SlideShare uma empresa Scribd logo
História Medieval
ALTA IDADE MÉDIA (introdução)
DIVISÃO HISTÓRICA

 Alta Idade Média (séc. V – X)
  - Fim do império romano e desestruturação da sociedade romana;
  - Formação dos Reino Bárbaros e Cristãos;
  - Surgimento do Islamismo;
  - Formação do Feudalismo.

 Baixa Idade Média (séc. X-XV)
   - Cruzadas;
  - Crise do Feudalismo;
  - Renascimento cultural e urbano.
ALTA IDADE MÉDIA

 Invasões bárbaras
   • Invasões passíficas (III-IV)
       - participação no exército
   •   Invasões violentas (V-IX)
       - chegada dos hunos (séc. V)
       - fim do Império Romano no Ocidente (476 d.C.)
       - Formação dos Reinos Germânicos
       - Violência urbana
       - Êxodo rural
       - desestruturação da instituição estatal.
ANÁLISE DE MAPAS
IMPÉRIO BIZANTINO
 Império Bizantino

   • Cultura
       - predominância da língua grega
       - poderes religiosos concentrados na persona dos imperadores.
       - manutenção de um Estado centralizado
       - mosaico de povos e culturas unidos pela língua e a religião.
   •   Grande entreposto comercial entre Ocidente e Oriente
   •    Justiniano (527-565 d. C.)
       - Corpus juris Civilis (Código de Direito Civil)
       - Haia Sofia (Igreja construída no séc. VI)
       - Queria resgatar o esplendor do Antigo Império Romano.
CISMA DO ORIENTE (1054 a.C.)

• Motivos:

      - Monofisismo
         (Cristo teria somente a natureza divina)
      - Os iconoclastas
        (criticavam o culto à imagens religiosas)
      - O cesaropapismo
        (sistema do qual o imperador controlava o papa e a Igreja)
O ISLAMISMO
 Religião monoteísta iniciada por Maomé

      - 622 d. C. – Hégira (fuga de Maomé)
      - Os cinco princípios
      - O Alcorão (Corão)
      - A unificação político-religiosa da península arábica.
      - Sunitas e Xiitas
 O Império Árabe:

      - Lideranças político-religiosas (califas)
      - Rápida expansão (Arábia, norte Africano, Ibéria)
      - Tolerância religiosa (Al Andaluz)
      - A sofisticação cultural (medicina, filosofia, preservação das
      obras clássicas)
      - Séc. VII e VIII – Dinastia Omíada (principais conquistas)
      - Séc. IX ao XIII – Dinastia Abássida (fragmentação religiosa)
REINO DOS FRANCOS
 Dinastia Merovíngia:

      - Clóvis (481-511 d.C.) – conversão ao Cristianismo
      - Os reis indolentes
      - Carlos, Martel (mordomo do palácio)
      - Batalha de Poitiers (732 d.C.)
 Dinastia Carolíngia:

   • Pepino, o Breve (751-768 d.C.) – Estados pontifícios
   • Carlos Magno (771-814 d.C.):
      - Renascimento Carolíngio
      - Grandes conquistas territoriais
      - As divisões do Império (marcas, ducados, condados…)
      - Os missi dominici
      - 800 d.C. – Imperador do Ocidente
      - 843 d.C. – tratado de Verdum (divisão do império e
      fragmentação política).
FEUDALISMO
 Elementos da formação:

   • Cultura Romana:
      - Clientela,
      - Colonato / commendatio
      - Villae (vilas)

   • Cultura Germânica:
      - Direito consuetudinatário
      - Oralidade
      - Guerra
      - Comitatus
 Características:

   • Economia agrária:
      - comércio frágio, pequena utilização de moedas
      - fechamento do Mediterrâneo

   • Sociedade estamental:
      - laços de legalidade e fidelidade
      - Suserania e vassalagem

   • Descentralização política:
       - desaparecimento das funções do Estado
       - enfraquecimento da figura do rei
       - poder político da nobreza (senhores feudais)
 Os feudos:

