SlideShare uma empresa Scribd logo
Recuperação Anual
2º Moderna
Cap.01 _ 1.4 Estequiometria
◦ Massa Molar (CHONPS): A massa molar é a massa em gramas de um mol de entidades elementares
H2O (água)
O = 1x 16 = 16
H = 2 x 1 = 2
M = 16 + 2 = 18g/mol
CO2 (dióxido de carbono)
O = 2 x 16 = 32
C = 1 x 12 = 12
M = 32 + 12 = 44g/mol
C12H22O11 (sacarose)
O = 11 x 16 = 176
H = 22 x 1 = 22
C = 12 x 12 = 144
M = 176 + 22 + 144 = 342g/mol
Ca(NO3)2 (nitrato de cálcio)
O = 6 x 16 = 96
N = 2 x 14 = 28
Ca = 1 x 40 = 40
M = 96 + 28 + 40 = 164g/mol
Cap.01 _ 1.4 Estequiometria
◦ Mol: é uma unidade de medida utilizada para expressar a quantidade de matéria microscópica,
como átomos e moléculas.
𝑚𝑜𝑙
𝑛º 𝑑𝑜 𝑏𝑎𝑙𝑎𝑛𝑐𝑒𝑎𝑚𝑒𝑛𝑡𝑜
(𝑛)
↔
𝑚𝑎𝑠𝑠𝑎 𝑚𝑜𝑙𝑎𝑟 (𝑔/𝑚𝑜𝑙)
𝑛 𝑥 𝐶𝐻𝑂𝑁𝑃𝑆
↔
𝑁ú𝑚𝑒𝑟𝑜 𝑑𝑒 𝐴𝑣𝑜𝑔𝑎𝑑𝑟𝑜
𝑛 𝑥 6,02 . 1023
𝑒𝑛𝑡𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒𝑠
↔
𝑉𝑜𝑙𝑢𝑚𝑒 𝑀𝑜𝑙𝑎𝑟
𝑛 𝑥 22,4𝐿 (𝐶𝑁𝑇𝑃)
𝑉 = 𝑛𝑅𝑇/𝑃
𝑉 = 𝑚/𝑑
◦
𝑙𝑒𝑖𝑡𝑢𝑟𝑎 𝑒𝑚 𝑚𝑜𝑙
𝑙𝑒𝑖𝑡𝑢𝑟𝑎 𝑒𝑚 𝑔𝑟𝑎𝑚𝑎𝑠
𝑙𝑒𝑖𝑡𝑢𝑟𝑎 𝑒𝑚 𝐴𝑣𝑜𝑔𝑎𝑑𝑟𝑜
𝑙𝑒𝑖𝑡𝑢𝑟𝑎 𝑒𝑚 𝑣𝑜𝑙𝑢𝑚𝑒 (𝐶𝑁𝑇𝑃)
⋮
𝑁2(𝑔)
1 𝑚𝑜𝑙
1 𝑥 28𝑔
1 𝑥 6,02. 1023
1 𝑥 22,4𝐿
+ 3𝐻2(𝑔)
3 𝑚𝑜𝑙𝑠
3 𝑥 2𝑔
3 𝑥 6,02. 1023
3 𝑥 22,4𝐿
→ 2𝑁𝐻3(𝑔)
2 𝑚𝑜𝑙𝑠
2 𝑥 17𝑔
2 𝑥 6,02. 1023
2 𝑥 22,4𝐿
Cap.01 _ 1.4 Estequiometria
◦ Utilizamos o cálculo estequiométrico quando desejamos descobrir a quantidade de determinadas
substâncias envolvidas numa reação química, reagentes e/ou produtos.
Antes de começar a resolução dos cálculos, devemos seguir alguns passos, como:
𝑬𝒔𝒄𝒓𝒆𝒗𝒆𝒓 𝒂 𝒆𝒒𝒖𝒂çã𝒐 𝒒𝒖í𝒎𝒊𝒄𝒂 →
𝑩𝒂𝒍𝒂𝒏𝒄𝒆𝒂𝒓
𝒆𝒔𝒔𝒂 𝒆𝒒𝒖𝒂çã𝒐
∗ 𝒓𝒆𝒂çõ𝒆𝒔 𝒔𝒖𝒄𝒆𝒔𝒔𝒊𝒗𝒂𝒔
→
𝑬𝒔𝒕𝒂𝒃𝒆𝒍𝒆𝒄𝒆𝒓 𝒂𝒔
𝒑𝒓𝒐𝒑𝒐𝒓çõ𝒆𝒔 𝒅𝒂𝒔 𝒈𝒓𝒂𝒏𝒅𝒆𝒛𝒂𝒔
𝒆𝒏𝒗𝒐𝒍𝒗𝒊𝒅𝒂𝒔 𝒏𝒐 𝒑𝒓𝒐𝒃𝒍𝒆𝒎𝒂
∗ 𝒑𝒖𝒓𝒆𝒛𝒂
→
∗
𝒗𝒆𝒓𝒊𝒇𝒊𝒄𝒂𝒓
𝒐 𝒆𝒙𝒄𝒆𝒔𝒔𝒐
→
𝑬𝒔𝒕𝒂𝒃𝒆𝒍𝒆𝒄𝒆𝒓 𝒖𝒎𝒂
𝒓𝒆𝒈𝒓𝒂 𝒅𝒆 𝒕𝒓ê𝒔
∗ 𝒓𝒆𝒏𝒅𝒊𝒎𝒆𝒏𝒕𝒐
(𝒓𝒆𝒔𝒑𝒐𝒔𝒕𝒂 𝒇𝒊𝒏𝒂𝒍)
Cap.01 _ 1.4 Estequiometria
Qual será a massa, em gramas, de água
produzida a partir de 8 g de gás hidrogênio?
1° Escrever a reação:
H2 + O2 → H2O
2° Balancear a equação:
2 H2 + O2 → 2 H2O
3° Estabelecer as proporções
2 H2 + O2 → 2 H2O
8 g ----------------- x g
2 . (2g) ----------- 2 . (18g)
4º Estabelecer uma regra da três
8g -------- xg
4g -------- 36g
x = 72 g
Logo, a quantidade de água produzida será
de 72 g.
15 g de H2SO4, com 90% de pureza, reage
com alumínio para formar Aℓ2(SO4)3 e H2.
Qual será a massa de hidrogênio formada?
1° Escrever a reação:
Aℓ + H2SO4→ Aℓ2(SO4)3 + H2
2° Balancear a equação:
2 Aℓ + 3 H2SO4→ Aℓ2(SO4)3 + 3 H2
3° Estabelecer as proporções + * calcular
a pureza
2 Aℓ + 3 H2SO4→ Aℓ2(SO4)3 + 3 H2
15g . 90% ------------------- x g
3 . (98g) ------------------3 . (2g)
4º Estabelecer uma regra da três
13,5g --------xg
294g --------6g
x = 0,275g
Logo a quantidade de hidrogênio formada
será de 0,275 g.
Queimando 40 g de carbono puro, com
rendimento de 95%, qual será a massa de
dióxido de carbono obtida?
1° Escrever a reação:
C + O2 → CO2
2° Balancear a equação:
C + O2 → CO2
3° Estabelecer as proporções
C + O2 → CO2
40g --------- x g
1 . 12g------1 . (44g)
4º Estabelecer uma regra da três + *
Calcular o rendimento
40g -----------xg
12g -----------44g
x = 146,66g
146,66 g . 95% = 139,32g
Logo a quantidade de CO2 obtida pela queima
