SlideShare uma empresa Scribd logo
Governo do Estado de Rondônia
                      Secretaria de Estado da Educação – SEDUC
                       E.E.E.F.M. Cel. Aluízio Pinheiro Ferreira
                                 Rolim de Moura – RO




     Queda dos Corpos

Profª: Daniela Fontana Almenara
Queda dos corpos – Aspectos históricos
Entre diversos movimentos que ocorrem na natureza, houve
sempre interesse no estudo do movimento de queda dos
corpos próximos à superfície da Terra.

Quando abandonamos um objeto (uma pedra, por exemplo)
de uma certa altura, podemos verificar que, ao cair, sua
velocidade cresce, isto é, o seu movimento é acelerado. Se
lançarmos o objeto para cima, sua velocidade diminui
gradualmente até se anular no ponto mais alto, isto é, o
movimento de subida é retardado.

As características destes movimentos de subida e descida
foram objeto de estudo desde tempos bastante remotos.
Aristóteles e a queda dos corpos
                 O         grande        filósofo
                 Aristóteles, aproximadamente
                 300       anos    antes       de
                 Cristo,              acreditava
                 que, abandonando corpos leves
                 e pesados de uma mesma
                 altura, seus tempos de queda
                 não seriam iguais: os corpos
                 mais pesados alcançariam o solo
  Aristóteles
(384-322 a.C.)
                 antes     dos    mais      leves.
A crença nesta afirmação perdurou durante quase
dois mil anos. Isso ocorreu em virtude de nossa
intuição nos fazer pensar que os corpos mais
pesados realmente caem mais rapidamente, além
da grande influência do pensamento aristotélico em
várias áreas do conhecimento.

Um estudo diferenciado do movimento de queda
dos corpos utilizando técnicas experimentais só
viria a ser realizado pelo físico Galileu Galilei, no
século XVII.

Recomendado para você

Lei da Gravitação Universal e Leis de Kepler
Lei da Gravitação Universal e Leis de KeplerLei da Gravitação Universal e Leis de Kepler
Lei da Gravitação Universal e Leis de Kepler

1) O documento discute a gravitação universal, incluindo suas leis históricas e descobertas de Kepler e Newton. 2) Kepler formulou três leis sobre o movimento dos planetas, incluindo que eles se movem em órbitas elípticas em torno do Sol. 3) A lei da gravitação universal de Newton estabelece que a força de gravidade entre dois corpos depende de suas massas e da distância entre eles.

Princípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica GeométricaPrincípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica Geométrica

Este documento resume os principais conceitos da óptica geométrica, incluindo a propagação da luz, fontes de luz, feixes de luz, interação da luz com meios materiais, fenômenos óticos como reflexão e refração, dispersão da luz, princípios da óptica geométrica e formação de imagens por espelhos planos.

Apostila de fisica- 9_ano
Apostila de fisica- 9_anoApostila de fisica- 9_ano
Apostila de fisica- 9_ano

Este documento fornece um resumo da evolução da Física como ciência experimental ao longo da história, desde as primeiras civilizações até os dias atuais, destacando figuras importantes como Galileu, Newton e Einstein e como suas descobertas revolucionaram o campo. Ele também discute os conceitos fundamentais da Física como leis, fenômenos e o método científico de observação e experimentação.

Galileu e a queda dos corpos
Galileu é considerado o introdutor do
método    experimental      na    Física,
acreditando que a realização de
experimentos, ao controlar as partes
importantes do fenômeno, ajudaria na
sua explicação. Já os aristotélicos
consideravam que os experimentos não
serviam para estudar a realidade.

Esse método, inovador, serviu para          Galileu Galilei
abordar a pesquisa de um modo                (1564-1642)
diferente, o que levou a conclusões bem
distintas das de Aristóteles.
Estudando a queda dos corpos através de
sofisticadas técnicas experimentais e de
medição, Galileu chegou à conclusão de que:

“Abandonados de um mesma altura, um corpo
leve     e  um      corpo    pesado   caem
simultaneamente, atingindo o chão no mesmo
instante.”

