- 
Instituição (estresse) 
Ao Professor varias cobrancas são feitas e o os principais 
problemas funcionais afectam, direta ou indiretamente, a saúde 
do Professor. 
Como factores estressores surgem dos seguintes casos: 
Falta de reajuste salarial; 
 Carga horária de trabalho docente; 
 Melhoria das condições de trabalho (a superlotação das salas 
de aula é um dos mais comuns factor que gera stress entre o 
professor com a Instituicao); 
A falta de reconhecimento da Instituição para com o professor; 
O peso da crítica social; e 
A Reforma do ensino. 
Fotos: (www.mundoeducacao.com)
Cont. 
Riscos de saúde relacionados ao ambiente físico 
do trabalho 
O ambiente de trabalho é o local onde se processa a 
integração harmónica entre o homem e a natureza; é 
onde se vive e trabalha. 
Os factores do ambiente físico do trabalho exercem 
fortes influências no desempenho do indivíduo, tanto 
em nível de produtividade, quanto de qualidade, pois 
actuam directamente sobre seu estado psíquico 
alterando, de forma significativa, o seu 
comportamento. 
o Professor, para o seu próprio bem, deve estar 
permanentemente, atento as condições inadequadas, 
sala suja, iluminação insuficiente, lixo mal 
gestionado, espaços que permitam a passagem 
moderada de temperaturas de ar, calor radiante, etc 
estes podem gerar riscos tanto para a sua própria 
saúde assim como a dos alunos; por outro lado o 
empregador deve-lhe oferecer um ambiente laboral 
livre de factores de riscos ocupacionais. 
Fotos: 
(www.aplbsindicato.org.br)
Cont. 
Riscos de saúde relacionados á exposição de pó de giz 
A exposição dos Professores ao pó de giz se assemelha a 
qualquer outro tipo de poeira. 
Como as salas de aula são recintos fechados, a concentração da 
poeira é maior; algumas escolas não há ventilação suficiente 
para suavizar a concentração desse agente químico. 
Essa poeira entra em seu corpo através das vias respiratórias, 
armazenando-se em seus pulmões. Com o passar dos tempos, 
o acúmulo desse pó em seus pulmões, tira sua capacidade de 
respirar ou de exercer plenamente a sua função, tão necessária 
a vida humana. 
A poeira de giz são partículas cujos diâmetros são menores, 
que por serem tão pequenas e leves, ficam por muito tempo 
suspensas no ar, e, por isso, torna-se mais fácil das mesmas 
penetrarem pelas vias respiratórias sendo invisíveis a olho nu. 
Fotos: (Edilson Ferreira)
Cont. 
Foto: (Pedro Mateus)
O Professor é o agente mais exposto a situações críticas a cada 
jornada do seu trabalho, por isso vão as seguintes sugestões 
que ajudarão na melhoria da saúde dos Professores e o seu 
desempenho seguindo algumas destas dicas: 
Quando estiver a leccionar procurar trocar de posição 
alternadamente manter-se em pé e sentado, manter os joelhos 
levemente flexionados para não forçar as articulações para 
melhorar a sua postura; 
Utilizar hidratantes nas mãos e tomar bastante água para 
evitar alergias com giz; 
Diminuir ruídos externos que podem forçar o aumento do 
volume da sua voz, por exemplo (fechar portas e janelas 
abertas desnecessariamente de modo a preservar a sua voz;
Cont. 
Repensar os seus planos de aulas para facilitar no controle 
disciplinar da turma e diminuir desgastes, proporcionar boas 
relações no ambiente escolar; 
Proporcionar troca de informações com outros 
professores para dividir o nível de preocupações, como forma 
de diminuir o estresse; 
Reservar um tempo para fazer actividades que dêem prazer, 
por exemplo (ouvir música, assistir jogos, viajar podem ser 
actividades relaxantes e que ajudam no exercício da profissão; 
Fazer actividades físicas, por exemplo (caminhar 30 minutos 
por dia, pode trazer grandes benefícios no combate à 
obesidade, melhorar o humor e evitar doenças 
cardiovasculares). 
Para os professores que utilizam computadores, devem 
manter o monitor um pouco afastado na altura dos olhos.
Cont. 
Controlar o tempo de trabalho, procurar fazer intervalos para 
descansar; 
Procurar não permanecer períodos prolongados com o braço 
elevado, principalmente em posição superior a 90 graus, 
quando for escrever no quadro; 
Fazer exercícios para o uso correto da voz
Os riscos relacionados a saúde do Professor foi o tema com base nela 
actualizamos alguns conhecimentos a título da saúde do professor, 
tomamos por base ideias construtivas, no qual nos ajudaram a compreender 
que o professor é um agente que corre uma série de riscos de saúde 
associados ao seu local de trabalho. 
A profissão de Professor é uma profissão caracterizada pelo contacto 
direito com riscos ergonómicos, físicos e biológicos. 
A profissão de professor é exigida maior número de prestígios; 
complexidade das tarefas o que acabam criando desgaste a saúde do corpo 
docente. 
Neste sentido, ao Professor é necessário prestar maior apoio, em seguintes 
matérias; procurar acrescer os salários, buscar as fontes e os meios de 
comunicação, de informação, para a troca do saber, compartilhar dados, 
instituições privilegiadas, imagens com qualidade, bons livros de ensino,
Cont. 
proporcionar boas conversas pois este é um processo essencial 
para a vida e saúde tanto do professor, alunos e da própria 
Instituição. 
O Professor é a figura mais importante em todo canto do 
mundo portanto é importante que haja maior responsabilidade 
de modo a minimizar os riscos de saúde deste que possam 
provocar dificuldades no exercício das suas tarefas laborais, 
através da adopção de práticas melhores e mais saudáveis no 
meio ambiente do trabalho.
Rocha, Fernandes, et al. Saúde percebida em professores 
universitários: género, religião e condições de trabalho. 
Revista Semestral da Associação de Psicologia Escolar e 
Educacional. 2006. 
Garrido MP. Análise Comparativo em Condições de trabalho e 
saúde de docente. UNESCO; 2005. 
Hamdan et al. Impacto da voz na qualidade de vida de 
professores do ensino fundamental. São Paulo: Rocca; 2007.
Á SAÚDE DO PROFESSOR