de carbono puro, numa reação com rendimento
de 95%, será de 139,32 g.
Cap.01 _ 1.4 Estequiometria
Qual será a massa de sulfato de sódio (Na2SO4) obtida na reação de 16 g de hidróxido de sódio (NaOH) com 20 g de ácido
sulfúrico (H2SO4)?
1° Escrever a reação:
NaOH + H2SO4 → Na2SO4 + H2O
2° Balancear a equação:
2NaOH + H2SO4 → Na2SO4 + H2O
3° Estabelecer as proporções
2NaOH + H2SO4 → Na2SO4 + H2O
16g -------- 20g ------- xg
2 . (40g)---1 . (98g)--- 1 . (142g)
* Verificar o excesso (só sobre os reagentes)
2NaOH | H2SO4
𝟏𝟔𝒈 ÷ 𝟖𝟎𝒈 𝟐𝟎𝒈 ÷ 𝟗𝟖𝒈
𝟎, 𝟐 𝟎, 𝟐𝟎𝟒
Portanto o H2SO4 é a substância em excesso
4º Estabelecer uma regra da três (descartando a
substância em excesso)
2NaOH + H2SO4 → Na2SO4 + H2O
16g ----------------------- xg
80g --------------------- 142g
x = 28,40 g
Logo a quantidade de sulfato de sódio obtida na reação será
de 28,40 g.
AGORA É COM VOCÊ
Pág. 39 _ Questões 1 e 4
Pág.43 à 49 _ Questões 1, 4, 10, 14, e 31
Cap.02 Termoquímica
◦ Termoquímica é a parte da química que estuda as quantidades de calor liberados ou absorvidos, durante uma
reação química.
◦ Tipos de reações
- Reações Exotérmicas_ O ΔH das reações exotérmicas é negativo.
São aquelas que liberam calor para o meio ambiente.
- Reações Endotérmicas _ O ΔH das reações endotérmicas é positivo.
São aquelas que absorvem calor do meio ambiente.
AGORA É COM VOCÊ
Pág.81 à 85 _ Questão 3
Cap.02 Termoquímica
◦ Entalpia (H)
∆𝑯 = 𝑯 𝒇 − 𝑯𝒊
ΔH = variação de entalpia
Hf = soma das entalpias dos produtos da reação
Hi = soma das entalpias dos reagentes da reação
AGORA É COM VOCÊ
Pág.81 à 85 _ Questões 14, 16 e 21
Cap.02 Termoquímica
◦ Lei de Hess
∆𝑯 = 𝑯 𝟏 + 𝑯 𝟐 + 𝑯 𝟑 + ⋯
ΔH = variação de entalpia
H1 = entalpia da primeira reação
H2 = entalpia da segunda reação
H3 = entalpia da terceira reação
Cap.02 Termoquímica
◦ Lei de Hess
Exemplo
Calcular o ΔH da reação:
Dados:
Resolução
AGORA É COM VOCÊ
Pág.73 _ Questões 1 e 2
Pág.81 à 85 _ Questões 9, 11, 16 e 22
Cap.02 Termoquímica
◦ Energia de Ligação
∆𝑯 = 𝑯𝒊 − 𝑯 𝒇
ΔH = variação de entalpia
Hf = soma das entalpias dos produtos da reação (ligações formadas)
Hi = soma das entalpias dos reagentes da reação (ligações quebradas)
Cap.02 Termoquímica
◦ Energia de Ligação
Exemplo
Calcular o ΔH da reação:
C2H4(g) + H2(g) → C2H6(g)
conhecendo-se as seguintes energias de ligação, em kcal/mol:
C = C ... + 146,8
C — H ... + 98,8
C — C ... + 83,2
H — H ... + 104,2
Resolução
Total de ligações quebradas:
Total de ligações formadas:
ΔH = 4 · 98,8 + 1 · 146,8 + 1 · 104,2 + 6 · (–98,8) + 1 · (– 83,2)
AGORA É COM VOCÊ
Pág.77 _ Questões 1, 2 e 3
Pág.81 à 85 _ Questões 4, 13 e 17
Cap.06 Oxirredução
◦ O número de oxidação (NOX)
Cap.06 Oxirredução
◦ Oxirredução é uma reação química em que há a ocorrência de oxidação e redução de átomos de substâncias
(espécie química) presentes no processo.
◦ Oxidação: É a perda de elétrons por parte de um átomo de uma espécie química. (causa aumento do NOX)
◦ Redução: É o ganho de elétrons por parte de um átomo de uma espécie química. (causa diminuição do NOX)