   - o muro e o castelo (proteção e defesa)
   - Igreja (tributo: tostão de Pedro)
   - A vila (tributo: foro - pago pelos vilões
                 banalidade - pago pelos servos para usar
                  instrumentos)
   - O bosque e as terras comunais (uso coletivo)
   - O manso servil (tributo: talha)
   - O mando senhorial (tributo: corveia)
O FEUDO:
 A Igreja:

   - Poder temporal (unidade administrativa, interferindo em assuntos
   político
   - o teocentrismo medieval
   - Poder de controle e acesso a informação
   - Importante na conservação e copilação de inúmeros documentos
   por meio do trabalho dos monastérios
Espero que tenha gostado deste
 resumo, continue seus estudos
ouvindo os podcasts relacionados
  aos temas aqui apresentados.
         Até a próxima!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTIL
ANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTILANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTIL
ANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTIL
Edenilson Morais
 
Império bizantino
Império bizantinoImpério bizantino
Império bizantino
alinemaiahistoria
 
Feudalimo Baixa Idade Média
Feudalimo Baixa Idade MédiaFeudalimo Baixa Idade Média
Feudalimo Baixa Idade Média
Edenilson Morais
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
Eduard Henry
 
1° ano império romano - completo
1° ano    império romano - completo1° ano    império romano - completo
1° ano império romano - completo
Daniel Alves Bronstrup
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
Douglas Barraqui
 
Brasil: Economia Colonial
Brasil: Economia ColonialBrasil: Economia Colonial
Brasil: Economia Colonial
Portal do Vestibulando
 
Crescente fértil
Crescente fértilCrescente fértil
Crescente fértil
Murilo Benevides
 
Povos germânicos
Povos germânicosPovos germânicos
Povos germânicos
Eduard Henry
 
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e RomaAntiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
Marilia Pimentel
 
Roma
RomaRoma
Egito 6 ano
Egito 6 anoEgito 6 ano
Egito 6 ano
Escolacsm
 
Povos nativos da América.
Povos nativos da América.Povos nativos da América.
Povos nativos da América.
Camila Brito
 
Civilizações Pré-Colombianas
Civilizações Pré-ColombianasCivilizações Pré-Colombianas
Civilizações Pré-Colombianas
joana71
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
Douglas Barraqui
 
O ser humano chega a america
O ser humano chega a america O ser humano chega a america
O ser humano chega a america
edna2
 
A crise do sistema colonial e a independência
A crise do sistema colonial e a independênciaA crise do sistema colonial e a independência
A crise do sistema colonial e a independência
Andreia Regina Moura Mendes
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Alê Maldonado
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
eiprofessor
 

Mais procurados (20)

ANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTIL
ANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTILANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTIL
ANTIGUIDADE ORIENTAL - CRESCENTE FÉRTIL
 
Império bizantino
Império bizantinoImpério bizantino
Império bizantino
 
Feudalimo Baixa Idade Média
Feudalimo Baixa Idade MédiaFeudalimo Baixa Idade Média
Feudalimo Baixa Idade Média
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
 
1° ano império romano - completo
1° ano    império romano - completo1° ano    império romano - completo
1° ano império romano - completo
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
 
Brasil: Economia Colonial
Brasil: Economia ColonialBrasil: Economia Colonial
Brasil: Economia Colonial
 
Crescente fértil
Crescente fértilCrescente fértil
Crescente fértil
 
Povos germânicos
Povos germânicosPovos germânicos
Povos germânicos
 
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e RomaAntiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Egito 6 ano
Egito 6 anoEgito 6 ano
Egito 6 ano
 
Povos nativos da América.
Povos nativos da América.Povos nativos da América.
Povos nativos da América.
 
