SlideShare uma empresa Scribd logo
Do Mundo Feudal para a Europa Moderna
 Baixa Idade Média: Europa fragmentada em diversos reinos
“bárbaros”, resultantes das reconquista de territórios antigamente
dominados pelo Império Romano. O principal deles é o reino Franco,
de Clóvis, Pepino o Breve e Carlos Magno:
  a tradição franca de partilha entre os herdeiras acaba fragmentando
o território europeu em diversos feudos comandados pela nobreza.
  o poder do “rei” passa a ser simbólico, sem força política e militar
para dominar toda a região.
 Feudalismo: obstáculos à expansão do comércio: pluralidade de
moedas, multiplicidade de alfândegas e impostos, diversidade de leis,
falta de segurança.
 Crise do Feudalismo: Peste negra + guerras = morte e miséria dos
camponeses, falta de mão-de-obra masculina para cultivar e compor a
cavalaria  revoltas camponesas e crise geral de abastecimento.
A Formação das Monarquias Nacionais
A Formação das Monarquias Nacionais
A Formação das Monarquias Nacionais
A Formação das Monarquias Nacionais
Peste Negra + decadência do feudalismo +
revoltas camponesas + desabastecimento +
avanço do Islã sobre a Europa + ascensão da
burguesia comercial
?
Rei + Nobreza + Clero Católico + Burguesia
Se unem em prol de um novo modelo de Estado
Rei: recuperar o poder perdido pra os senhores feudais
com a fragmentação política da Europa Medieval.
Nobreza: apoio político e militar ao Rei em troca da
manutenção das suas terras, privilégios e títulos.
Clero: apoio ideológico ao Rei em troca da expansão da
fé católica e do combate aos mouros que avançavam
sobre a Europa.
 Burguesia: apoio à centralização política em troca de
políticas econômicas mercantis e da padronização das
normas comerciais do reino (moedas, pesos e medidas).
Absolutismo monárquico: todos os poderes da nação
concentradas nas mãos do Rei.
Forte aliança entre o Rei e a Burguesia comercial.
Mercantilismo: protecionismo, balança comercial
favorável, pacto colonial, metalismo.
Unificação política do território fragmentados pelos
feudos medievais.
Unificação dos impostos, moedas, pesos e medidas.
Criação de um Exército Nacional.
Legitimação ideológica: teoria do direito divino dos
reis (Jean Bodin e Jacques Boussuet)
Portugal: século XII
Espanha: século XV
Inglaterra: século XV
França: século XV
 Itália e Alemanha: a unificação do território só
acontece no século XIX
A Formação das Monarquias Nacionais
 Os reinos da Península Ibérica (Leão, Castela, Navarra e Aragão) se
lançaram na “reconquista” dos territórios tomados pelos “mouros”
desde a expansão do Islã sobre a região, no séc. VIII.
 Para isso, pediram ajuda ao nobre francês Henrique de Borgonha
que, em troca, recebeu uma faixa de terras reconquistadas junto ao
Oceano Atlântico, chama de “Condado Portucalense”.
 Após a morte de Henrique de Borgonha, seu filho Afonso
Henriques declara a Independência do condado em 1139, fundando
o Reino de Portugal.
  catolicismo como religião oficial
  manutenção dos privilégios da Nobreza
  forte aliança do Rei com a burguesia comercial em ascensão.
No caso da Espanha, os territórios reconquistados
tornaram-se dois reinos: “Leão e Castela”, “Navarra e
Aragão”.
Em 1469, o casamento entre os herdeiros desses reino –
Fernando de Aragão e Isabel de Castela – cria um único
reino que, “Castela e Aragão”.
Após a expulsão do mouros de Granada em 1492, seu
último reduto na península ibérica, este território é
anexado ao reino de “Castela e Aragão” dando forma ao
território espanhol que conhecemos hoje.
* O título “Rei de Espanhas” começa a ser usado a partir do sec. XVI para se
referir a Carlos V. Contudo, somente com a constituição de 1812 é que “Espanha”
se torna oficialmente o nome do reino.
Mapa demonstrando a formação de Portugal e Espanha, do século XI ao XIII
Guerra dos Cem Anos (1337-1453): a maior guerra europeia
medieval entre os nobres dos territórios ingleses e franceses.
O longo período de guerras enfraqueceu bastante a nobreza
francesa, porque, à medida que os nobres morriam, seus
feudos iam passando para o domínio do rei, debilitando o
sistema feudal.
A guerra possibilitou a construção de uma identidade
nacional entre os ingleses e principalmente entre os
franceses.
O grandes vencedores do conflito foram os reis, que se
impuseram definitivamente sobre os senhores feudais
arruinados pela guerra.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
Daniel Alves Bronstrup
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
Marcos Oliveira
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
Isaquel Silva
 