◦ Agente redutor e agente oxidante: A espécie química que sofre o fenômeno da oxidação é denominada de agente redutor, e a
espécie que sofre o fenômeno da redução é chamada de agente oxidante.
Cap.06 Oxirredução
◦ Balanceamento de uma equação de oxirredução
KMnO4 + H2SO4 +H2O2 → K2SO4 +H2O +O2 +MnSO4
1º _ Determinar os NOX de todos os átomos e íons da
reação (observando que elemento mudou de NOX durante
a reação);
2º _ Determinação da variação (Δ) da oxidação e da
redução;
O2 = ∆Nox = 2 . 1 = 2
MnSO4= ∆Nox = 1 . 5 = 5
3º _ Inversão dos valores de Δ;
O2 = ∆Nox = 2 → 2 será o coeficiente de MnSO4
MnSO4 = ∆Nox = 5→ 5 será o coeficiente de O2
KMnO4 + H2SO4 + H2O2 → K2SO4 + H2O + 5
O2+ 2 MnSO4
4º _ Determinação dos demais coeficientes pelo
método de tentativa.
2 KMnO4 + 3 H2SO4 +5 H2O2 → 1 K2SO4 + 8 H2O
+5 O2+ 2 MnSO4
AGORA É COM VOCÊ
Pág.248 _ Questões 1 e 2
Pág.259 à 263 _ Questões 1, 2 e 6
Cap.07 Eletroquímica
◦ Eletroquímica é o estudo das reações nas quais ocorre conversão de energia química em energia elétrica e
vice-versa.
Cap.07 Eletroquímica
◦ Pilhas
Nomenclatura dos Eletrodos Esquema e Representação Reação Global da Pilha
Medindo a ddp de uma pilha
AGORA É COM VOCÊ
Pág.286 _ Questão 4
Pág.297 à 303 _ Questões 2, 3, 4 e 14
Cap.07 Eletroquímica
◦ Eletrolise
Eletrólise Ígnea (composto líquido/fundido) Eletrólise aquosa (composto aquoso)
Polo negativo - Cátodo - Redução
Metais: MX+(aq) + X e- → M0(s) (Exceto: Hg(ℓ))
Ácidos: 2 H+(aq) + 2 e- → H2(g)
Água: 2 H2O(ℓ) + 2 e- → H2(g) + 2 OH-(aq)
Polo positivo - Ânodo - Oxidação
Halogênios: 2 X-(aq) → X2 + 2 e- (X2 = F2(g), Cℓ2(g), I2(s), Br2(ℓ))
Bases: 2 OH-(aq) → H2O(ℓ) + 1/2 O2(g) + 2 e-
Água: H2O(ℓ) → 1/2 O2(g) + 2H+(aq) + 2 e-
Cap.07 Eletroquímica
◦ Eletrolise
Eletrólise Quantitativa
AGORA É COM VOCÊ
Pág.293 _ Questões 2 e 3
Pág.297 à 303 _ Questões 11 e 13
Cap.08 Gases
◦ Transformações gasosas
I. Volume: O volume de qualquer substância é o
espaço ocupado por esta substância.
II. Temperatura
É a medida do grau de agitação térmica das partículas
que constituem uma substância.
III. Pressão
A pressão é definida como força por unidade de área.
AGORA É COM VOCÊ
Pág.316 _ Questões 1 à 3
Pág.334 à 340 _ Questões 2, 3, 4 , 8 e 9
Cap.08 Gases
◦ Equação de Clapeyron
P · V = n ·R · T
AGORA É COM VOCÊ
Pág.320 _ Questão12
Pág.334 à 340 _ Questões 11 à 13
Cap.08 Gases
◦ Efusão e Difusão Gasosa
Difusão gasosa – é a forma na qual, os gases atravessam uma parede porosa, e nesse mesmo processo se misturam de maneira uniforme
com outros gases.
Porém, a efusão gasosa é conceituada como uma forma em que um gás escapa de um recipiente, por meio de um pequeno furo, para o
vácuo.
Thomas Graham foi um químico britânico, que estudou a efusão gasosa, ele criou a lei que o explica.
“As velocidades de efusão dos gases são inversamente proporcionais às raízes quadradas de suas massas específicas, quando submetidos
à mesma pressão e temperatura.”
AGORA É COM VOCÊ
Pág.326 _ Questão 3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Bio Sem Limites
 