Civilizações Pré-Colombianas
Civilizações Pré-ColombianasCivilizações Pré-Colombianas
Civilizações Pré-Colombianas
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
O ser humano chega a america
O ser humano chega a america O ser humano chega a america
O ser humano chega a america
 
A crise do sistema colonial e a independência
A crise do sistema colonial e a independênciaA crise do sistema colonial e a independência
A crise do sistema colonial e a independência
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 

Destaque

Alta idade média
Alta idade médiaAlta idade média
Alta idade média
marcos ursi
 
Alta Idade Média (Bizantinos e Muçulmanos)
Alta Idade Média (Bizantinos e Muçulmanos)Alta Idade Média (Bizantinos e Muçulmanos)
Alta Idade Média (Bizantinos e Muçulmanos)
eiprofessor
 
Império bizantino filé
Império bizantino filéImpério bizantino filé
Império bizantino filé
mundica broda
 
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
Daniel Alves Bronstrup
 
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
Rafael Noronha
 
Transição idade média - idade moderna
Transição   idade média - idade modernaTransição   idade média - idade moderna
Transição idade média - idade moderna
Max22Rodrigues
 
Esquema resumo grécia antiga
Esquema resumo grécia antigaEsquema resumo grécia antiga
Esquema resumo grécia antiga
luzia Camilo lopes
 
RESUMO Completo da Idade média
RESUMO Completo da Idade médiaRESUMO Completo da Idade média
RESUMO Completo da Idade média
Agassis Paulo Bezerra
 
China e Índia na Antiguidade
China e Índia na AntiguidadeChina e Índia na Antiguidade
China e Índia na Antiguidade
Paulo Alexandre
 
Resumo china e índia
Resumo   china e índiaResumo   china e índia
Resumo china e índia
Claudenilson da Silva
 
Idade média slide
Idade média slideIdade média slide
Idade média slide
fernando1011
 
Slides palestra família
Slides palestra famíliaSlides palestra família
Slides palestra família
Clarice-Borges
 
África
ÁfricaÁfrica
África
João Lima
 
A adolescência
A adolescênciaA adolescência
A adolescência
Roberto Nobre
 
Tipos de Família
Tipos de Família Tipos de Família
Tipos de Família
Cordeiro_
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
Moderadora
 
Geografia continente africano
Geografia   continente africanoGeografia   continente africano
Geografia continente africano
André Luiz Marques
 
IMPERIO BIZANTINO
IMPERIO BIZANTINOIMPERIO BIZANTINO
IMPERIO BIZANTINO
Juan Manuel Jiménez Rengifo
 

Destaque (18)

Alta idade média
Alta idade médiaAlta idade média
Alta idade média
 
Alta Idade Média (Bizantinos e Muçulmanos)
Alta Idade Média (Bizantinos e Muçulmanos)Alta Idade Média (Bizantinos e Muçulmanos)
Alta Idade Média (Bizantinos e Muçulmanos)
 
Império bizantino filé
Império bizantino filéImpério bizantino filé
Império bizantino filé
 
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
 
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
 
Transição idade média - idade moderna
Transição   idade média - idade modernaTransição   idade média - idade moderna
Transição idade média - idade moderna
 
Esquema resumo grécia antiga
Esquema resumo grécia antigaEsquema resumo grécia antiga
Esquema resumo grécia antiga
 
RESUMO Completo da Idade média
RESUMO Completo da Idade médiaRESUMO Completo da Idade média
RESUMO Completo da Idade média
 
China e Índia na Antiguidade
China e Índia na AntiguidadeChina e Índia na Antiguidade
China e Índia na Antiguidade
 
Resumo china e índia
Resumo   china e índiaResumo   china e índia
Resumo china e índia
 
Idade média slide
Idade média slideIdade média slide
Idade média slide
 
Slides palestra família
Slides palestra famíliaSlides palestra família
Slides palestra família
 
África
ÁfricaÁfrica
África
 
A adolescência
A adolescênciaA adolescência
A adolescência
 
Tipos de Família
Tipos de Família Tipos de Família
Tipos de Família
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
 
Geografia continente africano
Geografia   continente africanoGeografia   continente africano
Geografia continente africano
 
IMPERIO BIZANTINO
IMPERIO BIZANTINOIMPERIO BIZANTINO
IMPERIO BIZANTINO
 

Semelhante a Resumo alta idade média

Idade média 1 ano
Idade média 1 anoIdade média 1 ano
Idade média 1 ano
Over Lane
 
Idade média 1 ano
Idade média 1 anoIdade média 1 ano
Idade média 1 ano
Over Lane
 
Feudalimo 3
Feudalimo 3Feudalimo 3
Feudalimo 3
Jorge Basílio
 
Idade media
Idade mediaIdade media
Idade media
Sarah Lima
 
Idade Media1
Idade Media1Idade Media1
Idade Media1
Semone
 
5
55
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino FrancoIdade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
Portal do Vestibulando
 