Republica velha resumão
Republica velha resumãoRepublica velha resumão
Republica velha resumão
Fabio Santos
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
Edenilson Morais
 
Estado moderno
Estado modernoEstado moderno
Estado moderno
Alê Maldonado
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
Daniel Alves Bronstrup
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
Edenilson Morais
 
SLIDES – A PARTICIPAÇÃO DO BRASIL NA SEGUNDA GUERRA.
SLIDES – A PARTICIPAÇÃO DO BRASIL NA SEGUNDA GUERRA.SLIDES – A PARTICIPAÇÃO DO BRASIL NA SEGUNDA GUERRA.
SLIDES – A PARTICIPAÇÃO DO BRASIL NA SEGUNDA GUERRA.
Tissiane Gomes
 
Uniao iberica slide
Uniao iberica slideUniao iberica slide
Uniao iberica slide
Isabel Aguiar
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
Claudenilson da Silva
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
Vivihistoria
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
Elaine Bogo Pavani
 
A guerra do paraguai
A guerra do paraguaiA guerra do paraguai
A guerra do paraguai
Marcela Marangon Ribeiro
 
1° ano império romano - completo
1° ano    império romano - completo1° ano    império romano - completo
1° ano império romano - completo
Daniel Alves Bronstrup
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
Slides de Tudo
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
Janayna Lira
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
Douglas Barraqui
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joanino
dmflores21
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Janaína Tavares
 

Mais procurados (20)

1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
 
Republica velha resumão
Republica velha resumãoRepublica velha resumão
Republica velha resumão
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
Estado moderno
Estado modernoEstado moderno
Estado moderno
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
 
SLIDES – A PARTICIPAÇÃO DO BRASIL NA SEGUNDA GUERRA.
SLIDES – A PARTICIPAÇÃO DO BRASIL NA SEGUNDA GUERRA.SLIDES – A PARTICIPAÇÃO DO BRASIL NA SEGUNDA GUERRA.
SLIDES – A PARTICIPAÇÃO DO BRASIL NA SEGUNDA GUERRA.
 
Uniao iberica slide
Uniao iberica slideUniao iberica slide
Uniao iberica slide
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
A guerra do paraguai
A guerra do paraguaiA guerra do paraguai
A guerra do paraguai
 
1° ano império romano - completo
1° ano    império romano - completo1° ano    império romano - completo
1° ano império romano - completo
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joanino
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 

Semelhante a A Formação das Monarquias Nacionais

A Formação das Monarquias Nacionais
A Formação das Monarquias NacionaisA Formação das Monarquias Nacionais
A Formação das Monarquias Nacionais
Gilmar Rodrigues
 
Monarquias
MonarquiasMonarquias
A formacao das monarquias nacionais
A formacao das monarquias nacionais A formacao das monarquias nacionais
A formacao das monarquias nacionais
Marcelo Ferreira Boia
 
Formacao dos-estados-nacionais-absolutismo
Formacao dos-estados-nacionais-absolutismoFormacao dos-estados-nacionais-absolutismo
Formacao dos-estados-nacionais-absolutismo
Marcio Cicchelli
 