Contrariamente ao que pensava Aristóteles.
Galileu descreve em seus livros que ele teria
subido ao alto da Torre de Pisa e, para demonstrar
experimentalmente sua afirmativa, abandonou
várias esferas de pesos diferentes, que atingiram o
chão quase ao mesmo tempo.
Torre de Pisa
     A famosa torre inclinada
     de Pisa, cuja altura é de,
     aproximadamente, 45 m.
     Conta-se que, do alto
     dessa    torre,    Galileu
     realizou    sua    célebre
     experiência sobre a queda
     dos corpos.
Queda livre




• Ao deixarmos cair uma pedra e uma pena, a
  pedra cai mais depressa, entretanto isso se dá
  porque o ar exerce um efeito retardador na
  queda de qualquer objeto e esse efeito exerce
  maior influência sobre o movimento da pena.

Recomendado para você

Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme

O documento discute conceitos fundamentais de movimento uniforme, incluindo: 1) Partículas e corpos extensos; 2) Referenciais e como eles afetam a descrição do movimento; 3) Grandezas como posição, trajetória, distância, velocidade escalar média e instantânea.

Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme

O documento descreve o movimento uniforme, definido como aquele que tem velocidade escalar constante em qualquer instante ou intervalo de tempo, de modo que o móvel percorre distâncias iguais em intervalos de tempo iguais. A função horária S=So+Vt descreve a posição de um móvel em movimento uniforme em função do tempo, onde S é a posição, So é a posição inicial, V é a velocidade e t é o tempo. O encontro entre dois móveis ocorre quando eles estiverem na mesma posição.

Big Bang
Big BangBig Bang
Big Bang

O documento discute a origem e evolução do universo de acordo com a teoria do Big Bang. Apresenta os principais conceitos e descobertas científicas que levaram ao desenvolvimento desta teoria, como a expansão do universo observada por Hubble. Também discute outras teorias e perspectivas filosóficas sobre a criação do cosmos.

bangbugfisica
• As afirmativas de Galileu só
  seriam válidas para quedas no
  vácuo, mas observamos que a
  resistência do ar só retarda
  sensivelmente certos corpos.
• O movimento de queda dos
  corpos no vácuo ou no ar,
  quando a resistência do ar é
  desprezível, é denominado
  queda livre.
As equações da queda livre
•
Observações sobre as equações
• Supondo que um corpo seja lançado para baixo
  com uma velocidade inicial após cair durante
  um tempo t e ter percorrido uma distância s, são
  válidas as equações.

• Estas mesmas equações podem ser empregadas
  para o movimento de subida, bastando lembrar
  que, neste caso, o movimento é uniformemente
  retardado (a aceleração será negativa).
Exemplo pág 57
•

Recomendado para você

Introdução a química
Introdução a químicaIntrodução a química
Introdução a química

O documento apresenta uma introdução à química, definindo conceitos básicos como matéria, átomo, estado da matéria e propriedades. Aborda também as variedades alotrópicas de alguns elementos químicos e métodos de separação de misturas.

Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar

O documento descreve o Universo, o Sistema Solar e os principais corpos celestes nele contidos, como o Sol, planetas e satélites. Fornece detalhes sobre suas características físicas e sobre os meios tecnológicos que permitem o seu estudo, como telescópios e satélites artificiais.

Propriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - QuímicaPropriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - Química

O documento descreve as propriedades da matéria. A matéria é tudo que ocupa espaço e tem massa. As propriedades gerais da matéria incluem massa, peso, inércia e impenetrabilidade. As propriedades específicas diferenciam os tipos de matéria e incluem propriedades organolépticas (cor, odor), físicas (ponto de fusão, densidade) e químicas (capacidade de reagir quimicamente).