Alta Idade Média
Alta Idade MédiaAlta Idade Média
Alta Idade Média
cecilianoclaro
 
ALTA IDADE MÉDIA
ALTA IDADE MÉDIAALTA IDADE MÉDIA
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Luana Alves
 
A queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidenteA queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidente
222050sandro
 
A queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidenteA queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidente
222050sandro
 
Bizantinos bárbaros - árabes - 3º Ano
Bizantinos   bárbaros - árabes - 3º AnoBizantinos   bárbaros - árabes - 3º Ano
Bizantinos bárbaros - árabes - 3º Ano
Auxiliadora
 
A queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidenteA queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidente
222050sandro
 
A queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidenteA queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidente
222050sandro
 
Feudalismo - baixa idade média
Feudalismo - baixa idade médiaFeudalismo - baixa idade média
Feudalismo - baixa idade média
Charlies Ponciano
 
Feudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademediaFeudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademedia
Braulio Santos Pereira
 
Feudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademediaFeudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademedia
Bruno-machado Bruno
 
3 Bimestre
3 Bimestre3 Bimestre
3 Bimestre
dmflores21
 
Bizantinos e carolíngios
Bizantinos e carolíngiosBizantinos e carolíngios
Bizantinos e carolíngios
Lú Carvalho
 

Semelhante a Resumo alta idade média (20)

Idade média 1 ano
Idade média 1 anoIdade média 1 ano
Idade média 1 ano
 
Idade média 1 ano
Idade média 1 anoIdade média 1 ano
Idade média 1 ano
 
Feudalimo 3
Feudalimo 3Feudalimo 3
Feudalimo 3
 
Idade media
Idade mediaIdade media
Idade media
 
Idade Media1
Idade Media1Idade Media1
Idade Media1
 
5
55
5
 
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino FrancoIdade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
 
Alta Idade Média
Alta Idade MédiaAlta Idade Média
Alta Idade Média
 
ALTA IDADE MÉDIA
ALTA IDADE MÉDIAALTA IDADE MÉDIA
ALTA IDADE MÉDIA
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
A queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidenteA queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidente
 
A queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidenteA queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidente
 
Bizantinos bárbaros - árabes - 3º Ano
Bizantinos   bárbaros - árabes - 3º AnoBizantinos   bárbaros - árabes - 3º Ano
Bizantinos bárbaros - árabes - 3º Ano
 
A queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidenteA queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidente
 
A queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidenteA queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidente
 
Feudalismo - baixa idade média
Feudalismo - baixa idade médiaFeudalismo - baixa idade média
Feudalismo - baixa idade média
 
Feudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademediaFeudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademedia
 
Feudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademediaFeudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademedia
 
3 Bimestre
3 Bimestre3 Bimestre
3 Bimestre
 
Bizantinos e carolíngios
Bizantinos e carolíngiosBizantinos e carolíngios
Bizantinos e carolíngios
 

Mais de Claudenilson da Silva

Resumo revoluoesinglesas
Resumo revoluoesinglesasResumo revoluoesinglesas
Resumo revoluoesinglesas
Claudenilson da Silva
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
Claudenilson da Silva
 
BRASIL COLÔNIA - PARTE I
BRASIL COLÔNIA - PARTE IBRASIL COLÔNIA - PARTE I
BRASIL COLÔNIA - PARTE I
Claudenilson da Silva
 
Resumo processo de independência do brasil
Resumo   processo de independência do brasilResumo   processo de independência do brasil
Resumo processo de independência do brasil
Claudenilson da Silva
 
Colonização da América
Colonização da AméricaColonização da América
Colonização da América
Claudenilson da Silva
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Claudenilson da Silva
 
América Précolombiana
América PrécolombianaAmérica Précolombiana
América Précolombiana
Claudenilson da Silva
 