Monarquias nacionais
Monarquias nacionaisMonarquias nacionais
Monarquias nacionais
Rodrigo HistóriaGeografia
 
Pamela 2
Pamela 2Pamela 2
Pamela 2
Italo Emanoel
 
Formação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Formação das Monarquias Nacionais e AbsolutismoFormação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Formação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Valéria Shoujofan
 
Resumo aula 19 Absolutismo.pptx
Resumo aula 19 Absolutismo.pptxResumo aula 19 Absolutismo.pptx
Resumo aula 19 Absolutismo.pptx
Érica Santos
 
Revisão per. transição-2°_ano
Revisão per. transição-2°_anoRevisão per. transição-2°_ano
Revisão per. transição-2°_ano
Luan Furtado
 
www.CentroApoio.com - História - Formação dos Estados Nacionais - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - História - Formação dos Estados Nacionais - Vídeo Aulas www.CentroApoio.com - História - Formação dos Estados Nacionais - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - História - Formação dos Estados Nacionais - Vídeo Aulas
Vídeo Aulas Apoio
 
Formação do mundo moderno
Formação do mundo moderno Formação do mundo moderno
Formação do mundo moderno
wilson778875
 
Fortalecimento poder reis
Fortalecimento poder reisFortalecimento poder reis
Fortalecimento poder reis
Murilo Lima Nogueira
 
Aula formacao-dos-estados-nacionais-absolutismo
Aula formacao-dos-estados-nacionais-absolutismoAula formacao-dos-estados-nacionais-absolutismo
Aula formacao-dos-estados-nacionais-absolutismo
maida marciano
 
Aula 1 1º ano - historia
Aula 1   1º ano - historiaAula 1   1º ano - historia
Aula 1 1º ano - historia
Aluno Mecanica
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - A formação dos estados nacionais
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  A formação dos estados nacionaiswww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  A formação dos estados nacionais
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - A formação dos estados nacionais
AulasDeHistoriaApoio
 
www.TutoresEscolares.Com.Br - História - A formação dos estados nacionais
www.TutoresEscolares.Com.Br - História -  A formação dos estados nacionaiswww.TutoresEscolares.Com.Br - História -  A formação dos estados nacionais
www.TutoresEscolares.Com.Br - História - A formação dos estados nacionais
Tuotes Escolares
 
www.aulasapoio.com.br - História - A formação dos estados nacionais
www.aulasapoio.com.br  - História -  A formação dos estados nacionaiswww.aulasapoio.com.br  - História -  A formação dos estados nacionais
www.aulasapoio.com.br - História - A formação dos estados nacionais
Bárbara Cristina
 
A alta idade média
A alta idade médiaA alta idade média
A alta idade média
Dione Pereira
 
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
Kerol Brombal
 
monarquias nacionais 2022.pptx
monarquias nacionais 2022.pptxmonarquias nacionais 2022.pptx
monarquias nacionais 2022.pptx
AlineS17
 

Semelhante a A Formação das Monarquias Nacionais (20)

A Formação das Monarquias Nacionais
A Formação das Monarquias NacionaisA Formação das Monarquias Nacionais
A Formação das Monarquias Nacionais
 
Monarquias
MonarquiasMonarquias
Monarquias
 
A formacao das monarquias nacionais
A formacao das monarquias nacionais A formacao das monarquias nacionais
A formacao das monarquias nacionais
 
Formacao dos-estados-nacionais-absolutismo
Formacao dos-estados-nacionais-absolutismoFormacao dos-estados-nacionais-absolutismo
Formacao dos-estados-nacionais-absolutismo
 
Monarquias nacionais
Monarquias nacionaisMonarquias nacionais
Monarquias nacionais
 
Pamela 2
Pamela 2Pamela 2
Pamela 2
 
Formação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Formação das Monarquias Nacionais e AbsolutismoFormação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Formação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
 