Atividades
• Responder os exercícios de fixação do livro, pág
  58

• Trabalho de pesquisa:
Ler o tópico especial sobre Galileu Galilei no livro
didático pág. 59, 60 e 61.
Ler as indicações 35 e 36 dos exercícios de fixação
na pág. 62
Redija um texto dissertativo de no mínimo ----
linhas sobre a temática das indicações.
Referências

A discussão deste slide traz tópicos históricos
sobre a queda dos corpos, publicados no livro
“Curso de Física” de Antônio Máximo e Beatriz
Alvarenga, bem como informações e imagens do
blog
http://professorandrios.blogspot.com.br/2011/11/
queda-dos-corpos-aspectos-historicos-e.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução à Astronomia
Introdução à AstronomiaIntrodução à Astronomia
Introdução à Astronomia
Colégio Espaço Aberto
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
O mundo da FÍSICA
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
Rildo Borges
 
Lei da Gravitação Universal e Leis de Kepler
Lei da Gravitação Universal e Leis de KeplerLei da Gravitação Universal e Leis de Kepler
Lei da Gravitação Universal e Leis de Kepler
Fábio Ribeiro
 
Princípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica GeométricaPrincípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica Geométrica
laizdiniz
 
Apostila de fisica- 9_ano
Apostila de fisica- 9_anoApostila de fisica- 9_ano
Apostila de fisica- 9_ano
goreticachide
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
fisicaatual
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Big Bang
Big BangBig Bang
Big Bang
nickson1992
 
Introdução a química
Introdução a químicaIntrodução a química
Introdução a química
Portal do Vestibulando
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
Catir
 
Propriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - QuímicaPropriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - Química
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Refração da luz
Refração da luzRefração da luz
Refração da luz
fisicaatual
 
Maquinas simples-cris
Maquinas simples-crisMaquinas simples-cris
Maquinas simples-cris
cristbarb
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
O mundo da FÍSICA
 
Lista de exercicios sobre tabela periodica
Lista de exercicios sobre tabela periodicaLista de exercicios sobre tabela periodica
Lista de exercicios sobre tabela periodica
Estude Mais
 
Densidade
DensidadeDensidade
Teoria da relatividade
Teoria da relatividadeTeoria da relatividade
Teoria da relatividade
123djenani
 
Introducao a-fisica
Introducao a-fisicaIntroducao a-fisica
Introducao a-fisica
Adrianne Mendonça
 
Introdução à física
Introdução à físicaIntrodução à física
Introdução à física
Catarina Lopes
 

Mais procurados (20)

Introdução à Astronomia
Introdução à AstronomiaIntrodução à Astronomia
Introdução à Astronomia
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
 
Lei da Gravitação Universal e Leis de Kepler
Lei da Gravitação Universal e Leis de KeplerLei da Gravitação Universal e Leis de Kepler
Lei da Gravitação Universal e Leis de Kepler
 
Princípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica GeométricaPrincípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica Geométrica
 
Apostila de fisica- 9_ano
Apostila de fisica- 9_anoApostila de fisica- 9_ano
Apostila de fisica- 9_ano
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 
Big Bang
Big BangBig Bang
Big Bang
 
Introdução a química
Introdução a químicaIntrodução a química
Introdução a química
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
 
Propriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - QuímicaPropriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - Química
 
Refração da luz
Refração da luzRefração da luz
Refração da luz
 
Maquinas simples-cris
Maquinas simples-crisMaquinas simples-cris
Maquinas simples-cris
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
 
Lista de exercicios sobre tabela periodica
Lista de exercicios sobre tabela periodicaLista de exercicios sobre tabela periodica
Lista de exercicios sobre tabela periodica
 
Densidade
DensidadeDensidade
Densidade
 
Teoria da relatividade
Teoria da relatividadeTeoria da relatividade
Teoria da relatividade
 