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cartilha Riscos na Limpeza
Cartilha Riscos na LimpezaCartilha Riscos na Limpeza
Cartilha Riscos na LimpezaRobson Peixoto
 
Ergonomia e Segurança do Trabalho
Ergonomia e Segurança do TrabalhoErgonomia e Segurança do Trabalho
Ergonomia e Segurança do TrabalhoAmanda Carvalho
 
Doença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do TrabalhoDoença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do TrabalhoDay Vasconcellos
 
Inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho
Inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalhoInclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho
Inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalhoAriovaldo Vieira da Silva
 
Higiene, segurança e saúde no trabalho
Higiene, segurança e saúde no trabalhoHigiene, segurança e saúde no trabalho
Higiene, segurança e saúde no trabalhoMaria Teixiera
 
Administração aplicada na Segurança do Trabalho
Administração aplicada na Segurança do TrabalhoAdministração aplicada na Segurança do Trabalho
Administração aplicada na Segurança do TrabalhoJeane Santos
 
Pgr danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
Pgr   danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)Pgr   danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
Pgr danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)FabioSouza270
 
Aula 3 doenças ocupacionais
Aula 3   doenças ocupacionaisAula 3   doenças ocupacionais
Aula 3 doenças ocupacionaisDaniel Moura
 
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de TrabalhoPalestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de TrabalhoHP Safety Engenharia
 
Aula EPI - Apresentação
Aula EPI - ApresentaçãoAula EPI - Apresentação
Aula EPI - ApresentaçãoRapha_Carvalho
 
Identificando os riscos ergonômicos
Identificando os riscos ergonômicosIdentificando os riscos ergonômicos
Identificando os riscos ergonômicosLeandro Sales
 

Mais procurados (20)

Cartilha Riscos na Limpeza
Cartilha Riscos na LimpezaCartilha Riscos na Limpeza
Cartilha Riscos na Limpeza
 
Aula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
Aula 1 - Higiene e Segurança do TrabalhoAula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
Aula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
 
Ergonomia e Segurança do Trabalho
Ergonomia e Segurança do TrabalhoErgonomia e Segurança do Trabalho
Ergonomia e Segurança do Trabalho
 
Doença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do TrabalhoDoença Profissional e Doença do Trabalho
Doença Profissional e Doença do Trabalho
 
Inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho
Inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalhoInclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho
Inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho
 
modelo de PGR.PDF
modelo de PGR.PDFmodelo de PGR.PDF
modelo de PGR.PDF
 
Higiene, segurança e saúde no trabalho
Higiene, segurança e saúde no trabalhoHigiene, segurança e saúde no trabalho
Higiene, segurança e saúde no trabalho
 