Apresentação de estequiometria
Apresentação de estequiometriaApresentação de estequiometria
Apresentação de estequiometria
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
Termoquimica cjc
Termoquimica cjcTermoquimica cjc
Termoquimica cjc
Jesrayne Nascimento
 
3 energia reacoes quimicas
3  energia reacoes quimicas3  energia reacoes quimicas
3 energia reacoes quimicas
daniela pinto
 
Termoquimica Estado Padrãa
Termoquimica Estado PadrãaTermoquimica Estado Padrãa
Termoquimica Estado Padrãa
JPcoelho
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Vinny Silva
 
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
Slides da aula de Química (Manoel) sobre TermoquímicaSlides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
Turma Olímpica
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
Gabriel Lencione
 
Estequiometria conceitos e aplicações
Estequiometria   conceitos e aplicaçõesEstequiometria   conceitos e aplicações
Estequiometria conceitos e aplicações
Profª Alda Ernestina
 
Slide de termoquímica
Slide de termoquímicaSlide de termoquímica
Slide de termoquímica
Fábio Garcia Ferreira
 
Quimica 002 termoquimica
Quimica  002 termoquimicaQuimica  002 termoquimica
Quimica 002 termoquimica
con_seguir
 
Lei de hess
Lei de hessLei de hess
Lei de hess
Adrianne Mendonça
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
zeramento contabil
 
Gabarito 3o. ano química - 2o. bim
Gabarito 3o. ano   química - 2o. bimGabarito 3o. ano   química - 2o. bim
Gabarito 3o. ano química - 2o. bim
stjamesmkt
 
2º ano (P) - Termoquímica
2º ano (P) - Termoquímica2º ano (P) - Termoquímica
2º ano (P) - Termoquímica
Analynne Almeida
 
Lista Equilíbrio Químico
Lista Equilíbrio QuímicoLista Equilíbrio Químico
Lista Equilíbrio Químico
Amanda Guimarães
 
04 estequiometria
04 estequiometria04 estequiometria
04 estequiometria
resolvidos
 
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
2CISBA
 
Estequiometria - Enem Já - Professor Erik
Estequiometria - Enem Já - Professor ErikEstequiometria - Enem Já - Professor Erik
Estequiometria - Enem Já - Professor Erik
Enemja
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
ProfessorHelioQueiroz
 

Mais procurados (20)

Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Apresentação de estequiometria
Apresentação de estequiometriaApresentação de estequiometria
Apresentação de estequiometria
 
Termoquimica cjc
Termoquimica cjcTermoquimica cjc
Termoquimica cjc
 
3 energia reacoes quimicas
3  energia reacoes quimicas3  energia reacoes quimicas
3 energia reacoes quimicas
 
Termoquimica Estado Padrãa
Termoquimica Estado PadrãaTermoquimica Estado Padrãa
Termoquimica Estado Padrãa
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
Slides da aula de Química (Manoel) sobre TermoquímicaSlides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Estequiometria conceitos e aplicações
Estequiometria   conceitos e aplicaçõesEstequiometria   conceitos e aplicações
Estequiometria conceitos e aplicações
 
Slide de termoquímica
Slide de termoquímicaSlide de termoquímica
Slide de termoquímica
 
Quimica 002 termoquimica
Quimica  002 termoquimicaQuimica  002 termoquimica
Quimica 002 termoquimica
 
Lei de hess
Lei de hessLei de hess
Lei de hess
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Gabarito 3o. ano química - 2o. bim
Gabarito 3o. ano   química - 2o. bimGabarito 3o. ano   química - 2o. bim
Gabarito 3o. ano química - 2o. bim
 
2º ano (P) - Termoquímica
2º ano (P) - Termoquímica2º ano (P) - Termoquímica
2º ano (P) - Termoquímica
 
Lista Equilíbrio Químico
Lista Equilíbrio QuímicoLista Equilíbrio Químico
Lista Equilíbrio Químico
 
04 estequiometria
04 estequiometria04 estequiometria
04 estequiometria
 
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
 
Estequiometria - Enem Já - Professor Erik
Estequiometria - Enem Já - Professor ErikEstequiometria - Enem Já - Professor Erik
Estequiometria - Enem Já - Professor Erik
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 

Semelhante a Recuperação anual 2 moderna

estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdfestequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
RicardoBrunoFelix
 
Recuperação anual 1 poliedro
Recuperação anual 1 poliedroRecuperação anual 1 poliedro
Recuperação anual 1 poliedro
Analynne Almeida
 
Lista de exercícios VI Termoquímica
Lista de exercícios VI TermoquímicaLista de exercícios VI Termoquímica
Lista de exercícios VI Termoquímica
Carlos Priante
 
Termoquimica 1 e 2
Termoquimica 1 e 2Termoquimica 1 e 2
Termoquimica 1 e 2
ERlam uales Novaes de Carvalho
 
165
165165
Equações Químicas.pptx
Equações Químicas.pptxEquações Químicas.pptx
Equações Químicas.pptx
TaffarelMaia1
 
Termoquímica3
Termoquímica3Termoquímica3
Termoquímica3
jorgehenriqueangelim
 
termoquimica.pptx
termoquimica.pptxtermoquimica.pptx
termoquimica.pptx
juelison
 
Termoquimica.1
Termoquimica.1Termoquimica.1
Termoquimica.1
Lucio José da Silva
 
termoquimica
termoquimicatermoquimica
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdfAula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
JeanLucas584932
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
Estude Mais
 
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manualaula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
hensonmateus035
 
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptxAula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
NivaldoJnior16
 
Equilibrio químico
Equilibrio químicoEquilibrio químico
Equilibrio químico
Diogo Britodias
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
SEED
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
vaniasantis
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
Larissa Fernandes
 
Ita 2006 4º dia
Ita 2006 4º diaIta 2006 4º dia
Ita 2006 4º dia
cavip
 

Semelhante a Recuperação anual 2 moderna (20)

estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdfestequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
 
Recuperação anual 1 poliedro
Recuperação anual 1 poliedroRecuperação anual 1 poliedro
Recuperação anual 1 poliedro
 
Lista de exercícios VI Termoquímica
Lista de exercícios VI TermoquímicaLista de exercícios VI Termoquímica
Lista de exercícios VI Termoquímica
 