Introducao a-fisica
Introducao a-fisicaIntroducao a-fisica
Introducao a-fisica
 
Introdução à física
Introdução à físicaIntrodução à física
Introdução à física
 

Destaque

Queda dos corpos
Queda dos corposQueda dos corpos
Queda dos corpos
Daniela F Almenara
 
Queda livre
Queda livreQueda livre
Queda livre
Ana Paula Praxedes
 
Galileu Galilei
Galileu GalileiGalileu Galilei
Galileu Galilei
edson
 
Galileu Galilei
Galileu GalileiGalileu Galilei
Galileu Galilei
Escolas privadas
 
Galileo galilei powerpoint(2)
Galileo galilei powerpoint(2)Galileo galilei powerpoint(2)
Galileo galilei powerpoint(2)
guesta53a5e
 
Contexto escolar2
Contexto escolar2Contexto escolar2
Contexto escolar2
lety_pl_09
 
Queda Dos Corpos
Queda Dos CorposQueda Dos Corpos
Queda Dos Corpos
edson
 
Gravitação Universal
Gravitação UniversalGravitação Universal
Gravitação Universal
Erandi Lima
 
Queda livre - Físico Química 11ºano
Queda livre - Físico Química 11ºanoQueda livre - Físico Química 11ºano
Queda livre - Físico Química 11ºano
Rita Costa
 
Galileu
GalileuGalileu
Galileu
elenaiaronka
 
Galileu galilei
Galileu galileiGalileu galilei
Galileu galilei
andreravaglia
 
Galileu Galilei Biblioteca
Galileu Galilei BibliotecaGalileu Galilei Biblioteca
Galileu Galilei Biblioteca
Biblioteca Escolar
 
GALILEU
GALILEUGALILEU
Galileu
GalileuGalileu
Queda livre dos corpos
Queda livre dos corposQueda livre dos corpos
Queda livre dos corpos
Nalu Lima
 
Importante!!!
Importante!!!Importante!!!
Importante!!!
tiajeh
 
Show de física - Mariana Tannús e André Ferreira; 2º C
Show de física - Mariana Tannús e André Ferreira; 2º CShow de física - Mariana Tannús e André Ferreira; 2º C
Show de física - Mariana Tannús e André Ferreira; 2º C
maaaaariana
 
Aula 3 movimento1 d
Aula 3 movimento1 dAula 3 movimento1 d
Aula 3 movimento1 d
Weslley Murdock
 
Características
CaracterísticasCaracterísticas
Características
Arminda Fonseca
 

Destaque (20)

Queda dos corpos
Queda dos corposQueda dos corpos
Queda dos corpos
 
Queda livre
Queda livreQueda livre
Queda livre
 
Galileu Galilei
Galileu GalileiGalileu Galilei
Galileu Galilei
 
Galileu Galilei
Galileu GalileiGalileu Galilei
Galileu Galilei
 
Galileo galilei powerpoint(2)
Galileo galilei powerpoint(2)Galileo galilei powerpoint(2)
Galileo galilei powerpoint(2)
 
Contexto escolar2
Contexto escolar2Contexto escolar2
Contexto escolar2
 
Queda Dos Corpos
Queda Dos CorposQueda Dos Corpos
Queda Dos Corpos
 
Gravitação Universal
Gravitação UniversalGravitação Universal
Gravitação Universal
 
Queda livre - Físico Química 11ºano
Queda livre - Físico Química 11ºanoQueda livre - Físico Química 11ºano
Queda livre - Físico Química 11ºano
 
Galileu
GalileuGalileu
Galileu
 
Galileu galilei
Galileu galileiGalileu galilei
Galileu galilei
 
Galileu Galilei Biblioteca
Galileu Galilei BibliotecaGalileu Galilei Biblioteca
Galileu Galilei Biblioteca
 
Galileo Galilei
Galileo GalileiGalileo Galilei
Galileo Galilei
 
GALILEU
GALILEUGALILEU
GALILEU
 
Galileu
GalileuGalileu
Galileu
 
Queda livre dos corpos
Queda livre dos corposQueda livre dos corpos
Queda livre dos corpos
 
Importante!!!
Importante!!!Importante!!!
Importante!!!
 
