SlideShare uma empresa Scribd logo
Baixa Idade Média
Declínio do modelo feudal
Primeira fase: Séculos XI - XIII
Aperfeiçoamento da produção agrícola;
Crescimento demográfico;
Expansão territorial – Cruzadas;
Renascimento comercial:
- feiras - hansas ou ligas – mercados medievais
Renascimento urbano;
Surgimento e consolidação da classe burguesa.
Segunda Fase: Séculos XIV-XV
Fome;
Peste Negra;
Guerra dos Cem Anos.
Economia Medieval
A economia medieval
baseou-se em uma
produção agrícola de
subsistência
No entanto, isso não
significa que inexistisse o
comércio nem a indústria.
A existência de artesãos e
comerciantes
asseguraram a existência
de uma circulação de
mercadorias na Europa
Medieval
A Burguesia
As pessoas que asseguravam a existência do comércio na
Europa medieval habitavam os burgos, lugares
fortificados que impulsionavam a retomada da vida
urbana.
O estilo de vida dos burgueses mostrava-se bem diferente
daquele que ocorria dentro dos feudos.
As atividades dos burgueses estariam entre os fatores
responsáveis pelo declínio do modelo feudal.
No início, os burgos surgiram em locais estratégicos,
próximos ou até dentro de feudos, sob controle dos
nobres.Com o passar do tempo puderam comprar sua
autonomia.
Declínio do mundo feudal
O declínio do modelo
feudal ocorre em função
da prosperidade vivida
na primeira fase da
Baixa Idade Média.
Os avanços
tecnológicos, a
prosperidade econômica
e a expansão territorial
marcaram uma era que
não se enquadraria mais
nos modelos feudais.
Comércio, burguesia e lucros
O aparecimento de banqueiros agitou o comércio medieval.
As Cruzadas
As Cruzadas consistiram
em expedições guerreiras
estimuladas pelo papado
com vistas à conquista da
Terra Santa que há séculos
estavam sob o domínio
muçulmano.
Atrelado ao sentido
religioso estava os
interesses da burguesia em
comercializar e da nobreza
e clero em conquistar mais
terras para ampliar seu
poder.
As Cruzadas
Foram convocadas no
século XI pelo Papa Urbano
II.
Os que dela participaram
eram chamados cruzados e
recebiam uma indulgência
especial – o perdão de seus
pecados.
Foram 8 cruzadas oficiais.
Outras ocorreram de caráter
particular e não foram
reconhecidas pela Igreja.
Urbano II convoca as Cruzada
Cruzadas: Mapa
A Reconquista
Ao mesmo tempo em
que haviam as
guerras para
retomada da Terra
Santa na Palestina;
no Ocidente os reis
Europeus tentavam
retomar a Península
Ibérica.
Cruzadas ao Ocidente: Reconquista
Conseqüências das cruzadas
Desestruturação do mundo feudal
Contato entre europeus – bizantinos –
muçulmanos
Intensificação do comércio – reabertura do
Mediterrâneo
Avanço das cidades italianas de Gênova e
Veneza
Ampliação do poder real
O Regresso das Cruzadas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma AntigaRevisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Janaína Bindá
 
1° ano - Grécia Antiga
1° ano -  Grécia Antiga1° ano -  Grécia Antiga
1° ano - Grécia Antiga
Daniel Alves Bronstrup
 
Tempo e história
Tempo e históriaTempo e história
Idade moderna
Idade modernaIdade moderna
Idade moderna
Privada
 
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
Nefer19
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
Paulo Alexandre
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
Douglas Barraqui
 
A colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesaA colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesa
Edenilson Morais
 
Monarquias Nacionais
Monarquias NacionaisMonarquias Nacionais
Monarquias Nacionais
Aulas de História
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
Douglas Barraqui
 
1° ano - Idade Média Ocidental
1° ano  - Idade Média Ocidental1° ano  - Idade Média Ocidental
1° ano - Idade Média Ocidental
Daniel Alves Bronstrup
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
Daniel Alves Bronstrup
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
Elaine Bogo Pavani
 
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudalCrise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Douglas Barraqui
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
Edenilson Morais
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
dmflores21
 
A queda do império romano
A queda do império romanoA queda do império romano
A queda do império romano
cattonia
 