Plano de gerenciamento de riscos de obras
Plano de gerenciamento de riscos de obrasPlano de gerenciamento de riscos de obras
Plano de gerenciamento de riscos de obras
 
Administração aplicada na Segurança do Trabalho
Administração aplicada na Segurança do TrabalhoAdministração aplicada na Segurança do Trabalho
Administração aplicada na Segurança do Trabalho
 
Pgr danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
Pgr   danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)Pgr   danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
Pgr danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
 
Aula 3 doenças ocupacionais
Aula 3   doenças ocupacionaisAula 3   doenças ocupacionais
Aula 3 doenças ocupacionais
 
Relatório de segurança do trabalho
Relatório de segurança do trabalhoRelatório de segurança do trabalho
Relatório de segurança do trabalho
 
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de TrabalhoPalestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
 
Check list nr 17 - ergonomia
Check list    nr 17 - ergonomiaCheck list    nr 17 - ergonomia
Check list nr 17 - ergonomia
 
Aula EPI - Apresentação
Aula EPI - ApresentaçãoAula EPI - Apresentação
Aula EPI - Apresentação
 
Insalubridade x periculosidade
Insalubridade x periculosidadeInsalubridade x periculosidade
Insalubridade x periculosidade
 
pressões anormais
pressões anormais pressões anormais
pressões anormais
 
Riscos biológicos
Riscos biológicosRiscos biológicos
Riscos biológicos
 
Acidentes de trabalho
Acidentes de trabalhoAcidentes de trabalho
Acidentes de trabalho
 
Identificando os riscos ergonômicos
Identificando os riscos ergonômicosIdentificando os riscos ergonômicos
Identificando os riscos ergonômicos
 

Destaque

Saúde do professor
Saúde do professorSaúde do professor
Saúde do professorluguvi
 
Doenças ocupacionais dos professores
Doenças ocupacionais dos professoresDoenças ocupacionais dos professores
Doenças ocupacionais dos professoresPedro Daniel
 
Saúde do professor - Fajesu
Saúde do professor - FajesuSaúde do professor - Fajesu
Saúde do professor - FajesuAnaí Peña
 
Promovendo a Saúde do Professor
Promovendo a Saúde do ProfessorPromovendo a Saúde do Professor
Promovendo a Saúde do ProfessorCassia Dias
 
Aula 4 riscos ocupacionais
Aula 4   riscos ocupacionaisAula 4   riscos ocupacionais
Aula 4 riscos ocupacionaisDaniel Moura
 
O bem-estar dos professores - Álvaro Marchesi
O bem-estar dos professores - Álvaro MarchesiO bem-estar dos professores - Álvaro Marchesi
O bem-estar dos professores - Álvaro MarchesiMariana Correia
 
A Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma ProfissãoA Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma ProfissãoCassia Dias
 
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regular
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regularAnálise ergonômica de uma sala de aula de ensino regular
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regularDamiao131093ocara
 
EquilíBrio Emocional Slides Palestra Gratuita
EquilíBrio Emocional   Slides   Palestra GratuitaEquilíBrio Emocional   Slides   Palestra Gratuita
EquilíBrio Emocional Slides Palestra GratuitaVibroglobal
 
MANUAL DE ALERGIA ALIMENTAR PROFESSOR ADERBAL SABRÁ
MANUAL DE ALERGIA ALIMENTAR PROFESSOR ADERBAL SABRÁMANUAL DE ALERGIA ALIMENTAR PROFESSOR ADERBAL SABRÁ
MANUAL DE ALERGIA ALIMENTAR PROFESSOR ADERBAL SABRÁAdriana Gaspre
 
Riscos ocupacionais no processo de soldagem solda eletrica
Riscos ocupacionais no processo de soldagem   solda eletricaRiscos ocupacionais no processo de soldagem   solda eletrica
Riscos ocupacionais no processo de soldagem solda eletricaAndré de Vasconcelos
 
Riscos ergonômicos (Call Center)
Riscos ergonômicos (Call Center)Riscos ergonômicos (Call Center)
Riscos ergonômicos (Call Center)Ana Leticia Cunha
 
Mapa de riscos
Mapa de riscosMapa de riscos
Mapa de riscoshps22
 

Destaque (20)

Saúde do professor
Saúde do professorSaúde do professor
Saúde do professor
 
Doenças ocupacionais dos professores
Doenças ocupacionais dos professoresDoenças ocupacionais dos professores
Doenças ocupacionais dos professores
 
