SlideShare uma empresa Scribd logo
REFORMA PROTESTANTE
Indicadores de prendizagem    Descreve os factores que contribuíram para a crise da Igreja Católica no século XVI.
Motivação Extracto filme Lutero
(José Arruda e Nelson Pilleti)  “ A Reforma Protestante representou a grande transformação religiosa da época moderna”.
No século XVI, a  autoridade e prestígio da Igreja começam a ser fortemente abalados e contestados a  difusão do Humanismo  contribuiu para desenvolver o movimento de contestação à Igreja Thomas More Erasmo de Roterdão
A mais forte contestação à situação da Igreja deu-se na Alemanha “ REFORMA PROTESTANTE” Sob liderança de  Martinho Lutero  inicia-se um movimento conhecido como
Em que consistiu a Reforma Protestante?
O ponto de ruptura aconteceu quando o papa Leão X publicou a  Bula de Indulgências O dinheiro recolhido destinava-se a completar as obras da Basílica de S. Pedro, no Vaticano
O que são as indulgências?
Esta “venda de indulgências” gerou, muita contestação:
Martinho Lutero  reagiu afixando as suas  95 Teses Contra as Indulgências , na porta da catedral de Wittenberg
As 95 Teses contra as Indulgências
Em 1520,  Lutero foi excomungado  pela Igreja Inicia-se, assim, o movimento da  REFORMA PROTESTANTE
Perseguido e excomungado, as  suas ideias reformistas deram início a uma nova doutrina – o  PROTESTANTISMO
De que forma a ruptura de Lutero favoreceu o surgimento de novas doutrinas religiosas?
Martinho Lutero João Calvino Henrique VIII
Difusão da Reforma Protestante na Europa (século XVI).
Este movimento reformista atraiu numerosos adeptos e foi difundido por homens que criaram  novas vertentes do Protestantismo :    João Calvino , na Suíça, fundou o CALVINISMO;    O  rei Henrique VIII , na Inglaterra, fundou o ANGLICANISMO
Completa os espaços em branco: No século XVI, a autoridade e prestígio da Igreja começam a ser fortemente abalados e contestados. Este movimento de contestação à Igreja foi potenciado, entre outros, por humanistas como   . e ,  Martinho Lutero Mas foi um monge agostinho,  que deu início à “Reforma Protestante”. O principal motivo da sua ruptura com Roma foi . O movimento reformista atraiu numerosos adeptos, passando a existir várias vertentes do Protestantismo, tais como  e ACTIVIDADE
Completa os espaços em branco: No século XVI, a autoridade e prestígio da Igreja começam a ser fortemente abalados e contestados. Este movimento de contestação à Igreja foi potenciado, entre outros, por humanistas como   Thomas More . Erasmo de Roterdão e     ,  Martinho Lutero Mas foi um monge agostinho,  que deu início à “Reforma Protestante”. O principal motivo da sua ruptura com Roma foi venda de indulgências. O movimento reformista atraiu numerosos adeptos, passando a existir várias vertentes do Protestantismo, tais como  o Calvinismo e o Anglicanismo.
 
REFORMA PROTESTANTE Movimento religioso de ruptura com a Igreja de Roma, com origem na Alemanha Provocou a divisão da Europa em dois blocos religiosos: CATÓLICOS e PROTESTANTES Lutero fundou o  LUTERANISMO Calvino fundou o  CALVINISMO Henrique VIII fundou o  ANGLICANISMO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resumo reforma protestante
Resumo   reforma protestanteResumo   reforma protestante
Resumo reforma protestante
Claudenilson da Silva
 
A Reforma Protestante
A Reforma Protestante A Reforma Protestante
A Reforma Protestante
Isabella Neves Silva
 
1º ano - Reforma Religiosa
1º ano - Reforma Religiosa1º ano - Reforma Religiosa
1º ano - Reforma Religiosa
Daniel Alves Bronstrup
 
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
Nefer19
 
Luteranismo, calvinismo, anglicanismo e a contrarreforma
Luteranismo, calvinismo, anglicanismo e a contrarreformaLuteranismo, calvinismo, anglicanismo e a contrarreforma
Luteranismo, calvinismo, anglicanismo e a contrarreforma
Guilherme Cardozo
 
28 reforma protestante e contra reforma
28   reforma protestante e contra reforma28   reforma protestante e contra reforma
28 reforma protestante e contra reforma
Carla Freitas
 
Polo centro reforma religiosa - ppt
Polo centro   reforma religiosa - pptPolo centro   reforma religiosa - ppt
Polo centro reforma religiosa - ppt
Jorge Marcos Oliveira
 