Termoquimica 1 e 2
Termoquimica 1 e 2Termoquimica 1 e 2
Termoquimica 1 e 2
 
165
165165
165
 
Equações Químicas.pptx
Equações Químicas.pptxEquações Químicas.pptx
Equações Químicas.pptx
 
Termoquímica3
Termoquímica3Termoquímica3
Termoquímica3
 
termoquimica.pptx
termoquimica.pptxtermoquimica.pptx
termoquimica.pptx
 
Termoquimica.1
Termoquimica.1Termoquimica.1
Termoquimica.1
 
termoquimica
termoquimicatermoquimica
termoquimica
 
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdfAula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manualaula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
 
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptxAula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
 
Equilibrio químico
Equilibrio químicoEquilibrio químico
Equilibrio químico
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
 
Ita 2006 4º dia
Ita 2006 4º diaIta 2006 4º dia
Ita 2006 4º dia
 

Mais de Analynne Almeida

Recuperação anual 1 moderna
Recuperação anual 1 modernaRecuperação anual 1 moderna
Recuperação anual 1 moderna
Analynne Almeida
 
Correção 2º poliedro
Correção 2º poliedroCorreção 2º poliedro
Correção 2º poliedro
Analynne Almeida
 
Atv 2º c (solubilidade e concentração)
Atv   2º c (solubilidade e concentração)Atv   2º c (solubilidade e concentração)
Atv 2º c (solubilidade e concentração)
Analynne Almeida
 
Atv 2º poliedro (eletrólise)
Atv   2º poliedro (eletrólise)Atv   2º poliedro (eletrólise)
Atv 2º poliedro (eletrólise)
Analynne Almeida
 
Atv 1º b.c (átomo, íon e distribuição eletronica)
Atv   1º b.c (átomo, íon e distribuição eletronica)Atv   1º b.c (átomo, íon e distribuição eletronica)
Atv 1º b.c (átomo, íon e distribuição eletronica)
Analynne Almeida
 
isomeria
isomeriaisomeria
3º ano caráter acidobásico de substâncias orgânicas e reações de substituição
3º ano   caráter acidobásico de substâncias orgânicas e reações de substituição3º ano   caráter acidobásico de substâncias orgânicas e reações de substituição
3º ano caráter acidobásico de substâncias orgânicas e reações de substituição
Analynne Almeida
 
1º ano (p) - Atomística (aula 02)
1º ano (p) - Atomística (aula 02) 1º ano (p) - Atomística (aula 02)
1º ano (p) - Atomística (aula 02)
Analynne Almeida
 
1º ano - obtendo substâncias puras a partir de misturas (aula 03)
1º ano -  obtendo substâncias puras a partir de misturas (aula 03)1º ano -  obtendo substâncias puras a partir de misturas (aula 03)
1º ano - obtendo substâncias puras a partir de misturas (aula 03)
Analynne Almeida
 
3º ano (P) - A tabela periódica
3º ano (P) - A tabela periódica3º ano (P) - A tabela periódica
3º ano (P) - A tabela periódica
Analynne Almeida
 
3º ano (P) - O átomo
3º ano (P) - O átomo 3º ano (P) - O átomo
3º ano (P) - O átomo
Analynne Almeida
 
2º ano (M) - as misturas
2º ano (M) - as misturas2º ano (M) - as misturas
2º ano (M) - as misturas
Analynne Almeida
 
1º ano (P) - substância
1º ano (P) - substância1º ano (P) - substância
1º ano (P) - substância
Analynne Almeida
 
1º ano (M) - substâncias químicas
1º ano (M) - substâncias químicas1º ano (M) - substâncias químicas
1º ano (M) - substâncias químicas
Analynne Almeida
 
1º ano (M) - propriedades da matéria
1º ano (M) -  propriedades da matéria1º ano (M) -  propriedades da matéria
1º ano (M) - propriedades da matéria
Analynne Almeida
 

Mais de Analynne Almeida (15)

Recuperação anual 1 moderna
Recuperação anual 1 modernaRecuperação anual 1 moderna
Recuperação anual 1 moderna
 
Correção 2º poliedro
Correção 2º poliedroCorreção 2º poliedro
Correção 2º poliedro
 
Atv 2º c (solubilidade e concentração)
Atv   2º c (solubilidade e concentração)Atv   2º c (solubilidade e concentração)
Atv 2º c (solubilidade e concentração)
 
Atv 2º poliedro (eletrólise)
Atv   2º poliedro (eletrólise)Atv   2º poliedro (eletrólise)
Atv 2º poliedro (eletrólise)
 
Atv 1º b.c (átomo, íon e distribuição eletronica)
Atv   1º b.c (átomo, íon e distribuição eletronica)Atv   1º b.c (átomo, íon e distribuição eletronica)
Atv 1º b.c (átomo, íon e distribuição eletronica)
 
isomeria
isomeriaisomeria
isomeria
 
3º ano caráter acidobásico de substâncias orgânicas e reações de substituição
3º ano   caráter acidobásico de substâncias orgânicas e reações de substituição3º ano   caráter acidobásico de substâncias orgânicas e reações de substituição
3º ano caráter acidobásico de substâncias orgânicas e reações de substituição
 
1º ano (p) - Atomística (aula 02)
1º ano (p) - Atomística (aula 02) 1º ano (p) - Atomística (aula 02)
1º ano (p) - Atomística (aula 02)
 
1º ano - obtendo substâncias puras a partir de misturas (aula 03)
1º ano -  obtendo substâncias puras a partir de misturas (aula 03)1º ano -  obtendo substâncias puras a partir de misturas (aula 03)
1º ano - obtendo substâncias puras a partir de misturas (aula 03)
 
3º ano (P) - A tabela periódica
3º ano (P) - A tabela periódica3º ano (P) - A tabela periódica
3º ano (P) - A tabela periódica
 