Saude dos professores
Saude dos professoresSaude dos professores
Saude dos professores
 
Saúde do professor - Fajesu
Saúde do professor - FajesuSaúde do professor - Fajesu
Saúde do professor - Fajesu
 
Promovendo a Saúde do Professor
Promovendo a Saúde do ProfessorPromovendo a Saúde do Professor
Promovendo a Saúde do Professor
 
Aula 04 Ergonomia
Aula 04    ErgonomiaAula 04    Ergonomia
Aula 04 Ergonomia
 
Aula 4 riscos ocupacionais
Aula 4   riscos ocupacionaisAula 4   riscos ocupacionais
Aula 4 riscos ocupacionais
 
O bem-estar dos professores - Álvaro Marchesi
O bem-estar dos professores - Álvaro MarchesiO bem-estar dos professores - Álvaro Marchesi
O bem-estar dos professores - Álvaro Marchesi
 
A Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma ProfissãoA Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma Profissão
 
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regular
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regularAnálise ergonômica de uma sala de aula de ensino regular
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regular
 
Slideaula samia
Slideaula samiaSlideaula samia
Slideaula samia
 
EquilíBrio Emocional Slides Palestra Gratuita
EquilíBrio Emocional   Slides   Palestra GratuitaEquilíBrio Emocional   Slides   Palestra Gratuita
EquilíBrio Emocional Slides Palestra Gratuita
 
MANUAL DE ALERGIA ALIMENTAR PROFESSOR ADERBAL SABRÁ
MANUAL DE ALERGIA ALIMENTAR PROFESSOR ADERBAL SABRÁMANUAL DE ALERGIA ALIMENTAR PROFESSOR ADERBAL SABRÁ
MANUAL DE ALERGIA ALIMENTAR PROFESSOR ADERBAL SABRÁ
 
Mapa de riscos
Mapa de riscosMapa de riscos
Mapa de riscos
 
Acidentes com máquinas riscos e prevenção
Acidentes com máquinas   riscos e prevençãoAcidentes com máquinas   riscos e prevenção
Acidentes com máquinas riscos e prevenção
 
Riscos ocupacionais no processo de soldagem solda eletrica
Riscos ocupacionais no processo de soldagem   solda eletricaRiscos ocupacionais no processo de soldagem   solda eletrica
Riscos ocupacionais no processo de soldagem solda eletrica
 
O.s para padeiros
O.s para padeirosO.s para padeiros
O.s para padeiros
 
Riscos ergonômicos (Call Center)
Riscos ergonômicos (Call Center)Riscos ergonômicos (Call Center)
Riscos ergonômicos (Call Center)
 
Distinção entre Cargo e função
Distinção entre Cargo e funçãoDistinção entre Cargo e função
Distinção entre Cargo e função
 
Mapa de riscos
Mapa de riscosMapa de riscos
Mapa de riscos
 

Semelhante a Riscos da saude dos professores

Representacoes sociais e_meio_ambiente_p
Representacoes sociais e_meio_ambiente_pRepresentacoes sociais e_meio_ambiente_p
Representacoes sociais e_meio_ambiente_pEduardo Freitas
 
Bicastiradentes saudeii higieneesaude
Bicastiradentes saudeii higieneesaudeBicastiradentes saudeii higieneesaude
Bicastiradentes saudeii higieneesaudetemastransversais
 
Vínculos com a carreira e os fatores psicossociais do estresse no trabalho co...
Vínculos com a carreira e os fatores psicossociais do estresse no trabalho co...Vínculos com a carreira e os fatores psicossociais do estresse no trabalho co...
Vínculos com a carreira e os fatores psicossociais do estresse no trabalho co...Paulo Wenderson T. Moraes
 
Cartilha_ExtensaoProfs_321.pdf
Cartilha_ExtensaoProfs_321.pdfCartilha_ExtensaoProfs_321.pdf
Cartilha_ExtensaoProfs_321.pdfMarceloInacio18
 
A importancia-da-educacao-ambiental-na-escola-nas-series-iniciais
A importancia-da-educacao-ambiental-na-escola-nas-series-iniciaisA importancia-da-educacao-ambiental-na-escola-nas-series-iniciais
A importancia-da-educacao-ambiental-na-escola-nas-series-iniciaisJunior Pereira
 
2004 artigo enfermeiro recem formado
2004 artigo enfermeiro recem formado2004 artigo enfermeiro recem formado
2004 artigo enfermeiro recem formadoElisama Cruz
 