Reforma religiosa
Reforma religiosaReforma religiosa
Reforma religiosa
Daniel Alves Bronstrup
 
A contrarreforma
A contrarreformaA contrarreforma
A contrarreforma
Fatima Freitas
 
8. reforma e contra reforma
8. reforma e contra reforma8. reforma e contra reforma
8. reforma e contra reforma
José Augusto Fiorin
 
Igreja e cultura medieval
Igreja e cultura medievalIgreja e cultura medieval
Igreja e cultura medieval
Marilia Pimentel
 
Slider sobre o anglicanismo
Slider sobre o anglicanismoSlider sobre o anglicanismo
Slider sobre o anglicanismo
Efrainho Efrainho
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
seixasmarianas
 
A contrarreforma
A contrarreformaA contrarreforma
A contrarreforma
Marcela Marangon Ribeiro
 
O Calvinismo
O CalvinismoO Calvinismo
O Calvinismo
Petedanis
 
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaAs Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
Douglas Barraqui
 
O Antigo Regime
O Antigo RegimeO Antigo Regime
O Antigo Regime
cattonia
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
Paulo Alexandre
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
João Lima
 
Antecedentes da Reforma Protestante
Antecedentes da Reforma ProtestanteAntecedentes da Reforma Protestante
Antecedentes da Reforma Protestante
Tainara Lira
 

Mais procurados (20)

Resumo reforma protestante
Resumo   reforma protestanteResumo   reforma protestante
Resumo reforma protestante
 
A Reforma Protestante
A Reforma Protestante A Reforma Protestante
A Reforma Protestante
 
1º ano - Reforma Religiosa
1º ano - Reforma Religiosa1º ano - Reforma Religiosa
1º ano - Reforma Religiosa
 
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
 
Luteranismo, calvinismo, anglicanismo e a contrarreforma
Luteranismo, calvinismo, anglicanismo e a contrarreformaLuteranismo, calvinismo, anglicanismo e a contrarreforma
Luteranismo, calvinismo, anglicanismo e a contrarreforma
 
28 reforma protestante e contra reforma
28   reforma protestante e contra reforma28   reforma protestante e contra reforma
28 reforma protestante e contra reforma
 
Polo centro reforma religiosa - ppt
Polo centro   reforma religiosa - pptPolo centro   reforma religiosa - ppt
Polo centro reforma religiosa - ppt
 
Reforma religiosa
Reforma religiosaReforma religiosa
Reforma religiosa
 
A contrarreforma
A contrarreformaA contrarreforma
A contrarreforma
 
8. reforma e contra reforma
8. reforma e contra reforma8. reforma e contra reforma
8. reforma e contra reforma
 
Igreja e cultura medieval
Igreja e cultura medievalIgreja e cultura medieval
Igreja e cultura medieval
 
Slider sobre o anglicanismo
Slider sobre o anglicanismoSlider sobre o anglicanismo
Slider sobre o anglicanismo
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 
A contrarreforma
A contrarreformaA contrarreforma
A contrarreforma
 
O Calvinismo
O CalvinismoO Calvinismo
O Calvinismo
 
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaAs Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
 
O Antigo Regime
O Antigo RegimeO Antigo Regime
O Antigo Regime
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
 
Antecedentes da Reforma Protestante
Antecedentes da Reforma ProtestanteAntecedentes da Reforma Protestante
Antecedentes da Reforma Protestante
 

Destaque

Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
Manuel Pereira Gonçalves
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
josepinho
 
Aula 5 Quinto Período - A Reforma Protestante
Aula 5   Quinto Período - A Reforma ProtestanteAula 5   Quinto Período - A Reforma Protestante
Aula 5 Quinto Período - A Reforma Protestante
Adriano Pascoa
 
Reforma protestante slide
Reforma protestante slideReforma protestante slide
Reforma protestante slide
Eduardo Gomes
 
A Reforma
A ReformaA Reforma
A Reforma
Rui Neto
 
Reforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reformaReforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reforma
Fatima Freitas
 
T100 a trajetória do reformador martinho lutero parte ii-10.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero   parte ii-10.10.13T100 a trajetória do reformador martinho lutero   parte ii-10.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero parte ii-10.10.13
GersonPrates
 
T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
GersonPrates
 
Apresentação da e.m.e.f. martinho lutero
Apresentação da e.m.e.f. martinho luteroApresentação da e.m.e.f. martinho lutero
Apresentação da e.m.e.f. martinho lutero
midiasvidal
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
Rodrigo HistóriaGeografia
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
zebedu
 
05 reforma protestante
05   reforma protestante05   reforma protestante
05 reforma protestante
Ciências Humanas e Suas Tecnologias
 