3º ano (P) - O átomo
3º ano (P) - O átomo 3º ano (P) - O átomo
3º ano (P) - O átomo
 
2º ano (M) - as misturas
2º ano (M) - as misturas2º ano (M) - as misturas
2º ano (M) - as misturas
 
1º ano (P) - substância
1º ano (P) - substância1º ano (P) - substância
1º ano (P) - substância
 
1º ano (M) - substâncias químicas
1º ano (M) - substâncias químicas1º ano (M) - substâncias químicas
1º ano (M) - substâncias químicas
 
1º ano (M) - propriedades da matéria
1º ano (M) -  propriedades da matéria1º ano (M) -  propriedades da matéria
1º ano (M) - propriedades da matéria
 

Último

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 

Último (20)

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 

Recuperação anual 2 moderna

  • 2. Cap.01 _ 1.4 Estequiometria ◦ Massa Molar (CHONPS): A massa molar é a massa em gramas de um mol de entidades elementares H2O (água) O = 1x 16 = 16 H = 2 x 1 = 2 M = 16 + 2 = 18g/mol CO2 (dióxido de carbono) O = 2 x 16 = 32 C = 1 x 12 = 12 M = 32 + 12 = 44g/mol C12H22O11 (sacarose) O = 11 x 16 = 176 H = 22 x 1 = 22 C = 12 x 12 = 144 M = 176 + 22 + 144 = 342g/mol Ca(NO3)2 (nitrato de cálcio) O = 6 x 16 = 96 N = 2 x 14 = 28 Ca = 1 x 40 = 40 M = 96 + 28 + 40 = 164g/mol
  • 3. Cap.01 _ 1.4 Estequiometria ◦ Mol: é uma unidade de medida utilizada para expressar a quantidade de matéria microscópica, como átomos e moléculas. 𝑚𝑜𝑙 𝑛º 𝑑𝑜 𝑏𝑎𝑙𝑎𝑛𝑐𝑒𝑎𝑚𝑒𝑛𝑡𝑜 (𝑛) ↔ 𝑚𝑎𝑠𝑠𝑎 𝑚𝑜𝑙𝑎𝑟 (𝑔/𝑚𝑜𝑙) 𝑛 𝑥 𝐶𝐻𝑂𝑁𝑃𝑆 ↔ 𝑁ú𝑚𝑒𝑟𝑜 𝑑𝑒 𝐴𝑣𝑜𝑔𝑎𝑑𝑟𝑜 𝑛 𝑥 6,02 . 1023 𝑒𝑛𝑡𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒𝑠 ↔ 𝑉𝑜𝑙𝑢𝑚𝑒 𝑀𝑜𝑙𝑎𝑟 𝑛 𝑥 22,4𝐿 (𝐶𝑁𝑇𝑃) 𝑉 = 𝑛𝑅𝑇/𝑃 𝑉 = 𝑚/𝑑 ◦ 𝑙𝑒𝑖𝑡𝑢𝑟𝑎 𝑒𝑚 𝑚𝑜𝑙 𝑙𝑒𝑖𝑡𝑢𝑟𝑎 𝑒𝑚 𝑔𝑟𝑎𝑚𝑎𝑠 𝑙𝑒𝑖𝑡𝑢𝑟𝑎 𝑒𝑚 𝐴𝑣𝑜𝑔𝑎𝑑𝑟𝑜 𝑙𝑒𝑖𝑡𝑢𝑟𝑎 𝑒𝑚 𝑣𝑜𝑙𝑢𝑚𝑒 (𝐶𝑁𝑇𝑃) ⋮ 𝑁2(𝑔) 1 𝑚𝑜𝑙 1 𝑥 28𝑔 1 𝑥 6,02. 1023 1 𝑥 22,4𝐿 + 3𝐻2(𝑔) 3 𝑚𝑜𝑙𝑠 3 𝑥 2𝑔 3 𝑥 6,02. 1023 3 𝑥 22,4𝐿 → 2𝑁𝐻3(𝑔) 2 𝑚𝑜𝑙𝑠 2 𝑥 17𝑔 2 𝑥 6,02. 1023 2 𝑥 22,4𝐿
  • 4. Cap.01 _ 1.4 Estequiometria ◦ Utilizamos o cálculo estequiométrico quando desejamos descobrir a quantidade de determinadas substâncias envolvidas numa reação química, reagentes e/ou produtos. Antes de começar a resolução dos cálculos, devemos seguir alguns passos, como: 𝑬𝒔𝒄𝒓𝒆𝒗𝒆𝒓 𝒂 𝒆𝒒𝒖𝒂çã𝒐 𝒒𝒖í𝒎𝒊𝒄𝒂 → 𝑩𝒂𝒍𝒂𝒏𝒄𝒆𝒂𝒓 𝒆𝒔𝒔𝒂 𝒆𝒒𝒖𝒂çã𝒐 ∗ 𝒓𝒆𝒂çõ𝒆𝒔 𝒔𝒖𝒄𝒆𝒔𝒔𝒊𝒗𝒂𝒔 → 𝑬𝒔𝒕𝒂𝒃𝒆𝒍𝒆𝒄𝒆𝒓 𝒂𝒔 𝒑𝒓𝒐𝒑𝒐𝒓çõ𝒆𝒔 𝒅𝒂𝒔 𝒈𝒓𝒂𝒏𝒅𝒆𝒛𝒂𝒔 𝒆𝒏𝒗𝒐𝒍𝒗𝒊𝒅𝒂𝒔 𝒏𝒐 𝒑𝒓𝒐𝒃𝒍𝒆𝒎𝒂 ∗ 𝒑𝒖𝒓𝒆𝒛𝒂 → ∗ 𝒗𝒆𝒓𝒊𝒇𝒊𝒄𝒂𝒓 𝒐 𝒆𝒙𝒄𝒆𝒔𝒔𝒐 → 𝑬𝒔𝒕𝒂𝒃𝒆𝒍𝒆𝒄𝒆𝒓 𝒖𝒎𝒂 𝒓𝒆𝒈𝒓𝒂 𝒅𝒆 𝒕𝒓ê𝒔 ∗ 𝒓𝒆𝒏𝒅𝒊𝒎𝒆𝒏𝒕𝒐 (𝒓𝒆𝒔𝒑𝒐𝒔𝒕𝒂 𝒇𝒊𝒏𝒂𝒍)
  • 5. Cap.01 _ 1.4 Estequiometria Qual será a massa, em gramas, de água produzida a partir de 8 g de gás hidrogênio? 1° Escrever a reação: H2 + O2 → H2O 2° Balancear a equação: 2 H2 + O2 → 2 H2O 3° Estabelecer as proporções 2 H2 + O2 → 2 H2O 8 g ----------------- x g 2 . (2g) ----------- 2 . (18g) 4º Estabelecer uma regra da três 8g -------- xg 4g -------- 36g x = 72 g Logo, a quantidade de água produzida será de 72 g. 15 g de H2SO4, com 90% de pureza, reage com alumínio para formar Aℓ2(SO4)3 e H2. Qual será a massa de hidrogênio formada? 1° Escrever a reação: Aℓ + H2SO4→ Aℓ2(SO4)3 + H2 2° Balancear a equação: 2 Aℓ + 3 H2SO4→ Aℓ2(SO4)3 + 3 H2 3° Estabelecer as proporções + * calcular a pureza 2 Aℓ + 3 H2SO4→ Aℓ2(SO4)3 + 3 H2 15g . 90% ------------------- x g 3 . (98g) ------------------3 . (2g) 4º Estabelecer uma regra da três 13,5g --------xg 294g --------6g x = 0,275g Logo a quantidade de hidrogênio formada será de 0,275 g. Queimando 40 g de carbono puro, com rendimento de 95%, qual será a massa de dióxido de carbono obtida? 