PROFESSORES PRINCIPIANTES: PERCEPÇÕES A PARTIR DA AUTOEFICÁCIA DOCENTE
PROFESSORES PRINCIPIANTES: PERCEPÇÕES A PARTIR DA AUTOEFICÁCIA DOCENTEPROFESSORES PRINCIPIANTES: PERCEPÇÕES A PARTIR DA AUTOEFICÁCIA DOCENTE
PROFESSORES PRINCIPIANTES: PERCEPÇÕES A PARTIR DA AUTOEFICÁCIA DOCENTEProfessorPrincipiante
 
Papel do professor no retorno ao presencial
Papel do professor no retorno ao presencial Papel do professor no retorno ao presencial
Papel do professor no retorno ao presencial MatheusAlbino7
 
PROFESSORES INICIANTES E PROFESSORES EXPERIENTES EM PROPOSTAS INOVADORAS NA G...
PROFESSORES INICIANTES E PROFESSORES EXPERIENTES EM PROPOSTAS INOVADORAS NA G...PROFESSORES INICIANTES E PROFESSORES EXPERIENTES EM PROPOSTAS INOVADORAS NA G...
PROFESSORES INICIANTES E PROFESSORES EXPERIENTES EM PROPOSTAS INOVADORAS NA G...ProfessorPrincipiante
 
RELAÇÕES ENTRE PROFESSORES INICIANTES E ESTUDANTES: ELEMENTOS DO PROCESSO DE ...
RELAÇÕES ENTRE PROFESSORES INICIANTES E ESTUDANTES: ELEMENTOS DO PROCESSO DE ...RELAÇÕES ENTRE PROFESSORES INICIANTES E ESTUDANTES: ELEMENTOS DO PROCESSO DE ...
RELAÇÕES ENTRE PROFESSORES INICIANTES E ESTUDANTES: ELEMENTOS DO PROCESSO DE ...ProfessorPrincipiante
 
MEDIAÇÕES, CONTRADIÇÕES E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DE PROFESSORES INICIANTES:...
MEDIAÇÕES, CONTRADIÇÕES E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DE PROFESSORES INICIANTES:...MEDIAÇÕES, CONTRADIÇÕES E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DE PROFESSORES INICIANTES:...
MEDIAÇÕES, CONTRADIÇÕES E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DE PROFESSORES INICIANTES:...ProfessorPrincipiante
 
DOCENTES UNIVERSITÁRIOS INICIANTES: MOTIVAÇOES, EXPERIENCIAS INICIAIS E DESAF...
DOCENTES UNIVERSITÁRIOS INICIANTES: MOTIVAÇOES, EXPERIENCIAS INICIAIS E DESAF...DOCENTES UNIVERSITÁRIOS INICIANTES: MOTIVAÇOES, EXPERIENCIAS INICIAIS E DESAF...
DOCENTES UNIVERSITÁRIOS INICIANTES: MOTIVAÇOES, EXPERIENCIAS INICIAIS E DESAF...ProfessorPrincipiante
 
Discentes ecológicos
Discentes ecológicosDiscentes ecológicos
Discentes ecológicosFenilda
 
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdf
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdfProduto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdf
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdfClaudioPereiradaSilv3
 

Semelhante a Riscos da saude dos professores (20)

A qualidade da_voz_do_professor_no_proce
A qualidade da_voz_do_professor_no_proceA qualidade da_voz_do_professor_no_proce
A qualidade da_voz_do_professor_no_proce
 
Representacoes sociais e_meio_ambiente_p
Representacoes sociais e_meio_ambiente_pRepresentacoes sociais e_meio_ambiente_p
Representacoes sociais e_meio_ambiente_p
 
Bicastiradentes saudeii higieneesaude
Bicastiradentes saudeii higieneesaudeBicastiradentes saudeii higieneesaude
Bicastiradentes saudeii higieneesaude
 
Niceas santos
Niceas santosNiceas santos
Niceas santos
 
Vínculos com a carreira e os fatores psicossociais do estresse no trabalho co...
Vínculos com a carreira e os fatores psicossociais do estresse no trabalho co...Vínculos com a carreira e os fatores psicossociais do estresse no trabalho co...
Vínculos com a carreira e os fatores psicossociais do estresse no trabalho co...
 