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
GersonPrates
 
Biografia de martinho lutero
Biografia de martinho luteroBiografia de martinho lutero
Biografia de martinho lutero
João Batista
 
Feminismos em Quadrinhos
Feminismos em QuadrinhosFeminismos em Quadrinhos
Feminismos em Quadrinhos
Valéria Shoujofan
 
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReformaA Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
ProCarreira
 
Martin Luther King Jr
Martin Luther King JrMartin Luther King Jr
Martin Luther King Jr
Aloisio Carvalho
 
Luteranismo
LuteranismoLuteranismo
Luteranismo
letygomezr
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
Maria Gomes
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Jornal O Diário
 

Destaque (20)

Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 
Aula 5 Quinto Período - A Reforma Protestante
Aula 5   Quinto Período - A Reforma ProtestanteAula 5   Quinto Período - A Reforma Protestante
Aula 5 Quinto Período - A Reforma Protestante
 
Reforma protestante slide
Reforma protestante slideReforma protestante slide
Reforma protestante slide
 
A Reforma
A ReformaA Reforma
A Reforma
 
Reforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reformaReforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reforma
 
T100 a trajetória do reformador martinho lutero parte ii-10.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero   parte ii-10.10.13T100 a trajetória do reformador martinho lutero   parte ii-10.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero parte ii-10.10.13
 
T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
 
Apresentação da e.m.e.f. martinho lutero
Apresentação da e.m.e.f. martinho luteroApresentação da e.m.e.f. martinho lutero
Apresentação da e.m.e.f. martinho lutero
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
 
05 reforma protestante
05   reforma protestante05   reforma protestante
05 reforma protestante
 
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
 
Biografia de martinho lutero
Biografia de martinho luteroBiografia de martinho lutero
Biografia de martinho lutero
 
Feminismos em Quadrinhos
Feminismos em QuadrinhosFeminismos em Quadrinhos
Feminismos em Quadrinhos
 
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReformaA Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
 
Martin Luther King Jr
Martin Luther King JrMartin Luther King Jr
Martin Luther King Jr
 
Luteranismo
LuteranismoLuteranismo
Luteranismo
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 

Semelhante a Reforma protestante

A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)
A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)
A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)
Nefer19
 
Trabalho escrito final
Trabalho escrito finalTrabalho escrito final
Trabalho escrito final
bfp1997
 
História da Igreja 2
História da Igreja 2História da Igreja 2
História da Igreja 2
semnazarenovirtual
 
A Reforma Protestante
A  Reforma  ProtestanteA  Reforma  Protestante
A Reforma Protestante
igrejaviva24horas
 
Resumo tempo de reformas
Resumo tempo de reformas Resumo tempo de reformas
Resumo tempo de reformas
Coronel Mateus Mateus1966
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Historia II - M2
Historia II - M2Historia II - M2
Historia II - M2
semnazarenovirtual
 
CONTRARREFORMA.pdf
CONTRARREFORMA.pdfCONTRARREFORMA.pdf
CONTRARREFORMA.pdf
IrisneideMaximo2
 
Reformas religiosas
Reformas religiosasReformas religiosas
Reformas religiosas
Valeria Kosicki
 
25 Geopolitica
25 Geopolitica25 Geopolitica
25 Geopolitica
Angelo Leandro
 
Reforma Protestante
Reforma Protestante Reforma Protestante
Reforma Protestante
Allan Almeida de Araújo
 
O tempo das reformas
O tempo das reformasO tempo das reformas
O tempo das reformas
profisabelfranco
 
Reforma protestante reforma_e_contra-reforma
Reforma protestante reforma_e_contra-reformaReforma protestante reforma_e_contra-reforma
Reforma protestante reforma_e_contra-reforma
rakeloliveiraborges
 
Reforma protestante.pdf
Reforma protestante.pdfReforma protestante.pdf
Reforma protestante.pdf
Hist2021
 
Introducao-a-Reforma-Protestante na idade moderna.pptx
Introducao-a-Reforma-Protestante na idade moderna.pptxIntroducao-a-Reforma-Protestante na idade moderna.pptx
Introducao-a-Reforma-Protestante na idade moderna.pptx
JoseJunior731237
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
profnelton
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
profnelton
 
a reforma religiosa. - temas de História
a reforma religiosa. - temas de Históriaa reforma religiosa. - temas de História
a reforma religiosa. - temas de História
RuiMeireles15
 
A reforma aula
A reforma aulaA reforma aula
A reforma aula
Nuno Faustino
 
Reforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
Reforma e Contra-Reforma da Igreja CatólicaReforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
Reforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
Catarina Sousa
 

