SlideShare uma empresa Scribd logo
Professor Claudney S. dos Santos
Ideologias políticas do século xix
Ideologias políticas do século xix
Ideologias políticas do século xix
Defesa da propriedade privada;
Livre concorrência e a Lei da oferta e
 da procura;
Estado mínimo( saúde, educação e
 segurança);
Estado de Direito
“A judicialização da política alcançou patamares
  alarmantes no Brasil. Sob o argumento de que vivemos
  sob uma democracia de direitos, o sistema de justiça
  passou a tutelar todas as áreas, interferindo em políticas
  públicas,   imiscuindo-se      no     mérito    do     ato
  administrativo, desbordando de suas competências para
  envolver-se com assuntos que violam assim a
  autonomia dos poderes políticos, tudo submetendo ao
  jurídico”.

 Judicialização da política no Brasil, por           Luiz   Moreira.
 http://www.diplomatique.org.br/artigo.php?id=1364
No século XVIII, o liberalismo
 ganhou força. Para ele, deveria
 haver prosperidade econômica,
 acúmulo de riquezas, trabalho livre
 e não deveria existir agente
 regulador e interventor
Período da economia mercantil, em que a
 produção se destina a trocas e não apenas a
 uso imediato. Não se generalizou o trabalho
 assalariado; trabalhadores independentes
 que vendiam o produto de seu trabalho,
 mas não seu trabalho. Os artesãos eram
 donos                                    de
 suas oficinas, ferramentas e matéria-prima
Ideologias políticas do século xix
Apesar de predominar o produtor
 independente (artesão), generaliza-se
 o trabalho assalariado. A maior parte
 do lucro concentrava-se na mão dos
 comerciantes, intermediários, não nas
 mãos dos produtores. Lucrava mais
 quem comprava e vendia a mercadoria,
 não quem produzia.
Ideologias políticas do século xix
O trabalho assalariado se instala, em prejuízo dos
 artesãos, separando claramente os possuidores de
 meios de produção e o exército de trabalhadores.
Ideologias políticas do século xix
O sistema bancário e grandes corporações financeiras
 tornam-se dominantes e passam a controlar as demais
 atividades.
Fase atual. O capitalismo continua industrial e
 financeiro, mas sua característica principal é a
 importância do conhecimento.
Ideologias políticas do século xix
A EUROPA NO SÉCULO 19:

 SOCIALISMO UTÓPICO

SOCIALISMO CIENTÍFICO

     ANARQUISMO
-Revolução Industrial
        * consolidação do capitalismo
        * classes sociais: burguesia e proletariado


                     industrialização e assalariamento



                                   Controle sobre a
burguesia                       produção e reprodução
                                      de capital




proletaria                       “riquezas” = força de
    do                         trabalho e a prole (filhos)
-Operários = situação desumana
   * até 18 hs de trabalho
   * fábricas insalubres /sem segurança
   * não havia legislação


- reação:   socialismo e anarquismo
O SOCIALISMO
                        Socialismo utópico
                           * abrandar a exploração
                           * sociedade mais
                        igualitária
- Duas correntes

                       Socialismo científico
                           * solução radical
                           * proposta de nova
                       sociedade
O SOCIALISMO UTÓPICO




     Robert Owen          Saint-Simon                 Charles Fourier


-Busca de harmonia nas relações patrão / operário
  * criação de uma sociedade justa
  * não propunha um embate entre as classes sociais
      burguesia se conscientizaria da exploração
  * sociedade mudaria sem a participação dos trabalhadores
      passividade diante da implantação do socialismo
PRINCIPAIS SOCIALISTAS
                       UTÓPICOS
Robert Owen = cooperativas (colocou em prática)
  * classe operária na escola
  * jornada de trabalho reduzida
Saint-Simon = economia e política geridas coletivamente
Charles Fourier = Falanstérios = harmonia
                                = talento/atividades prazerosas




                                                   O Falanstério de
                                                   Fourier



                                                           Prof. Caco Cardozo
O SOcialiSmO científicO
-Karl Marx e Friedrich Engels
   * superação do capitalismo
   * proletariado = revolucionário
   * fim da exploração do homem pelo homem
   * sociedade sem divisão de classes