Resumo aula 19 Absolutismo.pptx
Resumo aula 19 Absolutismo.pptxResumo aula 19 Absolutismo.pptx
Resumo aula 19 Absolutismo.pptx
 
Revisão per. transição-2°_ano
Revisão per. transição-2°_anoRevisão per. transição-2°_ano
Revisão per. transição-2°_ano
 
www.CentroApoio.com - História - Formação dos Estados Nacionais - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - História - Formação dos Estados Nacionais - Vídeo Aulas www.CentroApoio.com - História - Formação dos Estados Nacionais - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - História - Formação dos Estados Nacionais - Vídeo Aulas
 
Formação do mundo moderno
Formação do mundo moderno Formação do mundo moderno
Formação do mundo moderno
 
Fortalecimento poder reis
Fortalecimento poder reisFortalecimento poder reis
Fortalecimento poder reis
 
Aula formacao-dos-estados-nacionais-absolutismo
Aula formacao-dos-estados-nacionais-absolutismoAula formacao-dos-estados-nacionais-absolutismo
Aula formacao-dos-estados-nacionais-absolutismo
 
Aula 1 1º ano - historia
Aula 1   1º ano - historiaAula 1   1º ano - historia
Aula 1 1º ano - historia
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - A formação dos estados nacionais
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  A formação dos estados nacionaiswww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  A formação dos estados nacionais
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - A formação dos estados nacionais
 
www.TutoresEscolares.Com.Br - História - A formação dos estados nacionais
www.TutoresEscolares.Com.Br - História -  A formação dos estados nacionaiswww.TutoresEscolares.Com.Br - História -  A formação dos estados nacionais
www.TutoresEscolares.Com.Br - História - A formação dos estados nacionais
 
www.aulasapoio.com.br - História - A formação dos estados nacionais
www.aulasapoio.com.br  - História -  A formação dos estados nacionaiswww.aulasapoio.com.br  - História -  A formação dos estados nacionais
www.aulasapoio.com.br - História - A formação dos estados nacionais
 
A alta idade média
A alta idade médiaA alta idade média
A alta idade média
 
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
 
monarquias nacionais 2022.pptx
monarquias nacionais 2022.pptxmonarquias nacionais 2022.pptx
monarquias nacionais 2022.pptx
 

Mais de Bruce Portes

Os Escravos nas Minas Gerais
Os Escravos nas Minas GeraisOs Escravos nas Minas Gerais
Os Escravos nas Minas Gerais
Bruce Portes
 
O Barroco Mineiro
O Barroco MineiroO Barroco Mineiro
O Barroco Mineiro
Bruce Portes
 
As Irmandades Leigas nas Minas Gerais
As Irmandades Leigas nas Minas Gerais As Irmandades Leigas nas Minas Gerais
As Irmandades Leigas nas Minas Gerais
Bruce Portes
 
A Fundação das Minas Gerais: arraiais, vilas e cidades.
A Fundação das Minas Gerais: arraiais, vilas e cidades.A Fundação das Minas Gerais: arraiais, vilas e cidades.
A Fundação das Minas Gerais: arraiais, vilas e cidades.
Bruce Portes
 
A Filosofia na Grécia Antiga
A Filosofia na Grécia AntigaA Filosofia na Grécia Antiga
A Filosofia na Grécia Antiga
Bruce Portes
 
A Arte na Grécia Antiga
A Arte na Grécia AntigaA Arte na Grécia Antiga
A Arte na Grécia Antiga
Bruce Portes
 
Política e sociedade na Grécia Antiga
Política e sociedade na Grécia AntigaPolítica e sociedade na Grécia Antiga
Política e sociedade na Grécia Antiga
Bruce Portes
 
Arte na Grécia Antiga
Arte na Grécia AntigaArte na Grécia Antiga
Arte na Grécia Antiga
Bruce Portes
 