Prefácio
PrefácioPrefácio
Prefácio
 
Cartilha_ExtensaoProfs_321.pdf
Cartilha_ExtensaoProfs_321.pdfCartilha_ExtensaoProfs_321.pdf
Cartilha_ExtensaoProfs_321.pdf
 
A importancia-da-educacao-ambiental-na-escola-nas-series-iniciais
A importancia-da-educacao-ambiental-na-escola-nas-series-iniciaisA importancia-da-educacao-ambiental-na-escola-nas-series-iniciais
A importancia-da-educacao-ambiental-na-escola-nas-series-iniciais
 
2004 artigo enfermeiro recem formado
2004 artigo enfermeiro recem formado2004 artigo enfermeiro recem formado
2004 artigo enfermeiro recem formado
 
Consumo sustentável
Consumo sustentávelConsumo sustentável
Consumo sustentável
 
PROFESSORES PRINCIPIANTES: PERCEPÇÕES A PARTIR DA AUTOEFICÁCIA DOCENTE
PROFESSORES PRINCIPIANTES: PERCEPÇÕES A PARTIR DA AUTOEFICÁCIA DOCENTEPROFESSORES PRINCIPIANTES: PERCEPÇÕES A PARTIR DA AUTOEFICÁCIA DOCENTE
PROFESSORES PRINCIPIANTES: PERCEPÇÕES A PARTIR DA AUTOEFICÁCIA DOCENTE
 
Papel do professor no retorno ao presencial
Papel do professor no retorno ao presencial Papel do professor no retorno ao presencial
Papel do professor no retorno ao presencial
 
PROFESSORES INICIANTES E PROFESSORES EXPERIENTES EM PROPOSTAS INOVADORAS NA G...
PROFESSORES INICIANTES E PROFESSORES EXPERIENTES EM PROPOSTAS INOVADORAS NA G...PROFESSORES INICIANTES E PROFESSORES EXPERIENTES EM PROPOSTAS INOVADORAS NA G...
PROFESSORES INICIANTES E PROFESSORES EXPERIENTES EM PROPOSTAS INOVADORAS NA G...
 
RELAÇÕES ENTRE PROFESSORES INICIANTES E ESTUDANTES: ELEMENTOS DO PROCESSO DE ...
RELAÇÕES ENTRE PROFESSORES INICIANTES E ESTUDANTES: ELEMENTOS DO PROCESSO DE ...RELAÇÕES ENTRE PROFESSORES INICIANTES E ESTUDANTES: ELEMENTOS DO PROCESSO DE ...
RELAÇÕES ENTRE PROFESSORES INICIANTES E ESTUDANTES: ELEMENTOS DO PROCESSO DE ...
 
Saude do educador
Saude do educadorSaude do educador
Saude do educador
 
MEDIAÇÕES, CONTRADIÇÕES E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DE PROFESSORES INICIANTES:...
MEDIAÇÕES, CONTRADIÇÕES E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DE PROFESSORES INICIANTES:...MEDIAÇÕES, CONTRADIÇÕES E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DE PROFESSORES INICIANTES:...
MEDIAÇÕES, CONTRADIÇÕES E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DE PROFESSORES INICIANTES:...
 
DOCENTES UNIVERSITÁRIOS INICIANTES: MOTIVAÇOES, EXPERIENCIAS INICIAIS E DESAF...
DOCENTES UNIVERSITÁRIOS INICIANTES: MOTIVAÇOES, EXPERIENCIAS INICIAIS E DESAF...DOCENTES UNIVERSITÁRIOS INICIANTES: MOTIVAÇOES, EXPERIENCIAS INICIAIS E DESAF...
DOCENTES UNIVERSITÁRIOS INICIANTES: MOTIVAÇOES, EXPERIENCIAS INICIAIS E DESAF...
 
Poluição sonora projetoaula
Poluição sonora  projetoaulaPoluição sonora  projetoaula
Poluição sonora projetoaula
 
Discentes ecológicos
Discentes ecológicosDiscentes ecológicos
Discentes ecológicos
 
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdf
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdfProduto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdf
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdf
 

Último

prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaLuanaAlves940822
 
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e SenegalTrabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e SenegalErikOliveira40
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasnarayaskara215
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 

Último (20)

prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e SenegalTrabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 