         Marx e Engels
A tese marxista
    - Homens abandonam o comunismo primitivo e passam a
   desenvolver as forças produtivas
    - Divisão da sociedade em classes sociais

    - Classe dominante = proprietária dos meios de produção
 - Classe dominada = proprietária da força de trabalho
    - Estabelecimento do modo de produção (relação dos
 homens entre si e com a natureza)
    História da Humanidade: sucessão de vários modos de
   produção: primitivo, asiático(?), escravista, feudal,
    capitalista e comunista

    Superação do modo de produção se dá através do
   embate entre dominados e dominadores: a luta de
    classes (o motor da História)
Marx e Engels
-A dinâmica da transformação:
  * modo de produção se desenvolve e cria contradições internas
    irremediáveis
  * contradições levam à organização da classe dominada
  * Classe dominada desaloja a dominante e dá origem a outro modo
    de produção


-Para Marx e Engels esse processo se estabelece como norma, regra
   * daí o caráter científico de sua teoria
ANARQUISMO
-Organização social sem autoridade imposta
  * inexistência de um Estado (opressor)
-Duas correntes:
  1 – Proudhon
     * mudança social pacífica
  2 – Bakunin
     * revolução = destruição das estruturas vigentes
-Anarco-Sindicalismo
   * sindicatos assumem o lugar do Estado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
Douglas Barraqui
 
Brasil Império
Brasil ImpérioBrasil Império
Brasil Império
Munis Pedro
 
Primavera dos Povos
Primavera dos PovosPrimavera dos Povos
Primavera dos Povos
Raphaelly Fernandes
 
Colonização da América
Colonização da AméricaColonização da América
Colonização da América
Claudenilson da Silva
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
Paulo Alexandre
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Nefer19
 
America espanhola
America espanholaAmerica espanhola
America espanhola
joana71
 
Império bizantino
Império bizantinoImpério bizantino
Império bizantino
alinemaiahistoria
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Aulas de História
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
Absolutismo e mercantilismo slide
Absolutismo e mercantilismo slideAbsolutismo e mercantilismo slide
Absolutismo e mercantilismo slide
Jacqueline Matilde
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
Isaquel Silva
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Douglas Barraqui
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
Edenilson Morais
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
Marcos Oliveira
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
Fabiana Tonsis
 
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da ÁsiaImperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Portal do Vestibulando
 
Teóricos do Absolutismo
Teóricos do AbsolutismoTeóricos do Absolutismo
Teóricos do Absolutismo
Edenilson Morais
 
Unificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanhaUnificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanha
Isabel Aguiar
 
3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial
Daniel Alves Bronstrup
 

Mais procurados (20)

A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Brasil Império
Brasil ImpérioBrasil Império
Brasil Império
 
Primavera dos Povos
Primavera dos PovosPrimavera dos Povos
Primavera dos Povos
 
Colonização da América
Colonização da AméricaColonização da América
Colonização da América
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
 
America espanhola
America espanholaAmerica espanhola
America espanhola
 
Império bizantino
Império bizantinoImpério bizantino
Império bizantino
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
 
Absolutismo e mercantilismo slide
Absolutismo e mercantilismo slideAbsolutismo e mercantilismo slide
Absolutismo e mercantilismo slide
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da ÁsiaImperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
 
Teóricos do Absolutismo
Teóricos do AbsolutismoTeóricos do Absolutismo
Teóricos do Absolutismo
 
Unificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanhaUnificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanha
 
3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial
 

Semelhante a Ideologias políticas do século xix

socialismoeanarquismo-131005060429-phpapp01_2.pdf
socialismoeanarquismo-131005060429-phpapp01_2.pdfsocialismoeanarquismo-131005060429-phpapp01_2.pdf
socialismoeanarquismo-131005060429-phpapp01_2.pdf
jeandias52
 
Socialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismoSocialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismo
profcacocardozo
 
Socialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismoSocialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismo
Janayna Lira
 