Show de física - Mariana Tannús e André Ferreira; 2º C
Show de física - Mariana Tannús e André Ferreira; 2º CShow de física - Mariana Tannús e André Ferreira; 2º C
Show de física - Mariana Tannús e André Ferreira; 2º C
 
Aula 3 movimento1 d
Aula 3 movimento1 dAula 3 movimento1 d
Aula 3 movimento1 d
 
Características
CaracterísticasCaracterísticas
Características
 

Semelhante a Queda dos corpos

BethGalileu
BethGalileuBethGalileu
BethGalileu
ElizabethFreire
 
Aula lançameto vertical e queda livre
Aula lançameto vertical e queda livreAula lançameto vertical e queda livre
Aula lançameto vertical e queda livre
Sergio Luis
 
Mecânica dinâmica
Mecânica dinâmicaMecânica dinâmica
Mecânica dinâmica
Jorginho Jhj
 
Dinãmica- Leis de Newton
Dinãmica- Leis de NewtonDinãmica- Leis de Newton
Dinãmica- Leis de Newton
Roberto Oliveira
 
4 a causa final da gravitação
4 a causa final da gravitação4 a causa final da gravitação
4 a causa final da gravitação
artur felisberto
 
4 a causa final da gravitação
4 a causa final da gravitação4 a causa final da gravitação
4 a causa final da gravitação
artur felisberto
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
fisicaatual
 
dinâmica leis de newton leis de newton leis
dinâmica leis de newton leis de newton leisdinâmica leis de newton leis de newton leis
dinâmica leis de newton leis de newton leis
JoaoJose53
 
Queda livre
Queda livreQueda livre
Queda livre
Alfredo Melk
 
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismoAristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
Wagner Silva
 
Referenciais pag 2
Referenciais pag 2Referenciais pag 2
Referenciais pag 2
EuclidesPiR2
 
Modelo geocentrico e heliocentrico
Modelo geocentrico e heliocentricoModelo geocentrico e heliocentrico
Modelo geocentrico e heliocentrico
reneesb
 
Geocentrismo
GeocentrismoGeocentrismo
Geocentrismo
NeticiaMatos
 
Geocentrismo
GeocentrismoGeocentrismo
Geocentrismo
NeticiaMatos
 
Ppt newton
Ppt newtonPpt newton
Ppt newton
hgalante
 
Referenciais pag 1
Referenciais pag 1Referenciais pag 1
Referenciais pag 1
EuclidesPiR2
 
Historia da ciência inércia 2
Historia da ciência   inércia 2Historia da ciência   inércia 2
Historia da ciência inércia 2
Alexandre Abdalla
 
O modelo de cosmo
O modelo de cosmoO modelo de cosmo
O modelo de cosmo
dudulopescrd
 
Historia da ciência - Inércia
Historia da ciência - InérciaHistoria da ciência - Inércia
Historia da ciência - Inércia
Alexandre Abdalla
 
Cartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
Cartilha Inércia e a Primeira Lei de NewtonCartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
Cartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
Wellington Sampaio
 

Semelhante a Queda dos corpos (20)

BethGalileu
BethGalileuBethGalileu
BethGalileu
 
Aula lançameto vertical e queda livre
Aula lançameto vertical e queda livreAula lançameto vertical e queda livre
Aula lançameto vertical e queda livre
 
Mecânica dinâmica
Mecânica dinâmicaMecânica dinâmica
Mecânica dinâmica
 
Dinãmica- Leis de Newton
Dinãmica- Leis de NewtonDinãmica- Leis de Newton
Dinãmica- Leis de Newton
 