Religiosidade na Grécia Antiga
Religiosidade na Grécia AntigaReligiosidade na Grécia Antiga
Religiosidade na Grécia Antiga
Bruce Portes
 
Os Escravos Africanos nas Minas Gerais
Os Escravos Africanos nas Minas GeraisOs Escravos Africanos nas Minas Gerais
Os Escravos Africanos nas Minas Gerais
Bruce Portes
 
A Fundação das Minas Gerais
A Fundação das Minas GeraisA Fundação das Minas Gerais
A Fundação das Minas Gerais
Bruce Portes
 
A religiosidade popular e suas irmandades.
A religiosidade popular e suas irmandades.A religiosidade popular e suas irmandades.
A religiosidade popular e suas irmandades.
Bruce Portes
 
Barroco mineiro
Barroco mineiroBarroco mineiro
Barroco mineiro
Bruce Portes
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
Bruce Portes
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
Bruce Portes
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
Bruce Portes
 
Cruzeiro
CruzeiroCruzeiro
Cruzeiro
Bruce Portes
 
Atletico
AtleticoAtletico
Atletico
Bruce Portes
 

Mais de Bruce Portes (18)

Os Escravos nas Minas Gerais
Os Escravos nas Minas GeraisOs Escravos nas Minas Gerais
Os Escravos nas Minas Gerais
 
O Barroco Mineiro
O Barroco MineiroO Barroco Mineiro
O Barroco Mineiro
 
As Irmandades Leigas nas Minas Gerais
As Irmandades Leigas nas Minas Gerais As Irmandades Leigas nas Minas Gerais
As Irmandades Leigas nas Minas Gerais
 
A Fundação das Minas Gerais: arraiais, vilas e cidades.
A Fundação das Minas Gerais: arraiais, vilas e cidades.A Fundação das Minas Gerais: arraiais, vilas e cidades.
A Fundação das Minas Gerais: arraiais, vilas e cidades.
 
A Filosofia na Grécia Antiga
A Filosofia na Grécia AntigaA Filosofia na Grécia Antiga
A Filosofia na Grécia Antiga
 
A Arte na Grécia Antiga
A Arte na Grécia AntigaA Arte na Grécia Antiga
A Arte na Grécia Antiga
 
Política e sociedade na Grécia Antiga
Política e sociedade na Grécia AntigaPolítica e sociedade na Grécia Antiga
Política e sociedade na Grécia Antiga
 
Arte na Grécia Antiga
Arte na Grécia AntigaArte na Grécia Antiga
Arte na Grécia Antiga
 
Religiosidade na Grécia Antiga
Religiosidade na Grécia AntigaReligiosidade na Grécia Antiga
Religiosidade na Grécia Antiga
 
Os Escravos Africanos nas Minas Gerais
Os Escravos Africanos nas Minas GeraisOs Escravos Africanos nas Minas Gerais
Os Escravos Africanos nas Minas Gerais
 
A Fundação das Minas Gerais
A Fundação das Minas GeraisA Fundação das Minas Gerais
A Fundação das Minas Gerais
 
A religiosidade popular e suas irmandades.
A religiosidade popular e suas irmandades.A religiosidade popular e suas irmandades.
A religiosidade popular e suas irmandades.
 
Barroco mineiro
Barroco mineiroBarroco mineiro
Barroco mineiro
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
Cruzeiro
CruzeiroCruzeiro
Cruzeiro
 