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
Fatima Freitas
 
Socialismo
SocialismoSocialismo
Fes clássicos da sociologia
Fes   clássicos da sociologiaFes   clássicos da sociologia
Fes clássicos da sociologia
profcacocardozo
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
ProfessoresColeguium
 
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
ProfessoresColeguium
 
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIXNovas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
Andre Luiz
 
Apresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
Apresentação_Economia Solidária_Criticas CapitalismoApresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
Apresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
Fabricio_brito
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
ProfessoresColeguium
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
ProfessoresColeguium
 
Socialismo utopico e cientifico
Socialismo utopico e cientificoSocialismo utopico e cientifico
Socialismo utopico e cientifico
JooBina
 
Doutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIXDoutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIX
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Modos de Produção
Modos de ProduçãoModos de Produção
Modos de Produção
Lucio Oliveira
 
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
PROFºWILTONREIS
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Socialismo.pptx
Socialismo.pptxSocialismo.pptx
Socialismo.pptx
Edinete6
 
Aula 9- ano- Geografia.pptx
Aula 9- ano- Geografia.pptxAula 9- ano- Geografia.pptx
Aula 9- ano- Geografia.pptx
SvioCarvalho10
 

Semelhante a Ideologias políticas do século xix (20)

socialismoeanarquismo-131005060429-phpapp01_2.pdf
socialismoeanarquismo-131005060429-phpapp01_2.pdfsocialismoeanarquismo-131005060429-phpapp01_2.pdf
socialismoeanarquismo-131005060429-phpapp01_2.pdf
 
Socialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismoSocialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismo
 
Socialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismoSocialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismo
 
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Socialismo
SocialismoSocialismo
Socialismo
 
Fes clássicos da sociologia
Fes   clássicos da sociologiaFes   clássicos da sociologia
Fes clássicos da sociologia
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
 
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIXNovas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
 
Apresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
Apresentação_Economia Solidária_Criticas CapitalismoApresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
Apresentação_Economia Solidária_Criticas Capitalismo
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
Socialismo utopico e cientifico
Socialismo utopico e cientificoSocialismo utopico e cientifico
Socialismo utopico e cientifico
 
Doutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIXDoutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIX
 
Modos de Produção
Modos de ProduçãoModos de Produção
Modos de Produção
 
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Socialismo.pptx
Socialismo.pptxSocialismo.pptx
Socialismo.pptx
 
Aula 9- ano- Geografia.pptx
Aula 9- ano- Geografia.pptxAula 9- ano- Geografia.pptx
Aula 9- ano- Geografia.pptx
 

Mais de Privada

Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
Privada
 
Idade Média - Curso completo
Idade Média - Curso completoIdade Média - Curso completo
Idade Média - Curso completo
Privada
 
Culturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianasCulturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianas
Privada
 
Matrículas abertas e com novidades
Matrículas abertas e com novidadesMatrículas abertas e com novidades
Matrículas abertas e com novidades
Privada
 
Matrículas abertas e com novidades
Matrículas abertas e com novidadesMatrículas abertas e com novidades
Matrículas abertas e com novidades
Privada
 
Nova republica
Nova republicaNova republica
Nova republica
Privada
 
O Populismo; A República Liberal; Período Democrático. (1946 – 1964)
O Populismo; A República Liberal; Período Democrático. (1946 – 1964)O Populismo; A República Liberal; Período Democrático. (1946 – 1964)
O Populismo; A República Liberal; Período Democrático. (1946 – 1964)
Privada
 
Idade moderna
Idade modernaIdade moderna
Idade moderna
Privada
 
Grécia
GréciaGrécia
Grécia
Privada
 
Egito Antigo - 1º Ano
Egito Antigo - 1º AnoEgito Antigo - 1º Ano
Egito Antigo - 1º Ano
Privada
 
Mesopotâmia 1º Ano
Mesopotâmia 1º AnoMesopotâmia 1º Ano
Mesopotâmia 1º Ano
Privada
 