Renascimento Comercial
Renascimento ComercialRenascimento Comercial
Renascimento Comercial
Aulas de História
 
China Antiga - 6º Ano (2018)
China Antiga - 6º Ano (2018)China Antiga - 6º Ano (2018)
China Antiga - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
eiprofessor
 

Mais procurados (20)

Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma AntigaRevisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
 
1° ano - Grécia Antiga
1° ano -  Grécia Antiga1° ano -  Grécia Antiga
1° ano - Grécia Antiga
 
Tempo e história
Tempo e históriaTempo e história
Tempo e história
 
Idade moderna
Idade modernaIdade moderna
Idade moderna
 
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
 
A colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesaA colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesa
 
Monarquias Nacionais
Monarquias NacionaisMonarquias Nacionais
Monarquias Nacionais
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
1° ano - Idade Média Ocidental
1° ano  - Idade Média Ocidental1° ano  - Idade Média Ocidental
1° ano - Idade Média Ocidental
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudalCrise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
 
A queda do império romano
A queda do império romanoA queda do império romano
A queda do império romano
 
Renascimento Comercial
Renascimento ComercialRenascimento Comercial
Renascimento Comercial
 
China Antiga - 6º Ano (2018)
China Antiga - 6º Ano (2018)China Antiga - 6º Ano (2018)
China Antiga - 6º Ano (2018)
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 

Semelhante a Baixa idade média

Resumo baixa idade media
Resumo baixa idade mediaResumo baixa idade media
Resumo baixa idade media
Claudenilson da Silva
 
3 feudalismo
3 feudalismo3 feudalismo
3 feudalismo
profrogerio1
 
Baixa idade media 7º anos
Baixa idade media   7º anosBaixa idade media   7º anos
Baixa idade media 7º anos
Íris Ferreira
 
Baixa idade média
Baixa idade média  Baixa idade média
Baixa idade média
hillary2011
 
IDADEMEDIAFEUDALIMOSISTEMAFEUDALISMO.ppt
IDADEMEDIAFEUDALIMOSISTEMAFEUDALISMO.pptIDADEMEDIAFEUDALIMOSISTEMAFEUDALISMO.ppt
IDADEMEDIAFEUDALIMOSISTEMAFEUDALISMO.ppt
Beni417407
 
BAIXA IDADE MÉDIA.pdf
BAIXA IDADE MÉDIA.pdfBAIXA IDADE MÉDIA.pdf
BAIXA IDADE MÉDIA.pdf
MariaAparecidaFerrei84
 
Trabalho de historia
Trabalho de historiaTrabalho de historia
Trabalho de historia
sarahsouzaaa
 
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
Baixa Idade Media
Baixa Idade MediaBaixa Idade Media
Baixa Idade Media
Marcelo Ferreira Boia
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
Gilmar Rodrigues
 
[Resumo] Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
[Resumo]  Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...[Resumo]  Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
[Resumo] Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
Bruno Camargo
 
A identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidentalA identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidental
Vítor Santos
 
A identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidentalA identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidental
Vítor Santos
 
Baixa Idade Média
Baixa Idade Média Baixa Idade Média
Baixa Idade Média
Julio Cesar Yusuf Cavalcanti
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - História - Baixa Idade Média
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - História -  Baixa Idade Médiawww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - História -  Baixa Idade Média
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - História - Baixa Idade Média
Annalu Jannuzzi
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Tânia Regina
 
Renascimento comercial idade média
Renascimento comercial idade médiaRenascimento comercial idade média
Renascimento comercial idade média
Isabel Aguiar
 
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2017)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2017)A Baixa Idade Média - 7º Ano (2017)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
Nefer19
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
Clara Mendes
 

Semelhante a Baixa idade média (20)

Resumo baixa idade media
Resumo baixa idade mediaResumo baixa idade media
Resumo baixa idade media
 
3 feudalismo
3 feudalismo3 feudalismo
3 feudalismo
 
Baixa idade media 7º anos
Baixa idade media   7º anosBaixa idade media   7º anos
Baixa idade media 7º anos
 
Baixa idade média
Baixa idade média  Baixa idade média
Baixa idade média
 
IDADEMEDIAFEUDALIMOSISTEMAFEUDALISMO.ppt
IDADEMEDIAFEUDALIMOSISTEMAFEUDALISMO.pptIDADEMEDIAFEUDALIMOSISTEMAFEUDALISMO.ppt
IDADEMEDIAFEUDALIMOSISTEMAFEUDALISMO.ppt
 