Riscos da saude dos professores

  • 1.
  • 2. Introdução Objectivos Metodologias Quadro Teórico Conclusão Sugestões Referências Bibliográficas
  • 3. As condições ambientais inapropriadas das escolas quanto aos níveis de ruído, estado de limpeza, ventilação, iluminação e temperatura, e o desdobramento na estruturação acrescida à organização de trabalho relativamente ao excesso de actividades, que se traduz na falta de momentos de descanso e excessiva fiscalização, geram insatisfação e consequentemente prejudicam a saúde física e mental dos professores, além de provocarem alterações vocais. Geralmente a àrea dos Professores é considerada uma profissão de risco directo para a saúde. Para o Professor diversas enfermidades e pressões podem ocorrer decorrente do local do trabalho, neste contexto o presente trabalho visa dar a conhecer sobre os riscos de saúde que o professor está insento a cada dia no exercicio das suas tarefas.
  • 4.  Geral Identificar as características ou condições do trabalho que podem causar riscos a saúde dos Professores. Específicos Descrever as condições que podem gerar riscos de saúde dos Professores no local de trabalho; Compreender a associação destes riscos às condições de saúde física e mental dos Professores.
  • 5. Este estudo caracteriza-se como da revisão de literatura. A sua concretização foi atingida graças ao levantamento de dados realizadas por meio de pesquisa bibliográfica em diversas bases de dados e portais de busca na internet e através do aprofundamento de algumas matérias da área do saber.
  • 6. O trabalho do Professor no ensino tem sua importância, no entanto, deve ser dado grande valor na sociedade. A importância dos Professores para um país é também cultural e política, pois são eles que se encarregam dos processos de socialização e formação cada vez mais prolongados por intermédio da escolaridade. Motter (2007). A actividade de ensino é vista como função de alto valor social, valorizada por todos os cidadãos e assumida pela sociedade como uma actividade pública.
  • 7. Cont. Várias das doenças observadas entre os Professores podem estar relacionadas com o desenvolvimento de suas actividades profissionais. No entanto, o trabalho do Professor não deve ser considerado um factor causal para o adoecimento, mas sim um factor contribuinte ou agravante para o aparecimento de doenças ou distúrbios pré-existentes Porto et al. (2004). Dentre vários riscos de saúde da área da docência, conforme Garrido (2005), pudemos identificar quatro grandes categorias de riscos por serem assumidas riscos que o professor enfrenta no seu quotidiano ao longo da sua jornada de trabalho; a destacar:
  • 8. Cont. Riscos de saúde relacionados ao uso intensivo da voz; Riscos de saúde relacionados ao conflito Professor - Instituição; Riscos de saúde relacionados ao ambiente físico do trabalho; e Riscos de saúde relacionados á exposição de pó de giz.
  • 9. Cont. Riscos de saúde relacionados a voz do Professor A voz pode ser considerada como uma ferramenta básica de trabalho para o Professor, tendo no seu desgaste um factor limitante para o exercício de suas actividades profissionais, assim como para sua saúde e qualidade de vida. Os Professores chegam a apresentar um risco de 2-3 vezes maior de distúrbios vocais em comparação a indivíduos não- Professores. Este risco é decorrente pelas exigências das condições de trabalho do Professor : O número total de aulas leccionadas, salas inadequadas, trabalho repetitivo, ruído em sala de aula e relacionamento ruim com os alunos são alguns desses factores de riscos. Foto: (Marcos Ribeiro)
  • 10. Cont. Riscos de saúde relacionados ao conflito Professor- Instituição (estresse) Ao Professor varias cobrancas são feitas e o os principais problemas funcionais afectam, direta ou indiretamente, a saúde do Professor. Como factores estressores surgem dos seguintes casos: Falta de reajuste salarial;  Carga horária de trabalho docente;  Melhoria das condições de trabalho (a superlotação das salas de aula é um dos mais comuns factor que gera stress entre o professor com a Instituicao); A falta de reconhecimento da Instituição para com o professor; O peso da crítica social; e A Reforma do ensino. Fotos: (www.mundoeducacao.com)
  • 11. Cont. Riscos de saúde relacionados ao ambiente físico do trabalho O ambiente de trabalho é o local onde se processa a integração harmónica entre o homem e a natureza; é onde se vive e trabalha. Os factores do ambiente físico do trabalho exercem fortes influências no desempenho do indivíduo, tanto em nível de produtividade, quanto de qualidade, pois actuam directamente sobre seu estado psíquico alterando, de forma significativa, o seu comportamento. o Professor, para o seu próprio bem, deve estar permanentemente, atento as condições inadequadas, sala suja, iluminação insuficiente, lixo mal gestionado, espaços que permitam a passagem moderada de temperaturas de ar, calor radiante, etc estes podem gerar riscos tanto para a sua própria saúde assim como a dos alunos; por outro lado o empregador deve-lhe oferecer um ambiente laboral livre de factores de riscos ocupacionais. Fotos: (www.aplbsindicato.org.br)