Semelhante a Reforma protestante (20)

A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)
A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)
A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)
 
Trabalho escrito final
Trabalho escrito finalTrabalho escrito final
Trabalho escrito final
 
História da Igreja 2
História da Igreja 2História da Igreja 2
História da Igreja 2
 
A Reforma Protestante
A  Reforma  ProtestanteA  Reforma  Protestante
A Reforma Protestante
 
Resumo tempo de reformas
Resumo tempo de reformas Resumo tempo de reformas
Resumo tempo de reformas
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Historia II - M2
Historia II - M2Historia II - M2
Historia II - M2
 
CONTRARREFORMA.pdf
CONTRARREFORMA.pdfCONTRARREFORMA.pdf
CONTRARREFORMA.pdf
 
Reformas religiosas
Reformas religiosasReformas religiosas
Reformas religiosas
 
25 Geopolitica
25 Geopolitica25 Geopolitica
25 Geopolitica
 
Reforma Protestante
Reforma Protestante Reforma Protestante
Reforma Protestante
 
O tempo das reformas
O tempo das reformasO tempo das reformas
O tempo das reformas
 
Reforma protestante reforma_e_contra-reforma
Reforma protestante reforma_e_contra-reformaReforma protestante reforma_e_contra-reforma
Reforma protestante reforma_e_contra-reforma
 
Reforma protestante.pdf
Reforma protestante.pdfReforma protestante.pdf
Reforma protestante.pdf
 
Introducao-a-Reforma-Protestante na idade moderna.pptx
Introducao-a-Reforma-Protestante na idade moderna.pptxIntroducao-a-Reforma-Protestante na idade moderna.pptx
Introducao-a-Reforma-Protestante na idade moderna.pptx
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
a reforma religiosa. - temas de História
a reforma religiosa. - temas de Históriaa reforma religiosa. - temas de História
a reforma religiosa. - temas de História
 
A reforma aula
A reforma aulaA reforma aula
A reforma aula
 
Reforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
Reforma e Contra-Reforma da Igreja CatólicaReforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
Reforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
 

Mais de Maria Gomes

Salazar e os judeus
Salazar e os judeusSalazar e os judeus
Salazar e os judeus
Maria Gomes
 
À descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquestÀ descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquest
Maria Gomes
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
Maria Gomes
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
Maria Gomes
 
Foral de Gondomar
Foral de GondomarForal de Gondomar
Foral de Gondomar
Maria Gomes
 
Dança renascentista
Dança renascentista  Dança renascentista
Dança renascentista
Maria Gomes
 
Música da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentosMúsica da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentos
Maria Gomes
 
Trajesépocadescobrimentos
TrajesépocadescobrimentosTrajesépocadescobrimentos
Trajesépocadescobrimentos
Maria Gomes
 
Instauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismoInstauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismo
Maria Gomes
 
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensãoConflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Maria Gomes
 
Sociedade medieval14
Sociedade medieval14Sociedade medieval14
Sociedade medieval14
Maria Gomes
 
Jogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoriaJogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoria
Maria Gomes
 
Domínio senhorial14a
Domínio senhorial14aDomínio senhorial14a
Domínio senhorial14a
Maria Gomes
 
Crença na imortalidade
Crença na imortalidadeCrença na imortalidade
Crença na imortalidade
Maria Gomes
 
Antigo egito14geo
Antigo egito14geoAntigo egito14geo
Antigo egito14geo
Maria Gomes
 
Resumo neolítico
Resumo neolíticoResumo neolítico
Resumo neolítico
Maria Gomes
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
Maria Gomes
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
Maria Gomes
 
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho  e correçãoRevolução soviética – ficha de trabalho  e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
Maria Gomes
 
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalhoREVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
Maria Gomes
 

Mais de Maria Gomes (20)

Salazar e os judeus
Salazar e os judeusSalazar e os judeus
Salazar e os judeus
 
À descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquestÀ descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquest
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
 
Foral de Gondomar
Foral de GondomarForal de Gondomar
Foral de Gondomar
 
Dança renascentista
Dança renascentista  Dança renascentista
Dança renascentista
 
Música da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentosMúsica da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentos
 
Trajesépocadescobrimentos
TrajesépocadescobrimentosTrajesépocadescobrimentos
Trajesépocadescobrimentos
 
Instauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismoInstauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismo
 
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensãoConflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
 
Sociedade medieval14
Sociedade medieval14Sociedade medieval14
Sociedade medieval14
 
Jogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoriaJogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoria
 