BAIXA IDADE MÉDIA.pdf
BAIXA IDADE MÉDIA.pdfBAIXA IDADE MÉDIA.pdf
BAIXA IDADE MÉDIA.pdf
 
Trabalho de historia
Trabalho de historiaTrabalho de historia
Trabalho de historia
 
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
 
Baixa Idade Media
Baixa Idade MediaBaixa Idade Media
Baixa Idade Media
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
 
[Resumo] Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
[Resumo]  Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...[Resumo]  Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
[Resumo] Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
 
A identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidentalA identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidental
 
A identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidentalA identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidental
 
Baixa Idade Média
Baixa Idade Média Baixa Idade Média
Baixa Idade Média
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - História - Baixa Idade Média
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - História -  Baixa Idade Médiawww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - História -  Baixa Idade Média
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - História - Baixa Idade Média
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Renascimento comercial idade média
Renascimento comercial idade médiaRenascimento comercial idade média
Renascimento comercial idade média
 
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2017)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2017)A Baixa Idade Média - 7º Ano (2017)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2017)
 
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
 

Mais de Eduard Henry

Pesquisa, citação e referência
Pesquisa, citação e referênciaPesquisa, citação e referência
Pesquisa, citação e referência
Eduard Henry
 
Evolução política de atenas
Evolução política de atenasEvolução política de atenas
Evolução política de atenas
Eduard Henry
 
Evolução política de atenas
Evolução política de atenasEvolução política de atenas
Evolução política de atenas
Eduard Henry
 
Esparta aula 2
Esparta   aula 2Esparta   aula 2
Esparta aula 2
Eduard Henry
 
Primeira guerra mundial I
Primeira guerra mundial IPrimeira guerra mundial I
Primeira guerra mundial I
Eduard Henry
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Eduard Henry
 
Grécia antiga I
Grécia antiga IGrécia antiga I
Grécia antiga I
Eduard Henry
 
Povos germânicos
Povos germânicosPovos germânicos
Povos germânicos
Eduard Henry
 
Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
Eduard Henry
 
Império e república
Império e repúblicaImpério e república
Império e república
Eduard Henry
 
Pré história - aula 1
Pré história - aula 1Pré história - aula 1
Pré história - aula 1
Eduard Henry
 
Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
Eduard Henry
 
Modernos estados nacionais
Modernos estados nacionaisModernos estados nacionais
Modernos estados nacionais
Eduard Henry
 
Modernos estados nacionais
Modernos estados nacionaisModernos estados nacionais
Modernos estados nacionais
Eduard Henry
 
Brasil Colônia III - Escravidão
Brasil Colônia III - EscravidãoBrasil Colônia III - Escravidão
Brasil Colônia III - Escravidão
Eduard Henry
 
Brasil colônia II economia
Brasil colônia II   economiaBrasil colônia II   economia
Brasil colônia II economia
Eduard Henry
 
Brasil colônia i
Brasil colônia iBrasil colônia i
Brasil colônia i
Eduard Henry
 
Renascimento cultural e científico aula 1
Renascimento cultural e científico aula 1Renascimento cultural e científico aula 1
Renascimento cultural e científico aula 1
Eduard Henry
 
Guerra dos cem anos
Guerra dos cem anosGuerra dos cem anos
Guerra dos cem anos
Eduard Henry
 
Peste negra
Peste negraPeste negra
Peste negra
Eduard Henry
 

Mais de Eduard Henry (20)

Pesquisa, citação e referência
Pesquisa, citação e referênciaPesquisa, citação e referência
Pesquisa, citação e referência
 
Evolução política de atenas
Evolução política de atenasEvolução política de atenas
Evolução política de atenas
 
Evolução política de atenas
Evolução política de atenasEvolução política de atenas
Evolução política de atenas
 
Esparta aula 2
Esparta   aula 2Esparta   aula 2
Esparta aula 2
 
Primeira guerra mundial I
Primeira guerra mundial IPrimeira guerra mundial I
Primeira guerra mundial I
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Grécia antiga I
Grécia antiga IGrécia antiga I
Grécia antiga I
 