4 a causa final da gravitação
4 a causa final da gravitação4 a causa final da gravitação
4 a causa final da gravitação
 
4 a causa final da gravitação
4 a causa final da gravitação4 a causa final da gravitação
4 a causa final da gravitação
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
 
dinâmica leis de newton leis de newton leis
dinâmica leis de newton leis de newton leisdinâmica leis de newton leis de newton leis
dinâmica leis de newton leis de newton leis
 
Queda livre
Queda livreQueda livre
Queda livre
 
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismoAristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
Aristóteles e Copérnico - Geocentrismo e heliocentrismo
 
Referenciais pag 2
Referenciais pag 2Referenciais pag 2
Referenciais pag 2
 
Modelo geocentrico e heliocentrico
Modelo geocentrico e heliocentricoModelo geocentrico e heliocentrico
Modelo geocentrico e heliocentrico
 
Geocentrismo
GeocentrismoGeocentrismo
Geocentrismo
 
Geocentrismo
GeocentrismoGeocentrismo
Geocentrismo
 
Ppt newton
Ppt newtonPpt newton
Ppt newton
 
Referenciais pag 1
Referenciais pag 1Referenciais pag 1
Referenciais pag 1
 
Historia da ciência inércia 2
Historia da ciência   inércia 2Historia da ciência   inércia 2
Historia da ciência inércia 2
 
O modelo de cosmo
O modelo de cosmoO modelo de cosmo
O modelo de cosmo
 
Historia da ciência - Inércia
Historia da ciência - InérciaHistoria da ciência - Inércia
Historia da ciência - Inércia
 
Cartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
Cartilha Inércia e a Primeira Lei de NewtonCartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
Cartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
 

Mais de Daniela F Almenara

Trabalho mandalas
Trabalho mandalasTrabalho mandalas
Trabalho mandalas
Daniela F Almenara
 
Aec 9º-ano-1º-bim
Aec 9º-ano-1º-bimAec 9º-ano-1º-bim
Aec 9º-ano-1º-bim
Daniela F Almenara
 
Atividade em classe 1º bim 6º ano
Atividade em classe 1º bim 6º anoAtividade em classe 1º bim 6º ano
Atividade em classe 1º bim 6º ano
Daniela F Almenara
 
Atividade extraclasse 1º ano
Atividade extraclasse 1º anoAtividade extraclasse 1º ano
Atividade extraclasse 1º ano
Daniela F Almenara
 
Mandalas
MandalasMandalas
Mandalas
MandalasMandalas
Pg
PgPg
Função horária das posições
Função horária das posiçõesFunção horária das posições
Função horária das posições
Daniela F Almenara
 
Atividade de reforço algarismos romanos
Atividade de reforço algarismos romanosAtividade de reforço algarismos romanos
Atividade de reforço algarismos romanos
Daniela F Almenara
 
6º ano-avaliação-diagnótica-2016
6º ano-avaliação-diagnótica-20166º ano-avaliação-diagnótica-2016
6º ano-avaliação-diagnótica-2016
Daniela F Almenara
 
Avaliação de diagnóstica 8º ano
Avaliação de diagnóstica 8º ano Avaliação de diagnóstica 8º ano
Avaliação de diagnóstica 8º ano
Daniela F Almenara
 
As formas geométricas espaciais
As formas geométricas espaciaisAs formas geométricas espaciais
As formas geométricas espaciais
Daniela F Almenara
 
2º atv em classe 2º bim 2014
2º atv em classe  2º bim 20142º atv em classe  2º bim 2014
2º atv em classe 2º bim 2014
Daniela F Almenara
 
Álbum 7º C
Álbum 7º CÁlbum 7º C
Álbum 7º C
Daniela F Almenara
 
Álbum 7º B
Álbum  7º BÁlbum  7º B
Álbum 7º B
Daniela F Almenara
 
Álbum 7º A
Álbum 7º  AÁlbum 7º  A
Álbum 7º A
Daniela F Almenara
 
Dilatação térmica dos líquidos
Dilatação térmica dos líquidosDilatação térmica dos líquidos
Dilatação térmica dos líquidos
Daniela F Almenara
 