1° Escrever a reação: C + O2 → CO2 2° Balancear a equação: C + O2 → CO2 3° Estabelecer as proporções C + O2 → CO2 40g --------- x g 1 . 12g------1 . (44g) 4º Estabelecer uma regra da três + * Calcular o rendimento 40g -----------xg 12g -----------44g x = 146,66g 146,66 g . 95% = 139,32g Logo a quantidade de CO2 obtida pela queima de carbono puro, numa reação com rendimento de 95%, será de 139,32 g.
  • 6. Cap.01 _ 1.4 Estequiometria Qual será a massa de sulfato de sódio (Na2SO4) obtida na reação de 16 g de hidróxido de sódio (NaOH) com 20 g de ácido sulfúrico (H2SO4)? 1° Escrever a reação: NaOH + H2SO4 → Na2SO4 + H2O 2° Balancear a equação: 2NaOH + H2SO4 → Na2SO4 + H2O 3° Estabelecer as proporções 2NaOH + H2SO4 → Na2SO4 + H2O 16g -------- 20g ------- xg 2 . (40g)---1 . (98g)--- 1 . (142g) * Verificar o excesso (só sobre os reagentes) 2NaOH | H2SO4 𝟏𝟔𝒈 ÷ 𝟖𝟎𝒈 𝟐𝟎𝒈 ÷ 𝟗𝟖𝒈 𝟎, 𝟐 𝟎, 𝟐𝟎𝟒 Portanto o H2SO4 é a substância em excesso 4º Estabelecer uma regra da três (descartando a substância em excesso) 2NaOH + H2SO4 → Na2SO4 + H2O 16g ----------------------- xg 80g --------------------- 142g x = 28,40 g Logo a quantidade de sulfato de sódio obtida na reação será de 28,40 g. AGORA É COM VOCÊ Pág. 39 _ Questões 1 e 4 Pág.43 à 49 _ Questões 1, 4, 10, 14, e 31
  • 7. Cap.02 Termoquímica ◦ Termoquímica é a parte da química que estuda as quantidades de calor liberados ou absorvidos, durante uma reação química. ◦ Tipos de reações - Reações Exotérmicas_ O ΔH das reações exotérmicas é negativo. São aquelas que liberam calor para o meio ambiente. - Reações Endotérmicas _ O ΔH das reações endotérmicas é positivo. São aquelas que absorvem calor do meio ambiente. AGORA É COM VOCÊ Pág.81 à 85 _ Questão 3
  • 8. Cap.02 Termoquímica ◦ Entalpia (H) ∆𝑯 = 𝑯 𝒇 − 𝑯𝒊 ΔH = variação de entalpia Hf = soma das entalpias dos produtos da reação Hi = soma das entalpias dos reagentes da reação AGORA É COM VOCÊ Pág.81 à 85 _ Questões 14, 16 e 21
  • 9. Cap.02 Termoquímica ◦ Lei de Hess ∆𝑯 = 𝑯 𝟏 + 𝑯 𝟐 + 𝑯 𝟑 + ⋯ ΔH = variação de entalpia H1 = entalpia da primeira reação H2 = entalpia da segunda reação H3 = entalpia da terceira reação
  • 10. Cap.02 Termoquímica ◦ Lei de Hess Exemplo Calcular o ΔH da reação: Dados: Resolução AGORA É COM VOCÊ Pág.73 _ Questões 1 e 2 Pág.81 à 85 _ Questões 9, 11, 16 e 22
  • 11. Cap.02 Termoquímica ◦ Energia de Ligação ∆𝑯 = 𝑯𝒊 − 𝑯 𝒇 ΔH = variação de entalpia Hf = soma das entalpias dos produtos da reação (ligações formadas) Hi = soma das entalpias dos reagentes da reação (ligações quebradas)
  • 12. Cap.02 Termoquímica ◦ Energia de Ligação Exemplo Calcular o ΔH da reação: C2H4(g) + H2(g) → C2H6(g) conhecendo-se as seguintes energias de ligação, em kcal/mol: C = C ... + 146,8 C — H ... + 98,8 C — C ... + 83,2 H — H ... + 104,2 Resolução Total de ligações quebradas: Total de ligações formadas: ΔH = 4 · 98,8 + 1 · 146,8 + 1 · 104,2 + 6 · (–98,8) + 1 · (– 83,2) AGORA É COM VOCÊ Pág.77 _ Questões 1, 2 e 3 Pág.81 à 85 _ Questões 4, 13 e 17
  • 13. Cap.06 Oxirredução ◦ O número de oxidação (NOX)