Mesopotamia 1 1 ano (1)
Mesopotamia 1   1 ano (1)Mesopotamia 1   1 ano (1)
Mesopotamia 1 1 ano (1)
Privada
 
Pré-história
Pré-históriaPré-história
Pré-história
Privada
 
Primeira guerra 9º ano
Primeira guerra 9º anoPrimeira guerra 9º ano
Primeira guerra 9º ano
Privada
 
Ano novo
Ano novoAno novo
Ano novo
Privada
 
UESB Manual do-candidato-2016
UESB Manual do-candidato-2016UESB Manual do-candidato-2016
UESB Manual do-candidato-2016
Privada
 
Uesb2015 cad2
Uesb2015 cad2Uesb2015 cad2
Uesb2015 cad2
Privada
 
Ditadura releitura
Ditadura   releituraDitadura   releitura
Ditadura releitura
Privada
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
Privada
 
Governos populistas(1945-1964) resumo
Governos populistas(1945-1964)   resumoGovernos populistas(1945-1964)   resumo
Governos populistas(1945-1964) resumo
Privada
 

Mais de Privada (20)

Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
 
Idade Média - Curso completo
Idade Média - Curso completoIdade Média - Curso completo
Idade Média - Curso completo
 
Culturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianasCulturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianas
 
Matrículas abertas e com novidades
Matrículas abertas e com novidadesMatrículas abertas e com novidades
Matrículas abertas e com novidades
 
Matrículas abertas e com novidades
Matrículas abertas e com novidadesMatrículas abertas e com novidades
Matrículas abertas e com novidades
 
Nova republica
Nova republicaNova republica
Nova republica
 
O Populismo; A República Liberal; Período Democrático. (1946 – 1964)
O Populismo; A República Liberal; Período Democrático. (1946 – 1964)O Populismo; A República Liberal; Período Democrático. (1946 – 1964)
O Populismo; A República Liberal; Período Democrático. (1946 – 1964)
 
Idade moderna
Idade modernaIdade moderna
Idade moderna
 
Grécia
GréciaGrécia
Grécia
 
Egito Antigo - 1º Ano
Egito Antigo - 1º AnoEgito Antigo - 1º Ano
Egito Antigo - 1º Ano
 
Mesopotâmia 1º Ano
Mesopotâmia 1º AnoMesopotâmia 1º Ano
Mesopotâmia 1º Ano
 
Mesopotamia 1 1 ano (1)
Mesopotamia 1   1 ano (1)Mesopotamia 1   1 ano (1)
Mesopotamia 1 1 ano (1)
 
Pré-história
Pré-históriaPré-história
Pré-história
 
Primeira guerra 9º ano
Primeira guerra 9º anoPrimeira guerra 9º ano
Primeira guerra 9º ano
 
Ano novo
Ano novoAno novo
Ano novo
 
UESB Manual do-candidato-2016
UESB Manual do-candidato-2016UESB Manual do-candidato-2016
UESB Manual do-candidato-2016
 
Uesb2015 cad2
Uesb2015 cad2Uesb2015 cad2
Uesb2015 cad2
 
Ditadura releitura
Ditadura   releituraDitadura   releitura
Ditadura releitura
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Governos populistas(1945-1964) resumo
Governos populistas(1945-1964)   resumoGovernos populistas(1945-1964)   resumo
Governos populistas(1945-1964) resumo
 