  • 12. Cont. Riscos de saúde relacionados á exposição de pó de giz A exposição dos Professores ao pó de giz se assemelha a qualquer outro tipo de poeira. Como as salas de aula são recintos fechados, a concentração da poeira é maior; algumas escolas não há ventilação suficiente para suavizar a concentração desse agente químico. Essa poeira entra em seu corpo através das vias respiratórias, armazenando-se em seus pulmões. Com o passar dos tempos, o acúmulo desse pó em seus pulmões, tira sua capacidade de respirar ou de exercer plenamente a sua função, tão necessária a vida humana. A poeira de giz são partículas cujos diâmetros são menores, que por serem tão pequenas e leves, ficam por muito tempo suspensas no ar, e, por isso, torna-se mais fácil das mesmas penetrarem pelas vias respiratórias sendo invisíveis a olho nu. Fotos: (Edilson Ferreira)
  • 14. O Professor é o agente mais exposto a situações críticas a cada jornada do seu trabalho, por isso vão as seguintes sugestões que ajudarão na melhoria da saúde dos Professores e o seu desempenho seguindo algumas destas dicas: Quando estiver a leccionar procurar trocar de posição alternadamente manter-se em pé e sentado, manter os joelhos levemente flexionados para não forçar as articulações para melhorar a sua postura; Utilizar hidratantes nas mãos e tomar bastante água para evitar alergias com giz; Diminuir ruídos externos que podem forçar o aumento do volume da sua voz, por exemplo (fechar portas e janelas abertas desnecessariamente de modo a preservar a sua voz;
  • 15. Cont. Repensar os seus planos de aulas para facilitar no controle disciplinar da turma e diminuir desgastes, proporcionar boas relações no ambiente escolar; Proporcionar troca de informações com outros professores para dividir o nível de preocupações, como forma de diminuir o estresse; Reservar um tempo para fazer actividades que dêem prazer, por exemplo (ouvir música, assistir jogos, viajar podem ser actividades relaxantes e que ajudam no exercício da profissão; Fazer actividades físicas, por exemplo (caminhar 30 minutos por dia, pode trazer grandes benefícios no combate à obesidade, melhorar o humor e evitar doenças cardiovasculares). Para os professores que utilizam computadores, devem manter o monitor um pouco afastado na altura dos olhos.
  • 16. Cont. Controlar o tempo de trabalho, procurar fazer intervalos para descansar; Procurar não permanecer períodos prolongados com o braço elevado, principalmente em posição superior a 90 graus, quando for escrever no quadro; Fazer exercícios para o uso correto da voz
  • 17. Os riscos relacionados a saúde do Professor foi o tema com base nela actualizamos alguns conhecimentos a título da saúde do professor, tomamos por base ideias construtivas, no qual nos ajudaram a compreender que o professor é um agente que corre uma série de riscos de saúde associados ao seu local de trabalho. A profissão de Professor é uma profissão caracterizada pelo contacto direito com riscos ergonómicos, físicos e biológicos. A profissão de professor é exigida maior número de prestígios; complexidade das tarefas o que acabam criando desgaste a saúde do corpo docente. Neste sentido, ao Professor é necessário prestar maior apoio, em seguintes matérias; procurar acrescer os salários, buscar as fontes e os meios de comunicação, de informação, para a troca do saber, compartilhar dados, instituições privilegiadas, imagens com qualidade, bons livros de ensino,
  • 18. Cont. proporcionar boas conversas pois este é um processo essencial para a vida e saúde tanto do professor, alunos e da própria Instituição. O Professor é a figura mais importante em todo canto do mundo portanto é importante que haja maior responsabilidade de modo a minimizar os riscos de saúde deste que possam provocar dificuldades no exercício das suas tarefas laborais, através da adopção de práticas melhores e mais saudáveis no meio ambiente do trabalho.
  • 19. Rocha, Fernandes, et al. Saúde percebida em professores universitários: género, religião e condições de trabalho. Revista Semestral da Associação de Psicologia Escolar e Educacional. 2006. Garrido MP. Análise Comparativo em Condições de trabalho e saúde de docente. UNESCO; 2005. Hamdan et al. Impacto da voz na qualidade de vida de professores do ensino fundamental. São Paulo: Rocca; 2007.
  • 20. Á SAÚDE DO PROFESSOR