  • 14. Cap.06 Oxirredução ◦ Oxirredução é uma reação química em que há a ocorrência de oxidação e redução de átomos de substâncias (espécie química) presentes no processo. ◦ Oxidação: É a perda de elétrons por parte de um átomo de uma espécie química. (causa aumento do NOX) ◦ Redução: É o ganho de elétrons por parte de um átomo de uma espécie química. (causa diminuição do NOX) ◦ Agente redutor e agente oxidante: A espécie química que sofre o fenômeno da oxidação é denominada de agente redutor, e a espécie que sofre o fenômeno da redução é chamada de agente oxidante.
  • 15. Cap.06 Oxirredução ◦ Balanceamento de uma equação de oxirredução KMnO4 + H2SO4 +H2O2 → K2SO4 +H2O +O2 +MnSO4 1º _ Determinar os NOX de todos os átomos e íons da reação (observando que elemento mudou de NOX durante a reação); 2º _ Determinação da variação (Δ) da oxidação e da redução; O2 = ∆Nox = 2 . 1 = 2 MnSO4= ∆Nox = 1 . 5 = 5 3º _ Inversão dos valores de Δ; O2 = ∆Nox = 2 → 2 será o coeficiente de MnSO4 MnSO4 = ∆Nox = 5→ 5 será o coeficiente de O2 KMnO4 + H2SO4 + H2O2 → K2SO4 + H2O + 5 O2+ 2 MnSO4 4º _ Determinação dos demais coeficientes pelo método de tentativa. 2 KMnO4 + 3 H2SO4 +5 H2O2 → 1 K2SO4 + 8 H2O +5 O2+ 2 MnSO4 AGORA É COM VOCÊ Pág.248 _ Questões 1 e 2 Pág.259 à 263 _ Questões 1, 2 e 6
  • 16. Cap.07 Eletroquímica ◦ Eletroquímica é o estudo das reações nas quais ocorre conversão de energia química em energia elétrica e vice-versa.
  • 17. Cap.07 Eletroquímica ◦ Pilhas Nomenclatura dos Eletrodos Esquema e Representação Reação Global da Pilha Medindo a ddp de uma pilha AGORA É COM VOCÊ Pág.286 _ Questão 4 Pág.297 à 303 _ Questões 2, 3, 4 e 14
  • 18. Cap.07 Eletroquímica ◦ Eletrolise Eletrólise Ígnea (composto líquido/fundido) Eletrólise aquosa (composto aquoso) Polo negativo - Cátodo - Redução Metais: MX+(aq) + X e- → M0(s) (Exceto: Hg(ℓ)) Ácidos: 2 H+(aq) + 2 e- → H2(g) Água: 2 H2O(ℓ) + 2 e- → H2(g) + 2 OH-(aq) Polo positivo - Ânodo - Oxidação Halogênios: 2 X-(aq) → X2 + 2 e- (X2 = F2(g), Cℓ2(g), I2(s), Br2(ℓ)) Bases: 2 OH-(aq) → H2O(ℓ) + 1/2 O2(g) + 2 e- Água: H2O(ℓ) → 1/2 O2(g) + 2H+(aq) + 2 e-
  • 19. Cap.07 Eletroquímica ◦ Eletrolise Eletrólise Quantitativa AGORA É COM VOCÊ Pág.293 _ Questões 2 e 3 Pág.297 à 303 _ Questões 11 e 13
  • 20. Cap.08 Gases ◦ Transformações gasosas I. Volume: O volume de qualquer substância é o espaço ocupado por esta substância. II. Temperatura É a medida do grau de agitação térmica das partículas que constituem uma substância. III. Pressão A pressão é definida como força por unidade de área. AGORA É COM VOCÊ Pág.316 _ Questões 1 à 3 Pág.334 à 340 _ Questões 2, 3, 4 , 8 e 9
  • 21. Cap.08 Gases ◦ Equação de Clapeyron P · V = n ·R · T AGORA É COM VOCÊ Pág.320 _ Questão12 Pág.334 à 340 _ Questões 11 à 13
  • 22. Cap.08 Gases ◦ Efusão e Difusão Gasosa Difusão gasosa – é a forma na qual, os gases atravessam uma parede porosa, e nesse mesmo processo se misturam de maneira uniforme com outros gases. Porém, a efusão gasosa é conceituada como uma forma em que um gás escapa de um recipiente, por meio de um pequeno furo, para o vácuo. Thomas Graham foi um químico britânico, que estudou a efusão gasosa, ele criou a lei que o explica. “As velocidades de efusão dos gases são inversamente proporcionais às raízes quadradas de suas massas específicas, quando submetidos à mesma pressão e temperatura.” AGORA É COM VOCÊ Pág.326 _ Questão 3