Domínio senhorial14a
Domínio senhorial14aDomínio senhorial14a
Domínio senhorial14a
 
Crença na imortalidade
Crença na imortalidadeCrença na imortalidade
Crença na imortalidade
 
Antigo egito14geo
Antigo egito14geoAntigo egito14geo
Antigo egito14geo
 
Resumo neolítico
Resumo neolíticoResumo neolítico
Resumo neolítico
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
 
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho  e correçãoRevolução soviética – ficha de trabalho  e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
 
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalhoREVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
 

Último

Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdfConstrução Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdfConstrução Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 

Reforma protestante

  • 2. Indicadores de prendizagem  Descreve os factores que contribuíram para a crise da Igreja Católica no século XVI.
  • 4. (José Arruda e Nelson Pilleti) “ A Reforma Protestante representou a grande transformação religiosa da época moderna”.
  • 5. No século XVI, a autoridade e prestígio da Igreja começam a ser fortemente abalados e contestados a difusão do Humanismo contribuiu para desenvolver o movimento de contestação à Igreja Thomas More Erasmo de Roterdão
  • 6. A mais forte contestação à situação da Igreja deu-se na Alemanha “ REFORMA PROTESTANTE” Sob liderança de Martinho Lutero inicia-se um movimento conhecido como
  • 7. Em que consistiu a Reforma Protestante?
  • 8. O ponto de ruptura aconteceu quando o papa Leão X publicou a Bula de Indulgências O dinheiro recolhido destinava-se a completar as obras da Basílica de S. Pedro, no Vaticano
  • 9. O que são as indulgências?
  • 10. Esta “venda de indulgências” gerou, muita contestação:
  • 11. Martinho Lutero reagiu afixando as suas 95 Teses Contra as Indulgências , na porta da catedral de Wittenberg
  • 12. As 95 Teses contra as Indulgências
  • 13. Em 1520, Lutero foi excomungado pela Igreja Inicia-se, assim, o movimento da REFORMA PROTESTANTE
  • 14. Perseguido e excomungado, as suas ideias reformistas deram início a uma nova doutrina – o PROTESTANTISMO
  • 15. De que forma a ruptura de Lutero favoreceu o surgimento de novas doutrinas religiosas?
  • 16. Martinho Lutero João Calvino Henrique VIII
  • 17. Difusão da Reforma Protestante na Europa (século XVI).
  • 18. Este movimento reformista atraiu numerosos adeptos e foi difundido por homens que criaram novas vertentes do Protestantismo :  João Calvino , na Suíça, fundou o CALVINISMO;  O rei Henrique VIII , na Inglaterra, fundou o ANGLICANISMO
  • 19. Completa os espaços em branco: No século XVI, a autoridade e prestígio da Igreja começam a ser fortemente abalados e contestados. Este movimento de contestação à Igreja foi potenciado, entre outros, por humanistas como . e , Martinho Lutero Mas foi um monge agostinho, que deu início à “Reforma Protestante”. O principal motivo da sua ruptura com Roma foi . O movimento reformista atraiu numerosos adeptos, passando a existir várias vertentes do Protestantismo, tais como e ACTIVIDADE
  • 20. Completa os espaços em branco: No século XVI, a autoridade e prestígio da Igreja começam a ser fortemente abalados e contestados. Este movimento de contestação à Igreja foi potenciado, entre outros, por humanistas como Thomas More . Erasmo de Roterdão e , Martinho Lutero Mas foi um monge agostinho, que deu início à “Reforma Protestante”. O principal motivo da sua ruptura com Roma foi venda de indulgências. O movimento reformista atraiu numerosos adeptos, passando a existir várias vertentes do Protestantismo, tais como o Calvinismo e o Anglicanismo.
  • 21.  
  • 22. REFORMA PROTESTANTE Movimento religioso de ruptura com a Igreja de Roma, com origem na Alemanha Provocou a divisão da Europa em dois blocos religiosos: CATÓLICOS e PROTESTANTES Lutero fundou o LUTERANISMO Calvino fundou o CALVINISMO Henrique VIII fundou o ANGLICANISMO

Notas do Editor

  1. Leitura da definição de “Reforma Protestante” no GLOSSÁRIO do manual.
  2. foi interpretada como mais uma prova da falta de moralidade da Igreja
  3. Defendia que cabia a Deus, e não ao Papa, perdoar os pecados
  4. Apresentação dos 3 fundadores das igrejas protestantes: os alunos pesquisarão no manual que igreja fundou cada uma destas figuras.
  5. Os alunos deverão concluir que a Europa ficou dividida: o Protestantismo a Norte e o Catolicismo no Sul.