Atividade extraclasse 2º ano
Atividade extraclasse 2º anoAtividade extraclasse 2º ano
Atividade extraclasse 2º ano
Daniela F Almenara
 
Aula 1 temperatura
Aula 1   temperaturaAula 1   temperatura
Aula 1 temperatura
Daniela F Almenara
 
2º magnetismo
2º magnetismo2º magnetismo
2º magnetismo
Daniela F Almenara
 

Mais de Daniela F Almenara (20)

Trabalho mandalas
Trabalho mandalasTrabalho mandalas
Trabalho mandalas
 
Aec 9º-ano-1º-bim
Aec 9º-ano-1º-bimAec 9º-ano-1º-bim
Aec 9º-ano-1º-bim
 
Atividade em classe 1º bim 6º ano
Atividade em classe 1º bim 6º anoAtividade em classe 1º bim 6º ano
Atividade em classe 1º bim 6º ano
 
Atividade extraclasse 1º ano
Atividade extraclasse 1º anoAtividade extraclasse 1º ano
Atividade extraclasse 1º ano
 
Mandalas
MandalasMandalas
Mandalas
 
Mandalas
MandalasMandalas
Mandalas
 
Pg
PgPg
Pg
 
Função horária das posições
Função horária das posiçõesFunção horária das posições
Função horária das posições
 
Atividade de reforço algarismos romanos
Atividade de reforço algarismos romanosAtividade de reforço algarismos romanos
Atividade de reforço algarismos romanos
 
6º ano-avaliação-diagnótica-2016
6º ano-avaliação-diagnótica-20166º ano-avaliação-diagnótica-2016
6º ano-avaliação-diagnótica-2016
 
Avaliação de diagnóstica 8º ano
Avaliação de diagnóstica 8º ano Avaliação de diagnóstica 8º ano
Avaliação de diagnóstica 8º ano
 
As formas geométricas espaciais
As formas geométricas espaciaisAs formas geométricas espaciais
As formas geométricas espaciais
 
2º atv em classe 2º bim 2014
2º atv em classe  2º bim 20142º atv em classe  2º bim 2014
2º atv em classe 2º bim 2014
 
Álbum 7º C
Álbum 7º CÁlbum 7º C
Álbum 7º C
 
Álbum 7º B
Álbum  7º BÁlbum  7º B
Álbum 7º B
 
Álbum 7º A
Álbum 7º  AÁlbum 7º  A
Álbum 7º A
 
Dilatação térmica dos líquidos
Dilatação térmica dos líquidosDilatação térmica dos líquidos
Dilatação térmica dos líquidos
 
Atividade extraclasse 2º ano
Atividade extraclasse 2º anoAtividade extraclasse 2º ano
Atividade extraclasse 2º ano
 
Aula 1 temperatura
Aula 1   temperaturaAula 1   temperatura
Aula 1 temperatura
 
2º magnetismo
2º magnetismo2º magnetismo
2º magnetismo
 

Último

Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
GrazielaTorrezan
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 