Ideologias políticas do século xix

  • 5. Defesa da propriedade privada; Livre concorrência e a Lei da oferta e da procura; Estado mínimo( saúde, educação e segurança); Estado de Direito
  • 6. “A judicialização da política alcançou patamares alarmantes no Brasil. Sob o argumento de que vivemos sob uma democracia de direitos, o sistema de justiça passou a tutelar todas as áreas, interferindo em políticas públicas, imiscuindo-se no mérito do ato administrativo, desbordando de suas competências para envolver-se com assuntos que violam assim a autonomia dos poderes políticos, tudo submetendo ao jurídico”. Judicialização da política no Brasil, por Luiz Moreira. http://www.diplomatique.org.br/artigo.php?id=1364
  • 7. No século XVIII, o liberalismo ganhou força. Para ele, deveria haver prosperidade econômica, acúmulo de riquezas, trabalho livre e não deveria existir agente regulador e interventor
  • 8. Período da economia mercantil, em que a produção se destina a trocas e não apenas a uso imediato. Não se generalizou o trabalho assalariado; trabalhadores independentes que vendiam o produto de seu trabalho, mas não seu trabalho. Os artesãos eram donos de suas oficinas, ferramentas e matéria-prima
  • 10. Apesar de predominar o produtor independente (artesão), generaliza-se o trabalho assalariado. A maior parte do lucro concentrava-se na mão dos comerciantes, intermediários, não nas mãos dos produtores. Lucrava mais quem comprava e vendia a mercadoria, não quem produzia.
  • 12. O trabalho assalariado se instala, em prejuízo dos artesãos, separando claramente os possuidores de meios de produção e o exército de trabalhadores.
  • 14. O sistema bancário e grandes corporações financeiras tornam-se dominantes e passam a controlar as demais atividades.
  • 15. Fase atual. O capitalismo continua industrial e financeiro, mas sua característica principal é a importância do conhecimento.
  • 17. A EUROPA NO SÉCULO 19: SOCIALISMO UTÓPICO SOCIALISMO CIENTÍFICO ANARQUISMO
  • 18. -Revolução Industrial * consolidação do capitalismo * classes sociais: burguesia e proletariado industrialização e assalariamento Controle sobre a burguesia produção e reprodução de capital proletaria “riquezas” = força de do trabalho e a prole (filhos)
  • 19. -Operários = situação desumana * até 18 hs de trabalho * fábricas insalubres /sem segurança * não havia legislação - reação: socialismo e anarquismo
  • 20. O SOCIALISMO Socialismo utópico * abrandar a exploração * sociedade mais igualitária - Duas correntes Socialismo científico * solução radical * proposta de nova sociedade
  • 21. O SOCIALISMO UTÓPICO Robert Owen Saint-Simon Charles Fourier -Busca de harmonia nas relações patrão / operário * criação de uma sociedade justa * não propunha um embate entre as classes sociais  burguesia se conscientizaria da exploração * sociedade mudaria sem a participação dos trabalhadores  passividade diante da implantação do socialismo
  • 22. PRINCIPAIS SOCIALISTAS UTÓPICOS Robert Owen = cooperativas (colocou em prática) * classe operária na escola * jornada de trabalho reduzida Saint-Simon = economia e política geridas coletivamente Charles Fourier = Falanstérios = harmonia = talento/atividades prazerosas O Falanstério de Fourier Prof. Caco Cardozo
  • 23. O SOcialiSmO científicO -Karl Marx e Friedrich Engels * superação do capitalismo * proletariado = revolucionário * fim da exploração do homem pelo homem * sociedade sem divisão de classes Marx e Engels
  • 24. A tese marxista - Homens abandonam o comunismo primitivo e passam a  desenvolver as forças produtivas - Divisão da sociedade em classes sociais - Classe dominante = proprietária dos meios de produção  - Classe dominada = proprietária da força de trabalho - Estabelecimento do modo de produção (relação dos  homens entre si e com a natureza) História da Humanidade: sucessão de vários modos de  produção: primitivo, asiático(?), escravista, feudal, capitalista e comunista Superação do modo de produção se dá através do  embate entre dominados e dominadores: a luta de classes (o motor da História)
  • 25. Marx e Engels -A dinâmica da transformação: * modo de produção se desenvolve e cria contradições internas irremediáveis * contradições levam à organização da classe dominada * Classe dominada desaloja a dominante e dá origem a outro modo de produção -Para Marx e Engels esse processo se estabelece como norma, regra * daí o caráter científico de sua teoria
  • 26. ANARQUISMO -Organização social sem autoridade imposta * inexistência de um Estado (opressor) -Duas correntes: 1 – Proudhon * mudança social pacífica 2 – Bakunin * revolução = destruição das estruturas vigentes -Anarco-Sindicalismo * sindicatos assumem o lugar do Estado