Povos germânicos
Povos germânicosPovos germânicos
Povos germânicos
 
Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
 
Império e república
Império e repúblicaImpério e república
Império e república
 
Pré história - aula 1
Pré história - aula 1Pré história - aula 1
Pré história - aula 1
 
Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
 
Modernos estados nacionais
Modernos estados nacionaisModernos estados nacionais
Modernos estados nacionais
 
Modernos estados nacionais
Modernos estados nacionaisModernos estados nacionais
Modernos estados nacionais
 
Brasil Colônia III - Escravidão
Brasil Colônia III - EscravidãoBrasil Colônia III - Escravidão
Brasil Colônia III - Escravidão
 
Brasil colônia II economia
Brasil colônia II   economiaBrasil colônia II   economia
Brasil colônia II economia
 
Brasil colônia i
Brasil colônia iBrasil colônia i
Brasil colônia i
 
Renascimento cultural e científico aula 1
Renascimento cultural e científico aula 1Renascimento cultural e científico aula 1
Renascimento cultural e científico aula 1
 
Guerra dos cem anos
Guerra dos cem anosGuerra dos cem anos
Guerra dos cem anos
 
Peste negra
Peste negraPeste negra
Peste negra
 

Último

Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 

Último (20)

Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 

Baixa idade média

  • 1. Baixa Idade Média Declínio do modelo feudal
  • 2. Primeira fase: Séculos XI - XIII Aperfeiçoamento da produção agrícola; Crescimento demográfico; Expansão territorial – Cruzadas; Renascimento comercial: - feiras - hansas ou ligas – mercados medievais Renascimento urbano; Surgimento e consolidação da classe burguesa.
  • 3. Segunda Fase: Séculos XIV-XV Fome; Peste Negra; Guerra dos Cem Anos.
  • 4. Economia Medieval A economia medieval baseou-se em uma produção agrícola de subsistência No entanto, isso não significa que inexistisse o comércio nem a indústria. A existência de artesãos e comerciantes asseguraram a existência de uma circulação de mercadorias na Europa Medieval
  • 5. A Burguesia As pessoas que asseguravam a existência do comércio na Europa medieval habitavam os burgos, lugares fortificados que impulsionavam a retomada da vida urbana. O estilo de vida dos burgueses mostrava-se bem diferente daquele que ocorria dentro dos feudos. As atividades dos burgueses estariam entre os fatores responsáveis pelo declínio do modelo feudal. No início, os burgos surgiram em locais estratégicos, próximos ou até dentro de feudos, sob controle dos nobres.Com o passar do tempo puderam comprar sua autonomia.
  • 6. Declínio do mundo feudal O declínio do modelo feudal ocorre em função da prosperidade vivida na primeira fase da Baixa Idade Média. Os avanços tecnológicos, a prosperidade econômica e a expansão territorial marcaram uma era que não se enquadraria mais nos modelos feudais.
  • 7. Comércio, burguesia e lucros O aparecimento de banqueiros agitou o comércio medieval.
  • 8. As Cruzadas As Cruzadas consistiram em expedições guerreiras estimuladas pelo papado com vistas à conquista da Terra Santa que há séculos estavam sob o domínio muçulmano. Atrelado ao sentido religioso estava os interesses da burguesia em comercializar e da nobreza e clero em conquistar mais terras para ampliar seu poder.
  • 9. As Cruzadas Foram convocadas no século XI pelo Papa Urbano II. Os que dela participaram eram chamados cruzados e recebiam uma indulgência especial – o perdão de seus pecados. Foram 8 cruzadas oficiais. Outras ocorreram de caráter particular e não foram reconhecidas pela Igreja. Urbano II convoca as Cruzada
  • 11. A Reconquista Ao mesmo tempo em que haviam as guerras para retomada da Terra Santa na Palestina; no Ocidente os reis Europeus tentavam retomar a Península Ibérica.
  • 12. Cruzadas ao Ocidente: Reconquista
  • 13. Conseqüências das cruzadas Desestruturação do mundo feudal Contato entre europeus – bizantinos – muçulmanos Intensificação do comércio – reabertura do Mediterrâneo Avanço das cidades italianas de Gênova e Veneza Ampliação do poder real
  • 14. O Regresso das Cruzadas