Revolução Americana
Revolução AmericanaRevolução Americana
Revolução Americana
Claudenilson da Silva
 
Resumo era napoleonica
Resumo   era napoleonicaResumo   era napoleonica
Resumo era napoleonica
Claudenilson da Silva
 
Resumo reforma protestante
Resumo   reforma protestanteResumo   reforma protestante
Resumo reforma protestante
Claudenilson da Silva
 
Resumo mercantilismo e expansão marítima
Resumo   mercantilismo e expansão marítimaResumo   mercantilismo e expansão marítima
Resumo mercantilismo e expansão marítima
Claudenilson da Silva
 
Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
Claudenilson da Silva
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
Claudenilson da Silva
 
Resumo absolutismo monárquico
Resumo   absolutismo monárquicoResumo   absolutismo monárquico
Resumo absolutismo monárquico
Claudenilson da Silva
 
Resumo revoluçoes inglesas
Resumo   revoluçoes inglesasResumo   revoluçoes inglesas
Resumo revoluçoes inglesas
Claudenilson da Silva
 
Resumo o iluminismo
Resumo   o iluminismoResumo   o iluminismo
Resumo o iluminismo
Claudenilson da Silva
 
Resumo baixa idade media
Resumo baixa idade mediaResumo baixa idade media
Resumo baixa idade media
Claudenilson da Silva
 
Resumo grécia antiga
Resumo  grécia antigaResumo  grécia antiga
Resumo grécia antiga
Claudenilson da Silva
 
Resumo egito antigo
Resumo   egito antigoResumo   egito antigo
Resumo egito antigo
Claudenilson da Silva
 
Resumo oiluminismo
Resumo oiluminismoResumo oiluminismo
Resumo oiluminismo
Claudenilson da Silva
 

Mais de Claudenilson da Silva (20)

Resumo revoluoesinglesas
Resumo revoluoesinglesasResumo revoluoesinglesas
Resumo revoluoesinglesas
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
BRASIL COLÔNIA - PARTE I
BRASIL COLÔNIA - PARTE IBRASIL COLÔNIA - PARTE I
BRASIL COLÔNIA - PARTE I
 
Resumo processo de independência do brasil
Resumo   processo de independência do brasilResumo   processo de independência do brasil
Resumo processo de independência do brasil
 
Colonização da América
Colonização da AméricaColonização da América
Colonização da América
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
América Précolombiana
América PrécolombianaAmérica Précolombiana
América Précolombiana
 
Revolução Americana
Revolução AmericanaRevolução Americana
Revolução Americana
 
Resumo era napoleonica
Resumo   era napoleonicaResumo   era napoleonica
Resumo era napoleonica
 
Resumo reforma protestante
Resumo   reforma protestanteResumo   reforma protestante
Resumo reforma protestante
 
Resumo mercantilismo e expansão marítima
Resumo   mercantilismo e expansão marítimaResumo   mercantilismo e expansão marítima
Resumo mercantilismo e expansão marítima
 
Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Resumo absolutismo monárquico
Resumo   absolutismo monárquicoResumo   absolutismo monárquico
Resumo absolutismo monárquico
 
Resumo revoluçoes inglesas
Resumo   revoluçoes inglesasResumo   revoluçoes inglesas
Resumo revoluçoes inglesas
 
Resumo o iluminismo
Resumo   o iluminismoResumo   o iluminismo
Resumo o iluminismo
 
Resumo baixa idade media
Resumo baixa idade mediaResumo baixa idade media
Resumo baixa idade media
 
Resumo grécia antiga
Resumo  grécia antigaResumo  grécia antiga
Resumo grécia antiga
 
Resumo egito antigo
Resumo   egito antigoResumo   egito antigo
Resumo egito antigo
 
Resumo oiluminismo
Resumo oiluminismoResumo oiluminismo
Resumo oiluminismo
 

Último

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 

Último (20)