Atletico
AtleticoAtletico
Atletico
 

Último

Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 

A Formação das Monarquias Nacionais

  • 1. Do Mundo Feudal para a Europa Moderna
  • 2.  Baixa Idade Média: Europa fragmentada em diversos reinos “bárbaros”, resultantes das reconquista de territórios antigamente dominados pelo Império Romano. O principal deles é o reino Franco, de Clóvis, Pepino o Breve e Carlos Magno:   a tradição franca de partilha entre os herdeiras acaba fragmentando o território europeu em diversos feudos comandados pela nobreza.   o poder do “rei” passa a ser simbólico, sem força política e militar para dominar toda a região.  Feudalismo: obstáculos à expansão do comércio: pluralidade de moedas, multiplicidade de alfândegas e impostos, diversidade de leis, falta de segurança.  Crise do Feudalismo: Peste negra + guerras = morte e miséria dos camponeses, falta de mão-de-obra masculina para cultivar e compor a cavalaria  revoltas camponesas e crise geral de abastecimento.
  • 7. Peste Negra + decadência do feudalismo + revoltas camponesas + desabastecimento + avanço do Islã sobre a Europa + ascensão da burguesia comercial ? Rei + Nobreza + Clero Católico + Burguesia Se unem em prol de um novo modelo de Estado
  • 8. Rei: recuperar o poder perdido pra os senhores feudais com a fragmentação política da Europa Medieval. Nobreza: apoio político e militar ao Rei em troca da manutenção das suas terras, privilégios e títulos. Clero: apoio ideológico ao Rei em troca da expansão da fé católica e do combate aos mouros que avançavam sobre a Europa.  Burguesia: apoio à centralização política em troca de políticas econômicas mercantis e da padronização das normas comerciais do reino (moedas, pesos e medidas).
  • 9. Absolutismo monárquico: todos os poderes da nação concentradas nas mãos do Rei. Forte aliança entre o Rei e a Burguesia comercial. Mercantilismo: protecionismo, balança comercial favorável, pacto colonial, metalismo. Unificação política do território fragmentados pelos feudos medievais. Unificação dos impostos, moedas, pesos e medidas. Criação de um Exército Nacional. Legitimação ideológica: teoria do direito divino dos reis (Jean Bodin e Jacques Boussuet)
  • 10. Portugal: século XII Espanha: século XV Inglaterra: século XV França: século XV  Itália e Alemanha: a unificação do território só acontece no século XIX
  • 12.  Os reinos da Península Ibérica (Leão, Castela, Navarra e Aragão) se lançaram na “reconquista” dos territórios tomados pelos “mouros” desde a expansão do Islã sobre a região, no séc. VIII.  Para isso, pediram ajuda ao nobre francês Henrique de Borgonha que, em troca, recebeu uma faixa de terras reconquistadas junto ao Oceano Atlântico, chama de “Condado Portucalense”.  Após a morte de Henrique de Borgonha, seu filho Afonso Henriques declara a Independência do condado em 1139, fundando o Reino de Portugal.   catolicismo como religião oficial   manutenção dos privilégios da Nobreza   forte aliança do Rei com a burguesia comercial em ascensão.
  • 13. No caso da Espanha, os territórios reconquistados tornaram-se dois reinos: “Leão e Castela”, “Navarra e Aragão”. Em 1469, o casamento entre os herdeiros desses reino – Fernando de Aragão e Isabel de Castela – cria um único reino que, “Castela e Aragão”. Após a expulsão do mouros de Granada em 1492, seu último reduto na península ibérica, este território é anexado ao reino de “Castela e Aragão” dando forma ao território espanhol que conhecemos hoje. * O título “Rei de Espanhas” começa a ser usado a partir do sec. XVI para se referir a Carlos V. Contudo, somente com a constituição de 1812 é que “Espanha” se torna oficialmente o nome do reino.
  • 14. Mapa demonstrando a formação de Portugal e Espanha, do século XI ao XIII
  • 15. Guerra dos Cem Anos (1337-1453): a maior guerra europeia medieval entre os nobres dos territórios ingleses e franceses. O longo período de guerras enfraqueceu bastante a nobreza francesa, porque, à medida que os nobres morriam, seus feudos iam passando para o domínio do rei, debilitando o sistema feudal. A guerra possibilitou a construção de uma identidade nacional entre os ingleses e principalmente entre os franceses. O grandes vencedores do conflito foram os reis, que se impuseram definitivamente sobre os senhores feudais arruinados pela guerra.
  • 16. FIM