Queda dos corpos

  • 1. Governo do Estado de Rondônia Secretaria de Estado da Educação – SEDUC E.E.E.F.M. Cel. Aluízio Pinheiro Ferreira Rolim de Moura – RO Queda dos Corpos Profª: Daniela Fontana Almenara
  • 2. Queda dos corpos – Aspectos históricos Entre diversos movimentos que ocorrem na natureza, houve sempre interesse no estudo do movimento de queda dos corpos próximos à superfície da Terra. Quando abandonamos um objeto (uma pedra, por exemplo) de uma certa altura, podemos verificar que, ao cair, sua velocidade cresce, isto é, o seu movimento é acelerado. Se lançarmos o objeto para cima, sua velocidade diminui gradualmente até se anular no ponto mais alto, isto é, o movimento de subida é retardado. As características destes movimentos de subida e descida foram objeto de estudo desde tempos bastante remotos.
  • 3. Aristóteles e a queda dos corpos O grande filósofo Aristóteles, aproximadamente 300 anos antes de Cristo, acreditava que, abandonando corpos leves e pesados de uma mesma altura, seus tempos de queda não seriam iguais: os corpos mais pesados alcançariam o solo Aristóteles (384-322 a.C.) antes dos mais leves.
  • 4. A crença nesta afirmação perdurou durante quase dois mil anos. Isso ocorreu em virtude de nossa intuição nos fazer pensar que os corpos mais pesados realmente caem mais rapidamente, além da grande influência do pensamento aristotélico em várias áreas do conhecimento. Um estudo diferenciado do movimento de queda dos corpos utilizando técnicas experimentais só viria a ser realizado pelo físico Galileu Galilei, no século XVII.
  • 5. Galileu e a queda dos corpos Galileu é considerado o introdutor do método experimental na Física, acreditando que a realização de experimentos, ao controlar as partes importantes do fenômeno, ajudaria na sua explicação. Já os aristotélicos consideravam que os experimentos não serviam para estudar a realidade. Esse método, inovador, serviu para Galileu Galilei abordar a pesquisa de um modo (1564-1642) diferente, o que levou a conclusões bem distintas das de Aristóteles.
  • 6. Estudando a queda dos corpos através de sofisticadas técnicas experimentais e de medição, Galileu chegou à conclusão de que: “Abandonados de um mesma altura, um corpo leve e um corpo pesado caem simultaneamente, atingindo o chão no mesmo instante.” Contrariamente ao que pensava Aristóteles. Galileu descreve em seus livros que ele teria subido ao alto da Torre de Pisa e, para demonstrar experimentalmente sua afirmativa, abandonou várias esferas de pesos diferentes, que atingiram o chão quase ao mesmo tempo.
  • 7. Torre de Pisa A famosa torre inclinada de Pisa, cuja altura é de, aproximadamente, 45 m. Conta-se que, do alto dessa torre, Galileu realizou sua célebre experiência sobre a queda dos corpos.
  • 8. Queda livre • Ao deixarmos cair uma pedra e uma pena, a pedra cai mais depressa, entretanto isso se dá porque o ar exerce um efeito retardador na queda de qualquer objeto e esse efeito exerce maior influência sobre o movimento da pena.
  • 9. • As afirmativas de Galileu só seriam válidas para quedas no vácuo, mas observamos que a resistência do ar só retarda sensivelmente certos corpos. • O movimento de queda dos corpos no vácuo ou no ar, quando a resistência do ar é desprezível, é denominado queda livre.
  • 10. As equações da queda livre •
  • 11. Observações sobre as equações • Supondo que um corpo seja lançado para baixo com uma velocidade inicial após cair durante um tempo t e ter percorrido uma distância s, são válidas as equações. • Estas mesmas equações podem ser empregadas para o movimento de subida, bastando lembrar que, neste caso, o movimento é uniformemente retardado (a aceleração será negativa).
  • 13. Atividades • Responder os exercícios de fixação do livro, pág 58 • Trabalho de pesquisa: Ler o tópico especial sobre Galileu Galilei no livro didático pág. 59, 60 e 61. Ler as indicações 35 e 36 dos exercícios de fixação na pág. 62 Redija um texto dissertativo de no mínimo ---- linhas sobre a temática das indicações.
  • 14. Referências A discussão deste slide traz tópicos históricos sobre a queda dos corpos, publicados no livro “Curso de Física” de Antônio Máximo e Beatriz Alvarenga, bem como informações e imagens do blog http://professorandrios.blogspot.com.br/2011/11/ queda-dos-corpos-aspectos-historicos-e.html