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 

Resumo alta idade média

  • 1. História Medieval ALTA IDADE MÉDIA (introdução)
  • 2. DIVISÃO HISTÓRICA  Alta Idade Média (séc. V – X) - Fim do império romano e desestruturação da sociedade romana; - Formação dos Reino Bárbaros e Cristãos; - Surgimento do Islamismo; - Formação do Feudalismo.  Baixa Idade Média (séc. X-XV) - Cruzadas; - Crise do Feudalismo; - Renascimento cultural e urbano.
  • 3. ALTA IDADE MÉDIA  Invasões bárbaras • Invasões passíficas (III-IV) - participação no exército • Invasões violentas (V-IX) - chegada dos hunos (séc. V) - fim do Império Romano no Ocidente (476 d.C.) - Formação dos Reinos Germânicos - Violência urbana - Êxodo rural - desestruturação da instituição estatal.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 9.  Império Bizantino • Cultura - predominância da língua grega - poderes religiosos concentrados na persona dos imperadores. - manutenção de um Estado centralizado - mosaico de povos e culturas unidos pela língua e a religião. • Grande entreposto comercial entre Ocidente e Oriente • Justiniano (527-565 d. C.) - Corpus juris Civilis (Código de Direito Civil) - Haia Sofia (Igreja construída no séc. VI) - Queria resgatar o esplendor do Antigo Império Romano.
  • 10. CISMA DO ORIENTE (1054 a.C.) • Motivos: - Monofisismo (Cristo teria somente a natureza divina) - Os iconoclastas (criticavam o culto à imagens religiosas) - O cesaropapismo (sistema do qual o imperador controlava o papa e a Igreja)
  • 11.
  • 13.  Religião monoteísta iniciada por Maomé - 622 d. C. – Hégira (fuga de Maomé) - Os cinco princípios - O Alcorão (Corão) - A unificação político-religiosa da península arábica. - Sunitas e Xiitas
  • 14.  O Império Árabe: - Lideranças político-religiosas (califas) - Rápida expansão (Arábia, norte Africano, Ibéria) - Tolerância religiosa (Al Andaluz) - A sofisticação cultural (medicina, filosofia, preservação das obras clássicas) - Séc. VII e VIII – Dinastia Omíada (principais conquistas) - Séc. IX ao XIII – Dinastia Abássida (fragmentação religiosa)
  • 15.
  • 17.  Dinastia Merovíngia: - Clóvis (481-511 d.C.) – conversão ao Cristianismo - Os reis indolentes - Carlos, Martel (mordomo do palácio) - Batalha de Poitiers (732 d.C.)
  • 18.  Dinastia Carolíngia: • Pepino, o Breve (751-768 d.C.) – Estados pontifícios • Carlos Magno (771-814 d.C.): - Renascimento Carolíngio - Grandes conquistas territoriais - As divisões do Império (marcas, ducados, condados…) - Os missi dominici - 800 d.C. – Imperador do Ocidente - 843 d.C. – tratado de Verdum (divisão do império e fragmentação política).
  • 19.
  • 20.
  • 22.  Elementos da formação: • Cultura Romana: - Clientela, - Colonato / commendatio - Villae (vilas) • Cultura Germânica: - Direito consuetudinatário - Oralidade - Guerra - Comitatus
  • 23.  Características: • Economia agrária: - comércio frágio, pequena utilização de moedas - fechamento do Mediterrâneo • Sociedade estamental: - laços de legalidade e fidelidade - Suserania e vassalagem • Descentralização política: - desaparecimento das funções do Estado - enfraquecimento da figura do rei - poder político da nobreza (senhores feudais)
  • 24.  Os feudos: - o muro e o castelo (proteção e defesa) - Igreja (tributo: tostão de Pedro) - A vila (tributo: foro - pago pelos vilões banalidade - pago pelos servos para usar instrumentos) - O bosque e as terras comunais (uso coletivo) - O manso servil (tributo: talha) - O mando senhorial (tributo: corveia)
  • 26.  A Igreja: - Poder temporal (unidade administrativa, interferindo em assuntos político - o teocentrismo medieval - Poder de controle e acesso a informação - Importante na conservação e copilação de inúmeros documentos por meio do trabalho dos monastérios
  • 27. Espero que tenha gostado deste resumo, continue seus estudos ouvindo os podcasts relacionados aos temas aqui apresentados. Até a próxima!